Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

31
Mai09

Praias Portuguesas São óptimas

olhar para o mundo

Prai dos pescadores na Ericeira

 

 A Quercus assinala, a propósito da abertura da época balnear a 01 de Junho, que existem 227 praias com "qualidade de ouro", apontando que a qualidade da água melhorou em 2008, excepto nas zonas balneares interiores.

Num quadro de 533 zonas balneares, a Associação Nacional de Conservação da Natureza (Quercus) indica que o concelho com maior número de praias com qualidade de água "de ouro" é Almada (com 15 zonas balneares), seguido de Albufeira (14), Vila Nova de Gaia (11), Grândola (10) e Loulé e Torres Vedras(9).

As únicas praias interiores com qualidade "de ouro" foram Aldeia do Mato, em Abrantes, e Fraga da Pegada, na Albufeira do Azibo, em Macedo de Cavaleiros.

Recorrendo a informação do Instituto da Água, incluindo o relatório sobre a qualidade das águas balneares, a Quercus aponta em comunicado "menos 16 praias com má qualidade em 2008, por comparação com 2007", constatando que a "fracção de praias com boa qualidade aumentou nas zonas costeiras/transição, mas piorou nas zonas interiores".

Em Portugal, indicam os dados, existiam em 2009, classificadas como zonas balneares, 533 praias (436 costeiras ou transição e 97 interiores).

Sete praias tiveram má qualidade em 2008, 21 estiveram interditas durante parte ou a totalidade da época balnear (mais 10 que na época balnar de 2007) e seis foram mesmo classificadas como interditas.

Seguindo a evolução entre as épocas balneares de 2007 e 2008, a Quercus diz verificar-se "uma ligeira redução na percentagem de praias interiores com qualidade boa e aceitável e um agravamento nas praias más".

"Nas praias costeiras a melhoria de qualidade é apreciável", refere a Quercus, indicando que em 2009 a época balnear começa com mais 14 praias (cinco interiores e nove costeiras/transição).

A Quercus vinca que continua a existir uma "vulnerabilidade à poluição", nomeadamente as "falhas no saneamento básico e os problemas de gestão da bacia hidrográfica, que estarão na origem das análsies más, sendo que em muitos dos casos não é possível identificar uma causa evidente".

"Curiosamente, no caso da zona balnear das Berlengas há fortes indicações que as gaivotas existentes nas proximidades do local poderão ser a causa da má qualidade verificada", observa a Quercus.

Na lista das praias com qualidade "de ouro" entre 2004 e 2008, com qualidade de água boa e sempre análises boas em 2008, figuram, entre outras, as praias Evaristo, Falésia e Oura (todas em Albufeira), Arrifana, Amado e Monte Clerigo (Aljezur), Fonte da Telha e Rei (Almada), Cavacos e Armona-Ria (Olhão), Porto Moniz e Porto Santo (Madeira), Forte do Cão (Caminha), Guincho e Abano(Cascais), Leirosa (Figueira da Foz), Carvalhal, Melides, Comporta e Atlântica (Grândola), Barra (Ílhavo) , Pedrogão-Sul (Leiria), Quinta do Lagfo e Quarteira (Loulé) e Água d´Alto (Vila Franca do Campo, Açores).

Via Ionline

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D