Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

27
Set10

Lisboa a ver sem carro

olhar para o mundo

Sem carro .. mas muito que ver

 

No passado dia 22 assinalou-se mais um Dia Europeu Sem Carros. O i aproveita a boleia e mostra-lhe cinco formas de explorar a cidade ao fim-de-semana, sem ter de pegar no carro

 

UM ELÉCTRICO CHAMADO DESEJO Considerado uma das 1000 experiências de viagem mais importantes do mundo pela Rough Guide to the World, o eléctrico 28 é a melhor forma de conhecer a Lisboa antiga. O percurso tem início no Cemitério dos Prazeres, em Campo de Ourique. Após percorrerem a Rua Saraiva de Carvalho, estes carros amarelos com dois motores de 45 cv, rumam à Basílica da Estrela e descem na direcção de São Bento. O percurso segue pela Praça Luís de Camões e pelo Chiado, passando junto à Sé e ao miradouro de Santa Luzia, em direcção à Voz do Operário. A recta final é percorrida entre a Graça e o Martim Moniz. (Tarifa de bordo: 1,45€; www.carris.pt)

LISBOA VISTA DO TEJO A Transtejo não se limita a levar e trazer moradores da Margem Sul para Lisboa e tem um departamento dedicado a passeios turísticos. E como nem todos podem fazer um cruzeiro no Mediterrâneo, um cruzeiro no Tejo já não é mau. O embarque é no Terreiro do Paço às 15h00, subindo o barco o rio até ao Parque das Nações, onde dá a volta para descer e passar debaixo da Ponte 25 de Abril, mostrando de uma perspectiva diferente monumentos como a Torre de Belém e o Padrão dos Descobrimentos. O passeio dura cerca de duas horas e meia e custa 20 euros para adultos e 10 euros para crianças e reformados. A bordo há serviço de refrigerantes e águas. (www.transtejo.pt/pt/turismo/turismo.html) 

I WANT TO RIDE MY BIKE Há 15 anos a Tejo Bike lembrou-se de disponibilizar veículos a pedal para os lisboetas passearem junto ao rio. Hoje têm dois espaços no Parque das Nações. No primeiro, junto ao posto de informações ao lado do Pavilhão Atlântico, pode alugar bicicletas de montanha, pasteleiras, karts e até patins. No segundo posto, situado na Praça Sony, além do aluguer de equipamento, funciona também a escola de patins em linha. Os preços começam nos 2,5 euros por meia hora numa bicicleta de adulto. Até Outubro é possível passear até às 20h00. Mas se o Parque das Nações é longe para si, existe o Fun Track, na Rocha Conde D''Óbidos, por trás do Museu do Oriente. (Tejo Bike; Tel.: 218 919 333; www.tejobike.pt)

POWER BALANCE Não estamos a falar das pulseiras, mas sim do veículo mais inovador dos últimos anos, o Segway. Inventado em 2001, nos EUA, funciona a electricidade e tem autonomia até 38 km. A velocidade máxima é de 20 km/h e, de uma forma redutora, podemos dizer que funciona com a inclinação do corpo. Hoje é comum ver seguranças de centros comerciais ou polícias a fazerem patrulhas de Segway. A Go Segway Tours criou seis passeios, distribuídos pelas zonas mais emblemáticas da cidade. Os passeios são antecedidos de um briefing de 20 minutos. Já a Gray Line Portugal criou um tour de Segway pela Baixa da cidade e um outro por Alfama, com preços entre os 25 e os 35 euros e um mínimo de dois participantes. (www.gosegwaytours.com; www.graylineportugal.com) 

MOTA E COMPANHIA Sempre quis ter uma mota mas nunca teve coragem para tornar o sonho realidade? Já pensou em ter uma scooter para andar na cidade? A Scooter Mania pode ser um bom começo. Esta rent-a-scooter, com preços a partir de 30 euros por um dia numa motorizada com 50 cc, está localizada no coração da Baixa, na Rua do Crucifixo. Só precisa de ter mais de 18 anos, levar o BI, licença ou carta de condução e está pronto para correr a cidade em duas rodas. E se quiser passear todo o fim-de-semana, o aluguer de três dias custa 80 euros. Se não lhe chegar uma scooter básica, há também Vespas, e motas com 125 cc. (Rua do Crucifixo, 17; Tel.: 213 467 144 ou 707 201 052; www.scooter-mania.pt)

 

Via Ionline

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D