Terça-feira, 18.01.11

Sexo, a primeira vez

 

Temor a revelar la intimidad, miedo al dolor o simplemente no saber cómo hacerlo. Hacer el amor por primera vez puede ser una fuente de angustias. Descubre nuestros consejos para un comienzo dulce.

 

¿A qué edad?
La diferencia de edad de la primera relación sexual entre chicos y chicas ha disminuido. Sin embargo, a diferencia de lo que se cree, los jóvenes no son cada vez más precoces. En España, la media se sitúa entre 17 y 18 años. Sin mirar a las estadísticas, lo esencial es no precipitarse y esperar al buen momento. Para que tu primera vez vaya bien, es imprescindible que quieras hacerlo. No te presiones, el estrés no te ayudará a relajarte. Tus músculos se contraerán y la penetración

 

¿Cómo actuar?
Hay relación sexual cuando hay penetración. El sexo en erección se anida en la vagina lubricada y efectúa movimientos de ida y venida para alcanzar la eyaculación. Parece técnico pero no te inquietes, ¡todo es muy natural!

¿Qué son los preliminares?
Sobre todo, no te saltes la etapa de los preliminares. Estas caricias os harán descubrir la sensualidad del cuerpo del otro y aumentará la complicidad entre los dos. Sumergíos al corazón de las sensaciones todavía desconocidas para determinar qué es lo que os da placer. Las caricias íntimas, besos suaves omasajes eróticos favorecen la excitación sexual que necesitas para pasar al acto. El sexo masculino está en erección y tu vagina se lubrica de forma natural. Una lubricación insuficiente provoca una penetración dolorosa. En ese caso, no dudes en humidificar tu vagina con la ayuda de saliva o de un lubricador.

 

¿En qué posición?
¡Dejad las acrobacias para más adelante! No dudes en decir a tu pareja que reduzca el ritmo si sientes dolor. Tomaos vuestro tiempo. Para la primera vez, el misionero (tú tumbada boca arriba, él encima) es una buena opción. En esta posición, la penetración se hace de manera natural, ya que su pene se encuentra en la dirección de tu vagina. 
La segunda opción es tú sentada a horcajadas sobre él. De esta manera podrás guiar su sexo como quieras en tu vagina y podrás controlar en movimiento.

 

¿Qué es el himen?
Perder la virginidad supone la ruptura del himen, una membrana que recubre parcialmente el orificio vulvar de la vagina. Es posible introducir un dedo o utilizar tampones antes de la primera relación, ya que el himen tiene una ligera abertura. Durante la penetración, el himen se desgarra y puede provocar una pequeña hemorragia o dolor. También es posible sangrar un poco la segunda vez. La práctica de un deporte con regularidad, principalmente la danza o la equitación, ceden el himen. En estos casos, la primera penetración se realiza con más suavidad.

 

¿Decepcionada con tu primera vez?
Es poco frecuente que alcances el séptimo cielo durante tu primera relación. Entran en juego mucho factores: miedo a hacerlo mal, estrés, etc. El sexo es como todo: hay que practicar para ser bueno. Como la vagina no es una zona dotada de múltiples captadores de placer, lleva su tiempo. Está en ti dejar atrás ese mal sabor de boca. Te darás cuenta de que cada vez es mejor y que la penetración no es la única fuente de placer.

 

Precauciones
No porque sea tu primera vez puedes olvidarte de protegerte. Siempre conpreservativo para evitar cualquier enfermedad de transmisión sexual. No dudes en hablarlo con tu pareja. También puedes pensar métodos anticonceptivos. Coge cita con tu médico de cabecera quien, después de un chequeo completo, sabrá prescribirte la píldora anticonceptiva que más te convenga.

 

Via EmFemenino



publicado por olhar para o mundo às 03:04 | link do post | comentar

Sexta-feira, 14.01.11

sexo a Primeira vez

 

Iniciar a vida sexual é uma escolha. Uma escolha que é individual e que deve ser pensada e tomada com maturidade, sejam rapazes ou raparigas.

Primeiro que tudo é necessário entender que não existe uma idade certa para se ter sexo. Não existe a idade correcta para se perder a virgindade. tudo depende de cada indivíduo.

Se tiveres dúvidas e muitas questões talvez seja melhor parares para pensar. Também não existe o local indicado ou aconselhado. Tudo depende de ti. O teu desejo, segurança, sentimentos. Principalmente a tua maturidade física e afectiva, assim como responsabilidade.

Não te deves sentir pressionada a ter sexo, ou o tipo de sexo que te é proposto. Deves sentir-te preparada e pedir a outra pessoa para esperar, se não estiveres. Se o teu namorado não quer esperar é porque não gosta assim tanto de ti. Se ele se preocupa realmente com o teu bem estar, ele vai esperar.

São muitas as dúvidasexpectativas relacionadas com a primeira vez em que se está numa situação de grande intimidade com outra pessoa. Especialmente a primeira relação sexual com penetração.

Os jovens podem sentir-se pressionados para ter relações sexuais. Muitas vezes porque os seus colegas e amigos dizem que já tiveram relações sexuais e falam das suas conquistas. Que podem ser perfeitamente invenção deles.
O mais importante é que seja o momento certo para ti. Não fazer não significa que não se é crescido o suficiente. Significa o contrário: que és uma pessoa independente, que sabe pensar por si própria e escolher omomento ideal.

primeira vez da mulher pode ser especialmente stressante, envolvendo muita ansiedade, tensão e dúvidas. Sobretudo em relação à perda de sangue e da dor.
Portanto,  é importante que a relação se inicie com a partilha de carícias e das sensações daí resultantes, muito eficazes para aliviar essas tensões.  
A primeira relação sexual não implica necessariamente dor. Existem muitos mitos acerca do rompimento do hímen e da penetração, na primeira vez feminina.
A ansiedade e o medo podem fazer com que não lubriques e os músculos da vagina fiquem mais contraídos, provocando dor e não permitindo apenetração. Assim, é importante a troca de carícias, que ajuda a relaxar osmúsculos pélvicos e facilita a penetração, provocando menos dor e desconforto.

Quando um casal se sente preparado para ter uma relação sexual, quando ambos sentem que é o momento certo e se sentem confortáveis, basta relaxar e desfrutar da intimidade a dois. É importante falar sobre o que gostam o que não gostam, sobre os vossos desejos e ansiedades, ainda antes de iniciarem as actividades sexuais.

Em qualquer relação sexual, usa sempre protecção! De preferência o preservativo. É a tua responsabilidade, perante ti própria, especialmente. Nunca deixes essa responsabilidade nas mãos da outra pessoa!
Se a outra pessoa não quiser utilizar protecção, então deverás considerar se deves mesmo ter sexo com essa pessoa, porque há um grande risco de te ser transmitida uma infecção ou doença sexualmente transmissível.

É normal ter medo de fazer coisas que não se fez antes. O que é importante é conversar sobre esses medos com alguém.
Podes falar com alguém especialista, ou mesmo um professor, um amigoou familiar mais velho, ou a própria pessoa com quem vais ter relações.

 

Via Sexualidade Femenina



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Quinta-feira, 09.12.10

Sexo , a primeira vez

 

Embora busque-se unicamente o prazer, a primeira relação sexual nem sempre é bem-sucedida. Espera-se que durante a relação o rapaz saiba o que fazer, e tal responsabilidade pode dificultar seu desempenho. Já a moça, na maioria das vezes fica temerosa da dor da ruptura do seu hímen e conseqüente perda da virgindade, ou ainda a espera de algo maravilhoso. E essas expectativas podem impedir que se chegue ao orgasmo.

É aconselhável que não se faça planos para a primeira vez, o casal deve deixar que aconteça naturalmente, tem que ser resultado de um amadurecimento mutuo. Nunca deve ser feita através da pressão por parte do parceiro (a), e sim que a pessoa se sinta pronta para dar um passo tão marcante em sua vida.

Actualmente há um fator que vem influenciando muito os jovens em relação à primeira transa, o fator religião. As igrejas evangélicas pregam um namoro no qual haja unicamente beijo na boca abraços e nenhuma troca de carinho mais intima, tais “proibições” são atestadas pela bíblia. Resumidamente devemos guardar nossa virgindade, para podermos aproveitá-la após o casamento. Se todos seguissem tal ensinamento hoje não teríamos tantos problemas relacionados a adolescentes perdendo a virgindade cada vez mais cedo, a gravidez na adolescência, jovens com DST. 
Mas todas as escolhas devem ser feitas exclusivamente por você, levando em conta fatores a favor e contras. Antes da primeira vez, é recomendável que procurem conselhos médicos, para tomar os cuidados necessários para que não ocorra gravidez indesejada, etc.

 

Via netsaber



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 27.10.10

Sexo lésbico a primeira vez

 

Se vai experimentar sexo ésbico pela primeira vez é provável que esteja ansiosa e que esteja a pensar no que deve ou não deve fazer. Quer seja a primeira vez que vai experimentar fazer sexo, ou a primeira vez que vai experimentar sexo lsbico, na primeira vez é sempre normal que esteja nervosa. Perder a virgindade com alguém do mesmo sexo é muito conotado com mitos que podem ajudar a não estar verdadeiramente relaxada na sua experiencia. 

Deixamos algumas dicas para a sua primeira experiência com uma mulher.

1. Conheça o seu próprio corpo

Antes sequer de imaginar fazer sexo com alguém, é importantíssimo que se conheça a si mesma. Descubra o seu corpo, os locais que gosta de ser tocada, o que a excita; a masturbação é um grande passo para o sucesso de uma relação íntima com outra pessoa. Dispense tempo consigo mesma, toque-se e descubra o que a faz sentir nas nuvens. Desta forma, também irá descobrir onde deverá tocar na outra pessoa para a fazer sentir nas nuvens; de igual importância será o facto de saber transmitir à outra pessoa o que a faz sentir bem.

2. Esteja sóbria

Certamente quererá recordar-se do seu primeiro momento lsbico, e para tal é necessário senti-lo, com o nervoso miudinho associado, com o verdadeiro sentimento humano a brotar de si. Embora o álcool possa diminuir as inibições a verdade é que também diminui sensações e pode tornar momentos intensos em momentos banais.

3. Faça sexo seguro

As mulheres também se preocupam com o sexo seguro! O HIV também se pode transmitir através de relações lsbicas, por isso deve ler sobre o assunto e ir preparada. Ainda que exista o mito de que as lsbicas não necessitam de sexo seguro, não passa disso mesmo, de um mito, que por vezes pode tornar-se no maior pesadelo de quem o ignora.

4. Seduza e fantasie

A fantasia é fundamental para a felicidade humana e para o sexo também... Se vai dormir com outra mulher a verdade é que já fantasiou com isso, portanto recorde-se e viva esse momento como a sua fantasia. Recorde-se dos seus pensamentos, é você que a seduz, ou é ela que a seduz a si? A verdade é quem tem de imaginar antes de o fazer.

5. Não exagere

Se pensa usar brinquedos sexuais deixe-os para as próximas vezes; na primeira vez é importante conhecer os corpos tocar e sentir; existirão muitas outras oportunidades para experimentar brinquedos, na primeira vez delicie-se com o contacto.

6. Relaxe

Demore o seu tempo, toque todo o corpo da sua parceira. Tocar e sentir é muito importante e claro é um óptimo método de sedução. Não vá logo a correr tocar no clítoris dela, seja comedida nesse toque; antes disso toque-lhe no restante corpo - há tanto corpo para ser sentido -, dispa-a lentamente, beije-lhe a parte de trás dos joelhos e o interior dos cotovelos, toque nos seus seios, toque na sua barriga toque-lhe nos sovacos, beije-lhe o pescoço, humedeça os dedos dela com a sua língua. Nua, deite o seu corpo em cima do dela, sinta o corpo dela em contacto com o seu. Existe muita coisa que podem fazer antes de se tocarem na área púbica, por isso apreciem-se mutuamente.

7. Comunique

Não tenha pudor em perguntar-lhe o que ela gosta, e o que a faz sentir excitada. Diga-lhe o que gostava que ela lhe fizesse; por vezes não tem de lhe dizer verbalmente pode simplesmente conduzir-lhe as mãos ou proporcionar o momento. A comunicação é o princípio fundamental numa relação sexual de sucesso.

8. Não tenha expectativas irrealistas

A sua primeira vez como amante de alguém deve ser usada para experienciar e para conhecer o corpo da outra mulher, bem como ela deve conhecer o seu. Por vezes quando se está a aprender, a química pode diminuir: um orgasmo pode não acontecer na primeira vez, mas é perfeitamente natural que isso aconteça. Toque experimente e seja sincera a comunicar o que deseja.

 

Via letra L



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 21.10.09

Os pais e o sexo

 

 Vários amigos de ambos os sexos, portanto neste caso tanto pais como mães, dizem-me que os filhos também de ambos os sexos lhes contaram quando perderam a virgindade.

Embora cá em casa o sexo esteja longe de ser pecado ou tabu, nunca imaginei essa cena da/o filha/o a vir ter connosco para celebrar a primeira queca...
Eu própria nunca fiz a participação aos meus pais da minha estreia sexual, pois por muita intimidade e abertura que haja, os pais são sempre pais e não propriamente camaradas de café.
Embora falar de sexo com os filhos seja saudável, também não lhes quero violar a privacidade. Há uma linha divisória entre a familiaridade e a privacidade que não deve ser forçada, acho eu. É um direito dos próprios filhos e uma questão de respeito da parte dos pais.
Portanto, fiquei parva com essa onda de confidências em que os pitos e pitas contam logo numa nice aos pais que estiveram no truca-truca, sem recear o habitual questionário pedagógico que compete aos pais sobre se foram responsáveis, se foi sexo seguro, se não se precipitaram, se agora vai ser sempre a bombar.
Agora esclareçam-me se vocês foram a correr contar aos vossos pais a 1ª vez que tiveram sexo e se os vossos filhos, sobrinhos ou filhos dos amigos acham assim tão cool partilhar com os pais as suas cenas de marmelada!

 

Via Intervalo para café



publicado por olhar para o mundo às 13:23 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Sexo, hacer el amor la pr...

Sexo, a primeira vez

Sexo, a primeira vez

Sexo: A minha primeira ve...

MÃE, PAI, JÁ NÃO SOU VIRG...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...