Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

14
Jul10

Música Portuguesa do dia : Vou pra longe - Polo Norte

olhar para o mundo

Letra

faço-me à estrada
não penso em mais nada
o que será de mim
uma história em que o princípio
mais parecia o fim

na mala do carro
só levo a guitarra
e as letras que escrever
vão falar desta viagem
que eu não vou esquecer

vou partir, sem demora
vou partir

parto sem saber
sem saber se sou capaz
deixo tudo para trás
e vou p'ra longe

se lá vou ficar
o destino irá dizer
não há tempo a perder
e vou p'ra longe

a meio do caminho
já sinto saudades
de quem lá deixei
dou por mim aqui sozinho
e assim fiquei

ao fim de alguns anos
começo a perceber
é difícil estar tão longe
de quem nos viu nascer

vou voltar sem demora
vou voltar

01
Jun10

Música Portuguesa do dia : Grito - Polo Norte e Delfins

olhar para o mundo

 

Letra
Há alturas na vida
Em que se sente o pior
Como que uma saída
Refúgio na dôr

E ao olhar para trás
Pensar no que aconteceu
O que se vê não apraz
Não gritou mas escondeu

E salta a fúria em nós
Rebenta o ser mais calado
Querer puxar pela voz
Mostrar que está revoltado

À espera o tempo a passar
A desesperar
Ganhar a coragem de gritar e gritar

E é nestas alturas
Sou eu mesmo que o digo
Repensamos na falta
Que nos faz um amigo

Alguém que nos mostre a luz
E nos estenda uma mão
Diga que a vida não é cruz
Olhar para trás pedir perdão

E salta a fúria em nós
Rebenta o ser mais calado
Querer puxar pela voz
Mostrar que está revoltado

À espera o tempo a passar
A desesperar
Ganhar a a coragem de gritar e gritar

 

31
Mai10

Música Portuguesa do dia : Deixa o Mundo Girar - Polo Norte

olhar para o mundo

Letra
Quantas vezes vais olhar para trás 
Estás preso a um passado que pesou 
Quantas vezes vais ser tu capaz 
Fazer sair quem por engano entrou

Abre a tua porta, não tenhas medo 
Tens um mundo inteiro à espera para entrar 
De sorriso no rosto talvez o segredo 
Alguém que te quer falar

Olha em frente e diz-me aquilo que vês 
Reflexos de quem conheces bem 
Ouve essa voz é a tua voz 
Dá-lhe atenção e a razão que tem

Abre a tua porta, não tenhas medo 
Tens um mundo inteiro à espera para entrar 
De sorriso no rosto talvez o segredo 
Alguém que te quer falar

Deixa o mundo girar para o lado que quer 
Não o podes parar nem tens nada a perder 
Estás de passagem 
Não o leves a mal se te manda avançar 
Talvez seja um sinal que não podes parar 
Estás de passagem

Vai aonde queres 
Sê quem tu quiseres 
Estende a tua mão 
A quem vier por bem

Abre a tua porta, não tenhas medo 
Tens um mundo inteiro à espera para entrar 
De sorriso no rosto talvez o segredo 
Alguém que te quer falar

Deixa o mundo girar para o lado que quer 
Não o podes parar nem tens nada a perder 
Estás de passagem 
Não o leves a mal se te manda avançar 
Talvez seja um sinal que não podes parar 
Estás de passagem

Deixa o mundo girar para o lado que quer 
Não o podes parar nem tens nada a perder 
Estás de passagem 
Não o leves a mal se te manda avançar 
Talvez seja um sinal que não o podes parar 
Estás de passagem, só de passagem, estou de passagem
Para outro lugar

27
Ago09

Música Portuguesa do dia:A dança - Polo Norte

olhar para o mundo

 



Letra

 

a dança

polo norte

Composição: Indisponível

Chegaste de passos apertados
Os olhos embargados
Cheios de medos teus
Pediste que te levasse a magoa
E que te tocasse a alma
Olhando para os meus

Apertei-te contra ao peito,
num abraço perfeito

A rua como companhia
Às vezes escura e fria
Pura realidade
Ninguém olha p'ra ti
Com olhos de gente
Ate mesmo indiferente
A quem és de verdade
Esquece o teu mundo lá fora
É hora de ir dançar

(Refrão)

Esta noite dança só p'ra mim
Que esta dança nunca tenha fim
São asas que me dás
Levam alto p'ra longe

Esquece o teu mundo lá fora
É hora de ir dançar

Esta noite dança só p'ra mim
Que esta dança nunca tenha fim
São asas que me dás
Levam alto

Esta noite dança só p'ra mim
Que esta dança nunca tenha fim
São asas que me dás
Levam alto p'ra longe
até de mim
até de mim

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D