Quinta-feira, 22 de Julho de 2010

 

Viagem medieval, Santa Maria da feira

 

Santa Maria da Feira, Aveiro

 

Mais Informação em http://www.viagemmedieval.com

 



publicado por olhar para o mundo às 15:00 | link do post | comentar

governo não passa cheques-bebé. Os duzentos euros que prometeram aos papás pelo nascimento de um filho não existem. Nem se sabe se vão existir. Um cheque mais "careca" que alguns bebés.

 

 

O parto dos cheques-bebé deste governo pode vir a ser bem mais difícil do que foi o das mamãs, que agora esperam já de filho nos braços pelos duzentos euros prometidos. Depois de uma ecografia realizada ao governo eis a causa do atraso da medida anunciada com pompa na AR: "crise internacional".

Eu começo a achar que nas próximas eleições legislativas deveria existir no boletim de voto a opção "crise internacional" num quadradinho. Assim quem quisesse votava novamente em quem verdadeiramente nos governa - a crise internacional - e o PS livrava-se de uma vez dos problemas que tem de enfrentar e dos quais não tem culpa alguma. Porque no fundo este governo é apenas uma triste barriga de aluguer da crise internacional. Mas fica a sugestão: sempre podem anunciar que o cheque vai ser entregue pelo Pai Natal e quando as pessoas em Dezembro reclamarem perguntam-lhes se ainda acreditam nessas coisas.

Por este andar quando o cheque for finalmente (se alguma vez for) disponibilizado aos pais do "bebé", este já terá completado 33 anos e estará também ele à espera de receber dois cheques-bebé. Mas vá lá, não desanimem. E enquanto esperam pelo cheque ouçam esta musiquinha do Marquinhos Satã para descontrair.

 

 

Via 100 Reféns



publicado por olhar para o mundo às 13:44 | link do post | comentar



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

As melhores praias para desligar do mundo

 

Praia Miramar, Manzanillo, Colima, México
A melhor praia do Golfo do México, certificada graças à qualidade da água. Uma zona de costa paradisíaca, com areais de areia branca a perder de vista. Se gostar de desportos aquáticos este é um excelente destino, com ondas durante todo o ano.
Jurerê Internacional, Florianópolis, Brasil
Esta foi a primeira praia da América Latina a receber a acreditação da Bandeira Azul pela qualidade e limpeza da sua água. Considerado um dos destinos mais exóticos do mundo, permite um contacto mais próximo com a natureza, ao mesmo tempo possui todas as infra-estruturas essenciais se sentir um apelo mais consumista.
Praia das Cucharas, Las Palmas de Gran Canaria, Espanha
As areias douradas desta praia estendem-se ao longo de 600 metros, cumpre todos os requisitos de qualidade e limpeza europeus. É um local muito apreciado por surfistas pois recebe uma ondulação constante durante todo o ano.
Praia de Arbus, Sardenha, Itália 
Situada a 60 quilómetros de Cagliari, Arbus tem uma das linhas de costa mais bonitas do mundo. Tem o “privilégio” de ser uma das poucas praias em Itália com o prémio  “Legambiente and Touring Club” pela sua beleza natural, história e cultura.
Praia Wasaga, Ontário, Canadá
A duas horas de Ontário, Wasaba é a maior praia de água doce do mundo. Com temperaturas amenas durante o verão, é o destino ideal para desfrutar de mergulhos na água cristalina do lago circundante enquanto contempla as montanhas ao fundo. A montanha permite todo um novo conjunto de actividades, como caminhadas, escalada, BTT, esquiar ou andar de moto de neve. No rio Nottawasaga pode pescar ou fazer um passeio de Kayak ao longo do rio.



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 21 de Julho de 2010

Infidelidade

Nem sempre um affaire é o fim de um casamento, nem sempre um casamento é o fim de um affaire...Venha saber o que fazer se um desconhecido lhe oferecer flores.

 

 

A história de um affaire nunca é apenas a história de um affaire: é também a história de um casamento.

Desde que há casamentos que houve relações secretas. Desvantagem: quando nos acontece a nós, a antiguidade da ‘instituição' não nos comove... Vantagem: já não estamos sozinhas e a experiência de quem passou por isso ou estudou o assunto pode ajudar-nos. Vamos lá então saber o que fazer se o mundo todo parece que desabou na nossa cabeça (ou se nos preparamos para o fazer desabar na cabeça de outra pessoa...).

Pensamos sempre num traidor como um homem. Mas a verdade é que, nos tempos que correm, as traições acontecem tanto de um lado como do outro.

Há tantos tipos de ‘casos' como de casamentos. Os sites americanos são exaustivos na catalogação: há ‘casos' de aborrecimento, de falta de adrenalina, de falta de comunicação, de crescimento oposto, de oportunidade, de rotina, de tudo e mais alguma coisa, com e sem açúcar, como os iogurtes. Mas tanto no caso masculino como feminino, parece haver um denominador comum: os casos acontecem quando um ou ambos os elementos do casal têm falta de atenção da parte do outro. Tão básico quanto isso.

"Tenho neste momento um relacionamento que já dura há nove meses. Sou casada há seis anos e ele há 16", conta uma das participantes no fórum do site da ACTIVA, um dos mais concorridos e ‘sofridos'. O que começou como um flirt evoluiu para uma relação mais sólida, até que, confessa ela, "sinto que traio o meu amante quando estou com o meu marido, mas o oposto não"! A explicação já adivinharam: "O desleixo entre o casal, a falta de carinho, de respeito, de atenção...por que é que o nosso marido só repara que estamos bonitas quando um outro homem nos olha? Depois encontramos alguém que nos deixa com o ego no expoente máximo... et voilà!"

 

Amor ou ‘só' sexo?

Acabaram de ler o testemunho acima? Pelo menos, é honesto. Pois não calculam a quantidade de insultos que mereceu à ‘traidora'. A nossa sociedade aceita muito mal os ‘casos' femininos. Mas, afinal, se acontecem tanto, será porque, de facto, homens e mulheres não foram feitos para a monogamia?

"Pois não", concorda Pedro Frazão, psicólogo de casal e psicoterapeuta. "A monogamia da espécie humana não é natural à nossa espécie, é uma construção da sociedade ocidental. Mas houve uma mudança naquilo que é esperado de um casamento: antigamente, as pessoas casavam-se para unir os interesses de determinada família. Agora a afetividade é o principal motor de uma relação."

As relações dão para o torto porque o coração é volúvel, é isso? "Não sei se é assim. Na minha opinião, enquanto o comportamento sexual é volúvel, o amor tem caráter mais permanente."

Ah é? Então aquela cena clássica do marido apanhado que se desculpa com ‘ai amor, não significou nada, era SÓ SEXO!', é mesmo legítima?

"Quer por modelos culturais que interiorizámos ou por outra coisa, a sexualidade masculina é muito diferente da feminina", nota Pedro Frazão. "É mais frequente os homens conseguirem separar bem o sexo de uma relação afetiva. As mulheres, em geral, têm de ter amor para terem sexo." Pois pois...

Quando o casamento abre ‘brechas'

Quer seja sexual quer seja emocional quer seja as duas coisas, uma traição é uma traição. E acontece, segundo Pedro, pelas mesmas razões apontadas atrás pelo testemunho da ‘traidora': "Nos casais que me chegam, a infidelidade surge quando a relação foi deixando cair várias coisas pelo caminho. Quando existe a infidelidade, é porque já existe uma brecha naquele casamento."

Por vezes, um caso começa de forma ‘inocente: porque se conhece alguém na mesma situação de ‘brecha', porque se conhece alguém no trabalho com a mesma carência, dos cafezinhos a uma relação mais profunda é um passo, e é como o outro: antes de uma mulher conseguir dizer que não é dessas, já era.

 

Trair dá tanto trabalho!

Pronto: sou uma traidora. E agora? Conto ou não conto ao meu marido? "Depende - afirma Pedro -, se a pessoa se sente preparada para guardar esse segredo ou se isso gera demasiada angústia. Quer mesmo partir para outra relação ou não? Foi uma coisa pontual ou mais sólida?"

Geralmente, dizem os psicólogos, se não gera demasiada angústia e se foi uma coisa pontual, não vale a pena contar. Mas nem sempre as coisas são assim tão simples.

Assim por alto, tenho quatro hipóteses: 1- mantenho-me no modo ‘traição' em segredo; 2- acabo com o caso, mas não conto nada; 3- acabo com o caso e confesso tudo; 4- abro o jogo e saio do casamento.

Primeira hipótese: pouco prática. Já pensou na estafa que é hoje em dia manter o que quer que seja em segredo? Tudo se sabe! Aliás, um estudo da Universidade da Geórgia prova que, ao contrário da ideia tradicional de um affaire como uma aventura emocionante cheia de escapadinhas românticas e fantásticas cenas de cama, pode em vez disso ser um desgastante gerador de stresse e angústia aos envolvidos. "Se no início o segredo pode aumentar a excitação, todos os estudos provam que, se se prolongar, a própria necessidade de segredo vai degradar a qualidade da relação."

Em resumo: dá uma trabalheira manter uma relação secreta, ou pelo menos mantê-la por muito tempo, pela simples razão de que manter segredos de qualquer espécie é sempre complicado.

 

Separar ou não?

Muitas pessoas se confrontam com a pergunta: ponho fim ao casamento ou fim à relação? "Um casamento não tem de ser para sempre", afirma Pedro Frazão. "Deve assentar na igualdade e na liberdade, e as pessoas devem estar juntas enquanto existir afeto e vontade. Tal como formaram um projeto familiar, também podem desfazê-lo."

Mas antes de partir logo para outra, medite bem se é mesmo aquilo que quer. "Achando perfeitamente legítima a ideia de separação, também acho que não existe muito hoje em dia a ideia de que manter uma relação exige cedência mútua, flexibilidade e muito trabalho."

 

Confrontar um traidor

Então, e se não for eu a traidora, mas ele? Como é que se desmascara um traidor? Não se arme em detetive, aconselha o site www.infidelity.com. "Se suspeita fortemente que o seu marido anda a ter um affaire, geralmente o seu instinto está correto." O tratamento de choque exige coragem: pergunte-lhe diretamente. Mas antes de o fazer, pergunte duas coisas a si própria: quer mesmo saber a verdade, ou vai só na esperança de ouvir uma negação? Está preparada para abandonar a relação se for preciso?

Depois, pergunte-lhe calmamente, numa ocasião em que ele não possa fugir. Ele pode sempre negar? Pois pode. Mas um casamento em que há uma suspeita de infidelidade é um casamento que, mesmo que ele não ande de facto com a Sãozinha do marketing, já não está saudável.

Pode apetecer, mas não interessa apanhar-lhe a lista das autoestradas por onde ele andou ou o extrato do multibanco ou mensagens de telemóvel: dedique-se a salvar o casamento, se é isso que quer.

E depois? Perdoamos ou não? Mais uma vez, depende: querem mesmo continuar juntos, ou não? Claro que, por muito que custe ao outro, basta que um não queira para já não haver tango nenhum para dançar...

 

Tudo pode ficar melhor

Casa (quase) roubada, trancas à porta? A ideia é que o casamento, se sobreviver, se torne ainda mais forte. Tem de estar preparado para reagir às adversidades da vida em vez de quebrar ao primeiro embate. E tem de ser alimentado. "Não é preciso fazer coisas muito especiais", nota Pedro Frazão. "É, por exemplo, lembrar-se de que a pessoa gosta de chocolate e passar pelo supermercado antes de chegar a casa."

Valorize a intimidade que se constrói com os anos de relação: "O que se ganha numa relação duradoura e estável é uma grande cumplicidade emocional." E, acima de tudo, dar espaço ao outro para ter o seu mundo. "Há casais que acham que têm de fazer tudo em conjunto. Isto estoira com qualquer relação, porque as pessoas têm interesses diferentes e precisam de outros interlocutores. Senão, corre--se o risco de deixar de ser um casal e passar a ser uma irmandade..."

Conclusão: "As pessoas têm de saber que são responsáveis pelas escolhas que fazem, e têm de as assumir." E não se esqueça: leve-lhe um chocolatinho de vez em quando.

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:12 | link do post | comentar

Letra

Não consigo dominar

Este estado de ansiedade

A pressa de chegar

P’ra não chegar tarde

Não sei de que é que eu fujo

Será desta solidão

Mas porque é que eu recuso

Quem quer dar-me a mão

 

Vou continuar a procurar a quem eu me quero dar

Porque até aqui eu só

 

Quero quem

Quem eu nunca vi

Porque eu só quero quem

Quem não conheci

Porque eu só quero quem

Quem eu nunca vi

Porque eu só quero quem

Quem não conheci

Porque eu só quero quem

Quem eu nunca vi

 

Esta insatisfação

Não consigo compreender

Sempre esta sensação

Que estou a perder

Tenho pressa de sair

Quero sentir ao chegar

Vontade de partir

P’ra outro lugar

 

Vou continuar a procurar o meu mundo, o meu lugar

Porque até aqui eu só

 

Estou bem

Aonde não estou

Porque eu só estou bem

Aonde eu não vou

Porque eu só estou bem

Aonde não estou

Porque eu só estou bem

Aonde não vou

Porque eu só estou bem

Aonde não estou

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

 os segredos dos gémeos

 

Todos temos um património genético único. Todos menos os gémeos verdadeiros, aqueles que são como uma gota de água, por partilharem o mesmo ADN. Diabolizados ou endeusados ao longo dos tempos, a similitude de dois seres humanos sempre intrigou o resto dos mortais.

"Quando eu vivia no Gabão, chamavam-me 'la maman des jumeaux'", conta-nos Paula Pimentel - mãe de Gastão e António, os adolescentes da nossa história -, explicando que, naquele país, uma mulher que gera dois filhos em simultâneo é considerada a mãe de todos os gémeos do mundo.

 

A gemealidade tem uma carga mágica tão grande que em certos países de África, até à primeira metade do século XX, o nascimento de gémeos era considerado um acontecimento diabólico e à nascença sacrificava-se o mais fraco.

 

Para Paula, que tem quatro filhos, a educação dos gémeos foi um processo consciente no sentido de contrariar a tendência de se poderem transformar na dupla Dupont&Dupond. "desde o início é fundamental saber distinguir as personalidades, e isso não é nada óbvio", diz, exemplificando: "O Martim, que nasceu a seguir, quando se zangava dizia: 'Os Antónios bateram-me!' Esta é uma boa metáfora do que é ter na família filhos fisicamente quase iguais".

Nos álbuns das fotografias de infância dos gémeos, nem eles nem os outros sabem distinguir quem é quem. Eis outra imagem que nos pode dar a dimensão do que poderá ser iniciar a vida em par.

 

Quando nasceram Helena e Anunciação - irmãs muito loiras e esguias que atravessaram meio século como duas figuras ao espelho - o estudo da psicologia e da pedagogia ainda dava os primeiros passos e o cuidado específico com a educação dos gémeos não era tido em conta. Nelas, as semelhanças foram alimentadas em detrimento das diferenças. Ainda hoje formam um núcleo tão cerrado que sentem nunca ter cortado o cordão umbilical.

 

Miguel e Madalena, "irmãos de útero", como dizem a brincar, são gémeos bivitelinos, formados a partir de dois óvulos. Olhando-os, vemos apenas dois irmãos com as suas diferenças físicas, a começar pelo sexo. No entanto, também eles cresceram como um núcleo uno e tiveram de aprender a libertar-se das amarras invisíveis da sua imensa complementaridade. Nas suas vidas de adultos, independentes e separados, nunca perderão a inexplicável sensação de estarem sempre em companhia.

 

Verdadeiros ou falsos, os gémeos continuam a ser um mistério. A circunstância natural da sua gestação ainda não é totalmente explicada pela ciência. Durante o século XX, inúmeros estudos sobre o tema alimentaram discussões apaixonadas sobre a natureza genética e psicológica dos gémeos e a ocorrência deste nascimento é celebrada em vários pontos do planeta, onde milhares de pares se juntam anualmente para falarem sobre a experiência desta cumplicidade intrigante.Gastão e António Pimentel Guerreiro, Madalena e Miguel Wallenstein, Helena Pilar e Anunciação Ricardo. Seis histórias singulares, contadas na primeira pessoa.

 

Ler o resto do artigo aqui

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Terça-feira, 20 de Julho de 2010

Gel vaginal diminui riscos de SIDA

 

Cientistas descobriram que um gel vaginal com antirretroviral reduz risco de contágio entremulheres com parceiros infetados.

 

 

Um gel vaginal contendo uma pequena percentagem do antirretroviral tenofovir pode reduzir em 54 por cento o risco de contaminação com o vírus da sida entre mulheres com parceiros infetados, revela um estudo divulgado em Viena, Áustria.

O estudo, iniciado em fevereiro de 2007 por uma equipa de investigadores sul-africanos, pretende aferir a eficácia de um gel vaginal contendo um por cento de tenofovir enquanto método de prevenção de contágio com o VIH em mulheres com parceiros sexuais seropositivos.

A pesquisa, divulgada no congresso internacional sobre sida que decorre em Viena até sexta feira e publicada na revista Science, abrangeu 898 mulheres sul-africanas seronegativas entre os 18 e os 40 anos, tendo 445 experimentado o gel com tenofovir 12 horas antes da relação sexual.

 

Parceiros poligâmicos

Os resultados revelaram que a incidência do VIH diminuiu em 54 por cento 
entre as mulheres que usaram escrupulosamente, durante um ano, o gel microbicida.

Para os autores do estudo, este gel pode ser "importante na prevenção" da infeção com o vírus da sida, especialmente entre as mulheres com parceiros sexuais que se recusam a usar preservativos ou sejam poligâmicos.

Contactada pela agência Lusa, a médica Maria José Campos sustentou que o gel microbicida pode ser um método de prevenção "eficaz", atendendo a que, pela primeira vez, foi testado com sucesso com um medicamento ativo 
contra o VIH.

Contudo, ressalvou, terão de ser feitos mais testes para se comprovarem os resultados, antes de ser feito o pedido de comercialização.

As mulheres representam 60 por cento das pessoas contaminadas com o VIH em África, onde se registam 70 por cento dos casos de contágio contabilizados em todo o mundo.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

 

O Mundo da fantasia Óbidos

 

O mundo encantado da fantasia em Óbidos também se constitui como um mundo criativo. Criativo para quem deu alma a alguns trapos coloridos. Julieta Franco tem recriado as personagens da nossa história, da nossa imaginação e das nossas memórias através de figuras minuciosamente vestidas, a quem dá vida e que nos distribuem sorrisos.

A imaginação que transporta para o seu trabalho decorre da capacidade de interpretar a personagem e de escrever histórias, estas histórias podem ser lidas ou apenas imaginadas através dos bonecos criados. Em Óbidos podemos ainda ver as nossas rainhas, reis, aias e muitas outras personagens a que Julieta deu forma e beleza.

Mas a paixão desta artista por Óbidos teve um passo de “gigante” quando decidiu, faz 2 anos, residir na Vila de Óbidos.

Sobre a exposição: Num mundo distante do outro lado do Arco-Íris, existe um reino feito de trapos e de sonhos: O Mundo da Fantasia.

Era uma vez um sonho... o mundo encantado criado por Julieta Franco, onde os trapos se transformam em princesas, fadas, bruxas, duendes, dragões e outros seres. Povoado de histórias que através dos tempos permanecem comuns no imaginário das crianças da idade média, moderna e contemporânea.

Brinquedos que pintam de cor o seu imaginário e fazem perdurar brincadeiras como a cabra-cega, rodas, escondidas, mímica, batalhas de soldadinhos e cavaleiros, arco e flecha, andas, espada de madeira e boneca de trapos.

A imaginação que estes brinquedos proporcionam…O FAZ DE CONTA.

A exposição tem como componente pedagógica a realização de Ateliês para os miúdos construírem um faz de conta
Ateliê: O Mundo da Fantasia - Faz de Conta

  • Programa: confecção de várias peças (bola de trapos, cabeça de cavalo, boneca de trapos, fantoches)
  • Aprendizes: crianças dos 6 aos 12 anos (mínimo 6 crianças para a realização do atelier)
  • Duração: 90m
  • Material: meias e roupas velhas (meias e camisolas trazidas pelas crianças)
  • A realizar nos dias 17 e 24 de Julho de 2010, das 10h00 as 13h00, no Centro de Design de Interiores, na Rua do Facho – 5 - Óbidos


publicado por olhar para o mundo às 20:28 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Letra
Longe daqui,
Tens um segredo guardado,
Para abrir,
Num lugar mais desejado,
Num lugar onde possas saber,
Que por ser segredo não podes dizer;

Serás tu a sombra que olhas no chão,
Serás a promessa que trazes na mão,
De que serve o teu disfrace e o teu secreto olhar,
Se não tens ninguém a quem te revelar,
Serás o silêncio ou um sonho desfeito,
Será teu o grito que arrancas do peito,
De que vale teres a Lua e o Céu inteiro para voar,
Se não tens ninguém a quem te puder dar;

Longe daqui,
Tens um desejo fechado,
Para abrir
Num lugar mais arejado,
Num lugar onde possas saber,
O que há já muito tempo ficou por dizer;

Serás tu a sombra que olhas no chão,
Serás a promessa que trazes na mão,
De que serve o teu disfrace e o teu secreto olhar,
Se não tens ninguém a quem te revelar,
Serás o silêncio ou um sonho desfeito,
Será teu o grito que arrancas do peito,
De que vale teres a Lua e o Céu inteiro para voar,
Se não tens ninguém a quem te puder dar;

Fixaste o teu olhar no meu,
Ficaste longe daqui,
Tu estás longe de ti,
Tão longe de nós,
Corres para te salvar,
Noutro lugar;

Serás tu a sombra que olhas no chão,
Serás a promessa que trazes na mão,
De que serve o teu disfrace e o teu secreto olhar,
Se não tens ninguém a quem te revelar,
Serás o silêncio ou um sonho desfeito,
Será teu o grito que arrancas do peito,
De que vale teres a Lua e o Céu inteiro para voar,
Se não tens ninguém a quem te puder dar;



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Sara Carbonero na playboy?

 

A namorada de Iker Casillas pode ser a próxima mulher a fazer capa na edição espanhola da Playboy. Sara Carbonero está a ser sondada pela revisa, mas desconhece-se ainda o valor envolvido nas negociações.
A imprensa brasileira afirma que, caso a jornalista decida despir-se, essa edição da revista masculina será também vendida no Brasil.
O casal do momento ganhou popularidade com a final do Mundial. Casillas, a ser entrevistado pela namorada para a Tele 5, acabou por beija-la em directo.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 19 de Julho de 2010

As 10 primeiras coisas em que eles reparam

 

Claro que nem todos os homens são iguais e nem todos são atraídos pelo mesmo tipo de mulher, mas em geral podemos dizer que a primeira coisa para onde eles olham é:

- Seios - Se achavam que eles olhavam primeiro para os vossos lindos olhos para vos prescrutar o íntimo e avaliar a subconsciente e procurar indícios de alma gémea, estão a apontar demasiado lá para cima. Eles até podem passar pelos olhos, mas escorregam à velocidade da luz e só páram (quando páram) no decote. Em havendo decote, não precisa de ler o resto do artigo. Em não havendo decote, ou em não havendo decote suficientemente vertiginoso para lhes reter a atenção durante mais de dois segundos, então talvez subam (com um pequeno suspiro) em direcção aos olhos. Mas atenção: seios grandes só funcionam se a cintura for fina, se toda ela for grande, nada feito.

2 - Pernas - Há quem diga que deviam ter o primeiro lugar. Se calhar deviam. Se calhar têm. Palavras para quê.

3 - Roupa feminina - Tudo depende do que eles acham que é feminino. Basicamente, em termos de moda eles encalharam todos nos anos 80. Adoram uma mulher vestida de vermelho-fogo, com saia justa, maquilhagem à matadora, e saltos altos. E cabelo comprido, evidentemente. E loiro, evidentemente. Botas bicudas, nós amamos porque nos dão umas pernas mais compridas, mas eles odeiam, acham que vamos dar-lhes pontapés das canelas.

4 - Cabelo - Para já, odeiam cabelo curto. Desperta os fantasmas homossexuais que há neles. Gostam mais de alguma coisa onde se possam agarrar. Nós achamos que estamos despenteadas, eles acham que estamos agradavelmente selváticas. Então se se for loura, passa automaticamente para característica reparável nº1. Se não for loura, passa para nº 10 porque eles só notam que não é loura, a não ser que esteja de férias na Dinamarca. Se for loura, não interessa que seja falsa ou verdadeira, porque eles não dão por isso (não lhes interessa nada como é que o conseguimos, isso é lá connosco, só lhes interessa o facto de se ser loura). Também são incapazes de perceber se estamos ou não maquilhadas, só reparam se estamos mais giras ou menos giras. Não se sabe muito bem de onde vem este fascínio pelas louras, parece que são mais luminosas e eles sofrem todos de imensas dioptrias e dá-lhes menos trabalho assim de repente descobrir onde é que está uma loura.

5 - Altura - As baixinhas podem ser engraçadinhas mas têm logo menos poder de sedução, para já porque dão menos nas vistas, têm menos território por onde espalhar as suas qualidades, e além disso os homens são preguiçososo e não lhes apetece mexer o pescoço para olhar muito para baixo.

6 - Boca - Os homens são bastante mais pré-históricos do que nós (embora eles gostem de pensar que não) e uma boca polpuda é sinal de que se é uma boa reprodutora. Claro que isso é a última coisa que lhes passa pela cabeça (pelo menos conscientemente, e pelo menos à maioria deles que não querem ser patriarcas, ou pelo menos não neste momento). O que eles verdadeiramente apreciam é uma boca que lhes apeteça beijar. Convém que não esteja coberta de baton com um ar demasiado peganhento, que lhes desperta fantasmas de plantas carnívoras. Também convém que seja sorridente. Os homens adoram mulheres ‘divertidas', quer dizer, que não compliquem nem façam ondas quando ele quiser ficar a ver o Benfica num sábado à tarde em vez de vir passear ao Guincho.

7 - Cintura fina - Mas se for tudo fino tipo tábua de lavar, vai passar por eles como um holograma, nem vão reparar que entrou alguém na sala. Mesmo que simpatize consigo, vai tratá-la sempre como o seu irmão mais novo, dizer que é uma tipa porreira, dar-lhe palmadões nas costas, convidá-la para jogar hóquei com ele ao sábado de manhã, enganar-se no seu nome até ao fim da temporada, e gritar "remata, Zé Manel, remata!" sem quaisquer segundas intenções.

8 - Rabo - Tal como nos seios, um rabo grande só conta como qualidade se vier acoplado a uma cintura fina, coisa que para nossa desgraça raramente acontece. Se tudo for grande, vão achar que é um clone da mãezinha deles, ou da ‘mulher' do Botero que está no Parque Eduardo VII. Outra desgraça é que nós passamos o tempo a tentar diminuir a parte de trás de maneira a que caiba nas calças de ganga, e eles adoram que se tenha qualquer coisa para mostrar.

9 - Olhos - Pronto, já cá estamos. Aliás, em vez de ‘olhos' devia constar ‘pestanas'. Mas eles não olham para nós e mergulham lá dentro, como nós fazemos, não, permanecem a dar braçadas à superfície. Como são bastante básicos, não conseguem distinguir pelos seus olhos se você é uma boa alma ou uma desgraçada vingativa que lhe vai fugir com o multibanco e com o MP3 quando ele for ao bar buscar-lhe um cafezinho. Só conseguem ver se são azuis ou castanhos, grandes ou pequenos, mas basicamente nem é que reparem muito nisso, só notam vagamente se são ‘giros'. O resto das características dos olhos eles nem sabem as palavras para os descrever, o que também não interessa nada.

10 - Voz - De cama. O que se entende por voz de cama: baixa e rouca. Quem tem voz de cama geralmente fuma três maços de cigarros por dia e tem uma pele de pergaminho, mas eles não ligam muito à pele de pergaminho, desde que não se pareça que se tem 100 anos. Também não ligam muito ao facto de irmos morrer de ataque de coração antes dos 40. Do que eles gostam é de uma boa voz de cama. O que eles odeiam: uma voz estridente e alguém a rir muito alto e a contar anedotas que eles não percebem.

3 coisas a que nós ligamos...

... mas eles não.

1 - O nosso trabalho - Até podemos trabalhar num talho, se formos talhantes altas e louras, vão achar lindo, mesmo que sejam condes. Só começam a preocupar-se um bocado depois de terem ido para a cama connosco 5 vezes.

2 - Alguns quilos a mais - Claro que, se formos baleias, eles vão achar exactamente isso, que somos baleias, e aí nada feito. Mas o conceito de baleia para eles é bastante mais realista: é preciso mesmo que se seja uma baleia. Se formos apenas um bocadinho rechonchudas, vão achar lindo. Aliás, nem vão achar nada, nem dão por isso.

3 - Perfume - Nós achamos absolutamente imprescindível, passamos horas na perfumaria a tentar escolher o mais sexy, sentimo-nos nuas quando saímos de casa sem ele. Os homens só notam se tivermos despejado o frasco em cima. E estivermos nuas.

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Letra

 

Escrevi o teu nome na linha férrea para que o pudesses ler
Mas tu passaste a 100 à hora e sem tempo para o ver
Fiz outra tentativa e escrevi no alcatrão
Mas nessa tosca avenida não passou teu avião

 

Tens um nome delicado
Não se pode escrever
É preciso entrar em ti, para te poder conhecer
Não é nome que se diga
Não é nome de mulher
É da cor do teu vestido
É do teu... jeito de ser

 

Ainda à dois dias toda a cidade estava pintada de rosa
E por todos os lugares lia-se o teu nome em prosa
Mas de ti nem um sinal nem sequer uma notícia
A tua ausência prolongada era já caso de polícia

 

Tens um nome delicado
Não se pode escrever
É preciso entrar em ti, para te poder conhecer
Não é nome que se diga
Não é nome de mulher
É da cor do teu vestido
É do teu... jeito de ser

 

Tentei só mais uma vez escrever-te na terra molhada
E da noite para o dia eras uma semente germinada

 

Tens um nome delicado
Não se pode escrever
É preciso entrar em ti, para te poder conhecer
Não é nome que se diga
Não é nome de mulher
É da cor do teu vestido
É do teu... jeito de ser

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Um movimento internacional – Across the Bible – tem actividade há 7 anos nas Escolas Públicas Portuguesas, com alunos da pre-primária ao secundário (ver blog: http://acrossthebibleportugal.blogspot.com/), para promover o ensino da Bíblia. A actividade inclui o uso da Bíblia como objecto do estudo nas aulas obrigatórias de Inglês. 

A Escola Pública e Democrática deve ser laica, mantendo uma equidistância perante todas as religiões, mesmo num país maioritariamente Católico Romano (e no qual não existem falta de igrejas). O ensino de uma religião em particular deve ter o seu lugar nas paróquias, mesquitas, templos etc. 

A Constituição da República Portuguesa (CRP) garante a liberdade de religião (Art 41) e estipula (no Art. 42) que o "O Estado não pode programar a educação e a cultura segundo quaisquer directrizes filosóficas, estéticas, políticas, ideológicas ou religiosas." (ponto 2) e que "O ensino público não será confessional." (ponto 3). 

É claro que o estudo da Bíblia e a realização de trabalhos sobre a mesma nas Escolas Públicas é contrário ao espírito da CRP e da Escola Pública laica. 

Não é inocente a escolha desta obra. O seu uso em aulas, obrigatórias, de Inglês evidencia uma estratégia clara de introdução do ensino da religião cristã. Não obstante o significado universal da Bíblia, existem certamente obras literárias em inglês no original, que melhor servem os objectivos pedagógicos dessa disciplina. 

Havendo vantagem, num mundo cada vez mais globalizado e num Portugal cada vez mais diverso, para uma disciplina na Escola Pública que inclua o ensino de várias religiões, sua história, seus fundamentos etc., não é aceitável o abuso das Escolas Públicas para promover uma religião em particular. 

Alertamos para a existência e propagação deste programa nas Escolas Públicas Portuguesas e exigimos que nelas seja interrompida a actividade deste programa.


Os signatários

 

Assinar a Peticção aqui :http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N2662



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico da Guarda vai realizar no próximo dia 17 de Julho, na cidade da Guarda, a oitava edição do Concurso de Robótica - Robô Bombeiro.

A Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico da Guarda vai realizar no próximo dia 17 de Julho, na cidade da Guarda, a oitava edição do Concurso de Robótica - Robô Bombeiro. O objectivo deste Concurso é promover a robótica e destacá-la como ferramenta pedagógica para os diferentes níveis de ensino, através de competições de robôs móveis e autónomos, capazes de detectar e extinguir um fogo (simulado por uma pequena vela), dentro de um modelo de uma casa constituída por corredores e quartos. Mais informações aqui .

 

A edição deste ano conta com mais de trinta equipas inscritas nas três classes do Concurso: Standard, Sénior e Robôs Com Pernas. O Concurso decorrerá no Pavilhão Municipal de S. Miguel, na Guarda. A parte da manhã é dedicada a treinos e a competição terá início pelas 15 horas. A entrada é livre.

 

Via Robotizando



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Domingo, 18 de Julho de 2010

Mitos sexuais desvendados

 

Para alguns o sexo ainda é um terreno a desvendar. O site espanhol 20 minutes revelou alguns dos mitos que continuam a afectar várias mentes. A ideia é quebrar vaga de desinformação que ainda contamina muitas conversas.

1 - O melhor sexo acontece como nos filmes

Esta representa uma das mais ilusórias formas de pensar o sexo. O de que ele decorre numa fábula encantada como nos filmes, com uma uma química explosiva, em que sem se conhecerem dois sujeitos têm uma noite incendiada de paixão. Segundo os especialistas, para triunfar há que se basear numa grande abertura de comunicação. Apenas assim conseguirão descobrir a intimidade do próximo e conhecer qual o passo certo nos momentos de maior tensão sexual.

2 - Os homens são sempre os mais sedentos de sexo

Ainda que seja difícil para muitos contrariar este dogma, os mandamentos científicos revelam que os factores que activam o nosso apetite sexual (sono, stresses, dietas) são servidos em quantidades iguais tanto para mulheres como para os homens. Não há lei machista em campo.

 

3 - Com a idade o sexo perde a importância

O sexo é um prazer transversal a todos as idades. O factor envelhecimento não diminui a vontade sexual - como habitualmente circula no saber popular. A ciência responde que outros factores como a depressão, as deficiências hormonais e transtornos derivados de medicamentos podem potenciar uma perda de desejo sexual.

 

4 - O viagra é o único recurso

Esta solução deveras prática - usualmente tomado em cápsula - deve ser sempre relegada para último lugar. Primeiro, aconselham os peritos, convém contactar o médico de família, para optar por outras estratégias para ter bons níveis de erecção. Não ceda ao mais fácil.

 

5 - Alimentos afrodisíacos

Depositar confianças infundadas em morangos, chocolates ou ostras que venham apurar os nossos sentidos nos momentos de maior intimidade social pode ser uma tragédia. Não existem provas científicas, portanto, convenhamos, que o Messias da recuperação da vontade sexual não virá apenas com afrodisíacos. Opte, antes, por treinar a mente, para conseguir um maior nível de excitação e uma melhor performance sexual.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 20:43 | link do post | comentar | ver comentários (2)



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Digressão 360 dos U2 regressa em Agosto

 

Os U2 estão a preparar o regresso à estrada com a digressão internacional "360º", marcado para agosto, depois de uma paragem forçada de alguns meses devido a problemas de coluna do vocalista, Bono.

A banda rock anunciou na terça feira, num vídeo no site oficial na Internet, que está já a ensaiar o espetáculo de apresentação do álbum "No line on the horizon" para a etapa europeia da digressão.

O primeiro concerto está marcado para 06 de agosto em Turim, Itália.

Em outubro chegará a Portugal para dois concertos há muito esgotados, nos dias 02 e 03 no Estádio Cidade de Coimbra.

Na mensagem de vídeo, gravada pelo baterista Larry Mullen Jr, a banda pede desculpas por ter cancelado concertos nos Estados Unidos e Canadá e agradece aos fãs a paciência por esperarem por eles.

Bono garante na mensagem estar recuperado da lesão na coluna que o obrigou a uma intervenção cirúrgica e a uma imobilização desde maio.

O vocalista gracejou ainda com o facto de ter passado muitas horas deitado a olhar para o teto, que o inspirou a escrever algumas canções que o grupo tem estado a gravar e que poderá apresentar em palco.

A digressão norte-americana que foi cancelada será retomada no verão de 2011.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:11 | link do post | comentar

Sábado, 17 de Julho de 2010

Como apimentar a relação sexual

A relação está morna? O sexo está cada vez mais raro? Você prefere ver um filme a transar com seu marido? Não se preocupe. Com um pouco de boa vontade e criatividade é possível reverter essa situação. O site Health.com dá algumas dicas certeiras para esquentar sua vida sexual:

1- Organizem uma viagem de aventura, façam um curso de culinária ou uma aula de dança. De acordo com um estudo publicado no Journal of Personality and Social Psychology, casais que participam juntos de atividades diferentes, emocionantes e divertidas mostram-se mais satisfeitos em suas relações.

2- Coma alimentos considerados afrodisíacos, como amendoim, abacate e pimenta. Além de dar um up no sexo, ainda melhora a fertilidade.

3- Não minta sobre seus gastos. Muitos casamentos entram em crise por problemas financeiros, mas, para nossa sorte, especialistas garantem que não é saudável que os dois tenham a mesma visão sobre dinheiro. Por isso, não precisa mais dizer que aquela bolsa nova foi presente da mãe.

4- Lingeries vermelhas sempre fizeram parte do imaginário masculino. Por isso, use e abuse da cor na hora de escolher a sua e prepare uma surpresa para ele.

5- O maridão está viajando? Que tal sexo por telefone? Ligue para ele e diga o que está vestindo, fale sobre a última vez que transaram ou sobre o que gostaria de estar fazendo caso ele estivesse ao seu lado. E peça para que ele faça o mesmo. É diversão na certa.

 

Via 180 Graus



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Letra
aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.......
Ariadiamus late ariadiamus da
ari a natus adua

A-ra-va-re tu-e va-te
a-ra-va-re tu-e va-te
a-ra-va-re tu-e va-te la-te-a

A-na-ma-na coo-le ra-we
a-na-ma-na coo-le ra
a-na-ma-na coo-le ra-we a-ka-la
(ah_______________)
a-na-ma-na coo-le ra-we a-ka-la________
a-ya-coo-ah-eh_____
a-na-ma-na coo-le ra-we a-ka-la
a-ya-coo-ah-eh_____
a-ya doo a-ye
a-ya doo a-ye
(go back to begnining)

a-ri-a-di-a-mus la-te
a-ri-a-di-a-mus da
a-i-a na-tus la-te a-du-a.

A-ra-va-re tu-e va-te
a-ra-va-re tu-e va-te
a-ra-va-re tu-e va-te la-te-a.

A-na-ma-na coo-le ra-we
a-na-ma-na coo-le ra
a-na-ma-na coo-le ra-we a-ka-la
(ah_______________)
a-na-ma-na coo-le ra-we a-ka-la________
a-ya-coo-ah-eh_____
a-na-ma-na coo-le ra-we a-ka-la
a-ya-coo-ah-eh_____

a-ya doo a-ye
a-ya doo a-ya_________

ya-ka-ma ya-ma-ya-ka-ya me-ma
a-ya-coo-ah-eh_______
ya-ka-ma ya-ma-ya-ka-ya me-ma
a-ya-coo-ah-eh_______
ya----ka--ma me--ah_________
a-ya-coo-ah-eh_______
a-ya-coo-ah-eh_______
ya----ka--ma me--ah
a-ya-coo-ah-eh_______



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Como nao engordar nas ferias.jpg

Dicas para manter a forma enquanto descansa e se diverte

Passamos o ano a culpar o stress e a falta de tempo pela alimentação pouco saudável.

Mas nas férias acabamos por engordar, quando planeámos justamente o oposto!

A desorganização dos hábitos alimentares e a inércia associada ao descanso são responsáveis pela acumulação de quilos indesejados no final do Verão. Como manter a forma sem estragar as férias?

Vício de boca

Se dedicou os três últimos meses a pôr-se em forma, qual é a lógica de deitar tudo a perder em três semanas de férias? O objectivo pode não ser emagrecer nas férias (afinal, não é altura para sacrifícios). Mas manter a silhueta que conquistou é o mínimo. E é fácil de conseguir.

Teresa Branco, fisiologista na gestão do peso da Clínica Metabólica, explica porque sentimos vontade de comer: «A fome deriva da necessidade do corpo em obter energia, resultando da diminuição da glicose no sangue».

«A resposta imediata do cérebro à redução da glicose é a manifestação da vontade de ingerir alimentos. Quanto maior a fome, maior o desejo por alimentos de fácil absorção, que proporcionam a rápida reposição dos níveis de açúcar no sangue», sublinha. É crucial manter os níveis de glicose estáveis, para não sentir fome descontrolada que leva ao consumo exagerado e aleatório.

Comer de três em três horas é a chave. Há também que saber distinguir entre a fome fisiológica e a vontade de comer (que pode ser fome emocional: comer para compensar sentimentos de ansiedade, tristeza ou frustração) ou simples vício de boca. Este último traduz-se, frequentemente, no costume de petiscar.

Em férias parece que há tentações onde quer que vá: cervejas na esplanada; bolas de berlim e gelados na praia; bolachas ao lanche; sobremesas em casa dos amigos; aperitivos antes do jantar; cocktails nas saídas à noite; cachorros quentes e tostas mistas de madrugada...

Petiscar ao longo do dia é, muitas vezes, um comportamente quase inconsciente. Seja forte e esteja atenta aos sinais que o seu cérebro envia ao estômago. Não ceda a gulodices ou ao vício de boca.

 

Via Sapo Saúde



publicado por olhar para o mundo às 09:43 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16 de Julho de 2010

Como seduzir um homem em 6 lições

1.Escolha bem o campo de batalha

É mais importante do que parece. Em primeiro lugar, tem de escolher um sítio onde haja homens, mas que não seja: A) um Estádio: Eles estão demasiado ocupados a gritar ‘ó Veloso, sabes o que é um penálti ou queres que vá aí abaixo mostrar-te?!', e nunca na vida vão estar minimamente abertos aos seus encantos. B) A Casa do Benfica. C) Qualquer local onde esteja a dar um jogo e onde tenha de passar por cima das pernas deles em risco de ser barbaramente maltratada.

O que correu mal no passado

Escolheu um bar movimentado cheio de homens e sem uma águia Vitória à vista. Problema, um bar tem muita concorrência: a loira, treinada, e com menos 24 anos que nós, e, além disso, a partir de uma certa altura já não estamos para aturar joguinhos de sedução.

O que pode correr bem no futuro

Prefira a casa de amigos, desde que A) não a tenham convidado para a Final da Taça, e B) Não seja só você e aquele com quem eles a querem juntar, que é demasiado óbvio. Como os amigos já não têm queda para Cupidos, organize um serão e peça a toda a gente que traga um solteiro.

2.Não caia na ilusão

Antes de se deixar apaixonar como se tivesse 15 anos, pense duas vezes nos defeitos dele. Então vamos já começar pelos defeitos? Pois vamos, porque o fracasso da maioria das relações resulta da pessoa apaixonar-se porque está carente e precisa de alguma coisa em que pensar antes de dormir. Claro que, quando dependemos de uma paixão para não morrermos de aborrecimento, geralmente não estamos muito abertas a reparar que ele é mais chato que o patrão, rói as unhas, fica acordado até às quatro da madrugada a plantar tomates no Farmville e não vê água desde que o ‘Titanic' afundou (e ele não ia lá dentro).

O que correu mal no passado

Ele desviou os olhos e achámos que estava perturbado, ficou calado e pensámos que a paixão lhe estrangulava as cordas vocais, e deu de caras connosco à esquina porque andava a seguir-nos pela calada (pensámos nós). Afinal, ele estava era desinteressado, não tinha conversa, e andava mesmo perdido...

O que pode correr bem no futuro

Você encontra um homem e em vez de pensar: ‘pronto, é um bocadinho estrábico e não faz muito o meu género, mas a forma como levanta a sobrancelha esquerda é bastante encantadora', pensa: ‘este homem não nasceu para mim'. Nessa noite conhece um amigo de amigos que, ele sim, é giro e tem conversa. Pronto.

3.Não mostre tudo

As mulheres não são visuais. Podem passar-nos trinta vezes à frente a piscar-nos o olho que a gente a única coisa que lhes diz é: "Desculpa, Bernardo Maria, podes sair da frente da televisão que vai começar o ‘Perfeito Coração'?" Em contrapartida, se nos sussurrarem algo ao ouvido (de preferência o esquerdo, segundo concluíram os estudos), até podem ser as cotações da Bolsa que vamos amá-lo. Com os homens, não perca tempo a sussurrar-lhes ao ouvido, até porque são todos um bocado surdos.Continuam a amar minissaias e decotes. Enfim, se não quiser apanhar uma broncopneumonia no primeiro encontro (ao contrário daquilo que nos dizem, não vale a pena morrer por amor), leve casaco e tire-o só dentro do restaurante/bar/casa/abrigo de montanha. Não esqueça os saltos altos: mas se não se sentir confortável, mais vale ir de ténis do que passar o serão a cambalear como se tivesse tomado três cachaças antes de sair. Convém esquecer as botas acima do joelho, eles acham que estão a sair com um pescador de camarões à espera da maré. Também não adoram botas pontiagudas, acham que se a coisa der para o torto lhes podemos dar com elas nos, enfim, tornozelos.

O que correu mal no passado

Ele tocou-lhe à porta e você apareceu-lhe com um lindíssimo conjunto de lingerie vermelha com umas sexy peninhas à frente. Ele fartou-se de espirrar e de dizer que era alérgico a pássaros desde que tinha sido atacado por uma gaivota na Carrapateira aos quatro anos, e nunca mais lhe tocou à porta. Nem ao telemóvel. Nem em mais nenhum - chuif! - botão...

O que pode correr bem no futuro

Vista qualquer coisa sexy, mas que não lhe dê o aspecto de quem acabou de sair de uma casa de alterne, senão vão pensar que a mãezinha dele tinha razão e que ele devia era ter saído com a Patrícia Isabel, que é vizinha da mãezinha dele.

4.Confie em si

Imagine que deu com o tal que é giro e tem conversa, sendo que A) Não estão na Final da Taça, B) Não é extraterrestre (ou se é, não tem sotaque) e C) Parece interessado em si. Não se enfie no armário dos atoalhados e não se ponha na cozinha a arrumar a loiça, a não ser que queira um fantástico affair com a Bimby. Mostre-se!

O que correu mal no passado

Achou que ele nunca se ia interessar por alguém e que a coisa mais interessante que fez na vida foi um painel com o Rato Mickey em ponto-cruz para oferecer à tia Adélia.

O que pode correr bem no futuro

Se não nasceu já a dizer ‘olá mamã, sou fantástica, falo quatro línguas (duas vivas, duas mortas), tenho um mestrado em Teleportação quântica e sou cinturão verde-cianeto em kickboxing, saiba que a autoconfiança é um músculo: também se treina. Claro que não é chegar à sala, seleccionar a vítima e espetar-lhe um palmadão nas costas que o atira em voo picado até à mesa dos salgadinhos, nem passar a noite a contradizer tudo o que ele diz, a não ser que seja futebol, se for futebol, pode dizer o que quiser, pode dizer que o Cristiano Ronaldo estava melhor no Manchester United, já não perdia com equipas da terceira divisão nem tinha bruxos a fazer-lhe macumbas às pernas, que ele vai amar (caso não seja o Cristiano Ronaldo, claro). Mas os homens admiram quem tem conversa. ~

 

5.Não leve o passado às costas

Assim que encontrar alguém, controle o impulso para lhe contar que o seu ex ao fim de três anos de conto de fadas a enganou com a sua melhor amiga, e que quando chegava mais tarde a casa ou a um encontro dizia que tinha uma reunião, ao menos sempre podia ter arranjado desculpa mais imaginativa, mas não, reunião, e ‘imagina tu que o chefe quer o relatório para amanhã', coitado do chefe, que andava 
a jogar golfe na Quinta da Beloura e nem sabia o nome dele.

O que correu mal

O pobre que a ouve começa a ficar com o olhar vidrado, começa a virar as orelhitas para a mesa de trás, mas você vai tão lançada que nem dá por isso, previne-o já que não está para casos sem consequências, que esta vez é que vai ser a sério, e quando ele se levanta com uma desculpa esfarrapada, pensa ‘são todos iguais'.

O que pode correr bem

Em vez de lhe dizer logo que está a pensar nele como futuro pai/padrasto dos seus filhos e dono dos seus cães, relaxe. Deixe-se ir. O que for será (ou não). Peça mais um café, que agora até se descobriu que faz bem ao colesterol, ao contrário dos desgostos de amor.

 

6.Tenha estratégia de marketing

Toda a gente é a sua própria ‘marca' e temos de saber ‘vender-nos' bem. Como?Puxando pelos seus pontos fortes e escondendo os fracos. Nada nos obriga a dizer no primeiro encontro: "Olha, Bernardo Maria, antes de me conheceres melhor gostaria que soubesses que nunca consegui manter um emprego, tenho três verrugas em locais que a minha modéstia me impede de mencionar, ressono que nem o quartel de bombeiros de Alcabideche, sou invejosa e desonesta, e o meu IMC é superior a 30."

O que correu mal no passado

Achar que, quem gostar de si, tem de gostar de si ‘por aquilo que você é'. Tudo bem: mas não lhe mostre TUDO já! Vá com calma!

O que pode correr bem no futuro

Seja diferente! Descubra qualquer coisa original que tenha feito na vida, mesmo que nunca se tenha atirado de parapente sobre a serra do Marão soltando gritos de alegria. Ele vai ficar tão impressionado quando você lhe confessar que fala italiano fluentemente e sabe fazer Torresmos à Madeirense que, depois disso, não há nada que lhe chamusque o encanto. Enfim, convém ir com calma naquela história das verrugas.

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

 

Letra

 

Antes e depois

 

Quem te apurou?
Como os anos passam por nós
É ver o tempo deixar-nos sós
E esperamos

Que justifiquem ou que nasça pelo menos alguma razão
Ao motivo pelo qual vai cedendo o corpo então
Aos anos

Sinto mais do que preciso
Perco a voz ganho juízo
E quem fui eu não sou mais
Mudam gostos ganho peso
Perco medos e cabelo
E quem fui eu não sou mais

Algo melhorou!
Ficámos sábios… pelo menos aos olhos dos outros
Ser responsável compete a poucos
A bem poucos....
Não dependemos, daqui para a frente, de ninguém
Quer dizer… O sexo agora implica quase sempre alguém
E Ainda bem!!!!

Sinto mais do que preciso
Perco voz ganho juízo
E quem fui eu não sou mais
Mudam gostos ganho peso
Perco medos e cabelo
E quem fui eu não sou mais

Não choro as partes que estão para trás (2x)

Não concluo
O meu tempo não é uma canção
Que tem quase sempre rima certa, métrica e refrão
E esta... acabou.

 

 

Klepth

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Fira cola.. os usos mais improváveis

 

Para resolver problemas de rede no iPhone 4
A falha de recepção no iPhone 4 pode ser resolvida de forma simples. ?Pode não ser bonito, mas funciona?, escreve Mike Gikas no blogue Consumer Reports. A falha é causada pela localização, no lado inferior esquerdo, do conector da antena, que fica oculto pela mão do utilizador e pode causar a perda de ligação em zonas com menor cobertura de rede. Colando um pedaço de fita-cola na zona do conector resolve o problema de uma forma mais barata que a bolsa protectora e mais confortável que a sugerida por Steve Jobs: ?Peguem-lhe de outra maneira?.

 

Para fotografar a Terra do espaço
Enquanto a NASA gasta quase 400 milhões de euros em voos vaivém, que envolvem cerca de 1500 pessoas e coloca em risco alguns astronautas, Robert Harrison faz o mesmo com um balão meteorológico, uma máquina fotográfica digital e fita-cola. Custo por voo: cerca de 600 euros.
Harrison, um engenheiro informático de West Yorkshire, Reino Unido, sabia que ia conseguir algumas boas fotos, mas nunca imaginou poder ver ?a curvatura da Terra, a linha azul da atmosfera ou a escuridão do espaço?, disse à ABCnews.

 

Para prender propulsores espaciais
Em 2006, durante a missão do vaivém Discovery, estavam planeadas três saídas ao exterior da nave. Um dos equipamentos dos astronautas nestes ?passeios? é uma espécie de mochilapropulsora que leva o astronauta de volta se o cabo que o liga ao vaivém tiver problemas. O astronauta Piers Sellers sugeriu que se usasse uma fita-cola especial, que mantém as propriedades em temperaturas extremas, para segurar melhor a mochila ao corpo depois de quase a ter perdido num dos ?passeios?. 
Já na missão Apolo 13 o uso espacial da fita salvou vidas, quando os astronautas a utilizaram para unir tubagens de ar danificadas

 

Em primeiros socorros
Quando se pensa num estojo de primeiros socorros, um rolo de fita-cola não é dos objectos mais imediatos, mas pode ser necessário. Em casos de feridas perfurantes ao nível dos pulmões ? um ferimento de bala, por exemplo ? há perda de pressão pulmonar, o que impossibilita a respiração. De facto, a inspiração e expiração só são possíveis através de um jogo de variação de pressão. A primeira coisa a fazer se se deparar com uma ferida que faz ruídos de sucção ou ?assobia?, é tapá-la: Fita-colaserve perfeitamente.

 

Durante tempestades
É comum ver, nas zonas onde está prevista a ocorrência de um furacão, grandes X de fita-cola nas janelas. Durante uma tempestade violenta, além de quebrar as janelas, há a possibilidade dos pedaços saírem a voar com uma força comparável à das bombas de fragmentação. Colando fita-cola em X nas janelas, não se evita que os vidros partam, mas evita que estilhacem.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quinta-feira, 15 de Julho de 2010

O swing é mau para a saúde

 

Casais acima dos 40 anos que são adeptos de «swing», troca de parceiros, podem estar a contribuir para o alastramento de doenças sexualmente transmissíveis na população em geral, indica um estudo realizado por cientistas holandeses.

 

O estudo, publicado na revista científica «Sexually Transmitted Infections» e citado pela BBC Brasil, indica que entre os 9 mil pacientes pesquisados que procuraram consultas em clínicas especializadas em doenças sexualmente transmissíveis na Holanda, 12% eram adeptos de «swing» e tinham uma idade média de 43 anos.

A equipa do Serviço de Saúde Pública de Zuid-Limburg, na Província de Limburg, na Holanda, monitorou pacientes que procuraram tratamento em clínicas de saúde sexual em 2007 e 2008. O estudo colocou adeptos do «swing» entre os grupos com índices mais altos de doenças sexualmente transmissíveis, a par com jovens e homossexuais, que já tinham sido identificados como grupos de alto risco.

Os índices de clamídia e gonorréia, por exemplo, atingiu os 10% no grupo dos heterossexuais, 14% nos homossexuais, 10,4% nos adeptos do «swing» e abaixo de 5% entre prostitutas.

Essas diferenças ficam ainda mais evidentes quando a comparação foi feita dentro de grupos de pacientes mais velhos.

Os adeptos do «swing» responderam por mais de metade (55%) de todos os diagnósticos de doenças sexualmente transmissíveis entre os pacientes com mais de 45 anos. Em comparação, os homossexuais acumularam 31% dos diagnósticos na mesma faixa etária.

«Praticantes de swing diferenciam-se dos heterossexuais não adeptos por terem uma rede ampla de parceiros sexuais, caracterizada por parceiros simultâneos e altos índices de sexo sem protecção», disse a autora principal do estudo, Nicole Dukers-Muijeres.

«O nosso estudo confirma que esse tipo de comportamento arriscado torna essas pessoas mais vulneráveis às doenças sexualmente transmissíveis». «Os adeptos do swing podem tornar-se uma ponte de transmissão para a população como um todo», acrescentou a especialista.

 

Via IOL



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Letra

 

 

Olho para tudo e tudo me faz chorar
Deixas-me mudo já não posso mais falar
Sei que estás confusa mas isso é normal
Para mim és uma musa, alguém muito especial
Já não te vejo há um dia para mim pareceu-me um mês
Já te disse o que sentia agora é a tua vez
Deixa-me voar quero sair daqui
Quero estar no teu lugar queria-te ter só a ti

Em ti estou seguro daqui não vou sair
Nem que atravesse o muro com o risco de cair
Não me largues mais eu não te quero perder
Tens de voltar ao cais que eu sem ti não sei viver
Já senti a plenitude não importa o que tinha feito
Eras a minha virtude nunca foste o meu defeito
Digo-te o que sinto não pareces entender
É verdade eu não minto tenho mesmo que te ver

Leva-me contigo na palma da tua mão
Que eu já não consigo pisar mais este chão
Leva-me para longe que eu não consigo andar
Quero estar contigo teu mundo é meu lugar
Acabaram-se as palavras que saíam de ti
Estivesses onde estavas eu sentia-te em mim
Abraça-me uma vez e outra a seguir
Abraços já são três já te estou a sentir

Não te quero enganar sentia-me tão bem
Quero-te olhar eu sem ti não sou ninguém
Podes prender-me em ti podes voltar a gostar
Diz-me o que é que fiz que eu tento mudar
Não suporto ver-te assim tu sentes-te culpada
Ponho a culpa em mim acho que foste pressionada
Tenta perceber não te sintas mal
Tenho que dizer que tudo em ti é especial
Uma pagina rasgada e arrancada pelo vento
Não penso em mais nada não me sais do pensamento
Estás em todo o lado nas paredes e no mar
Não quero ficar parado não te quero largar
Passa a noite e o dia sem que os sinta a passar
Tudo o que eu queria era o tempo a parar
Ficava sozinho talvez a pensar demais
Mas talvez é um caminho para atingir meus ideais

Leva-me contigo na palma da tua mão
Que eu ja não consigo pisar mais este chão
Leva-me para longe que eu não consigo andar
Quero estar contigo o teu mundo é meu lugar
Acabaram-se as palavras que saíam de ti
Estivesses onde estavas eu sentia-te em mim
Abraça-me uma vez e outra a seguir
Abraços já são três já te estou a sentir 

Leva-me contigo na palma da tua mão
Que eu já não consigo pisar mais este chão
Leva-me para longe que eu não consigo andar
Quero estar contigo o teu mundo é meu lugar
Acabaram-se as palavras que saíam de ti
Estivesses onde estavas eu sentia-te em mim
Abraça-me uma vez e outra a seguir
Abraços já são três já te estou a sentir



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Praia do Meco

 

Não espere ver concertos com os pés de molho e prepare-se para respirar pó. O Super Bock Super Rock deixou o Parque Tejo, perto do Parque das Nações, para se instalar na Herdade Cabeço da Flauta, no Meco, mas o festival ainda fica a 15 minutos de carro do mar. A partir de sexta-feira, a pacata aldeia (que ficou na moda quando Pedro Miguel Ramos ali abriu um bar) será invadida por milhares de pessoas - o recinto tem capacidade para 30 mil pessoas por dia. Encontre as respostas para todas as suas dúvidas, para que não se perca na multidão.

O Meco é longe e não tenho como ir. Devo pedir boleia à entrada da ponte 25 de Abril?

Não vale a pena arriscar tal façanha. Na página oficial do Super Bock Super Rock no Facebook existe uma aplicação (a Super Boleia) que permite pedir boleia ou divulgar os lugares disponíveis no seu carro para partilhar os custos com vizinhos que ainda não conhece. Há festivaleiros que oferecem boleia de várias partes do país, desde Lisboa a Matosinhos, Coimbra, Águeda ou Torres Vedras. Se prefere viajar de auscultadores nos ouvidos sem ter de fazer conversa, apanhe um comboio até à estação de Coina e depois um autocarro até ao recinto, que fica no meio do nada, diga-se. Não tente ir em peregrinação. Embora possam lá tocar bandas que para si são sagradas, o Meco não é Fátima e há maneiras mais saudáveis de exercitar as pernas. 

Recuso-me a (tentar) dormir no campismo gratuito do recinto e a esperar duas horas para tomar banho de água fria.

Pode sempre ignorar as placas de proibição nas praias e na Lagoa de Albufeira e ali erguer um acampamento ilegal - não nos responsabilizamos por problemas com as autoridades. Para tomar duche e ir à casa de banho, use os balneários na entrada da praia do Meco (das 9h às 21h), mas esteja preparado para água gelada. Na Aldeia do Meco, várias senhoras tentam alugar os seus próprios quartos à semelhança do que acontece na Nazaré, mas de uma maneira mais discreta. Não há velhotas de cartaz "Aluga-se" em riste à beira da estrada, mas se perguntar por quartos nos restaurantes e cafés do Meco e de Alfarim, talvez consiga alguns contactos. Os hotéis e pousadas das redondezas já estão esgotados desde Junho, grande parte deles "com técnicos de som e pessoas que vão trabalhar no festival", dizem-nos na Quinta dos Amarelos, na Aldeia do Meco, com capacidade para alojar 18 pessoas. Se quiser pernoitar com todas as comodidades, vá até Sesimbra (a 30 minutos) e experimente o Hotel do Mar. Apesar de um quarto duplo custar 120€/noite, é dos poucos nas redondezas que ainda aceita reservas. 

Ainda assim, não quero gastar muito dinheiro...

Então terá de optar por um dos dois parques de campismo do Meco. O Campimeco (7,2€/dia), mesmo em cima da praia das Bicas, tem água quente, piscina, campo de ténis e até uma peixaria. Mas o melhor peixe é o do restaurante Cabana do Pescador, em frente. O parque de campismo de Fetais fica a 800 metros da praia de nudismo, tem piscina, duche quente e um campo de futebol. Nenhum dos dois aceita reservas, por isso o mais aconselhável é ir para o Meco enquanto ainda há lugares e marcar território com a tenda.

À noite vou aos concertos. E durante o dia, o que se faz nesta terra?

Vai-se à praia. Do recinto do festival partem autocarros para a praia do Meco - que na verdade se chama praia do Moinho de Baixo - de 30 em 30 minutos. A praia é grande (o areal tem 4 km), mas se já é concorrida aos fins-de-semana, imagine em ocasiões festivas. Todos os parques de estacionamento perto da areia são pagos (1,50€) e têm sombra. Se quiser evitar a confusão, caminhe na areia grossa para a esquerda (do lado de quem está virado para o mar) até à zona de nudismo, onde além de algumas famílias despidas, não encontra mais ninguém. Nesta zona, tem de despir-se e rezar para não encontrar nenhum colega de trabalho. Há quem se besunte com a argila que cai da falésia porque, dizem, "faz bem à pele". Se quer ter sossego mas não quer despir o fato-de-banho, tente a praia da Foz, a mais próxima do Cabo Espichel.

Sou alérgico a praia. E agora?
Mesmo que o seu problema seja a água salgada, não lhe vamos sugerir um mergulho na Lagoa de Albufeira, a menos que seja praticante de windsurf, canoagem ou kitesuf. É a poça mais próxima do festival, mas costuma estar cheia de famílias barulhentas equipadas com grelhadores e lancheiras. Micaela Rodrigues, do posto de turismo da praia do Meco (aberto das 10h às 13h e das 14h30 às 18h) oferece um mapa com um trilho pedestre pela "rota dos dinossauros", com início e fim no Cabo Espichel, ao pé do santuário. São 5 km a caminhar pelas arribas calcárias do Cabo e da Baía dos Lagosteiros, onde os olhares mais atentos conseguem avistar pegadas do período jurássico. Do Cabo Espichel pode também iniciar outra caminhada até ao Forte de São Domingos da Baralha. Não se esqueça de levar água e sandes ou barras energéticas.

Tenho mesmo de comer cachorros durante três dias?

Só se quiser. O melhor da aldeia do Meco talvez seja o marisco e pode prová-lo no Retiro do Meco (na Rua do Comércio). Delmina e o marido decidiram abrir o restaurante que agora pertence ao filho há 22 anos. "Já lidávamos com marisco há muito tempo porque tínhamos um viveiro na Lagoa de Albufeira e pensámos abrir este espaço", conta Delmina, no intervalo dos cozinhados. Além das amêijoas e do mexilhão da Lagoa, a especialidade da casa são os "3 tachos", uma invenção da sua nora Elisabete. "São três pratos de choco frito, choquinhos e carne de porco à portuguesa, acompanhados por frutas frescas como kiwis, pêssegos, ananás e morangos", explica. Na altura do festival espera-se uma enchente, mas o restaurante tem estacionamento privativo.

Os vizinhos da tenda ao lado não me deixam dormir. Na verdade não tenho sono e bebia mais um copo...

Ao lado do Retiro do Meco fica o bar Drinks and Drunks, que nos dias do festival promete estar aberto até às 6 da manhã. Há tapas, pizzas e lasanhas para matar fomes tardias e cocktails, como o Sex on The Beach, e caipirinhas (4€). Se estiver alojado em Sesimbra experimente o Vista Mar Bar (no Largo da Marina, 30, mesmo em frente à praia do Ouro). Recomendam-se as tostas em pão caseiro e as mais de 50 marcas de cervejas estrangeiras.

 

Dicas para sobreviver no festival

Tabaco:
No posto de turismo garantem-nos que na Aldeia do Meco não se vende tabaco. Pelo sim pelo não, o melhor é levar alguns maços na mala ou tentar a sorte nos cafés de Alfarim.

Multibanco:
Pode levantar dinheiro na Aldeia do Meco e em Alfarim, mas esteja preparado para filas que parecem não ter fim. Quando chegar a sua vez, é provável que a máquina já só cuspa notas de 100 euros. Recheie os bolsos com dinheiro antes de chegar.

Repelente:
Lembre-se que o recinto do festival está rodeado de pinheiros mansos e fica mesmo ao lado da Lagoa de Albufeira: o habitat de milhares de melgas e mosquitos sedentos de sangue fresco. Regra geral, costumam atacar ao fim da tarde, na altura em que começam os concertos. Não se vai arrepender de ter trazido repelente de insectos na mala. Nem tem a desculpa de que pesa muito.

Farmácia:

Se não seguiu o conselho acima e tem borbulhas do tamanho de batatas, nem tudo está perdido. Na farmácia de serviço Liz
(na Estrada de Alfarim, lote 3) têm a solução para o seu problema. E para outros que possam surgir.

Mantimentos:
No parque de campismo do festival não são permitidas botijas de gás. Evite pirotecnias e abasteça-se nas grandes superfícies (na estrada que vai até Sesimbra encontra um Modelo e um Pingo Doce). Se preferir, visite o mercado típico da Lagoa de Albufeira, das 7h às 13h.

 

Zapping Humano. Aproveite o melhor do festival SBSR

Dia 16, sexta

Jamie Lidell, 19h
Palco Super Bock
Um bom início de festa. O músico inglês vem apresentar “Compass”, novo disco, e encher o lusco-fusco do Meco com a uma mistura dançável de electrónica com soul e gospel.

Grizzly Bear, 23h30
Palco EDP
Ainda não passaram três meses desde que conquistaram o Coliseu dos Recreios e já estão de volta. Gravaram um dos discos do ano passado e são uma das melhores bandas para ver enquanto ainda se está vivo e a respirar.

Pet Shop Boys, 00h40
Palco Super Bock
Foram eles que fizeram as nossas mães cantarolar pela primeira vez uma canção com base electrónica. Vêm a Portugal mostrar a frescura e o que é a pop intergeracional.

 

Dia 17, sábado

 

Julian Casablancas, 21h
Palco Super Bock
Casablancas fez uma pausa nos Strokes, uma das bandas mais importantes do início do século XXI, para um projecto a solo que podia ser um desastre. Não foi. Julian desiludiu os pessimistas e assina um concerto imperdível.

 

Hot Chip, 22h30
Palco Super Bock
“Made in The Dark” o terceiro disco dos Hot Chip, marca a altura em que os nerds tomaram conta da pista de dança. Para curtir até os óculos ficarem embaciados

 

Vampire Weekend, 23h50
Palco Super Bock
Há dois anos tocaram às cinco da tarde no festival Alive, quando toda a gente ainda estava à procura de um lugar para estacionar. Este ano são um dos cabeças de cartaz e grande chamariz do SBSR.

 

Dia 18, domingo

Spoon, 20h20
Palco Super Bock
Fenómeno rock indie que tem crescido nos últimos anos, os Spoon passaram dos blogues de mp3 para as ondas FM e prometem ser uma das bandas mais interessantes do cartaz.

The National, 21h30
Palco Super Bock
Não há na história desta banda americana um disco mau. “High Violet”, o mais recente longa duração, é o resultado de um crescendo de talento e trabalho poucas vezes testemunhado no mundo da música.

Prince, 23h45
Palco Super Bock
Se há uma maneira errada de começar um texto é esta: “Músico X dispensa apresentações”. Se as dispensa, então porquê escrever uma notícia? Não se faz. Mas e Prince? Prince dispensa apresentações.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 09:00 | link do post | comentar

As vantagens de não ter um homem

 

Se se sente infelizdeprimida por estar sem homem, porque se separou ou porque ainda não encontrou a sua cara metade, então anime-se e veja o lado positivo da coisa, que não é pequeno.

 

As suas amigas são todas casadas e com filhos. Parecem estar bem. Você não tem actualmente com quem passear, partilhar o dia-a-dia ou namorar.

Por todas estas razões e mais algumas você tornou-se numa mulher infeliz e deprimida. Está com medo de acabar sozinha. Medo de deixar de fazer parte de um casal, medo por não saber viver como antes, quando estava só e sem preocupações.

Então minha cara, está na hora de erguer a cabeça e saber reconhecer as vantagens que existem em estar sozinha, e olhe que não são poucas. Aproveite-as bem, já que as mulheres casadas quase nunca o podem fazer.

Sou senhora e dona do meu nariz

 

Você é que manda em si e em tudo referente à sua casa.

Manda na despensa, manda no dinheiro, manda na organização da casa, manda nos horários e manda nos contratos. Manda em tudo.

Não tem que consultar o seu marido para nada. Não tem de dar satisfações a ninguém sobre o que quer que seja. Faz o que quer e o que bem lhe apetece às horas que quiser.

Aquelas frases típicas das mulheres casadas como: "O que achas disto?", "tenho que falar primeiro com ele e depois digo-te" ou "não me chateies" vão-se todas à vida.

Há uma liberdade total para tudo. Se quiser comer cereais com leite ao jantar todos os dias, ver as suas séries ou novelas favoritas pela noite dentro, ouvir Frank Sinatra bem alto enquanto toma banho e arruma a casa pode fazê-lo. O melhor? Ninguém a pode chatear por isso. Há liberdade total para se poder esquecer de um simples penso higiénico onde quer que seja. Liberdade total para arrumar a loiça só quando lhe apetecer.

Pense assim:

 

Posso sair sem ninguém me fazer perguntas ou cenas.

Se me apetecer gastar o meu ordenado inteirinho numa mala ou num relógio e comer pão e água o resto do mês, posso fazê-lo!

Haverá alguma coisa melhor do que não ter de dar satisfações a um homem?

E o tempo livre só para nós?

 

Posso passar o dia inteiro a cuidar de mim, sem horários. Posso estar com as minhas amigas três dias seguidossem ir a casa. Posso dormir o dia todo ao domingo se me apetecer.

Uma mulher sozinha tem todo o tempo de mundo para se dedicar à carreira, à família, à leitura, à  beleza, ao piano, ao desporto, ao rapel, aos bordados, aos blogues femininos, à Internet, aos museus, às viagens, à cultura e até às novelas se quiser.

Estou livre de aturar todas aquelas coisas típicas de homem

 

Banheira com pêlos, tampa da sanita para cima, meias pelo chão, camisas para lavar e engomar diariamente, jantar na mesa a horas, futebol ao fim de semana, noticiários a toda a hora, enrolar as resmas de meias deles, os jornais desportivos espalhados, as revistas de carros na casa-de-banho por arrumar, sapatos e ténis  por todo o lado, roupa interior usada no chão da casa de banho, Fórmula 1, filmes de guerra, condução desatada, música esquisita altíssima... Jogos chatos e infantis no computador, enfim, sossego sim, isso é que é o paraíso.

 

Viver sem stress é bem melhor

 

Temos que reconhecer que uma relação a dois torna-se, não raras vezes, muito desgastante e despendiosa. Telefonemas e mensagens constantemente. Mesmo no início da relação, há aqueles batimentos cardíacos e a loucura de estarmos sempre desconcentrados do nosso quotidiano a pensarmos naquela pessoa. Parecendo que não, é altamente desgastante toda esta tensão à volta de um sentimento ou de uma pessoa.

Perguntas típicas de quem tem alguém como: "onde estás?", "já chegaste?" ou "o que estás a fazer?" acabam por nos pôr em stress constante. Ter de abdicar de coisas pessoais para fazer o outro feliz, ter a preocupação permantente perante o bem estar do outro são tudo momentos de grande tensão.

Por outro lado, o dinheiro que se poupa por não ter de fazer essas chamadas e mensagens de rotina é suficiente para se poder dar ao luxo de viajar um fim de semana por mês.

Também vale a pena estar só

 

Como vê, há imensas vantagens em não ter um namorado ou um marido.

Se for este o seu caso, aproveite muito bem tudo o que você pode fazer, pois se amanhã se apaixonar estas regalias desaparecem de uma vez só.

Se for das que está acompanhada e feliz. Parabéns, você é uma mulher cheia de sorte. Sobretudo porque está feliz.




publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 14 de Julho de 2010

Sexo, elas preferem com roupa

 

Londres (Inglaterra) - Uma pesquisa realizada pelo site MyCelebrityFashion.co.uk revelou que 48% das mulheres preferem não tirar toda a roupa durante o sexo. A razão segundo elas seria a falta de confiança no seu corpo.

No entanto a pesquisa também revelou que nem todos os homens aprovam. Quando perguntados se eles gostam quando sua parceira fica com alguma peça de roupa, apenas 36% responderam que sim.

Os números também indicam que 61% das mulheres preferem ficar com o sutiã.

Uma relação no escuro também é preferida pela maioria feminina, 61% delas apóia a idéia. Já entre os homens, 37% dos homens gostam de um escurinho.

Para o diretor de marketing do site, a pesquisa revelou que uma peça de roupa é importante quando se trata da confiança do corpo feminino. "O fato das mulheres afirmarem que preferem manter um item, mostra que a auto-confiança pode estar por baixo. Nestes casos a roupa pode melhorar a imagem da mulher.

O portal entrevistou 1563 pessoas.

 

Via O Dia Online



publicado por olhar para o mundo às 21:23 | link do post | comentar

Letra

faço-me à estrada
não penso em mais nada
o que será de mim
uma história em que o princípio
mais parecia o fim

na mala do carro
só levo a guitarra
e as letras que escrever
vão falar desta viagem
que eu não vou esquecer

vou partir, sem demora
vou partir

parto sem saber
sem saber se sou capaz
deixo tudo para trás
e vou p'ra longe

se lá vou ficar
o destino irá dizer
não há tempo a perder
e vou p'ra longe

a meio do caminho
já sinto saudades
de quem lá deixei
dou por mim aqui sozinho
e assim fiquei

ao fim de alguns anos
começo a perceber
é difícil estar tão longe
de quem nos viu nascer

vou voltar sem demora
vou voltar



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

DEOLINDA - Novo disco ac...

Orq. Gulbenkian & Orq. Ge...

UHF no Cineteatro Munici...

Bar ACERT - Café-Concerto...

Tsunamiz - I Don't Buy It

Biruta - DATAS em JULHO -...

Itinerário do Sal - ópera...

Junho traz concerto de Pe...

Sarah Nery edita EP homón...

Candeio apresentam novo s...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados