Quarta-feira, 24.11.10

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Terça-feira, 23.11.10

 

 

Letra

 

Era a tarde mais longa de todas as tardes
Que me acontecia
Eu esperava por ti, tu não vinhas
Tardavas e eu entardecia
Era tarde, tão tarde, que a boca,
Tardando-lhe o beijo, mordia
Quando à boca da noite surgiste
Na tarde tal rosa tardia
Quando nós nos olhamos tardamos no beijo
Que a boca pedia
E na tarde ficamos unidos ardendo na luz
Que morria
Em nós dois nessa tarde em que tanto
Tardaste o sol amanhecia
Era tarde demais para haver outra noite,
Para haver outro dia. (Refrão)
Meu amor, meu amor
Minha estrela da tarde
Que o luar te amanheça e o meu corpo te guarde.
Meu amor, meu amor
Eu não tenho a certeza
Se tu és a alegria ou se és a tristeza.
Meu amor, meu amor
Eu não tenho a certeza.

Foi a noite mais bela de todas as noites
Que me aconteceram
Dos noturnos silêncios que à noite
De aromas e beijos se encheram
Foi a noite em que os nossos dois
Corpos cansados não adormeceram
E da estrada mais linda da noite uma festa de fogo fizeram.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:02 | link do post | comentar

Segunda-feira, 22.11.10

 

 

Letra

 

No teu poema 
existe um verso em branco e sem medida, 
um corpo que respira, um céu aberto, 
janela debruçada para a vida. 
No teu poema existe a dor calada lá no fundo, 
o passo da coragem em casa escura 
e, aberta, uma varanda para o mundo. 
Existe a noite, 
o riso e a voz refeita à luz do dia, 
a festa da Senhora da Agonia 
e o cansaço 
do corpo que adormece em cama fria. 
Existe um rio, 
a sina de quem nasce fraco ou forte, 
o risco, a raiva e a luta de quem cai 
ou que resiste, 
que vence ou adormece antes da morte. 
No teu poema 
existe o grito e o eco da metralha, 
a dor que sei de cor mas não recito 
e os sonhos inquietos de quem falha. 
No teu poema 
existe um cantochão alentejano, 
a rua e o pregão de uma varina 
e um barco assoprado a todo o pano. 
Existe um rio 
a sina de quem nasce fraco ou forte, 
o risco, a raiva e a luta de quem cai 
ou que resiste, 
que vence ou adormece antes da morte. 
No teu poema 
existe a esperança acesa atrás do muro, 
existe tudo o mais que ainda escapa 
e um verso em branco à espera de futuro. 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:03 | link do post | comentar

Domingo, 21.11.10

 

 

Letra

 

Estoy llorando en mi habitacion 
todo se nubla a mi alrededor 
ella se fue con un niño rico 
en un Ford-fiesta blanco 
y un jersey amarillo 
Por el parque les veo pasar 
cuando se besan la paso fatal 
voy a vengarme de ese marica 
voy a llenarle el cuello 
de polvos pica-pica 

Sufre mamon 
devuelveme a mi chica 
o te retorceras 
entre polvos pica-pica... 

Le he quemado su jersey 
se ha comprado el pijo seis 
voy a destrozarle el coche 
lo tengo preparado 
voy a ir esta noche 

No te reiras nunca mas de mi 
lo siento nene vas a morir 
tu me quitaste lo que mas queria 
y volvera conmigo 
volvera algun dia.... 

Sufre mamon...

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Sábado, 20.11.10

 

You are my waking dream
You're all that's real to me
You are the magic in the world I see

 

You are in the prayer I say and
You brought me to my knees

 

You are the faith that make me belive
Dreams on fire
Higher 'n' higher

 

Passion's burning
Ride on the path
Once for forever yours
In me
All your heart
Dreams on fire
Higher 'n' higher

 

You are my ocean waves
You are my thought each day
You are the laughter from childhood games
You are the spark of dawn
You are where I belong
You are the ache I feel in every song

 

Dreams on fire
Higher n higher
Passion's burning
Ride on the path
Once for forever yours
In me
All your heart
Dreams on fire
Higher 'n' higher



publicado por olhar para o mundo às 12:17 | link do post | comentar

Sexta-feira, 19.11.10

 

 

Letra

 

Infelizmente não encontrei a letra desta música

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Quinta-feira, 18.11.10

 

 

Letra

 

Esse perfume me persegue... quente, forte e subtil
Passeia por mim livremente... como se fosse gentil
Oh ah ah... ah ah... ah ah...
Ah ah... ah ah... ah ah...

Se me aparece de repente... inspiro-o profundamente
Para desvendá-lo, para decifrá-lo, queria agarrá-lo...

Queria agarrá-lo, metê-lo no meu frasco, fechá-lo bem p'ra não fugir... 
P'ra não fugir... p'ra não fugir...
P'ra não fugir... p'ra não fugir... oh ah ah ah...

Mas ele insiste, ele insiste... brinca comigo devagar
Leva-me à minha memória... convida-me a divagar

Oohhh... oohhh... oohhh... ah ah...

Queria agarrá-lo, metê-lo no meu frasco, fechá-lo bem p'ra não fugir... 
P'ra não fugir... p'ra não fugir...
P'ra não fugir... p'ra não fugir...

Queria agarrá-lo, metê-lo no meu frasco, fechá-lo bem p'ra não fugir...

 



publicado por olhar para o mundo às 12:02 | link do post | comentar

Quarta-feira, 17.11.10

 

 

Letra

 

Dois lírios sobre a mesa
Uma janela aberta sobre o mar
Trago em mim a certeza
De quem espera p´lo teu voltar

Um cheirinho a café
Fotografias caídas pelo chão
E no ar uma canção
Traz-me uma recordação

Tenho tanto por dizer
Tanto por te contar
Que a vida não chega
Tenho o céu e tenho o mar
E tanto para te dar
Que a vida não chega

Tenho um poema escrito
Guardado num lugar perto do mar
Tenho o olhar no infinito
E suspiro devagar 

Tenho tanto por dizer
Tanto por te contar
Que a vida não chega
Tenho o céu e tenho o mar
E tanto para te dar
Que a vida não chega


O tempo aqui parou
Desde que te foste embora
Só a saudade ficou
já não aguento tanta demora

Tenho tanto por dizer
Tanto por te contar
Que a vida não chega
Tenho o céu e tenho o mar
E tanto para te dar
Que a vida não chega

Tenho tanto por dizer
Tanto por te contar
Que a vida não chega
Tenho o céu e tenho o mar
E sei que vou te amar
Para a eternidade…

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:02 | link do post | comentar

Terça-feira, 16.11.10

 

 

Letra

 

São voltas e voltas sem parar
Em sonhos nocturnos
Em sonhos de encantar
Muitos enredos histórias reais
Que envolvem mas acordam sem avisar.

Fico à toa mas onde é que eu estou
Já de madrugada 
E o silêncio reinou
De olhos abertos só vejo sombras 
Já sinto o regressar de novo ao sono...

Então agora o que é que eu faço
Com o meu sonho inacabado
Vou deixá-lo ou abandona-lo
Ao meu imaginário
Ao meu desejo de desejo.
E digo sim ao meu desejo
Aquela doce sensação
De estar noutro lugar 
Onde o tempo que passa 
Já não importa.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 15.11.10

 

 

Letra

 

Só mais uma volta
Só mais uma volta a mim
Só mais uma volta desta ninguém vai cair


Só mais uma vez que vês que ninguém está aqui
Queres só mais uma volta desta ninguém vai cair

 

Tempo frio afasta o tempo que nos afastou
Primavera lança o laço que nos amarrou
Tempo quente dá vontade de não resistir
Queres só mais uma volta desta ninguém vai cair

 

Ainda te sinto a seguir o rasto que deixo a correr
ainda penso em ti… pensa em mim, mas só mais uma vez.

 

Diz-me ao que queres jogar que eu vou querer também
diz-me quanto queres de mim para te sentires bem
não te vejo bem ao longe não sei distinguir
Queres só mais uma volta e desta ninguém vai cair

 

Ainda te sinto a seguir o rasto que deixo a correr
ainda penso em ti… pensa em mim, mas só mais uma vez.

 

diz-me quanto tens de honesto quanto tens de bom
diz-me quantas provas queres diz-me quanto sou
Já não sinto nada dentro não sei perceber…
Vai só mais uma volta, desta ninguém vai dizer.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Domingo, 14.11.10

 

 

Letra

 

Twenty-five years and my life is still 
Trying to get up that great big hill of hope 
For a destination 
And I realized quickly when I knew I should 
That the world was made up of this brotherhood of man 
For whatever that means 
And so I cry sometimes 
When I'm lying in bed 
Just to get it all out 
What's in my head 
And I am feeling a little peculiar 
And so I wake in the morning 
And I step outside 
And I take a deep breath and I get real high 
And I scream at the top of my lungs 
What's going on? 
And I say, hey hey hey hey 
I said hey, what's going on? 
ooh, ooh ooh 
and I try, oh my god do I try 
I try all the time, in this institution 
And I pray, oh my god do I pray 
I pray every single day 
For a revolution 
And so I cry sometimes 
When I'm lying in bed 
Just to get it all out 
What's in my head 
And I am feeling a little peculiar 
And so I wake in the morning 
And I step outside 
And I take a deep breath and I get real high 
And I scream at the top of my lungs 
What's going on? 
And I say, hey hey hey hey 
I said hey, what's going on? 
Twenty-five years and my life is still 
Trying to get up that great big hill of hope 
For a destination.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:01 | link do post | comentar

Sábado, 13.11.10

 

 

 

Letra

 

Wake me up when 
The party's over 
It seems I've had too much wine 

Please remember 
To remind me 
If I had a good time 

Was I friendly? 
Or was I bragging? 
And did I start to bore you? 

Was I charming? 
Or was I absent? 
Did I even say goodnight? 

Fill me up lets take a ride 
From your mouth into my mind 
Cause I grow weary from this trip I'm on, yeah 
And the ride keeps getting longer 

And in morning 
I'll be hungover with my face into the phone 
Please forgive here on after 
By the way how'd I get home? 

Was I laughing? 
Was I choking? 
And did I start to annoy you? 

Was I sleazy? 
Or was I dazzling? 
Did I even say goodbye? 

(fill me up lets take a ride 
From your mouth into my mind 
Cause I grow weary from this trip I'm on, yeah 
And the ride keeps getting longer) x 3 

So wake me up when the party's over 
I seems I've had too much wine

 

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:01 | link do post | comentar

Sexta-feira, 12.11.10

 

 

Letra

 

Benvinda sejas
À grande casa solar
A este tempo finisecular
Hoje é o teu dia de estreia
Olha à volta tens a casa cheia
Há estrelas e rios na plateia

Tudo isto é teu
Aquém e além do horizonte
A brisa que afaga o amieiro
E a água na fonte
Benvinda sejas, maria
Benvinda sejas, maria

Por ti as águias velam
No cimo dos montes
E a lua rege
O orfeão das marés
À noite os poetas
Decifram os lunários
Para ver se conseguem
Descobrir quem és

Tudo isto é teu
A terra é tua serventia
Mas vais ter de lutar
Por ela e por ti em cada dia
Benvinda sejas, Maria
Benvinda sejas, Maria

 



publicado por olhar para o mundo às 12:03 | link do post | comentar

Quinta-feira, 11.11.10

 

 

 

 

Geralmente quando se fala de sexo, pode haver um certo constrangimento em abordar este assunto, para mim  não é, porque considero o tema tão normal como outro qualquer.

Seria pretensão da minha parte pensar que já sei tudo, que já vi tudo, bom, praticar isso ainda falta muita coisa, não porque não haja oportunidades, mas porque não alinho em certas variantes que não consigo assumir como sendo normais, no entanto, não condeno nem aplaudo, simplesmente fico de fora a avaliar intimamente as muitas nuances que esta prática envolve.

Quando falo de sexo é apenas isso e não com amor á mistura, trata-se de técnica, de performance, de imaginação, inovação e práticas que podem ou não sair um pouco do que é considerado normal.

Um dos blogs que visito assiduamente é Um Olhar Sobre o Mundo, porque invariavelmente há todos os dias um post que fala de sexo.Muitos assuntos são ali abordados e penso que em muitos dos casos, há sempre algo a aprender.

Um destes dias descobri por acaso um vídeo com imensa piada, não pelo assunto em si, mas pelo desempenho das actrizes que nele entram. Acho-o até um bocadinho injusto em relação ao que dizem de certa prática feita pelos homens e que não abona muito a favor deles.

Se outro do mesmo género fosse feito só por homens, certamente não faltariam queixas sobre a prestação sexual de certas mulheres.

 

Via Sentaqui



publicado por olhar para o mundo às 21:02 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Longe da vista longe da mão
Longe de tudo mas perto do coração

When the sun rises in East Timor
There is pain and fear behind each door
The streets are watched by M 16's
Aiming at the hearts aiming at the dreams
Of Maubere people

Hold on proud Maubere
You're not alone so don't despair
Hope is older than you and me
Sooner or late you will be free

When the sun sets in western homes
Your Holly Mary prayer disturbs eyes and ears
The TV sets are smeared with blood
And washed in your tears
Maubere people

Fight back brave Maubere
Someone cares for you so don't despair
Hope is older than you and me
Sooner or later you will be free

But I wonder still how many have to die
Under prayers and cries
Till the world won't close its eyes
Who knows who can tell?
Ambush on the hills
Ambush everywhere
Fight back Maubre
They may tie up your hands
And blind you with a blind fold
They may shoot your body
And dump you in a hole
They may put you chains
But they can't chain you soul

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 10.11.10

Letra
Bato a porta devagar,
Olho só mais uma vez
Como é tão bonita esta avenida...
É o cais. Flor do cais:
Águas mansas e a nudez
Frágil como as asas de uma vida

É o riso, é a lágrima
A expressão incontrolada
Não podia ser de outra maneira
É a sorte, é a sina
Uma mão cheia de nada
E o mundo à cabeceira

Mas nunca
Me esqueci de ti
Não nunca me esqueci de ti
Eu nunca me esqueci de ti
Não nunca me esqueci de ti

Tudo muda, tudo parte
Tudo tem o seu avesso.
Frágil a memória da paixão...
É a lua. Fim da tarde
É a brisa onde adormeço
Quente como a tua mão

Mas nunca
Me esqueci de ti
Não, nunca me esqueci de ti
Não, nunca me esqueci de ti
Eu nunca me esqueci de ti

Nunca me esqueci de ti
Não não não não não nunca me esqueci de ti

Não não não não não não não não
Nunca me esqueci de ti

Não não
Nunca me esqueci de ti..



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Terça-feira, 09.11.10

Letra
Sei de alguém
Por demais envergonhado
Que por ser tão desajeitado
Nunca foi capaz de falar

Só que hoje
Viu o tempo que perdeu
Sabes esse alguém sou eu
E agora eu vou-te contar

Sabes lá
O que é que eu tenho passado
Estou sempre a fazer-te sinais
E tu não me tens ligado

E aqui estou eu
A ver o tempo a passar
A ver se chega o tempo
De haver tempo para te falar

Eu não sei
O que é que te hei-de dar
Nem te sei 
Inventar frases bonitas

Mas aprendi uma ontem
Só que já me esqueci
Então olha gosto muito de ti

Podes crer
Que à noite o sono é ligeiro
Fico á espera o dia inteiro
Para poder desabafar

Mas como sempre
Chega a hora da verdade
E falta-me o á vontade
Acabo por me calar

Falta-me jeito
Ponho-me a escrever e rasgo
Cada vez a tremer mais
E ás vezes até me engasgo

Nada a fazer
É por isso que eu te conto
É tarde para não dizer
Digo como sei e pronto

Eu não sei
O que é que te hei-de dar
Nem te sei 
Inventar frases bonitas


Mas aprendi uma ontem
Só que já me esqueci
Então olha gosto muito de ti



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 08.11.10

 

Letra

 

Levanta-se a mulher noite calada,
Como se a manhã já estivesse a chegar.
Vai a ver dos auxílios do azeite,
Já tem mais de mil quebrantos p'ra rezar.

Não se tem prenha por nada, não se alegra;
Já não sei que mais lhe eu faça p'ra a alegrar;
O diabo é que a barriga não lhe medra
De tão triste que ela anda, já se anda a desesperar.

/refrão/
E quando vier a noite escura
Havemos de ir os dois à Misarela
Que o menino venha breve, são e salvo
E que ninguém tenha pragas p'ra lhe rogar
E que a desgraça não nos entre casa dentro:
Cruzes, credo, nem por nada!
E que se acabe o mal que nós temos passado
E que haja alguém que lá passe p'ró baptizar
E que o remédio seja santo
Quando formos à ponte da Misarela.
/refrão/

Mal a noite caia pelos penedos
Vamos lá mas não o contes a ninguém!
Havemos de esperar um viajeiro
Que nos baptize o menino ainda na mãe;

Se for moça há-de chamar-se Senhorinha
Se for homem o nome há-de ser Gervaz
Tantas vezes me endoidei no corpo dela
Hoje vou à Misarela, já nem hei-de olhar p'ra trás!

/refrão/



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Domingo, 07.11.10

Letra
(Chorus:)

(Rihanna)

Just gonna stand there and watch me burn
That´s alright because I like the way it hurts
Just gonna stand there and hear me cry
That´s alright because I love the way you lie
I love the way you lie

(Eminem)

I can't tell you what it really is
I can only tell you what it feels like
And right now it´s a steel knife in my windpipe
I can´t breathe but I still fight while I can fight
As long as the wrong feels right it´s like I'm in
flight
I offer love drunk from my hate
It's like I'm huffing paint and I love it the more I
suffer
I suffocate
And right before I'm about to drown she
resuscitates me
She fucking hates me and I love it
Wait
Where you going
I'm leaving you
No you ain't
Come back
We're running right back
Here we go again it's so insane
Cause when it's going good it's going great
I'm Superman with the wind in his back
She's Lois Lane
But when it's bad it's awful
I feel so ashamed
I snap
Who's that dude?
I don't even know his name
I laid hands on him
I'll never stoop so low again
I guess I don't know my own strength

(Rihanna)

Just gonna stand there and watch me burn
That´s alright because I like the way it hurts
Just gonna stand there and hear me cry
that´s alright because I love the way you lie
I love the way you lie
I love the way you lie

(Eminem)

You ever love somebody so much
You can barely breathe
When you're with them
You meet
And neither one of you
Even know what hit them
Got that warm fuzzy feeling
Yeah them chills
Used to get them
Now you're getting fucking sick
Of looking at them
You swore you've never hit them
Never do nothing to hurt them
Now you're in each other's face
Spewing venom
And these words
When you spit them
You push
Pull each other's hair
Scratch, claw, pit them
Throw them down
Pin them
So lost in the moments
When you're in them
It's the craze that the corporate
Controls you both
So they say it's best
To go your separate ways
Guess that they don't know you
Cause today
That was yesterday
Yesterday is over
It's a different day
Sound like broken records
Playing over
But you promised her
Next time you'll show restraint
You don't get another chance
Life is no Nintendo game
But you lied again
Now you get to watch her leave
Out the window
Guess that's why they call it windowpane

(Rihanna)

Just gonna stand there and watch me burn
That´s alright because I like the way it hurts
Just gonna stand there and hear me cry
that´s alright because I love the way you lie
I love the way you lie
I love the way you lie

(Eminem)

Now I know we said things
Did things
That we didn't mean
And we fall back
Into the same patterns
Same routine
But your temper's just as bad
As mine is
You're the same as me
But when it comes to love
You're just as blinded
Baby please come back
It wasn't you
Baby it was me
Maybe our relationship
Isn't as crazy as it seems
Maybe that's what happens
When a tornado meets a volcano
All I know is
I love you too much
To walk away now
Come inside
Pick up your bags off the sidewalk
Don't you hear sincerity
In my voice when I talk
Told you this is my fault
Look me in the eyeball
Next time I'm pissed
I'll aim my fist
At the dry wall
Next time
There will be no next time
I apologize
Even though I know it's lies
I'm tired of the games
I just want her back
I know I'm a liar
If she ever tries to fucking leave again
I'mma tie her to the bed
And set this house on fire
Just gonna

(Rihanna)

Just gonna stand there and watch me burn
That´s alright because I like the way it hurts
Just gonna stand there and hear me cry
that´s alright because I love the way you lie
I love the way you lie
I love the way you lie

http://www.vagalume.com.br/eminem/love-the-way-you-lie-featuring-rihanna-traducao.html#ixzz14SCNqPeS



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Sábado, 06.11.10

Letra
Remember all you've forgotten
I can't put those thoughts away
Everything I've thought's in my head to stay
Now what do we get for trying to follow to a tee
All the instructions you gave to me
Did you ever notice
That it's for you that I've lived my life
Every time I had fun you were on my mind
I've lost my perspective
I've gone off the wall
Really not sure if I'm needed here at all
Hey
This is my last shot
I'll always be less that my other selves
So I feel like I'm competing with someone else
Who I could never beat in a million years
I was made to think that we would wind up round here
Will we ever get together in a song
Will you ever tell everybody bout right and wrong
Will you let everyone in on the meaning of life and death
Do you need me or are you waiting for my last breath
Listen



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 05.11.10

Letra
Infelizmente não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar


 

«O André tem 6 anos e mora em Benavente. O André nasceu com paralisia cerebral e entrou para a primária este ano. Com a entrada para a escola vieram os primeiros problemas, a mobilidade do André.

 

Ele precisa de uma cadeira eléctrica mas infelizmente estamos em Portugal e essas coisas que não se deviam pagar, tem de ser pagas, para isso está a decorrer uma campanha com o apoio da Câmara Municipal de Benavente intitulada tampinha colorida. Tem como principal objectivo juntar 40 toneladas de tampinhas e plásticos para se conseguir comprar a referida cadeira e eléctrica e adaptada ás dificuldades do André.»

 

colaborem!

 

Via Twitt-tribu



publicado por olhar para o mundo às 09:08 | link do post | comentar

Quinta-feira, 04.11.10

 

Letra
Trocamos lágrimas e paixão
como foi que te perdi?
Um momento de ilusão
fiquei longe de ti

As noites em branco
O negro d dia
Desejo ardente
A cama fria

Longe de ti
Já não posso viver assim
O vazio que há em mim
Sinto que estou perto, do fim

A tristeza do olhar
A dor dentro de mim
A vontade de chorar
Ninguém sofre assim

As noites em branco
O negro d dia
Desejo ardente
A cama fria

Longe de ti
Já não posso viver assim
O vazio que há em mim
Sinto que estou perto...

Longe de ti
Já não posso viver assim
O vazio que há em mim
Sinto que estou perto, do fim

Longe de ti (15x)

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 03.11.10

 

Letra
Ai eu já pensei mandar pintar o céu
Em tons de azul, pra ser original
Só depois notei que azul já ele é
Houve alguém que teve ideia igual

Eu não sei se hei-de fugir
Ou morder o anzol
Já não há nada de novo aqui
Debaixo do sol

Já me persegui por becos e ruelas
De horror, caminhos sem saída
Até que me perdi sozinha sem saber
De que cor vou pintar a minha vida

Eu não sei se hei-de fugir
Ou morder o anzol
Já não há nada de novo aqui
Debaixo do sol

Eu não sei se hei-de fugir
Ou morder o anzol
Já não há nada de novo aqui
Debaixo do sol

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Terça-feira, 02.11.10

 

Letra
Menina em teu peito sinto o tejo
E vontades marinheiras de aproar
Menina em teus lábios sinto fontes
De água doce que corre sem parar
Menina em teus olhos vejo espelhos
E em teus cabelos nuvens de encantar
E em teu corpo inteiro sinto feno
Rijo e tenro que nem sei explicar
Se houver alguém que não goste
Não gaste, deixe ficar
Que eu só por mim quero te tanto
Que não vai haver menina para sobrar
Aprendi nos 'esteiros' com soeiro
E aprendi na 'fanga' com redol
Tenho no rio grande o mundo inteiro
E sinto o mundo inteiro no teu colo
Aprendi a amar a madrugada
Que desponta em mim quando sorris
És um rio cheio de água lavada
E dás rumo à fragata que escolhi
Se houver alguém que não goste
Não gaste, deixe ficar
Que eu só por mim quero te tanto
Que não vai haver menina para sobrar

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 01.11.10

 

Letra
Perguntei ao vento
Onde foi encontrar
Mago sopro encanto
Nau da vela em cruz
Foi nas ondas do mar
Do mundo inteiro
Terras da perdição
Parco império mil almas
Por pau de canela e mazagão

Pata de negreiro
Tira e foge á morte
Que a sorte é de quem
A terra amou
E no peito guardou
Cheiro da mata eterna
Laranja luanda
Sempre em flor.


publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Domingo, 31.10.10

 

Letra

 

They sentanced me to twenty years of boredom

For trying to change the system from within

I'm coming now

I'm coming to reward them

 

First we take manhattan

Then we take berlin

 

I'm guided by a signal in the heavens

I'm guided by the birthmark on my skin

I'm guided by the beauty of our weapons

 

First we take manhattan

Then we take berlin

 

I'd really like to live beside you baby

I love your body and your spirit and your clothes

But you see that line that's moving

Through the station

 

I told you

I told you

I told you I was one of those

 

I don't like your fashion business mister

I don't like those drugs that keep you thin

I don't like what happened to my sister

 

First we take manhattan

Then we take berlin

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Sábado, 30.10.10

Letra
They sentenced me to twenty years of boredom
For trying to change the system from within
I’m coming now, I’m coming to reward them
First we take manhattan, then we take berlin

I’m guided by a signal in the heavens
I’m guided by this birthmark on my skin
I’m guided by the beauty of our weapons
First we take manhattan, then we take berlin

I’d really like to live beside you, baby
I love your body and your spirit and your clothes
But you see that line there moving through the station? 
I told you, I told you, told you, I was one of those

Ah you loved me as a loser, but now you’re worried that I just might win
You know the way to stop me, but you don’t have the discipline
How many nights I prayed for this, to let my work begin
First we take manhattan, then we take berlin

I don’t like your fashion business mister
And I don’t like these drugs that keep you thin
I don’t like what happened to my sister
First we take manhattan, then we take berlin

I’d really like to live beside you, baby ...

And I thank you for those items that you sent me
The monkey and the plywood violin
I practiced every night, now I’m ready
First we take manhattan, then we take berlin

I am guided

Ah remember me, I used to live for music
Remember me, I brought your groceries in
Well it’s father’s day and everybody’s wounded
First we take manhattan, then we take berlin



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 29.10.10

Letra
Navegar navegar 
Mas ó minha cana verde 
Mergulhar no teu corpo 
Entre quatro paredes 
Dar-te um beijo e ficar 
Ir ao fundo e voltar 
Ó minha cana verde 
Navegar navegar 


Quem conquista sempre rouba 
Quem cobiça nunca dá 
Quem oprime tiraniza 
Naufraga mil vezes 
Bonita eu sei lá 

Já vou de grilhões nos pés 
Já vou de algemas nas mãos 
De colares ao pescoço 
Perdido e achado 
Vendido em leilão 
Eu já fui a mercadoria 
Lá na praça do Mocá 
Quase às avé-marias 
Nos abismos do mar 


navegar navegar... 


Já é tempo de partir 
Adeus morenas de Goa 
Já é tempo de voltar 
Tenho saudades tuas 
Meu amor 
De Lisboa 
Antes que chegue a noite 
Que vem do cabo do mundo 
Tirar vidas à sorte 
Do fraco e do forte 
Do cimo e do fundo 
Trago um jeito bailarino 
Que apesar de tudo baila 
No meu olhar peregrino 
Nos abismos do mar



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28.10.10

 

Letra
O alentejo é uma terra
Cheia de moças airosas
Pr’a passear à tardinha
Alentejanas e amorosas

O alentejo é uma cantiga
Com quadras das mais formosas
Cantemos à desgarrada
Alentejanas e amorosas

O alentejo é um jardim
Plantado de flores vistosas
Do malmequer ao jasmim
Alentejanas e amorosas

O alentejo é uma tristeza
Suas canções dolorosas
Pr’a cantar á despedida
Alentejanas e amorosas

O alentejo é um encanto
Uma braçada de rosas
Vou bailar com meus amores
Alentejanas e amorosas

As cantigas e as mulheres
É bom que sejam mimosas
Pr’a ficarem no sentido
Alentejanas e amorosas

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Música Portuguesa do dia ...

Ensitel retira processo c...

Ensitel enxovalhada nas r...

Empresa enfrenta chuva de...

Música do Mundo: Bob Dyla...

Música do Mundo: Ballad o...

Música Portuguesa do dia ...

Música Portuguesa do dia ...

Música Portuguesa do dia ...

Música Portuguesa do dia ...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados