Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

15
Ago10

Sexo Casual

olhar para o mundo

Sexo casual

 

Sabe aquela história do “solteira sim, sozinha nunca”? Será que o sexo casual é a melhor opção nos tempos modernos ou vale mesmo buscar alguém para um compromisso sério ?

Não há como negar que estar com alguém e não ter cobranças e nem compromissos é muito bom, se somente isso basta é a questão.

“Hoje em dia, os jovens acham que ter compromissos é careta.

 

Mas na verdade, isso é um mecanismo de defesa. Eles têm medo de se envolver profundamente, então, não se permitem gostar de alguém para não sofrerem”, explica a terapeuta Vivian Maria de Souza.

 

Marina Silva*, de 27 anos, já teve relacionamentos duradouros, mas ultimamente tem preferido o sexo casual. “Existem momentos em que nada é melhor que um relacionamento estável, ao lado de quem gostamos e nos sentimos bem. Mas quando esse amor acaba, queremos ficar sozinhas para pensarmos em nós mesmas. Não queremos dar satisfação para ninguém, então, partimos para algo sem compromisso”, conta ela.

Sexo casual e relacionamento sem compromisso podem fazer bem, mas é preciso saber o que se quer e onde pisa “Chega uma hora em que o ser humano precisa de vínculos concretos. Não adianta estar com alguém para se divertir e, quando realmente precisa de companhia, estar sozinho. O sexo casual é inimigo da intimidade. O problema maior é quando uma das partes começa a se apegar à outra. Isso pode não ser recíproco e a pessoa passará a se sentir usada. Sua auto-estima ficará em baixa e ela sofrerá por não ser correspondida”, afirma a especialista.

 

Via Vila dois

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D