Sábado, 06.11.10

Compulsão sexual

 

Quando falamos de compulsão estamos nos referindo a um impulso forte contra o qual é difícil lutar, a despeito da boa vontade. A compulsão sexual é uma espécie de dependência, um vício como outro qualquer.

O mecanismo que dirige a busca desesperada pelo sexo é o mesmo que atua nos dependentes de drogas, álcool, jogo ou comida. Em todos eles, a pessoa acaba perdendo o controle sobre seus impulsos.

De forma geral, o desejo sexual surge de maneira incontrolável, como se a vida girasse em torno do sexo. A pessoa se sente escravizada, negligenciando todos os outros aspectos de seu cotidiano.

A compulsão deixa o indivíduo inquieto. As fantasias e pensamentos sexuais invadem sua mente, fazendo com que o restante do seu dia fique, sempre, em segundo plano. Ela deve ser entendida como um desequilíbrio, já que acaba trazendo enormes prejuízos na vida social, afetiva, profissional e financeira.

A pessoa busca o sexo pelo sexo, apesar das consequências e efeitos desastrosos que esse comportamento acarreta. O controle inadequado de seus impulsos tira a tranquilidade, atormenta e provoca mal-estar.

Embora, quando ela concretiza seu desejo sexual, ocorra uma redução momentânea dos seus sentimentos de frustração, medo e solidão surge, em seguida, um vazio intolerável. O que se busca, na verdade, é um alívio para a ansiedade e não só prazer sexual. Após o ato, a pessoa se percebe impotente, já que reconhece que, mais uma vez, tentou porém não conseguiu se controlar.

A maior parte dos compulsivos tem muita dificuldade em dar continuidade à seu relacionamento amoroso. A prática sexual em excesso, quase sempre, é usada para camuflar problemas mais profundos com os quais a pessoa, inconscientemente, não quer se confrontar.

A compulsão limita a vida, provocando muitas perdas. É como uma prisão e sozinha a pessoa não consegue sair dela. Existem os casos mais graves nos quais, além do tratamento psicanalítico, é importante um acompanhamento psiquiátrico. O médico pode prescrever um medicamento que ajuda a diminuir a libido, contendo a excitabilidade e reduzindo a ansiedade. Há também, em algumas cidades, grupos de ajuda como o DASA (Dependentes de Amor e Sexo Anônimos) que à semelhança dos Alcoólicos Anônimos, promovem reuniões onde pessoas com o mesmo tipo de problema procuram solução.

Os dependentes de sexo são, no fundo, pessoas insatisfeitas, angustiadas, ansiosas e deprimidas. Depois do ato, elas sempre acabam se culpando pelo que fizeram.

Infelizmente, porém, muitos não se dão conta do problema e até se vangloriam dele, confundindo compulsão com virilidade. A maior parte dos que sofrem deste mal, negam sua doença, pois é difícil reconhecer que necessitam de ajuda profissional.

No entanto, os que buscam por tratamento encontram outras maneiras de se relacionar. Desta forma, podem desfrutar da sexualidade, juntamente com a afetividade, usufruindo de uma relação sexual plena.

 

Edázima Aidar

 

Via Gazeta



publicado por olhar para o mundo às 23:35 | link do post | comentar

Quinta-feira, 04.11.10

sexo com mulher

 

As ex-BBBs Fani Pacheco, 28 anos, e Natália Casassola, 25, voltam a aparecer nuas na Playboy, nas bancas terça-feira. Desta vez, juntas e em cenas íntimas no ensaio Lascívia, feito por Maurício Nahas: "Elas chegam da balada e já começam a se pegar pelo corredor", explicou ele, que explorou várias situações eróticas.

Natália não achou o resultado vulgar, mas picante, e avisou: "Gosto de homem, nunca tinha ficado com mulheres. Não vou dizer que nunca (ficaria com outra), mas não me imagino saindo para pegar mulher. Se algum dia rolar, rolou".

Fani, que já teve essa experiência disse: "Considero-me bissexual, apesar de preferir homens". E qual a diferença?: "É que com mulher o sexo parece uma preliminar eterna, por mais que você chegue lá, sempre fica faltando alguma coisa". Um encontro a três resolveria? "Homens e mulheres são muito diferentes na cama e, se algum dia isso rolasse, eu não iria conseguir dar meu máximo para os dois", revela Fani.

 

Via Terra



publicado por olhar para o mundo às 21:20 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sábado, 09.10.10

Elas já não pensam em sexo

 

Rio - A  maioria das mulheres valoriza mais o carinho do que as relações sexuais em um relacionamento amoroso. Foi o que apontou uma pesquisa encomendada pela revista ‘Elle’ inglesa.

Na enquete, realizada pelo grupo Relate, 38% das participantes disseram que terminariam um relacionamento caso deixassem de receber apoio emocional do parceiro. E somente 2% dariam um fim no namoro ou casamento se o sexo fosse ruim.

Segundo a psicóloga que coordenou a pesquisa, Sally Brampton, apesar de as mulheres estarem mais modernas em alguns aspectos, ainda são muito tradicionais quando o assunto é carinho, companheirismo e compreensão. E mais: segundo avaliação da revista, que há 25 anos fez a mesma pesquisa com as leitoras, o comportamento feminino de fato mudou. À época, quase nenhuma mulher colocou intimidade e apoio emocional na lista de prioridades da relação.

O levantamento mostrou que quase 40% dos relacionamentos terminam devido a um distanciamento emocional do casal e que apenas 2,4% terminam por causa de uma vida sexual ruim.

O estudo também revelou que os homens colocam importância muito maior na vida sexual do que as mulheres. Enquanto elas medem a intimidade da relação pelas conversas e o lazer, eles avaliam a vida a dois pelo número de relações sexuais.

Os resultados também mostram uma tendência interessante. As mulheres estão se sentindo mais ameaçadas do que nunca pelas mensagens de texto e os e-mails.

“Não há dúvidas de que a internet está transformando a forma como um casal se relaciona”, concluiu Sally Brampton.

Mulher não terá ‘Viagra’

O laboratório alemão Boehringer Ingelheim anunciou ontem que parou de desenvolver o ‘Viagra’ feminino. A empresa não conseguiu convencer autoridades reguladoras dos EUA de que a pílula seria capaz de estimular a libido.

Quase 15% das mulheres voluntárias do estudo pararam de tomar os comprimidos antes do final do prazo do experimento, devido a efeitos colaterais como depressão, desmaios e fadiga.

Havia grande expectativa quanto ao sucesso comercial da chamada ‘pílula rosa’, voltada para mulheres antes da menopausa que tivessem redução acentuada do desejo sexual.

 

Via Dia Online



publicado por olhar para o mundo às 13:11 | link do post | comentar

Quarta-feira, 29.09.10

Orgasmo trifásico

 

Orgasmo feminino é coisa da qual as mulheres entendem muito pouco e os homens, muito menos. Pelo fato de ser uma reação endócrina que se dá sem expelir nada, não apresenta nenhuma prova evidente de que aconteceu ou se foi simulado.

 

Orgasmo masculino não! É aquela coisa que todo mundo vê. Deixa o maior flagrante por onde passa. Diante desse mistério, as investigações continuam e muitas pesquisas são feitas e centenas de livros escritos para esclarecer este gostoso e excitante assunto.

 

Acompanho de perto, aliás, juntinho, este latejante tema. Vi, outro dia, no programa do Jô Soares, uma sexóloga sergipana dando uma entrevista sobre orgasmo feminino. A mulher, que mais parecia a gerente comercial da Walita, falava do corpo como quem apresenta o desempenho de uma nova cafeteira doméstica.

 

Apresentou uma pesquisa que foi feita nos Estados Unidos para medir a descarga elétrica emitida pela "periquita" na hora do orgasmo, e chegou à incrível conclusão de que, na hora "H", a "perseguida" dispara uma descarga de 250.000 microvolts. Ou seja, cinco "pererecas" juntas ligadas na hora do "aimeudeus!" seriam suficientes para acender uma lâmpada. Uma dúzia, então, é capaz de dar partida num Fusca com a bateria arriada.

 

Uma amiga me contou que está treinando para carregar a bateria do telefone celular. Disse que gozou e, tchan, carregou. É preciso ter cuidado porque isso não é mais "xibiu", é torradeira elétrica! E se der um curto circuito na hora de "virar o zoinho", além de vesgo, a gente sai com mal de Parkinson e com alinguiça torrada.

 

Pensei: camisinha agora é pouco, tem de mandar encapar na Pirelli ou enrolar com fita isolante. E na hora "H", não tire o tênis nem pise no chão molhado... Pode ser pior!

É recomendável, meu amigo, na hora que você for “molhar o seu biscoito" lá na canequinha de sua namorada, perguntar:

-É 110 ou 220 volts? Se não, meu xará, depois do que essa moça falou lá no Jô, pode dar "ovo frito no café da manhã."

 

Esse país não melhora por absoluta falta de criatividade ... São as mulheres, a solução contra o apagão...

 

Millor Fernandes

 

Via Este Blog



publicado por olhar para o mundo às 21:01 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22.09.10

Uma mulher que tem orgasmos múltiplos, possui mais prazer que uma mulher que nunca experimentou essa sensação? Quem acredita nessa hipósete põe o dedo aqui....

 

A mulher e os orgasmos

 

...que o trem vai passar, e muita informação vai rolar.

 

Galera, temos que definir duas coisas!

 

Primeiro: o sexo não é feito do orgasmo tem a parte das preliminares, do desejo pelo parceiro e N's motivos para se querer chegar a esse ponto.

 

Segundo: o que o faz pensar que não ejacular "ter um orgasmo", te fará menos satisfeita do que qualquer mulher?

A ejaculação feminina é produzida pelas chamadas "glândulas de Skene", essas glândulas produzem o líquido precioso que toda mulher quer por pra fora.

Mas quer saber um fato curioso?

Quando estamos em formação dentro da barriga de nossas mães, digamos... nos descobrindo. Se por obra do destino escolhermos ser menino então desenvolvemos a próstata, mas se escolhermos ser menina desenvolvemos a Glândula de Skene. Se você pensar que o mesmo líquido viscoso que sai da próstata do homem assemelha-se com o que sairá de você, tenho certeza que vai se preocupar mais em curtir o momento do que tentar chegar ao ponto máximo da relação.

A primeira regra pra um relacionamento feliz na cama e descobrir seu corpo, saber o que mais lhe agrada e o que faz seu parceiro feliz. De nada adianta ficar tentando, e tentando fazer algo se a outra pessoa se sente incomodado, ou não, sente aquela sensação gostosa de desejo, calor, fogo ardente (eita, novela mexicana faz isso com a pessoa influência até na escrita).

Saber o que seu parceiro mais gosta o que o deixa ele maluco, fará com que o tão sonhado momento chegue é simples, a regra é curtir o momento.

A busca frénetica pela satisfação não fará de você uma pessoa satisfeita na cama, apenas neurótica e isso atrapalhará e MUITO! Tenha certeza, tudo que se torna exagerado se torna cansativo.

Deixo com vocês algumas dicas para atingir o PONTO P com maior facilidade, mas não se esqueçam, a satisfação deve ser mútua e ser geral, contar desde o primeiro minuto até o último segundo.

as partes sexuais femeninas

Dicas para atingir o orgasmo com mais facilidade

 

- Converse com o seu parceiro

- Não se prenda só ao orgasmo, aproveite as preliminares

- Toque seu próprio corpo

- Fale o que você deseja na hora do sexo

- Esqueça os problemas e aproveite o momento

 

Como reconhecer que você teve um orgasmo

 

- Podem acontecer contrações involuntárias da plataforma orgástica (parte externa da vagina)


- O clitóris fica ereto e sensível ao toque

 

- Os lábios vaginais ficam inchados e podem ficar mais escuros

 

- A respiração, a pressão sanguínea e os batimentos cardíacos aumentam

 

- Perde-se o controle muscular voluntário, podendo ocorrer diversas contrações de músculos, do rosto, braços e pernas

 

- Segundos depois do orgasmo, pode aparecer uma sensação de relaxamento e tranquilidade

 

Via Café com Mulheres



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Domingo, 04.07.10

Frigidez e orgasmos

 

Olá, tenho 29 anos e nunca tive um orgasmo. Isso é normal ou sou uma pessoa frígida? - Fernanda, de Cachoeiro de Itapemirim (ES) 

Numa pesquisa realizada e publicada pelo Inpasex (Insituto Paulista de Sexualidade, do qual sou diretora), a disfunção de orgasmo aparece em 26,5% das mulheres que procuram nossa ajuda, com média etária de 34 anos. Isso quer dizer que a anorgasmia (a ausência de orgasmos mesmo após a estimulação sexual) é uma disfunção bastante frequente entre as mulheres. 

O orgasmo é uma sensação subjetiva e necessita de aprendizado. Uma mulher que não consegue sentir esse prazer pode desenvolver outra disfunção sexual em função de não compreender o ato de fazer sexo. O que acontece na maioria das vezes é que não aprendemos como nosso corpo funciona e por isso não sabemos que caminho seguir para conseguir o que queremos. 

Entregamos a responsabilidade na mão das pessoas com quem transamos e esperamos que nos dêem um orgasmo. Entretanto, cada uma de nós é responsável pelo seu próprio prazer. Então, busque aprimorar sua percepção corporal sem vergonha ou medo, e tenha confiança em sua parceria. 
Um caminho interessante é reconhecer cada parte de seu corpo e perceber as sensações que podem ser obtidas pelo toque. Use um espelho para fazer essa exploração e preste atenção especial à vulva (a parte externa da genitália, onde estão os lábios e o clitóris).

Peça ao seu parceiro que a toque também. Dessa forma, as sensações táteis, tão importantes na hora do sexo, serão suas professoras de como chegar lá. Caso tenha alguma dificuldade em conseguir fazer este processo de aprendizado, converse com quem você transa e busquem ajuda profissional. 

Ter um orgasmo é aprendizado, sempre. Por isso, toda mulher pode tê-lo e assim vivenciar a sexualidade de maneira gostosa. É importante salientar que não existe mulher frígida, e sim mulheres que desenvolvem alguma disfunção pela sua experiência no sexo. 

Uma leitura interessante é “Mulheres que Gostam de Sexo” (Ed. Record), de Gina Ogden. Trata de relatos de casos de mulheres que descobriram o prazer sexual ao desvendarem a si mesmas.

 

Via Marie Claire



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Sábado, 19.06.10

Os homens e a sintonia mental no sexo

 

"Queríamos descobrir como a experiência subjetiva do desejo sexual em uma pessoa é espelhada pela resposta fisiológica e se existe diferença entre homens e mulheres", afirma a professora de psicologia Meredith Chivers, que participou do estudo.

Os pesquisadores analisaram 134 estudos publicados entre 1969 e 2007, que envolveram mais de 2,5 mil mulheres e 1,9 mil homens e sugerem que "sentimentos de vergonha" poderiam ser uma das causas para a diferença nas mulheres.

Os autores do estudo citam uma série de outras hipóteses para explicar as diferenças. Entre elas, o fato de a anatomia genital feminina ser mais interna, gerando uma resposta ao desejo sexual menos visual.

Outra hipótese levantada pela pesquisa é o "excesso de mensagens culturais negativas relativas aos órgãos genitais femininos e à menstruação, que poderiam se juntar a sentimentos de vergonha ou constrangimento em relação a sensações genitais para as mulheres".

O estudo foi publicado na revista especializada Archives of Sexual Behavior. 
Estímulos 
Os participantes dos estudos foram questionados quanto ao desejo que sentiam durante e depois da exposição a uma série de estímulos sexuais.

A medida subjetiva do desejo foi comparada a respostas fisiológicas como mudanças na ereção, no caso dos homens, e mudanças no fluxo sanguíneo na região genital, no caso das mulheres.

As avaliações subjetivas dos homens combinavam mais com suas medidas fisiológicas em comparação com as mulheres. 
Os pesquisadores canadenses afirmam que, entre os homens, o cérebro e o corpo estavam, quase sempre, de acordo. No entanto, entre as mulheres, foram registradas mais incongruências entre o cérebro e o corpo.

"A compreensão das medidas do desejo é muito importante para avanços práticos e teóricos no estudo da sexualidade humana", avalia Chivers.

"Nossos resultados têm implicações para a avaliação do desejo sexual, a natureza das diferenças de gênero no desejo sexual e modelos de resposta sexual", completa a professora.

 

Via Ultimo segundo



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 12.04.10

as melhores posições para o orgasmo femenino

 

O alcance do orgasmo feminino ainda é uma incógnita para muitas pessoas. Diferentemente dos homens, não é em toda relação sexual que a mulher atinge o ápice do prazer.

 

 

Algumas passam a vida inteira sem entender o que estimula o clitóris e sem experimentar a sensação.

 

O clitóris é o maior responsável pelo alcance do êxtase feminino.
Existem algumas posições que não garantem pressão e fricção suficiente para estimulá-lo e satisfazer a mulher. Confira algumas dicas para alcançar seu prazer em posições sexuais deliciosas:

* Mulher no comando (o casal deve ficar deitado, a mulher por cima e ambos com as pernas retas e juntas),
* Doce Gangorra (uma variação do papai e mamãe, mas o homem deve ficar com o corpo erguido e o movimento deve ser feito pelos dois ao mesmo tempo),
* Coladinhos de lado (de lado, com o homem por trás da mulher),
* Cadeira safada (sentados, a mulher em cima do homem e com os pés apoiados no chão, ela controla os movimentos) e
* Costas quentes (os dois de bruços, com ela por baixo, o homem com o corpo erguido e as pernas dos dois mais juntas possíveis).

Sem dúvida nenhuma, a preferência de posições varia para cada casal, mas o mais importante para que a mulher atinja o ápice do prazer é o autoconhecimento. O orgasmo não é apenas uma questão física, mas sim emocional. A mulher que está de bem com ela mesma e com o parceiro tem mais chances de alcançar o prazer.

Via 180 Graus



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Sexo: Compulsão sexual

Sexo com mulher parece um...

Elas já não pensam em sex...

Sexo: O Orgasmo Trifásico...

Sexo: O Mito do orgasmo f...

Falta de orgasmos é sinal...

Afinal as mulheres tem ra...

Posições sexuais para o o...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados