Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

27
Abr10

Stephen Hawking e os extraterrestres

olhar para o mundo

Os extraterrestres existem.. segundo Stephen Hawking

 

A existência de vida fora da Terra já é uma hipótese tão consensual que nem o Vaticano a põe em causa. Há dois anos, o director do observatório astronómico da Santa Sé, o padre José Gabriel Funes, falou dos irmãos e irmãs extraterrestres, por não fazer sentido impor limites à liberdade criadora de Deus. Agora que tipo de vida será essa, e qual a melhor abordagem para a contactar, é um debate cada vez mais aceso. O mais recente interveniente é o físico britânico Stephen Hawking. Numa nova série de documentários pronta a estrear em Maio no canal Discovery, o cientista dá a conhecer uma visão catastrofista: "Se os extraterrestres nos visitassem, o resultado seria semelhante ao que aconteceu quando Colombo desembarcou na América - não correu muito bem para o lado dos nativos", diz Hawking. Mais ainda: "Basta olhar para nós próprios para ver como a vida inteligente se pode transformar em algo que não gostaríamos de encontrar. Imagino que possam viver em naves enormes, depois de terem esgotado os recursos dos seus planetas. Extraterrestres avançados ter-se-iam tornado nómadas, à procura de conquistar e colonizar todos os planetas com que se deparem."

As afirmações fazem parte do guião de "Stephen Hawking's Universe" e foram avançadas ontem pela imprensa britânica. Hawking, 68 anos, tem uma carreira reconhecida, além de ser um investigador acarinhado pela forma como tem lutado contra uma esclerose lateral amiotrófica que o deixou praticamente paralisado. Apesar da violência do cenário mais pessimista, a típica forma de vida extraterrestre, segundo Hawking, não deve constituir qualquer ameaça: será semelhante aos micróbios ou organismos simples que habitaram a Terra no início.

Debate aceso A discussão está longe de ser um fait-divers científico. Prova disso é que esta semana, em League City, no Texas, uma conferência internacional de astrobiologia vai discutir novos protocolos para a procura activa de sinais extraterrestres ou para elaborar mensagens que os alienígenas sejam capazes de compreender. Para Douglas Vakoch, um dos organizadores e director do projecto Composição de Mensagens Interestelares, do instituto SETI (Search for Extra-Terrestrial Intelligence), as conjecturas de Hawking são despropositadas.

"É difícil imaginar que uma civilização queira resolver os seus problemas de falta de recursos atravessando uma galáxia. A energia necessária é enorme. Se uma civilização tiver a paciência de atravessar o cosmos à procura de uma nova casa, terá certamente o tempo e a capacidade para utilizar um planeta no seu próprio sistema planetário ou estrela vizinha, a que chegará de forma mais rápida, fácil e barata", diz ao i o investigador. 

A comparação com Cristóvão Colombo também é questionável, acrescenta. "Vejo mais uma analogia com a transmissão de conhecimento dos antigos gregos através dos pensadores islâmicos, até chegar à Europa. O impacto deste contacto entre culturas na Terra foi poderoso, mas as civilizações tiveram tempo para assimilar o seu significado." Ainda assim, Vakoch sublinha que "as preocupações de Hawking são importantes o suficiente para que haja discussões alargadas antes de enviar mensagens para fora da Terra."

Neste momento, os projectos do SETI em parceria com instituições como NASA dedicam-se apenas à procura de sinais enviados do exterior (até hoje sem sucesso). Mas até aqui existe um problema: se algum dia chegar uma mensagem do espaço, não há há autorização para lhe responder.

 

Via Ionline

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D