Domingo, 27.02.11

 

Que sexo é bom, todo mundo sabe, mas dizem por aí que pode ficar melhor. Não acredita? Então a gente te fala o que fazer, você faz o teste e conta se era tudo verdade, pode ser?

Segundo alguns sexólogos, o ponto G dos machos é a próstata, mais especificamente a área do períneo. Agora você perguntou: “pe o que?”, não foi? Períneo é um lugar do seu corpo, sabia? É... ele fica entre o ânus e os testículos e é um pequeno ponto macio naquela área sem pêlos. Lembrou dele?

Os nervos que controlam as reações sexuais, como a ereção, o orgasmo e ejaculação, vão todos no sentido da próstata e do períneo. Isso quer dizer que a área é o “centro de comando” para o seu prazer sexual, rapaz!

Dizem os historiadores que, desde sempre, massagear a próstata é uma maneira usada para manter e aumentar a saúde sexual dos homens. E diz o pessoal de sex shop que essa massagem mágica pode causar o orgasmo mais incrível da sua vida, conhecido como "orgasmo dos sonhos" ou "super O".

Como fazer? 


Você tem duas opções: pedir para sua namorada, amiga com vantagens ou seja lá quem faz sexo com você, para massagear a área com os nós dos dedos. Não precisa ter medo, ela não tem que colocar nada dentro de lugar nenhum. Na-da, entendido? Basta massagear a área certa com movimentos circulares e mudando a pressão exercida. Se isso for feito na hora exata do orgasmo, ele deve se estender por algum tempo a mais do que você está acostumado.

Outra opção é brincar sozinho e pra isso você pode usar um pequeno aparelho denominado “G-Men”. Esse grande amigo dos homens foi projetado originalmente para massagear a próstata, aliviar a congestão do fluido e promover a saúde geral do órgão. Mas como tudo pode ter outra utilidade... o aparelho tem sido descrito pelos usuários como responsável por proporcionar orgasmos inacreditáveis. A melhor parte é que não existe risco de o brinquedo escorregar para onde você não quer. 


E então, preparado para testar uma das melhores sensações da sua vida?

 

Via Guia da mulher



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Domingo, 29.08.10

Massagem tântrica, orgasmo sem sexo

 

O orgasmo ainda é considerado um mistério feminino, várias mulheres não sabem o que ele é realmente de fato ou mesmo como chegar lá. Uma das formas, sem sexo, é através da massagem tântrica.

 

A prática veio do Tantrismo, ou Tantra, ensinamento que surgiu na Índia e recebeu a influência de várias religiões, culturas e correntes filosóficas, algo bastante amplo que tem como prioridade desenvolver o auto-conhecimento. Em poucas palavras, ele permite que a evolução espiritual seja alcançada através do prazer.

 

Dewa Deepta Uozi (nome em sânscrito), coordenadora do Metamorphosys Centro especializado em Massagem Tântrica (www.centrometamorfose.com.br), das unidades de Natal e Fortaleza, aplica massagens em mulheres que tenham dificuldades relacionadas ao prazer, com base no método Deva Nishok, onde profissionais (homens e mulheres) aplicam massagens em ambos os sexos. "A massagem tântrica tem uma visão terapêutica, portanto elas procuram este tratamento com objetivo de conhecerem mais a respeito de seus orgasmos. É um caminho para as mulheres se liberarem de seus bloqueios muitas vezes de origem sexual. Elas querem ficar melhores para si e para seus companheiros", diz.

Na função de terapeuta corporal tântrica, ela auxilia mulheres com a libido em baixa,anorgasmia, vaginismo, além de falta de sensibilidade vaginal e clitoriana, ou mesmo aquelas que tenham pouca de intimidade com o parceiro. A massagem também ajuda mulheres que passaram por uma educação sexual repressiva, por violência sexual ou que tenham dificuldades fora do sexo, entre elas, ansiedade, insegurança, estresse e depressão.

Conforme Deva Nishok explica no site da própria instituição, através da prática é possível aumentar a dimensão do clitóris. "O tamanho pode estar relacionado à ausência de estímulos ou estímulos inadequados e insuficientes para aumentar a tonificação muscular". Para a terapeuta, o aumento do nervo clitoriano é bastante importante na massagem tântrica, pois é um dos pontos mais sensibilizados para intensificar a energia e levar a mulher ao orgasmo.

Samvara Subaghi, cujo o nome em sânscrito significa a "união mística de todas as formas" e "abençoada pelo Divino", respectivamente, explica que o clitóris possui inervações específicas que o associa aos mamilos e também à glândula Pineal no cérebro. "A estimulação realizada neste nível, através destas inervações, faz com que o Sistema Endócrino produza um aumento significativo nos hormônios e químicas orgânicas associadas ao prazer como a ocitocina, a serotonina e a endorfina", ressalta.

As duas profissionais afirmam que a prática não traz os mesmos estímulos da masturbação. "Nesta terapia queremos proporcionar uma nova experiência para que ela possa avançar, ir além, limpar suas feridas, desfazer seus nós, sentir mais prazer, entrar no merecimento. É mais que uma massagem e múltiplos orgasmos", justifica Dewa.

Com a ajuda de géis lubrificantes como o K-Y, que podem acelerar o processo rumo ao orgasmo, Dewa inicia a massagem com toques para que a mulher se conecte com o seu prazer, depois é feita uma espécie de drenagem nas coxas e pélvis, para produção de líquidos, isso sempre com luvas. "Manipula-se os grandes e pequenos lábios da yoni (vagina), o clitóris até o ponto G". A sessão termina com toques suaves por todo o corpo. O uso do vibrador, tipo ‘bullet’, em pontos específico do clitóris, proporcionam estímulos neurológicos e também ajudam a chegar lá.

"Nossa experiência mostra que a maioria das pessoas conhece somente orgasmos psicogênicos ou psicológicos, onde o cérebro, através das fantasias sexuais (cheiros, imagens, sabores) e estímulos sensoriais (contatos), envia informações para área genital. O outro orgasmo vêem através do estímulo apropriado na Yoni (vagina) e no Lingam (pênis) e onde as pessoas experimentam estados superiores de consciência", explica Samvara.

Dewa afirma que muitas mulheres alcançam o orgasmo logo na primeira sessão, mas é algo que depende da sensorialidade de cada mulher. "O corpo vai fazendo novos registros, sinapses associadas ao prazer. A mulher vai confiando no potencial energético do corpo e se entregando ao processo". Quando há entrega total, ou seja, a mulher é capaz de sair da fantasia sexual, do controle mental, além de ficar livre de traumas e bloqueios, muitas vezes consegue atingir o hiperorgasmo. Para Dewa, neste momento, as mulheres perdem noção do está acontecendo na yoni e alcançam um estado de supraconsciência, "um sentimento de gratidão onde choro e riso se fundem", completa.

 

Claro do que muito é sentido na massagem é aproveitado depois na cama, com o parceiro, afinal, o sexo só tem sentido quando há troca de energia entre duas pessoas. Com o registro do prazer e desenvolvimento sensorial, elas se tornam mais receptivas e conseguem expressar ao parceiro o que realmente querem, para assim curtir a dois tudo que o sexo proporciona.

Por Juliana Lopes

 

Via Vila dois



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sexta-feira, 25.06.10

 

Ponto G

 

A prostituição tem vindo gradualmente a deslocar-se das ruas e vielas para um contexto do interior, em apartamentos, bares ou clubes. No âmbito de uma aproximação dos trabalhadores do sexo e dos seus clientes, o Porto G vai ao encontro das casas onde esta actividade é exercida, no Grande Porto.

 

 

Prevenir e sensibilizar é o objectivo desta equipa, projecto integrado em actividades da Agência Piaget para o Desenvolvimento (APDES).

Marina Garcia, uma das psicólogas, enviou um relatório ao tvi24.pt onde refere que, inicialmente, contactavam por telefone os trabalhadores do sexo que tinham colocado anúncios no jornal e apresentavam o projecto e serviços que ofereciam. Fizeram também um cartão-de-visita que distribuíam pelos utentes para que estes o pudessem divulgar entre si.

«Depois de algum tempo de intervenção no terreno, começámos por receber pedidos de visitas domiciliárias. Podemos afirmar, pelos pedidos quase diários de visitas aos apartamentos, que esta é a principal forma de divulgação do projecto, por trabalhadores do sexo que já usufruíram dos nossos serviços e que os recomendam a outros», explica.

Distribuição de preservativos, informação sobre práticas sexuais de menor risco, cuidados de enfermagem como vacinação e rastreio da tuberculose, apoio psicossocial e encaminhamento para serviços de comunidade são algumas das acções desenvolvidas pelo Porto G.

As visitas são sempre cuidadosamente programadas e agendadas, de modo a não interferir com o horário de trabalho e normalmente duram cerca de hora e meia. «As visitas domiciliárias são momentos fulcrais da intervenção do Porto G, em que a equipa procura criar um espaço educativo e momentos de reflexão», refere a psicóloga.

As doenças sexualmente transmissíveis são sempre um tema central e a equipa lança alertas para os riscos de práticas sexuais sem uso de preservativo, utilização de lubrificantes inadequados, prática de higiene inadequada, entre outros.

O Porto G participa activamente na luta pela legalização do trabalho sexual, como «uma actividade profissional digna e uma opção totalmente legítima».

«Mais do que julgar e oprimir, importa aceitar, informar e facilitar às pessoas recursos para que tomem decisões informadas».

 

Via IOL Diário



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 06.01.10

O ponto G não existe?

 

A localização do ponto G continua a ser um mistério para muitos. Agora, um grupo de investigadores do King’s College, em Londres, chegou à conclusão que o ponto G simplesmente não existe. Para os cientistas, aquela suposta zona erógena é uma invenção cultural, alimentada por revistas femininas e terapeutas sexuais.

O estudo, publicado no The Journal of Sexual Medicine envolveu 1800 mulheres, com idades entre os 23 e os 83 anos, todas gémeas. Os investigadores preferiam analisar gémeas, pensando que a resposta seria parecida. No entanto, as respostas eram diferentes: enquanto algumas mulheres afirmam ter ponto G, as suas irmãs garantem que não têm. Para os cientistas, isto sugere que o ponto G é apenas um mito. “É irresponsável alegar a existência de algo que nunca se provou existir”, explicaTim Spector, um dos autores do estudo. O estudioso diz que as mulheres podem alegar ter encontrado o ponto erógeno, “mas a verdade é que não pode ser comprovado”. Este estudo pode ajudar os casais que enfrentam problemas sexuais pelo facto de não encontrarem o ponto G, explicam os investigadores.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Segunda-feira, 28.12.09

 Saiba onde fica o ponto G

 

A vagina tem uma profundidade que varia de dez a doze centímetros e tem a capacidade de se adaptar ao tamanho do pénis normal. Entretanto, a relação sexual humana é muito complexa, envolvendo elementos que exploram a dor, a mente, a visão e a saciedade. O ponto G fica situado a 5 cm da entrada vaginal e, se bem estimulado, leva a mulher ao orgasmo. O prazer parte muito mais da agilidade de cada um e de seu devido auto-conhecimento, do que propriamente do tamanho imposto pela pornografia e pelo senso-comum.

 

Via Sexualidade do Homem



publicado por olhar para o mundo às 21:02 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

O Ponto G Masculino

Massagem tântrica: orgasm...

Ponto G : um esforço para...

Ponto G - Simplesmente nã...

O Ponto G nas mulheres, s...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados