Sexta-feira, 09.10.09

 Restaurantes gourmet em saldos

 

Os telefones dos principais e mais caros restaurantes de Lisboa não param de tocar desde a semana passada. São em média 600 chamadas por dia que interrompem as linhas e levam os empregados de restaurantes como o Eleven a correr constantemente para o telefone. Alguns criaram uma linha especial só para atender todos os clientes que desesperam por uma mesa antecipada num dos melhores restaurantes da capital. A razão para tantas chamadas e pedidos de reserva? Começa hoje a segunda edição da Lisboa Restaurant Week, a semana de saldos nos restaurantes de luxo - e de outros que, embora não tão conceituados, se adaptam às carteiras mais recheadas - e ninguém quer perder o lugar à mesa.


Em Maio deste ano, 26 restaurantes de Lisboa prepararam um menu low cost para atrair novos clientes. Durante uma semana, rapazes de calças rasgadas, grupos barulhentos de amigos e jovens casais apaixonados invadiram pela primeira vez as mesas de Eleven, Gemelli, XL, Mezzaluna e Cop'3. A oferta era irresistível: entrada, prato principal e sobremesa por apenas 20 euros em restaurantes onde, em dias normais, pode haver desmaios na altura de pagar a conta - já que os preços podem facilmente ultrapassar os 80 euros por pessoa.

Hoje a iniciativa repete-se, mas desta vez com 42 restaurantes. "O sucesso da primeira edição foi tão grande que recebemos imensas propostas de casas que quiseram aderir", explica José Borralho, director da TrypNetwork, empresa organizadora do evento que decorre até 18 de Outubro. "No início tive de bater à porta de vários restaurantes para os convencer a fazerem este menu a baixo preço. Agora são eles que me contactam e até tive de recusar dez propostas", conta. "Não tinham condições para participar."

Lisboa parece seguir os passos de Nova Iorque. A primeira edição da Restaurant Week, em 1993, contou com 90 restaurantes na cidade norte-americana. Actualmente são mais de dez mil que se candidatam para participar. 

"O critério é serem restaurantes de qualidade e confeccionarem um menu que habitualmente não custe menos de 30 euros", diz José. Nesta edição, 13 restaurantes generosos oferecem um copo de vinho com o menu - já que as bebidas não estão incluídas e, algumas vezes, podem superar os 20 euros da refeição.

MESAS ESGOTADAS Conseguir uma mesa é a parte mais complicada e reservar é imprescindível. No restaurante Olivier Café, na Rua do Alecrim, os lugares esgotaram dias antes do início da Restaurant Week. "Só aceitamos dez clientes por dia para servir este menu", diz Natalie Costa, gerente do restaurante e irmã do chefe Olivier. "Só pusemos estes lugares disponíveis porque não podemos prejudicar os clientes habituais que querem jantar na sua mesa a determinada hora", explica. 

Os clientes que procuram os saldos dos restaurantes são fáceis de reconhecer: "Quando dizemos que não temos mesa para esse dia, aceitam reserva para qualquer hora e qualquer data", explica a gerente do restaurante onde o preço de um jantar simples, em dias normais, é de 60 euros. "Geralmente não voltam cá", acrescenta.

Natalie garante que a qualidade do menu é a mesma dos pratos que estão na lista. "Mas claro que tem um custo inferior."

O telefone e a caixa de correio electrónico do Eleven, um dos restaurantes mais caros de Lisboa, não tiveram descanso desde quinta-feira. "Recebemos imensas reservas, mas temos de deixar mesas para os clientes habi- tuais", afirma também a directora Raquel Barroso. Os lugares disponíveis devem esgotar em pouco tempo e, depois disso, só em caso de desistência se conseguem mesas. O restaurante foi o mais bombardeado com chamadas na edição anterior. 

"A loucura para reservas no Eleven começou em Julho", conta José Borralho. "As pessoas começaram logo a reservar mesa para a Restaurant Week quando ainda nem se sabia a data da próxima edição ou se o restaurante iria participar." Sopa de bacalhau, bochecha de porco preto e tarte de maçã são as sugestões do menu do chefe Joachim Koerper. A Restaurant Week, que serviu em Maio quase 13 mil refeições, chega também ao Porto entre 21 e 31 de Outubro, com 22 restaurantes. "No futuro, queremos, organizar uma iniciativa nacional", diz José Borralho.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 15:45 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Conheça os restaurantes g...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...