Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

21
Jul10

Os mistérios e segredos dos gémeos

olhar para o mundo

 os segredos dos gémeos

 

Todos temos um património genético único. Todos menos os gémeos verdadeiros, aqueles que são como uma gota de água, por partilharem o mesmo ADN. Diabolizados ou endeusados ao longo dos tempos, a similitude de dois seres humanos sempre intrigou o resto dos mortais.

"Quando eu vivia no Gabão, chamavam-me 'la maman des jumeaux'", conta-nos Paula Pimentel - mãe de Gastão e António, os adolescentes da nossa história -, explicando que, naquele país, uma mulher que gera dois filhos em simultâneo é considerada a mãe de todos os gémeos do mundo.

 

A gemealidade tem uma carga mágica tão grande que em certos países de África, até à primeira metade do século XX, o nascimento de gémeos era considerado um acontecimento diabólico e à nascença sacrificava-se o mais fraco.

 

Para Paula, que tem quatro filhos, a educação dos gémeos foi um processo consciente no sentido de contrariar a tendência de se poderem transformar na dupla Dupont&Dupond. "desde o início é fundamental saber distinguir as personalidades, e isso não é nada óbvio", diz, exemplificando: "O Martim, que nasceu a seguir, quando se zangava dizia: 'Os Antónios bateram-me!' Esta é uma boa metáfora do que é ter na família filhos fisicamente quase iguais".

Nos álbuns das fotografias de infância dos gémeos, nem eles nem os outros sabem distinguir quem é quem. Eis outra imagem que nos pode dar a dimensão do que poderá ser iniciar a vida em par.

 

Quando nasceram Helena e Anunciação - irmãs muito loiras e esguias que atravessaram meio século como duas figuras ao espelho - o estudo da psicologia e da pedagogia ainda dava os primeiros passos e o cuidado específico com a educação dos gémeos não era tido em conta. Nelas, as semelhanças foram alimentadas em detrimento das diferenças. Ainda hoje formam um núcleo tão cerrado que sentem nunca ter cortado o cordão umbilical.

 

Miguel e Madalena, "irmãos de útero", como dizem a brincar, são gémeos bivitelinos, formados a partir de dois óvulos. Olhando-os, vemos apenas dois irmãos com as suas diferenças físicas, a começar pelo sexo. No entanto, também eles cresceram como um núcleo uno e tiveram de aprender a libertar-se das amarras invisíveis da sua imensa complementaridade. Nas suas vidas de adultos, independentes e separados, nunca perderão a inexplicável sensação de estarem sempre em companhia.

 

Verdadeiros ou falsos, os gémeos continuam a ser um mistério. A circunstância natural da sua gestação ainda não é totalmente explicada pela ciência. Durante o século XX, inúmeros estudos sobre o tema alimentaram discussões apaixonadas sobre a natureza genética e psicológica dos gémeos e a ocorrência deste nascimento é celebrada em vários pontos do planeta, onde milhares de pares se juntam anualmente para falarem sobre a experiência desta cumplicidade intrigante.Gastão e António Pimentel Guerreiro, Madalena e Miguel Wallenstein, Helena Pilar e Anunciação Ricardo. Seis histórias singulares, contadas na primeira pessoa.

 

Ler o resto do artigo aqui

 

Via Expresso

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D