Quinta-feira, 24.03.11

Uma pessoa que é capaz de lançar de um viaduto em plena auto-estrada um saco cheio de pedras para atingir veículos em movimento não vale muito mais dos que as próprias pedras que atira. O QI de um espécime deste calibre será semelhante, ou inferior, ao material rochoso que lança sem ter a consciência que a morte poderá ir dentro do saco a acompanhar as pedras. Não há nada mais perigoso que um calhau com uma pedra na mão.


O que se passou com a comitiva do Benfica no regresso a Lisboa após o jogo com o Paços de Ferreira é a todos os títulos lamentável. Mas não me fico por aqui. Um bicho cretino, sim porque alguém capaz de ter uma atitude destas não poderá ser racional nem tratado como tal, que é capaz de cometer algo deste género não é adepto de um clube, não é anti ou pró seja o que for, não tem sequer provavelmente capacidade de raciocínio que vá para além da capacidade de apertar os próprios sapatos, abrir uma lata de cerveja ou arremessar seja o que for sem pensar nas consequências. É no fundo uma besta. E as bestas não têm cor. São de todas as cores e feitios. Têm apenas a imbecilidade, ignorância e estupidez em comum.


O cérebro de uma pessoa assim é pouco mais do que um bocado de pedra-pomes que normalmente se usa para esfregar as plantas dos pés. Cavalgaduras que deveriam ser apanhadas pelas autoridades e imediatamente julgadas sem contemplações por tentativa de homicídio. Sim, quem lança uma pedra nestas condições não pode prever o efeito de tal acto cobarde. E nada de soltar os energúmenos depois de irem ao juiz e comerem uma refeição quente, porque meia hora depois vão andar a recolher pedras à beira da estrada.

 

Mas não se pense que este tipo de ataques criminosos é exclusivo às viaturas dos Presidentes de clubes e autocarros das equipas de futebol. No ano passado o meu próprio pai seguia na A1 sentido Sul-Norte, entre Leiria e Pombal, quando uma pedra do tamanho de uma bola de andebol entrou pelo vidro da frente do carro. A pedra, lançada de uma das pontes, entrou com tal violência no automóvel que partiu completamente os apoios do banco do passageiro, que por um mero e feliz acaso ia desocupado.

 

As autoridades disseram na altura, e passo a citar: "já é a décima vez só este mês". Conclusão: há gente que não merece o ar que respira.

 

Via 100 Reféns



publicado por olhar para o mundo às 14:58 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.03.11

Vulcão japonês de Kyushu entrou em erupção

 

Um vulcão no sudoeste do Japão entrou hoje em erupção libertando lava e cinzas que chegaram a atingir os quatro mil metros de altitude, depois de duas semanas de acalmia, segundo as autoridades nipónicas.

 

O Shinmoedake, situado a 1.420 metros na ilha de Kyushu, entrou em actividade em janeiro último depois de 52 anos de inatividade, mas estava parado desde fevereiro.

 

erupção do vulcão surge apenas dois dias depois do sismo de magnitude de 9 na escala de Richter e um tsunami que atingiu o nordeste do país, a cerca de mil quilómetros do vulcão.

 

As autoridades japonesas restrigiram o acesso a esta área, que pertence à cadeia de Kirishima, composta por vinte vulcões.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:01 | link do post | comentar

Quinta-feira, 16.12.10

Casa Ovo

 

Dai Haifei acabou de se licenciar em Pequim e, como não tem dinheiro para uma renda, instalou a sua casa-ovo numa rua da cidade chinesa

 

É uma casa sem renda, mas também sem casa-de-banho e sem cozinha. Na opinião de alguns nem sequer será considerada uma casa, mas para Dai Haifeiarquitecto chinês de 24 anos, serve-lhe bem o propósito.

Sob o argumento de que não tem dinheiro suficiente para pagar a renda de um apartamento, o recém-licenciado usou os seus conhecimentos para construir uma casa em forma de ovo, coberta de sacos de areia com relva e um painel solar.

A sua família emprestou-lhe 960 dólares para o empreendimento e o arquitecto usou grande parte do dinheiro para comprar bambu, o elemento principal da estrutura da casa, bem como materias à prova de água para o forro e o painel solar, que lhe garante luz à noite.

A experiência ainda durou algumas semanas, mas no passado dia 1 de Dezembro, as autoridades de Pequim anunciaram que a licença de Haifei para ter a casa-ovo montada na rua vai ser revogada ainda este mês, devido a "construção não autorizada".

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Os "animais" e as "bestas...

Vulcão japonês de Kyushu ...

Arquitecto chinês constró...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...