Segunda-feira, 15.11.10

Dicas para fazer um strip tease para o seu namorado

 

Se você quer aproveitar o dia dos namorados para fazer uma surpresinha diferente, a sugestão pode ser fazer um strip-tease. A prática, que habita o imaginário dos homens (e porque não, das mulheres), foi bem demonstrada num filme estrelado por Demi Moore, mas você não precisa ser estrela de Hollywood para fazer.

A sexóloga Carla Cecarello, consultora da Rede Mel, que vende produtos sensuais e eróticos, diz que a explicação para tamanho sucesso da prática está na própria tradução da palavra da língua inglesa: tirar e excitar, despir e provocar.

"A finalidade do strip-tease é seduzir o parceiro por meio da dança e da expressão corporal", define. Sabendo isso, que é básico, é preciso atenção a alguns detalhes. "Para que você se sinta bem, trabalhe sua autoestima, pois você precisa se gostar muito e estar bem à vontade com seu corpo", indica.

 

Para isso, comece erotizando o seu dia-a-dia, para que seu companheiro vá se acostumando com a ideia. "Prepare-se desde a hora em que se levantar para sentir-se a mulher mais bonita do mundo. Neste dia, você vai falar usando o seu corpo", lembra Carla. "Esteja então ‘vestida de mulher’, com um belo vestido, cinta-liga, meias 7/8, sapatos de salto alto e uma linda lingerie sensual", sugere.

Se você é marinheira de primeira viagem, quanto mais peças de roupa estiver usando, melhor. Escolha, de preferência, um vestido que saia por baixo e com o qual tenha facilidade para executar os movimentos. Vale também apenas um robe, sob o lingerie. Mas se você gosta de bijuterias, atenção. "Procure não usar nada que a atrapalhe no momento como brincos compridos, anéis, pulseiras que possam enroscar e atrapalhar a espontaneidade do momento", sugere a professora Lilian Moretto, que dá aulas sobre sensualidade. Vale apenas salto alto, claro, e uma macia echarpe ou lenço, para que você possa brincar com ele.

Lembre-se de que o importante não é a peça de roupa que você tira, mas a forma como se despe, e é aí que entra a sedução do strip-tease. "Você ainda pode fazer uso de luvas, para deixar a brincadeira ainda mais excitante", aposta Carla. Pode usar o cabelo preso ou solto e a maquiagem deve realçar os olhos e a boca - mas nada muito exagerado.

Escolha uma música sensual, prepare o ambiente com velas, pétalas de rosa, use o perfume que está acostumada no ambiente ou na roupa - e não no próprio corpo -, para que o parceiro possa sentir o seu cheiro. "O seu perfume é o melhor afrodisíaco que existe", diz Lilian. A sugestão dela e de Carla é que você desperte os cinco sentidos do seu amor - e aí vale tudo. Para a audição, Lilian sugere colocar no som músicas como "Represent, Cuba", do Orishas, ou "Piece of Me", de Britney Spears.

Carla diz que o grande segredo do strip-tease é o que está por baixo da roupa e será desvendado lentamente. Mas, o lugar e clima são tão importantes quanto seu desempenho - e até para sua segurança. "Próximo do lugar onde ele vai sentar, monte uma bandeja com frutas, para interagir com ele no meio da dança, evitando que o show fique monótono", sugere. Você pode também jogar pétalas de rosas, na cama, em uma cadeira ou no sofá. A iluminação do ambiente é um ponto fundamental também. "Use luz de velas ou meia-luz e não deixe o ambiente muito escuro, porque é importante que ele veja a sua fisionomia. Enquanto dança, atraia o olhar dele para você, por meio de toques das mãos no seu corpo". Lilian completa a dica: "Nunca se esqueça de manter o mistério, faça que vai mostrar e esconda novamente e, ao tirar cada peça, tire bem devagar, olhando para a peça e nos olhos dele, estimulando a visão".

Para o primeiro strip-tease, a dica de Carla é escolher uma data especial, como o aniversário de casamento ou o aniversário dele - ou o Dia dos Namorados, claro. "Prepare um jantar romântico a dois e comece ouvindo música com ele. Convide-o para dançar e, quando tocar a música escolhida, inicie o strip-tease como se ele fizesse parte dessa brincadeira". Para não pegá-lo de surpresa e se decepcionar com a reação, uma ideia é mandar uma mensagem, no celular ou e-mail, dando a dica do que pretende fazer à noite.

 

Se você precisa controlar o nervosismo inicial, a sugestão de Lilian é encarar o strip-tease como um momento de muita sedução e amor. "Dance muito durante o dia em frente ao espelho, curta o seu corpo, veja o quanto é linda e sensual. Dessa forma estará mais confiante no momento de dançar para o seu amor".

Por Sabrina Passos (MBPress)

 

Via Vila dois



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Quinta-feira, 07.10.10

Brinquedos eróticos são um vicio?

 

Nós, mulheres aprendemos a gostar dos mimos vendidos em sex shops, não é? Pois esses brinquedinhos não têm substâncias químicas que causem dependência, mas podem "viciar" tanto que as relações sexuais nunca mais serão as mesmas se eles não estiverem presentes.

É fato que os acessórios podem sim apimentar o sexo e satisfazer quem segue carreira solo.

 

 

Mas, segundo lembra a sexóloga Carla Cecarello, eles são saudáveis apenas até o momento em que o uso torna a relação mais excitante e divertida, mas sem extrema necessidade. A ideia é encará-los apenas como coadjuvantes - e não protagonistas da transa. "Há muitas pessoas que apresentam dificuldades no relacionamento e na aproximação de pessoas. Por isso, acabam por preferir o uso de acessórios, seguido pela internet para se satisfazerem sexualmente", afirma Carla, que é consultora da empresa de produtos eróticos e sensuais de venda direta Rede Mel.

 

É bem verdade que os brinquedos podem suprir carências e vontades, mas até isso tem tempo de vida útil. Uma hora a insatisfação frente à vida sexual passa a ser insuportável. Mas isso não é culpa dos acessórios! "A responsável por tal situação é a própria pessoa que, muito provavelmente, desde a infância cresceu em ambiente difícil de contato com o sexo", aponta Carla. "Os brinquedos ajudam as pessoas sem parceria a conhecerem melhor suas sensações, seu corpo, a se divertir mais em relação ao sexo e, perceber que o sexo é algo saudável e divertido".

O temido vício em brinquedos eróticos é identificado principalmente quando eles são obrigatoriamente necessários em todas as relações sexuais. Ou, ainda, quando a pessoa gasta muito dinheiro com eles ou perde muito tempo em sua busca, de maneira inconsequente.

Carla alerta que se você perceber que está passando por isso, deve buscar a ajuda profissional psicológica, pois a tendência a depressão, a compulsão sexual e ao isolamento são inevitáveis. "É perigoso justamente por levar a pessoa a situações de grande dificuldade em se expressar naturalmente ao outro", explica.

Entre os acessórios vendidos em sex shops, o que mais pode criar certo grau de dependência é o vibrador - tanto para mulheres quanto homens. Outros estimulantes e massageadores também entram na listinha "perigosa". Não precisa deixar de comprá-los, mas vale a dica de tentar observar se tem exagerado no uso deles. Num bate-papo rápido com o Vila Dois, Carla respondeu três perguntas básicas sobre os brinquedos e o "vício" que eles podem causar. Confira:

Quando um casal tem a necessidade de sempre ter os brinquedos e acessórios para transar, isso é sinal de que algo pode não estar indo bem na relação?


Exactamente. Colocar em todas as relações algum tipo de acessório ou brinquedo pode significar que a relação apenas com os dois, e com o que cada um proporciona ao outro, pode não estar agradando mais. Neste caso, vale a pena o casal trocar algumas ideias e, se mesmo assim persistir a necessidade de acessórios em todas as relações, buscar ajuda psicológica.

E quando é que o uso desses produtos é considerado "normal" e até saudável para o casal?
É saudável quando o casal utiliza os acessórios para brincar, descontrair a relação ou até mesmo torná-la mais picante e com mais sacanagem. Não há um número adequado de vezes para isso. O próprio casal deverá perceber até que ponto os acessórios estão sendo os protagonistas na história.

 

Quais os possíveis benefícios do uso de brinquedinhos e produtos eróticos numa relação?
Eles ajudam o casal a criar mais intimidade, a brincarem mais, perderem a timidez e vergonha. Isso já é uma coisa excelente!

 

Por Sabrina Passos (MBPress)

 

 

Via Vila dois

 



publicado por olhar para o mundo às 21:01 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Sexo, Dicas para fazer um...

Sexo: Brinquedos eróticos...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...