Domingo, 26.02.12

Sporting venceu e desta vez já convenceu

O clube leonino bateu o Rio Ave por 1-0 e voltou a apanhar o Marítimo na classificação. Um golo de Marat Izmailov resolveu o jogo para os “leões”.


O Sporting continua sem conhecer o sabor da derrota, desde que Sá Pinto assumiu o cargo de treinador do Sporting. Neste domingo, frente ao Rio Ave, no segundo jogo consecutivo dos verde-e-brancos em Alvalade para a Liga, a vitória voltou a sorrir aos “leões”.

Um golo solitário de Marat Izmailov bastou para garantir os três pontos à formação da casa. Novamente um triunfo curto mas, desta vez, com uma exibição bem mais conseguida, especialmente no primeiro tempo.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 20:52 | link do post | comentar

Quarta-feira, 02.03.11

 

Histórias do Benfica Sporting

 

 

 

Um Benfica-Sporting para a Taça (seja de Portugal ou da Liga) tem o que se lhe diga. Aqui estão as quatro melhores histórias seleccionadas pelo i

 

Benfica-0/ Sporting-2

Meia-final da Taça 23 de Junho de 1963
Estádio da Luz, em Lisboa

 

Em Maio de 1964, o Sporting levanta a Taça das Taças, mas a gloriosa epopeia dos leões não começa com os italianos da Atalanta, em Setembro, mas sim com o Benfica, em Junho do ano anterior, nas meias-finais da Taça de Portugal. O Benfica, já campeão nacional, com seis pontos de avanço sobre o FC Porto e dez sobre o Sporting, havia perdido a final da Taça dos Campeões (1-2 com dois golos de Altafini, do Milan, em Wembley) e esperava eliminar o rival para acabar a época em beleza. E tudo estava bem encaminhado após o 1-0 em Alvalade, golo do inevitável José Águas. Na Luz, basta segurar a vantagem. Ainda por cima, o Sporting nunca ganhara lá desde a inauguração do estádio, em Dezembro de 1954: sete derrotas e três empates em dez jogos. Tudo muda a 23 de Junho, com dois golos de Figueiredo (de Cernache). O Sporting qualifica-se para a final da Taça (que ganharia por claro 4-0 ao Vitória) e Figueiredo fica conhecido como Altafini de Cernache.

 

Benfica -2/ Sporting-3

Meia final da Taça (2.ª mão) 24 de Junho de 1945
Campo Grande, em Lisboa

Gaspar Pinto é um defesa benfiquista conhecido por ter deixado a sua marca (e a dos pitons) nas pernas de alguns avançados. Um deles é o sportinguista Peyroteo, o mais eficaz fura-redes que o país viu até hoje (529 golos em 327 jogos). Num Benfica-Sporting em 1944, Gaspar Pinto insulta Peyroteo. Este escreve à direcção do Sporting, alertando-a para esse facto. Em Dezembro desse ano, Valadas (Benfica) organiza o jogo de despedida, que começa com um aperto de mãos entre os dois rivais. Tudo se endireita mas, quatro dérbis depois, outra vez o caldo entornado. Peyroteo, autor de dois golos nessa tarde, não gosta do que ouve e esmurra Gaspar Pinto, para limpar a honra beliscada da sua mãe. É expulso (aos 83 minutos), pela primeira e única vez na carreira. E já não joga o desempate, que o Sporting ganha com golo de Albano (1-0 no Lumiar). Suspenso, Peyroteo recebe 38 telegramas, 158 cartas e 225 cartões de solidariedade. O país está com ele.

 

Benfica - 3/ Sporting-1

Final da Taça 14 de Junho de 1970
Estádio Nacional, em Lisboa

É a terceira final de sempre da Taça entre Benfica e Sporting, e a primeira de uma série de três seguidas. Numa acção concertada da Direcção-Geral dos Desportos (DGD), faz-se o primeiro controlo antidoping. Durante o intervalo (1-0 para o Benfica), os presidentes Borges Coutinho (Benfica) e Brás Medeiros (Sporting) são avisados dos intentos da DGD e aceitam sem problema a recolha do líquido orgânico de quatro jogadores, dois de cada lado, previamente sorteados. Lá em baixo, no relvado, só José Augusto, treinador dos encarnados, recusa o controlo, mas de forma correcta, como acrescentaria o inspector. O Benfica ganha 3-1. No antidoping, venceria o Sporting por 2-0 – os dois jogadores estavam limpos. Nessa final, Toni é o lateral-esquerdo do Benfica. "Estava a cumprir serviço militar e foi o José Augusto [treinador] quem me foi buscar ali perto de Torres Vedras, na véspera da final."

