Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

14
Jun10

O que pode ver no Porto por menos de sete Euros

olhar para o mundo

Fundação serralves

 

Pagar sete euros para entrar num castelo só para conseguir uma vista privilegiada sobre uma cidade não é algo a que a maioria das pessoas esteja receptiva. Daí que, pensando em todos aqueles que se sentem defraudados perante tal exorbitância, o i apresenta aqui um pequeno roteiro de fim-de-semana para o Porto, onde pelo mesmo dinheiro pode visitar diferente sítios emblemáticos da cidade Invicta. Aliás, com as nossas propostas, gasta 6,5 euros. Os 50 cêntimos que sobram compram o Andante, o bilhete recarregável do Metro do Porto.

Torre dos Clérigos O principal emblema da cidade. Desenhada por Nicolau Nasoni, tem seis andares, 76 metros de altura e 225 degraus. A construção começou em 1754 e ficou concluída nove anos depois. Após a escalada até ao cimo, tem acesso aos varandins de onde pode desfrutar da mais deslumbrante vista do Porto que o dinheiro pode pagar. Ao lado tem a Igreja dos Clérigos, construída entre 1739 e 1749, com os cadeirais de jacarandá ou o extraordinário sacrário. Um último ponto de interesse: Nasoni está lá sepultado algures... Preço: 2 euros

Igreja de S. Francisco Começou a ser edificada em 1383, por alturas do início da crise que levaria D. João I, Mestre de Avis, ao trono de Portugal. Logo na frontaria, a rosácea e o portal. O interior apresenta-se ao visitante todo revestido a talha dourada barroca e rococó, é constituída por três naves. Estima-se que no recheio da igreja estejam aplicados 600 quilos de ouro. Destaque ainda para o fenomenal retábulo da Árvore de Jessé, dos escultores António Gomes e Filipe Silva. Preço: 3 euros

Museu de Arte Sacra e Arqueologia Instalado no Seminário Maior, em pleno Centro Histórico. Possui uma rica colecção de escultura e alfaias litúrgicas. Na maioria são peças de madeira e calcário do período medieval. Na porta ao lado, e com vista a partir do museu, está a Igreja dos Grilos, do conjunto de edifícios religiosos denominados Igreja e Colégio de S. Lourenço. Construído pelos jesuítas, em 1577, é hoje uma referência da zona da Sé do Porto. Pormenor histórico: durante o Cerco do Porto foi ocupado pelas tropas liberais de D. Pedro. Foi lá que ficou o batalhão Académico, que integrava o escritor Almeida Garrett. Preço: 1,5 euros

Serralves Nada como passar por Serralves ao Domingo. A entrada no parque e no fantástico Museu de Arte Contemporânea gizado por Siza Vieira é gratuita. Delicie-se a passear pelo Jardim dos Aromas, Jardim da Casa ou Quinta do Mata-Sete. Pode admirar a Casa de Serralves, mandada construir pelo Conde de Vizela, Carlos Alberto Cabral, e concluída em 1940. É um notável exemplo da Art Déco em Portugal e foi idealizada pelo arquitecto Marques da Silva, o mesmo que esteve na génese da Estação de S. Bento ou do Teatro Nacional S. João. Preço: gratuito aos domingos.

 

Via Ionline

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D