Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

04
Set10

Romance e sexo

olhar para o mundo

Romance e sexo

 

Mulheres querem romance e sexo. No namoro, essa combinação acontece naturalmente.

Contudo, após o casamento, só o sexo tende a ficar em evidência. Essa é uma queixa constante das mulheres nas rodas de bate-papo com as amigas e nos consultórios.

Enquanto elas esperam preliminares, como tato ou um gesto sensual excitante, eles (sem qualquer rodeio) dão a famosa passada de mão nos genitais, seios ou bumbum – atitude que leva a mulher a se esquivar da intimidade. Algumas brincadeiras usadas como start sexual são avaliadas por elas como “broxantes” ou sem graça.

Diante da reação negativa, eles ficam sem saber o que elas desejam, e acreditam que sempre foi assim, desde o namoro, sem reclamações.

Será que era assim mesmo?

O ritual para o encontro durante o namoro já vem carregado de intenções, desejos, fantasias e muita sedução. As palavras “gostar”, “amar” e “desejar” estão sempre no vocabulário dos enamorados. Atitudes comedidas, elogios, palavras e gestos de carinho fazem parte da atração. Sentar juntinho, cochichos ao ouvido, mãos unidas e longos beijos compõem a cena romântica.

E o sexo? Ah, esse fica para o final como fechamento de uma intimidade que foi se desenrolando desde o primeiro olhar. O prazer sexual é a explosão de toda essa energia afetiva e sexual, construída em cada encontro.

Com a convivência, o cenário se modifica e a mulher tem seus pensamentos voltados para o trabalho, tarefas da casa, filhos, cursos, etc. Isso acontece na maior parte do tempo, inclusive durante as relações amorosas. O homem é diferente, ele consegue separar tudo isso e o momento sexual é privilegiado.

Com o passar do tempo, aproximadamente dois anos, as carícias ficam escassas e o sexo mais rápido, os beijos são curtos e o que antes eram simples pedidos passam a ser ouvidos como cobranças. O sofá, que antes parecia imenso por ocuparem um único assento, passa a ser usado em suas extremidades.

A mulher espera ser seduzida "mais uma vez". Ela projeta no parceiro, a partir de sua fértil imaginação, idéias que são fruto de uma mistura entre romance e sexo arrebatador. Enquanto ele espera ser provocado sexualmente, ela deseja ser conquistada novamente e isso reforça sua libido e a motivação para o sexo.

Diante desse conflito, uma boa estratégia é lembrar e reproduzir atitudes positivas do namoro que movimentavam a relação afetivo/sexual e incrementar com uma pitada de surpresa e criatividade.

Seis dicas bacanas para os homens:

1. Elogie a mulher, a mãe, a profissional – ela precisa sentir-se valorizada por você e não por outro homem;

2. Acolha, mas seja firme num momento de sua indecisão – ela precisa sentir que seu homem tem poder para enfrentar os momentos difíceis da vida;

3. Trate com respeito e carinho, sem infantilizar a relação ou fazê-la se sentir uma idiota;

4. Não use joguinhos para provocar ciúmes, isso é coisa de adolescente – ela espera um homem com autoconfiança, que atrai outros olhares, mas saiba o que deseja em sua vida: “ela”. Não quer um babaca.

5. Interaja de forma inteligente, não imponha suas vontades. Usar o bom senso e ter convicção em suas idéias é uma forma de sedução. Atitudes de machão ou de angelical afetuoso são tipos que não provocam excitação;

6. Durante a transa, mostre que sabe o que está fazendo – isso é “pegada” – sem inibir a espontaneidade dela.

O sucesso para continuar sendo o tesão e o amor da vida dela é o conjunto de suas atitudes, mas você não precisa ser 100% em cada uma dessas características, use a imaginação para viver bem!

 

Via 180 graus

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D