Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

06
Jan11

"Que Mais Quero Eu": O adultério

olhar para o mundo

 

quemais eu quero, adultério

 

 

 

"Que Mais Quero Eu" ("Cosa Voglio di Più") é um filme italiano sobre adultério e as implicações que este teve na vida dos envolvidos.

O realizador, Sílvio Soldini, diz que é o seu primeiro filme inspirado numa história verídica, que a ideia lhe surgiu do caso de uma amiga, empregada de escritório, o que o remeteu para um contexto familiar, social e cultural muito específico.

A protagonista do filme, Anna (Alba Rohrwacher), vive nos arredores de Milão com o seu companheiro. Trabalha numa agência de seguros e diz-se realizada com o que faz. Parece ter cumprido tudo o que esperavam de si e ter uma vida satisfatória.

O nascimento da sobrinha faz crescer as expectativas de ela própria vir a ser mãe, uma perspetiva que faz crescer em si o sentimento de ter uma existência demasiado rotineira, desprovida de paixão.

Luxúria,  adrenalina e frustração

 

A sensação de insatisfação leva-a a insinuar-se perante Domenico (Pierfrancisco Favino), um atraente fornecedor de escritório que lhe surge à porta, surpreendendo-se a si própria com a sua capacidade de iniciativa.

Trocam números de telemóvel, sms, marcam um encontro e, após algumas hesitações de ambos (Domenico diz-lhe logo ter família e filhos), acabam a ter sexo num motel.

A luxúria e adrenalina da relação "ilícita" depressa começa a ser acompanhada pela frustração de todas as limitações que a situação acarreta, deixando-os profundamente divididos, com esse "algo mais" que ambos procuravam naquele envolvimento a revelar-se incompatível com o resto das suas vidas.

"Quando o cinema se debruça sobre este tema fá-lo frequentemente ocultando tudo o que existe no seu redor. Os personagens são, no fundo, livres no sentido em que não encontram quaisquer dificuldades. Centram-se assim apenas na sua história de amor e no seu adultério. Com os meus argumentistas, quis mostrar, pelo contrário, personagens reais", referiu o realizador Sílvio Soldini.

 

 

Via Expresso

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D