Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

19
Dez10

Manuel Alegre, entalado entre a mulher e a amante

olhar para o mundo

Alegre tem dois amores que em nada são iguais, um é o PS e o outro é o Bloco de esquerda. No meio o candidato-poeta. Fragilizado, refém dos apoios e não sabendo lidar com a situação, partiu para o disparate.

Manuel Alegre tem feito uma "triste" figura. De cabeça perdida, algo desorientado entre a mulher de sempre (o PS) e a amante desde Janeiro (Bloco de Esquerda), o poeta optou por lançar atoardas em todas as direcções, pegando em situações que nada têm a ver com política e com o cargo de Presidente da República para atacar de forma mesquinha o mais do que provável vencedor da corrida eleitoral. Uma campanha a todos os títulos desastrosa de Alegre. Verdadeiramente suicida.

Desde os cantos dos Lusíadas a historietas da PIDE e fichas de bom comportamento entregues ao antigo regime,tudo tem valido para Alegre atacar Cavaco espalhando a sua fanfarronice habitual. Nada acrescenta. Mostra-serefém por não poder combater um PS decadente que aparentemente o apoia (não se sabe bem onde nem como, ou António costa já pode ser considerado líder do PS?) e incapaz de ter um discurso descolado de uma rebeldia descabida que já nem lhe assenta bem na idade e contraditória com o estado de coisas.

Alegre está a disparar os seus últimos cartuchos políticos. Uns dias de braço dado com a mulher (PS) outros dias em modo rebelde com a amante (Bloco) na traseira da mota. Até finalmente calçar as pantufas políticas.

Em relação à obra de Luís Vaz de Camões, alusão patética com que Alegre pretendeu rebaixar o actual Presidente (que tem passado a campanha mudo, não se sabe se a conselho de Henrique Raposo que esta semana lhe dedicou a crónica "Cale-se, dr. Cavaco Silva, cale-se") a única associação coerente que se poderá fazer entre o número de cantos dos Lusíadas (são dez) e estas Presidenciais é que deve ser mais ou menos o mesmo número de votos que Manuel Alegre irá conseguir obter nas urnas.

Em relação a estes dois candidatos, os únicos "presidenciaveis", estão bem um para o outro, porque são ambos um deserto de ideias.


Via 100 reféns

09
Abr10

Aprovado diploma para permitir que homossexuais possam dar sangue

olhar para o mundo

Homofobia no IPS

 

O Parlamento aprovou hoje um diploma do Bloco de Esquerda que visa que os homossexuais e os bissexuais possam dar sangue, com os votos favoráveis de todas as bancadas e a abstenção do CDS-PP.

 

O deputado do CDS-PP João Rebelo votou a favor. Na bancada dos democratas cristãos, a deputada Teresa Caeiro e o deputado João Almeida anunciaram a apresentação de declarações de voto, e o vice-presidente do grupo, José Manuel Rodrigues, anunciou a entrega de uma declaração em nome da direcção da bancada. 

Na bancada do PS, a deputada independente Teresa Venda optou pela abstenção. 

O diploma, apresentado pelo BE, recomenda ao Governo a “adopção de medidas que visem combater a actual discriminação dos homossexuais e bissexuais nos serviços de recolha de sangue”

 

Via Público

10
Dez09

Strip-tease de pais natais em Lisboa

olhar para o mundo

Strip-tease de pais natais em Lisboa

 

Praça da Figueira, em Lisboa, foi o local hoje escolhido pelo Bloco de Esquerda para um"strip-tease de Pais Natais" com o propósito de alertar para as alterações climáticas e consequentes mudanças na vida das pessoas.

"A principal mensagem é muito óbvia: a crise ambiental está cá, existe, tem consequências dramáticas na vida das pessoas e não podemos fazer como se estivéssemos sempre a partir da hora zero da História, é preciso agir urgentemente e tomar as medidas necessárias", declarou, à agência Lusa, a eurodeputada Marisa Matias.

A iniciativa do BE decorre no momento em que líderes mundiais estão reunidos em Copenhaga, na Dinamarca, numa cimeria de onde se espera que saia um acordo "justo e solidário" que permita combater as alterações climáticas e os problemas decorrentes.

"Espero que exista uma viragem nesta matéria. Os sinais que temos tido até agora são dúbios mas também já tivemos várias posições a partir dos Estados Unidos, logo, vamos aguardar, penso que o jogo não está definido, bem como os resultados, por isso é preciso esperar", acautelou Marisa Matias.

A eurodeputada está confiante e lembrou que "em Copenhaga vão estar 15 mil pessoas na cimeira oficial e 30 mil cá fora, que vão tentar que o acordo seja o mais certo, correcto e vinculativo possível".

"Espero que os Estados Unidos se sintam motivados a seguir algumas das posições mais exigentes que estão a aparecer na cimeira e que assumam as responsabilidades, porque as responsabilidades não são iguais para todos, há países que têm muito mais responsabilidade nesta matéria do que outros e a factura tem que ser paga", disse ainda.

No entender do BE, os países ricos e poluidores devem pagar a factura histórica climática, assumindo metas exigentes de redução das emissões e apoiando os países mais vulneráveis.

Portugal deve apostar nas renováveis em microgeração, na maior eficiência energética e investir fortemente nos transportes públicos.

O "strip-tease de Pais Natais" (o Pólo Norte está a registar um rápido avanço do aquecimento global e muitos cientistas apontam o ano de 2030 para que o Oceano Ártico deixe de ter gelo) antecedeu um encontro que contará com a presença de Rita Calvário, deputada do Bloco responsável pelas questões do Ambiente, Marisa Matias, Eurodeputada do Bloco, Costa Alves, Meteorologista, Carlos Teixeira, da Liga para a Protecção da Natureza, e Francisco Ferreira da QUERCUS, que se juntará ao encontro via Skype, em directo de Copenhaga.

O evento contará ainda com a presença de diversos representantes de associações ambientalistas.

Via ionline

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D