Sábado, 20.02.10

O Hulk e os gajos

 

Via Henricartoon 



publicado por olhar para o mundo às 15:45 | link do post | comentar

Quinta-feira, 11.02.10

As melhores tostas mistas do país

 

1. RADICAL CAFFÉ 

Há quem passe a noite de Natal a jantar uma tosta Radical (€3,80), com fiambre, queijo e maionese de alho caseira. "Pessoas como eu, que detestam o Natal", explica a dona, Ana Fidalgo, que abriu o café com o ex-marido há 14 anos. As tostas (de galinha, de atum ou mista com banana) são dignas de uma noite de consoada ou de um fim de tarde depois da praia na Costa da Caparica.
Avenida General Humberto Delgado, 13 B, Costa da Caparica. Todos os dias das 12h00 às 02h00

2. JÜRGEN'S

António Baeta, dono do bar Jürgen's, faz em média 250 tostas por semana. "As que mais vendo são as de galinha [€4,70]", conta. As tostas "com um pão parecido com broa" são tão grandes que dão para duas pessoas. "Mas depende. Há até quem coma duas depois de fumar uns charros ou com uma grande ressaca", diz António. Uma coisa é certa: são ideais para acabar em grande uma noite no Bairro Alto.
Rua Diário de Notícias, 68 A (Bairro Alto), Lisboa. Todos os dias das 16h00 às 02h00

3. BG BAR

Poucos sabem que o Bar do Guincho tem outro espaço em cima do mar no Estoril. E poucos sabem que aqui se fazem as melhores tostas da zona. "É um senhor velhote que se entretém a fazer o pão", diz o responsável, Pedro Baptista. Há 12 variedades de tostas e a mais popular é a de fruta tropical com queijo creme e canela.
Alameda Columbano, 6, Monte Estoril. Todos os dias, excepto às terças, das 12h00 às 2h00

4. ROYALE CAFÉ

Em pleno Chiado, o Royale Café é ideal para os almoços preguiçosos de fim-de-semana. As tostas (que aqui se chamam tostadas) em pão pita com cogumelos e courgettes ou peru e caril (€6,50) são uma boa companhia para uma tarde no pequeno jardim do café.
Largo Rafael Bordalo Pinheiro, 29 (Chiado), Lisboa. De segunda a sábado das 10h00 às 00h00; domingos das 10h00 às 20h00

5. VERTIGO CAFÉ

O Vertigo Café mudou de dono, mas o chefe Félix manteve a decoração e a especialidade da casa: as tostas.
Travessa do Carmo, 4 (Chiado), Lisboa. Todos os dias das 10h00 às 00h00

6. FÁBULAS

As tostas têm nome de histórias de encantar. Há a Rapunzel, com fiambre e queijo, a Romeu, com frango, e a Robin Hood, com cogumelos e queijo. O espaço também encanta e, além de internet grátis, funciona como galeria de arte. 
Calçada Nova de São Francisco, 14, Lisboa. Segunda a quarta das 9h00 à 1h00, de quinta a sábado das 9h00 às 02h00

7. CULTURA DO CHÁ 

Além da lista de 26 chás e infusões, a Cultura do Chá tem umas tostas "grandes e deliciosas". "É o que os nossos clientes dizem", explica Luís, o dono da casa de chá que abriu em 2001. As tostas já foram de pão alentejano, mas agora são de "uma massa parecida com a de brioche". Há tostas de atum e frango com cenoura ou banana e outras sanduíches gratinadas.
Rua das Salgadeiras, 38 (Bairro Alto), Lisboa. Todos os dias das 12h00 às 21h30

8. PRAIA DOS INGLESES

Fica na Foz, uma das zonas mais nobres do Porto, e é uma das mais agradáveis esplanadas da cidade. A ementa é variada e vai desde o polvo até ao bacalhau. Mas o que aqui interessa são as óptimas tostas ali confeccionadas, sempre frescas e com ingredientes que deixam a simples mista a um canto. O preço médio das tostas é de cinco euros.

Rua Coronel Raul Peres, 4150 - Porto

9. PETER CAFÉ SPORT

Está há cinco anos na Ribeira e, além do gin tónico, uma das atracções do espaço é a Açoreaninha, um cruzamento entre a tosta mista e a francesinha. O segredo está na pasta de linguiça dos Açores. Custa sete euros. 
Cais da Ribeira, 24, Porto. Todos os dias das 11h00 à 01h00 (às sextas e sábados até às 02h00)

10. ESPLANADA GRÃO N'AREIA 

Mesmo em frente ao Atlântico, na marginal de Gaia, as especialidades são o peixe grelhado e o marisco. Mas também serve umas deliciosas tostas (atum, frango, etc) com um pão tipo saloio que é de chorar por mais. 
Avenida Beira-Mar, 4400-382 - Vila Nova de Gaia. Todos os dias das 09h00 à 01h00 (sexta e sábado até às 02h00)

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 04.02.10

Lojas que so existem no Porto, adidas

 

 1. Adidas Originals


Quando, há quase 90 anos, Adolf Dässler começou a produzir ténis na companhia do irmão Rudolph, dificilmente imaginaria duas coisas. A primeira, que a sociedade não duraria muito tempo. Bastaram 20 anos para os irmãos se zangarem e Rudolph formar a (ainda hoje) rival Puma. A segunda, que em 2010 a sua marca estaria avaliada em quase 4 mil milhões de euros e presente em mais de 200 países. Portugal é um deles, mas com uma particularidade. É que a única loja Adidas Originals, a vertente da marca dedicada às colecções inspiradas no passado, está no Porto. Lá dentro encontram-se os produtos clássicos, os ténis Adicolor, os modelos Superstar ou os casacos inspirados nos fatos-de-treino dos anos 70. Sempre com o famoso trevo que serviu de logótipo até ao início dos anos 90.Rua Rodrigues Sampaio, 176, Porto. Tel: 223 324 253. Segunda a sábado das 11h00 às 20h00. 

2. Ach Brito

O nome denuncia a origem alemã, mas a verdade é que os sabonetes Ach Brito nasceram no Porto, em 1887, e daí nunca mais saíram. Hoje nas bocas do mundo - incluindo na de Oprah Winfrey, que não lhes poupou elogios -, os sabonetes da marca estão à venda nas melhores lojas nacionais e internacionais, mas é em Fajozes, Vila do Conde, que eles se podem comprar ainda mais perfumados. Tudo porque é aqui que são fabricados e embrulhados no bonito papel vintage que apetece coleccionar. A loja da fábrica não é amiga de quem trabalha - está aberta das 10h30 às 16h30 e fecha para almoço - mas é uma autêntica montra de todos os produtos da Ach Brito, da recém-adquirida e ex-rival Confiança aos luxuosos sabonetes da Claus Porto. Rua de Castelões Sul, 346, Vila do Conde. Tel: 229 289 821. Segunda a sexta das 10h30 às 12h30 e das 14h30 às 16h30. 

3. Café Kitty Sweet

Os individuais nas mesas são a cara da Hello Kitty. As canecas que trazem o café e o chá também. E até as torradas têm a forma da cabeça da gata mais famosa do mundo. O Café Kitty Sweet fica dentro da Boutique Joy - Hello Kitty Luxe Boutique, junto à Casa da Música, e é uma perdição para os fãs da gata japonesa. Decorado em tons de cor-de-rosa e preto e situado num recanto confortável da loja especializada nos produtos da personagem mais famosa da Sanrio, o café tem tudo mas mesmo tudo relacionado com a felina, incluindo os bolos. Tão bom tão bom que até para os anti-Kitty é um sítio recomendável: sempre podem arrancar a cabeça da gata à dentada. Avenida da Boavista, 746, Porto. Tel: 226 053 932. Segunda a sábado das 10h00 às 19h30.

4. Virgin Active

O Império do senhor Virgin ou, se preferir Richard Branson, é vasto. Hotéis, aviões, foguetões, cruzeiros, telecomunicações, associações humanitárias e ginásios. São 170 clubes no mundo inteiro e o Porto é (por enquanto) o detentor do único existente em Portugal. Mas só até Fevereiro, altura em que Vila Nova de Gaia receberá o segundo ginásio Virgin Active do país (e será mega: 4 mil metros divididos por quatro pisos). O motivo do sucesso destes ginásios explica-se com o conceito que envolve toda a marca Virgin: uma óptima relação qualidade-preço, preocupações ambientais e uma cultura positiva.Centro Comercial Porto Gran Plaza, Rua Fernandes Tomás, 506 - 3.º Piso, Porto. Tel: 223 402 060.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:22 | link do post | comentar

Quarta-feira, 27.01.10

Bufo Micael 

Via HenriCartoon



publicado por olhar para o mundo às 09:51 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.01.10

 

 

10 bares quentes e bons para o Inverno

 

01 Marrakesh

Só o nome já traz a promessa de um calor vindo de terras longínquas. Dentro deste restaurante e lounge bar situado no Porto, a primeira impressão confirma-se. Enormes almofadas brancas e mesas baixas convidam a sentar e a aninhar neste espaço que parece ter sido inspirado nas mil e uma noites. Enquanto as velas, a música oriental e as shishas compõem o resto do ambiente, os chás e as tagines confortam o estômago. 

02 Mezzanine do Bairro Alto Hotel
Por cima da animação do bar do hotel, respiram-se ambientes mais serenos. Trocam-se os deliciosos cocktails por uma chávena de chá e as batidas do DJ de serviço pelo prazer do silêncio. Na mezzanine há sofás confortáveis onde se pode passar uma tarde inteira a preguiçar, a ler jornais, livros e revistas ou a ver televisão com vista para a Praça Luís de Camões. A lareira é a companheira perfeita para os dias de Inverno na capital.

03 Metro e Meio 
Deve o seu nome à altura da porta de entrada, que obriga todos os visitantes de estatura média a baixarem-se para entrar; um entrave que nunca o foi e se tornou a imagem de marca deste espaço de Lisboa. Há mais de 30 anos que assim: a mesma medida, o mesmo piano, o mesmo conceito. Lá dentro, o bar (que também é restaurante durante o dia) está dividido em vários espaços, uma espécie de labirinto cheio de recantos. É só escolher uma poltrona e arranjar a posição mais confortável para uma longa noite de tertúlia. 

04 Galeria Bar Santa Clara 
Em Coimbra conhecem-no pela esplanada, com vista para o Mondego e para a cidade. Mas no Inverno, o bar da galeria Santa Clara é igualmente acolhedor. Não tem lareira, é verdade, mas quase. É uma salamandra que aquece os visitantes nas noites mais frias de Inverno, numa das salas maiores. Nas outras, mais intimistas, o ambiente é ideal para encontros a dois (secretos ou não). Ou, quiçá, para reuniões conspirativas, alimentadas pelos bolos caseiros e os excelentes cocktails.

05 Casa Azul
Quem põe os olhos nesta típica casa algarvia à entrada de Cacela Velha fica de imediato com vontade de entrar e ficar. E se a casa convida, a vista deslumbra: de um lado a ria, do outro o mar, mais ao longe Espanha. Nos dias em que o sol resolve aparecer, sabe bem desfrutar da esplanada no terraço, para os outros, em que o frio marca presença, o lugar ideal para estar é na sala com lareira. Para ser perfeito só mesmo com a companhia dos sabores da Casa Azul. Prove o peixe fresco grelhado, a tagine de frango e as deliciosas sobremesas.

06 Praia da Luz
Ai, o Inverno. E a praia no Inverno... o mar revolto, a areia molhada, o vento gelado e a zumbir nas rochas. O cenário não é agradável e indica tudo menos conforto. A não ser que... a não ser que estejamos dentro do Bar Esplanada Praia da Luz, no Porto, uma das mais conhecidas da Foz e que consegue conciliar, de forma perfeita, uma vista sobre o mar revolto e um ambiente aconchegante, sobretudo se envolver uma manta sobre os joelhos, um chocolate quente nas mãos e um sofá na sala panorâmica junto à lareira.

07 Casa do Livro
Quando uma livraria se transforma num bar que faz questão de manter o espírito da casa, o resultado só podia ser bom. É o que acontece na Casa do Livro, que fica na Baixa do Porto e consegue juntar cocktails e vinhos a livros que estão por todo o lado, espalhados nas várias salas do bar ou guardados em armários. Decorado com um gosto clássico chique, de cadeirões retorcidos, espelhos dourados e até um piano, a Casa do Livro conta ainda com uma programação habitual que inclui concertos, DJ convidados e até peças de teatro. 

08 Casa do Cerro 
Bares de Inverno no Algarve? Sim, eles existem. Como este Casa do Cerro, um espaço de inspiração marroquina, que foge a tudo que se espera de um bar algarvio. No bom sentido. Cores quentes, ambiente tranquilo e uma esplanada que no Inverno é fechada e aquecida. Os cocktails da casa valem um desvio do conceito norte-africano, mas se se quiser manter fiel às raízes do bar, escolha um dos chás da carta. E desfrute esparramado no primeiro pufe que encontrar livre.

09 Colares Velho
Em tempos foi uma taberna e uma mercearia, até se transformar, nos últimos 30 anos, num dos restaurantes mais conceituados e clássicos da zona de Sintra. Desde o ano passado com nova gerência, o Colares Velho é mais do que um restaurante. É também um salão de chá com duas salas intimistas e confortáveis, uma delas equipada com lareira e perfeita para saborear um café ou um chá acompanhado de um scone ou de uma fatia de cheesecake caseiro.

10 Foxtrot
No Foxtrot não se dança foxtrot nem qualquer outro estilo, mas pode comer--se um bife fora de horas, beber um whisky ou um cocktail, ver futebol num ecrã gigante, jogar snooker ou até gamão. E claro, pode não se fazer absolutamente nada a não ser ficar numa das poltronas a conversar e a ouvir música. Aberto inicialmente por Luís Pinto Coelho, proprietário do mítico Pavilhão Chinês, o Foxtrot é uma réplica lisboeta do tradicional pub inglês e está cheio de recantos confortáveis. No Inverno, a sala mais concorrida - e há quatro diferentes - só podia ser mesmo a da lareira.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 16:45 | link do post | comentar

Sábado, 16.01.10

Padarias de Lisboa e Porto

 

Se há coisa que conforta a alma e o estômago em dias frios, é um pãozinho acabado de sair do forno com a manteiga ainda a derreter. Escolhemos sete padarias em Lisboa e no Porto que lhe vão fazer água na boca

 

01. Confeitaria do Bolhão


Nesta padaria centenária, localizada na Baixa portuense, mesmo ao lado da Pérola do Bolhão, a fauna é bem diversa. Senhoras de idade convivem com uma clientela mais jovem lado a lado. Nas prateleiras e nas vitrinas a diversidade também é a imagem de marca. Aqui há mais de trinta variedades de pão. O bijoux sai com muita frequência, mas o de centeio, o tipo Mealhada, o pão moreno, o de soja, as regueifas e pão-de-leite de todos os tamanhos e feitios também são muito desejados. "Há quem venha de longe só para comprar o nosso pão", conta o responsável da loja. A competição entre pão e bolos é feroz nesta casa de paredes verdes. Não deixe de provar também os queques e as bolachas caseiras.
R. Formosa, 339, Porto. Domingo a sexta das 7h00 às 21h00, sábado das 7h às 19h30.

02. Quinoa
Abriu há menos de um mês e já promete fazer história. Além de casa de chá e loja gourmet, é uma padaria de produção biológica, o que significa que não são usados fermentos nem aditivos. Tudo é feito a partir do método da fermentação natural. Um processo mais lento, mas que também é mais saudável e de fácil digestão. Tudo isto se reflecte nos preços dos pães, que variam entre os 30 cêntimos e os 4,50 euros. Do forno da Quinoa saem todas as manhãs cerca de dez variedades de pão quentinho: bola de água, bagels, pão de centeio com sementes e especiarias, pão de aveia, de passas e nozes e o que dá o nome à casa, o de quinoa. Para levar para casa ou para serem consumidos no local, com uma chávena de chá a acompanhar.
Rua do Alecrim, 54, Lisboa. Tel: 213 473 926. De segunda a quarta, das 8h às 20h. De quinta a sábado, das 8h às 24h. Domingo, das 9h às 15h.

03. Pão Doce
Logo pela manhã, as prateleiras do pão estão tão cheias como a loja. As variedades são muitas; a dificuldade está só na escolha, porque é tudo muito bom. Há o pão-tigre, o pão alemão, a mistura clara e a escura, o pão da avó e muitos outros. Na montra, queques gigantes, merendinhas e uma bola deliciosa clamam pela nossa atenção. E facilmente a conseguem. Não se pode é ficar a apreciá-las no local porque não há sítio para sentar. É pegar e tentar resistir até casa ao aroma do pão acabado de fazer. Quem não conseguir, pode sempre aproveitar a proximidade ao jardim da Gulbenkian para fazer um piquenique rápido. 
Av. Duque Ávila 56 - D (junto à Av. 5 de Outubro), Lisboa. Tel: 213 141 068. Das 8h às 20h, de terça a domingo.

04. Padaria Ribeiro
É ponto de passagem obrigatório na cidade para todos os gulosos e amantes de pão quentinho. Desde finais do século xix que a praça onde está instalada era o local de eleição para os vendedores de pão de Avintes e de Valongo. Foi um desses comerciantes, Joaquim Ribeiro da Silva Lima, e um sócio que abriram a Padaria Ribeiro. Nos dias de hoje não há um único portuense que não conheça a fama do pão desta casa ou dos deliciosos biscoitos que aqui se fabricam. Das tradicionais regueifas que provocam filas à porta nas épocas festivas, ao pão de soja, a pães com nome a soar a guerreiro viquingue: prokorns (rico em ingredientes naturais como linhaça, soja, sementes de girassol e farelo de trigo), ou vikorns, um pão com cereais enriquecido com vitamina B, ferro e fósforo. Aqui há de tudo.
Pç. Guilherme Gomes Fernandes, 21-27, Porto. Segunda a sábado das 7h às 20h.

05. O Moleiro
Esta é a padaria companheira dos que se levantam cedo para ir trabalhar. O conforto de um pãozinho acabado de sair do forno é a melhor coisa para começar o dia. Abre as portas às 7h30 e só volta a encerrá-las às oito da noite. O pão só sai do forno até às 13 horas, mas mesmo depois continua delicioso. O pão moleiro, caseiro de Mafra, em tamanho grande, é a especialidade da padaria. Mas à hora do almoço há hambúrgueres feitos com o pão da casa. Nos dias de feira no Príncipe Real, este é o melhor sítio para terminar a volta.
Rua do Século, 238. De segunda a sexta, das 7h30 às 20h. Sábados e feriados, das 8h30 às 20h.

06. Panificação do Chiado
É o local preferido dos moradores do Chiado para tomar o pequeno-almoço. Dos moradores e não só. Poucos resistem ao aroma a pão quente e bolos que se espalha por toda a rua às primeiras horas da manhã. Foi aqui que nasceram as famosas vianinhas, pelas mãos de um mestre do pão que veio especialmente de Viena em 1919. E é aqui que, ainda hoje, se continuam a fabricar pão e bolos para distribuir por meia Lisboa. Com o tempo, a variedade de pão aumentou, o que torna uma ida à Panificação do Chiado um problema dilacerante. O que levar? Um pão de centeio da Baviera, um pão de uvas, uma baguete francesa, bolas de Mafra ou uma broa de milho? Qualquer destas hipóteses é uma escolha deliciosa.
Calçada do Sacramento 26-32, Lisboa. Segunda a sexta, das 7h às 19h. Sábado, das 8h às 19h. Domingo, das 11h às 19h.

07. Padaria Paul Année
Foi a primeira padaria biológica de Lisboa e é a única a funcionar com a classificação kosher, o que significa que o processo de fabrico obedece à lei judaica. A loja, que é herdeira de uma das mais prestigiadas e conhecidas padarias biológicas de Amesterdão, abriu portas em Lisboa pelas mãos de Gerard Seelt, herdeiro de um dos sócios do fundador Paul Année. Com farinha integral ou de mistura, com levedura ou fermentação natural, daqui saem dezenas de variedades de pão por dia. Há com sementes de girassol, de trigo, de centeio, de passas e avelãs, de arroz e sem glúten. Há até um pão feito a partir de uma semente de trigo. Chama-se kamut e é óptimo para pessoas alérgicas ao trigo.
Travessa da Légua da Póvoa, 26 (junto ao Páteo Bagatela), Lisboa. Segunda a sexta das 9h30 às 14h e das 15h às 18h30. Sábado das 9h às 13h.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 28.12.09

Cacau quente, onde ir para tomar um?

 

 Antes de serem inventadas as tabletes de chocolate, costumava beber-se cacau quente. O hábito começou em Espanha, onde as plantações de grãos de cacau do descobridor Hernán Cortés eram as maiores da Europa, e o costume depressa se expandiu. Hoje, todas as desculpas são boas para beber uma chávena de cacau quente. Mas já o eram no século XVI.


Cortés trouxe a receita do México, quando o imperador azteca Montezuma o apresentou ao "xocolatl", a primeira palavra para chocolate. Numa altura em que ainda não corriam os mitos de que o chocolate fazia borbulhas, acredita-se que o povo azteca bebia duas mil chávenas de chocolate por dia. Só 50 eram consumidas pelo próprio imperador. O chocolate era servido frio, com baunilha e outras especiarias e tinha um sabor diferente do actual cacau quente: era picante e mais amargo.

No século XVIII, as "Casas de Chocolate" londrinas começaram a competir com as "Casas de Café" e o cacau quente açucarado deixou de ser uma bebida aristocrática. Na Europa Ocidental e na América, a bebida tornou-se um sucesso e era usada para aliviar dores improváveis, como as de estômago.

Em 2003, um estudo da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, provou que o cacau quente ajuda a prevenir o cancro e reduz o risco de problemas cardíacos. Uma chávena contém o dobro dos antioxidantes da mesma quantidade de vinho ou chá verde. E, ao contrário do que se possa pensar, tem menos calorias do que uma tablete de chocolate.

São razões suficientes para ir aos dez sítios que recomendamos, ou para alimentar o velho cliché: um chávena fumegante de cacau em frente à lareira.

Xocoa. Chocolate quente portátil para passear e beber
A receita de chocolate quente da loja catalã já tem mais de cem anos. A marca surgiu em 1897 e já vai na quarta geração de donos. Em Lisboa, abriu a primeira loja em Maio e o chocolate quente espesso é o grande trunfo. “Vendemos em copos de papel para as pessoas poderem passear enquanto bebem”, diz o dono, Sérgio Felizardo.


Xocoa
Rua do Crucifixo, 112-114, Lisboa
Preço Copo pequeno: €1,25; Copo grande: €2,50; em pó para fazer em casa: €5,30
Horário das 10h00 às 20h00

Cacau com rum, pimenta, menta ou vinho do porto
A Rojoo tem a solução para quem já enjoou a tradicional receita de cacau quente: chocolate com sabores. Há chocolate quente de vinho do Porto, rum, pimenta ou menta para aquecer os paladares mais arrojados. “O chocolate quente é feito com barras de chocolate austríaco biológico”, explica Maria João Barros, dona da loja. Mas também há o clássico “chocolate espesso que se pode comer à colher”.

Rojoo
Rua de Santa Justa, 84, Lisboa 
Preço Com sabores: €3,50; cacau quente tradicional: €2,95 
Horário das 10h00 às 20h00

Uma receita à beira rio, à moda dos Açores
Ganhou fama nos Açores, chegou ao continente e lançou âncora no centro histórico do Porto. O Peter Café Sport está em plena Ribeira e, para lá de todas as bebidas próprias para marinheiros empedernidos, também tem chocolate quente. A vista é de cortar a respiração e a decoração é fantástica. Com o Douro a correr aos pés, agora livre dos aviõezinhos da Red Bull…

Peter Café Sport
Cais da Ribeira, 24, Porto
Preço €3
Horário das 10h às 00h00, quintas, sextas e sábados até às 2h00 

Guarany. Um sítio clássico para uma proposta clássica
É um dos mais históricos cafés do Porto. Situado no coração da cidade, combina dois estilos arquitectónicos: traços antigos e um design mais moderno. Com o frio que se sente no Porto, beber um chocolate quente no Guarany e contemplar as magníficas pinturas que cobrem as paredes é sempre um bom programa.

Guarany
Avenida dos Aliados, 89/85, Porto

Preço €2,25 a chávena 
Horário das 9h00 às 00h00 

Receitas convencionais e exóticas
A Cacao Sampaka é ideal para todos os viciados em chocolate. A variedade é tanta que, na loja, até se vendem tabletes de chocolate com gin tónico. Em matéria de cacau quente também está bem apetrechada: além do cacau em pó para levar para casa, a cafetaria na loja das Amoreiras serve duas receitas desta bebida quente, uma tradicional e uma Azteca. A primeira leva canela e a mais exótica tem 80% de cacau e especiarias. 

Cacao Sampaka
Centro Comercial Amoreiras 
Preço Uma chávena: €3,50; em pó para fazer em casa: €7,95  
Horário das 10h00 às 23h00

Praia da Luz. Caneca numa mão, um livro na outra
A Praia da Luz é uma das mais conhecidas da Foz. A sua esplanada tornou-se famosa e chegou mesmo a ser o centro da movida portuense. Mesmo em frente ao mar, quase sempre revolto por estas paragens, a Praia da Luz oferece o chocolate quente num ambiente de grande quietude. Com uma manta sobre os joelhos e um bom livro na mão está assegurado um dia sem grande stress.

Esplanada Praia da Luz
Praia da Luz, Av. Brasil, Porto 
Preço  €2,80
Horário das 9h00 às 2h00

Mais de 75 anos de chocolate quente para gulosos

Para quem gosta de chocolate, ir ao Porto e não ir à Arcádia é quase como ir a Roma e não ver o Papa. Há mais de 75 anos que esta marca faz as delícias de miúdos e graúdos. O novo espaço na Avenida da Boavista, para lá dos tradicionais e apetitosos bombons, também tem no menu o chocolate quente. O problema é que não será fácil ficar-se só pela bebida…

Arcádia - Casa do Chocolate
Avenida da Boavista, 1046, Porto 
Preço mini copo: 1,20€; copo grande €1,80
Horário das 8h00 às 23h00 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 21.10.09

Restaurantes em saldo no Porto

 

As duas edições da Restaurant Week em Lisboa foram um sucesso tão grande que os telefones dos restaurantes participantes não pararam de tocar. As reservas para jantar por apenas 20 euros nos restaurantes mais caros da capital, como o Eleven ou o Olivier, esgotaram em poucos dias.

Esta semana é a vez do Porto. Até 31 de Outubro, 22 dos restaurantes mais conceituados da cidade, como o Boca do Lobo, Le Poivron Rouge, Artemísia ou Foz Velha, preparam um menu com entrada, prato principal e sobremesa por apenas 20 euros.

 Restaurantes que participam na Porto Restaurant Week:

1. A Cozinha do Manel

2. Artemísia

3. Boca do Lobo- Hotel Infante de Sagres

4. Bull & Bear

5. Cafeína

6. Casa Branca

7. Clube da Gula

8. Foz Velha

9. Góshò- Porto Palacio Congress Hotel and Spa

10. Jardim d'Inverno do Hotel Ipanema Park

11. Itamae

12. Le Poivron Rouge-Hotel Tiara

13. Le Coin- Porto Palacio Congress Hotel and Spa

14. Porto Novo- Sheraton Porto Hotel

15. Pousada do Porto Freixo Palace Hotel

16. Praia da Luz

17. Renascença- Grande Hotel do Porto

18. Restaurante de Serralves

19. Restaurante Panorâmico Portucale

20. Restaurante Quarenta e 4

21. Sessenta Setenta

22. Terra

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 11.05.09

O quique a sonhar com o titulo 

 

Recebido por mail



publicado por olhar para o mundo às 21:04 | link do post | comentar

Porto tetra campeão

 

Via HenriCartoon 



publicado por olhar para o mundo às 08:57 | link do post | comentar

Quarta-feira, 08.04.09

Porto!

Via HenriCartoon

 

Agora voltem lá a dizer que foi o melhor sorteio que podiam ter... ou digam que a culpa foi do árbitro...

 

 



publicado por olhar para o mundo às 09:04 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Segunda-feira, 06.04.09

Ferguson e o mau perder

 

"O treinador do Manchester United não poupa nas palavras. O confronto com os portistas é já amanhã e o escocês está mais afiado que nunca.


É Sir, mas às vezes não parece. No final do jogo com o Aston Villa, ganho “in extremis” nos descontos (3-2), falou do jogo com o FC Porto. E lembrou o último confronto com a formação portuguesa. 

“Só espero que não nos aconteça o mesmo que há cinco anos. Já se esqueceram do golo que foi anulado a Scholes, em nossa casa? Do livre que nunca deveria ter sido marcado contra nós por falta que Ronaldo não cometeu e do qual surgiu o golo do FC Porto, que ditou a nossa eliminação? Fomos roubados e não só nesse jogo. Fomos roubados nos dois jogos com o FC Porto”, lembrou o treinador escocês.

E voltou à carga. “Continuo a pensar que o Barcelona será a maior ameaça para repetirmos uma vitória na Champions”, desvalorizando o valor do FC Porto."

 

Noticia do Publico

 

E eu que pensei que o choradinho e o mau perder era só por cá... 



publicado por olhar para o mundo às 10:38 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Porto empata e abre camin...

'Ir ao Porto e não sabore...

Porto é o quarto destino ...

The Legendary Tigerman: U...

"Emplastro" faz sucesso n...

The Legendary Tigerman & ...

As melhores festas de pas...

Lello. Os segredos da ter...

Francesinha, a verdadeira...

Sexo, strip, swing e fant...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados