Quinta-feira, 18.11.10

 

Sexo, para elas é no primeiro encontro

 

Todas as entrevistadas atualmente são casadas ou mantêm relacionamento estável.

 

A pesquisa identificou comportamento semelhante entre mulheres nas faixas dos 20, 30 e 40, com pequena mudança em relação as que se encontram nos 50. As principais mudanças só são identificadas quando se comparam esses grupos às entrevistadas de 60 anos.

 

Confira os principais itens da pesquisa:

 

Quase metade das entrevistadas afirmaram ter tido um relacionamento de apenas uma noite. E a experiência faz parte da vida de mulheres de todas as idades: de 20, 30 e 40 anos;

 

Mulheres na chamada terceira idade também arriscam transas no primeiro encontro: 23% das entrevistadas passaram pela experiência e mais da metade delas não se arrependeu;

 

Da experiência do sexo casual, 16% das mulheres na faixa dos 20 anos contraíram algum tipo de doença sexualmente transmissível. O percentual é de 10% das entrevistadas de 30 anos e de 8% nas de 40;

 

75% das pesquisadas no grupo dos 40 anos disse não se arrepender da experiência de sexo casual, seguido pelas entrevistadas de 60 anos, cujo índice é de 65%;

 

As mulheres mais jovens, de cerca de 20 anos, são as que mais afirmam se arrepender dos relacionamentos sexuais de apenas uma noite. Dessas, 44% afirmaram que desejaria nunca ter tido tais experiências;

 

Quase um quarto delas (23%) fizeram aborto entre os 20 e 29 anos. E apenas 9% com idade superior a 60. No entanto, fica em 17%, 22% e 20%, respectivamente, nos grupos entre 30 e 39 anos, 40 e 49 anos e 50 e 59 anos;

 

56% afirmaram que não se arrepende da decisão de praticar aborto, mas o restante disse sofrer até hoje pela atitude tomada anos atrás;

 

Muitas mulheres afirmam ter começado a sentir culpa dos relacionamentos casuais depois que conheceram seus atuais maridos ou namorados ou seus filhos atingiram a adolescência. Elas afirmam que não se sentem 'modelos' de comportamento para seus filhos.

 

Via ExpressoMT



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quarta-feira, 20.10.10

A cidade do dogging

 

Um homem ficou conhecido como “Bob, o Construtor” por usar apenas um capacete de proteção. Um homem nu chegou a comentar com uma mulher que fazia um passeio: “É um bom dia para aquilo, não é mesmo?”. Então, contou Jules Perkins, uma estonteante variedade de forças sexuais tomaram conta desta pequena aldeia no condado de Surrey como em uma cena de um filme pornográfico.

 

“Eu vi dois homens sentados lado a lado assistindo a um homem e uma mulher fazendo sexo”, disse Jules, descrevendo o que testemunhou enquanto passeava com seu cachorro na colina entre sua casa e o café Hog's Back. “Nas proximidades, vi dois homens vestindo apenas cuecas brancas super apertadas”.

 

Mais tarde, ela encontrou um vibrador rosa nos arbustos. “Eu o entreguei a polícia”, ela contou. “Eles disseram: ‘O que devemos fazer com ele?’”. E eu disse: ‘Coloque-o na caixa de achados e perdidos’”.

Puttenham, a cerca de uma hora de Londres, tem menos de 2.500 habitantes e é famosa por sua antiga igreja, seu amigável pub e sua inclusão em “Domesday” – um livro que fez o levantamento das terras inglesas no século 11 – e em “Admirável Mundo Novo”.

 

Bosque

Infelizmente, para muitas pessoas aqui, a cidade também é famosa por ser apresentada em listas de bons lugares para o ''dogging" – isto é, fazer sexo em público, muitas vezes com parceiros que você acabou de conhecer online, para que outros possam ver. O bosque local é tão popular para o sexo gay (principalmente durante o dia) e para o sexo heterossexual (à noite) que a polícia o designou como um “ambiente de sexo em público”.

