Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

05
Dez10

Calendário Pirelli. Karl Lagerfeld assina 36 fotos

olhar para o mundo

 

 

Calendário Pirelli. Karl Lagerfeld assina 36 fotos

 

Mulheres semidespidas, uma marca de pneus e um calendário. Estas três referências transportam-nos imediatamente para uma oficina de automóveis, mas a verdade é que todas juntas têm um significado bem mais glamoroso. A 38.a edição do Calendário Pirelli foi desvendada esta terça-feira, em Moscovo, numa daquelas cerimónias para onde se leva sapatos mais caros do que alguns carros usados. 

A mais recente versão do calendário mais famoso do mundo - que sim, tem lá os 12 meses do ano com os seus respectivos 365 dias - é da autoria do estilista, guru da moda e único homem no mundo que pode usar rabo-de-cavalo e não ser julgado por isso, Karl Lagerfeld.

Depois do calendário assinado pelo polémico Terry Richardson, no Brasil, Lagerfeld fez um conjunto de 36 imagens mais clássicas. Partindo da mitologia greco-romana, o estilista alemão fotografou a preto e branco actrizes (como Julianne Moore, em baixo, à direita) e modelos que "representam a nova ideia de beleza", contou na apresentação do calendário. 

Julianne Moore é a figura central no elenco de "Mythology", produzido em Paris e composto sobretudo por modelos do sexo feminino.

E agora um pouco de história O calendário Pirelli surgiu há 46 anos, quando a marca de pneus pediu a um fotógrafo de renome (em 1964 foi Robert Freeman) para escolher e imortalizar as mulheres mais bonitas do mundo. O objectivo? Motivar os vendedores da marca e animar todos os lugares onde os seus produtos fossem vendidos. Com o tempo, tornou-se um objecto de luxo (é mais caro do que os calendários com colegiais descascadas de que já falámos) com pretensões a obra de arte e vontade de cristalizar a noção de beleza de uma época. Interrompido durante dez anos por causa da crise do petróleo - a de 1974 a 1984, não a de agora - teve pela primeira vez um par de seios expostos em 1972. E a partir desse dia a vida dos mecânicos nunca mais seria a mesma.

 

Via Ionline

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D