Quarta-feira, 01.08.12

Sexo só com preliminares

Beijos ardentes, sexo oral, olho no olho, toques intensos. Estas e muitas outras ações ajudam os parceiros a atingirem o tão almejado objetivo da relação sexual: o orgasmo. Só que existem casais que quando chegam bem pertinho do ápice do prazer, recuam.

 

Sabe por quê? Porque querem fazer seus casamentos durarem mais.

 

Nos Estados Unidos, muitas pessoas casadas têm aderido a uma técnica batizada deKarezza, cujo objetivo é abrir mão do orgasmo para focar apenas na troca de carinhos durante a relação sexual. O nome da prática deriva da palavra italiana carezza (que significa carinho) e prega o sexo como forma de vínculo afetivo e não de busca pelo clímax do prazer.

 

A técnica foi inventada por Dra. Alice Bunker Stockham, uma obstetra de Chicago, em 1896. Karezza tinha, entre outros objetivos, controlar a natalidade e satisfazer homens e mulheres. Hoje é vista pelos médicos como uma alternativa natural ao Viagra e uma cura para a falta de desejo das mulheres.

 

Com relação à possibilidade de reduzir o orgasmo para ampliar a duração do casamento, Dra. Sylvia Faria Marzano, urologista, terapeuta familiar, de casal e sexual, faz ressalvas. Ela defende que a possibilidade de salvação do enlace não está em buscar ou não o orgasmo e sim em tudo o mais que a ‘técnica’ propõe: mais carícias, mais tempo com o outro, troca de energia com a respiração, penetração compassada (sem ter o objetivo de terminar rápido), deixar o outro sentir seu desejo etc.

 

"A conjugalidade se vê ameaçada nos casais que esquecem, ou desconhecem, que precisam de um tempo para os dois. ‘Bater o cartão’ só para não ‘passar em branco’ pode contribuir para o desgasta da relação", argumenta. "Um lado ficará descontente e a falta de assertividade, com medo de ferir, atrapalhará a vida do casal. E veja que isso não tem a ver com a questão de não ter orgasmo!"

 

A terapeuta não acredita que o fim do orgasmo contribua para a felicidade do casal. O fato, segundo ela, é que a técnica incentiva o casal a ter mais tempo junto, a namorar depois de um relacionamento mais prolongado. Na Karezza, durante o ato sexual, os parceiros se permitem namorar sem obrigatoriamente deitar numa cama e depender de números de orgasmos para se sentirem com uma ótima performance sexual.

 

"Os homens costumam achar - e isso é cultural - que precisam ‘fazer com que’ a parceira tenha pelo menos um orgasmo em cada relação.

 

Costumo explicar que não compete a ele ‘dar orgasmo à mulher’. Muitas circunstâncias estão envolvidas para uma mulher se entregar e ter um orgasmo. E uma delas é ela querer senti-lo", explica Dra. Sylvia.

 

Em entrevista ao jornal "Daily Mail", a terapeuta americana Deb Feintech disse que os mais interessados pela técnica são os homens, uma vez que as mulheres têm mais dificuldade em chegar ao clímax do que seus parceiros. Mas se esta foi uma boa saída encontrada pelos americanos para salvar o casamento, para os brasileiros talvez não seja. Dra. Sylvia, por exemplo, diz não acreditar em sexo sem orgasmo.


"O casal pode ter muita troca de carinhos dentro e fora da cama, muita cumplicidade, muito aquecimento e também ter o orgasmo", pensa. "Esse orgasmo que tanto falamos depende de um aprendizado que vai melhorando conforme as experiências boas ou ruins, a leitura sobre o assunto e o conhecimento do outro e de si próprio. Quais as suas expectativas? Qual o caminho para chegar lá? É o preparo para estarem juntos. Isso tudo é como uma ciência, requer tempo e vontade de saber mais", finaliza.

 

Retirado de Vila Mulher



publicado por olhar para o mundo às 14:34 | link do post | comentar

Sexta-feira, 28.01.11

 

Preliminares: A pressa é inimiga do prazer

 

Os preliminares são a primeira fase do acto sexual, mas por vezes, muitos homens descartam a sua importância para o prazer do casal.

