Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

17
Fev10

Confessa ter ajudado a morrer parceiro com sida

olhar para o mundo

 

Jornalista ajudou ex companheiro com sida a morrer

Ray Gosling admitiu ter acabado com o sofrimento do ex-companheiro com sida, reabrindo o debate sobre a eutanásia no Reino Unido

 

 Um ex jornalista britânico de rádio e televisão está a ser investigado pela polícia depois de confessar ter posto fim à vida de um antigo amante que estava doente com sida.


Ray Gosling, conhecido pelos documentários que realizou para a BBC sobre problemas sociais, explicou ter acabado com o sofrimento de um homem - não identificado - que estava hospitalizado em estado grave "no início da epidemia de sida", provavelmente durante os anos 80.

A confissão do jornalista e apresentador, de 70 anos, surgiu em pleno debate no Reino Unido a propósito da morte assistida para os doentes em fase terminal. Fez esta revelação numa emissão da BBC dedicada ao tema.

Caso sob investigação

A polícia de Nottinghamshire (centro de Inglaterra), onde reside o apresentador, declarou hoje que ia investigar o caso.

"No hospital, o médico disse: 'já não podemos fazer nada' e ele sofria terrivelmente", contou Gosling no programa, difundido segunda feira.

"Eu disse ao médico: 'deixe-me sozinho um momento' e ele partiu. Peguei na almofada e sufoquei-o até à morte ", continuou.

Numa entrevista à BBC, Gosling explicou que tinha feito um pacto com o seu antigo amante: "Tínhamos combinado que se algo acontecesse, eu poria termo à sua vida e foi o que fiz".

Pena máxima de 14 anos


Segundo uma lei de 1961, o suicídio assistido é ilegal em Inglaterra e no País de Gales, e punível com uma pena máxima de 14 anos de prisão.

A justiça britânica clarificou esta lei no passado mês de setembro: as pessoas que ajudem um familiar a morrer não serão penalizadas pelo gesto se for motivado pela compaixão e se não houver dúvidas sobre a vontade do doente.

Via expresso

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D