Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

01
Jul09

as crianças e os centros de acolhimento

olhar para o mundo

Acolhimento infantil

 

 Crianças

Todos os lares de acolhimento vão ter equipas técnicas até ao final do ano 
30.06.2009 - 19h03 Lusa
A secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação garantiu hoje que o plano de qualificação da rede de lares de infância e juventude já aplicado em 111 instituições vai ser alargado às restantes 104 até ao final do ano. Este plano, que reforça as instituições com equipas técnicas, visa incentivar a desinstitucionalização, em tempo útil, de crianças e jovens em risco.

O Plano Dom - Desafios, Oportunidades e Mudanças - lançado em 2007 em seis instituições, e entretanto alargado a 111 das 215 existentes, prevê o reforço das equipas técnicas existentes em lares onde o seu dimensionamento se revele insuficiente face ao número e problemática das crianças e jovens acolhidas, assim como o desenvolvimento de acções de formação. Nos 111 lares foram colocados 286 técnicos.

Idália Moniz, que falava na Comissão Parlamentar de Ética, Sociedade e Cultura numa audição sobre o relatório de caracterização das crianças e jovens em situação de acolhimento em 2008, garantiu que a continuação do Plano Dom está prevista no Orçamento de Estado e que chegará a todos os 215 lares.

O relatório hoje discutido no Parlamento dá conta que cerca de dez mil crianças e jovens em risco estão em instituições de acolhimento, um número ainda considerado elevado, mas que, segundo o documento, revela uma tendência para diminuir de ano para ano.

Plano de Intervenção Imediata

O Plano de Intervenção Imediata é um documento elaborado anualmente pela Segurança Social e entregue à Assembleia da República, dando conta da situação das crianças e jovens em acolhimento. Segundo os dados relativos a 2008, mantém-se elevado o número de crianças e jovens em situação de acolhimento (9956 no total), mas há um decréscimo de 1406 face a 2007. 

A maioria das crianças e jovens continua a permanecer em instituições por períodos superiores a um ano (7801, ou seja, quase 80 por cento). Deste grupo de quase dez mil crianças e jovens, 2155 iniciaram o acolhimento em 2008, valor muito aproximado ao registado em anos anteriores, o que, segundo o relatório, indicia uma tendência de estabilização ao nível do número de novas entradas no sistema de acolhimento.

Idália Moniz defendeu hoje que, embora não tenha sido atingida a situação ideal - "não existir crianças institucionalizadas" -, o relatório aponta para melhorias significativas, como o aumento da desinstitucionalização na ordem dos 27 por cento, acima da meta estabelecida pelo Governo. O relatório, adiantou a secretária de Estado, permite um retrato da realidade, identificando as fragilidades e apontando caminhos para outras intervenções.

A título de exemplo, Idália Moniz referiu a aposta numa especialização do atendimento com base em quatro eixos: regresso à família de origem, autonomização dos jovens, acompanhamento especializado de jovens com problemas comportamentais e ainda resposta adequada às crianças e jovens deficientes que se encontram em acolhimento.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D