Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

21
Out09

MÃE, PAI, JÁ NÃO SOU VIRGEM!

olhar para o mundo

Os pais e o sexo

 

 Vários amigos de ambos os sexos, portanto neste caso tanto pais como mães, dizem-me que os filhos também de ambos os sexos lhes contaram quando perderam a virgindade.

Embora cá em casa o sexo esteja longe de ser pecado ou tabu, nunca imaginei essa cena da/o filha/o a vir ter connosco para celebrar a primeira queca...
Eu própria nunca fiz a participação aos meus pais da minha estreia sexual, pois por muita intimidade e abertura que haja, os pais são sempre pais e não propriamente camaradas de café.
Embora falar de sexo com os filhos seja saudável, também não lhes quero violar a privacidade. Há uma linha divisória entre a familiaridade e a privacidade que não deve ser forçada, acho eu. É um direito dos próprios filhos e uma questão de respeito da parte dos pais.
Portanto, fiquei parva com essa onda de confidências em que os pitos e pitas contam logo numa nice aos pais que estiveram no truca-truca, sem recear o habitual questionário pedagógico que compete aos pais sobre se foram responsáveis, se foi sexo seguro, se não se precipitaram, se agora vai ser sempre a bombar.
Agora esclareçam-me se vocês foram a correr contar aos vossos pais a 1ª vez que tiveram sexo e se os vossos filhos, sobrinhos ou filhos dos amigos acham assim tão cool partilhar com os pais as suas cenas de marmelada!

 

Via Intervalo para café

21
Out09

Música Portuguesa do dia:Se eu fosse um dia o teu olhar - Pedro abrunhosa

olhar para o mundo



Letra

 

Frio,
o mar
Por entre o corpo
Fraco de lutar.
Quente,
O chão
Onde te estendo
E te levo a razão.
Longa a noite
E só o sol
Quebra o silêncio,
Madrugada de cristal.
Leve, lento, nú, fiel
E este vento
Que te navega na pele.
E Pedes-me a paz
Dou-te o mundo
Louco, livre assim sou eu
(Um pouco mais...)
Solta-te a voz lá do fundo,
Grita, mostra-me a cor do céu.
Se eu fosse um dia o teu olhar,
E tu as minhas mãos também,
Se eu fosse um dia o respirar
E tu perfume de ninguém.
Se eu fosse um dia o teu olhar,
E tu as minhas mãos também,
Se eu fosse um dia o respirar
E tu perfume de ninguém.
Sangue,
Ardente,
Fermenta e torna aos
Dedos de papel.
Luz,
Dormente,
Suavemente pinta o teu rosto a
pincel.
Largo a espera,
E sigo o sul,
Perco a quimera
Meu anjo azul.
Fica, forte, sê amada,
Quero que saibas
Que ainda não te disse nada.
Pede-me a paz
Dou-te o mundo
Louco, livre assim sou eu
(Um pouco mais...)
Solta-te a voz lá do fundo,
Grita, mostra-me a cor do céu.
Se eu fosse um dia o teu olhar,
E tu as minhas mãos também,
Se eu fosse um dia o respirar
E tu perfume de ninguém.
Se eu fosse um dia o teu olhar,
E tu as minhas mãos também,
Se eu fosse um dia o respirar
E tu perfume de ninguém.

21
Out09

Restaurantes em Saldo no Porto

olhar para o mundo

Restaurantes em saldo no Porto

 

As duas edições da Restaurant Week em Lisboa foram um sucesso tão grande que os telefones dos restaurantes participantes não pararam de tocar. As reservas para jantar por apenas 20 euros nos restaurantes mais caros da capital, como o Eleven ou o Olivier, esgotaram em poucos dias.

Esta semana é a vez do Porto. Até 31 de Outubro, 22 dos restaurantes mais conceituados da cidade, como o Boca do Lobo, Le Poivron Rouge, Artemísia ou Foz Velha, preparam um menu com entrada, prato principal e sobremesa por apenas 20 euros.

 Restaurantes que participam na Porto Restaurant Week:

1. A Cozinha do Manel

2. Artemísia

3. Boca do Lobo- Hotel Infante de Sagres

4. Bull & Bear

5. Cafeína

6. Casa Branca

7. Clube da Gula

8. Foz Velha

9. Góshò- Porto Palacio Congress Hotel and Spa

10. Jardim d'Inverno do Hotel Ipanema Park

11. Itamae

12. Le Poivron Rouge-Hotel Tiara

13. Le Coin- Porto Palacio Congress Hotel and Spa

14. Porto Novo- Sheraton Porto Hotel

15. Pousada do Porto Freixo Palace Hotel

16. Praia da Luz

17. Renascença- Grande Hotel do Porto

18. Restaurante de Serralves

19. Restaurante Panorâmico Portucale

20. Restaurante Quarenta e 4

21. Sessenta Setenta

22. Terra

Via Ionline

20
Out09

O tema é o Pénis... o seu é normal?

olhar para o mundo

 Normal?Quando o tema é pénis, o tamanho (comprimento, leia-se) é a questão mais debatida. E nós não queremos fugir disso! Queremos escrever, debater, comentar, retorquir, analisar... o tema!

Qual é o tamanho ideal? Se perguntarmos aos donos do dito cujo, o tamanho ideal é sempre um “bocadinho” maior do que aquilo que têm (mesmo que não o admitam). Salvo raras excepções, mesmo quando dizem que aquele que têm “nunca os deixou ficar mal”, quase todos os homens gostariam de ter mais alguns centímetros, sabe-se lá porquê! Mas o tamanho ideal, como em tudo na sexualidade, depende! Depende dos envolvidos, dos gostos de cada um e daquilo que se consegue fazer com os centímetros que se tem! “Não importa o tamanho da varinha, mas sim a magia que se faz com ela”, já dizia Allen Gomes. Mas as correlações que se fazem entre tamanho e prazer sexual ou, pior, entre tamanho e competências sexuais, além de não serem correctas, podem ter efeitos devastadores ao nível da auto-estima dos homens (sim, porque este blog também se preocupa com a vossa auto-estima!) e, consequentemente, ao nível da performance sexual. Ou seja, aquilo que depois pode mesmo fazer com que a sua performance não seja tão boa, não são os centímetros, mas a inibição causada por acharem que têm um pénis mais pequeno do que deviam e que a pessoa com quem estão se sente frustrada com essa questão (já pensaram o que é tentar ser um bom “amante” com estas ideias na cabeça?). E tudo em nome de uma ideia que veio sabe-se lá de onde, sabe-se lá porquê e que, bem vistas as coisas, não é, de perto nem de longe, o factor mais importante!


Esmiucemos, então, o factor tamanho:
Antes de mais, a maior parte de vós, caros leitores masculinos, mede mal o vosso pénis! E depois queixam-se... ou seja, medem o pénis por cima dos testículos até à glande e depois ficam deprimidos porque lêem que o pénis português médio tem 13 a 17 cm em erecção e acham que estão abaixo da média. O pénis deve ser medido desde onde REALMENTE começa (no osso do púbis) até à ponta da glande (cabeça do pénis). Ora espreitem lá atrás (sim, afastem os testículos) e vejam lá se eu não tenho razão e não há, mais coisa menos coisa, 2 ou 3 cm de pénis aí escondidos! O pénis está “agarrado” ao corpo, não nasce dos testículos! Não sabendo exactamente a idade dos leitores, devo ressalvar que o crescimento só termina por volta dos 20 anos, por isso, se ainda têm 17,18, 19 aninhos, ainda não acabou (mas também já não deve crescer muito, ok?).
Um estudo feito em Portugal sobre esta matéria (http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=23735), aponta, de facto, para um tamanho médio do pénis em Portugal entre 13 e 17 cm em erecção, mas bem medidos, claro! Lá detrás das “cortinas” até à ponta da glande. Vá... agarrem-se à fita métrica, régua, etc. e redefinam-se! Today is your lucky day!
Ainda sobre o tamanho, reparem numa coisa: a vagina tem fim! Não é um buraco que não vai dar a lado nenhum. A profundidade de uma vagina ronda os 7 a 10 cm e apesar de se expandir quando excitada, não ultrapassa, em média, os 12 cm. Além disso, a maior parte das terminações nervosas e onde a maior parte das mulheres sente mais prazer, é no primeiro terço da vagina (aqueles primeiros 3 - 4 cm). Por isso, um órgão sexual masculino grande não é necessário para ter prazer nem sequer é garantia de coisa nenhuma (até porque um grande número de mulheres nem sequer atinge o orgasmo com a penetração, mas isso fica para outra vez)! Resumindo, alguém me explica qual a vantagem de ter um pénis grande que depois fica cá fora a apanhar ar?!?! Já sei que vão dizer coisas como:
-    “O pénis também serve para outras coisas, não é só para ‘fazer o amor’ com as vaginas”. Pode estar a faltar-me a imaginação, mas mesmo pensando nas outras práticas sexuais, e sem entrar em grandes pormenores, não estou a ver nenhum buraco que beneficie de um pénis grande... pensem nisso. 
-    “Mas as mulheres ficam mais excitadas com pénis grandes”. Também não é verdade, pois muitos inquéritos revelam que a maior parte das mulheres quer um pénis normal. Aliás, até consideram que os pénis muito grandes podem ser assustadores ou provocar dores.
-    Entre outras coisas que depois escreverão nos comentários...
Admito que haja algumas pessoas que acham mais excitante ver ou segurar um pénis maior, mas, mesmo assim, ter um pénis grande não dá, à partida, nenhuma vantagem a nível sexual. É preciso saber o que fazer com ele! Além disso, os mega pénis (aqueles que têm mais de 19,5 cm em erecção) têm a desvantagem de poder levar à disfunção eréctil... Agora que pensam nisso, ter um pénis muito grande já não tão divertido pois não?
Ou seja, um pénis muito grande tem vantagens nos balneários (porque os outros homens ficam com inveja!), perante um pequeno número de mulheres (pronto, temos que admitir que elas existem) ou se querem seguir uma carreira de actores pornográficos!
Não quero aqui dizer que não existem pénis pequenos! Existem e alguns podem até ser tão pequenos que não são funcionais, mas o mesmo se pode dizer de pénis que são muito grandes! Conclusão: É bom estar na média!
Aproveito para dizer que não há relação nenhuma entre outras partes do corpo e o tamanho do pénis (um homem pode ser muito narigudo ou ter um pé muito grande ou vice-versa e isso não quer dizer nada, ok? Não tirem conclusões precipitadas!).

 

E se for pequeno?.. importa?Mas o pénis não é só comprimento, certo? Na equação do prazer sexual, o perímetro parece importar mais do que o comprimento! É aquela fricção, estão a ver? Mas disso, pouco se fala! Mais uma vez, não é necessário ter-se um perímetro muito grande, a média é suficiente, até porque a vagina é bastante elástica e adapta-se à maioria das formas, tamanhos e feitios de pénis que existem. O estudo referido atrás, afirma que, em Portugal, o perímetro médio do pénis em erecção, está entre 8,5 e 10,5 cm (medidos na base do pénis). Lá estão vocês outra vez de fita métrica em punho. Compreendo!


E agora... a história das inclinaçõescurvas e afins:
O pénis não é exactamente direito. Na realidade todos os homens têm uma curvatura no pénis – uns mais do que outros, claro! Mas a verdade é que ter uma curvatura no pénis e ele “apontar” para direita ou para a esquerda é normal e comum, embora seja de realçar que, nalgumas situações, a curvatura do pénis em erecção possa ser mais acentuada e possa dificultar as relações sexuais e estas situações precisam de aconselhamento e intervenção especializada (médico Urologista). Ainda recentemente uma colega me falava de um rapaz da sua terra conhecido como “bengalinha” (entre as meninas, diga-se) e isso não pode ser bom!
Ainda antes de me despedir, “cumpre-me” avisar: cuidado com as comparações!
-    uma ilusão de óptica faz com que o pénis pareça mais pequeno visto de cima do que de frente (”por isso é que nos balneários os dos outros me parecem sempre maiores!”, respiram alguns de vós de alívio);
-    quando flácidos, as diferenças entre os pénis notam-se mais;
-    não se comparem com actores pornográficos, porque alguns deles foram escolhidos porque pertencem àquela pequena percentagem da população que tem o pénis maior, não porque representem o homem médio, que isso não vende!

 

Sei que nunca fui, nem nunca vou ser, dona de um pénis e, por isso, por mais que leia ou pergunte nunca vou entender, na sua profundidade total, a razão pela qual o pénis é tão importante para os homens, mas posso dizer-vos que o conselho feminino geral é o de que devem passar menos tempo focados em coisas como o tamanho (sim, eu sei que este post faz exactamente o contrário!) e mais tempo a aprender coisas novas, a conhecer o/a(s) vosso/a(s) parceiro/a(s) e a desfrutar daquilo que têm com quem quiserem! Have fun!
 

Via Interno Feminino

 

20
Out09

Surprise!!!!

olhar para o mundo

 

 

Um homem estava deitado na cama com a sua nova namorada.

Depois de terem feito sexo, ela esteve imenso tempo a acariciar-lhe os testículos. 
Algo de que ela parecia gostar imensamente.

Ele estava a gostar bastante, mas com curiosidade perguntou:
- Porque gostas tanto de acariciar os meus testículos?

E sua voz macia respondeu: 
- Porque tenho saudades dos meus...

 

Recebido por mail

20
Out09

Dez sites úteis para guardar

olhar para o mundo

Dez sites uteis

 

 Agenda de concertos

epilepsiaemocional.org
Está farto de viver da casa para o trabalho e do trabalho para casa? Gostava de quebrar a rotina e assistir a um concerto de vez em quando mas não faz ideia do que se passa na cena musical do país? Não se preocupe. Este site tem todos os concertos de todas as bandas em todo o país. Datas, locais, horas, não falta nada. Se não conhecer nenhuma das bandas, tem um problema sério. O remédio é googlar e descobrir. 

Praias
www.beachcam.pt
Descubra tudo o que há para saber sobre as praias portuguesas dadas aos desportos marítimos. Vento, ondas, temperatura do mar, condições meteorológicas e notícias de surf. Mesmo que seja um leigo nestas andanças, pode sempre dar uma espreitadela às câmaras que o site tem espalhadas pelas praias e imaginar que está à beira-mar, sentado na areia, em vez de trancado no escritório.

Dicionário
www.priberam.pt
Um
 dicionário é daquelas coisas obrigatórias. Seja para verificar a ortografia de uma palavra ou para descobrir o significado de outra. Longe vão os tempos dos calhamaços encadernados a capa dura, verdadeiras armas de arremesso e distracção para os menos focados. Quantas vezes deu por si a rir enquanto descobria novas palavras de entoação cómica mas perfeitamente inúteis e a esquecer-se daquela que realmente interessava? Com o dicionário online basta escrever a palavra e pronto. A internet faz o resto.

Jornais e Revistas 
www.noticias.sapo.pt 
Que não tenha tempo para comprar jornais, que não haja um quiosque num raio de 500 metros no percurso para o trabalho, que nunca tenha trocos disponíveis, está muito bem, mas isso já não é desculpa para não andar informado. Nesta página encontra as capas de toda a imprensa portuguesa, bem como os links para os respectivos sites. Comece no ionline.pt e depois vá por aí fora descobrir o mundo.

Gadgets e tecnologia 
gadgetsetecnologia.com
Este é daqueles sites que dão muito jeito na altura do Natal ou dos aniversários dos mais chegados. Ou então para descobrir o mais recente apoio de GPS para moto, ou a nova pen com 3452 mil gigas de memória e rádio incorporado. Perca-se por novos portáteis, PC, GPS e fique a saber as novidades relacionadas com a internet e afins. Óptimo para se distrair de tempos a tempos durante o horário de expediente.

Receitas 
www.vaqueiro.pt
Nem toda a gente tem alma de Maria de Lourdes Modesto, Jamie Oliver, Sá Pessoa ou Julia Child. Ou melhor, alma até pode ter, dom para os tachos é que já é outra história. Não se deixe assustar por palavras como confitar ou bechamel. Não desista de ser dono e senhor da sua cozinha. O site da Vaqueiro pode ser a salvação, é que além de ser fácil de usar, tem toda uma panóplia de receitas divididas por tipo de carne ou peixe. É só escolher, seguir os passos e fazer um brilharete entre amigos, família ou a cara-metade.

Viagens 
www.skyscanner.pt 
Este site é uma verdadeira pérola da pesquisa. A partir daqui pode conhecer todos os voos low cost que saem de Portugal. Não adie mais a escapadela romântica ou aquela semana de férias que tinha planeado num qualquer país europeu ou numa das nossas ilhas. E também lhe mostra as viagens mais baratas a partir de outros países. 

Moda e tendências
www.tendenciasonline.com
Não é preciso ser especialista para andar na moda. Nem sequer é preciso saber os nomes de todas as cores que existem, variações incluídas, de todos os tecidos ou peças de roupa. Se não sabe o que é uma clutch, um bolero nem percebe qual a utilidade das mangas a três quartos num casaco de Inverno, não faz mal, a sério. Este site tira-lhe as dúvidas, explica-lhe que tipo de roupa usar em todas as ocasiões e até lhe mostra as tendências actuais quer de roupa quer de cabelos. Sim, porque na moda, tudo conta.

Cinema 
www.cinema.ptgate.pt 
Não quer ser daquelas pessoas que ocupam as filas das bilheteiras durante minutos intermináveis enquanto decide que filme quer ver, pois não? Não quer ser alvo da ira do casal atrás de si que quer ver a comédia romântica prestes a começar e cujo início vão perder graças à sua indecisão? Saiba que filmes estão em cartaz em Portugal, que outros se vão estrear, em que cinemas, a que horas, tudo explicadinho tim-tim por tim-tim. E como bónus até pode pesquisar em que outras películas entrou aquele actor cuja cara não lhe é nada estranha e que gosta muito de ver trabalhar.

Utilidades 
www.indeks.pt 
Este site tem o dom de reunir uma quantidade de links úteis para o dia-a-dia. Bancos, automóveis, imobiliárias, notícias, saúde, lazer, cultura, entre muitas outras coisas. Pode aceder à página da Segurança Social tão rapidamente como à dos recordes do Guinness para logo a seguir se perder no site do seu clube de eleição. É a verdadeira loucura.

 

Via ionline

20
Out09

Música Portuguesa do dia:Carta - Toranja

olhar para o mundo



Letra

 

Carta

Toranja

Não falei contigo
Com medo que os montes e vales que me achas
Caíssem a teus pés...
Acredito e entendo
Que a estabilidade lógica
De quem não quer explodir
Faça bem ao escudo que és...

Saudade é o ar
Que vou sugando e aceitando
Como fruto de Verão
Nos jardins do teu beijo...
Mas sinto que sabes que sentes também
Que num dia maior serás trapézio sem rede
A pairar sobre o mundo
Em tudo o que vejo...

É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro
Que a minha bola de cristal é folha de papel
Nela te pinto nua, nua
Numa chama minha e tua.

Desconfio que ainda não reparaste
Que o teu destino foi inventado
Por gira-discos estragados
Aos quais te vais moldando...
E todo o teu planeamento estratégico
De sincronização do coração
São leis como paredes e tectos
Cujos vidros vais pisando...

Anseio o dia em que acordares
Por cima de todos os teus números
Raízes quadradas de somas subtraídas
Sempre com a mesma solução...
Podias deixar de fazer da vida
Um ciclo vicioso
Harmonioso ao teu gesto mimado
E à palma da tua mão...

É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro
Que a minha bola de cristal é folha de papel
Nela te pinto nua, nua
Numa chama minha e tua.
Numa chama minha e tua.

Desculpa se te fiz fogo e noite
Sem pedir autorização por escrito
Ao sindicato dos deuses...
Mas não fui eu que te escolhi.
Desculpa se te usei
Como refúgio dos meus sentidos
Pedaço de silêncios perdidos
Que voltei a encontrar em ti...

É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro...

...nela te pinto nua, nua
Numa chama minha e tua.
Numa chama minha e tua.

Ainda magoas alguém
O tiro passou-me ao lado
Ainda magoas alguém...
Se não te deste a ninguém
Magoaste alguém
A mim... passou-me ao lado.
A mim... passou-me ao lado.

20
Out09

Saramago:Escrever Caim foi um exercício de liberdade

olhar para o mundo

Saramago e CaimO escritor falava durante a apresentação mundial do livro, que se realizou no Museu Municipal de Penafiel, perante uma assistência de cerca de 800 pessoas, integrada na programação do festival literário Escritaria 2009, que homenageia o autor de “Memorial do Convento”. 


“Não é que este livro seja mal comportado, mas é, sem dúvida uma insurreição, um apelo a que todos se animem a procurar ver o que está do outro lado das coisas”, disse. 

O Prémio Nobel da Literatura de 1998, com 86 anos, falou cerca de uma hora e um quarto, e referia-se ao tema principal do livro, em que regressa à questão religiosa, contando, em tom irónico e jocoso, a história de Caim. 

Segundo o Velho Testamento, Caim terá sido o filho primogénito de Adão e Eva, que matou Abel, seu irmão mais novo, num acesso de ciúmes, após verificar que Deus mostrara preferência por este. 

“Nada disto existiu, está claro, são mitos inventados pelos homens, tal como Deus é uma criação dos homens. Eu limito-me a levantar as pedras e a mostrar esta realidade escondida atrás delas”, afirmou o escritor. 

O lançamento do livro foi o último acto da presença de Saramago em Penafiel, onde está desde a manhã de sexta-feira, para participar na segunda edição do Escritaria, que se iniciou na quinta-feira. 

O festival pretende “celebrar a carreira dos grandes autores portugueses de forma intensa e abrangente, criando no contexto urbano um conjunto de acções que sejam capazes de surpreender os penafidelenses e todos aqueles que nos visitem”, disse à Lusa Alberto Santos, presidente da Câmara de Penafiel, que organiza o evento, em parceria com as edições Cão Menor. 

Alberto Santos considera o Escritaria “um investimento reprodutivo, altamente compensador, porque cria uma onda de interesse em Penafiel, impõe a cidade como um espaço dos afectos, do património, da cultura e das artes. Isto é um factor de coesão, identidade e auto-estima para a população”. No final da sessão do evento, considerou que “todos os objectivos foram atingidos”. 

A segunda edição do evento - com um orçamento de 50 mil euros - incluiu sessões de teatro, com a companhia Éter, de Sintra, a apresentar a peça “Memorial do Convento”, baseada na obra homónima de Saramago, e de cinema, vários filmes inspirados na obra do escritor, entre eles “Ensaio dobre a cegueira”, do realizador brasileiro Fernando Meirelles. 

“O festival gerou uma imensa onda de interesse a nível nacional e todas as suas manifestações tiveram grande participação, com sessões cheias, tanto as de teatro, cujo número de sessões teve que ser aumentado para acolher todos os interessados, como as de cinema e também os colóquios que tiveram assistências de 400 a 500 pessoas”, afirmou o autarca. 

Toda a baixa da cidade foi decorada em homenagem à obra de Saramago, tendo sido palco de teatro de rua e de várias intervenções plásticas inspiradas nas criações de José Saramago. 

“Sabemos que para o ano vamos ter que trabalhar muito para manter o nível que esta edição atingiu, mercê da presença do José Saramago. Tudo faremos para que isso aconteça, ou, pelo menos, para chegar o mais perto possível”, afirmou Alberto Santos.

 

Via Público

19
Out09

... a professora da minha filha anunciou que irá explicar "a reprodução"

olhar para o mundo

 Na principal enciclopédia, a palavra “amor” é contemplada com míseros 21 verbetes e sexo com 34.


Pergunte à sua criança. Na primeira reunião de pais do ano, a professora da minha filha anunciou que irá explicar "a reprodução". "Preparem-se para perguntas lá em casa!" Eu, que de parvo só tenho a cara, controlei o pânico e li uns 200 compêndios recentes. Aprendi imenso. Espero que o leitor não sofra de afânise, termo do freudiano Ernst Jones para definir "a extinção do desejo sexual", que ele (correctamente) identificava como a raiz de todos os males. Mas no tempo dele não havia Viagra – essa (literalmente) varinha-mágica.

Sabiam que nunca existiu o tal "direito do senhor", um mito da Idade Média no qual o aristocrata podia papar a noiva do servo na noite de núpcias? Tudo inventado por Voltaire, no século XVIII, e popularizado por folhetins e Hollywood! O prefixo "homo" sempre foi confundido por ter dois significados. No latim, quer dizer "ser humano"; no grego, "o mesmo" – daí ‘homossexual’. Apavorante é o índice real de falha dos contraceptivos em relação ao índice teórico. Se o índice teórico de falha da camisinha é de 5%, o real é de 15%!

Na principal enciclopédia, a palavra "amor" é contemplada com míseros 21 verbetes e "sexo" com 34. Apenas 26 são dedicados ao pénis e 41 à vagina (quase um monólogo da vagina!). Pasmem: 24 abordam a homossexualidade (mais do mesmo) e só 3 a heterossexualidade! Intrigante: há 48 tópicos para "coito", contra 21 para "orgasmo" (bem, talvez estejam a falar de casamento). O beijo na boca não é universal – não existe na cultura vietnamita. E aquele caso do presidente Coolidge, que já contei, tem outra versão.

Quando a senhora Coolidge perguntou com que frequência o touro podia montar uma vaca e a resposta foi "umas 40 vezes por dia", ela bradou: "Vá dizer isso ao meu marido!" Mas quando o presidente indagou se era sempre com a mesma vaca e ouviu que era uma vaca diferente de cada vez, rugiu: "Vá dizer isso à minha mulher!"

Paulo Nogueira, Cronista
 

 

19
Out09

Olhar de sapo conquista júri de concurso nacional de fotografia de natureza

olhar para o mundo

Foram precisos dois dias para captar aquele olhar do sapo-parteiro-comum, a espreitar nas areias das dunas de Mira. Mas o esforço de João Petronilho valeu-lhe o prémio de Arte Fotográfica no concurso nacional Parques e Vida Selvagem, iniciativa do Parque Biológico de Gaia que recebeu um total de 639 fotografias.

“Olhos na bruma” mostra pouco mais do que os dois olhos do sapo-parteiro-comum (Alytes obstetricans), meio enterrado na areia, poucos minutos antes do pôr-do-sol. “Precisei de dois dias para conseguir esta fotografia. Acho que disparei 200 vezes até escolher a imagem que queria”, contou João Petronilho, guarda-florestal.

A espécie está classificada como “Pouco Preocupante” mas as suas áreas de ocorrência em Portugal – Norte e Centro – têm vindo a ser fragmentadas pela pressão urbanística, poluição e destruição de charcos e ribeiros, segundo o Atlas dos Anfíbios e Répteis de Portugal.

João Petronilho, fotógrafo amador que concorreu com seis fotografias de espécies de Portugal, considera que este concurso ajuda a “divulgar e a incentivar” estes trabalhos que nem sempre são fáceis de conseguir. “Por vezes acertamos logo à primeira, mas nem sempre é assim. Saímos para o campo e vamos aproveitando o que aparece”, explicou ao PÚBLICO.

Este ano participaram 131 pessoas, desde crianças a reformados. “Até recebemos o trabalho de uma criança de cinco anos mas as fotografias estavam um bocado desfocadas”, contou Jorge Gomes, do Parque Biológico de Gaia. “Nunca tivemos tantos concorrentes”, acrescentou, notando que a fotografia digital veio facilitar esta prática. 

João Petronilho será galardoado com equipamento fotográfico no valor de mil euros.

O prémio na vertente Registo Documental foi atribuído a Pedro Ferrão Patrício, pela sua fotografia “Vórtex” (no Parque Natural da Serra da Estrela), pelo qual receberá equipamento no valor de 200 euros.

Pela primeira vez, o concurso criou o prémio Júnior que acabou por distinguir Manuel José Brandão Malva, de 13 anos, pela fotografia “Peneireiro”, captada em Consolação/Peniche.

O concurso, que vai na nona edição, recebeu trabalhos desde a Primavera até ao Outono. As 50 melhores fotografias serão mostradas numa exposição a inaugurar a 7 de Novembro na sala que aquele parque dedicou à fotografia de natureza.

 

Via Público

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D