 

Benfica-3/ Sporting- 0

Quartos-de-final 2 de Abril de 1983

Estádio da Luz, em Lisboa

Malcolm Allison vence campeonato e Taça em 1981/82, mas sai de Alvalade no Verão de 1982. É António Oliveira quem se assume como treinador, acumulando ainda o cargo de avançado, ao lado de Jordão e Manuel Fernandes. Na segunda época deste reinado, os leões são eliminados pela Real Sociedad, nos quartos-de-final da Taça dos Campeões. No domingo seguinte, esfumar-se-ia o sonho da Taça de Portugal, com um rotundo 3-0 na Luz. Curiosidade: Oliveira nem sequer foi ao jogo – Marinho é que assumiu o seu lugar. "Foi apanhar sol para Tróia. Tem dores nas costas e precisa de repouso", justificou Jaime Lopes, chefe do departamento de futebol do Sporting. O capitão Manuel Fernandes reagiu e pediu ao presidente João Rocha a contratação de um treinador. Dias depois, é apresentado o checoslovaco Josef Venglos, o tal que lançaria Futre na época seguinte, antes de o querer emprestar à Académica.



publicado por olhar para o mundo às 14:22 | link do post | comentar

Segunda-feira, 05.07.10

Amor À camisola

 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 10:05 | link do post | comentar

Quarta-feira, 10.02.10

O futebol segundo João Pereira

 

Via Henricartoon 



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.01.10

O Sá Pinto e a sua falta de paciência

 

Via Henricartoon 



publicado por olhar para o mundo às 18:40 | link do post | comentar

Sexta-feira, 20.11.09

 Candidata a Presidente do  Sporting

 
cid:197D6ADF-A66F-4ABB-8614-EFF2EB13C9CE
 
Maria de Lurdes Rodrigues
 
Qualificações: habituada a multidões descontentes!!!...
 
Recebido por mail
 



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 16.11.09

O sporting e o treinador de prestígio 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 18:09 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24.07.09

Futebol de ataque, ou, o crime compensa!

 

Via HenriCartoon 



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.03.09

 

 

A polémica em torno da arbitragem da final da Taça da Liga entre Sporting e Benfica chegou à Igreja quando um pároco em Lisboa, fervoroso sportinguista, anunciou que não irá baptizar meninos com nome Lucílio. 

"Aproveito para vos anunciar que, enquanto for responsável por esta paróquia, não faço intenções de baptizar nenhum menino chamado Lucílio. Queiram dispor para tais propósitos dos serviços de uma paróquia vizinha", anunciou domingo o padre João José Marques Eleutério antes do tradicional "Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe". 

Na missa dominical, celebrada todos os domingos às 12h30 na igreja do Rato, o pároco manifestou-se assim "incomodado" com a arbitragem de Lucílio Baptista no jogo da Final da Taça da Liga. 

O árbitro tem sido criticado pelo Sporting por ter assinalado uma grande penalidade inexistente que aos 72 minutos deu o empate 1-1 ao Benfica, que acabou por conquistar o troféu no desempate por penalties. 

"É verdade que sou sportinguista desde sempre e que falei, durante a missa, do resultado vergonhoso entre o Benfica e o Sporting", disse à Lusa o padre João Eleutério. "Foi uma brincadeira e os paroquianos já sabem que eu gosto do Sporting e gosto de fazer piadas", disse o sacerdote, garantindo no entanto que nenhuma criança ficará por baptizar: "se não for eu, será outro sacerdote". 

Sócio do Sporting Clube de Portugal e atleta durante vários anos, João Eleutério não consegue "ficar indiferente" ao clube. "Custa muito perder da maneira que perdemos no sábado, frente ao Benfica. Vai ficar sempre a suspeita de que o árbitro não foi correcto", frisou o sacerdote. 

João Eleutério não imaginou que o 'aviso' que fez no final da missa dominical seria objecto de crónicas em blogues e motivo de comentários por parte de alguns paroquianos. "Foi mesmo uma brincadeira, mas a verdade é que o Sporting está constantemente a ser prejudicado pela arbitragem", disse à Lusa. 

 

Na memória do sacerdote, tal como o último Benfica/Sporting, está ainda um jogo realizado há dois anos com o Paços de Ferreira. "O Sporting perdeu o campeonato por ter perdido o jogo com o Paços de Ferreira, onde foi marcado um golo com a mão", finalizou o padre João Eleutério.

Via:Expresso

 



publicado por olhar para o mundo às 13:58 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Sporting venceu e finalme...

Histórias do Benfica- Spo...

Amor à camisola

O futebol segundo João Pe...

Sá Pinto, o Retorno

Candidata a predidente do...

O Sporting e o treinador ...

Futebol de ataque... ou, ...

Portugal insólito:Padre r...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...