 

Os preliminares e sua importância são encarados de maneira diferente quer se seja homem ou mulher.


Os homens têm uma necessidade sexual muito específica, e todo o acto tem como objectivo principal atingir o orgasmo, o clímax do prazer. Assim, desde que se inicia o acto sexual até ao momento final, a sua concentração está exclusivamente dedicada ao orgasmo.

Para a mulher as coisas não são bem assim. Uma parte significa douniverso feminino tem dificuldades em atingir o orgasmo, e para além disso, a relação sexual é encarado como um acontecimento mais emocional. 

O casal, e principalmente o homem tem que se conscializar que os preliminares são parte integrante de qualquer acto sexual, aumentando a tensão e o prazer para ambas as partes.

Desde um abraço mais apertado, a um beijo mais longo, tudo conta para desencadear o desejo. A troca de carícias pode dar origem a umaexcitação que permite aos parceiros terem muito mais prazer na relação sexual.

No entanto, o mais importante é não ter pressa naquilo que se está a fazer, nem se deixar levar pela monotonia. E porque lá diz o ditado: “a pressa é inimiga da perfeição”, neste caso particular, do prazer. 

Dedique tempo e atenção ao que está a fazer, investigue cada parte do corpo do parceiro dando asas à imaginação e à espontaneidade.


Para além de tornar a relação mais excitante, os preliminares tambémdesenvolvem a intimidade do casal, partilhe fantasias e falem ao ouvido um do outro, troquem ideias e desejos.


É possível afirmar que os preliminares tornam o acto sexual muito mais intenso ao mesmo tempo que fortalece a relação entre o homem e a mulher.


Guarde tempo para eles.

 

Via Sexualidade Femenina



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 08.12.10

Sexo, preliminares e desejo

 

As preliminares são importantes porque elas desencadeiam a resposta sexual, a química do sexo se inicia e a excitação vai aumentando. Neste processo a mulher sofre mudanças na sua genitália: a vulva aumenta, a lubrificação aparece, ocorre o alongamento da vagina. Tudo isto para poder receber o pênis sem qualquer incômodo ou dor. 

Quando falamos de preliminares falamos do uso dos 5 sentidos: gustação, olfato, visão, toque e a audição. Definimos os sentidos como uma porta de comunicação do mundo exterior e do interior. Nada chega ao intelecto sem passar pelos sentidos. Qualquer toque, qualquer visão, qualquer odor tem uma interpretação em nosso cérebro, que é o principal coordenador sensorial em homens e mulheres e processa todas as informações, direcionando a resposta sexual pela liberação de neurotransmissores, que agem nos diferentes receptores periféricos do corpo.  

A análise total e as interpretações destas mensagens determinam a resposta final aos estímulos. A mensagem é mais efetiva quanto maior for o número de modalidades sensoriais utilizadas. O ato sexual é basicamente uma atividade sensorial que utiliza os cinco sentidos. 

As preliminares são tão importantes para o homem quanto para a mulher, pois sem o uso dos cinco sentidos, utilizados nas preliminares, a resposta sexual é inibida e aparecem as disfunções sexuais: a diminuição do desejo, a disfunção erétil, a dificuldade do orgasmo e a dor na relação sexual. Podemos dizer que o dia a dia conspira contra o sexo, pois é difícil conciliar a família, os amigos, o trabalho e os nossos interesses pessoais. 

Podemos ainda adicionar a todo este stress a situação financeira do país (sempre instável), outros problemas que afetam o nosso controle emocional e principalmente o envelhecimento inevitável do nosso corpo. Por tudo isso, teremos em um curto espaço de tempo algum tipo de disfunção sexual, de maior ou menor grau. 

Relação estável diminui desejo Resgatar as respostas sexuais de quando jovens não é impossível. Lembra do gostoso arrepio na nuca, o desejo incontrolável de ir para a cama após muitos beijos, as fantasias sexuais e o tremor do corpo quando tocado pela pessoa que desejamos. Para isso devemos manter a nossa sexualidade sempre vibrante e presente para evitar que o desgaste da rotina leve os casais a serem somente bons amigos e ex-amantes. 

