Segunda-feira, 27.02.12
Sugestões low-cost para entreter crianças em dias de sol  Ler mais: http://aeiou.expresso.pt/sugestoes-ilow-costi-para-entreter-criancas-em-dias-de-sol=f706764#ixzz1nWX0y4AN

Tal como indicava o anúncio a uma conhecida bebida gaseificada, em Portugal por cada dia que chove há não sei quantos outros em que faz sol. Diria que neste inverno em particular esta estatística não poderia estar mais certa. Se já não me recordo do último dia em que choveu (alguém me dizia há dias a brincar que deve ter sido em 1991) e se tudo isto me parece altamente prejudicial para a agricultura, para a pecuária e afins, já não me parece tão prejudicial para quem, como eu, odeia dias cinzentos.

 

Sim, oficialmente odeio dias cinzentos. O argumento "é tão bom estar em casa enrolada na mantinha enquanto chove lá fora" para mim não cola. Se eu tivesse de fugir para um país qualquer seria certamente para um onde houvesse mais sol que em Lisboa (e sim, eu sei que Londres é espetacular mas é ainda melhor quando faz sol).

 

Mas acalmem-se almas desassossegadas que a crónica desta semana não é sobre o Sol mas sim sobre uma panóplia de ofertas que temos na capital para aproveitar dias frios e cheios de sol onde, não dando para ir à praia, dá pelo menos para sair de casa. E a situação torna-se particularmente sensível para quem tem crianças e precisa de urgentemente as retirar da frente do iPad, do televisor ou da cozinha cheia de bolos.

 

As desculpas como "temos pouco dinheiro" ou "eu nem sequer vivo em Lisboa" terão de ficar em casa. Algumas das sugestões são grátis ou a custo reduzido e Lisboa fica no máximo a 300 quilómetros de distância de onde está (uma viagem de comboio pode saber a férias numa temática "Viagens pela minha terra"), em alternativa, poderá sempre encontrar programas semelhantes perto da sua casa. Inspire-se e saia com as crianças para aproveitar o sol de inverno português.

 

Alerta: crianças para entreter!

Planetário de Lisboa - Tenho-o no coração e planeio regressar lá em breve (mesmo sem crianças). Aos domingos de manhã há sessões infantis até aos 12 anos. Entrada grátis.

 

Monumentos - O que não falta são monumentos em Lisboa para explorar com as suas crianças. Reveja as aulas de História com eles, faça pequenos passatempos e adivinhas para estimular a aprendizagem. Se acabou de sair do Planetário tem ali mesmo ao lado o Mosteiro dos Jerónimos. Num dia de sol, suba ao Padrão dos Descobrimentos (grátis para crianças até aos 12 anos) ou leve-os ao Cristo-Rei (2 euros por criança até aos 8 anos).

 

Jardins - Há uma infinidade de jardins em Lisboa onde se pode divertir com eles. Corram, dancem, cantem, façam jogos. Os jardins urbanos são um grande recreio para eles no meio do betão. Dependendo de onde mora, até poderá fazer o caminho a pé ou de transportes públicos: O da Gulbenkian (um mundo inteiro para descobrir com pequenos recantos, lagos e animais como patos, rãs e peixes),o Jardim da Estrela (com um relvado muito agradável e uma aranha que os vai fazer sentir autênticos super-heróis e queimar a energia), o do Campo Pequeno (um clássico renovado com espaço e instrumentos para mil brincadeiras), o Parque das Conchas (no Lumiar, para correrem à vontade)... A verdade é que são tantos que seria impossível nomeá-los todos aqui. Procure e descubra!

Para a família toda


Castelo de São Jorge: Visitas em Família: Trata-se de uma visita de exploração do castelo e do núcleo arqueológico, para maiores de 5 anos. Uma descoberta completa da História, das personagens e do património português. Próxima visita: amanhã, domingo, dia 26 de fevereiro às 11 horas. Valor: 3,5 euros. Para mais informações: castelodesaojorge@egeac.pt 

 

 

Centro Cultural de Belém: Mercadinho dos Talentos. A realizar-se no próximo 17 de março entre as 11h e as 17h no Jardim das Oliveiras. É um palco onde qualquer criança pode mostrar o seu talento! Podem apresentar projetos de dança, música, poesia, teatro... a imaginação é o limite! A entrada é livre! Para mais informações: www.ccb.pt 

 

Espaço Monsanto - Tesouros da Floresta: Para crianças entre os 3 e os 5 anos. Várias atividades que incluem a exploração do ambiente natural e recolha de material. Uma ótima forma de estimular a imaginação na natureza, respirar ar puro e ainda terminar o dia com (porque não?) um piquenique. A realizar-se sábados e domingos. Para mais informações: lisboaverde.cm-lisboa.pt/

Teatro, cinema e cultura: torne o programa inesquecível

As Aventuras de João Sem Medo: Para maiores de 6 anos, até 29 de fevereiro no Teatro Nacional D. Maria II . Um imaginário de gigantes, princesas, príncipes e fadas que não os vai deixar indiferentes. Mais informações em www.teatro-dmaria.pt

 

Cinemateca Júnior: Aqui poderá assistir a um sem número de filmes infantis, especialmente de animação, que eles irão adorar. Sugiro "Alice no País das Fadas", mas poderá encontrar muitos e muitos outros, para os gostos de qualquer criança. Os bilhetes variam entre os 3,2€ (adultos ) e os 1,10€ (até 16 anos). Para mais informações visite a Cinemateca Júnior no Palácio Foz nos Restauradores.

 

Marioneta Chinesas - Convento das Bernardas: aqui esconde-se um museu que vai fazer as delícias dos seus pequenos. O Museu das Marionetas. Assista a uma pequena peça de teatro de sombras chinesas com marionetas. Explique-lhes que as sombras chinesas são provavelmente uma das tradições de marionetas mais antigas do mundo e a sua origem deverá remontar o século III D.C.

 

Aproveito para lhe lembrar outro artigo que publicámos aqui, no blogue A Vida de Saltos Altos, com uma lista de sugestões para brincadeiras com crianças, também com a poupança como prioridade: Como entreter os filhos de borla? Digo-vos aqui e agora .


Agora diga lá: se até eu, que não tenho crianças, consegui encontrar todas estas atividades, quantas você (que é a especialista) consegue encontrar? Garanto-lhe que muitas mais. Aproveite o fim de semana, o sol e divirta-se com eles. Olhe que crescem num instantinho!

 

Via A Vida de Saltos Altos



publicado por olhar para o mundo às 08:56 | link do post | comentar

Sexta-feira, 07.01.11

Uma espanhola diz ser dona do sol

 

Vários funcionários de um cartório espanhol ficaram estupefactos quando Angeles Durán se lhes dirigiu para se registar como a proprietária, não de um veículos muito menos de uma propriedade. Angeles Durán quer ser a proprietária do sol. Este Sol é mesmo o astro solar, para que não haja dúvidas.

Segundo o jornal "La Voz de Galicia ", o notário riu-se depois das primeiras palavras saírem da boca desta espanhol. Depois recompôs-se, a tempo de ouvir Angeles Durán insistir: "Sou proprietária do Sol, estrela de tipo espetral G2, que se encontra no centro do sistema solar, situada a uma distância média da Terra de aproximadamente 149.600.000 quilómetros". Desconhece-se se o notário voltou a sorrir ou não.

Ao jornal espanhol esta mulher disse existir "um acordo internacional que impede qualquer país de ser o dono de planetas", mas esse acordo não se refere aos cidadãos. "Há um americano que é detentor de quase todos os planetas e da Lua, mas não do Sol".

Negócio solidário

 

Angeles Durán afirmou já se ter reunido com o Ministério da Indústria espanhol, a quem explicou querer cobrar uma taxa pelo uso da energia solar... a nível mundial.

"Se se paga pelos rios, porque não?", pergunta Angeles Durán, que já tem estabelecida a distribuição dos lucros de um eventual negócio à custa do Sol: 50% das receitas serão entregues para o Orçamento do Estado, 20% destinam-se às pensões mínimas, 10% para pesquisa e saúde, 10% para erradicar a fome e os restantes 10% vão para o seu bolso.

Só que há um problema legislativo na lógica deste negócio (decerto que haverá mais problemas noutras categorias diversas). Para esta espanhola, que mora em Salvaterra de Miño, junto à fronteira portuguesa, a dois quilómetros do concelho nortenho de Monção, se tornar a nova proprietária do nosso Sol, Angeles Durán tem de ver o seu pedido aprovado pelo Conservatório de Registo de Propriedade espanhol que, por acaso, não calha ter competências sobre o sistema solar.

Ao ler o artigo do jornal espanhol também se fica a saber que o despacho do pedido de Angeles Durán, entretanto aprovado pelo senhor que se riu dela, está agora na localidade de O Porriño, numa urbanização com o nome "El Sol".

Se alguém ficar ofendido com o absurdo da ideia desta mulher, ou apenas pelo facto de não ter tido esta ideia primeiro, e caso Angeles Durán se torne, de facto, na proprietária do Sol, será sempre de considerar a hipótese de lhe mover um processo na eventualidade de um escaldão ou uma insolação...

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 02.07.10

LISBOA E SUL

 

Palácio Foz
Praça dos Restauradores, s/n, Lisboa
Tel. 213 462 157 e 213 476 129
Cinema Sábados em Família, o programa de sessões de cinema da Cinemateca Júnior, exibe o filme de animação "As Aventuras de Wallace e Gromit". O filme reúne as três primeiras aventuras dos impagáveis Wallace, grande apreciador de queijo, e o seu cão Gromit, verdadeiro 'cão de guarda' que salva o dono de alguns disparates. Destaque especial para a última aventura em que os nossos heróis enfrentam um pinguim ladrão. No dia 3 de julho às 15h. Ver mais informações em www.cinemateca.pt/programacao.asp .

 

Museu do Oriente
Avenida de Brasília, s/n, Lisboa
Tel. 213 585 299 e 213 585 200
Oficinas O museu, através do conjunto de atividades Férias de Verão, propõe diversas oficinas aos mais novos. Duas delas estão incluídas no programa Oficinas de Longa Duração. "Patuá Di Macau, Unde Ta Vai?" sobre o patuá macaense, o crioulo português de Macau, salienta a mistura de diferentes culturas existentes na cidade. De 12 a 14 de julho das 10h às 13h e das 14h30 às 18h (é necessário fazer marcação prévia até ao dia 5 de julho). E "Viagem de Sabores: do Sushi ao Kimshi" conduz a uma viagem ao Oriente onde será possível saborear exóticas iguarias. Nos dias 15 a 16 de julho das 10h às 13h e das 14h30 às 18h (é necessário fazer marcação prévia até ao dia 8 de julho). A outra atividade está incluída no programa Sábados em Oficinas. "Os Segredos dos Brinquedos" aborda o mundo dos brinquedos do Japão e depois, através de diversas técnicas, os participantes vão construir um com as próprias mãos que poderá levar para casa. No dia 10 de julho das 11h às 13h (é necessário fazer marcação prévia até ao dia 5 de julho). Ver mais informações em www.museudooriente.pt .

 

Oceanário de Lisboa
Esplanada D. Carlos I, s/n, Lisboa
Tel. 218 917 002 e 218 917 006
Dormir A promessa é irresistível: as crianças dos 4 aos 12 anos podem passar as suas férias debaixo de água. Dez dias temáticos inspirados nos oceanos deixam nas mãos dos petizes os ofícios de pintores e atores, cientistas e historiadores, sem falar nos 'brindes', que incluem aulas de canoagem no Centro Náutico e passeios de teleférico. Até ao dia 10 de setembro, de segunda a sexta das 9h às 18h. Além disso, todas as sextas o programa pode ser prolongado com o interessante ciclo "Dormindo com os Tubarões", com atividades à hora de jantar e uma bizarra noite de sono. Só é preciso ter mais de 6 anos, uma escova de dentes, roupa confortável para dormir e um saco-cama. Ver mais informações em www.oceanario.pt .

 

Jardim Botânico da Ajuda
Calçada da Ajuda, s/n, Lisboa
Tel. 214 531 277 e 917 616 954
Heidi O Grupo de Teatro Infantil AnimArte apresenta a peça "Heidi", baseada na obra homónima de Johanna Spyri, um espetáculo cheio de música danças e travessuras. Heidi é uma menina que vai viver para o campo com o avô, que não conhecia, e aquilo que ao início parecia bastante assustador irá revelar-se como uma aventura fantástica para a jovem. Ela conhece Pedro, o pastor, a quem ensina a ler e este, em troca, revela a Heidi os segredos da vida no campo: a medicina natural, como fazer queijo ou ter uma alimentação equilibrada. Mais tarde, é obrigada a voltar para a cidade para fazer companhia a uma menina doente e convence a família da jovem a adotar os saudáveis hábitos campestres. Até ao dia 18 de julho, aos sábados, domingos e feriados às 16h (para escolas, de segunda a sexta, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.grupoanimarte.com .

 

Jardim Zoológico de Lisboa
Estrada de Benfica, 160, Lisboa
Tel. 217 232 960
Chitas O Zoo celebrou os seus 126 anos de existência com a inauguração de uma das únicas instalações de exibição e reprodução de chitas da Europa, com cerca de 100 metros de comprimento, visando a preservação de uma das espécies mais ameaçadas do planeta. A chita é o único felino diurno e o animal terrestre mais rápido do mundo, chegando a atingir os 120km por hora em curtas distâncias. O Zoo procurou respeitar as características do habitat natural da espécie e adequou a topografia e o substrato da instalação aos animais, com zonas mais elevadas, plantas, rochas e locais de sombra. Exibição permanente, todos os dias das 10h às 20h. Ver mais informações em www.zoo.pt .

 

Teatro Bocage
Rua Manuel Soares Guedes, 13-A, Lisboa
Tel. 912 449 909
Férias O Teatro Bocage propõe aos jovens o programa Férias no Teatro - ATL Verão 2010 que inclui uma semana de aprendizagem das noções básicas e dos instrumentos necessários à representação (o corpo, a voz, o movimento), exercícios de desinibição, concentração, memorização e relaxamento, desenvolvimento de trabalho de grupo e finalmente a criação de uma peça de teatro e seus personagens, encenação e apresentação à família e amigos no último dia de atividades. Até ao dia 17 de setembro, de segunda a sexta das 9h às 18h. Ver mais informações em www.teatrobocage.com .

 

Auditório do Espaço Monsanto
Parque Florestal de Monsanto, Lisbo
Tel. 218 460 738 e 967 525 460
Espetáculo A companhia Trupilariante de teatro-circo apresenta "Odisseia pelos Astros". O herói da peça, Fernão de Magalhães, numa aventura audaz, à semelhança da sua famosa viagem, decide acompanhar a velocidade da luz e desbravar o espaço profundo do Universo, atravessando buracos negros, desviando-se de meteoros e meteoritos e fugindo de nuvens de gases primordiais. Até ao dia 31 de julho, aos sábados e domingos às 16h. Ver mais informações em www.trupilariante.com .

 

Centro Cultural Malaposta
Rua Angola, s/n, Olival Basto, Odivelas
Tel. 219 383 100
Gato A peça de teatro infantil "O Gato das Botas" inspirada no conto de Charles Perrault, conta a história de um jovem que herdou da mãe um gato, que o convence a comprar-lhe um belo chapéu e umas lindas botas. Com um cenário mágico, um guarda-roupa fantasioso e bonitas canções, o divertido Gato das Botas vai mostrar que é possível ser bem-sucedido desde que se encare a vida com confiança. Até 25 de julho, aos sábados às 16h e aos domingos às 11h (para escolas, de terça a sexta às 10h30 e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.malaposta.pt .

 

Núcleo Arqueológico do Millennium bcp
Rua Augusta, 84, Lisboa
Tel. 211 131 004
Ossos A Fundação Millennium bcp oferece "Ossos que Contam História", uma mostra de vestígios arqueológicos de animais vertebrados que coexistiram e coexistem ainda com a espécie humana. A exposição apresenta, de forma pedagógica, fragmentos da história do Homem e dos animais 'contada' através dos ossos de animais recuperados no decurso das escavações realizadas no espaço atualmente ocupado pelo Núcleo Arqueológico, próximo do Arco da Rua Augusta. A entrada é gratuita e a mostra vai estar patente até setembro, de segunda a sábado das 10h às 13h e das 14h às 17h, exceto às quintas em que o período de abertura só vai das 15h às 17h. Ver mais informações em www.millenniumbcp.pt .

 

Museu do Brinquedo
Rua Visconde de Monserrate, 26, Sintra
Tel. 219 242 171
Transportes O museu apresenta a exposição "Meios de Transporte", composta por objetos em condições de reserva e por peças de coleções privadas que primam pela sua antiguidade, representatividade e raridade. A mostra revela como o Homem, para o seu próprio transporte e para o transporte de bens e mercadorias, melhorou técnicas, inventou materiais e construiu mecanismos capazes de se moverem pelos seus próprios meios na terra, no mar e no ar. Até 31 de outubro, de terça a domingo, das 10h às 18h. Ver mais informações em www.museu-do-brinquedo.pt .

 

Jardim Zoológico de Lisboa
Estrada de Benfica, 160, Lisboa
Tel. 217 232 960
Animais O Centro Pedagógico do Zoo oferece, até ao mês de novembro, três novidades na área dos programas de animação para os mais novos. Um deles, "Sábados Selvagens", para famílias (crianças a partir dos 4 anos acompanhadas por adultos), permite aprender in loco, pela mão dos tratadores, treinadores e profissionais do Zoo um pouco mais sobre a vida animal (todos os sábados a partir das 10h). Um outro é o ateliê "Quando os Animais Saem dos Contos..." para crianças entre os 4 e os 10 anos, onde será contada uma história em que as personagens principais são espécies de animais que os pequenos poderão conhecer ao vivo no Zoo (todos os sábados e domingos das 10h às 13h). Quanto a "Safari no Zoo!", para crianças dos 6 aos 12 anos, inclui várias atividades como a ajuda na manutenção de alguns animais, o auxílio aos treinadores na preparação da apresentação de aves em voo livre e a visita aos bastidores da Baía dos Golfinhos (todos os sábados das 10h às 18h). Estas atividades exigem marcação prévia. Ver mais informações em www.zoo.pt .

 

Museu de Ciência da Universidade de Lisboa
Rua da Escola Politécnica, 56, Lisboa
Tel. 213 921 808 e 213 921 679
Céus O museu, em colaboração com a Sociedade Portuguesa de Matemática, apresenta a exposição "Medir os Céus para Dominar a Terra: a Astronomia na Escola Politécnica de Lisboa (1837-1911)". Esta mostra pretende não só dar a conhecer o ensino e a prática da Astronomia na Escola Politécnica durante o século XIX como também sensibilizar o público escolar para a relação estreita entre a Matemática e a Astronomia. Até ao dia 31 de agosto de 2010, de terça a sexta das 10h às 17h e aos sábados e domingos das 11h às 18h (encerra às segundas e feriados). Ver mais informações em www.mc.ul.pt .

 

Museu Nacional de História Natural da Universidade de Lisboa
Rua da Escola Politécnica, 58, Lisboa
Tel. 213 921 808 / 213 921 883 / 213 921 679
Terra O museu apresenta a exposição "A Aventura da Terra: um Planeta em Evolução". A mostra interativa começa pela origem do próprio Universo e acompanha a evolução do planeta ao longo dos últimos 4.600 milhões de anos, com relevo para os primeiros sinais de vida na Terra e a sua posterior diversificação. Até dezembro de 2011, de terça a sexta das 10h às 17h e aos sábados e domingos das 11h às 18h (encerra às segundas e feriados). Ver mais informações em www.mnhn.ul.pt .

 

Museu Nacional de História Natural da Universidade de Lisboa
Rua da Escola Politécnica, 56/58, Lisboa
Tel. 213 921 808 / 213 921 883 / 213 921 679
Dinossáurio O museu apresenta "Allosaurus: Um Dinossáurio, Dois Continentes?", uma mostra que percorre os passos de uma investigação científica em curso até à descoberta de fósseis de Allosaurus fragilis em Portugal, com painéis informativos, fotografias, ilustrações científicas e 16 réplicas de esqueletos ou crânios de diversas espécies de dinossáurios. A exposição está patente até fevereiro de 2011, de terça a sexta das 10h às 17h e sábados e domingos das 11h às 18h (encerra às segundas e feriados). Ver mais informações em www.mnhn.ul.pt .

 

Chapitô
Costa do Castelo, 1/7, Lisboa
Tel. 218 855 550
Ateliês O Chapitô oferece dois tipos de ateliês para crianças entre os 4 e os 12 anos. Um deles é o "Mundo da Fantasia e do Circo", onde poderão praticar diversos exercícios ligados ao mundo circense, às segundas-feiras, das 17h30 às 18h30. E o outro é "Capoeira", onde poderão juntar-se à roda viva da dança-luta brasileira, às quintas-feiras, das 17h30 às 18h30. Ver mais informações em www.chapito.org .


Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Fundação de Serralves
Rua D. João de Castro, 210, Porto
Tel. 226 156 500
Verão Com a chegada do verão, o Serviço Educativo de Serralves convida crianças e famílias a participarem num vasto conjunto de atividades como oficinas, visitas e conversas, que mudam todas as semanas. Estas atividades estão divididas em dois tipos de programas. Um deles, Serralves em Família, oferece a oficina "Investigar", onde os participantes vão conhecer a Estação Meteorológica do Parque de Serralves, dar o seu contributo para a plataforma europeia de Monitorização da Qualidade do Ar e terminar a sessão com experiências lúdicas para os mais novos. No dia 4 de julho das 10h às 13h (acesso gratuito e funcionamento contínuo: levantar bilhete na receção do museu). O outro programa, Férias de Verão em Serralves, propõe atividades que variam segundo as idades das crianças, todas elas a decorrer dos dias 5 a 9 de julho. Para crianças dos 4 aos 6 anos, "Bio... diversão" leva a semear plantas e descobrir cores, cheiros e surpresas, das 9h30 às 12h30, enquanto "Mãos na Massa" investiga alimentos e ensina a apurar o paladar e criar doces, das 14h às 17h. Para crianças dos 6 aos 9 anos, "Cidades Flexíveis" visa criar uma cidade mágica que nasce de uma construção coletiva, das 9h30 às 12h30 e das 14h às 17h. Para crianças dos 6 aos 12 anos, "Ecociência" conduz à descoberta e exploração de curiosidades da natureza, das 9h30 às 12h30, e "Criações Científicas" desafia cada um a mostrar o cientista que há em si, das 14h às 17h. Ver mais informações em www.serralves.pt .

 

Museu Nacional da Imprensa
Estrada Nacional 108, nº 206, Porto
Tel. 225 304 966 e 225 300 648
Oficinas O museu oferece aos mais novos várias oficinas permanentes e outras atividades, das quais destacamos duas que decorrem no mesmo horário. Uma delas é "Viagem ao Mundo do Papel", para crianças a partir dos 4 anos, onde os participantes reciclam manualmente papel velho, adicionando-lhe pétalas, folhas secas e outros materiais, transformando-o de novo em papel utilizável, sendo aconselhável, para uma produção personalizada, que cada um traga de casa desperdícios reutilizáveis. A outra são as "Oficinas Gutenberg", para crianças dos 4 aos 12 anos, onde os participantes são levados a fazer uma viagem no tempo até à Europa do século XV, onde terão a oportunidade de escolher entre a construção de um livro, através das antigas técnicas de impressão e encadernação, ou a construção de um tipo móvel, reinventando a imprensa. Até 31 de dezembro, todos os dias à tarde (inclusive domingos e feriados) das 15h às 20h, e pela manhã de terça a sexta das 10h30 às 12h30. Estas atividades exigem marcação prévia. Ver mais informações em www.museudaimprensa.pt .

 

Zoo Santo Inácio
Rua 5 de Outubro, 4503, Avintes, Vila Nova de Gaia
Tel. 227 878 500
Natureza Passar as férias em contacto direto com a Natureza não é coisa comum. O Zoo Santo Inácio propõe um campo de férias de verão para crianças dos 6 aos 13 anos de idade que permite um contacto privilegiado com a natureza e os animais, além de inúmeras atividades educativas e lúdicas. Entre as atividades, destacam-se a alimentação e contacto próximo com vários animais, demonstração de animais mista com exibição de aves, répteis e mamíferos, ateliês de pintura e construção, histórias contadas no meio do bosque, horas de cinema e aulas de culinária. Até ao dia 13 de agosto, de segunda a sexta das 8h30 às 19h. Ver mais informações emwww.zoosantoinacio.com .

 

Centro Multimeios de Espinho
Avenida 24, 800, Espinho
Tel. 227 331 190
Planetário O Planetário de Espinho propõe quatro interessantes sessões às crianças e às suas famílias até ao mês de dezembro (nos meses de julho e agosto este programa passará a ser diário). "O Mistério da Bola de Fogo", aos sábados, domingos e feriados às 15h, para maiores de 4 anos. "Viagem a um Buraco Negro", aos sábados, domingos e feriados às 16h, para maiores de 12 anos. "Acampar com as Estrelas", aos sábados às 17h, para maiores de 10 anos. E "Dois Pequenos Pedaços de Vidro", aos domingos e feriados às 17h, para maiores de 10 anos. E o Observatório Astronómico oferece a sessão "Observação do Sol", aos sábados às 15h30 e 16h30, sempre que as condições atmosféricas existentes não sejam adversas. Ver mais informações sobre as sessões em www.multimeios.pt .

 

Parque Temático Molinológico
Ponte da Igreja, Ul, Oliveira de Azeméis
Tel. 256 664 043 e 256 683 170
Moinhos Ao visitar o parque, as crianças poderão assistir à moagem de diferentes tipos de cereais em moinhos de água e à confeção do pão tradicional de Ul e ver os materiais expostos no Núcleo Museológico do Moinho e do Pão. De terça a sexta, das 10h às 12h30 e das 14h às 17h30, e aos sábados e domingos, das 15h às 19h (encerrado às segundas e feriados). Para visitar todos os núcleos, é aconselhável fazer marcação prévia. Ver mais informações em www.moinhosdeazemeis.com .

 

Museu da Ciência - Laboratório Chimico
Largo Marquês de Pombal, s/n, Coimbra
Tel. 239 854 350
Férias O museu oferece aos mais novos diversos programas de ocupação dos tempos livres durante as férias de verão. Um deles é "4 Dias, 4 Temas", e os temas vão ser 'Cor' (sobre tintas e as suas misturas), 'Ótica' (sobre objetos que orientam a luz), 'Sol' (sobre a estrela que nos ilumina) e 'Visão' (sobre o funcionamento deste sentido). De 6 a 9 de julho, das 10h às 13h para crianças dos 5 aos 7 anos e das 14h30 às 17h30 para crianças dos 8 aos 12 anos. Outro programa proposto é "Trilhos", onde em certos domingos de cada mês as crianças e suas famílias são convidadas a fazer um passeio à volta do Museu da Ciência e da Universidade de Coimbra. Desta vez o tema é "Passeio com a Botânica" e os participantes vão andar à procura desta surpreendente ciência nas ruas e nos jardins. No dia 4 de julho das 11h às 12h. E com o programa Aniversário no Chimico, o museu convida-o a vir fazer a festa de anos, durante três horas, nas suas instalações, aos sábados, das 10h às 13h, ou aos domingos, das 10h às 13h e das 15h às 18h. Estas atividades exigem marcação prévia. Ver mais informações emwww.museudaciencia.pt .

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Domingo, 27.06.10

A música do sol

 

Para além de luz e calor, o sol também produz som. Esta descoberta, feita por cientistas de Sheffield, Reino Unido, foi possível depois de analisar os movimentos na camada exterior do sol.

Em análise estavam os loops coronais - arcos que se movimentam na atmosfera da estrela e que chegam a medir 100 mil km de comprimento. Estes arcos funcionam como as cordas de uma guitarra que, com as explosões na superfície do sol, vibram, o que produz som.

Para Robertus von Fáy-Siebenburgen, chefe da equipa de investigação, esta descoberta pode vir a ser útil no estudo da física solar.

Os cientistas analisaram imagens satélites para captar o som que já está disponível no you tube .

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Domingo, 09.08.09

Para o Jornal o Sol, somos mais de 1700 milhões com cartão do Cidadão....

 

 

Para o Jornal o Sol, somos mais que os chineses, vejam lá:

 

Mais de 1.700 milhões de cidadãos possuem o Cartão de Cidadão, segundo fonte do Gabinete da Secretária de Estado da Modernização Administrativa, uma situação que obriga os portadores a votar onde residem e não onde estavam recenseados.

 

Mais de 1700 milhões ..... e cabemos todos neste bocadinho à beira mar plantado? e se juntarmos os que ainda não tem cartão do cidadão?.... xiii, tantos!



publicado por olhar para o mundo às 15:42 | link do post | comentar

Sábado, 08.08.09

Grega incendeia pénis

 

A acusada, uma grega de 26 anos, admitiu ter atirado uma bebida alcoólica e ateado fogo ao pénis do britânico, afirmando que o fez porque tinha sido assediada sexualmente.

 

A polícia de Creta disse que o turista estava bêbado e que já tinhas mostrado o pénis a várias mulheres.

 

O homem sofreu queimaduras de segundo grau e está a recuperar-se numa clínica. A mulher entregou-se à polícia e alegou legítima defesa. Os nomes de ambos não foram divulgados pela polícia grega.

 

A mulher recebeu o apoio de diversas pessoas em Creta por ter «defendido sua honra».

 

O caso gerou um grande debate na televisão do país. Muitos gregos queixam-se do comportamento dos turistas britânicos que vão passar as férias de Verão às praias do país.

 

Segundo a polícia, o turista de 23 anos estava bêbado quando baixou as calças numa discoteca na praia de Malia.

 

A mulher garante que pediu que o turista parasse com o assédio. Como este se recusou, atirou-lhe um copo de Sambuca, uma bebida alcoólica, para o pénis da vítima e de seguida incendiou-o.

 

Uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido disse: «Podemos confirmar que nas primeiras horas de terça-feira, um britânico de 23 anos foi agredido em Creta. Acreditamos que ele sofreu queimaduras no peito e no abdómen e que está a receber assistência consular».

 

Via SOL

 

Já ouvi falar de mulheres quentes, mas isto é ridiculo!



publicado por olhar para o mundo às 18:57 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Segunda-feira, 27.07.09

A libido delas aumenta com o vinho tinto

 

Uma pesquisa de uma universidade italiana afirma que o consumo moderado de vinho tinto pode aumentar a libido sexual feminina. As respostas de 798 mulheres levaram à conclusão que beber um ou dois copos de vinho por dia pode trazer benefícios para a vida sexual

 

O estudo da Universidade de Florença foi feito com 798 mulheres italianas entre 18 e 50 anos na região de Chianti, na Toscânia.

 

As mulheres foram divididas em três grupos conforme o hábito diário de consumo de vinho: as que consomem um ou dois copos de vinho, as que não bebem vinho e as que ingerem mais de dois copos.

 

As mulheres – todas consideradas sexualmente saudáveis – responderam a questionários com 19 perguntas sobre sexualidade. Os inquéritos medem o índice FSFI (Female Sexual Function Index), uma medida usada noutros estudos científicos sobre sexualidade feminina.

 

O grupo que apresentou os maiores índices de desejo sexual, de acordo com as respostas, foram as mulheres que consomem um ou dois copos de vinho por dia.

 

Os pesquisadores do estudo fazem, no entanto, duas ressalvas: «Não foi encontrada nenhuma diferença significativa entre os grupos em relação à incitação, satisfação, dor e orgasmo», afirmam os cientistas no artigo publicado na revista científica Journal of Sexual Medicine.

 

«Estes resultados precisam de ser interpretados com cautela, devido ao pequeno número da amostra [...] e pela falta de dados dos exames de laboratório. Ainda assim o estudo sugere potencialmente uma correlação entre o consumo de vinho tinto e uma melhor sexualidade», acrescentam.

 

Via Sol

 



publicado por olhar para o mundo às 22:04 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23.07.09

Vende a virgindade

 

Evelyn B. faz limpezas domésticas, a mãe está doente e o resto da família está desempregada. Sem alternativa aparente, esta equatoriana de 28 anos decidiu colocar a virgindade à venda na internet, com a base de licitação nos 15 mil euros.

 

O objectivo é voltar para o Equador. «Não acho que leiloar a minha virgindade resolva todos os meus problemas, mas preciso de pagar a um bom especialista para curar a minha mãe e voltar para o Equador e cuidar dela», lê-se no anúncio.

 

A imprensa espanhola, de hoje, destaca esta situação, que reflecte alguns dos dramas por que passa a comunidade imigrante no país. A família é composta pela jovem, dois irmãos, os pais, tios e três sobrinhos, está há sete anos em Espanha e tem duas dívidas de créditos imobiliários.

 

Com formação religiosa, Evelyn manifesta a dificuldade em tomar tal decisão: «Os meus pais explicaram-me, a mim e aos meus irmãos, que uma mulher tem que ser pura, chegar virgem ao casamento, ser apenas de um homem e entregar-se à pessoa que ama».

 

A mãe já pediu a Evelyn para retirar o anúncio, mas a jovem não recua. Com o dinheiro pretende voltar à terra natal e, se sobrar dinheiro, estudar medicina em Quito, adianta a BBC.

 

Tal poderá muito bem acontecer. Segundo a imprensa espanhola, o anúncio despertou a curiosidade de um interessado, que terá oferecido 2,3 milhões de euros, mas as condições não agradaram à equatoriana, que elencou uma série de regras a serem observadas: uma única noite, sem beijos, sem carícias, com um atestado médico do maior licitador e com preservativo.

 

Via Sol

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:25 | link do post | comentar

Terça-feira, 09.06.09

 Rosa Carreira, por todos carinhosamente tratada por Rosinha, tem 20 anos, nunca chumbou e está no último ano do curso de Tecnologia de Computação Gráfica e Multimédia.

 

«Sou a mais nova finalista da área da engenharia mas não sou a melhor. A minha média é de 14 ou 15. Não é má, mas podia ser melhor», refere.

 

Com o curso no fim, sonha agora encontrar um emprego na área da criação de páginas web, já que, como confessa, os computadores são a sua grande paixão.

 

«Tenho computador desde os 10 anos. É claro que ainda não sei tudo sobre computadores, deve haver ainda muitos segredos para descobrir, porque este é um mundo que está sempre a evoluir. Mas já me sinto muito à vontade com eles», afirma.

 

A garra e a força de vontade são, segundo João Nunes, professor da cadeira de Animação 3D, alguns dos segredos para o sucesso escolar de Rosinha.

 

«É um caso típico de quem encarou a doença não como uma fatalidade mas sim como um desafio», afirma o docente, elogiando ainda a pontualidade, o empenho e a organização que aquela aluna põe no seu dia-a-dia escolar.

 

Rosa vive em Fonte Boa, Esposende, a uns 35 quilómetros da escola.

 

É o pai, agricultor, quem a transporta todos os dias, fazendo quatro viagens diárias.

 

«Tem sido sempre assim nos últimos três anos. Vou levá-la de manhã e volto para casa. À tarde, vou buscá-la. Por dia, faço 140 quilómetros. Mas faço isto com gosto e com amor, a pensar no futuro da minha filha», diz, à Lusa, José Carreira, 53 anos.

 

«É um grande pai», reconhece a filha.

 

Rosinha quer poupar este «trabalho» ao pai e está já a tratar de tirar a carta de condução, um processo que tem conhecido algum atraso por causa da burocracia relacionada com a sua doença.

 

«Estou há nove meses à espera que me chamem para uma Junta Médica e, sem isso, nada feito», queixa-se.

 

Enquanto não pode andar na estrada, farta-se de «conduzir» pelo mundo virtual, reconhecendo que, se calhar, passa na Net «mais horas do que devia».

 

«Vejo vídeos no Youtube, faço trabalhos para a escola e, claro, falo com os meus amigos no Messenger. Mas só falo com quem conheço pessoalmente, gosto de saber com quem estou a falar», atira, de pronto.

 

Com o curso no fim, Rosinha sabe que vai sentir saudades da escola, dos alunos, professores e funcionários, mas, como gosta de ver sempre as coisas pela positiva, sublinha que, pelo menos, se vai «livrar» do arroz à valenciana que integra a ementa do estabelecimento de ensino.

 

«Arroz à valenciana é o prato que gosto menos, mas já o bacalhau com natas… hummm», remata, com um sorriso.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 08:41 | link do post | comentar

Quinta-feira, 04.06.09

Salvem-me... não quero casar!

 

O dia 23 de Maio ficará registado na família de Wu, um homem de Taiwan com 35 anos, como a data em que a sua vida deu duas grandes voltas.

 

Primeiro, o casamento. Houve festa num restaurante de Taipé com cerca de 100 convidados e bebida com fartura. O problema foi o noivo ter exagerado.

 

Depois, já em casa, começou a ficar com o rosto negro, tendo sido hospitalizado de imediato e ainda recebeu tratamento, mas não resistiu, relata o jornal Liberty Times.

 

Por enquanto desconhece-se se Wu era portador de alguma doença em particular que pudesse agravar-se com a bebida.

 

«Toda a gente estava a divertir-se. Não sabemos o que aconteceu depois», referiu Linda Chien, a organizadora do casamento.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 08:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 20.05.09

Roupa associada ao cancro de pele

 

Cerca de mil daqueles dez mil novos casos anuais são de melanoma, o tipo de cancro de pele mais perigoso e mortal, estima a associação.

 

Os números são similares aos de países da Europa Ocidental como Espanha, França ou Itália, para as pessoas de pele branca, mas indicam uma «incidência discretamente maior» de melanoma nas mulheres jovens, disse à Lusa o secretário-geral da associação.

 

«Há um aumento do número de casos no tronco e membros superiores das mulheres, consequência provável do tipo de tecido e design dos têxteis», disse Osvaldo Correia.

 

A moda das camisolas ou vestidos de alças, decotados ou curtos, está assim a aumentar o risco de cancro em zonas de corpo antes protegidas da exposição solar excessiva.

 

«Observa-se ainda uma redução progressiva do número de casos de melanomas nas pernas nas mulheres jovens com relação provável com o uso quase generalizado de calças desde há cerca de três décadas», apontou aquele responsável.

 

Os casos de cancros da pele têm aumentado na maioria dos países e isso relaciona-se, segundo Osvaldo Correia, com a «exagerada e inadequada» exposição ao sol e, mais recentemente, aos solários.

 

«A pele é frequentemente sujeita a choques térmicos, por vezes traduzidos em queimaduras solares, e durante várias horas», acrescentou.

 

Outra razão para o aumento da doença é a exposição solar em demasia fora do período habitual do Verão, quando a pele não está preparada para receber doses de ultravioleta intensas, como acontece em férias de Natal, Carnaval ou Páscoa, que cada vez mais pessoas passam em climas tropicais.

 

A exposição ao sol, segundo os especialistas, deve ser lenta e progressiva, começando por períodos de 15 a 20 minutos, e evitando sempre os horários críticos, em particular entre as 12 e as 16 horas.

 

Osvaldo Correia lembrou que a acumulação progressiva de exageros de exposição, ao longo da vida, e sobretudo em idades jovens, traduz-se no aparecimento de maior números de sinais de risco (nevos atípicos) e aumenta a possibilidade de cancro da pele, incluindo melanoma.

 

O médico recusa que os exageros na exposição solar resultem da ignorância: «Hoje não se pode falar de falta de informação sobre os cuidados a ter com o sol ou os solários. Tem a ver com comportamentos culturais e o exemplo dos mais velhos».

 

No Verão de 2008, inquéritos realizados em Portugal a cerca de mil pessoas à entrada das praias revelaram que 16 por cento dos inquiridos já tinham sofrido queimaduras solares nesse ano e que 68 por cento já se tinham 'queimado ao sol' no passado.

 

«Verificámos que 53 por cento das crianças com menos de 11 anos, 64 por cento dos 11 aos 15 anos e 74 por cento dos 16 aos 24 anos já tinham tido queimadura solar ao longo da vida», contou Osvaldo Correia.

 

O dermatologista considera que estes relatos fazem adivinhar um aumento da incidência do cancro de pele nos próximos anos.

 

Segundo o mesmo inquérito, só 35 por cento usava chapéu na praia, essencial para proteger o couro cabeludo, a cara e as orelhas.

 

Relativamente ao uso do protector solar, apesar de 82 por cento dizer que o colocava na praia, apenas 50 por cento já o tinha posto em casa.

 

A maioria dos protectores demora cerca de meia hora a começar a ser eficaz e deve ser renovado sempre que há contacto com a água ou se a pessoa transpirar.

 

Mas o ideal é usar uma t-shirt de tecido não poroso, de preferência larga.

 

«Para malhas mais finas ou porosas deve dar-se preferência às cores mais escuras que, apesar de se tornarem mais quentes, não permitem a passagem dos ultravioleta de forma tão intensa», aconselhou o especialista.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 07:41 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Domingo, 17.05.09

Elizabeth Adeney, grávida aos 66 anos

 

Uma empresária britânica que engravidou aos 66 anos está prestes a tornar-se a mulher mais velha do país a dar à luz e considera que não tem de defender sua posição. Elizabeth Adeney está grávida de oito meses depois de ter feito um tratamento de fertilização in vitro na Ucrânia, avança o Sunday Mirror


 Elizabeth Adeney a firmou ao jornal britânico que a sua idade não é importante, afirmando que o que importa é o que sente «por dentro». Adeney declarou que se sente tão jovem quanto aos 39 anos e que é mais saudável do que algumas das suas funcionárias mais jovens.


«Não me interessa se vou ser a mãe mais velha do país», disse ao jornal, antes de revelar que pretende ter o filho numa clínica em Cambridge. A maior parte das clínicas britânicas não oferece tratamento de fertilização artificial para mulheres acima de 50 anos.


Adeney, que é dona de uma empresa que fabrica produtos plásticos, vai completar 67 anos em Julho. «Tenho jovens na minha fábrica e estou em melhor forma do que metade delas». «Não tenho que defender o que fiz. É entre mim e meu bebé e mais ninguém».


O médico italiano Severino Antinori, que ajudou a britânica Patrícia Rashbrook, de 62 anos, a engravidar e a dar à luz há três anos, afirmou que ficou chocado com a gravidez de Adeney.


«Respeito a escolha médica, mas acho que engravidar depois dos 63 anos é arriscado, porque não se pode garantir que a criança vai ter uma mãe para cuidar dela, ou uma família», disse o pioneiro do tratamento de fertilização in vitro para mulheres mais velhas ao jornal Sunday Times.


Mas outros médicos discordam, afirmando que a esperança de vida aumentou, e que uma mulher saudável aos 66 anos de idade pode esperar viver mais 20 ou 30 anos.


Usar o óvulo de uma doadora mais jovem reduz os riscos de aborto ou anomalias na criança, disse à BBC a médica Gillian Lockwood, do Royal College of Obstetricians and Gynaecology.


Para Lockwood seria «injusto» discriminar apenas com base na idade. «Não impedimos que mulheres muito mais jovens, com graves problemas de saúde, engravidem... Mesmo que apresentem riscos muito maiores», concluiu.

 

Via Sol

 

Podiamos aqui dizer muitas coisas, eu fico-me pela seguinte frase:

«Não impedimos que mulheres muito mais jovens, com graves problemas de saúde, engravidem... Mesmo que apresentem riscos muito maiores»



publicado por olhar para o mundo às 14:56 | link do post | comentar

Domingo, 29.03.09

 

A iniciativa partiu da Junta de Freguesia local, que decidiu oferecer aos seus habitantes acesso à Internet sem fios.

Segundo explicou ao jornal O Interior o presidente da Junta, Lourenço Caramelo, defende que desta forma «a aldeia fica mais moderna e é uma forma de ficarmos mais próximos de tudo».

O autarca afirma também que este era um pedido frequente dos habitantes de Ruivós, que «não paravam de me perguntar quando é que a Internet ia entrar em funcionamento».

Lourenço Caramelo adianta mesmo que esta inovação não é para ele, na medida em que sublinha que não percebe «nada e nem quero aprender a mexer nos computadores».

Com menos de uma centena de habitantes, Ruivós passa assim a estar mais perto do resto do mundo, apesar de ainda ter dificuldades em apanhar sinal de telemóvel e não haver saneamento básico, pois «cada casa tem a sua própria fossa», sublinha o presidente da junta.

Situação que poderá continuar por mais alguns meses, acredita Lourenço Caramelo.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 13:15 | link do post | comentar

Quinta-feira, 26.03.09
Com medo de chegar solteira aos 30 anos, Alex Humphreys criou 'The Husband Project' ('O Projecto Marido'). Trata-se de uma ideia ligada à arte conceptual, que será apresentada na Faculdade de Arte e Design de Leeds, na Inglaterra. Nos próximos três meses, Alex Humphreys terá de procurar, encontrar e casar com o ‘homem dos seus sonhos’, e a certidão de casamento será incluída da parte documental do seu trabalho.
 
«Não quero acordar para a vida quando tiver 30 anos e pensar: ‘Oh meu Deus, estou sozinha!’. É melhor dizer que procuro um relacionamento sério, e não algo superficial», revelou, ao The Sunday Times. Os candidatos deverão ter sentido de humor e ser, pelo menos, tão altos quanto a própria Alex Humphreys.
 

Entretanto responderam ao anúncio mais de 150 supostos pretendentes, dos quais foram seleccionados 10. A estudante já começou a encontrar-se pessoalmente com os interessados e pode até ir a Chicago, nos Estados Unidos, para conversar com um dos finalistas. 

 

Via Sol

Candidatos?

 

 



publicado por olhar para o mundo às 00:47 | link do post | comentar

Quinta-feira, 19.03.09

As conclusões do estudo da Universidade da Virgínia foram publicadas no jornal científico Neurobiology of Aging, citado pela BBC, e permitem planear novas estratégias para evitar a perda das capacidades intelectuais.

A solução é agir cada vez mais cedo, uma vez que se sabe agora que o pico da performance cerebral acontece logo aos 22 anos, e que aos 27 já se nota o início do declínio intelectual.

Especificamente, é aos 27 anos que os indivíduos começam a ter menos capacidade de visualizar espaços e menor velocidade de raciocínio.

Não é nenhuma tendência dramática, note-se, mas significa que a 'ginástica mental' deve ser praticada cada vez mais cedo para manter o cérebro ao melhor nível por muitos anos.

O estudo, dirigido pelo neurologista Timothy Salthouse, contou com 2 mil voluntários entre os 18 e os 60 anos, que foram testados com puzzles, exercícios de memória e outros desafios.

Em nove dos 12 testes realizados, os melhores resultados foram alcançados pelas pessoas de 22 anos. A partir dos 27, os resultados começaram a piorar, sobretudo nos puzzles.

Nos exercícios de memorização, foi só aos 37 que se notou um declínio das performances.

Já nos testes de vocabulário e de cultura geral, o saber continua a aumentar até aos 60 anos.

Segundo vários cientistas citados pela BBC, o estudo ajuda os especialistas do combate a doenças como o Alzheimer a detectar sintomas muito mais cedo e a delinear estratégias para evitar ou retardar os efeitos de várias patologias.

SOL com agências

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 09:57 | link do post | comentar | ver comentários (1)

mais sobre mim
posts recentes

Sugestões baratas para en...

Insólito: E se o sol tive...

Onde levar as suas crianç...

Onde levar as suas crianç...

A Musica do Sol

Pérolas dos Jornais:Para ...

Grega incendeia Penis.......

Elas ficam quentes ..com ...

Virgindade a leilão, quem...

Aluna com paralisia cereb...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados