Quarta-feira, 10.11.10

Benfica, Todos ralham e ninguém tem razão

 

O filme está desfocado para os lados de Jorge Jesus. A paixão dos adeptos definha a cada derrota e há quem o confronte cara a cara pelas suas opções: a lua-de-mel parece que afinal não é eterna e os primeiros arrufos do matrimónio começam a vir à tona. Na madrugada que se seguiu à humilhação no Dragão, dois adeptos criticaram o treinador pelas suas opções e a resposta dele foi esta: "Coragem tiveram os que foram ao Dragão!" Tudo bem. Só que esses sócios tinham ido ao estádio do FC Porto e mostraram-lhe o ingresso como comprovativo - Jesus engoliu em seco e pediu desculpa. Ontem, no aeroporto, o técnico foi interpelado pelos mesmos benfiquistas quando a equipa seguia para as portas de embarque: "Mister, os que foram ao Dragão estão aqui a dar a cara outra vez. E achamos vergonhoso ir a Angola durante a semana numa altura destas." Ao ouvir isto, Jesus encolheu os ombros, pediu calma por lá estarem "jornalistas" e acabou por ser um responsável do clube a encerrar o assunto, explicando-se ao par de sócios: "Há aqui jogadores que não sabem o que é o Benfica e quando se apercebem da dimensão não conseguem lidar com a pressão." De Luís Filipe Vieira, nem um palavra.

Não são só os adeptos a torcer o nariz ao raid encarnado a Angola por ocasião das comemorações do 35.º aniversário da independência do país - aos jogadores e equipa técnica também não caiu bem a decisão presidencial de forçar a equipa a um desgaste suplementar e desnecessário. A viagem relâmpago a África está contextualizada numa suposta despedida oficial de Mantorras (no jogo Angola-Benfica, hoje às 19h) aos relvados e num encaixe chorudo para os cofres da Luz - 1,4 milhões de euros, pouco menos do que duas vitórias na Liga dos Campeões. Que é o que se pede a Jesus neste momento crítico: ganhar ao Schalke 04 (na Luz) e ao Hapoel (em Telavive) garante a passagem aos oitavos-de-final da Champions, um dos objectivos mínimos para quem até falou em conquistar a competição em Wembley. Se a meta não for alcançada, a contestação interna aumentará e Jesus ficará em palpos de aranha, agarrado à cláusula de rescisão astronómica (5 milhões de euros, pelo menos) que acordou com o clube. E é por isto e pelo capital de confiança que (ainda) tem junto de Vieira, que o despedimento de Jesus é cenário distante. Mas caso o Benfica decida prescindir do treinador, a solução passa pela entrada em cena do agente Jorge Mendes que procurará colocar Jesus no estrangeiro, satisfazendo ambas as partes.

ENTRE MUROS Jesus tem um estilo e o estilo é este: aperta com os jogadores até mais não, grita com eles em alta voz e muitas vezes insulta-os. Os jogadores que treinou no passado já se queixaram das "orelhas a ferver no treino" mas sempre lhe elogiaram a capacidade táctica; os futebolistas que dirige no Benfica dizem o mesmo dele. Ou diziam. 

Este ano, já se viu Luisão, de braçadeira, a discutir com Jesus em pleno relvado; já se viu Cardozo desagradado por não sair de campo quando se encontra esgotado e o resultado construído ("O descanso só faz é mal", diz Jesus); e Saviola com ar de poucos amigos sempre que é substituído. No futebol, como na vida, quando se ganha, tudo se suporta mas o inverso também é verdade. Nesses momentos questionam-se as opções tácticas, os métodos, os tiques e a cabeça começa a pesar mais do que as pernas. O Benfica é a formação mais indisciplinada da Liga, com 37 amarelos e dois vermelhos directos - contas feitas, as águias não podem contar com Luisão, Maxi Pereira e Carlos Martins para o encontro com a Naval (domingo). 

MEDO DO LOBO MAU Na preparação para o jogo do FC Porto, ficou evidente a preocupação de Jesus em montar um esquema que anulasse Hulk, como se o Incrível fosse lobo mau. Em 2009/10, foi Peixoto quem o defendeu na vitória caseira com o golo de Saviola - nem um nem outro jogaram no passado domingo mas um e outro tinham sido titulares nos últimos encontros. Como escreve o "Record", a coisa não caiu bem a Peixoto, a Saviola e nem aos restantes elementos do balneário que viram um Jesus medroso em vésperas de clássico.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 19:05 | link do post | comentar

Terça-feira, 11.05.10

As melhores frases do Jorge Jesus na fase Benfica

 

17 Junho  - Apresentação
"Quero fazer parte da história do Benfica. Quero ganhar títulos no Benfica. Vim para o Benfica não por questões económicas. Vim com um projecto desportivo. Vim porque acredito no projecto desportivo. Vim para o Benfica com a certeza e a convicção de que vou ser campeão nesta casa."