Muitas mulheres gostariam que os seus parceiros praticassem mais as preliminares do que a penetração rápida. A melhor forma de um crescimento sexual no casal é um diálogo verdadeiro e dar espaço para mudanças com a intenção de resgatar momentos maravilhosos. A mulher deve ensinar quando, onde e como gosta de ser tocada. O homem muitas vezes gosta de mulheres mais ousadas, que demonstram a sua excitação. 

Mantendo nossa auto-estima elevada e tentando ter uma vida mais feliz com o que somos e com o que temos, com certeza seremos mais felizes com aqueles que nos cercam. O sexo ideal se conquista com o amadurecimento do corpo e principalmente da mente. Nesse relacionamento maduro desenvolvem-se alguns dos valores mais significativos para o ser humano: afetividade (muito amor), compreensão, segurança e cabeça aberta para possíveis mudanças. Este é o caminho!

 

Retirado de aqui



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Domingo, 06.06.10

Mulher boa na cama, é mulher que surpreende

 

E no sexo, claro, ela nem deveria existir. Novas posições e preliminares criativas são algumas dar armas utilizadas por quem deseja inovar. O mesmo vale para quem sonha em conquistar o título de "boa de cama".
Na opinião da pompoarista Lu Riva (www.lupompoar.com.br), uma mulher boa de cama é aquela que gosta de si mesma. "Ela tem conhecimento sobre seu próprio corpo e, a partir disso, começa a descobrir o corpo do parceiro", diz.
As detentoras desse título são muito bem-resolvidas. Vão para a cama, se entregam e envolvem o homem no ritual. "Elas são capazes de direcionar a relação e descobrir as partes erógenas do outro" declara Lu Riva. A personal sexy trainer Fátima Mourah completa: "A mulher boa de cama é familiarizada com o próprio corpo. Sabe quais toques despertam o desejo e, dessa forma, se entrega mais na relação".
Lu Riva lembra que as mulheres, assim como os homens, têm receios quando o assunto é sexo: medo de falhar e até de ficar nu na frente do parceiro. "A descoberta das características de uma pessoa que se dá bem na cama ocorre de maneira natural. Você se enxerga sem rodeios, se solta, se sente realizada e, por isso, acaba deixando a coisa fluir com simplicidade", afirma.
Na opinião de Fátima, cada mulher tem um ritmo de vida diferente. Por isso, deve-se permitir se descobrir. Ser mulher não é ser submissa. "A mulher é boa de cama porque se conhece e faz as coisas no tempo dela. Não dá para copiar o que a amiga fez. Aí vira teatro", garante. "Ela precisa se sentir confortável com o que está fazendo, conhecer o parceiro. Às vezes, quando um homem tem ao seu lado uma mulher boa de cama, não sabe o que fazer com ela. Por isso, naturalidade é tudo".
É exatamente como pensa Ariana, de 51 anos. Casada há 28 anos, a administradora acredita que mudar de posição é sempre bom para apimentar a relação. Procurar e não esperar ser procurada também é uma forma de surpreender os homens. Mas garante que nunca recorreu a filmes pornôs ou a brinquedinhos eróticos. "Essa história de topar tudo é relativo. Para tudo existe um limite. A criatividade depende muito do momento e, com o tempo, o casal preza mais a qualidade do que a quantidade", declara.
A pompoarista diz que a mulher que quer ser surpreender na cama precisa primeiramente se aceitar. É como no livro "O Segredo". Com base nisso, use o poder da mente para se tornar uma mulher sedutora e feliz. "Olhe-se nua em frente ao espelho. Se não conseguir, se olhe com roupa. Observe seu corpo e impeça que aquelas vozes interiores que falam que você é feia e cheia de celulite lhe dominem", brinca. O próximo passo é se autovalorizar. Fale com confiança para você mesma que é bonita, gostosa e capaz de conquistar. "Repita esse processo por pelo menos um mês. Isso começa a entrar na mente e dá autoconfiança", lembra Lu Riva.
Outra dica da professora é deixar de andar olhando para baixo. Olhe para as pessoas e se deixe ser olhada, observada: "Quando você ‘enterra’ a cabeça no chão, pede para que as pessoas não a percebam, não lhe ache interessante".
Para Fátima, no sexo, a mulher deve ser tão determinada quanto no campo profissional. "Ela enfrentou obstáculos e buscou informações para se dar bem no que faz. Para ser feliz na cama, os passos são semelhantes", afirma.
Depois de se sentir bem, segura consigo mesma, arrase na cama. Não tenha medo de pegar no corpo do outro. Comece debaixo para cima e deixe o órgão sexual por último. Dessa fora, você excita mais o seu parceiro. "Explore os pés, a parte interna da coxa e o peito, mas não procure direto o mamilo. Dá uma sensação diferente", declara Lu Riva. "Não tenha pressa. Atice o parceiro e deixe-o em ‘ponto de bala’", completa.
O matemático Marcelo, de 41 anos, namora há cinco meses e acredita que a mulher boa de cama é aquela quer topa todo tipo de sacanagem. "Ela tem que fazer sexo oral e engolir depois. E tem que gostar de receber também. Os homens gostam disso", afirma. "O romantismo fica por conta da mulher. Homem gosta de fazer sexo e não amor. Quem diz o contrário é porque quer conquistar ou tem medo de perder a mulher", completa.
Para as preliminares ficarem ainda mais excitantes, vede os olhos dele. "Explore a lateral do púbis, desça arranhando pelo meio do peito dele. Passe a mão pela nuca, pescoço, atrás da orelha e não se esqueça de beijar o lóbulo da orelha", sugere a professora. Porém, Fátima ressalta que a mulher deve fazer isso porque realmente quer. "Quem segue uma cartilha perde a identidade. Esteja na cama porque você quer realmente estar. Não agrade somente o parceiro, mas se agrade também. Busque o seu próprio prazer", diz.
Fátima também sugere que a mulher trabalhe os cinco sentidos do parceiro. Com pouca luz, atice o ouvido com uma boa música. Use seu perfume mais delicado para aromatizar o local. Lubrifique suas mãos com um óleo apropriado e abuse de frutas e chocolates. "Os orientais costumam preparar um ambiente para uma noite a dois. É uma maneira de sair do cotidiano", explica a personal. "Mas lembre-se: faça tudo isso porque lhe faz bem. Aí você se libera".
A personal sexy trainer diz que a mulher precisa se descobrir para se satisfazer e dar prazer ao parceiro dela. Para cada homem ela vai saber dar prazer e se proporcionar prazer. "Quanto mais a mulher se gosta, melhor ela fica. Tem que fazer o que é bom para ela, sem medo, sem vergonha. A mulher é quem escolhe o parceiro. Quando ela não quer, o homem pode fazer o que quiser", afirma.
Para aprimorar e surpreender ainda mais o parceiro, cursos de pompoarismo, striptease e de dança sensual, além de alguns "brinquedinhos", também são permitidos. Tanto na hora do sexo como para se autodescobrir. "Use o vibrador para se conhecer e outros objetos eróticos para saber quais os toques que você mais gosta. Assim, você perde a vergonha do próprio corpo e fica sabendo as reações provocadas em cada parte do corpo do outro", comenta Fátima. Se a mulher estuda o próprio corpo e o do parceiro, tem autoridade para mudar de posição, fazer novos movimentos e até ver um filme pornô para se "atualizar". "A mulher também tem que fazer sexo oral, mas sem cara de nojo. O homem é muito visual e vai perceber se você não fizer com prazer", afirma Lu Riva.
A professora de pompoarismo afirma também que a mulher tem medo de ser vulgar, quando, na verdade, está sendo sexy e segura de si. "Se decidiu ir para a cama, deite e role. Se um homem não tivesse interesse em você, não teria chegado a esse nível", diz. "A sexualidade faz parte do ser humano. As pessoas ligam sexo à pornografia e não é assim. É preciso sentir o toque, o beijo. Quando se encara o sexo de maneira natural, se os dois estiveram de comum acordo, tudo vai dar certo", afirma Fátima. "Descubra o que você tem de melhor e valorize!", finaliza.

 

Via 180 Graus



publicado por olhar para o mundo às 22:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 02.06.10

sexo é mais que coito

 

Crenças erradas e mitos ainda impedem muitos casais de ter uma vida sexual plenamente satisfatória. "Tanto as mulheres como os homens continuam a achar que o coito é a forma mais correcta para se atingir o orgasmo", diz Pedro Nobre, presidente da Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica. "Infelizmente, ainda muitos casais limitam a sua vida sexual ao coito." A saúde sexual é um dos temas a debater durante o Congresso Europeu de Sexologia, que começa hoje, no Porto.

É que, apesar de 30% a 45% das mulheres terem problemas sexuais, só uma minoria não é capaz de atingir o orgasmo. "Se excluirmos os casos em que há alguma disfunção, a maior parte das mulheres consegue atingir o orgasmo. Só não consegue em caso de desconhecimento ou inadequada estimulação sexual", refere o psicólogo clínico. A penetração não é, por isso, a melhor forma de a mulher atingir o orgasmo.

"Muitas mulheres não recorrem à estimulação do clitóris e nunca se masturbam. Nem as mulheres conhecem o seu corpo nem os homens, muitas vezes, sabem onde fica o clitóris."

O maior dos problemas nas mulheres, que atinge 20% a 30%, é a ausência de desejo sexual, um problema que é ainda muito reduzido nos homens, mas que tem tendência para aumentar.

"Apenas 5% dos homens referem ter falta de desejo, embora esta esteja muito ligada a outros problemas como a disfunção eréctil." Se o homem não resolver este problema, acaba por ir perdendo o desejo e evitar a relação sexual. O especialista refere, porém, que "este problema tem tendência a aumentar nos homens, sobretudo devido ao estilo de vida, rotinas diárias de trabalho. Os homens admitem mais que têm menos desejo do que gostariam, mas queixam-se sobretudo quando há problemas de ordem funcional.

Numa altura em que as pessoas procuram mais ajuda quando têm problemas sexuais, a resposta no sector público tem vindo a diminuir. "Há um desinvestimento nesta área. Verifica-se sobretudo que nos últimos cinco ou seis anos o número de terapeutas sexuais caiu muito nas consultas públicas", avança.

Se hoje há dez consultas de sexologia, oito delas em hospitais (ver caixa), "há ao todo cerca de 20 a 30 especialistas no País, o que significa que houve uma redução superior a um terço nos últimos anos". Um exemplo é o hospital Júlio de Matos, onde havia 10 a 20 técnicos a dar resposta e hoje dois ou três. "Esta consulta está em risco de desaparecer", lamenta. Outro caso referido por Pedro Nobre é o dos Hospitais Universitários de Coimbra, que passaram a ter três ou quatro quando tinha 10 ou 12 pessoas.

Além do desinvestimento dos hospitais, relacionadas com a sua reorganização, há um problema de distribuição geográfica das consultas. Apesar de haver consulta em Guimarães, as restantes "estão no Porto, Lisboa e Coimbra. E as pessoas procuram. Acontecia- -me receber pessoas do Alentejo e de Trás-os-Montes quando fazia consulta em Coimbra".

 

Via DN



publicado por olhar para o mundo às 21:21 | link do post | comentar

Domingo, 31.01.10

Preliminares

Já pensou se o homem que ama tivesse o dom de adivinhar seus desejos entre quatro paredes? Você nem precisaria dizer que se derrete toda com um beijo no pé do ouvido - principalmente se ele vier seguido de carícias na nuca, massagem nas costas, pegada no bumbum... NOVA ouviu suas preces. Preparamos um jogo de preliminares que é meio caminho andado para o seu prazer. Depois dele, o gato saberá as coordenadas exatas do seu orgasmo sem você falar nada. E vice-versa. Quer ser agraciada com esse milagre? Recorte as figuras ao lado, dê um casal de bonecos ao lindo e fique com o outro. No corpo da menina, enumere suas preliminares favoritas. No do menino, liste a ordem de carícias que acredita enlouquecer seu amor. Peça para gato fazer o mesmo com as figuras dele e compare os resultados.

Ficaram diferentes? Não se preocupe, isso é comum. "Muita gente teme explicar suas preferências na cama", diz Sylvia Faria Marzano, terapeuta sexual e diretora do Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática, em São Paulo. Por isso, desenhar pode ser uma grande saída. Assim, vocês aprendem precisamente onde e como tocar o corpo do outro. E, acredite, colocar as descobertas em prática será a melhor parte. Que o digam os dois casais eu testaram nosso jogo sensual. Depois da experiência, nunca mais se perderam na estrada sinuosa que leva ao paraíso. Preparada para traçar uma rota personalizada dos múltiplos Óhhs?

Caroline Milantoni, 27 anos, e Renato Amaral, 29, namoram há dois anos e têm um pacto de honra: transar sempre que se encontram. "É o nosso segredo para nunca deixar a frequência cair", diz Carol. Com tantos quilômetros rodados juntos, apostam que sabem de cor e salteado o caminho para o orgasmo do outro. Veja como foi o teste deles.

 

Carol explica seu próprio mapa

"Começa com beijos leves entre o pescoço e a boca. Aos poucos, eles vão ficando mais fortes, com direito a lambidas e suspiros, e descem para o meu braço direito, onde tenho uma tatuagem. Depois, gosto de sentir as mãos grandes do gato me pegando e puxando com força pela cintura para perto dele. Hora de beijar meus seios, preliminar essencial para o orgasmo. Ele deve descer e explorar meu umbigo e barriga, finalizando com uma boa pegada no meu bumbum."

E o mapa que fez para Renato: "Ataco primeiro a boca dele, com um beijo de língua bem logo. Desço para o pescoço e dou mordidinhas de leve. Depois, vou direto para o pênis, com beijos suaves e caprichados. Com as mãos, exploro seu peitoral para, em seguida, cobri-lo de beijos. Quero excitá-lo ainda mais, então mordisco sua tatuagem do braço esquerdo, um dos nossos principais fetiches na cama."

Renato explica o mapa que fez para Carol

"Para atiçar a minha gata, começo por um de seus principais pontos fracos: as costas. Faço bastante carinho na região que vai dos ombros até o bumbum. Em seguida, uso a língua para acariciar sua nuca. Daí, pego a Carol por trás, apertando seu bumbum com força. Subo para os seios, onde ela sente bastante tesão. Sigo para a tatuagem dela, na parte interna do braço. Desde a primeira vez que a beijei ali ela pirou! Em seguida, mais beijos, agora suaves e por toda barriga, parte interna da coxa e vagina, seguindo para a nuca e por todas as costas dela."

 

Continue a ler no 180 Graus



publicado por olhar para o mundo às 00:54 | link do post | comentar

Sábado, 03.10.09

Pera aí.. e os preliminares? 

 

Uma luta de boxe tem doze assaltos de três minutos cada. Se o combate se estender por todo esse tempo, a vitória será por pontos ou empate. Péssimo resultado para a platéia - geralmente quase toda masculina -, que espera ansiosamente por um nocaute, com um dos pugilistas arremessados ao chão. Não é diferente quando o assunto são as preliminares. Para os homens, quanto menos elas demorarem, melhor. Já as mulheres torcem para que as carícias, beijos e palavras de incentivo sejam tão extensas quanto uma partida de futebol, com dois tempos de 45 minutos e, se possível, prorrogação. A pesquisa Global Better Sex Study, realizada com 12,5 mil pessoas e apresentada no Congresso Europeu de Urologia do ano passado, mostra que no esporte em que elas e eles jogam no mesmo time - o sexo - as mulheres têm reclamado dos parceiros. Apenas 36% das entrevistadas declararam estar satisfeitas com o desempenho deles. Mas, afinal, o que transforma tantos companheiros de partida em adversários?

As diferenças entre os equipamentos de jogo, o pênis e o clitóris, ajudam a desvendar a resposta. Durante a fase de excitação, esses dois órgãos responsáveis pelo prazer recebem uma grande quantidade de sangue. Se no masculino ele chega na forma de um rio caudaloso, no feminino deságua como um riacho. "O clitóris e o pênis são como uma esponja por dentro, cheios de cavidades para receber o sangue. Só que a 'esponja' feminina é pelo menos três vezes menor do que a masculina", explica a ginecologista Carolina Ambrogini, coordenadora do projeto Afrodite, de estudos da sexualidade feminina, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Por isso as mulheres precisam de mais tempo para se animar e de uma maior variedade de estímulos (o corpo humano oferece cerca de 1,5 mil pontos sensíveis!). Para elas, os ouvidos são zonas erógenas importantíssimas. Palavras sugestivas e elogios aceleram a "correnteza". Os homens são mais visuais (não é à toa que no geral preferem transar de luz acesa). Basta o sujeito colocar os olhos em alguém para que o interesse de seu pênis entre em estado de alerta. O clitóris, diferentemente, por ser pequeno, tímido, quase escondido, demanda uma relação, digamos, mais cara a cara. Precisa ser estimulado diretamente. Além disso, a testosterona, o hormônio do tesão, aparece em maior volume (dez vezes mais!) no organismo masculino do que no feminino - só no período de ovulação sua quantidade aumenta na mulher, favorecendo a excitação.

 

Via Gloss



publicado por olhar para o mundo às 21:04 | link do post | comentar

Sexta-feira, 02.10.09

 Onde estão os preliminares caralho?

 

 

Desabafos de um homem moderno!

 Meus amigos, pensei um bocado na vida e é triste... simplesmente triste...
 Um gajo dantes chegava a casa do trabalho e a mulher o vinha cumprimentar, seguida do cão, aos pulos, contente e satisfeito por o dono estar de volta.
 Dava-se um xoxo, perguntava-se como correra o dia... Essas merdas!
 Depois um gajo abancava no sofá da sala, ligava a televisão no programa desportivo ou nas notícias enquanto a sua esposa na cozinha preparava o jantar.
 Acabado que era, ela chamava o gajo para a mesa, baixinho para não interferir com a informação. Um tipo jantava, um belo dum entrecosto grelhado e de vez em quando passava a mão pela febra, descobrindo as meias de ligas e a lingerie rendada que ela pusera para o agradar. 
 Cafezinho servido e um balão de conhaque acamavam a refeição, enquanto na TV passava um filme de suspense.
 Entretanto a mulher dedicada ia trocar de roupa para levantar a mesa e passava de avental por cima do body decotado e correspondente cinto de ligas, desfilando enquanto fazia as lides domésticas.
 Um gajo entretanto mandava-a para a cama, aquecer o leito, enquanto ia à casa de banho dar um retoque na higiene.
 Na cama, a esposa fazia uma massagem ao seu marido trabalhador e depois, se ele assim o entendesse, faziam amor, após o que ele dormia um sono descansado, apenas para acordar no dia seguinte com um beijo de bons-dias acompanhado do pequeno almoço. 
 Hoje? Hoje não há nada disto...
 Hoje em dia um tipo chega a casa e a gaja não está porque teve uma puta duma reunião até mais tarde... Foda-se, mas para que é que ela trabalha??? Depois um gajo não pode ter cão porque a porra da associação de condóminos acha que o bicho mija nas escadas. Foda-se, quem é que traz os chinelos??? ELES??? 
 Caralho pá...
 Como não há gaja, um tipo vai ali à Frangolândia da esquina buscar uma porra duma merda cheia de nitrofuranos para debicar.
 Chega a casa vai para a sala,senta-se e pimba, eis que entra a gaja, cheia de pressa, saca uma coxa daave, o pacote de batatas fritas que um gajo teve meia hora para escolher eabanca alegremente no sofá mais confortável com o comando da TV na mão. 
 Faz perguntas de retórica do tipo "Tão? Tásse? Correu bem?" e pior, responde logo a seguir: "Fixe pá. Baril. Cool. Agora péra aí!" "Péra aí!"
.. sabem pa quê??? Para desatar a fazer um zapping pelos canais da TVCabo em busca de telenovelas mexicanas e programas da tanga.
 Foda-se, não há pachorra...
 Fica um tipo sem a coxa do frango, sem batatas, sem Tv...
 Bem, um gajo vai à casa de banho naquela de cuidar da higiene e caralho pá.. aquela merda tá cheia de frasquinhos cor de rosa com uns nomes ilegíveis... mas pa que é que a gaja quer tanto frasco caralho????? IRRA!!!! 
 É melhor ir pá cama... Um gajo deita-se, cansado e farto daquela merda, quer dormir, e ASSIM QUE ADORMECE, eis que chega a filha DA puta, atirada pa cimada cama assim à bruta já toda nua, sem um pingo de lingerie provocante, destapa um gajo, mete-lhe a c... na boca, grita "-Lambe!", fode um gajo todo violentamente e no fim vem-se umas 15 vezes sem sequer um tipo atingir o orgasmo... No fim, ainda tem a puta DA lata de pedir ao gajo palhe chegar um cigarrinho e uma garrafinha de água que, claro, estão espalhados pela casa... 
 Um gajo até é um querido e quê, vai buscar essas merdas e quando chega já a gaja dorme, ressonando que nem um cavalo, só para acordar no dia seguinte,dar uma cotovelada no lombo dum gajo dizendo: "-Oi amor... vai lá buscar pão pá gente tomar pekeno almoço..." 
 Foda-se, já não ha carinho...
 Onde está o amor que unia nossos pais?
 Onde, o respeito, a cena familiar?
 Onde estão os preliminares, caralho???????????
 
Recebido por mail...



publicado por olhar para o mundo às 15:59 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.09.09

 Preliminares multiplos

 

Já pensou se o homem que ama tivesse o dom de adivinhar seus desejos entre quatro paredes? Você nem precisaria dizer que se derrete toda com um beijo no pé do ouvido - principalmente se ele vier seguido de carícias na nuca, massagem nas costas, pegada no bumbum... NOVA ouviu suas preces. Preparamos um jogo de preliminares que é meio caminho andado para o seu prazer. Depois dele, o gato saberá as coordenadas exatas do seu orgasmo sem você falar nada. E vice-versa. Quer ser agraciada com esse milagre? Recorte as figuras ao lado, dê um casal de bonecos ao lindo e fique com o outro. No corpo da menina, enumere suas preliminares favoritas. No do menino, liste a ordem de carícias que acredita enlouquecer seu amor. Peça para gato fazer o mesmo com as figuras dele e compare os resultados.

Ficaram diferentes? Não se preocupe, isso é comum. "Muita gente teme explicar suas preferências na cama", diz Sylvia Faria Marzano, terapeuta sexual e diretora do Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática, em São Paulo. Por isso, desenhar pode ser uma grande saída. Assim, vocês aprendem precisamente onde e como tocar o corpo do outro. E, acredite, colocar as descobertas em prática será a melhor parte. Que o digam os dois casais eu testaram nosso jogo sensual. Depois da experiência, nunca mais se perderam na estrada sinuosa que leva ao paraíso. Preparada para traçar uma rota personalizada dos múltiplos Óhhs?

Via Abril



publicado por olhar para o mundo às 21:39 | link do post | comentar | ver comentários (1)

mais sobre mim
posts recentes

Karezza: sexo com carinho...

Preliminares: Sem pressas...

Sexo, preliminares e dese...

Mulheres na cama.. falemo...

Sexo é mais que um simple...

Dicas:Preliminares... co...

Pera ái... então e os pre...

Onde estão os preliminar...

E se ele percebesse de pr...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados