Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

16
Jan13

Fanny Ardant filma em Lisboa com actores portugueses e Gérard Depardieu

olhar para o mundo
Fanny Ardant filma em Lisboa com actores portugueses e Gérard Depardieu

Realizadora não revelou quando Depardieu vai estar em Lisboa.

 

A actriz e realizadora francesa Fanny Ardant iniciou esta semana a rodagem em Lisboa do filme Cadências Obstinadas, que conta com actores como Nuno Lopes e Ricardo Pereira, Asia Argento e Gérard Depardieu.

 

Num encontro na quarta-feira com jornalistas, antes de iniciar o terceiro dia de rodagem, a realizadora explicou que Cadências Obstinadas cruza duas histórias num velho hotel em ruínas, uma delas o fim de uma história de amor que tenta ser reconstruída através da arte.

A rodagem prolongar-se-á por seis semanas em Lisboa, tem produção de Paulo Branco e, embora o fio condutor do filme seja em francês, a história será falada em português e italiano, por via do elenco internacional.
 
Além de Nuno Lopes e Ricardo Pereira, o filme contará com o actor francês Gérard Depardieu, a actriz italiana Asia Argento, o italiano Franco Nero e o belga Johan Leysen. Laura Soveral, André Gomes, Maria João Pinho ou Marcello Urgeghe são outros actores portugueses do elenco.
 
Escusando-se a revelar quando é que Gérard Depardieu estará em Lisboa para participar no filme, Fanny Ardant disse que o actor francês já tinha pedido para entrar na longa-metragem anterior, Cinzas e Sangue, mas que só agora conseguiram trabalhar juntos. Sobre as recentes notícias da nova nacionalidade – russa – de Depardieu, por questões fiscais em França, Fanny Ardant disse que isso é assunto para os jornalistas e elogiou-o como um dos melhores actores da atualidade.
 
Cadências Obstinadas é a segunda longa-metragem realizada por Fanny Ardant, depois de Cinzas e Sangue (2009), também produzida por Paulo Branco. A realizadora desvalorizou a diversidade de nacionalidades do elenco, sublinhando que “o cinema é internacional” e que o que lhe interessa mais é o que diz o olhar dos actores.
 
Fanny Ardant, de 63 anos, disse adorar Lisboa, uma cidade onde encontra muita diversidade, mas a história de Cadências Obstinadas “não pertence a lado nenhum”: “O filme não tem um ponto de vista turístico. Podia filmar em Paris sem aparecer a Torre Eiffel.”
 
Grande parte da equipa de rodagem do filme é a mesma que fez Os Mistérios de Lisboa, de Raul Ruiz, e Linhas de Wellington, de Valeria Sarmiento, ambos produzidos por Paulo Branco.    

 

Noticia do Público

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D