Sexo em público é uma atividade popular na Grã-Bretanha, de acordo com as autoridades, assim como o grande número de sites que promovem a atividade semilegal. Ela é tratada como crime na Grã-Bretanha somente se alguém que a testemunhar se sentir ofendido e estiver disposto a fazer uma reclamação formal. E os policiais tendem a atuar com suavidade em ambientes de sexo em público, em parte devido ao amargo legado do tempo em que a prática sexual entre homossexuais era ilegal e homens pegos fazendo sexo anônimo em lugares como banheiros públicos eram rotineiramente presos e humilhados.

Sites de entusiastas alertam os praticantes sobre os locais mais conhecidos para dogging – mais de 100 apenas em Surrey – e oferecem dicas de etiqueta para aqueles que ainda estão animados demais ou confusos.

“Se aproxime ou entre na brincadeira apenas se for convidado”, informa o site Swinging Heaven, que diz ter mais de 1 milhão de membros registrados. Richard Byrne, professor sênior em gestão do espaço rural na Universidade Harper Adams, em Shropshire, afirmou que a tecnologia moderna tornou o dogging muito mais conveniente do que costumava ser, graças aos sites de busca, grupos no Facebook e pessoas twittando sobre suas experiências. “E, claro, todo mundo tem celular”, disse.

 

Década de 70

O Swinging Heaven diz que a prática começou na Grã-Bretanha na década de 1970 e que o termo vem do fenômeno de voyeurs que seguiam obstinadamente pessoas fazendo sexo. Outros dizem que os praticantes dizem estar “levando o cão para passear” quando na verdade vão a parques e bosques ao encontro de estranhos nus.

Os britânicos são tolerantes e muito provavelmente não se importariam sobre quem assistiu a quem fazer o quê, desde que todos eles fossem em outro lugar. Por que, os moradores de Puttenham questionam, eles têm de fazer o que fazem a 400 metros da creche da cidade?”.

“Não temos nada contra os gays ou quem quer que esteja lá”, disse Lydia Paterson, que vive na cidade. “É apenas o princípio de ‘Que diabos está acontecendo?’”.

Pistas

Um passeio pelo bosque no outro dia não revelou doggers (estava chovendo), mas muita evidência de sua existência. Muito lixo – preservativos usados, coisas feitas de borracha, páginas arrancadas de revistas pornográficas - se espalha pelo local. As trilhas são cobertas por tapetes pretos que as pessoas convenientemente deixaram ali para a próxima vez.

Os moradores têm pressionado as autoridades a fazer algo, argumentando que o governo deveria simplesmente fechar a parada que oferece acesso ao bosque, na estrada A31. Dessa forma, as pessoas que quisessem fazer sexo não teriam lugar para estacionar.

 

Mas autoridades do governo local se recusaram, dizendo que fechá-lo injustamente iria punir os motoristas que realmente só querem descansar e privar o proprietário do café Hog's Back de seu meio de subsistência.

Sugestões alternativas, debatidas em uma reunião recente do Conselho dos Ministros do Condado de Surrey, incluem a implantação de guardas para patrulhar o local a cavalo, encorajar os caminhantes a espantar os doggers com cães de verdade e colocar touros bravos no local.

“As pessoas disseram: 'Vocês estão falando sério?’”, disse Paterson. “Um membro do gabinete chegou a falar: ‘Se você fechar esse local pode haver um aumento nos suicídios porque essas pessoas não têm para onde ir”.

Alguns moradores mais velhos simpatizam com o município. “Honestamente, isso vem acontecendo há tantos anos”, disse Jennifer Debenham, 71 anos, no pub local. "Eu acho que devemos deixá-los em paz".

Histórias

Enquanto isso, moradores trocam histórias: sobre o homem seminu encontrado em um arbusto que teatralmente fingiu estar procurando por nozes e coisas assim. “Um site nos lista como o local número dois para dogging em toda a Europa”, disse Perkins.

O conselho concordou em instituir um “plano de gestão ativo” que pode incluir o corte de alguns arbustos e patrulhas de segurança. E a polícia recentemente colocou uma placa de alerta às pessoas para que não se envolvam em “atividades de caráter inaceitável” na região.

“Houve muito debate sobre o texto desta placa”, disse Paterson. “Não acho que eles queriam dizer: “Não tenha relações sexuais aqui”.

*Por Sarah Lyall

 

Via último segundo



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 17.09.10

 

Anuncio de gelado com freiras

 

 

 

A imagem de uma campanha publicitária da marca inglesa, com nome italiano, Antonio Federici, mostra uma freira grávida a comer um gelado da marca, numa igreja, acompanhado com o slogan: "Concebido Imaculadamente".

Esta imagem foi divulgada em algumas publicações e, como é óbvio, no que trata a assuntos de religião as queixas não demoraram a aparecer. As revistas "The Lady" e "Grazia" receberam queixas dos seus leitores mas, aparentemente, foram poucas e não serão suficientes para retirar a publicidade porque apenas foram feitas... oito queixas.

No entanto, a ASA (Autoridade de Normas Publicitárias), que é a entidade reguladora para a publicidade do Reino Unido, já censurou a divulgação da imagem por esta sugerir o pecado, o que ofende os crentes católicos. Apesar da imagem já ter sido publicada há algum tempo, apenas ontem, coincidindo com a visita de Bento XVI, surgiu a notícia da ASA que proíbe a sua divulgação.

Mas a Antonio Federici não se importa com a polémica à volta da religião. Aliás, enfurecer os cristãos ingleses, ou pelo menos alguns dos membros da ASA, enquanto mostram as "tentações italianas proibidas", parece ser a sua campanha de marketing.

 

Campanhas com o mesmo tema

 

 

Anuncio de gelado com padres

Já antes as suas campanhas se focavam no mesmo tema: a sexualidade dentro da igreja. No ano passado, a marca inglesa mostrou num dos seus anúncios uma freira, com o gelado na mão, numa pose sedutora com um padre de tronco nu, acompanhados pelo texto "Cede à tentação". A polémica que envolveu esta imagem levou a que o anúncio fosse retirado.

 

 

Este ano a campanha da marca mostra, para além da freira "Concebida Imaculadamente", um outro anúncio com dois padres, um com o gelado na mão, o outro com a colher, e no texto lê-se "Acreditamos na Salivação". Sobre esta segunda imagem a ASA ainda está a investigar.

Reagir à decisão

 

Agora, e para aproveitar a visita de Bento XVI ao Reino Unido, os responsáveis pela campanha de marketing resolveram criar uma manobra de relações públicas de resposta à decisão da agência reguladora.

Pretendem alugar os espaços mais próximos da igreja de Westminster, onde o Papa irá celebrar uma missa, assim como os outdoors ao longo das avenidas que Bento XVI vai percorrer em Londres nestes dias e mostrar um novo anúncio, que apesar de não revelarem, acredita-se que não deverá desviar do tema do anúncio censurado.

Um porta-voz da marca inglesa revelou que a publicidadade que mostra a freira grávida, "não foi feita para coincidir com a visita do Papa. A ASA é que decidiu banir a imagem um dia antes da sua chegada. Não contribuímos para situação - a responsabilidade é toda da ASA "

 

Melhor Gelado do Mundo

 

A companhia de gelados Antonio Federici foi criada por três irmãos ingleses que, sabendo da sua herança italiana, pegaram numa receita familiar de 1896 para começar o seu negócio.

O sucesso foi reconhecido e, o ano passado, venceram o prémio de Melhor Gelado do Mundo.

Ámen.



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 14.07.10

Sexo, elas preferem com roupa

 

Londres (Inglaterra) - Uma pesquisa realizada pelo site MyCelebrityFashion.co.uk revelou que 48% das mulheres preferem não tirar toda a roupa durante o sexo. A razão segundo elas seria a falta de confiança no seu corpo.

No entanto a pesquisa também revelou que nem todos os homens aprovam. Quando perguntados se eles gostam quando sua parceira fica com alguma peça de roupa, apenas 36% responderam que sim.

Os números também indicam que 61% das mulheres preferem ficar com o sutiã.

Uma relação no escuro também é preferida pela maioria feminina, 61% delas apóia a idéia. Já entre os homens, 37% dos homens gostam de um escurinho.

Para o diretor de marketing do site, a pesquisa revelou que uma peça de roupa é importante quando se trata da confiança do corpo feminino. "O fato das mulheres afirmarem que preferem manter um item, mostra que a auto-confiança pode estar por baixo. Nestes casos a roupa pode melhorar a imagem da mulher.

O portal entrevistou 1563 pessoas.

 

Via O Dia Online



publicado por olhar para o mundo às 21:23 | link do post | comentar

Sábado, 02.01.10

Jeans é melhor que sexo?.. as britanicas dizem que sim

 

Um estudo mostra que 29,1% das mulheres britânicas acreditam que se voltassem a caber num velho par de calças de ganga, sentiram mais prazer do que se tivessem sexo, avançou hoje a BBC.

Na sondagem online organizada por uma marca multinacional de cereais, 2,2 mil entrevistadas foramincitadas a comparar a sensação de constatar uma perda de peso a outras felizes acontecimentos da vida. Além do resultado acima referido, 28,9% pensam que caber numas calças velhas seria melhor do que ser promovida e 11,1% disseram que seria melhor do que ser pedida em casamento.

A maioria das entrevistadas confessou ainda que guarda no fundo do armário uma calça velha que sonham voltar a vestir.

Via ionline

Há muita gente por aí com os aprceiros errados 



publicado por olhar para o mundo às 18:38 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.11.09

Angleton,  cidade fantasma que só existe no google maps

 

 Argleton é a "cidade fantasma" situada em Inglaterra, na região de Lancashire, mas que na verdade só existe no Google Maps.

De acordo com o jornal "Telegraph", a tal cidade surge perto da auto-estrada M58. O Google já disse que a empresa "está a trabalhar constantemente para melhorar a qualidade e o rigor da informação", mas reconheceu a existência de erros ocasionais.

Este fascínio pela "cidade fantasma" terá levado alguns viajantes a deslocarem-se a este local.

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 09.09.09

Mulheres inglesas compram sapatos que não lhes servem

 

Sabem que não lhes servem, que as vão magoar, mas mesmo assim não resistem a um par de sapatos em saldos. Segundo um estudo da organização inglesa, "Society of Chiropodists and Podiatrists", a paixão pela moda leva 37% das britânicas a comprar sapatos do tamanho errado. O estudo revela ainda que cerca de 80% das mulheres entrevistadas sofrem de problemas nos pés, como inchaço no dedo grande do pé (15%), calos (24%), calcanhares secos e gretados (39%) e unhas encravadas (19%). "Nem todos os problemas dos pés podem ser evitados, mas a maioria é resultado de sapatos inadequados ou de baixa qualidade", defende a podóloga Lorraine Jones.

A especialista da "Society of Chiropodists and Podiatrists" não é contra as modas, pelo contrário. "Não quer dizer que não possamos usar sapatos que estão na moda ou saltos altos, mas é preciso dar um descanso aos nossos pés e ver um especialista se algo está errado."

Via ionline

Ok.... há muita gente que não sabe o que fazer ao dinheiro.... 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:07 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 16.07.09

Orgia num hotel de luxo

 

Uma companhia holandesa alugou um hotel situado na zona rural inglesa onde organizou, no passado fim de semana, uma orgia colectiva entre 350 participantes mascarados. O hotel Halswell House, um esplendoroso edifício do século 17, é alugado para festejar bodas ou fazer reuniões empresariais, normalmente, e é a primeira vez que algo do género ocorreu, para total espanto do pessoal do hotel.

Segundo o jornal The Independent, quando os convidados começaram a chegar nos seus BMW, Porsche ou Aston-Martin, os empregados do hotel pensaram que se tratava de gente endinheirada que, como tantas outras vezes, ia para realizar uma festa. 
“Num instante aquilo transformou-se num espectáculo digno de Eyes Wide Shut”, explicou Grahame Bond, proprietário do hotel, fazendo alusão ao filme de Kubrick com Tom Cruise e Nicole Kidman.  “Havia pessoa a copular por todo o lado. Até nas varandas vi quatro casais”, afirma.
A empresa que alugou o hotel é a holandesa  Little Sins, especializada em organizar festas de swingers (troca de casais) para europeus ricos. 
Para se poder participar nestas festas é obrigatório ter mais de 20 anos e os homens só são admitidos se se fizerem acompanhar de uma pessoa do sexo oposto.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 16:06 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Sexo, para elas é no prim...

Sexo: A cidade do dogging

Anuncio de gelados com fr...

Sexo: Elas preferem com r...

Jeans é melhor que sexo.....

Angleton :A cidade que só...

Mais um terço das inglesa...

Orgia ao estilo de “Eyes ...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados