Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

26
Dez09

"Susana Maiolo Fans Club", o clube de fãs da mulher que agrediu o Papa

olhar para o mundo

Susana Maiolo, a mulher que empurrou o papa

Um clube de fãs da jovem que agrediu o Papa Bento XVI ao início da missa da meia-noite, no Vaticano, constitui-se hoje no site de socialização Facebook, provocando a indignação de políticos italianos.

O site "Susana Maiolo Fans Club" com o nome da ítalo-suíça de 25 anos aparentemente desequilibrada que rompeu quinta-feira à noite as barreiras de segurança para se aproximar do Papa e tombá-lo, juntou mais de 150 pessoas até esta tarde.

Os comentários são geralmente irónicos: um consagra-a "medalha de ouro nos Jogos Olímpicos por salto de obstáculos". Outro afirma que ela "tinha na mão uma estátua de São Pedro", referindo-se ao ataque de que foi vítima o chefe do Governo, Sílvio Berlusconi, a 13 de Dezembro, em Milão, com uma reprodução da catedral da cidade.

A iniciativa foi fortemente criticada por responsáveis políticos. Gianfranco Rotondi, ministro para a Actualização do programa do Governo, falou de "estupidez" que deve ser combatida e parada.

Um senador do partido de Berlusconi, Antonio Gentile, declarou que a constituição deste grupo "confirma a necessidade de uma intervenção legislativa". "Uma rede social não pode ser um lugar onde se celebra a violência", acrescentou.

Em Outubro, a justiça italiana abriu um inquérito após muitos apelos à morte do "Cavaliere" na Internet.

Via Ionline

04
Dez09

os gays não vão para o céu."

olhar para o mundo

Os gays não vão para o céu

 

 “Transexuais e homossexuais não entrarão no Reino dos Céus, não sou eu quem diz, e sim S. Paulo”, garante o cardeal mexicano Javier Barragan, recém-aposentado de funções no Vaticano. O verniz voltou a estalar: o Vaticano teve de distanciar-se publicamente da posição do cardeal e a organização gays italiana Arcigay diz que a teoria é “ridícula”.

Em declarações publicadas no site pontifex.roma, o cardeal defende que "não se nasce homossexual, torna-se homossexual. Por várias razões, por educação, por não ter desenvolvido a dignidade durante a adolescência... Talvez [os homossexuais] não sejam culpados, mas por irem contra a dignidade do corpo, certamente não entrarão no Reino dos Céus”.

Excepcionalmente, o porta-voz do VaticanoFederico Lombardi, declarou publicamente que o site não deve ser visto como uma autoridade no pensamento católico “a respeito de questões complexas como a homossexualidade”. Embora não defenda a homossexualidade, a Igreja trata osgays com respeito e sem discriminação.

Via ionline

 

22
Nov09

Arcebispo português defende casais gays

olhar para o mundo

O arcebispo que é a favor do casamento gay

 

 D. Manuel Monteiro de Castro poderá ser uma lufada de ar fresco na cúria romana. O arcebispo português foi notícia por ser o "enviado do Papa" que "quebra a fileira sobre os casais gay". Ontem viu reforçada a confiança de Bento XVI, que o nomeou consultor da Congregação para a Doutrina da Fé. Após 40 anos ao serviço da diplomacia do Vaticano, tem nova missão: promover e defender a doutrina da fé cristã e a moral no mundo católico.


Em 2004, numa conferência de bispos espanhóis, Monteiro de Castro falou de "novos desafios" nos tempos actuais e defendeu direitos civis para casais homossexuais, relatou o "The Guardian". "Embora a lei em Espanha, e noutros países, defina o casamento como união de um homem e de uma mulher, há outras formas de coabitação e é bom que sejam reconhecidas", notou o prelado, que em Outubro foi nomeado secretário do Colégio dos Cardeais. 

A posição da Congregação para a Doutrina da Fé, de 2003, é mais intransigente. Conclui que "a Igreja ensina que o respeito pelos homossexuais não pode levar, de modo algum, à aprovação do comportamento homossexual ou ao reconhecimento legal destas uniões". Para D. Eurico Dias Nogueira, bispo emérito da diocese de Braga - onde Monteiro de Castro é padre -, a postura aberta do português não vai influenciar a posição da doutrina cristã, e contrapõe que a Igreja aceita "pessoas com essa identidade" e "não condena uniões de facto". 

"Todo o respeito é devido aos casais homossexuais, mas não ao ponto de arranjar uma instituição equiparada ao casamento e à família", esclarece Manuel Morujão, porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa.

 

Via Ionline

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D