Sexta-feira, 22.01.10

 

 

10 bares quentes e bons para o Inverno

 

01 Marrakesh

Só o nome já traz a promessa de um calor vindo de terras longínquas. Dentro deste restaurante e lounge bar situado no Porto, a primeira impressão confirma-se. Enormes almofadas brancas e mesas baixas convidam a sentar e a aninhar neste espaço que parece ter sido inspirado nas mil e uma noites. Enquanto as velas, a música oriental e as shishas compõem o resto do ambiente, os chás e as tagines confortam o estômago. 

02 Mezzanine do Bairro Alto Hotel
Por cima da animação do bar do hotel, respiram-se ambientes mais serenos. Trocam-se os deliciosos cocktails por uma chávena de chá e as batidas do DJ de serviço pelo prazer do silêncio. Na mezzanine há sofás confortáveis onde se pode passar uma tarde inteira a preguiçar, a ler jornais, livros e revistas ou a ver televisão com vista para a Praça Luís de Camões. A lareira é a companheira perfeita para os dias de Inverno na capital.

03 Metro e Meio 
Deve o seu nome à altura da porta de entrada, que obriga todos os visitantes de estatura média a baixarem-se para entrar; um entrave que nunca o foi e se tornou a imagem de marca deste espaço de Lisboa. Há mais de 30 anos que assim: a mesma medida, o mesmo piano, o mesmo conceito. Lá dentro, o bar (que também é restaurante durante o dia) está dividido em vários espaços, uma espécie de labirinto cheio de recantos. É só escolher uma poltrona e arranjar a posição mais confortável para uma longa noite de tertúlia. 

04 Galeria Bar Santa Clara 
Em Coimbra conhecem-no pela esplanada, com vista para o Mondego e para a cidade. Mas no Inverno, o bar da galeria Santa Clara é igualmente acolhedor. Não tem lareira, é verdade, mas quase. É uma salamandra que aquece os visitantes nas noites mais frias de Inverno, numa das salas maiores. Nas outras, mais intimistas, o ambiente é ideal para encontros a dois (secretos ou não). Ou, quiçá, para reuniões conspirativas, alimentadas pelos bolos caseiros e os excelentes cocktails.

05 Casa Azul
Quem põe os olhos nesta típica casa algarvia à entrada de Cacela Velha fica de imediato com vontade de entrar e ficar. E se a casa convida, a vista deslumbra: de um lado a ria, do outro o mar, mais ao longe Espanha. Nos dias em que o sol resolve aparecer, sabe bem desfrutar da esplanada no terraço, para os outros, em que o frio marca presença, o lugar ideal para estar é na sala com lareira. Para ser perfeito só mesmo com a companhia dos sabores da Casa Azul. Prove o peixe fresco grelhado, a tagine de frango e as deliciosas sobremesas.

06 Praia da Luz
Ai, o Inverno. E a praia no Inverno... o mar revolto, a areia molhada, o vento gelado e a zumbir nas rochas. O cenário não é agradável e indica tudo menos conforto. A não ser que... a não ser que estejamos dentro do Bar Esplanada Praia da Luz, no Porto, uma das mais conhecidas da Foz e que consegue conciliar, de forma perfeita, uma vista sobre o mar revolto e um ambiente aconchegante, sobretudo se envolver uma manta sobre os joelhos, um chocolate quente nas mãos e um sofá na sala panorâmica junto à lareira.

07 Casa do Livro
Quando uma livraria se transforma num bar que faz questão de manter o espírito da casa, o resultado só podia ser bom. É o que acontece na Casa do Livro, que fica na Baixa do Porto e consegue juntar cocktails e vinhos a livros que estão por todo o lado, espalhados nas várias salas do bar ou guardados em armários. Decorado com um gosto clássico chique, de cadeirões retorcidos, espelhos dourados e até um piano, a Casa do Livro conta ainda com uma programação habitual que inclui concertos, DJ convidados e até peças de teatro. 

08 Casa do Cerro 
Bares de Inverno no Algarve? Sim, eles existem. Como este Casa do Cerro, um espaço de inspiração marroquina, que foge a tudo que se espera de um bar algarvio. No bom sentido. Cores quentes, ambiente tranquilo e uma esplanada que no Inverno é fechada e aquecida. Os cocktails da casa valem um desvio do conceito norte-africano, mas se se quiser manter fiel às raízes do bar, escolha um dos chás da carta. E desfrute esparramado no primeiro pufe que encontrar livre.

09 Colares Velho
Em tempos foi uma taberna e uma mercearia, até se transformar, nos últimos 30 anos, num dos restaurantes mais conceituados e clássicos da zona de Sintra. Desde o ano passado com nova gerência, o Colares Velho é mais do que um restaurante. É também um salão de chá com duas salas intimistas e confortáveis, uma delas equipada com lareira e perfeita para saborear um café ou um chá acompanhado de um scone ou de uma fatia de cheesecake caseiro.

10 Foxtrot
No Foxtrot não se dança foxtrot nem qualquer outro estilo, mas pode comer--se um bife fora de horas, beber um whisky ou um cocktail, ver futebol num ecrã gigante, jogar snooker ou até gamão. E claro, pode não se fazer absolutamente nada a não ser ficar numa das poltronas a conversar e a ouvir música. Aberto inicialmente por Luís Pinto Coelho, proprietário do mítico Pavilhão Chinês, o Foxtrot é uma réplica lisboeta do tradicional pub inglês e está cheio de recantos confortáveis. No Inverno, a sala mais concorrida - e há quatro diferentes - só podia ser mesmo a da lareira.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 16:45 | link do post | comentar

Segunda-feira, 28.12.09

 Chocolate quente..as receitas

 

Chocolate Quente de Canela

(receita da cozinheira Mafalda Pinto Leite)

 

Ingredientes
Duas chávenas de leite; dois paus de canela ou meia colher de chá de canela em pó; 50 g de chocolate preto cortado aos pedaços; uma colher de sopa de açúcar castanho; duas gotas de essência de baunilha; uma pimenta malagueta (opcional)

Preparação
Escalde o leite e a canela numa panela pequena em lume brando. Também pode juntar uma pimenta malagueta para dar um sabor mais exótico. Retire do lume, tape e espere dez minutos.  Passe por um coador para retirar a canela. Volte a pôr o leite na panela ao lume. Junte o chocolate e o açúcar e bata até o chocolate derreter. Junte as gotas de baunilha e misture. Sirva em chávenas e use paus de canela como colheres.

Irish Coffee 
(uma pessoa)

Ingredientes 
Uma colher de chá de açúcar; café forte; 90 ml de uísque irlandês num copo de balão; uma colher de chantilly

Preparação
Misture o açúcar com o café e depois o uísque. Mexa e enquanto o café continua a girar, deite as natas lentamente num movimento circular. Deixe que se mantenham à superfície e não volte a mexer.

Glühwein
(receita alemã)

Ingredientes
Uma garrafa de vinho tinto; um limão; uma laranja; um pau de canela; cardamomo ou gengibre; três cravos-da-Índia; três colheres de sopa de açúcar
  
Preparação
Aqueça o vinho sem ferver. Junte limão e  laranja em fatias. Adicione a canela, os cravos-da-índia, o açúcar e cardamomo ou gengibre. Aqueça tudo durante cinco minutos e espere uma hora. Antes de servir, reaqueça e coe. Sirva em canecas.

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 14:37 | link do post | comentar

Cacau quente, onde ir para tomar um?

 

 Antes de serem inventadas as tabletes de chocolate, costumava beber-se cacau quente. O hábito começou em Espanha, onde as plantações de grãos de cacau do descobridor Hernán Cortés eram as maiores da Europa, e o costume depressa se expandiu. Hoje, todas as desculpas são boas para beber uma chávena de cacau quente. Mas já o eram no século XVI.


Cortés trouxe a receita do México, quando o imperador azteca Montezuma o apresentou ao "xocolatl", a primeira palavra para chocolate. Numa altura em que ainda não corriam os mitos de que o chocolate fazia borbulhas, acredita-se que o povo azteca bebia duas mil chávenas de chocolate por dia. Só 50 eram consumidas pelo próprio imperador. O chocolate era servido frio, com baunilha e outras especiarias e tinha um sabor diferente do actual cacau quente: era picante e mais amargo.

No século XVIII, as "Casas de Chocolate" londrinas começaram a competir com as "Casas de Café" e o cacau quente açucarado deixou de ser uma bebida aristocrática. Na Europa Ocidental e na América, a bebida tornou-se um sucesso e era usada para aliviar dores improváveis, como as de estômago.

Em 2003, um estudo da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, provou que o cacau quente ajuda a prevenir o cancro e reduz o risco de problemas cardíacos. Uma chávena contém o dobro dos antioxidantes da mesma quantidade de vinho ou chá verde. E, ao contrário do que se possa pensar, tem menos calorias do que uma tablete de chocolate.

São razões suficientes para ir aos dez sítios que recomendamos, ou para alimentar o velho cliché: um chávena fumegante de cacau em frente à lareira.

Xocoa. Chocolate quente portátil para passear e beber
A receita de chocolate quente da loja catalã já tem mais de cem anos. A marca surgiu em 1897 e já vai na quarta geração de donos. Em Lisboa, abriu a primeira loja em Maio e o chocolate quente espesso é o grande trunfo. “Vendemos em copos de papel para as pessoas poderem passear enquanto bebem”, diz o dono, Sérgio Felizardo.


Xocoa
Rua do Crucifixo, 112-114, Lisboa
Preço Copo pequeno: €1,25; Copo grande: €2,50; em pó para fazer em casa: €5,30
Horário das 10h00 às 20h00

Cacau com rum, pimenta, menta ou vinho do porto
A Rojoo tem a solução para quem já enjoou a tradicional receita de cacau quente: chocolate com sabores. Há chocolate quente de vinho do Porto, rum, pimenta ou menta para aquecer os paladares mais arrojados. “O chocolate quente é feito com barras de chocolate austríaco biológico”, explica Maria João Barros, dona da loja. Mas também há o clássico “chocolate espesso que se pode comer à colher”.

Rojoo
Rua de Santa Justa, 84, Lisboa 
Preço Com sabores: €3,50; cacau quente tradicional: €2,95 
Horário das 10h00 às 20h00

Uma receita à beira rio, à moda dos Açores
Ganhou fama nos Açores, chegou ao continente e lançou âncora no centro histórico do Porto. O Peter Café Sport está em plena Ribeira e, para lá de todas as bebidas próprias para marinheiros empedernidos, também tem chocolate quente. A vista é de cortar a respiração e a decoração é fantástica. Com o Douro a correr aos pés, agora livre dos aviõezinhos da Red Bull…

Peter Café Sport
Cais da Ribeira, 24, Porto
Preço €3
Horário das 10h às 00h00, quintas, sextas e sábados até às 2h00 

Guarany. Um sítio clássico para uma proposta clássica
É um dos mais históricos cafés do Porto. Situado no coração da cidade, combina dois estilos arquitectónicos: traços antigos e um design mais moderno. Com o frio que se sente no Porto, beber um chocolate quente no Guarany e contemplar as magníficas pinturas que cobrem as paredes é sempre um bom programa.

Guarany
Avenida dos Aliados, 89/85, Porto

Preço €2,25 a chávena 
Horário das 9h00 às 00h00 

Receitas convencionais e exóticas
A Cacao Sampaka é ideal para todos os viciados em chocolate. A variedade é tanta que, na loja, até se vendem tabletes de chocolate com gin tónico. Em matéria de cacau quente também está bem apetrechada: além do cacau em pó para levar para casa, a cafetaria na loja das Amoreiras serve duas receitas desta bebida quente, uma tradicional e uma Azteca. A primeira leva canela e a mais exótica tem 80% de cacau e especiarias. 

Cacao Sampaka
Centro Comercial Amoreiras 
Preço Uma chávena: €3,50; em pó para fazer em casa: €7,95  
Horário das 10h00 às 23h00

Praia da Luz. Caneca numa mão, um livro na outra
A Praia da Luz é uma das mais conhecidas da Foz. A sua esplanada tornou-se famosa e chegou mesmo a ser o centro da movida portuense. Mesmo em frente ao mar, quase sempre revolto por estas paragens, a Praia da Luz oferece o chocolate quente num ambiente de grande quietude. Com uma manta sobre os joelhos e um bom livro na mão está assegurado um dia sem grande stress.

Esplanada Praia da Luz
Praia da Luz, Av. Brasil, Porto 
Preço  €2,80
Horário das 9h00 às 2h00

Mais de 75 anos de chocolate quente para gulosos

Para quem gosta de chocolate, ir ao Porto e não ir à Arcádia é quase como ir a Roma e não ver o Papa. Há mais de 75 anos que esta marca faz as delícias de miúdos e graúdos. O novo espaço na Avenida da Boavista, para lá dos tradicionais e apetitosos bombons, também tem no menu o chocolate quente. O problema é que não será fácil ficar-se só pela bebida…

Arcádia - Casa do Chocolate
Avenida da Boavista, 1046, Porto 
Preço mini copo: 1,20€; copo grande €1,80
Horário das 8h00 às 23h00 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Quentes e bons: dez bares...

Receitas de chocolate que...

Os melhoires sitios para ...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...