"Sei que só três portugueses é que ganharam o título [no Benfica] mas também quero acrescentar que vou ser o 18.º. Só 17 é que ganharam o título."

"O Benfica, em termos individuais, tem grandes jogadores e como faço em todos os clubes onde tenho passado, os jogadores do Benfica para o ano vão jogar o dobro do que jogaram o ano passado. Só isso. E o dobro se calhar é pouco. "

1 Agosto - Torneio Cidade de Guimarães após 4-0 ao Portsmouth
"Não entramos em euforias. Os jogadores do campeonato português são evoluídos tacticamente e os jogos vão ser mais difíceis"

15 Agosto - Véspera da estreia na Liga frente ao Marítimo
"O Benfica cresceu mais neste curto espaço do que eu pensava. A  equipa já adquiriu processos que eu não pensava ser possível num período tão curto. E ainda vai melhorar. "

30 Agosto - antes do 8-1 ao V. Setúbal e numa altura que tinha apenas dois golos em dois jogos
"Vamos para a terceira jornada. Se tivermos um golo por jornada, no final das 30, será um 'score' que não é o ideal, mas rentabiliza. Agora, se daqui a 10 jogos só tivermos três golos, temos razões para nos preocuparmos e pensar em modificar alguma coisa"


2 Setembro - Insatisfeito com o golo sofrido no 8-1 ao V. Setúbal

"O objectivo é terminar com pouco golos sofridos. É assim que se ganham campeonatos: a marcar mais golos e a sofrer menos".


19 Setembro

"É subjectivo fazermos juízos de valor neste momento. Concordo com o Jesualdo quando diz que o Benfica está mais forte que no ano passado, e talvez também concorde quando ele diz que não estamos mais fortes que eles. Temos os mesmos pontos e estamos os dois atrás do [Sp.]Braga"


20 Setembro - Após vitória em Leiria por 2-1

"A equipa foi guerreira, pois quando não se pode de uma maneira, tem de ser de outra. O campo também não estava muito bom e isto prejudicou. Mas é com este espírito que se fazem os campeões"

25 Setembro - Questionado com as críticas do excesso de penáltis que o Benfica tem beneficiado
"Acho que não temos sido beneficiados. Têm sido decisões bem tomadas pelas equipas de arbitragem. Também já sofremos grandes penalidades e não as discutimos. Temos estado a aceitar todas as decisões."

26 Setembro - Em resposta a Aimar, que afirmou ter sentido a equipa nervosa contra o Leixões
"Não tenho esta opinião [discordando de Aimar]. O que houve é que um jogador que tem alguma influência no jogo da equipa, este sim estava um pouco ansioso, não a equipa. O Aimar tem outra qualidade de jogo, mas quis fazer as coisas muito depressa, de uma forma muito rápida e isto fez com que ele perdesse alguns passes."

3 Outubro - Elogios a Manuel Oliveira
"O futebol está sempre a evoluir, o Manuel de Oliveira nos anos que era meu treinador já era um criador da táctica, ensinou-me muito e algum do conhecimento que tenho hoje devo-o a ele"

17 Outubro - Quando apresentou várias alterações no jogo contra o Monsanto
"Não há suplentes no plantel. Há um treinador que escolhe os melhores e não há um onze padrão no Benfica."

22 Outubro - Após a euforia da goleada ao Everton
"Sentirei orgulho se ganhar títulos no final da época. Temos objectivos para atingir e só se os conseguir é que sentirei orgulho"


25 Outubro - Falando do jogo com o Nacional (6-1)

"Não vai ter muitos golos"


26 Outubro - Incomodado com as notícias da polémica com Manuel Machado, treinador do Nacional
"Não jogámos em túneis, jogámos no campo. O jogo teve noventa e poucos minutos e na segunda parte fizemos quatro golos. No campo é que ganhámos"


30 Outubro - Antes do encontro com o Sporting Braga, que viria a perder 0-2
"O Benfica é muito criativo tacticamente. No sistema que os outros (adversários) possam implementar nunca vão ter uma noção exacta dos posicionamentos do Benfica, que nunca são da mesma forma"

31 Outubro - Após a primeira derrota no campeonato, em Braga por 0-2
“Jogámos contra um bom adversário, que já tinha ganho aqui também a outro nosso concorrente ao título que era o Porto. Sabíamos que era um jogo extremamente difícil. O facto de o Braga marcar o primeiro golo teve alguma influência em termos práticos e também emocionais. A equipa do Braga é uma boa equipa mas o Benfica, depois de ter sofrido o primeiro golo, foi à procura do empate. Conseguiu com o Luisão, com um golo legal... Não foi legal porque o árbitro invalidou mas sei que foi porque já vi as imagens"


9 Novembro - Após vitória sofrida com a Naval, com um golo de Javi García no final
"Foi uma vitória de uma equipa campeã”


28 Novembro - Após empate a zero em Alvalade, falando da época
"Marcámos 31 golos e o resto são peanuts"

6 Dezembro - Após 4-0 à Académica
"Quem trabalha nesta casa só tem um objectivo. Já disse isto várias vezes e não vale a pena estar sempre a repetir. Todos os jogos são para ganhar. E se ganharmos mais vezes que os outros, nomeadamente o Sp. Braga e o FC Porto, podemos chegar ao título. Queremos estar no topo, mas ainda não estamos lá. É o Braga quem lidera porque nos derrotou"

19 Dezembro - Antes do Benfica-FC Porto
“Os nossos adeptos fazem a diferença. Não só na Luz como também nos jogos fora. Precisamos de um apoio condicional e apaixonado, como é característico deles."

20 Dezembro - Após 1-0 ao FC Porto
“Vencemos com raça de campeão. Os jogos ganham-se com atitude e enquanto houve jogo foi uma excelente partida”

23 Dezembro
"Devo confessar que já recebi a melhor prenda, aquela que mais desejava este ano. O que mais queria era a vitória sobre o FC Porto. Essa era a grande lembrança que ambicionava ter. Felizmente o Pai Natal, melhor dizendo, os meus jogadores, conseguiram oferecê-la"

27 Dezembro
"Conseguimos conquistar a confiança de todos à custa do bom futebol que temos praticado, e da grande qualidade de jogo."

"A equipa vai ficar mais forte na segunda volta porque vamos ter hábitos mais comuns e nos conhecemos melhor"

23 Janeiro
"A onda do Benfica está muito forte”

6 Fevereiro - Após empate a um golo em Setúbal
“Fizemos um autogolo e falhámos uma grande penalidade. Isto deixou-nos um pouco desiludidos, custa sempre"

22 Fevereiro
"Pela qualidade que temos demonstrado na temporada, exigem ao Benfica três factores: vitória, golear e nota artística, mas isso é na patinagem artística. Estamos cansados é de ganhar muitas vezes"

27 Fevereiro - Após goleada em Matosinhos (4-0) e antes do Sporting-FC Porto
"Se posso prometer o título? Desde que entrei nesta casa sempre acreditei que o Benfica podia ser campeão."

“Bem, para ser sincero, tenho de dizer que vou agora puxar pela vitória do Sporting”


7 Março - Após 3-1 ao Paços de Ferreira
“Nunca faço análises ao desempenho dos árbitros e este jogo acho que até foi fácil para o árbitro, porque não teve casos. Mas curiosamente os amarelos que mostrou, tirando o do Di María, foi a jogadores que ficaram ‘no risco'. Concordo com ele na jogada do Saviola, não há grande penalidade, mas houve contacto e por isso o jogador caiu. Mostrar um cartão amarelo porque houve contacto? Os árbitros têm de ser menos teóricos e mais práticos. Têm de ler menos livros e perceber mais de futebol!”

20 Março
"Só falo pelo Benfica. O meu grande objectivo é o campeonato. Tínhamos quatro provas para disputar no início da época; agora temos três possibilidades e queremos ganhá-las. Sou um treinador ambicioso, estou numa fase importante e quero ganhar mais”


21 Março - Após conquista da Taça da Liga
"Quero dedicar este título ao meu pai"


26 Março - Comentando a nomeação para o Benfica-Sp. Braga
“O Pedro Proença é um bom árbitro. Tecnicamente tem muita qualidade nas suas apreciações, disciplinarmente também, por isso creio que vai conjugar-se com as equipas em campo para proporcionar um bom jogo de futebol"


27 Março - Após triunfo sobre o Sp. Braga
"Só me sentirei mais perto do sonho quando as jornadas ditarem que o Benfica já é campeão nacional. Em duas jornadas tudo se pode alterar, por isso temos de trabalhar como até aqui"


18 Abril - Após vitória em Coimbra por 3-2

“O Benfica está a um pequeno passo do título, um passo decisivo e que é o mais difícil. Era importante não perder este jogo e continuamos com uma vantagem de 6 pontos sobre o Sp. Braga"


24 Abril - A duas semanas do título
"Ainda não fomos campeões e não podemos mandar os foguetes antes da festa"

 

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Benfica. ... Todos ralham...

As melhores frases do Jor...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...