Sábado, 15.01.11

Deus e os orgasmos

 

Franciscano diz que o orgasmo também é uma forma de falar com Deus, se for casado e sobretudo se não usar preservativo. Vaticano não se opõe

 

Se fosse para ser queimado na fogueira pelo Vaticano, já teria sido. A constatação é de Ksawery Knotz, um monge capuchinho de 45 anos que anda há dois anos a vender um mais que assumido kamasutra católico. Esta semana, a obra foi apresentada em Madrid, com o apelativo título "No tengas miedo al sexo". Voltou a valer chamadas expressivas na imprensa, já que Knotz não é frugal nas palavras. Um exemplo? "Deus está no orgasmo."

Se só agora se deparou com a ousadia literária, poderá adquiri-la na versão espanhola ao preço especial de 16 euros, no site da madrilena Asociación Cruz de San Andrés, uma das promotoras da edição em Espanha. A apresentação, terça--feira em Madrid, contou com a presença do monge, de origem polaca, disponível para responder às perguntas que desde 2004 têm sido suscitadas pelo livro mais despudorado da Igreja Católica. "Há que acabar com a ideia de que quando se fala de sexo não se fala de Deus", disse durante o evento, no Centro Riojano de Madrid. Sobre a eventual mão pesada do Vaticano, respondeu com leveza: "A igreja aprova os meus textos porque não dizem nada de contraditório. A única diferença é que ela o faz com palavras mais solenes."

A coerência, neste caso, está no facto de o kamasutra católico ter como destinatários casais unidos em matrimónio e desaconselhar o uso de contraceptivos como facilitadores de relações ocasionais, considerando-os mesmo nocivos. Aos casados, tudo é então permitido. "Todos os actos - um carinho, uma posição sexual - que tenham como fim a excitação são permitidos e agradam a Deus", defende Ksawery Knotz. "Os casais casados celebram o seu sacramento, a sua vida em Cristo, também durante o sexo. Chamar-lhe uma celebração do sacramento do casamento eleva a sua dignidade de forma excepcional." Dizê-lo choca muitas pessoas? "Sim", tem admitido durante palestras replicadas com um inevitável chorrilho de declarações. "Choca as pessoas que aprenderam a ver o sexo de uma forma má. É difícil compreenderem que Deus também está interessado numa vida sexual feliz", disse por exemplo em 2009, citado pela BBC.

A pergunta sobre que experiência tem um capuchinho nestas matérias também é recorrente. Ksawery Knotz defende-se com dez anos de aconselhamento matrimonial, onde nunca houve temas tabu - exemplo disso é o site www.szansaspotkania.net, com versão em inglês, onde apresenta incontáveis conselhos. Em 2008 já era notícia pelos seus retiros de fim-de-semana sobre sexo divino, esgotados com um ano de antecedência. No meio de tanta pregação, nunca lhe foi reconhecida nenhuma heresia. Mesmo com saídas destas: "Ter um orgasmo é como ir para o céu."

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Quinta-feira, 24.06.10

Sexo, lugares com historia, o roteiro do pecado

 

No Verão de 1963, a Inglaterra viveu um dos escândalos sexuais mais marcantes da sua história. Em plena Guerra Fria, o caso Profumo fez cair um primeiro-ministro e um ministro da Guerra, levou um proxeneta a cometer suicídio e elevou uma prostituta a figura pública. Cliveden, a mansão de estilo italiano em Taplow, onde decorreram os encontros sexuais, foi depois transformada num campus universitário e hoje é um hotel de luxo que prepara com ousadia a sua época alta. A promoção? Um fim-de-semana com direito a experimentar as divisões onde John Profumo e a call-girl Christine Keeler tiveram os seus momentos mais quentes. Se a moda pegar, os operadores turísticos terão muito por onde escolher. Incluindo em Portugal.

 

Caso Paula

Hoje é um dos hotéis de referência da cidade de Cascais. Já o era em 1997, ano em que o então Atlantic Garden ficou para sempre ligado ao “Caso Paula”. Na altura, a selecção portuguesa preparava o jogo decisivo com a República da Irlanda, na fase de qualificação para o euro 1996. Numa das noites de estágio, uma orgia com prostitutas brasileiras terminou em pancadaria e escândalo na televisão. A questão é: será que alguém quer dormir no mesmo quarto de Secretário?

 

Beckham em Madrid

Se a ideia é fazer um roteiro de férias inspirado nos lugares onde o sexo foi sinónimo de escândalo, ninguém melhor do que os jogadores de futebol para ajudar as operadoras turísticas. David Beckham, por exemplo, poderia muito bem fazer de guia em Madrid. Em 2003, o inglês jantou no restaurante Thai Garden, bebeu um copo no clube nocturno Ananda e acabou a noite no hotel de luxo Santa Mauro. A única diferença é que o seu companheiro(a) não vai sair de lá famoso, tal como aconteceu com a anfitriã do jogador, Rebecca Loos.

 

Presidente em apuros

Em 2004, o candidato presidencial americano John Edwards conheceu a realizadora Rielle Hunter no bar do Hotel Regency. E quase sem saber estava escrever uma página da história dos EUA: do encontro resultou um filho fora do casamento e um escândalo, que rebentou em 2010. Não só porque Edwards era casado, mas também porque, na altura, a sua mulher lutava contra um cancro da mama. O bar ainda lá está, é chegar e pedir.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 21:04 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sexta-feira, 05.03.10

 Calendário de padres, vaticano

 

Confesso: Na terra dos reis do flirt, dou por mim a ter pensamentos libidinosos no Vaticano. Serei uma Maria Madalena?

 

r a Itália é uma massagem ao ego de qualquer mulher... mesmo para aquelas com um feitio mais torcido no que toca a tentativas de engate. Eles são os reis do flirt e não brincam em serviço: desde o condutor do eléctrico que pisca o olho em pleno andamento, ao guia do museu que, embora com idade para ser nosso pai, nos chama de "bella portuguesa" repetidamente, vale tudo.

Eles param no meio da rua para gritar "ciao preciosa" em tom meloso, abordam-nos em filas para a casa-de-banho e acabam a dar-nos beijos na mão sem sequer percebermos como, travam a fundo para nos deixar atravessar a estrada e convidam-nos a sair com eles ao mesmo tempo... tudo com uma lata glamourosa que só nos faz corar e rir, em vez de alçar a mão para o habitual par de estalos.

O pecado mora no Vaticano


Contudo, foi o Vaticano que despertou o lado mais libidinoso que há em mim. Rodeada de morenos extra-perfumados, com óculos Ray Ban, a minha atenção recaiu sobre o homem da batina. Lamento ser tão pouco católica no que toca a isto das atracções, mas ali estava ele: cabelo curto, com aquele sotaque italiano de bradar aos céus, vestido de preto até aos pés, com uma cruz ao peito, sorriso aberto, olhar misterioso e penetrante... mas, para bem dos meus pecados, tudo menos engatatão. Caso para dizer: graças a Deus!

Enquanto o Papa falava na janela, os meus pensamentos eram tudo menos religiosos. Qualquer entrada num confessionário naquela fase teria sido uma versão luso-italiana do "Crime do Padre Amaro". Nem com mil "Pai Nossos" de enfiada eu conseguiria voltar a ter lugar no céu. Faço o meu ar mais imaculado enquanto penso no eterno desejo pelo fruto proibido: Afinal, porque será que queremos sempre aquilo que não podemos ter?

Via A Vida de saltos altos



publicado por olhar para o mundo às 21:24 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Domingo, 24.05.09

A igreja compra as desculpas

 

Via AnovisAnophelis

 

Não há pior cego que aquele que não quer ver... a igreja nunca pede desculpa, mas há casos em que compra as desculpas.

 



publicado por olhar para o mundo às 12:33 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Sábado, 16.05.09

 Um homem casado vai confessar-se:

- Eu quase pequei...

E o padre:
- Que quer dizer com 'quase' ?
- Encostei o meu pirilau na empregada... Mas, na altura eu não meti, eu parei. Por isso, foi 'quase'!
- Encostar é a mesma coisa que meter... Você pecou, meu filho! Reze vinte ave-marias e colabore com cem euros para as obras da igreja, que será perdoado!


O homem sai do confessionário, reza vinte ave-marias, tira uma nota de cem euros da carteira e vai até à caixa de esmolas. Encosta a nota na ranhura, mas recua e guarda o dinheiro.


O Padre, que estava à espreita, grita:
- Eu vi isso, pecador! Você não meteu o dinheiro na caixa de esmolas!
- Foi o senhor mesmo que disse: encostar é a mesma coisa que meter!

Via Blogotinha



publicado por olhar para o mundo às 22:15 | link do post | comentar | ver comentários (1)

mais sobre mim
posts recentes

Deus e o orgasmo ou o org...

O roteiro do pecado

Fantasiar com um padre é ...

A hipocrisia da igreja ca...

É quase pecado!!!

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados