Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

11
Out10

Música Portuguesa do dia :Tela - Santos e Pecadores

olhar para o mundo

 

Letra

 

Quero pintar a minha vida de todas as cores
Quero pintar...por ti
E quando chegar o momento
Deixa-te pintar
Deixa-te levar
Deixa-te pintar
Na minha sala sob a luz do luar
Perde-te no tempo... deixa-te levar


Pintei o teu corpo numa tela
Esculpi o teu rosto à luz da vela
Pintei o teu corpo... pintei

 

Quero pintar a minha vida de todas as cores
E vou-me lembrar... de ti
E quando chegar o momento
Deixa-te levar
Deixo-me encantar
Deixa-te pintar


Na minha sala sob a luz do luar
Perde-te no tempo... deixa-te levar
Pintei o teu corpo numa tela
Esculpi o teu rosto à luz da vela
Pintei o teu corpo... pintei

 

30
Mar10

Música Portuguesa do dia: Momento final - Santos e pecadores e Paulo Gonzo

olhar para o mundo

Letra

 

Sentado e a árvore ali
Ao pé de mim
O vento agora
Já nem vem aqui
Deixei de ter com quem falar
Fiquei sozinho com o meu olhar

Do longe se faz bem mais perto
Sentindo que o tempo corre incerto
Ouvindo sons que só eu sei pensar
Sorrindo parto para outro lugar

No meu momento final
Sei que tenho um lugar
Onde um santo e pecador
Pode enfim descansar

11
Set09

Música Portuguesa do dia:Não voltarei a ser fiel - Santos e pecadores

olhar para o mundo



Letra

 

Fiz-me na noite 
actor principal 
entrei numa peca, 
nem sei bem qual. 
Hoje sou o amante 
que te ve dancar. 
Amanha o errante 
que te vai deixar. 

Nao,nao voltarei a ser fiel, fiel. 

Procuro a loucura
na noite fingida,
esquecer mais um dia
de vida vazia. 
Nem sequer ja me importa
o que possas dizer,
represento a verdade
que eu bem entender 

Nao, nao voltarei a ser fiel, fiel

 

21
Ago09

Música Portuguesa do dia:Fala-me de amor - Santos e pecadores

olhar para o mundo



Letra

 

I- Acabei por ter
Um fraco por ti
Que foi como veio
E eu não percebi

Pergunto como está
A velha certeza
Será que tu sabes
O que correu mal

É que hoje eu já sabia dizer

REFRÃO: Ama- me, leva- me p'ra lá do meu horizonte
Falando de amor
Fala- me de amor

Segue-me, prende-me p'ra lá do meu horizonte
Falando de amor
Fala- me de amor

II- Quero-te dizer
Que ainda estou aqui
Todo o tempo à espera
De ti

Quero-te alcançar
E estou a pedir
P'ra ser como era
Quando te conheci


04
Ago09

Música Portuguesa do dia:Quando se perde alguém - Santos e Pecadores

olhar para o mundo



Letra

 

Quando Se Perde Alguém

Santos e Pecadores

tentei, tentei esquecer

é bom, é bom rever

que o tempo fez-me ver

que tudo voltaria a acontecer

mas diz-me (diz-me)

que me queres

faz (faz)

quando quiseres(quando quiseres)

vem pra mim

vem

porque quem ama não quer saber

se o amor dói ou faz sofrer

quando se perde alguém

saberei conquistar

a tua luz devagar

mas tudo bem

para mim

porque o amor

só pode ser assim

queria pensar,queria pensar

queria pensar 

oh queria pensar, queria pensar

mas diz-me (diz-me)

que me queres

faz (faz)

quando quiseres(quando quiseres)

vem pra mim

vem

porque quem ama não quer saber

se o amor dói ou faz sofrer

quando se perde alguém

quando se perde alguém

tu

vem pra mim

tu

és assim

tu

vem pra mim

tu 

és assim

tu 

vem pra mim

03
Ago09

Música Portuguesa do dia:Jardins proibidos - Paulo Gonzo e Santos e pecadores

olhar para o mundo



Letra

 

Quando amanheces, logo no ar,
Se agita a luz sem querer,
E mesmo o dia, vem devagar,
Para te ver.

E já rendido, vê-te chegar,
Desse outro mundo só teu,
Onde eu queria, entrar um dia,
P'ra me perder.

P'ra me perder, nesses recantos
Onde tu andas, sozinha sem mim,
Ardo em ciúme, desse jardim,
Onde só vai quem tu quiseres,
Onde és senhora do tempo sem fim,
Por minha cruz, jóia de luz,
Entre as mulheres.

Quebra-se o tempo, em teu olhar,
Nesse gesto sem pudor,
Rasga-se o céu, e lá vou eu,
P'ra me perder.

P'ra me perder, nesses recantos
Onde tu andas, sozinha sem mim,
Ardo em ciúme, desse jardim,
Onde só vai quem tu quiseres,
Onde és senhora do tempo sem fim,
Por minha cruz, jóia de luz

P'ra me perder, nesses recantos
Onde tu andas, sozinha sem mim,
Ardo em ciúme, desse jardim,
Onde só vai quem tu quiseres,
Onde és senhora do tempo sem fim,
Por minha cruz, jóia de luz
Entre as mulheres

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D