Terça-feira, 23 de Março de 2010



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

O PSD em debate a 4

 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 09:01 | link do post | comentar

Mitos Urbanos

 

A noite vai avançada e o tema de conversa começa a faltar - os silêncios são constrangedores. Qual a melhor maneira de apimentar uma noite entre amigos? Sai um mito urbano para a mesa três! "Vocês já repararam que nunca se vê um funeral de um chinês? É muito estranho... Ouvi dizer que eles utilizam-nos para fazer chop-suey." Pode parecer conversa absurda mas assim nascem os boatos. 

A jornalista da SIC Susana André também ouviu muitas destas histórias e depois de fazer uma Grande Reportagem sobre o tema foi convidada a escrever um livro. Em "Mitos Urbanos e Boatos" vai encontrar desde histórias de infância às mais recentes. "Queria que o livro servisse para desmontar os boatos. Há mitos fantasiosos, que são um bocadinho como as histórias dos lobisomens. Mas outros servem para denegrir alguém, como a história da relação entre o cantor Melão e jogador Calado que foi terrível para as famílias e carreira dos próprios".

 

1 - Urina de rato nas latas mata
Os humanos têm um novo hábito desde 1998:_limpar as latas de refrigerante antes de beber. Tudo começou com um e-mail assustador:_“mulher bebe directamente de lata e morre”. Causa: a lata tinha urina de rato “tóxica e letal”. Mas calma. Como explica a jornalista Susana André essa tal mulher nunca existiu e a hipótese de isso acontecer é improvável. A urina de rato é perigosa para os humanos e pode causar leptospirose, mas nunca a podemos apanhar ao beber de uma lata. A bactéria que está na urina (leptospira), se for ingerida morre em contacto com o suco gástrico e para se manter “viva” tem de estar dentro de água.

 

2 - Chineses são imortais ou estão no meu chop-suey?

A história corre por toda a Europa: os chineses não morrem. Ou melhor, não há registo de óbitos de cidadãos chineses. Há até quem acrescente o pormenor: “Eles são desmembrados nas cozinhas dos restaurantes, cozinhados e servidos em chop-suey”. “É fácil comprovar que é tudo mentira. Quando os chineses começam a ficar doentes, regressam à China onde querem morrer. Mesmo quando morrem em Portugal, preferem ser enterrados no seu país. Entre 2000 e 2005, morreram 33, número normal para as comunidades de imigrantes.”

3 - Mamas explosivas

“Isso das mamas de silicone é um perigo. Não se pode andar de avião, se não explodem.” Conversa perfeita para um cabeleireiro, mas não passa de um mito. Existe de facto uma hospedeira cujos implantes explodiram a bordo de um avião, mas não há uma relação de causa-efeito entre silicone e despressurização. Como explicou Victor Garcia, presidente da Sociedade Espanhola de Medicina e Cirurgia Cosmética, “o mais normal é que se tenha tratado de um defeito de fabrico, que tanto se podia ter manifestado num avião como em casa.”

 

4 - “Ligue para o 112, acabamos de lhe tirar um rim”

A noite está a correr bem e a loira ao balcão não tira os olhos de si. Começam a conversar e acabam num quarto de hotel. Quando acorda está dentro de uma banheira, tem uma cicatriz nas costas e uma mensagem:_“Se queres viver, liga para o 112 e não saias da banheira”. “Os mitos urbanos têm como base preconceitos e os grandes medos da sociedade. Histórias de pessoas que acordam sem órgãos são universais”, diz Susana André. Há várias versões do mito: da mulher sedutora que o droga, à carrinha branca que andava pelas escolas, passando pela casa-de-banho do Kremlin. Parece que a Máfia Russa recrutava rins na discoteca lisboeta. A verdade é que a polícia nunca recebeu uma queixa. Como refere a jornalista, a Organs Watch explica que os traficantes de órgãos escolhem países pobres.

 

5 - Carlos Paião foi enterrado vivo 
Quem nunca ouviu o boato de que Carlos Paião foi encontrado virado no caixão depois de o ter arranhado não deve ter andado em Portugal nos últimos 20 anos. O mito de que o cantor de “Playback” tinha sido enterrado vivo era contado em cafés como um facto. “É uma história chocante e foi com relutância que contactei a viúva de Carlos Paião. Ela explicou-me que o corpo tinha sido autopsiado e que nunca ninguém abriu o caixão”, diz ao i Susana André.

 

6 - Os ratos gigantes de Mafra 
Os ratos têm o tamanho de um coelho, ocupam os quatro andares subterrâneos do Convento de Mafra e são alimentados por dois militares. Ah! E comeram um homem. Este mito é o equivalente aos crocodilos que vivem nos esgotos nova-iorquinos, numa versão menos exótica, sem tartarugas-ninja. A verdade é que é raro o visitante que vá a Mafra e não pergunte pelos ratos. Vamos desmontar o mito por fases: não há quatro andares subterrâneos, apenas um. Existem ratos nos esgotos, mas ainda há pouco tempo a responsável pelo palácio fez uma visita ao local e viu apenas um, como nos conta Susana André. Quanto ao homem devorado por um super-rato, a história tem uma origem verdadeira. O Capitão Álvaro Campeão, da Escola Prática de Infantaria, instalada no convento, conta que um soldado caiu no esgoto e morreu da queda. Como foi encontrado dias depois com sangue e uns ratitos por perto, a dedução lógica foi: os ratos atacaram-no. Mentira.

 

7 - McMinhoca Deluxe ou Big McMinhoca?
A fórmula secreta dos hambúrgueres do McDonald’s é quase tão falada como a da Coca-Cola. O sabor inalterado e a invasão planetária da cadeia de fast food deve ter enervado algumas pessoas, o que terá originado o mito de que eram feitos de minhocas. A jornalista Susana André esteve na fábrica da empresa, em Toledo, Espanha, e comprovou que não havia minhocas. “Vi a carne de vaca a ser triturada, prensada e a saírem os hambúrgueres.”

 

8 - Há sida nos telefones?
Ainda há quem tenha muito cuidadinho ao mexer em telefones públicos. Nos idos anos 90, a história de rapariga que se sentou numa cadeira de cinema e picou-se numa agulha com o papel: “Bem-vindo ao mundo real. Agora tens sida” correu o mundo. Seguiram-se as cabines telefónicas. Não vamos sequer responder à pergunta: “Por que raio é que alguém ia fazer isso?” A ciência vem em defesa da verdade: “o HIV é um vírus sensível ao meio externo e sobrevive apenas alguns minutos fora do corpo”.

 

9 - Ricky Martin no armário 
Reza a história que o programa “Sorpresa, Sorpresa” convidou Ricky Martin para surpreender uma fã. Puseram-no no armário da jovem e esconderam as câmaras. Ela chegou a casa e chamou o cão. Mas não era para lhe fazer apenas umas festinhas... O boato dizia que a jovem terá colocado foie gras nas partes íntimas e enquanto o cão a lambia, Ricky Martin via tudo do armário. Ela foi apanhada em flagrante pela produção e semanas depois do escândalo suicidou-se. O boato não se ficou por Espanha mas não passa disso mesmo. O realizador do programa prometeu cinco mil euros a quem lhe apresentasse uma imagem que fosse. Ninguém reclamou o prémio. Ricky Martin também desmentiu a história e disse que nem estava no país na altura.

 

10 - Tatuagens do He-Man têm LSD
As crianças dos anos 70 e 80 sofreram o mesmo trauma: a dupla vida das tatuagens de colar. Se por um lado eram a forma mais simples de ascender na hierarquia social do recreio, por outro, ter o He-Man colado no braço era um risco para a saúde. Os pais proibiram as tatuagens depois do comunicado do “17º Batalhão da Polícia Militar”. Assunto: “Tatuagens de heróis infantis estão a ser vendidas nas escolas e estão impregnadas em LSD.” Como Susana André descobriu, a existência de um grupo de traficantes interessado em tornar dependentes de uma droga tão cara clientes que “só têm orçamento para o vício dos chupa-chupas” nunca existiu. O boato regressou em 2002 e a polícia esclareceu que o tal batalhão militar nunca existiu e que não há registo de casos com essas tatuagens em Portugal nem no resto da Europa. Adultos frustrados, corram para os quiosques!

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Segunda-feira, 22 de Março de 2010

Depois da actriz Jennifer Love Hewitt ter dado a conhecer o seu gosto em decorar com cristais a sua vagina, a chamada Vajazzling passou a ser uma prática mais falada. A actriz descreveu o efeito final como "uma bola-de-espelhos numa discoteca", aconselhando outras mulheres a fazer o mesmo.

O processo resume-se a dois passos. Depois da depilação, são aplicados os cristais - eventualmente Swarovski, como no caso de Jennifer Love-Hewitt. Com formas e cores diferentes, cada um dos cristais tem uma superfície com cola, completamente invisível. Poderão ser escolhidos as formas e imagens a aplicar com os cristais.

Sem causar dor, são aplicados um por um e podem durar até cinco dias.

 

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 21:28 | link do post | comentar | ver comentários (1)

 

Letra

 

De linho te vesti
de nardos te enfeitei
amor que nunca vi
mas sei.

Sei dos teus olhos acesos na noite
- sinais de bem despertar -
sei dos teus braços abertos a todos
que morrem devagar.

Sei meu amor inventado que um dia
teu corpo pode acender
uma fogueira de sol e de fúria
que nos verá nascer.

Irei beber em ti
o vinho que pisei
o fel do que sofri
e dei.

Dei do meu corpo um chicote de força.
Rasei meus olhos com água.
Dei do meu sangue uma espada de raiva
e uma lança de mágoa.

Dei do meu sonho uma corda de insónias
cravei meus braços com setas
descobri rosas alarguei cidades
e construí poetas.

E nunca te encontrei
na estrada do que fiz
amor que nunca logrei
mas quis.

Sei meu amor inventado que um dia
teu corpo há-de acender
uma fogueira de sol e de fúria
que nos verá nascer.

Então:
nem choros nem medos nem uivos
nem gritos nem pedras nem facas
nem fomes nem secas nem feras
nem ferros nem farpas nem farsas
nem forcas nem cardos nem dardos

nem guerras

José Carlos Ary dos Santos



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Dia mundial contra a discriminação racial

 

J.M. chegou a casa e atirou a mochila para o chão. Algo o roía por dentro. A mãe quis saber o quê. Batera à porta da sala de aula e o professor de Educação Musical dissera-lhe: "Entra lá, ó preto". A Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) condenou o docente a uma multa equivalente a um salário mínimo. Foi a única condenação do ano. Nos últimos três anos, recebeu 235 queixas e decretou quatro condenações. 


Nem todas as queixas dão origem a processos de contra-ordenação. Ali não cabem as discriminações de foro criminal (14 foram remetidas para os tribunais), nem as de foro laboral (39 foram remetidas para a Autoridade para as Condições de Trabalho). E há as que se resolvem com mediação ou não têm pernas para andar.

Nem por isso o dirigente histórico do SOS Racismo, José Falcão, deixa de se inquietar com estes números: "Tem havido muito pouco investimento na comissão especializada na discriminação racial, que funciona junto do Alto-Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural." O país, de res- to, parece-lhe pouco empenhado em castigar quem discrimina. "Sem conde- nações, a lei não serve." Perde-se o seu propósito, o seu efeito dissuasor. 

A alta-comissária para a Imigração e Diálogo Intercultural, Rosário Farmhouse, que por inerência preside à CICDR, associa a "grande" discrepância entre o volume de queixas e o de condenações à dificuldade de provar actos de discriminação em função da raça, etnia ou nacionalidade, mas também ao quadro legal. Julga que seria "mais rápido e mais eficaz" haver uma única entidade a instruir os processos de contra-ordenação, por exemplo. 

Por ora, quem instrui processos é a inspecção-geral competente na matéria: a da Educação se for um professor, a da Saúde se for um médico, a da Administração Interna se for um polícia, por exemplo. E cada uma tem, nota Farmhouse, "a sua capacidade de resposta" - os seus tempos, as suas prioridades. À comissão permanente da CICDR cabe receber o relatório final da fase instrutória e pronunciar-se sobre as sanções a aplicar pela alta-comissária. 

Mais queixas de brasileiros

Os brasileiros são quem mais formaliza o seu protesto. No ano passado, protagonizaram 26 queixas registadas pela CICDR. Na tabela, no mesmo período, seguiam-se 13 cidadãos de nacionalidade africana não identificada, cinco portugueses de etnia cigana, quatro ucranianos. 

"As queixas não são representativas da discriminação racial", adverte a activista Ana Cruz. Não haverá ninguém tão discriminado como os ciganos. Sofrem, como lembra o sociólogo Manuel Carlos Silva, com o estereótipo do criminoso. Só que vivem de costas voltadas para o sistema: não se fiam nele. 

Os brasileiros têm níveis de educação diversificados e, até pela língua, mais noção dos seus direitos. Sobre as mulheres, observa Manuel Carlos Silva, recai um pesado preconceito. A brasileira Valdirene Tinicilas já o sentiu na pele. Da última vez não se calou: apresentou queixa. 

Estava sozinha, numa tarde movimentada, a trabalhar, numa estação de combustível, em Sintra. Entregou uma factura errada a um homem. Já de noite, o cliente regressou com a mulher e encontrou outra brasileira. "Disse que as brasileiras não prestam, que as brasileiras são todas vagabundas, ladras. No dia seguinte, a mulher voltou e perguntou se eu ia pagar o que devia. Eu disse que não era uma questão de dinheiro, mas de troca de factura. Ela disse que as brasileiras são todas iguais, só querem roubar os maridos das outras". 

A rapariga de 29 anos aconselhou-se com um advogado e ele encaminhou-a para o SOS Racismo. Está indignada: "A pessoa não pode generalizar. Colocou no livro de reclamações que foi lesada por mim em dez euros - colocou em causa o meu trabalho, a minha dignidade, só porque sou brasileira". Apresentou queixa na passada segunda-feira. 

Quem sabe qual será o desfecho? A única condenação do ano passado remonta a 8 de Janeiro de 2008. J.M. tinha 11 anos e frequentava o 6.º ano quando entrou em casa naquela revolta. A mãe queixou-se ao executivo da Escola Básica de 2.º e 3.º ciclo Mem Ramires (Santarém). 

Houve um processo interno. Primeiro, a escola tentou a conciliação: o professor negou e recusou-se a pedir desculpa. Depois, a mãe apresen- tou queixa na PSP. Já no final de 2008, o professor foi notificado da abertura do processo. Quando conheceu a decisão, impugnou-a judicialmente. Há queixas cruzadas da mãe e do professor no Tribunal de Santarém, que resolveu unir os dois processos. O julgamento começou no início de Fevereiro. As alegações finais estão marcadas para amanhã, segunda-feira.

A família da criança estranha que o professor esteja acusado da prática de um crime de injúrias, punível com prisão até três meses ou multa até 120 dias, e a mãe a responder por difamação agravada, crime com uma moldura penal que pode ir de multa de 360 dias a prisão até três anos. 

Mãe e filho foram aconselhados a não falar nesta fase do processo. O PÚBLICO não conseguiu em tempo útil ouvir o professor. Na escola decorrerá uma averiguação interna por outro alegado caso de discriminação, que envolverá o mesmo docente e uma menina de origem africana.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 10:51 | link do post | comentar

Plastikj, barco feito com 12 mil garrafas

 

 Uma embarcação construída com 12 mil garrafas de plástico levantou hoje âncora em São Francisco, rumo à cidade australiana de Sydney.

O objectivo da viagem, que está programada para durar três meses, é chamar a atenção para asquestões ambientais, em particular a poluição dos Oceanos.
O comandante do barco, David De Rothschid de 31 anos (herdeiro do sector bancário), juntou uma tripulação de quatro pessoas e, juntos, pretendem percorrer cerca de 11 mil milhas náuticas que devem passar pelo local conhecido como “depósito de plástico do Pacífico” – uma massa de lixo com uma dimensão cinco vezes maior que a Grã-Bretanha.
Construção
As 12 mil garrafas que compõem o Plastiki foram recheadas com dióxido de carbono, de forma a permitir que a embarcação flutue de forma estável. O catamarã de assistência do Paltiki usa energia solar, eólica e turbinas marítimas. Tudo materiais amigos do ambiente. Nasce agora o receio de que a embarcação possa não resistir à força das ondas, correndo o risco de se desmoronar em alto-mar. Situação que, segundo alguns críticos da expedição, “pode poluir ainda mais o Oceano, enchendo-o com 12 mil novas garrafas de plástico”

Siga aqui a viagem do Plastiki

 
Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Domingo, 21 de Março de 2010

Os melhores amantes do mundo

 

Se um alemão lhe oferecer flores, pense bem se quer continuar com o romance: é que, segundo uma sondagem do site http://www.onepoll.com/, os alemães são os piores amantes da Europa.

 

O site pediu a mulheres de 20 países para darem a sua pontuação à perícia sexual das várias nações (enfim, presume-se que fosse dos 'nativos' que conheciam por experiência própria...) e os lugares no pódium não se fizeram esperar: a medalha de ouro de piores amantes foi direitinha para os alemães. Causa: cheiram mal. A medalha de prata foi para os ingleses, acusados de serem preguiçosos, e o bronze foi para os suecos, demasiado rápidos a cortar a meta.

 

Ou seja: a moral da história é que, basicamente, para uma mulher o mais  importante nem é que um homem domine todas as posições do kamasutra: essencial mesmo é que seja lavadinho, trabalhador e paciente.  

 

O resto do mundo também não prima pelas artes do amor: os holandeses são muito brutos, os americanos muito dominadores, e os gregos muito sujos. Os escoceses fazem muito barulho, os turcos suam demasiado e os russos são peludos.

 

Mas nem tudo foi um desastre na cama: também há quem saiba o que está a fazer. A medalha de ouro de Melhores Amantes foi para os espanhóis, seguidos pelos brasileiros e pelos italianos: o charme latino, pelos vistos, ainda é o que era, ou então as mulheres andam a ver demasiados filmes com o Antonio Banderas.

 

Conclusão: as mulheres estão mais exigente e já não não aceitam qualquer um na cama. Os homens que comecem a aprender qualquer coisa: ou pelo menos, a tomar banho. Não é pedir muito, pois não?

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Esta canção
Não é mais que uma canção
Quem dera fosse uma declaração de amor
Romântica
Sem procurar a justa forma
Do que me vem de forma assim tão caudalosa
Te amo, te amo
Eternamente te amo

Se me faltares
Nem por isso eu morro
Se é pra morrer
Quero morrer contigo
Minha solidão
Se sente acompanhada
Por isso às vezes sei que necessito
Teu colo, teu colo
Eternamente teu colo

Quando te vi
Eu bem que estava certo
De quem me sentiria descoberto
A minha pele
Vais despindo aos poucos
Me abres o peito quando me acumulas
De amores de amores
Eternamente de amores

Se alguma vez
Me sinto derrotado
Eu abro mão do sol de cada dia
Rezando o credo
Que tu me ensinaste
Olho teu rosto e digo à ventania
Iolanda, Iolanda
Eternamente Iolanda
Iolanda
Eternamente Iolanda
Eternamente Iolanda

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Amy Winehouse e a capoeira

 

A cantora Amy Winehouse continua a dar que falar, só que desta vez, nada tem a ver com os maushábitos da artista. Amy parece ter-se deixado de atitudes extravagantes: a notícia, desta vez, é outra. A cantora decidiu começar a fazer capoeira (mistura de dança, música e exercício físico), numa tentativa de conseguir superar todos os problemas relacionados com álcool e drogas que lhe têm sido associados nos últimos tempos. "Amy gosta muito de praticar capoeira, é bom para fortalecer-se e tonificar os músculos", disse fonte próxima da cantora.


Via Ionline


publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Sábado, 20 de Março de 2010

Sexo anal, prazer sem dor

 

O tabu que envolve o sexo anal é antigo. Mesmo com toda liberação feminina, com a revolução sexual dos tempos modernos, com a "superficialização" das relações, ainda implica dúvidas, medos e receios, principalmente para as mulheres.

Para resolver o que ainda pode ser obscuro, fomos atrás de três experts quando o assunto é sexo: a sexóloga Carla Cecarello, coordenadora do Ambulatório de Sexualidade da Associação Brasileira de Sexualidade - Ambsex, a terapeuta sexual Sylvia Faria Marzano, do Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática - Isexp, e a professora Lilian Moretto, que dá aulas sobre sensualidade.

Numa entrevista sem vergonha ou pudor, as três responderam às dúvidas mais comuns quando o assunto é sexo anal. Confira as explicações e opiniões das especialistas:

O sexo anal sempre dói? Como fazer para doer menos?
Carla: Na maioria das vezes dói, pois os casais não fazem o sexo anal de forma adequada. Para não doer, ou doer menos (para algumas pessoas) é necessário seguir alguns passos:
- usar lubrificante, pois o ânus não tem lubrificação própria.
- iniciar a prática do sexo anal com o dedo e, posteriormente, com o pênis.
- sempre usar preservativo, pois a mucosa anal absorve facilmente qualquer tipo de vírus e bactérias.
- no momento da penetração, encostar no ânus, que sofrerá uma contração, esperar ele relaxar e, aí sim, efetuar a penetração bem devagar.
- estimular o clitóris ao mesmo tempo que estiver fazendo a penetração.

Silvia: Não, se tiver dor no sexo anal, é porque a parceria não foi bem preparada, isto é, tanto nos homens quanto nas mulheres, é necessário que haja muito erotismo, além de uma estimulação dos genitais, para que esta fique excitada e se permita receber o pênis no canal anal.

Lilian: O ânus é uma região muito inervada. Quando existe a possibilidade de uma penetração, seja com o dedo ou pênis, ocorre uma contração muscular, como se fosse uma defesa para a não penetração. É essencial que haja cumplicidade entre o casal, confiança e muita carícia para que aconteça um relaxamento maior desses músculos, de forma que não provoque desconforto nem dor, facilitando assim a penetração.

Qual a posição mais confortável, que facilita a penetração?
Silvia: Existem várias posições, mas depende de como a parceria se sente melhor. Por exemplo, a pessoa que vai ser penetrada ficar de quatro, pois permite que se masturbe durante a dilatação anal e penetração, para não perder a excitação. Não é a penetração anal só que dá prazer, pois o reto não tem essa capacidade. O que faz a pessoa sentir prazer com o sexo anal é estar excitada após manipulação genital ou do corpo, e muito erotismo.

Lilian: A melhor posição sexual para a prática do sexo anal é aquela onde os parceiros fiquem relaxados e confiantes, na qual a mulher tenha total controle na penetração. Vale a tentativa de experimentar várias posições até descobrir a mais adequada. Uma sugestão: um dos parceiros deverá postar-se de costas em pé apoiando-se com o corpo ligeiramente inclinado, onde conseguirá manter contato com o pênis do parceiro guiando seus movimentos.

É possível engravidar?
Carla: Não, pois não há comunicação direta do ânus com o útero. Engravidar só é possível através da penetração vaginal.

Silvia: Jamais. A gravidez só ocorre se o espermatozóide for depositado na vagina e conseguir passar pelo útero até as trompas da mulher, onde se encontra o óvulo no período fértil da mulher. Mas, a penetração não deve, de maneira nenhuma, ser feita sem o uso de preservativo, mesmo que seja em parceria fixa. As fezes têm bactérias que contaminam a uretra e o pênis, podendo passar para a próstata, que vai dar uma doença infecciosa de difícil tratamento.

Sexo anal é falta de higiene?
Carla: Uma coisa não tem nada a ver com a outra. A prática do sexo anal é a mesma coisa que praticar sexo oral ou vaginal.

Silvia: Não se forem respeitadas as orientações do uso de preservativo e sempre, mesmo após o uso deste, lavar o pênis antes de penetrar na vagina.

Lilian: Não considero falta de higiene, desde que sejam tomados alguns cuidados. É necessário manter higiene com água e sabonete na região do ânus, e principalmente o uso do preservativo. E quanto à higienização interna é opcional, mas não recomendada pelos médicos.

Qual a importância dos lubrificantes?
Carla: O ânus não tem lubrificação própria como a vagina, que se lubrifica quando a mulher está excitada. O ânus foi feito ‘para sair’ e não ‘para entrar’, portanto, precisa de ajuda para entrar qualquer coisa. Porém, os lubrificantes precisam ser a base de água para não corroer a mucosa anal, como acontece com a vaselina, e também não pode ser a saliva, pois desta forma se leva bactérias da saliva para o ânus. Xilocaína, como muitos usam, nem pensar, pois é anestésico.

Lilian: É importante o uso de lubrificante à base de água, pois no ânus não existe lubrificação similar a da vagina, desta forma evita o rompimento do preservativo causado pelo atrito, além de facilitar a penetração e evitar ferimentos.

Sexo anal pode fazer mal a saúde? Pode provocar hemorróidas?
Carla: O sexo anal só fará mal a saúde se a pessoa tiver intestino preso, hemorróidas ou qualquer tipo de fissuras na região. E é claro, pode-se contrair doenças sexualmente transmissíveis, caso não se use preservativo. Não deve ser praticado todo dia, pois os esfíncteres podem ficar frouxos e aí, não se consegue mais segurar as fezes. No máximo duas vezes na semana e tomando os cuidados citados acima. Nada de relações intempestivas.

Silvia: O sexo anal bem orientado não faz mal à saúde, mas pode piorar as doenças tipo hemorróidas, que são varizes de veias do ânus. Se isto estiver ocorrendo, com sangramentos ou dor, procure um tratamento antes da prática do sexo anal.

Lilian: O sexo anal não é prejudicial à saúde, desde que os parceiros aceitem essa variação sexual, que saibam explorar os corpos com muito cuidado e carinho, lembrando que o maior prejuízo possível nessa prática são as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), portanto a importância do uso do preservativo. Sexo anal não provoca hemorróidas.

Qual a dica para relaxar e fazer, sem medo?
Carla: O casal precisa querer fazer sexo anal. Não adianta um querer e o outro não. Partindo deste princípio e seguindo os passos citados acima, pode-se praticar sexo anal, sem problemas.

Silvia: Um primeiro lugar ter certeza que já tem intimidade suficiente com a parceria e quer fazer. Não faça nada forçado. Aprenda como fazer: muitas preliminares, erotismo, excitação, dilatação delicada do ânus com lubrificante, para depois penetrar o pênis lentamente. Não ficar penetrando por muito tempo e com muita força. Lembre de repor o lubrificante, pois este seca e pode machucar a parceria. Peça para parar se não estiver prazeroso. Deixe para outra ocasião se não estiver segura.

Lilian: Primeiramente uma boa conversa entre o casal, desejar de fato praticar o sexo anal e não apenas para agradar o parceiro. Procurar usar de muita carícia, explorar a região anal com a língua, com os dedos, e só depois de muita excitação a penetração deverá ocorrer. Não dispensar o uso do preservativo e jamais penetrar a vagina após a penetração anal, para que não haja nenhum risco de infecção. Lembrando que o sexo anal é uma forma a mais de prazer para o casal.

Via 180 Graus

 



publicado por olhar para o mundo às 21:53 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Esto no puede ser no mas que una cancion
quisiera fuera una declaracion de amor
romantica sin reparar en formas tales
que ponga freno a lo que siento ahora a raudales
te amo
te amo
eternamente te amo
si me faltaras no voy a morirme
si he de morir quiero que sea contigo
mi soledad se siente acompañada
por eso a veces se que necesito
tu mano
tu mano
eternamente tu mano
cuando te vi sabia que era cierto
este temor de hallarme descubierto
tu me desnudas con siete razones
me abres el pecho siempre que me colmas
de amores
de amores
eternamente de amores
si alguna vez me siento derrotado
renuncio a ver el sol cada mañana
rezando el credo que me has enseñado
miro tu cara y digo en la ventana
yolanda
yolanda
eternamente yolanda
yolanda
eternamente yolanda
eternamente yolanda

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Os melhores sítios para ler fora de casa

 

01 Quintal Bioshop 


Num quintal normal, e para quem tem a sorte de o ter, pode haver uma pequena horta, flores e, quem sabe, um espaço para churrascos. No quintal mais famoso do Porto, o Quintal Bioshop, há uma mercearia biológica, uma loja de produtos ecológicos e de cosméticos naturais, workshops e encontros, uma cafetaria bio e ainda uma esplanada com wi-fi. Procure um lugar no meio das árvores e peça uma fatia de bolo de chocolate e romã antes de abrir um livro. 

Rua do Rosário, 177, Porto, 222 010 008. Segunda a sexta das 10h30 às 20h00, sábado das 15h00 às 20h00

02 Espaço Fábulas

O livro a levar bem podia ser "Ali Babá e os Quarenta Ladrões" ou "As Mil e Uma Noites", porque o Fábulas, em Lisboa, tem qualquer coisa de caverna encantada (e até tem uma tosta chamada Sheherezada, com queijo brie e espinafres, uma delícia). Entra-se e o chão é de pedra, as paredes são de pedra, e em cada recanto há uma mesa, uma poltrona ou até uma velha máquina de costura a convidar à conversa ou à leitura. Dirija-se à sala para não fumadores e escolha o sofá por baixo das fotografias da Beatriz Costa - provavelmente o recanto mais confortável de Lisboa. Se quiser até pode ir sem material de leitura, porque livros e imprensa do dia são coisa que não falta por aqui.

Cç. Nova de São Francisco, 14, Lisboa, 213 476 323. Segunda a quarta das 10h00 às 24h00, quinta a sábado das 10h00 à 01h00 e domingo das 11h00 às 19h00.

03 Esplanada do Farol Design Hotel 

Mais perto do mar é impossível. E mais confortável que num dos sofás brancos de Gandia Blasco também. Na On the Rocks, a esplanada do Farol Design Hotel, os livros têm dois sérios concorrentes: a vista e o sol. Mas experimente levar qualquer coisa de acordo com a atmosfera e a bossa nova que passa baixinho ou as caipirinhas que saem do bar: um dos romances de Chico Buarque, por exemplo, ou um Rubem Fonseca. 

Farol Design Hotel, Av. Rei Humberto II de Itália, 7, Cascais, 214 823 490. Das 10h30 à 01h30

04 Maria Vai com as Outras 

Não se podia falar dos melhores sítios para ler sem falar de uma livraria, mas a Maria Vai com as Outras, no Porto, não é uma livraria qualquer. Tem alguns livros para venda, sim, mas também é café, bar, casa de chá, loja de artesanato, galeria e sala de concertos. Entre as suas paredes coloridas a regra é conviver ou aproveitar o ambiente calmo e amigo dos livros, do cinema e da arte (todos os espaços amigos dos livros têm um gato, e a Maria Vai com as Outras tem). 

R. do Almada, 443, Porto, 220 167 379. Todos os dias das 16h30 às 20h30 e das 22h30 às 24h00

05 Jardins do Museu do Traje e da Moda

Há momentos em que parece Sintra, com árvores centenárias impossíveis de abraçar e estátuas e escadarias de pedra que vão dar a lagos com nenúfares. Há momentos em que se estendem pomares e prados e não se percebe se o jardim tem um fim. E há alturas em que parece que estamos dentro da série "Perdidos", com ervas e mato de todos os lados. Os jardins do Museu Nacional do Traje e da Moda, no Lumiar, são uma espécie de segredo de Lisboa, onde não falta sequer uma cascata. Situado na Quinta do Monteiro-Mor e partilhado com o Museu do Teatro, o parque conta com vários bancos à sombra ou ao sol, de madeira ou de pedra, perfeitos para ler um romance histórico ou um clássico como "Os Maias" ou "O Monte dos Vendavais". 

Largo Júlio de Castilho, Lisboa, 217 590 318. Terça das 14h00 às 18h00, quarta a domingo das 10h00 às 18h00 (última entrada às 17h30). €2 só o jardim, grátis aos domingos até às 14h00

06 Esplanada do Museu Nacional de Arte Antiga 

A esplanada do Museu Nacional de Arte Antiga é uma das candidatas ao título de esplanada mais tranquila de Lisboa, e a sua atmosfera é perfeita não só para ler mas até para escrever. Com o rio de um lado e obras-primas como "As Tentações de Santo Antão" de J. Bosch do outro, o sossego da atmosfera é o ideal para conseguirmos desligar-nos da cidade e perder- -nos num livro. O restaurante funciona em self-service e fora das horas de refeições - as ideais para ler - serve também saladas, crepes e quiches. 

Rua das Janelas Verdes, Lisboa, 213 912 800. Terça das 14h00 às 18h00, quarta a domingo das 10h00 às 18h00
 
Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 09:40 | link do post | comentar

Sexta-feira, 19 de Março de 2010

sexo na banheira também é bom

 

 Espero que você já tenha experimentado algumas das posições sexuais que já indiquei. Hoje, vamos conhecer os prazeres que uma banheira pode proporcionar.

Você pode começar a preparar o ritual pela decoração da banheira. Coloque velas em torno da mesma, para ter uma iluminação mais aconchegante. Coloque uma taça com morangos ou uvas vermelhas para brincar um pouquinho. Passe a fruta bem devagarinho nos lábios dele. Capriche no jogo de sedução.

Agora vamos às posições:

Posição 1

- Encha a banheira até a altura dos seios (você estará sentada no colo dele);
- Deixe a água em uma temperatura agradável para os dois;
- Seu parceiro senta-se com as pernas cruzadas;
- Você coloca-se voltada para ele, sentando no colo dele, devagarinho. Antes da penetração, brinque com o seu corpo roçando no corpo dele. Brinque com as frutas e com a bebida. Beije-o. Seja criativa;
- É a hora de iniciar a penetração. Você é quem controla a velocidade e a intensidade da penetração. Comece devagar e vá aumentando a velocidade à medida que se aproxima do clímax;
Essa posição estabelece contato visual e corporal extremamente intenso, o que é bastante prazeroso e estimulante para o casal. Além de estimular o clitóris, o que é bom para você, pois auxilia o orgasmo.

Posição 2

- Seu parceiro senta-se primeiro na banheira, flexionando levemente as pernas. Você sentará sobre ele, só que de costas. Se incline bem para a frente e apóie as mãos no fundo da banheira. Você é quem irá controlar a velocidade e a intensidade da penetração.
- Peça a ele que massageie as suas costas. Ele poderá ensaboar as mãos e deslizá-las sobre as suas costas e nas coxas.
- Não tenha pressa. Lembre-se que é você que controla a situação. Aproveite ao máximo!!!

Posição 3

- Faça seu parceiro se deitar com as costas apoiadas e com os antebraços apoiados no fundo da banheira, as pernas levemente flexionadas e separadas. - Capriche nas preliminares. Toque o corpo dele com as mãos bem ensaboadas. Quando ele estiver pronto, sente-se sobre ele com as suas pernas entre as dele. Deixe suas pernas flexionadas, apoiando os pés no fundo da banheira. Coloque as mãos nos ossos dos quadris dele (você está sentada de costas para ele);
- Você terá todo o apoio de que precisa para se movimentar para frente e para trás, para cima e para baixo. Percebeu o porquê esta posição é extremamente excitante? Seu parceiro terá uma visão privilegiada do seu corpo, além do movimento de entra e sai, que é muito provocante para ele.

Dica Importante:

Se você estiver numa banheira de hidromassagem, não ligue a hidro na hora do ato sexual. Ligue antes de vocês entrarem, apenas para espalhar os sais de banho e fazer espuma. Desligue, antes de vocês entrarem. A hidro poderá relaxar demais, entendeu? E não esqueça a camisinha e o lubrificante. Já o tempo, você poderá esquecer. Sem pressa!

Via 180 Graus



publicado por olhar para o mundo às 22:34 | link do post | comentar

Virus informáticas andam por aí.

 

Dois telemóveis comprados na loja online da Vodafone trouxeram um extra que não estava previsto: um código malicioso pré-instalado cuja missão é roubar dados do cartão. No primeiro caso, reportado na semana passada, a Vodafone Espanha classificou o incidente como “isolado”. O problema é que o segundo telemóvel infectado foi comprado por um especialista em segurança informática, que o testou antes de começar a utilizar. Resultado: ambos os telemóveis vieram da loja infectados com o mesmo “malware”. Ontem ainda não havia explicação oficial para o sucedido. Mas o que realmente interessa é perceber que os códigos maliciosos, dos vírus aos programas para roubar passwords, vêm agora nos pacotes mais insuspeitos.

Cuidado com o motor de busca

A primeira coisa que a maioria dos cibernautas faz quando quer procurar alguma coisa é ir aoGoogle. No entanto, o maior motor de busca da internet não é responsável pela idoneidade dos links que apresenta nas páginas de resultados. Javier Ildefonso, director de marketing da especialista em segurança Symantec, dá o exemplo: “Na primeira página de resultados orgânicos [não patrocinados] de uma busca por ‘entrevista a tiger woods’ encontram-se vários links infectados”, cerca de 30% do total. 
O responsável, que ontem apresentou em Lisboa a mais recente versão do software de protecçãoNorton 360, admitiu mesmo que os motores de busca são hoje uma das principais portas de entrada dos vírus e outros códigos maliciosos nos computadores pessoais. É que o site pode não parecer perigoso e levar o utilizador a clicar onde não deve. Ou então apresentar uma página de “downloads”, até de software antivírus, que não são mais que programas falsos. Programas como o Norton e oMcAfee avisam com uma bola verde ou vermelha se o site é fiável ou não.

Vírus em Aeroportos

 O alerta já tinha sido dado há dois anos, quando um estudo revelou que muitas redes sem fios nos aeroportos norte-americanos eram vulneráveis. Ontem Javier Ildefonso voltou a frisar este perigo, referindo os casos de infecção que aconteceram no aeroporto de Chicago. Se ligar o portátil e lhe aparecer uma rede com o apetecível nome “Free Wi-Fi”, acredite: o mais provável é que seja uma armadilha.

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 13:32 | link do post | comentar

 

Letra

 

Dream on girl, Dream on girl
I want to see you sleep tonight
You're up and down
You hit the ground
And time is drifting trough your fears

I can't find your dreams tonight
And make your lover come back home
If you don't know, you are on your own
I'll choose the best place for your sleep

Come back to see the day you lost your heart
And all your hopes
I'll take you to see the sunrise and try to catch your ghost

Come on girl, a dream is your world
The signs you see are in your mind
The words that you speak are here in my ear
So I can hear you falling down

Take a breath to see me
I can wait for you to
Live our live with no hopes but
If you still believe... 

Come back to see the day you lost your heart
And all your hopes
I'll take you to see the sunrise and try to catch your ghost



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Obama vem a Portugal

 

Via Henricartoon 



publicado por olhar para o mundo às 09:03 | link do post | comentar

Roubar livros é fácil?.. pelos vistos sim

 

Renault Express não chegou. Foi preciso uma Ford Transit - com uma bagageira que consegue transportar quatro pessoas deitadas - para Antero Braga, ex-administrador da Bertrand, recuperar os livros que o professor disfarçado de cliente fiel lhe roubara durante vinte anos. Um mês depois de a livraria do Chiado ter instalado o sistema de alarmes, à passagem do insuspeito professor da Escola de Belas Artes, com conta corrente na loja, o alarme disparou. Mal sabia Antero Braga que acabaria por ganhar o dia: quando a carrinha estacionou à porta, carregada com mais de mil livros roubados, percebeu que tinha recuperado o dinheiro investido nos alarmes. 


Um milhar de livros roubados nem sequer chega a ser recorde. Nos anos 70, o mais famoso ladrão entre os livreiros do Chiado, conseguiu construir uma biblioteca ainda maior: 30 mil volumes. Só precisou de se disfarçar de padre e de uma batina com um forro falso. 

As carreiras dos livreiros estão recheadas de flagrantes improváveis: um disfarçado de padre, um padre a sério, um disfarçado de coxo, munido de muletas.

Antero Braga, actual proprietário da livraria Lello, adianta que por ano são roubados "uma centena de livros" na livraria portuense. José Pinho, da Ler Devagar, aponta para 20 livros roubados por mês. A Bertrand do Chiado só num fim-de-semana viu desaparecer 18 exemplares do mesmo livro. A Almedina suspeita que a taxa de furtos seja semelhante à dos EUA - onde os roubos representam "1,7% do volume de vendas". Jaime Bulhosa (Pó dos Livros) explica a quebra aos leigos dos números: "Por cada livro roubado, tem de se vender três livros iguais só para cobrir o prejuízo."

Há os ladrões profissionais - que roubam para vender -, os amadores - que roubam um livrinho por ano - e até os VIP. "É muito comum apanhar figuras públicas. E o mais vergonhoso ainda é o que roubam. Já vi de tudo, até as anedotas do Herman", conta Jaime Bulhosa. 

O volume dos livros nem intimida os ladrões. Pelo contrário: os calhamaços até são os preferidos: "2666", o mais roubado na Bertrand em 2009, tem mais de mil páginas. Na mesma loja, já roubaram o dicionário Houaiss - três volumes que pesam 11 quilos. A Bíblia - pecado dos pecados - é um dos mais roubados de sempre. José Pinho (Ler Devagar) perseguiu "um ladrão pela baixa de Lisboa durante uma hora", até dar com os cinco volumes das obras completas de Jorge Luís Borges no caixote do lixo. 

Os bestsellers lideram o top de roubos. Os livros mais caros também são apetecíveis e os livreiros optam por tê-los debaixo de olho - atrás ou à frente do balcão. Mas há quem roube os títulos mais improváveis. Jaime Bulhosa diverte-se a contar no blogue da Pó dos Livros a sua investigação a um misterioso ladrão culto. "Desconfiamos que seja a mesma pessoa, porque só rouba poesia e música erudita." E há ainda ladrões que quando escolhem os livros gostam de deixar a sua assinatura. "Sinto Muito" e "Código Penal" lideram as listas que imploram perdão. 

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quinta-feira, 18 de Março de 2010

 Entre lantejoulas, perucas e batons berrantes, vi-me dentro dos bastidores de um espectáculo travesti ao fazer a reportagem "Transformismo: Quando eles são elas". À minha frente dois homens que percebiam mais dos truques femininos do que eu: Realçavam majestosamente o peito (que não possuem), adelgaçavam a cintura, escondiam pêlos, aumentavam as maçãs do rosto, pintavam-se com uma destreza que nunca eu serei capaz de ter. Conhecem de trás para a frente as cores da moda e sabem imitar os jeitos mais sensuais das divas da música.

 

Eu, que sempre me tinha achado uma mulher 97% feminina (gosto de rir alto, dizer palavrões de vez em quando e beber umas belas imperiais no verão... lá se vão 3%), revi em fracções de segundos a minha falta de jeito para muitas destas coisas. Afinal, qual de nós seria mais mulher se fossemos a um concurso de perguntas sobre moda e beleza? Seria eu o elo mais fraco, estou certa.

"Gosto muito do que Deus me deu"

 

Ricardo e Miguel, que em palco são Luna e Sylvie Kass
Ricardo e Miguel, que em palco são Luna e Sylvie Kass
 

Contudo, e talvez para minha surpresa, nenhum deles ansiava ser mulher. "Gosto muito do que Deus me deu... ser mulher era uma carga de trabalhos", dizem-me entre risos. Fora do palco são irreconhecíveis. Homens da cabeça aos pés... só as unhas compridas deixam os mais atentos ficar na dúvida.

Falam-me do preconceito, dos altos e baixos de uma profissão que nem sempre os compensa economicamente. Mas a "satisfação" e "libertação" sentidas em palco parecem compensar. São transformistas de profissão... mas também de coração.

Pedem-me para sair na hora de vestir. Há truques para ocultar a sua masculinidade que exigem privacidade... e devem permanecer como segredos bem guardados. Vejo-os novamente em cima do palco, agora na pele de "Sylvie Kass" e "Luna". Na plateia estão homens, mulheres, casais hetero, casais homossexuais, grupos de despedidas de solteiros, fãs habituais. O ambiente é divertido e não há ninguém que não bata palmas. Já eu, aplaudo de pé o profissionalismo com que se transformam em mulheres e a dgnidade com que remam contra a maré da discriminação.

Via A vida de saltos altos

 



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

 

 

 

Letra

 

You're never with me
you're never near me
What time is it?
What time?
Whose time is this?
Give yourself a chance to breathe
I'll give you the room you need

You're never here
You're never near here
What day is this?
What day?
Whose day is this?
Put me in your supermarket list
I'm here, I'm real, it's true, I do exist

Today you may feel a little sleepy
Maybe the morning is too soon
I guess I'll have to borrow
One of your sunny afternoons
But afternoons they never come
There's nothing left for me to borrow

I guess I'll try again tomorrow
I guess I'll try again tomorrow
I guess I'll try again tomorrow
I guess I'll try again tomorrow

You're wasting me
You're breaking, you're wasting me
Can this be love?
Is this?
Whose love is this?What is wrong with you?
I don't know
No place in you for me
And me, I need you so

And if you want to be by yourself
No one disturbing, that's alright
I guess I'll have to borrow
A little of yourself tonight
But tonight it never comes
There's nothing left for me to borrow

I guess I'll try again tomorrow
I guess I'll try again tomorrow
I guess I'll try again tomorrow
I guess I'll try again tomorrow

It may seem a little hollow
But I'll try again tomorrow

There's nothing left for me to borrow
I guess I'll try again tomorrow



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Dar sangue gay

 

Depois de dez anos como dador, André viu-lhe ser rejeitada "definitivamente" a sua dádiva. Motivo? Informou que tinha tido uma relação homossexual.

 

André Correia, de 28 anos, dador de sangue há 10 anos, deparou-se com a pergunta "Se é homem: alguma vez teve relações sexuais com outro homem?", em Maio de 2009, quando respondia ao inquérito do Hospital de Santo António, no Porto. Decidiu deixar o espaço da resposta em branco. Mas informou a médica responsável de que tinha tido uma relação homossexual cerca de oito meses antes. Nada aconteceu e André, que já fez 15 dádivas de sangue, contribuiu uma vez mais para o banco da unidade hospitalar.


Em pouco mais de meio ano, porém, tudo mudou - na sua declaração de dador, André passou de "apto" para "eliminado". "Quando regressei para dar sangue, em Dezembro, voltei a não responder à pergunta. Mas informei a médica e disse-lhe que não tinha tido qualquer relação homossexual nos últimos 15 meses. Desta vez não me deixaram dar sangue", diz. 

Entre Maio e Dezembro, recorda o jovem, a ministra da Saúde, Ana Jorge, em resposta a uma pergunta do deputado do BE João Semedo, tinha confirmado a exclusão dos potenciais dadores de sangue masculinos que declaravam ter relações homossexuais: "[Trata-se] unicamente de um controlo sobre os comportamentos de risco dos dadores". Esta resposta terá determinado a sua rejeição, acredita André. 

O que se seguiu foi uma história já conhecida: André fez várias reclamações e até hoje não obteve qualquer resposta. Numa das reclamações, exigia saber quais os "motivos clínicos" que o impediam de dar sangue - isto porque, numa declaração do Serviço de Hematologia Clínica do Santo António, justificava-se que a sua suspensão "definitiva" como dador de sangue devia-se a "motivos clínicos". "Nunca tive qualquer problema de saúde, passei em todos os testes", garante. 

Comunicou pessoalmente isso mesmo ao director daquele serviço, Manuel Campos, que, segundo André, "ficou espantado" com a situação, mas voltou a repetir o argumento dos "motivos clínicos" numa segunda declaração escrita. Nela pode ler-se: "Veio no dia 18/05/2009 ao Serviço de Hematologia Clínica para doar sangue. Fez a sua dádiva normal porque não declarou expressamente ser homossexual. No dia 21/12/2009 veio novamente ao serviço (...) e nesse dia explicitamente declarou ter tido relação/relações homossexuais, tendo ficado nessa data excluído pelos motivos que são sobejamente conhecidos de eliminação da dádiva suportados pelo parecer do Ministério da Saúde". 

"Estão a tentar vencer-me pelo cansaço", afirma André, "porque continuam a não me dizer quais os motivos clínicos e falam em motivos "sobejamente conhecidos" sem explicitar quais". A avaliação, salienta, "é feita apenas com base no preconceito, porque na verdade os homossexuais masculinos podem dar sangue, só não podem dizer que são homossexuais".

Isso mesmo ficou provado em Fevereiro, quando o Instituto Português do Sangue (IPS) fez um apelo ao país para doar sangue, uma vez que as reservas estavam a escassear. André foi ao IPS do Porto e deu sangue. "No questionário, que não tem qualquer pergunta semelhante à que existe no inquérito do Santo António, respondi afirmativamente à questão "Já foi recusado como dador alguma vez?". E a médica nem sequer me perguntou porquê", refere.

André não baixou os braços e fez nova reclamação, endereçada ao IPS. Nela recorda todos os passos desde que começou a doar sangue até à rejeição "definitiva" que consta da sua declaração de dador. "Fui excluído como dador a nível nacional, mas ao IPS nem sequer interessa se fui rejeitado ou não", diz, apontando que, por ora, apenas sabe que o IPS enviou a sua reclamação para o Ministério da Saúde. 

O caso de André é um entre muitos, nota o BE, que, daqui a duas semanas, vai levar à Comissão de Assuntos Constitucionais um projecto de resolução que recomenda ao Governo a adopção de medidas para combater totalmente a discriminação dos homossexuais e bissexuais nos serviços de recolha de sangue.

 

Via Público   imagem da internet



publicado por olhar para o mundo às 10:29 | link do post | comentar

Carro supersónico mais rápido que um caça

 

A equipa de engenheiros que está a construir o carro mais rápido do mundo já terá encontrado uma solução para o maior problema que tinha entre mãos: evitar que o veículo descole, tal como um avião, quando ultrapassa a barreira do som (1.225 kms/h), noticiou a BBC .

"Quando atingimos Mach 1.3 já conseguimos fazer com que parte anterior do carro não perca contacto com o solo", afirmou o director técnico do Bloodhound SSC, o veículo que deverá bater o actual recorde do mundo de velocidade atingindo os 1.610 kms/h no segundo semestre de 2011 na África do Sul.

"Até agora, enfrentámos grandes problemas. A estrutura aerodinâmica conseguia levantar até 12 toneladas e o veículo pesa, no máximo, 6,5 toneladas, o que lhe permitia voar", declarou à BBC John Piper.

Intel determinante


A entrada no projecto da Intel terá sido determinante para a resolução deste problema, asseguram os cientistas. Como?

Os super-computadores disponibilizados pela gigante norte-americana da electrónica permitiram simular 55 arquitecturas diferentes em apenas oito semanas. Antes da Intel, a equipa de design levou 18 meses a estudar 11 configurações.

O actual recorde do mundo velocidade foi estabelecido em 1997. O Thrust SuperSonic Car atingiu 1.228 kms/h.

 

 

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 08:02 | link do post | comentar

José Trocas-te 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 17 de Março de 2010

Enfermeiras Holandesas fartas dos pedidos sexuais dos apcientes

 

"Eu imponho o limite" é o nome campanha lançada pelas enfermeiras holandesas, cansadas dos pedidos de favores sexuais por parte dos pacientes.

Liderado pela União das Enfermeiras Holandesas, o movimento já tem um site, onde as profissionais podem denunciar doentes mais atrevidos. A campanha teve início depois de uma enfermeira, de 24 anos, ter sido assediada por um paciente de 42. A jovem decidiu apresentar queixa contra o doente, que alegadamente terá conseguido favores sexuais de outras enfermeiras.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

 

 

Estão a ver alguém a baldar-se a um jogo do Glorioso, mesmo que a pedido do patrão, da namorada, do Papa ou do Presidente da República, ainda por cima para ir ver música clássica e poesia? Os Italianos são uns panisgas é o que é.

 

Mas, uma coisa semelhante, tem todo o potencial de viralidade por que tantos anseiam.

 

Via Jonasnuts que o tinha tirado do Pedro F.

 



publicado por olhar para o mundo às 14:37 | link do post | comentar

 

Letra

 

Fui bailar no meu batel
Além do mar cruel
E o mar bramindo
Diz que eu fui roubar
A luz sem par
Do teu olhar tão lindo

Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração

Se eu bailar no meu batel
Não vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo

Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração

Se eu bailar no meu batel
Não vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

 

 

A primeira vez que vi isto eu achei que era montagem... mas aconteceu mesmo.... em que centro de emprego estará agora inscrito o engraçadinho?

 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:41 | link do post | comentar

O fim do mundo segundo Leonardo DaVinci

 

De acordo com a investigadora Sabrina Sforza Galitzia, a janela central sobre a imagem de Cristo e seus discípulos antes da crucificação contém um quebra-cabeça matemático e astrológico que ela conseguiu decifrar.

O resultado desse enigma seria a previsão de que o fim do mundo começaria no dia 21 de Março de 4006 e terminaria no dia 1 de Novembro do mesmo ano. Segundo a investigadora, Da Vinci acreditava que essa data marcaria um "novo começo para a humanidade".

"Existe um código Da Vinci e não é aquele que se tornou popular graças a Dan Brown", disse Sforza Galitzia ao "The Times", que já estudou os manuscritos de Da Vinci na Universidade da Califórnia e agora trabalha nos arquivos do Vaticano.

Sabrina analisou códigos escondidos na obra do artista que envolvem signos do zodíaco e o uso das 24 letras do alfabeto latino usadas para representar as 24 horas do dia.
Leia aqui o artigo completo

Via Ionline
 



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Terça-feira, 16 de Março de 2010

Disfunção eréctil é um assunto do coração

 

A probabilidade dos portadores de disfunção eréctil sofrerem um derrame cerebral é 10% maiordo que a dos restantes doentes cardíacos, enquanto a possibilidade de precisarem de ser internados, por insuficiência cardíaca, é 20% superior

Cientistas alemães acompanharam 1519 homens de 13 países diferentes com doenças cardíacas. No início da investigação, dois anos depois e cinco anos após, os homens foram questionados sobre uma possível disfunção eréctil. O estudo levado a cabo pela Universidade do Sarre, na Alemanha, concluiu que entre os homens portadores de doenças cardíacas, aqueles que também apresentam quadros deimpotência sexual têm o dobro de hipóteses de sofrerem um ataque cardíaco.
O grupo concluiu que a disfunção eréctil é "um forte indicador" de mortes relacionadas comproblemas cardíacos, como o "enfarte do miocárdio, derrame cerebral, e insuficiência cardíaca".
Para os autores do estudo, homens que estão a tratar problemas de disfunção eréctil deveriam fazer exames para saber se sofrem de problemas cardíacos. "Há que homens que estão a ser tratados pela disfunção eréctil, mas não pela doença cardiovascular fundamental. Um grupo inteiro de homens está em risco", afirmou Michael Böhm, um dos autores do estudo, à BBC.
A pesquisa explica que a impotência sexual está ligada ao fluxo inadequado de sangue nas artérias do pénis. Portanto, para muitos homens, a dificuldade constante em atingir uma erecção pode ser um sinal prévio de que suas artérias se estão a tornar mais estreitas.
Com base nisso, os autores da pesquisa defendem que os médicos deveriam questionar seus pacientes sobre sua vida sexual, já que os homens dificilmente tomam a iniciativa de falar sobre este problema.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 19:36 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Porto calmo de abrigo

De um futuro maior

Inda não está perdido

No presente temor

 

Não faz muito sentido

Já não esperar o melhor

Vem da névoa saindo

A promessa anterior

 

Quando avistei

Ao longe o mar

Ali fiquei

Parada a olhar

 

Sim, eu canto a vontade

Canto o teu despertar

E abraçando a saudade

Canto o tempo a passar

 

Quando avistei

Ao longe o mar

Ali fiquei

Parada a olhar

 

Quando avistei

Ao longe o mar

Sem querer deixei-me

Ali ficar

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

DEOLINDA - Novo disco ac...

Orq. Gulbenkian & Orq. Ge...

UHF no Cineteatro Munici...

Bar ACERT - Café-Concerto...

Tsunamiz - I Don't Buy It

Biruta - DATAS em JULHO -...

Itinerário do Sal - ópera...

Junho traz concerto de Pe...

Sarah Nery edita EP homón...

Candeio apresentam novo s...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados