Terça-feira, 22.06.10

Futebol estilo canarinho

 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Sábado, 01.05.10

Sexo desenfreado. É esta a invulgar receita do ministro luso-brasileiro da Saúde do executivo de Lula da Silva para prevenir a hipertensão. A doença afecta um em cada quatro brasileiros e os últimos indicadores não são animadores

 

Esta segunda-feira, o ministro da Saúde do Brasil, José Gomes Temporão, apresentou dados oficiais sobre a hipertensão no país sul-americano e encontrou uma forma curiosa de incentivar os brasileiros a combater a doença.

Para além de recomendar o consumo de cinco peças de fruta por dia, a prática de exercício físico e a medição regular da pressão arterial regularmente, o ministro recomendou ainda aos brasileiros que tenham relações sexuais cinco vezes por dia, uma vez que o sexo pode ser visto como uma agradável forma de exercício.

«Além de comer cinco peças de fruta por dia, recomendaria fazer sexo cinco vezes ao dia. Dancem, façam sexo, percam peso!», sugeriu o ministro, nascido em 1951 em Monção, Portugal.

A hipertensão afecta todos os sectores da sociedade brasileira e está em acentuada subida, revelam os mais recentes indicadores.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 07.04.10

A morte e as pulseiras do sexo

 

As raparigas foram violadas e mortas na noite de sexta-feira, 2 de Abril, em Manaus, a capital do estado brasileiro de Amazonas.

O corpo de uma das jovens foi encontrado numa rua do bairro de Valparaíso, na zona este de Manaus, com duas pulseiras partidas ao seu lado.

Na madrugada seguinte, no sul da cidade brasileira, outra adolescente de 14 anos era encontrada sem vida no quarto de um motel. Ao seu lado estavam seis pulseiras partidas, as mesmas que o seu pai a proibira de usar.

E não lhe faltavam motivos. No estado do Paraná, no outro extremo do país, um juíz proibiu a venda e uso de "pulseiras do sexo" por parte de menores, depois de uma rapariga de 13 anos ter sido violada por vários rapazes, aparantemente também por causa das pulseiras.

As pulseiras coloridas de silicone, que podem ser compradas no Brasil por cerca de 2 reais (80 cêntimos), estão a ganhar a desconfiança de pais e professores. Aparentemente, a cada cor corresponde um jogo erótico, mas nem todos os adolescentes têm conhecimento destes significados e usam as pulseiras sem qualquer conotação ou objectivo sexual.

 

Saiba a que jogos eróticos corresponde cada uma das cores das pulseiras:

 

Amarela - Abraçar
Rosa - Mostrar o peito
Laranja - Morder com carinho
Roxa - Beijar com língua
Vermelha - Dança erótica
Verde - Beijar o pescoço
Branca - Rapariga decide
Azul - Rapariga faz sexo oral
Rosa-claro - Rapaz faz sexo oral
Preta - Sexo
Dourada - Todos de cima

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 20:53 | link do post | comentar

Sábado, 03.04.10

Sexo na câmara municipal

 

A videovigilância da Câmara Municipal de Campinas, em São Paulo, no Brasil, apanhou um casal a ter relações sexuais dentro do edifício.

Tratam-se de dois funcionários de uma empresa de limpezas contratada pela edilidade. 

O caso está a causar grande polémica, uma vez que há fortes suspeitas de a funcionária ter mantido também relações sexuais com um dos vereadores da autarquia.

 

Via Correio da manhã



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.01.10

As quarentonas e a sensualidade

 

 Há cada vez mais quarentonas ou mesmo cinquentonas a procurar aparecer em ensaios sensuaisno Brasil. Como explica a revista brasileira Veja, “além de melhorar a imagem que têm de si mesmas - por vezes, com uma ajudinha do Photoshop -, as modelos amadoras querem reaquecer a relação amorosa”. 

A revista Veja dá o exemplo de várias mulheres com mais de 40 anos que foram capa de revista. A empresária Telma Moreira, de 50 anos, é um dos exemplos. Estava separada há mais de um ano até que decidiu ser fotografada com pouca roupa. O objectivo era aumentar a auto-estima: "É algo bom de se fazer quando a gente se sente caidinha”.
Rose Henriques, de 47 anos, quis marcar os 25 anos de casamento com um ensaio sensual e assim fazer uma surpresa ao marido. "A revista está no guarda-roupa, e ele olha de vez em quando. É claro que reacende a relação", diz a carioca.
"Muitas me procuram para salvar o casamento. Elas se abrem, contam o que estão passando. É quase uma sessão de análise", afirma a fotógrafa Patrícia Prado à Veja. A fotógrafa explica ainda que as mulheres maduras costumam ser mais discretas perante as câmaras do que as mais novas.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 23:16 | link do post | comentar

Quarta-feira, 09.12.09

A playboy é cultura?

 

 O presidente brasileiro Lula da Silva criou um cheque cultura de 50 reais (perto de 20 euros) a todos os trabalhadores que ganham menos de 1.500 reais (cerca de 800 euros) para gastar em bens culturais.

Ficou logo à partida estabelecido que o cheque poderá ser usado para ir ao cinema, teatro, um concerto, comprar um livro, e assim por diante. Mas depois, questionou-se: e se alguém quiser comprar uma revista pornográfica? 
A questão foi levantada pelo senador Augusto Botelho, do Partido dos Trabalhadores de Lula da Silva, e as empresas que publicam este tipo de conteúdos não ficaram alheias á discussão. "Revistas e jornais também são material cultural.  E se assim é,  pornografia também é também cultura", explicou Augusto Botelho.
ministério da Cultura chegou a tentar definir o que é uma revista cultural, mas a dificuldade foi tal que os políticos ficaram-se apenas pela intenção. 
O senador acaba de apresentar o projecto de lei que espera ser ratificado por Lula. No projecto, o senador deixou bem expressa a sua opinião.  Falta saber a opinião do presidente.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 20:49 | link do post | comentar

Segunda-feira, 16.11.09

Somos todos um bocadinho hipócritas.

 

Por vezes até porque é mais fácil pertencer à maioria que pensar no assunto.

Somos todos um bocadinho, "Maria vai com as outras" que é para não pensarem mal de ti.

Temos muito medo de expressar o que nos vai na alma e na vontade, mesmo que essa alma ou, essa vontade seja a ultima coisa que nos resta.

Ficamos estupefactos com a coragem de alguns  para dizerem o que pensam, ainda que isso vá ao arrepio das massas e possa estar absolutamente correcto, ou ser até a melhor solução porque, a mais justa.

Em assuntos sérios e que tocam comportamentos sexuais então,...o melhor é nem discutir, mesmo que isso implique decisões ao arrepio de um futuro melhor.

Crescemos numa cultura em que o sexo é tabu, vergonha e despudor. O que o outro sente é secundário. O egocentrismo da maioria institucionalizada, vence qualquer abertura ao outro e ao que sente ou pensa o outro.

Hipócritas, viramos a cara para o lado em vez de pensarmos e expressarmos a NOSSA opinião.

É um bocadinho como a história da mini saia da miúda brasileira.

Ela até pode  usar fio dental em Ipanema, tudo bem.

Agora mini saia  se alguém grita que não e mais vozes se juntam?! Que despudor.

Via Ré em causa Própria



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Domingo, 08.11.09

Geysi Villa Nova Arruda, expulsa por utilizar uma mini saia

 

 A Universidade Bandeirante publicou hoje um comunicado nas edições dos jornais mais importantes de São Paulo a informar que a aluna do curso de turismo, Geysi Villa Nova Arruda, foi afastada “do quadro discente da instituição, devido ao claro desrespeito pelos princípios éticos, dignidade académica e moralidade”.

Contactado pela Globo News, o assessor jurídico da Universidade, Décio Lecioni Machado, disse que o vestido curto que Geysi usava no dia da confusão não motivou a expulsão. Segundo o mesmo, foram os gestos e atitudes que a aluna manifestava já “há tempos”, que levaram ao afastamento.
“Primeiro quero ter a certeza de que isso é verdade. Se isso for confirmado, alguma coisa tem de ser feita”, disse Geysi, que garante que, nem ela, nem os seus advogados foram notificados da decisão da universidade. Por sua a vez, a instituição afirma que ainda não conseguiu notificar a aluna.
No comunicado publicado hoje na imprensa brasileira, a universidade sustenta a sua atitude no facto de “a aluna, apesar de alertada, frequentar as dependências da unidade em trajes inadequados, indicando uma postura incompatível com o ambiente da universidade”. 
Já a versão de Geysi é bem diferente. "A faculdade não me disse nada, nem aos meus advogados. Estou a ler na internet e não estou a acreditar". "Isto é um absurdo, é uma falta de respeito. É uma injustiça. Vão fazer de novo, de novo e de novo, assim como agrediram aquela rapariga e atacaram o carro dela, porque ninguém os pune. Foi uma maldade o que fizeram. Alguém vai ter de fazer alguma coisa", concluiu.
Segundo o assessor jurídico da Universidade, a decisão foi tomada depois de a instituição ter considerado a opinião de alunos, professores e funcionários sobre a estudante.
Nas imagens que circulam agora pela internet, é possível ver Geysi a sair da faculdade acompanhada pela polícia, ao mesmo tempo que á insultada pelos colegas. Os alunos juntam-se à porta de uma sala de aula que está fechada. Aí gravam vídeos e tiram-lhe fotografias com os telemóveis. À saída da faculdade e já com um avental de um professor, é possível ver a aluna a atravessar um corredor de cabeça baixa e enquanto os alunos lhe gritam palavrões.
 

Veja aqui as imagens da aluna brasileira

 

Via Ionline

 

Isto foi mesmo no Brasil?



publicado por olhar para o mundo às 20:48 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sábado, 07.11.09

Barsileiro decidiu ir ao seu funeral 

 

Ademir Jorge Gonçalves passara afinal aquela noite num bar de estrada a beber cachaça com amigos e só soube que tinha sido dado como morto no dia seguinte quando – como é hábito no Brasil – já decorriam as cerimónias fúnebres, explicou a sobrinha do suposto finado, Rosa Sampaio, ao jornal brasileiro “O Globo”.


Já o velório decorria há cinco horas quando Ademir apareceu na funerária, às 8h da manhã (locais) e se identificou como sendo a pessoa que estava a ser velada pelos familiares. “Os familiares ficaram de cabelos em pé e muito assustados”, contou o gerente da funerária, Natanael Honorato.

A sobrinha de Ademir, um servente de pedreiro da cidade de Santo António de Platina, assim como a própria mãe e um amigo com quem partilha a casa onde mora tinham identificado o corpo, apesar das dúvidas que a desfiguração do cadáver lhes levantou. “Mas era uma pessoa muito parecida, e as roupas também”, disse Rosa Sampaio, explicando que por isso decidiram fazer o funeral. “O que mais podíamos fazer?”, questionou com embaraço.

A polícia respondera a um alerta de atropelamento às 22h00 da noite anterior junto a um motel e posto de gasolina da cidade, tendo levado o corpo da vítima para a morgue e daí para uma funerária, onde os familiares e amigos de Ademir apareceram e identificaram positivamente o cadáver. A família escolheu a urna e deu ordem para se fazer o funeral. Ao constatarem que Ademir estava afinal vivo, foram embora recusando pagar os 1,3 mil reais (pouco mais de 500 euros) do serviço fúnebre.

O cadáver foi posteriormente e correctamente identificado por uma família oriunda de uma cidade próxima, Joaquim Távora, onde o morto acabou por ser enterrado ainda na tarde de segunda-feira, precisavam fontes policiais ao “Globo”.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 13:12 | link do post | comentar

Quarta-feira, 14.10.09

 Maitê era uma prostituta?

 

A página da actriz Maitê Proença na Wikipedia inglesa foi reescrita e a biografia substituída por uma única frase: “Maitê Proença Gallo (n. São Paulo, 28 Janeiro 1959) é uma estrela porno brasileira, também conhecida pelos seus comentários ignorantes que envergonham o povo brasileiro”.


A alteração na Wikipedia surge depois de as televisões portuguesas terem divulgado, ontem, um vídeo da actriz filmado em Portugal e que causou polémica.

Na filmagem, os comentários de Proença são frequentemente depreciativos e geraram muitas reacções negativas na Web, tanto por parte de portugueses, como de brasileiros.

Entretanto, também as páginas no site oficial da actriz foram apagadas, mas não é claro se se trata de uma falha técnica ou de um ataque informático.

O novo texto na Wikipedia estava ainda disponível à hora de publicação deste artigo, mas, tendo em conta o que já aconteceu em casos semelhantes, é provável que a versão anterior seja reposta rapidamente. Na página da versão portuguesa da Wikipedia não havia qualquer alteração deste género.

O canal GNT, onde o vídeo foi transmitido pela primeira vez, em Março de 2007, já emitiu um comunicado onde pede desculpa e a actriz gravou entretanto um vídeo onde afirma que tudo não passou de uma “brincadeira caseira”.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 22:01 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 18.06.09

 As mulheres brasileiras e o sexo nas férias

 

Os predicados do Brasil são mais que muitos e podiam ser enumerados por ordem alfabética sem saltar letras. Fiquemo-nos pelos mais óbvios: o clima, a beleza natural do país, as praias paradisíacas, ou a folia do carnaval. Mas se perguntarmos a um grupo de homens que se prepara para umas férias em terras brasileiras o que os levou a escolher aquele destino, a resposta é unânime: o sexo. Fácil e sem compromisso. 

Depois de seis meses a viver no Brasil, "Jorge" chegou a Portugal com a sensação de quem está deslocado. "Sinto que pertenço a Fortaleza, é como se fosse a minha cidade." A convicção era tal que, poucos dias depois da chegada, este advogado de 32 anos correu para um concerto do brasileiro Netinho, no Montijo. Resultado? Uma enorme desilusão. "Uma rapariga passou por mim e eu dei-lhe a mão. Virou-se e disse-me em voz alta: "Estás-te a passar?". Era portuguesa.

Quem beija mais? Os seis meses de vida brasileira já lá vão - está cá há mais de quatro anos - mas o país da Copacabana, das caipirinhas e do samba ficou-lhe no imaginário. Desde que regressou, Jorge já foi ao Brasil cinco vezes. "Sempre com amigos", conta. E quase sempre na altura do Carnaval. As férias não são baratas - "cada um gasta uma média de dois mil euros" - mas o investimento compensa: "É uma semana de diversão em que praticamente não vamos à cama, só praia, copos e miúdas."

Numa das noites de folia, os cinco amigos fizeram até um concurso para ver quem conseguia beijar mais mulheres. Houve quem chegasse às vinte. "Muitas vezes, trocam-se beijos sem sequer ouvir a voz das mulheres. É tudo muito liberal, posso andar aos beijos com várias pessoas, chegar ao fim da noite e ir embora com uma mulher que nem beijei", garante.

A mesma opinião tem "Pedro", que também viveu no Brasil. A disponibilidade da mulher brasileira ajuda, sobretudo quando se tratam de estrangeiros generosos e com hormonas em excesso. "Basta ir a um shopping que há flirt em quase toda a parte. Um dos meus amigos, um engenheiro português, foi comprar prendas para a família. Antes de ir embora, ficou com o número de telefone da lojista", recorda. O caso não teve grandes desenvolvimentos, mas é frequente os turistas, sobretudo italianos, arranjarem "namoradas" com quem vivem romances de férias. Nalguns casos, o amor de praia não fica enterrado na areia: depois de regressarem, alguns enviam dinheiro e bilhetes de avião para as receberem no seu país de origem. 

"Chamam-se pirguetes, são raparigas que só querem estrangeiros", conta. Não são prostitutas, apesar de muitas acompanharem um turista durante a estadia, receberem presentes, jantares em restaurantes finos e dormidas em hotéis de luxo.

"É uma forma de alimentar a fantasia de poder vir a mudar a sua realidade", explica Alfredo Hervías y Mendizábal. Para o escritor espanhol radicado no Brasil há três anos, é a discrição e facilidade em ter sexo que leva muitos portugueses a atravessar o Atlântico. "Não é sexo pago, mas há muita malandrice", afirma. No Brasil a prostituição abunda, mas "tem pouco a ver com o conceito de prostituição europeu: muitas vêm no gringo [nome dado ao turista ] uma oportunidade de sair do Brasil, para outras é um troféu". No fundo, "há muita gente a sobreviver do sexo". 

 

Ver resto da noticia aqui

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Futebol canarinho

Ministro da Saúde recomen...

Morte, violações e as pu...

Fetiches: Há malucos para...

Quarentonas e sensuais...

A Playboy é cultura?

A hipocrisia e a mini sai...

Universidade expulsa alun...

No estaba muerto estaba d...

Maitê Proença era uma pro...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados