Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

01
Jan15

BBC Radio3 antecipa álbum da fadista Luísa Rocha

olhar para o mundo

luisarocha.jpg

 

 

A BBC Radio3 antecipa o novo álbum da fadista Luísa Rocha, que tem “uma voz que, ouvindo-a, faz-nos parar imediatamente o que estamos a fazer, para a escutar”, disse à Lusa o produtor Michael Rossi.

O segundo álbum de Luísa Rocha, "Fado Veneno", é editado em 2015, mas um dos temas, “Quando Chegar a Hora”, pode já ser escutado no programa “Late Junction”, de Michael Rossi, na BBC Radio3.

A escolha, - explicou Michael Rossi à Lusa -, “em primeiro lugar, foi pela melodia, que tem a maravilhosa qualidade agridoce que é um sinónimo dessa palavra portuguesa intraduzível que é ‘saudade’".

“Quando Chegar a Hora” é uma letra de António Rocha, que Luísa Rocha interpreta na melodia tradicional do fado Alexandrino, de Joaquim de Campos.

“Mesmo sem conhecer ou entender as palavras, implicitamente entendemo-las através da melodia e a forma como a Luísa [Rocha] lhes dá vida”, disse o produtor britânico.

Michael Rossi realçou à Lusa o seu interesse “de há muitos anos pelo fado” e afirmou que encontra na voz de Luísa Rocha, uma “qualidade de canto que nos faz querer parar o que estamos a fazer e ouvi-la imediatamente”.

“Esta não é uma qualidade que tenha experimentado muitas vezes, e quando isso acontece, o que me vem à mente é a grande dama dos cantos populares escoceses, Jean Redpath”, acrescentou.

Mas há outras vozes e intérpretes que produtor resgata da memória quando escuta a criadora de “Na Mesa do Santo Ofício”, e uma delas é Amália Rodrigues.

“Quando ouvi a Luísa [Rocha] fiquei encantado com a sua voz - a riqueza do tom, a profundidade de alma que encontramos no seu canto. Ela revela algumas dessas qualidades, que ouvimos na Amália Rodrigues ainda jovem”.

O produtor radiofónico realçou, todavia, que do primeiro álbum, “Uma Noite de Amor”, saído em 2011, e a gravação do novo álbum, “houve uma certa maturidade e a voz ganhou plenitude”.

Referindo-se ao novo álbum da fadista, que será editado em 2015, Michael Rossi afirmou: “uma vez mais salienta-se a beleza da sua voz e o seu compromisso autêntico com a música”.

Além do fado Franklin de Sextilhas, Luísa Rocha interpreta no novo álbum, produzido por Carlos Manuel Proença, outras melodias tradicionais, nomeadamente o fado Súplica e o Menor do Porto, ao lado de músicas inéditas de autoria, entre outros, de Guilherme Banza.

Quanto aos letristas, além de António Rocha, a fadista interpreta poemas de Carlos Malato, autor do fado que dá título ao álbum, Maria de Lourdes de Carvalho, Tozé Brito, Jorge Fernando, Nuno Miguel Guedes e Gonçalo Salgueiro.

“A Luísa Rocha não se limita a cantar bem, ela interioriza aquilo que canta, daí compreendermos as melodias e entendermos as palavras. A sua alma respira música”, disse o produtor à Lusa, acrescentando que outros profissionais da emissora britânica salientam a “voz lindíssima, com grão, e a capacidade de comunicar a essência das palavras através da paixão com que se entrega na interpretação da melodia, permitindo compreender intuitivamente o que se escuta, ouvi-la é uma verdadeira dádiva”, rematou.

 

Retirado do Sapo Música

09
Nov14

Carlos Mendes no Centro Cultural Olga Cadaval

olhar para o mundo

carlosmendes.png

 

 

Uma voz. Um piano.

Autor, compositor e cantor de temas intemporais como Festa da Vida, Amélia dos Olhos Doces, Ruas de Lisboa, Alcácer que vier, Meu Menino Povo, Carlos Mendes apresenta um espetáculo intimista para comemoração dos seus 50 anos de carreira.

Num espetáculo a solo, ao piano, Carlos Mendes convida-nos à partilha sincera de uma vida cheias de histórias, de risos e celebrações que marcaram, inevitavelmente, a história da música portuguesa.

Festa da Vida é um espetáculo diferente do habitual, mais intimista, onde se canta e se conta, onde se ouvem risos e libertam emoções; onde se brinca com o passado e se sonha com o futuro.

Uma voz. Um piano. Juntos, no grande palco da Vida, da Alegria e dos Afetos.

 

Local - Centro Cultural Olga Cadaval | Sala "No Palco"
Data - Dia 22 de Novembro de 2014
Hora - 21:30 horas
Informações: 21 910 71 18 | Reservas: Ticketline (707 234 234, www.ticketline.pt)
Locais de Venda: Centro Cultural Olga Cadaval, Lojas FNAC, Agências Abreu, Lojas Worten, C.C. Dolce Vita, El Corte Inglês.

18
Out14

Novos grupos - Prado

olhar para o mundo

Prado

 

 

Prado é um trio instrumental de Lisboa formado por Nuno Damião na guitarra, Francisco Artur no contrabaixo e Flávio Pena na bateria em 2013. Apresenta um rock orgânico, textural e por vezes improvisado.      

 

Em Abril de 2014 fez as primeiras gravações com captação, mistura e masterização de André Pinheiro. Para a imagem e design contou com a colaboração da fotógrafa Inês Dias 

 

Em Setembro de 2014 surge o convite para participar no CD October Sampler 2014 da editora norte-americana Custom Made Music com o tema 'Lada' . A Custom Made Music é uma editora do estado de Virginia especializada em Shoegaze, Indie, Pós-Punk, editou discos de Peter Hook and the Light, Modern Man. Last Remaining Pinnacle, etc.

 

Site:

https://www.facebook.com/pradolx

 

  

Formação:

Nuno Damião – guitarra, teclados

Francisco Artur – contrabaixo

Flávio Pena – bateria

 

Fotos de Inês Dias - http://www.lomography.com.br/homes/saidseni

Contacto :  prado.em.lisboa@gmail.com

 

 

‘Lada’ é o tema dedicado ao automóvel de origem russa. O ‘vídeo loop’ está aqui:

 

 

‘Rupu’ foi o primeiro tema que apresentamos e está aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=gS8syP--8Ec

 

Download gratuito em

https://pradomusic.bandcamp.com

07
Out14

Miguel Maat apresenta o seu EP "Tatuagem / Bola de Trapos"

olhar para o mundo

 

​Miguel Maat, nasceu em Lisboa em 1978.

A sua iniciação no mundo da música começou em 1988 no Colégio Militar, tendo durante 8 anos pertencido ao Orfeão, primeiro com Soprano e posteriormente como Baixo. Em 1992, já com a guitarra por instrumento foi convidado para a Banda Rock do Colégio Militar, atividade que manteve até perfazer 17 anos.

Em 1998, após ingresso na Academia Militar foi convidado a pertencer à Banda Rock da Academia Militar, onde permaneceu até terminar o curso. Miguel Maat, manteve- se na música atuando em bares e festas privadas com o grupo musical "Impressão Tua", ao mesmo tempo que ia compondo alguns temas em parceria com a letrista Ana Sírius e com outros músicos. Em 2012, fruto do amadurecimento musical e da imensa paixão pela música, surge o seu primeiro álbum a solo "No Silêncio dos teus olhos" um álbum Rock de influências diversas, como Funk, Swing e Jazz.

Em 2013 inicia-se um novo ciclo musical com a integração do Didgeridoo, explorando uma fusão de sonoridades e estilos, tendo por base este instrumento ancestral.

Em 2014 funda a Didge Creature – Escola de Didgeridoo, onde promove e divulga atividades no âmbito deste instrumento, ao mesmo tempo que integra o projecto Vertigem Sonora “Concertos de Didgeridoo, Taças Tibetanas e Instrumentos do Mundo”.

Ainda em 2014 apresenta o seu novo EP "Tatuagem / Bola de Trapos", revelando uma nova tendência Rock & Drone, com integração plena deste instrumento de sopro num Rock/World Music de influências.

Vísdeo de Tatuagem

 

 

www.miguelmaat.net
http://www.facebook.com/miguelmaatoficial

18
Set14

Uma Questão de Princípio” é o nome do álbum de estreia dos D.A.M.A.

olhar para o mundo
Uma Questão de Princípio” é o nome do álbum de estreia dos D.A.M.A.
D.A.M.A

“Uma Questão de Princípio” é o nome do álbum de estreia dos D.A.M.A. que chega às lojas a 29 de Setembro.

O primeiro longa duração do colectivo lisboeta conta com a participação especial da cantora e compositora brasileira Gaby Luthai, de Mia Rose e de Salvador Seixas, e inclui os sucessos "Balada do Desajeitado" (mais de 1 milhão de views no Youtube), "Luísa", que já se encontram disponíveis digitalmente, e “Popless”, bem como muitos outros temas contagiantes.

Francisco M. Pereira (Kasha), Miguel Coimbra e Miguel Cristovinho são o núcleo central dos D.A.M.A., banda oriunda de Lisboa que se destaca pelas suas canções contagiantes, empatia com o público e energia das actuações ao vivo.

Os D.A.M.A. têm vindo a conquistar os palcos nacionais por onde passam, como são exemplo máximo as actuações ao vivo nas Semanas Académicas da FSCH/Nova em Lisboa, Santarém, Egas Moniz (Costa da Caparica) e Algarve/Faro, onde a banda levou o público ao rubro e a cantar em uníssono vários temas do seu repertório.

No dia 13 de Julho 2014, o colectivo assegurou a primeira parte do concerto de One Direction no Estádio do Dragão (Porto) e conseguiu cativar uma verdadeira multidão de fãs da banda britânica, colocando todo o estádio a cantar em uníssono.

"Balada do Desajeitado" foi o tema que colocou os D.A.M.A. na história da música portuguesa, ainda em alta rotação nas rádios nacionais, com o vídeo a atingir mais de 1 milhão de visualizações no YouTube. “Luísa” foi a canção que sucedeu este grande êxito e também já está a ter impacto um pouco por todo o país.

 
video "Luísa"
18
Set14

SAM SMITH - Esgota concertos no Reino Unido em minutos

olhar para o mundo

SAM SMITH  Esgota concertos no Reino Unido em minutos

 

SAM SMITH

Esgota concertos no Reino Unido em minutos

"In The Lonely Hour" já vendeu dois milhões de cópias

O álbum de estreia de Sam Smith, "In The Lonely Hour", chegou recentemente à marca de dois milhões de cópias vendidas em todo o mundo. Esta fasquia é ultrapassada no momento em que o britânico se prepara para dar uma série de concertos esgotados nos Estados Unidos.

 Ao mesmo tempo, o autor de "Stay With Me" anunciou já alguns concertos para a primavera de 2015, com as datas agendadas para o Reino Unido a esgotarem em poucos minutos. Glasgow, Manchester, Wolverhampton e Londres, com três datas na mítica 02 Academy, em Brixton, receberão o músico em março do próximo ano. Todos os concertos estão já esgotados. 

Nos últimos dias Sam Smith viu o seu álbum de estreia voltar ao número um de discos mais vendidos no Reino Unido, coincidindo com a edição do novo single "I’m Not the Only One". 

O músico, de 22 anos, deu recentemente em Portugal um concerto marcante na edição deste ano do NOS Alive, momento que o consolidou junto do público nacional. 

 “In the Lonely Hour", o seu trabalho de estreia, é um disco composto por dez faixas. O álbum saiu depois de Sam Smith ter estado nos tops da BBC e de ter vencido o BRIT Critics Choice Award. Foi recentemente nomeado para os Q Awards nas categorias de Best New Act e Best Track. 

 No decorrer das gravações do disco, Sam Smith colaborou com outros artistas: Fraser T Smith, Two Inch Punch, Eg White, Disclosure, Zane Lowe, Tourist e Jimmy Napes, o seu parceiro de composição de longa-data, foram alguns dos parceiros musicais recentes do britânico.

Lançado em maio, "In The Lonely Hour" teve como primeiro single o tema "Money on My Mind". Sam Smith é também conhecido por dar voz a "Latch", um dos temas mais populares dos Disclosure e a "La La La" de Naughty Boy.

 

 

15
Set14

CORDIS em Outubro em Leiria - Tour 2014

olhar para o mundo

 Cordis

 

CORDIS  - TEATRO MIGUEL FRANCO - LEIRIA
 Entrada: 8€
03 OUTUBRO 2014 | SEXTA-FEIRA | 21H30

 

Em pleno coração do centro de Leiria encontra-se o Centro Cultural Mercado Sant’ Ana, edificio que remonta a 1929, e onde está instalado o Teatro Miguel Franco, com lotação para 213 lugares, que será palco no proximo dia 03 de Outubro de mais um grande espetáculo da CORDIS Tour 2014.

Este auditório vai testemunhar a fusão entre o piano e a guitarra portuguesa (de Coimbra), e os músicos Paulo Figueiredo e Bruno Costa vão apresentar um alinhamento de peças de reconhecidos compositores como Artur e Carlos Paredes, Francisco Martins e António Portugal, bem como alguns originais já editados em CD.

 

É um espetáculo a não perder pela primeira vez em Leiria, que reserva a surpresa de uma convidada muito especial e com cariz solidário – 20% das receitas revertem a favor do Projeto Social da Escola Secundária Afonso Lopes Vieira.

Informações:

 

www.cordismusic.pt

https://www.facebook.com/cordispianoeguitarraportuguesa

 

CORDIS  breve biografia

CORDIS surgiu em Setembro de 2008, com o CD CORDIS piano e guitarra portuguesa e um concerto de apresentação em Coimbra, onde a tradição da música de Guitarra Portuguesa foi confrontada com uma nova abordagem explorada pelo encontro invulgar do piano com a guitarra.

 

A apresentação pública de CORDIS 2 aconteceu a 30 de Setembro de 2011, no Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra. Este concerto de lançamento do CD contou com a participação dos músicos convidados que colaboraram na edição deste novo trabalho de piano e guitarra portuguesa.

 

Com CORDIS piano & guitarra portuguesa completamente esgotado, o cd CORDIS 2, já na sua terceira edição, foi apresentado em diversos palcos - Festival Fresh Mood 2.0, Festival José Afonso, Musibéria, Festival de Outono, Pausas Musicais, entre outros. O concerto CORDIS & Cuca Roseta (com Quarteto Opus Quatro) encerrou o 5º Festival das Artes (Coimbra).

 

Em 2013, o CORDIS produziu o primeiro DVD, gravado ao vivo em setembro de 2011, no Teatro Académico de Gil Vicente, onde teve lugar o seu lançamento numa edição de luxo, no dia 15 de novembro de 2013: PACK triplo que contém o DVD + cd CORDIS piano & guitarra portuguesa + cd CORDIS 2.  Depois de Cascais, Albergaria, Horta, Fátima, Miranda do Corvo, já em 2014, o CORDIS ruma agora a outras cidades, palcos de novas apresentações, com uma agenda totalmente preechida para a rentrée.

09
Jul14

BUDDA POWER BLUES - Novo vídeo em homenagem ao mestre CARLOS PAREDES

olhar para o mundo

Homenagem a CARLOS PAREDES por BUDDA POWER BLUES

BUDDA POWER BLUES

Novo vídeo em homenagem ao mestre CARLOS PAREDES

No ano em que se assinala o 10º aniversário da morte de um dos maiores vultos da música nacional, Budda Power Blues decide homenagear o guitarrista português re-interpretando um dos seus mais icónicos temas: "Verdes Anos". Falamos naturalmente de Carlos Paredes.


A forma a que a banda encontrou para o fazer é aquela que melhor lhe assenta: ao vivo e a cores. Mas não se trata de um concerto, nem de um tradicional videoclip. Trata-se de uma performance de um tema registada em áudio e vídeo, seguida de um jantar tertúlia sobre a banda e a vida e obra de Carlos Paredes.


A 22 de Março, aquela que é considerada por muitos como a a melhor formação de Blues Nacional, registou a sua versão da obra do mestre Paredes, nos estúdios Glider, em Lisboa.


Musicalmente Budda optou por fundir dois temas de dois mundos diferentes: de um lado "Verdes Anos", do outro "Since I've Been Lovin' You" dos britânicos Led Zeppelin. Desta forma cruzam-se influências da banda, mas que muito pouco têm de comum entre si.


A versão de Budda Power Blues congrega tudo aquilo que é icónico na sua forma de estar, como sendo a riqueza harmónica, a extrema amplitude de dinâmica, o improviso, a leveza e a rudeza.


A razão desta homenagem é assinalar o desaparecimento daquele que Budda considera o maior nome da música nacional e um dos grandes génios da humanidade.

 

 

IN CONCERT

NESTE SÁBADO - DIA 12 DE JULHO  @ BLUES EXPRESS LUXEMBOURG
Neste festival os Budda Power Blues tocarão ao lado de nomes como; Steven Seagal (USA), Jimmie Vaughan (USA),The Brew (UK), Thorbjorn Risager & The Black Tornado (DK). Com 45 bandas em 11 palcos, numa grande festa  organizada pela Câmara Muicipal de Differdange/Luxembourg.

Os Budda Power Blues tocarão às 01H30 no Lents Stage.
ENTRADA LIVRE
08
Jul14

PLAZA no Festival Meo Marés Vivas

olhar para o mundo
PLAZA no Festival Meo Marés Vivas
Os Plaza regressam a Vila Nova de Gaia, no dia 18 de Julho para se estrearem no Festival Marés Vivas.
Na edição 2014 do Festival, a banda ocupa o cartaz do palco Santa Casa, ao lado de nomes emergentes da nova música portuguesa: João Só, Capitão Fausto, Black Mamba, entre outros.
Os Plaza continuam a promover o seu segundo disco de originais, editado em Fevereiro deste ano. E nas palavras de Valter Hugo Mãe, "O pop português nunca esteve tão deliciado, nunca foi tão enamorado,  não podia ser melhor indicado para ouvintes cuja preocupação maior seja o prazer, sim, em seus absolutos sentidos."
Local - Vila Nova de Gaia | Palco Santa Casa

Data - Dia 18 de Julho de 2014

Hora - 19:15 horas

Info em 
http://maresvivas.meo.pt
Vídeo de All Togheter

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D