Domingo, 28.11.10

A dieta perfeita

 

Uma pesquisa por "dieta" na secção de livros da Amazon dá 1668 resultados em português/espanhol e 58 920 se quiser inspirar-se na sabedoria inglesa. Se fizer uma ronda pelas pessoas mais próximas talvez ainda apareçam mais algumas dicas - ultimamente a "dieta dez" é das mais faladas, mas seja qual for a eleita a conversa tende a terminar com um "acredita, resulta". Investigadores da Universidade de Copenhaga põem esta semana um ponto final na corrida ao regime perfeito para perder peso. A recomendação tem muito pouco de esotérico e na ementa que dão como exemplo talvez só seja preciso substituir a "cavala em tomatada", decerto mais convidativa na Dinamarca de Thomas Larsen, especialista em nutrição e autor do estudo publicado no "New England Journal of Medicine". 

As chamadas "dietas hype", diz ao i o investigador, vão continuar a surgir todos os dias. "Umas vão ser boas, outras más." Mas os resultados obtidos com 772 famílias europeias, que participaram no estudo Diogenes, permitem um conselho robusto e intemporal. Muitas proteínas e alimentos com baixo índice glicémico contribuem para o peso certo, sem ter de passar fome ou contar calorias. O desafio é tão simples como deixar de comer pão branco e aderir à massa integral e, segundo os investigadores, poderá comer até lhe apetecer. Apesar de a amostra ser a maior de sempre, os resultados reflectem apenas seis meses. Era algo já relativamente consensual, explica Larsen, que as dietas que apostavam mais nas proteínas do que nos hidratos de carbono têm mais sucesso. A principal novidade é a importância de alimentos com baixo índice glicémico na fase da manutenção, para muitos a mais difícil.

O estudo O objectivo do estudo desenvolvido pelo grupo de Thomas Larsen era comparar as diferentes recomendações europeias no combate à obesidade com as novidades científicas na área da regulação do apetite. A ideia de envolver famílias tinha dois objectivos: perceber qual o regime que funciona melhor nos adultos (938 no total) e ver qual o impacto nas crianças (827). 

Aos adultos foi pedido que seguissem um regime de 800 calorias diárias (o valor normal está entre as 1000 e as 1500). Passadas oito semanas, tinham perdido em média 11 quilos e seguiu-se a fase mais importante: perceber que dieta prolongaria melhor os resultados, tendo pela frente um período de seis meses. O artigo na revista médica mostra que o regime rico em proteínas e baixo índice glicémico (um bom auxiliar pode ser adicionar nos favoritos a tabela de composição de alimentos do Instituto Nacional de Alimentos Dr. Ricardo Jorge) conseguiu não só ser mais eficaz como teve menos desistentes. No final dos seis meses, todos os participantes ganharam em média meio quilo, mas os que se mantiveram em regimes ricos em hidratos de carbono tiveram os piores resultados: recuperaram em média o triplo do peso. Nas crianças, os resultados foram ainda mais visíveis. No início do estudo, 45% tinha excesso de peso. Nas famílias em que se seguiu a dieta perfeita houve um decréscimo de 15% nos casos de excesso de peso.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:03 | link do post | comentar

Terça-feira, 08.12.09

Uma cimeira ecológica com 1200 limusinas

 

Num dia normal, Majken Friss Jorgensen, director da maior empresa de aluguer de limousines deCopenhaga, tem doze veículos na estrada. Durante a cimeira, o número sobe para os 200. No total das empresas, espera-se que sejam alugadas 1200 limousines durante a CIimeira de Copenhaga.

aeroporto de Copenhaga garantiu que esperam cerca de 140 jactos privados extra durante a cimeira.
Os hotéis, preparados para receber 15 mil funcionários, 5 mil jornalistas e 98 líderes mundiais, estão igualmente preparados para servir as melhores iguarias, foie gras e caviar, servido com o melhor champagne. Dispensando o voo em classe executiva e o passeio de bicicleta, preferem viajar nos seus próprios aviões e passear em limousines que lançam gases tóxicos.
Estes são pequenos pontos que diferem do objectivo principal da Cimeira de Copenhaga que começou hoje. 
Além destes aspectos menos positivos para a imagem da cimeira, o chamado Climategate veio lançar ainda mais suspeitas. Mais de mil emails foram postos a circular na internet com conversas entre cientistas de renome, como Phil Jones, director da Unidade de Investigação Climática da Universidade de East Anglia ou Michael Mann, climatologista americano, autor de mais de 80 artigos científicos. Nos documentos lêem-se críticas a trabalhos de cientistas rotulados como "cépticos", que põem em causa a actual tese sobre as alterações climáticas.
 



publicado por olhar para o mundo às 10:07 | link do post | comentar

Domingo, 06.12.09

Ser ecológico também é não comprar sexo

 

 “Seja Sustentável. Não compre sexo”. Esta é a mensagem que a presidente da Câmara de Copenhaga, Ritt Bjerregaard, enviou a 160 hotéis da cidade. No postal, a autarca pede aos proprietários dos hotéis para não tolerarem a prostituição durante a cimeira mundial da ONU sobre alterações climáticas, que começa na segunda-feira.

As prostitutas dinamarquesas não gostaram nada da iniciativa e responderam à missiva com ofertas de "sexo grátis" para qualquer delegado da cimeira que apresente uma credencial oficial, avançou o “Der Spiegel”.

Os protestos chegam através da organização SIO (Sex Workers Interest Group), que acusa a autarca de discriminação. "Ritt Bjerregaard está a abusar da sua posição (…) para impedir-nos de realizar a nossa actividade que é perfeitamente legal", reclama a porta-voz da SIO, Susanne Moller.

Via IOnline



publicado por olhar para o mundo às 18:28 | link do post | comentar

Domingo, 29.11.09

O mundo está mesmo a aquecer?

 

A nove dias da conferência de líderes em Copenhaga - onde o tema central são as alterações climáticas - os que não acreditam nas teses do aquecimento global ganharam novos argumentos. Uma polémica que envolve e-mails trocados por alguns dos mais importantes cientistas na área do clima mostrou que, entre especialistas, ainda não há consenso. 

O caos instalou-se quando piratas da internet - hackers - divulgaram conversas pessoais e documentos, que punham em causa os fundamentos principais das alterações climáticas. Os e-mails, trocados durante treze anos, revelavam dúvidas quanto à questão do aquecimento global e punham em causa a credibilidade da "comprovada" degradação do planeta. A Universidade de East Anglia, nos Estados Unidos, que teria os documentos guardados nos servidores, anunciou já a abertura de uma investigação criminal para apurar a origem da fuga. 
No entanto, o eco que a divulgação teve na internet e nos media fez com que alguns dos cientistas envolvidos viessem comentar o caso e justificar algumas das declarações. 
"Que o mundo está a aquecer é uma verdade assente num conjunto de fontes: não só com base em registos de temperatura, mas também noutros indicadores como o nível das águas do mar, dos glaciares e a diminuição do gelo do Árctico", defendeu Phil Jones, o responsável pela investigação da Universidade East Anglia, um dos mais importantes centros de estudos sobre alterações climáticas. 
O climatologista norte-americano afirma estar absolutamente seguro das investigações que têm sido feitas, e acusa os piratas da internet de estarem a "manipular" a informação. 
Phil Jones defendeu-se das acusações de um suposto complô que estaria a esconder "o decréscimo comprovado" das temperaturas mundiais. "Os nossos estudos coincidem com outros completamente independentes, de grupos de cientistas da NASA e de outras instituições norte-americanos. Os factos falam por si; não há necessidade de qualquer manipulação". 
Também a conceituada revista Nature já veio comentar o acontecimento. Em comunicado, a publicação afirmou que "estando perante evidências claras de que possa haver erros nos artigos por nós publicados, procederemos à devida correcção dos conteúdos, e tomaremos medidas adequadas à situação". 
A veracidade dos e-mails divulgados pelos hackers continua por confirmar. A Universidade norte-americana afirma que "por causa do volume da informação em causa, não é possível, de momento, confirmar que o material é genuíno". 
As informações foram descarregadas, em primeiro lugar, num servidor russo antes de serem veiculadas por toda a rede. Os e-mails vinham acompanhados de uma citação anónima: "Sentimos que a ciência do clima é, actualmente, demasiado importante para ficar debaixo do tapete. Felizmente, estas informações vão dar algum contributo à ciência e às pessoas em seu redor".

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 09:22 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

A ciência descobriu a die...

Cimeira (pouco) ecológica...

Sexo sem ecologia.... poi...

Dúvida. O mundo está mesm...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...