Quarta-feira, 21 de Outubro de 2009

Os pais e o sexo

 

 Vários amigos de ambos os sexos, portanto neste caso tanto pais como mães, dizem-me que os filhos também de ambos os sexos lhes contaram quando perderam a virgindade.

Embora cá em casa o sexo esteja longe de ser pecado ou tabu, nunca imaginei essa cena da/o filha/o a vir ter connosco para celebrar a primeira queca...
Eu própria nunca fiz a participação aos meus pais da minha estreia sexual, pois por muita intimidade e abertura que haja, os pais são sempre pais e não propriamente camaradas de café.
Embora falar de sexo com os filhos seja saudável, também não lhes quero violar a privacidade. Há uma linha divisória entre a familiaridade e a privacidade que não deve ser forçada, acho eu. É um direito dos próprios filhos e uma questão de respeito da parte dos pais.
Portanto, fiquei parva com essa onda de confidências em que os pitos e pitas contam logo numa nice aos pais que estiveram no truca-truca, sem recear o habitual questionário pedagógico que compete aos pais sobre se foram responsáveis, se foi sexo seguro, se não se precipitaram, se agora vai ser sempre a bombar.
Agora esclareçam-me se vocês foram a correr contar aos vossos pais a 1ª vez que tiveram sexo e se os vossos filhos, sobrinhos ou filhos dos amigos acham assim tão cool partilhar com os pais as suas cenas de marmelada!

 

Via Intervalo para café



publicado por olhar para o mundo às 13:23 | link do post | comentar



Letra

 

Frio,
o mar
Por entre o corpo
Fraco de lutar.
Quente,
O chão
Onde te estendo
E te levo a razão.
Longa a noite
E só o sol
Quebra o silêncio,
Madrugada de cristal.
Leve, lento, nú, fiel
E este vento
Que te navega na pele.
E Pedes-me a paz
Dou-te o mundo
Louco, livre assim sou eu
(Um pouco mais...)
Solta-te a voz lá do fundo,
Grita, mostra-me a cor do céu.
Se eu fosse um dia o teu olhar,
E tu as minhas mãos também,
Se eu fosse um dia o respirar
E tu perfume de ninguém.
Se eu fosse um dia o teu olhar,
E tu as minhas mãos também,
Se eu fosse um dia o respirar
E tu perfume de ninguém.
Sangue,
Ardente,
Fermenta e torna aos
Dedos de papel.
Luz,
Dormente,
Suavemente pinta o teu rosto a
pincel.
Largo a espera,
E sigo o sul,
Perco a quimera
Meu anjo azul.
Fica, forte, sê amada,
Quero que saibas
Que ainda não te disse nada.
Pede-me a paz
Dou-te o mundo
Louco, livre assim sou eu
(Um pouco mais...)
Solta-te a voz lá do fundo,
Grita, mostra-me a cor do céu.
Se eu fosse um dia o teu olhar,
E tu as minhas mãos também,
Se eu fosse um dia o respirar
E tu perfume de ninguém.
Se eu fosse um dia o teu olhar,
E tu as minhas mãos também,
Se eu fosse um dia o respirar
E tu perfume de ninguém.



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Restaurantes em saldo no Porto

 

As duas edições da Restaurant Week em Lisboa foram um sucesso tão grande que os telefones dos restaurantes participantes não pararam de tocar. As reservas para jantar por apenas 20 euros nos restaurantes mais caros da capital, como o Eleven ou o Olivier, esgotaram em poucos dias.

Esta semana é a vez do Porto. Até 31 de Outubro, 22 dos restaurantes mais conceituados da cidade, como o Boca do Lobo, Le Poivron Rouge, Artemísia ou Foz Velha, preparam um menu com entrada, prato principal e sobremesa por apenas 20 euros.

 Restaurantes que participam na Porto Restaurant Week:

1. A Cozinha do Manel

2. Artemísia

3. Boca do Lobo- Hotel Infante de Sagres

4. Bull & Bear

5. Cafeína

6. Casa Branca

7. Clube da Gula

8. Foz Velha

9. Góshò- Porto Palacio Congress Hotel and Spa

10. Jardim d'Inverno do Hotel Ipanema Park

11. Itamae

12. Le Poivron Rouge-Hotel Tiara

13. Le Coin- Porto Palacio Congress Hotel and Spa

14. Porto Novo- Sheraton Porto Hotel

15. Pousada do Porto Freixo Palace Hotel

16. Praia da Luz

17. Renascença- Grande Hotel do Porto

18. Restaurante de Serralves

19. Restaurante Panorâmico Portucale

20. Restaurante Quarenta e 4

21. Sessenta Setenta

22. Terra

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Terça-feira, 20 de Outubro de 2009

 Normal?Quando o tema é pénis, o tamanho (comprimento, leia-se) é a questão mais debatida. E nós não queremos fugir disso! Queremos escrever, debater, comentar, retorquir, analisar... o tema!

Qual é o tamanho ideal? Se perguntarmos aos donos do dito cujo, o tamanho ideal é sempre um “bocadinho” maior do que aquilo que têm (mesmo que não o admitam). Salvo raras excepções, mesmo quando dizem que aquele que têm “nunca os deixou ficar mal”, quase todos os homens gostariam de ter mais alguns centímetros, sabe-se lá porquê! Mas o tamanho ideal, como em tudo na sexualidade, depende! Depende dos envolvidos, dos gostos de cada um e daquilo que se consegue fazer com os centímetros que se tem! “Não importa o tamanho da varinha, mas sim a magia que se faz com ela”, já dizia Allen Gomes. Mas as correlações que se fazem entre tamanho e prazer sexual ou, pior, entre tamanho e competências sexuais, além de não serem correctas, podem ter efeitos devastadores ao nível da auto-estima dos homens (sim, porque este blog também se preocupa com a vossa auto-estima!) e, consequentemente, ao nível da performance sexual. Ou seja, aquilo que depois pode mesmo fazer com que a sua performance não seja tão boa, não são os centímetros, mas a inibição causada por acharem que têm um pénis mais pequeno do que deviam e que a pessoa com quem estão se sente frustrada com essa questão (já pensaram o que é tentar ser um bom “amante” com estas ideias na cabeça?). E tudo em nome de uma ideia que veio sabe-se lá de onde, sabe-se lá porquê e que, bem vistas as coisas, não é, de perto nem de longe, o factor mais importante!


Esmiucemos, então, o factor tamanho:
Antes de mais, a maior parte de vós, caros leitores masculinos, mede mal o vosso pénis! E depois queixam-se... ou seja, medem o pénis por cima dos testículos até à glande e depois ficam deprimidos porque lêem que o pénis português médio tem 13 a 17 cm em erecção e acham que estão abaixo da média. O pénis deve ser medido desde onde REALMENTE começa (no osso do púbis) até à ponta da glande (cabeça do pénis). Ora espreitem lá atrás (sim, afastem os testículos) e vejam lá se eu não tenho razão e não há, mais coisa menos coisa, 2 ou 3 cm de pénis aí escondidos! O pénis está “agarrado” ao corpo, não nasce dos testículos! Não sabendo exactamente a idade dos leitores, devo ressalvar que o crescimento só termina por volta dos 20 anos, por isso, se ainda têm 17,18, 19 aninhos, ainda não acabou (mas também já não deve crescer muito, ok?).
Um estudo feito em Portugal sobre esta matéria (http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=23735), aponta, de facto, para um tamanho médio do pénis em Portugal entre 13 e 17 cm em erecção, mas bem medidos, claro! Lá detrás das “cortinas” até à ponta da glande. Vá... agarrem-se à fita métrica, régua, etc. e redefinam-se! Today is your lucky day!
Ainda sobre o tamanho, reparem numa coisa: a vagina tem fim! Não é um buraco que não vai dar a lado nenhum. A profundidade de uma vagina ronda os 7 a 10 cm e apesar de se expandir quando excitada, não ultrapassa, em média, os 12 cm. Além disso, a maior parte das terminações nervosas e onde a maior parte das mulheres sente mais prazer, é no primeiro terço da vagina (aqueles primeiros 3 - 4 cm). Por isso, um órgão sexual masculino grande não é necessário para ter prazer nem sequer é garantia de coisa nenhuma (até porque um grande número de mulheres nem sequer atinge o orgasmo com a penetração, mas isso fica para outra vez)! Resumindo, alguém me explica qual a vantagem de ter um pénis grande que depois fica cá fora a apanhar ar?!?! Já sei que vão dizer coisas como:
-    “O pénis também serve para outras coisas, não é só para ‘fazer o amor’ com as vaginas”. Pode estar a faltar-me a imaginação, mas mesmo pensando nas outras práticas sexuais, e sem entrar em grandes pormenores, não estou a ver nenhum buraco que beneficie de um pénis grande... pensem nisso. 
-    “Mas as mulheres ficam mais excitadas com pénis grandes”. Também não é verdade, pois muitos inquéritos revelam que a maior parte das mulheres quer um pénis normal. Aliás, até consideram que os pénis muito grandes podem ser assustadores ou provocar dores.
-    Entre outras coisas que depois escreverão nos comentários...
Admito que haja algumas pessoas que acham mais excitante ver ou segurar um pénis maior, mas, mesmo assim, ter um pénis grande não dá, à partida, nenhuma vantagem a nível sexual. É preciso saber o que fazer com ele! Além disso, os mega pénis (aqueles que têm mais de 19,5 cm em erecção) têm a desvantagem de poder levar à disfunção eréctil... Agora que pensam nisso, ter um pénis muito grande já não tão divertido pois não?
Ou seja, um pénis muito grande tem vantagens nos balneários (porque os outros homens ficam com inveja!), perante um pequeno número de mulheres (pronto, temos que admitir que elas existem) ou se querem seguir uma carreira de actores pornográficos!
Não quero aqui dizer que não existem pénis pequenos! Existem e alguns podem até ser tão pequenos que não são funcionais, mas o mesmo se pode dizer de pénis que são muito grandes! Conclusão: É bom estar na média!
Aproveito para dizer que não há relação nenhuma entre outras partes do corpo e o tamanho do pénis (um homem pode ser muito narigudo ou ter um pé muito grande ou vice-versa e isso não quer dizer nada, ok? Não tirem conclusões precipitadas!).

 

E se for pequeno?.. importa?Mas o pénis não é só comprimento, certo? Na equação do prazer sexual, o perímetro parece importar mais do que o comprimento! É aquela fricção, estão a ver? Mas disso, pouco se fala! Mais uma vez, não é necessário ter-se um perímetro muito grande, a média é suficiente, até porque a vagina é bastante elástica e adapta-se à maioria das formas, tamanhos e feitios de pénis que existem. O estudo referido atrás, afirma que, em Portugal, o perímetro médio do pénis em erecção, está entre 8,5 e 10,5 cm (medidos na base do pénis). Lá estão vocês outra vez de fita métrica em punho. Compreendo!


E agora... a história das inclinaçõescurvas e afins:
O pénis não é exactamente direito. Na realidade todos os homens têm uma curvatura no pénis – uns mais do que outros, claro! Mas a verdade é que ter uma curvatura no pénis e ele “apontar” para direita ou para a esquerda é normal e comum, embora seja de realçar que, nalgumas situações, a curvatura do pénis em erecção possa ser mais acentuada e possa dificultar as relações sexuais e estas situações precisam de aconselhamento e intervenção especializada (médico Urologista). Ainda recentemente uma colega me falava de um rapaz da sua terra conhecido como “bengalinha” (entre as meninas, diga-se) e isso não pode ser bom!
Ainda antes de me despedir, “cumpre-me” avisar: cuidado com as comparações!
-    uma ilusão de óptica faz com que o pénis pareça mais pequeno visto de cima do que de frente (”por isso é que nos balneários os dos outros me parecem sempre maiores!”, respiram alguns de vós de alívio);
-    quando flácidos, as diferenças entre os pénis notam-se mais;
-    não se comparem com actores pornográficos, porque alguns deles foram escolhidos porque pertencem àquela pequena percentagem da população que tem o pénis maior, não porque representem o homem médio, que isso não vende!

 

Sei que nunca fui, nem nunca vou ser, dona de um pénis e, por isso, por mais que leia ou pergunte nunca vou entender, na sua profundidade total, a razão pela qual o pénis é tão importante para os homens, mas posso dizer-vos que o conselho feminino geral é o de que devem passar menos tempo focados em coisas como o tamanho (sim, eu sei que este post faz exactamente o contrário!) e mais tempo a aprender coisas novas, a conhecer o/a(s) vosso/a(s) parceiro/a(s) e a desfrutar daquilo que têm com quem quiserem! Have fun!
 

Via Interno Feminino

 



publicado por olhar para o mundo às 21:19 | link do post | comentar

 

 

Um homem estava deitado na cama com a sua nova namorada.

Depois de terem feito sexo, ela esteve imenso tempo a acariciar-lhe os testículos. 
Algo de que ela parecia gostar imensamente.

Ele estava a gostar bastante, mas com curiosidade perguntou:
- Porque gostas tanto de acariciar os meus testículos?

E sua voz macia respondeu: 
- Porque tenho saudades dos meus...

 

Recebido por mail



publicado por olhar para o mundo às 19:10 | link do post | comentar

Dez sites uteis

 

 Agenda de concertos

epilepsiaemocional.org
Está farto de viver da casa para o trabalho e do trabalho para casa? Gostava de quebrar a rotina e assistir a um concerto de vez em quando mas não faz ideia do que se passa na cena musical do país? Não se preocupe. Este site tem todos os concertos de todas as bandas em todo o país. Datas, locais, horas, não falta nada. Se não conhecer nenhuma das bandas, tem um problema sério. O remédio é googlar e descobrir. 

Praias
www.beachcam.pt
Descubra tudo o que há para saber sobre as praias portuguesas dadas aos desportos marítimos. Vento, ondas, temperatura do mar, condições meteorológicas e notícias de surf. Mesmo que seja um leigo nestas andanças, pode sempre dar uma espreitadela às câmaras que o site tem espalhadas pelas praias e imaginar que está à beira-mar, sentado na areia, em vez de trancado no escritório.

Dicionário
www.priberam.pt
Um
 dicionário é daquelas coisas obrigatórias. Seja para verificar a ortografia de uma palavra ou para descobrir o significado de outra. Longe vão os tempos dos calhamaços encadernados a capa dura, verdadeiras armas de arremesso e distracção para os menos focados. Quantas vezes deu por si a rir enquanto descobria novas palavras de entoação cómica mas perfeitamente inúteis e a esquecer-se daquela que realmente interessava? Com o dicionário online basta escrever a palavra e pronto. A internet faz o resto.

Jornais e Revistas 
www.noticias.sapo.pt 
Que não tenha tempo para comprar jornais, que não haja um quiosque num raio de 500 metros no percurso para o trabalho, que nunca tenha trocos disponíveis, está muito bem, mas isso já não é desculpa para não andar informado. Nesta página encontra as capas de toda a imprensa portuguesa, bem como os links para os respectivos sites. Comece no ionline.pt e depois vá por aí fora descobrir o mundo.

Gadgets e tecnologia 
gadgetsetecnologia.com
Este é daqueles sites que dão muito jeito na altura do Natal ou dos aniversários dos mais chegados. Ou então para descobrir o mais recente apoio de GPS para moto, ou a nova pen com 3452 mil gigas de memória e rádio incorporado. Perca-se por novos portáteis, PC, GPS e fique a saber as novidades relacionadas com a internet e afins. Óptimo para se distrair de tempos a tempos durante o horário de expediente.

Receitas 
www.vaqueiro.pt
Nem toda a gente tem alma de Maria de Lourdes Modesto, Jamie Oliver, Sá Pessoa ou Julia Child. Ou melhor, alma até pode ter, dom para os tachos é que já é outra história. Não se deixe assustar por palavras como confitar ou bechamel. Não desista de ser dono e senhor da sua cozinha. O site da Vaqueiro pode ser a salvação, é que além de ser fácil de usar, tem toda uma panóplia de receitas divididas por tipo de carne ou peixe. É só escolher, seguir os passos e fazer um brilharete entre amigos, família ou a cara-metade.

Viagens 
www.skyscanner.pt 
Este site é uma verdadeira pérola da pesquisa. A partir daqui pode conhecer todos os voos low cost que saem de Portugal. Não adie mais a escapadela romântica ou aquela semana de férias que tinha planeado num qualquer país europeu ou numa das nossas ilhas. E também lhe mostra as viagens mais baratas a partir de outros países. 

Moda e tendências
www.tendenciasonline.com
Não é preciso ser especialista para andar na moda. Nem sequer é preciso saber os nomes de todas as cores que existem, variações incluídas, de todos os tecidos ou peças de roupa. Se não sabe o que é uma clutch, um bolero nem percebe qual a utilidade das mangas a três quartos num casaco de Inverno, não faz mal, a sério. Este site tira-lhe as dúvidas, explica-lhe que tipo de roupa usar em todas as ocasiões e até lhe mostra as tendências actuais quer de roupa quer de cabelos. Sim, porque na moda, tudo conta.

Cinema 
www.cinema.ptgate.pt 
Não quer ser daquelas pessoas que ocupam as filas das bilheteiras durante minutos intermináveis enquanto decide que filme quer ver, pois não? Não quer ser alvo da ira do casal atrás de si que quer ver a comédia romântica prestes a começar e cujo início vão perder graças à sua indecisão? Saiba que filmes estão em cartaz em Portugal, que outros se vão estrear, em que cinemas, a que horas, tudo explicadinho tim-tim por tim-tim. E como bónus até pode pesquisar em que outras películas entrou aquele actor cuja cara não lhe é nada estranha e que gosta muito de ver trabalhar.

Utilidades 
www.indeks.pt 
Este site tem o dom de reunir uma quantidade de links úteis para o dia-a-dia. Bancos, automóveis, imobiliárias, notícias, saúde, lazer, cultura, entre muitas outras coisas. Pode aceder à página da Segurança Social tão rapidamente como à dos recordes do Guinness para logo a seguir se perder no site do seu clube de eleição. É a verdadeira loucura.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 14:12 | link do post | comentar



Letra

 

Carta

Toranja

Não falei contigo
Com medo que os montes e vales que me achas
Caíssem a teus pés...
Acredito e entendo
Que a estabilidade lógica
De quem não quer explodir
Faça bem ao escudo que és...

Saudade é o ar
Que vou sugando e aceitando
Como fruto de Verão
Nos jardins do teu beijo...
Mas sinto que sabes que sentes também
Que num dia maior serás trapézio sem rede
A pairar sobre o mundo
Em tudo o que vejo...

É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro
Que a minha bola de cristal é folha de papel
Nela te pinto nua, nua
Numa chama minha e tua.

Desconfio que ainda não reparaste
Que o teu destino foi inventado
Por gira-discos estragados
Aos quais te vais moldando...
E todo o teu planeamento estratégico
De sincronização do coração
São leis como paredes e tectos
Cujos vidros vais pisando...

Anseio o dia em que acordares
Por cima de todos os teus números
Raízes quadradas de somas subtraídas
Sempre com a mesma solução...
Podias deixar de fazer da vida
Um ciclo vicioso
Harmonioso ao teu gesto mimado
E à palma da tua mão...

É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro
Que a minha bola de cristal é folha de papel
Nela te pinto nua, nua
Numa chama minha e tua.
Numa chama minha e tua.

Desculpa se te fiz fogo e noite
Sem pedir autorização por escrito
Ao sindicato dos deuses...
Mas não fui eu que te escolhi.
Desculpa se te usei
Como refúgio dos meus sentidos
Pedaço de silêncios perdidos
Que voltei a encontrar em ti...

É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro...

...nela te pinto nua, nua
Numa chama minha e tua.
Numa chama minha e tua.

Ainda magoas alguém
O tiro passou-me ao lado
Ainda magoas alguém...
Se não te deste a ninguém
Magoaste alguém
A mim... passou-me ao lado.
A mim... passou-me ao lado.



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Saramago e CaimO escritor falava durante a apresentação mundial do livro, que se realizou no Museu Municipal de Penafiel, perante uma assistência de cerca de 800 pessoas, integrada na programação do festival literário Escritaria 2009, que homenageia o autor de “Memorial do Convento”. 


“Não é que este livro seja mal comportado, mas é, sem dúvida uma insurreição, um apelo a que todos se animem a procurar ver o que está do outro lado das coisas”, disse. 

O Prémio Nobel da Literatura de 1998, com 86 anos, falou cerca de uma hora e um quarto, e referia-se ao tema principal do livro, em que regressa à questão religiosa, contando, em tom irónico e jocoso, a história de Caim. 

Segundo o Velho Testamento, Caim terá sido o filho primogénito de Adão e Eva, que matou Abel, seu irmão mais novo, num acesso de ciúmes, após verificar que Deus mostrara preferência por este. 

“Nada disto existiu, está claro, são mitos inventados pelos homens, tal como Deus é uma criação dos homens. Eu limito-me a levantar as pedras e a mostrar esta realidade escondida atrás delas”, afirmou o escritor. 

O lançamento do livro foi o último acto da presença de Saramago em Penafiel, onde está desde a manhã de sexta-feira, para participar na segunda edição do Escritaria, que se iniciou na quinta-feira. 

O festival pretende “celebrar a carreira dos grandes autores portugueses de forma intensa e abrangente, criando no contexto urbano um conjunto de acções que sejam capazes de surpreender os penafidelenses e todos aqueles que nos visitem”, disse à Lusa Alberto Santos, presidente da Câmara de Penafiel, que organiza o evento, em parceria com as edições Cão Menor. 

Alberto Santos considera o Escritaria “um investimento reprodutivo, altamente compensador, porque cria uma onda de interesse em Penafiel, impõe a cidade como um espaço dos afectos, do património, da cultura e das artes. Isto é um factor de coesão, identidade e auto-estima para a população”. No final da sessão do evento, considerou que “todos os objectivos foram atingidos”. 

A segunda edição do evento - com um orçamento de 50 mil euros - incluiu sessões de teatro, com a companhia Éter, de Sintra, a apresentar a peça “Memorial do Convento”, baseada na obra homónima de Saramago, e de cinema, vários filmes inspirados na obra do escritor, entre eles “Ensaio dobre a cegueira”, do realizador brasileiro Fernando Meirelles. 

“O festival gerou uma imensa onda de interesse a nível nacional e todas as suas manifestações tiveram grande participação, com sessões cheias, tanto as de teatro, cujo número de sessões teve que ser aumentado para acolher todos os interessados, como as de cinema e também os colóquios que tiveram assistências de 400 a 500 pessoas”, afirmou o autarca. 

Toda a baixa da cidade foi decorada em homenagem à obra de Saramago, tendo sido palco de teatro de rua e de várias intervenções plásticas inspiradas nas criações de José Saramago. 

“Sabemos que para o ano vamos ter que trabalhar muito para manter o nível que esta edição atingiu, mercê da presença do José Saramago. Tudo faremos para que isso aconteça, ou, pelo menos, para chegar o mais perto possível”, afirmou Alberto Santos.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 19 de Outubro de 2009

 Na principal enciclopédia, a palavra “amor” é contemplada com míseros 21 verbetes e sexo com 34.


Pergunte à sua criança. Na primeira reunião de pais do ano, a professora da minha filha anunciou que irá explicar "a reprodução". "Preparem-se para perguntas lá em casa!" Eu, que de parvo só tenho a cara, controlei o pânico e li uns 200 compêndios recentes. Aprendi imenso. Espero que o leitor não sofra de afânise, termo do freudiano Ernst Jones para definir "a extinção do desejo sexual", que ele (correctamente) identificava como a raiz de todos os males. Mas no tempo dele não havia Viagra – essa (literalmente) varinha-mágica.

Sabiam que nunca existiu o tal "direito do senhor", um mito da Idade Média no qual o aristocrata podia papar a noiva do servo na noite de núpcias? Tudo inventado por Voltaire, no século XVIII, e popularizado por folhetins e Hollywood! O prefixo "homo" sempre foi confundido por ter dois significados. No latim, quer dizer "ser humano"; no grego, "o mesmo" – daí ‘homossexual’. Apavorante é o índice real de falha dos contraceptivos em relação ao índice teórico. Se o índice teórico de falha da camisinha é de 5%, o real é de 15%!

Na principal enciclopédia, a palavra "amor" é contemplada com míseros 21 verbetes e "sexo" com 34. Apenas 26 são dedicados ao pénis e 41 à vagina (quase um monólogo da vagina!). Pasmem: 24 abordam a homossexualidade (mais do mesmo) e só 3 a heterossexualidade! Intrigante: há 48 tópicos para "coito", contra 21 para "orgasmo" (bem, talvez estejam a falar de casamento). O beijo na boca não é universal – não existe na cultura vietnamita. E aquele caso do presidente Coolidge, que já contei, tem outra versão.

Quando a senhora Coolidge perguntou com que frequência o touro podia montar uma vaca e a resposta foi "umas 40 vezes por dia", ela bradou: "Vá dizer isso ao meu marido!" Mas quando o presidente indagou se era sempre com a mesma vaca e ouviu que era uma vaca diferente de cada vez, rugiu: "Vá dizer isso à minha mulher!"

Paulo Nogueira, Cronista
 
Via Correio da manhã

 



publicado por olhar para o mundo às 20:08 | link do post | comentar

Foram precisos dois dias para captar aquele olhar do sapo-parteiro-comum, a espreitar nas areias das dunas de Mira. Mas o esforço de João Petronilho valeu-lhe o prémio de Arte Fotográfica no concurso nacional Parques e Vida Selvagem, iniciativa do Parque Biológico de Gaia que recebeu um total de 639 fotografias.

“Olhos na bruma” mostra pouco mais do que os dois olhos do sapo-parteiro-comum (Alytes obstetricans), meio enterrado na areia, poucos minutos antes do pôr-do-sol. “Precisei de dois dias para conseguir esta fotografia. Acho que disparei 200 vezes até escolher a imagem que queria”, contou João Petronilho, guarda-florestal.

A espécie está classificada como “Pouco Preocupante” mas as suas áreas de ocorrência em Portugal – Norte e Centro – têm vindo a ser fragmentadas pela pressão urbanística, poluição e destruição de charcos e ribeiros, segundo o Atlas dos Anfíbios e Répteis de Portugal.

João Petronilho, fotógrafo amador que concorreu com seis fotografias de espécies de Portugal, considera que este concurso ajuda a “divulgar e a incentivar” estes trabalhos que nem sempre são fáceis de conseguir. “Por vezes acertamos logo à primeira, mas nem sempre é assim. Saímos para o campo e vamos aproveitando o que aparece”, explicou ao PÚBLICO.

Este ano participaram 131 pessoas, desde crianças a reformados. “Até recebemos o trabalho de uma criança de cinco anos mas as fotografias estavam um bocado desfocadas”, contou Jorge Gomes, do Parque Biológico de Gaia. “Nunca tivemos tantos concorrentes”, acrescentou, notando que a fotografia digital veio facilitar esta prática. 

João Petronilho será galardoado com equipamento fotográfico no valor de mil euros.

O prémio na vertente Registo Documental foi atribuído a Pedro Ferrão Patrício, pela sua fotografia “Vórtex” (no Parque Natural da Serra da Estrela), pelo qual receberá equipamento no valor de 200 euros.

Pela primeira vez, o concurso criou o prémio Júnior que acabou por distinguir Manuel José Brandão Malva, de 13 anos, pela fotografia “Peneireiro”, captada em Consolação/Peniche.

O concurso, que vai na nona edição, recebeu trabalhos desde a Primavera até ao Outono. As 50 melhores fotografias serão mostradas numa exposição a inaugurar a 7 de Novembro na sala que aquele parque dedicou à fotografia de natureza.

 

Via Público

 



publicado por olhar para o mundo às 13:30 | link do post | comentar



Letra

 

Postal dos Correios

Rio Grande

Composição: João Monge

Querida mãe, querido pai. Então que tal? 
Nós andamos do jeito que Deus quer 
Entre dias que passam menos mal 
Em vem um que nos dá mais que fazer

Mas falemos de coisas bem melhores 
A Laurinda faz vestidos por medida 
O rapaz estuda nos computadores 
Dizem que é um emprego com saída

Cá chegou direitinha a encomenda 
Pelo "expresso" que parou na Piedade 
Pão de trigo e linguiça pra merenda 
Sempre dá para enganar a saudade

Espero que não demorem a mandar 
Novidade na volta do correio 
A ribeira corre bem ou vai secar? 
Como estão as oliveiras de "candeio"?

Já não tenho mais assunto pra escrever 
Cumprimentos ao nosso pessoal 
Um abraço deste que tanto vos quer 
Sou capaz de ir aí pelo Natal



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Porsche trouxe a Portugal 600 jornalistas de todo o Mundo para a apresentação da sua última maravilha: a 7ª geração do lendário Porsche 911 Turbo, a todos os que quiserem trocar entre 177 e 191 mil euros por um carro.

A Porsche escolheu Portugal e a região de Lisboa, em particular, para fazer a apresentação internacional do novo Porsche 911 Turbo (nas versões coupé e cabriolet).

Dotado de um motor de 3.8 litros, com uma potência de 500 cv, este bólide impressiona pela condução segura e contida que proporciona. O Porsche 911 Turbo move-se 'à vontade' no trânsito urbano e citadino, em estradas mais sinuosas e, naturalmente, na autoestrada, onde pode soltar (quase) livremente os 500 cv do seu motor de seis cilindros turbocomprimido.

Este novo motor de injecção directa biturbo é uma simbiose perfeita de eficiência e desempenho, que se reflecte numa diminuição de 16% no consumo (11,5 litros/100 km) e de 17,8% nas emissões de CO2 (268 gramas/km), embora desenvolva mais 20 cv de potência do que o seu antecessor e mais 30 Nm de binário (700 Nm).

3.4 segundos para atingir aos 100 km/h

A pressão máxima do turbo também baixou para 0.8 bar, mas foram introduzidos, pela primeira, vez os sistemas PTV (Porsche Torque Vectoring) e VTG (Variable Turbine Geometry) num motor a gasolina.

Aliado a uma tracção PTM (Porsche Traction Management) às quatro rodas, este carro é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 3.4 segundos, e de alcançar uma velocidade máxima de 312 km/h, na versão Sport Chrono Package.

O segredo está na opção de uma nova caixa semi-automática PDK (Porsche Doppelkupplungsgetriebe), de sete velocidades - embora mantenha uma versão de caixa manual de seis velocidades.

Em opção, a nova caixa semi-automática PDK pode ter as mudanças no volante
Em opção, a nova caixa semi-automática PDK pode ter as mudanças no volante
 

Igualmente em opção, a colocação das mudanças no volante. O nível de equipamento Sport Chrono Package inclui, ainda, pontos de fixação dinâmicos do motor ao chassis, que reduzem consideravelmente as vibrações, tornando a condução mais confortável e precisa. Para mais, o Sport Plus Button activa a chamada "estratégia de circuito", optimizando as trocas de caixa.

Por fora quase nada mudou

Por fora, a sétima geração do Porsche 911 Turbo pouco mudou. Apenas trocou os farolins dianteiros de nevoeiro por LED de condução diurna (muito em voga actualmente nos modelos de topo de gama) e alargou significativamente as saídas de escape na traseira, que lhe conferem uma aparência mais poderosa e musculada.

As jantes são de 19 polegadas, com fixação central, idêntica aos sistemas usados em competição.

Por dentro, este modelo da Porsche vem dotado de bancos ventilados, particularmente apreciados em climas quentes ou numa situação de condução mais vigorosa. Os mais 'encalorados' poderão sempre optar pela versão cabriolet (entre 189.328 e 191.548 euros), com uma capota flexível que recolhe em 20 segundos.

A versão cabriolet dispõe de uma capota flexível que recolhe em 20 segundos
A versão cabriolet dispõe de uma capota flexível que recolhe em 20 segundos
 
Percurso para jornalista apreciar

Os organizadores do evento, que reuniu cerca de 600 jornalistas de todo o Mundo, traçaram um percurso que começou no aeroporto da Portela, seguiu pela Segunda Circular e pelo IC17, até à entrada da A8; saindo depois para a Ericeira pela A21; e, depois, mais calmamente até às Azenhas do Mar, Praia das Maçãs e Cabo da Roca.

Depois de uma pausa e do conta-quilómetros reposto a zero, seguiu em direcção à Malveira da Serra, para fazer o célebre troço da Lagoa Azul e rumar em direcção ao Autódromo do Estoril, onde os jornalistas foram recebidos por pilotos-instrutores da Porsche para darem umas voltas ao circuito.

O novo Porsche 911 Turbo será colocado à venda, em Portugal, a partir do dia 21 de Novembro. A versão base do coupé por 177 598 euros e do cabrio, por 189 328 euros; enquanto os PDK mais musculados, têm preços de 179 968 euros (coupé) e 191 548 euros (cabrio), valores muito ao nível de um bom apartamento de três assoalhadas na região de Lisboa...

 

Via expresso



publicado por olhar para o mundo às 07:50 | link do post | comentar

Domingo, 18 de Outubro de 2009

Saramago, Biblia é manual de maus costumes

 

José Saramago afirmou que “a Bíblia é um manual de maus costumes, um catálogo de crueldade e do pior da natureza humana”. Sobre o livro Caim, que é apresentado hoje a nível mundial, o escritor defendeu que “na Igreja Católica não vai causar problemas porque os católicos não lêem a Bíblia". Mas admitiu que poderá gerar reacções entre os judeus.

“A Bíblia passou mil anos, dezenas de gerações, a ser escrita, mas sempre sob a dominante de um Deus cruel, invejoso e insuportável. É uma loucura!”, criticou, em Penafiel, numa entrevista à agência Lusa, o Nobel da Literatura de 1998, para quem não existe nada de divino na Bíblia, nem no Corão.

“O Corão, que foi escrito só em 30 anos, é a mesma coisa. Imaginar que o Corão e a Bíblia são de inspiração divina? Francamente! Como? Que canal de comunicação tinham Maomé ou os redactores da Bíblia com Deus, que lhes dizia ao ouvido o que deviam escrever? É absurdo. Nós somos manipulados e enganados desde que nascemos!” afirmou.

Saramago sublinhou que “as guerras de religião estão na História, sabemos a tragédia que foram”. E considerou que as Cruzadas são um crime do Cristianismo, porque morreram milhares e milhares de pessoas, culpados e inocentes, ao abrigo da palavra de ordem "Deus o quer", tal como acontece hoje com a Jihad (Guerra Santa). Saramago lamenta que todo esse “horror” tenha feito em nome de “um Deus que não existe, nunca ninguém o viu”.

“O teólogo Hans Kung disse sobre isto uma frase que considero definitiva, que as religiões nunca serviram para aproximar os seres humanos uns dos outros. Só isto basta para acabar com isso de Deus”, afirmou.

O escritor criticou também o conceito de inferno: "No Catolicismo os pecados são castigados com o inferno eterno. Isto é completamente idiota!”.

“Nós, os humanos somos muito mais misericordiosos. Quando alguém comete um delito vai cinco, dez ou 15 anos para a prisão e depois é reintegrado na sociedade, se quer”, disse.

“Mas há coisas muito mais idiotas, por exemplo: antes, na criação do Universo, Deus não fez nada. Depois, decidiu criar o Universo, não se sabe porquê, nem para quê. Fê-lo em seis dias, apenas seis dias. Descansou ao sétimo. Até hoje! Nunca mais fez nada! Isto tem algum sentido?”, perguntou.

“Deus só existe na nossa cabeça, é o único lugar em que nós podemos confrontar-nos com a ideia de Deus. É isso que tenho feito, na parte que me toca”.

 

Via Público

 



publicado por olhar para o mundo às 21:33 | link do post | comentar

por Marta Crawford, Publicado em 17 de Outubro de 2009

 

 MUITO se fala dos odores da genitália feminina, no entanto, o que para uns é desagradável, para outros é extremamente estimulante. Os genitais femininos estão sujeitos à actividade constante das glândulas sebáceas e sudoríferas e, por isso, a vagina vai produzindo esmegma, uma espécie de óleo e sebo que se deposita nas lábios e na mucosa vaginal e que serve como primeira linha de defesa contra organismos patogénicos. A vulva transpira, em especial quando o clima aquece, aumentando a sua humidade e desenvolvendo um odor particular. A vagina tem a partir da puberdade, um ph ácido (3,8 e 4,5), semelhante ao do café, e mantêm-se assim até à menopausa. A vagina tem um sabor ligeiramente adocicado e ácido, e a sua acidez é o resultado da acção dos lactobacilos - os mesmos que se podem encontrar nos iogurtes - que são responsáveis por manter a flora vaginal saudável e evitam a colonização de micróbios. A secreção vaginal é composta por água, albumina, leucócitos e uma substância oleosa, responsável pelo brilho destes fluidos. 


Quando não se tem cuidados de higiene ou se contraiu uma infecção sexualmente transmissível, o equilíbrio vaginal pode alterar-se provocando uma série de incómodos na mulher, tais como comichão, ardor, corrimentos intensos, ou um cheiro desagradável. Sempre que sentir um corrimento diferente do habitual, com odor, prurido ou ardor, deve consultar a sua ginecologista. Trate-se primeiro, para depois poder ter prazer! 

Sexóloga

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 18:09 | link do post | comentar

Sábado, 17 de Outubro de 2009

 Carla Bruni Nua

 

Uma fotografia da primeira-dama francesa a posar nua em 1993 vai ser leiloada a 20 de Novembro em Paris anunciou hoje a casa Piasa, que organiza a venda. A Piasa estima vender a foto entre seis mil e nove mil euros.

Uma foto idêntica de Carla Bruni-Sarkozy foi leiloada em Abril de 2008 numa venda da Christies em 2008, em Nova Iorque. A ex-manequim tinha acabado de se casar com o presidente francês Nicolas Sarkozy e a venda da foto suscitou muito interesse por parte dos meios de comunicação social e dos coleccionadores. Na altura a fotografia de Michel Comte foi comprada por 91 mil dólares (61,1 mil dólares).

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 16:46 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sexta-feira, 16 de Outubro de 2009

Para que servem as duas barra?.. para nada!

 

Tim Berners-Lee que criou a World Wide Web (WWW), a base da internet, pediu desculpas por ter adicionado as duas barras antes dos endereços das páginas. Hoje, 30 anos depois, o cientista britânico reconhece que as barras depois do http: são desnecessárias.

"Parecia uma boa ideia na época", justificou-se durante uma conferência em Washington, avança o jornal "The Times".

Quando criou a WWW, Berners-Lee não previu a irritação que isso ia causar nos internautas. 

Via ionline

Mas alguém está irritado por causa das barras?... . ó homem.. estás perdoado!



publicado por olhar para o mundo às 15:52 | link do post | comentar

A barriga que pode mudar o nosso ideal de beleza

 

O que separa um tamanho 34 de um 38/40? A revistaBrigittevai deixar de ter modelos e recorrer a mulheres comuns. A longa série do debate do peso tem mais um episódio

 

 O corpo da mulher. É disto que falamos. Balzaquianas ou mulheres magríssimas, Kate Moss ou Sophie Dahl, Beyoncé ou Flor, Sophia Loren ou Twiggy. A discussão sobre a influência da moda sobre as jovens mentes femininas (e as masculinas que idealizam sobre as jovens donas dessas mentes) não sai de moda. Desta vez, a culpa é da revista feminina alemãBrigitte,que, num passe de marketing ounum ataque de responsabilidade social, decidiu que a partir de 2010 não vai mais trabalhar com modelos de corpos irreais. E passa a preferir mulheres "reais", conhecidas ou leitoras.

"Há anos que temos de usar o Photoshop para engordar as raparigas, especialmente nas coxas e decote. Isto é perturbador e perverso - e o que é que tem a ver com as nossas verdadeiras leitoras?", questiona o director da revista, Andreas Lebert.

As leitoras queixam-se dos corpos que vêem na revista. Elas já "não querem ver ossos protuberantes" de modelos que "pesam à volta de 23 por cento menos do que as mulheres normais", sublinha Lebert, dizendo que procura agora "mulheres com a sua própria identidade", pagas como as manequins.

Estes são os factos, revelados na semana passada. Entretanto, as reacções surgiram e o mundo continuou a girar. A decisão originou um chorrilho de comentários elogiosos no sitedaBrigitte e noutros jornais, espelho de uma aceitação genérica pelo senso comum: clap, clap, clap, acabe-se com as modelos 32/34, com aqueles ossos salientes e pernas de alfinete. Na altura decorria a semana de moda de Paris, iniciava-se a ModaLisboa e as marcas trabalhavam as suas campanhas publicitárias.

Em Paris, as manequins continuaram com "caras Prada" - muitas modelos vindas do Leste da Europa, cabelos escorridos e olhos inocentes, Bambis à espera do seu close-up. Também okaiserKarl Lagerfeld, que há alguns anos saiu de uma dieta com menos 40 quilos, continuou fiel a si mesmo. Atirou, em reacção ao anúncio daBrigitte, que esta coisa das críticas às modelos magras é fruto de "mães gordas que estão sentadas em frente à televisão com os seus pacotes de batata frita" e que a moda é ilusão e sonho - "ninguém quer ver mulheres redondas", postulou.

Dias depois, na ModaLisboa acontecia o desfile de fatos de banho da Cia. Marítima, que escolheu a top modelIsabeli Fontana para estrela dapasserelle. Fontana, de 26 anos, abriu e fechou o desfile. No meio, uma outra modelo desfilou e tinha mais carne na zona da cintura, destoando das restantes manequins. Antes do desfile, o P2 perguntou a Isabeli Fontana sobre o que acha desta tendência das mulheres "reais"versusmanequins. "O mais importante é sentirmo-nos à vontade com a roupa que usamos", comentou, contida, do alto do seu 11º lugar na lista das 15 modelos mais bem pagas do mundo da revistaForbes (2008). Mas a modelo que vale três milhões de dólares acha "lindo uma mulher que faz exercício, que se cuida". "Não precisa de ter corpo de modelo, muito magra. Eu às vezes sinto-me mal por ser muito magra, mas como trabalho com o meu corpo já me acostumei. Eu, se não trabalhasse na moda, seria mais cheiinha, mais musculosa", ri-se.

Numa passerelleou numa campanha publicitária, o corpo feminino é escrutinadíssimo e tem tal influência cultural que ajuda a definir os ideais de beleza de uma dada época. Segunda-feira, ocorria mais um episódio desta longa análise do ideal de corpo feminino XXI: a Ralph Lauren, depois de muito estrebuchar contra ossites que denunciaram a maldade com o Photoshop, lá admitiu que tinha manipulado digitalmente a cintura da modelo Filippa Hamilton de tal forma que ela ficou mais pequena do que a sua cabeça e mais surreal do que um efeito espartilho do século XVI. O resultado foi "uma imagem distorcida do corpo da mulher", admitiu a empresa americana.

Oglamour de Miller

Um mês antes, nos EUA, a revistaGlamourpublicou uma foto de Lizzie Miller, manequim de 20 anos, sem lhe retocar a carne da cintura - que, como a da maioria dos mortais, se dobra e pende sobre o ventre. Ela (e a revista) tornou-se uma espécie de super-heroína das tais mulheres ou medidas "reais". É ainda preciso voltar ao Verão para recordar a carta da editora daVoguebritânica, Alexandra Shulman, que pedia às principais casas de moda do mundo que ajudassem a pôr fim ao culto do "tamanho zero" através do fabrico de peças 36 ao invés dos 34 ou 32. O "tamanho zero" está em voga desde os anos 1990 e tornou-se manchete em 2006 após as mortes de várias modelos no seguimento de dietas - a que se seguiram medidas de auto-regulação naspasserelles em Madrid e Milão, o aumento do tamanho dos manequins de loja na Zara e na Mango e várias acções, em França, EUA ou Austrália, para delimitar idades e pesos para as modelos.

Mas tal como aconteceu em 2006, o casoBrigittevolta a atenção para o elo mais fraco. Ao falar-se em "mulheres reais", como as das campanhas da Dove, é como se, por oposição, as manequins não fossem reais, seres humanos, questiona a colunista doTelegraph Bryony Gordon.

Elas são as protagonistas sem voz, na sua maioria sem qualquer poder no sector e que se limitam a responder aobriefingdo cliente depois de terem sido detalhadamente escrutinadas, e são "reconhecidamente, a não ser pelos mais vulneráveis, ideais inatingíveis", esclarece Janice Burns, editora de moda do jornal australianoThe Age. "Não as odeiem porque são belas", apelava em título Bryany Gordon noTelegraph.

Quando Shulman mandou a sua cartinha aos criadores de moda a pedir roupas de tamanho acima, odesigneritaliano Kinder Aggugini, que trabalhou com John Galliano e Calvin Klein, afastava o ónus da sua profissão. "Se amanhã todas as revistas, agências de modelos estylistsusassem raparigas maiores, então os criadores também o fariam." Agora que mais uma revista insiste nesta tecla, de que lado docourt está exactamente a bola?

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 15:35 | link do post | comentar

 



Letra

 

Alguém já me disse

Qu´esta vida são dois dias

Toca a despachar

A festa vai começar

Alguém trouxe pão

Alguém trouxe vinho

Nós trazemos música

Outros o carinho

...

Tu faz-te ao caminho



Acendam as luzes

Acendam as fogueiras

Aticem essas brasas

Retirem as cadeiras

Quero esta festa toda decorada

Com fitas de cores

E gente animada



Ouviu-se o foguete

estalando no ar

Rebentamos com a música

Quero tudo a saltar

Sorriso bem aberto

as duas mãos ao ar

Tu chega-te mais perto

Ensina-me a dançar



Menina bonita

Sentada lá no canto



publicado por olhar para o mundo às 11:58 | link do post | comentar

Irene vilar, 15 Abortos em 17 anos

 

 Para a norte-americana Irene Vilar tudo começou por ser uma revolta contra um marido que não queria ter filhos, levando-a a deixar de tomar a pílula. No entanto, aquilo que começou como um acto de rebeldia, acabou por levá-la a fazer 15 abortos entre os 16 e os 33 anos. Agora, aos 40, decidiu publicar as memórias de uma viciada em abortos. 


No livro intitulado "Maternidade Impossível: Testemunho de uma Viciada em Abortos", Irene Vilar, de origem porto- -riquenha, explica que este ritmo absurdo de interrupções de gravidez não se deveu a pobreza ou medo, tratando-se apenas da reacção, que se transformou num vício, a um marido controlador. "Quando vinha o período ficava triste. Se descobrisse que estava grávida ficava com medo, mas excitada", disse numa entrevista televisiva. "Não quer dizer que quisesse continuar a fazê-lo. Uma drogada também quer parar."

Agora uma editora de sucesso, Irene Vilar era um prodígio académico aos 15 anos, idade com que é aceite na Universidade de Nova Iorque. Um ano depois conhece e casa-se com Pedro Cuperman, um professor de literatura latino-americana de 50 anos. Irene não revelou se ele sabia dos abortos, mas afirmou que o marido considerava a gravidez prejudicial ao desejo sexual. Para o contrariar, Irene deixou de tomar a pílula até se tornar quase um hábito engravidar. E depois abortar.

A publicação do livro esta semana chocou a opinião pública dos Estados Unidos, um país bastante dividido neste tema. No entanto, ambos os lados receberam com preocupação esta história, com os movimentos pró-vida a tentar utilizar o caso como argumento político. "Isto sublinha tudo o que sempre dissemos no movimento pró-vida - o aborto faz parte de uma história muito triste para as mulheres", afirmou Charmaine Yoest, presidente do grupo "Unidos pela Vida". Irene já disse ter medo das reacções ao seu livro, tendo recebido ameaças escritas, além dos comentários incendiários na internet.

Apesar de não se sentir uma vítima, Irene conta no livro episódios de uma infância problemática. A avó esteve presa 25 anos por ter invadido o Capitólio armada e a mãe suicidou-se saltando de um carro em andamento enquanto Irene, com oito anos, a tentava agarrar. Dois dos seus irmãos tornaram-se toxicodependentes.

Duas filhas Depois de um primeiro casamento problemático, pontuado também por várias tentativas de suicídio, Irene Vilar voltou a casar-se. Da nova relação nasceram duas filhas com quem vive em Denver, no Colorado, com outras duas filhas do seu actual marido. "A maternidade tornou-me mais responsável", disse. "Não me tornou menos pró-escolha." Irene Vilar planeia escrever agora um livro sobre a maternidade. "Era uma viciada em abortos, mas isso não é desculpa [...] A história é a perversão de desejo maternal e aborto, enquadrados num procedimento legal de que abusei", escreve em "Maternidade Impossível".

Todos os anos são feitos cerca de 42 milhões de abortos em todo o mundo. O número tem descido nos últimos anos, apesar de muitas mulheres ainda o fazerem em condições pouco seguras, devido à proibição que ainda vigora em 32 países.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

 Vacina contra a gripe A pode provocar falsos positivos no VIH

 

Causar “resultados falsos-positivos para HIV e vírus da hepatite C" pode ser uma das consequências da vacina contra a gripe A, que tem data prevista para chegar a Portugal na próxima semana, revela a edição do “Expresso”. 

O alerta é feito por uma circular normativa da Direcção-Geral da Saúde (DGS) publicada para estabelecer o circuito de distribuição no país. 
O documento a que o jornal teve acesso diz ainda que a vacina pode provocar vários tipos de reacção, nomeadamente: inchaço, dor, febre, fadiga, dores de cabeça e dores musculares
São ainda apontados outros efeitos - menos comuns – como é o caso de reacções cutâneas generalizadas, incluindo urticária. Em casos muito raros, podem ainda ocorrer situações de choque.
O presidente da Associação Portuguesa de Analistas Clínicos, Jorge Nunes de Oliveira, explicou ao mesmo órgão que “é comum algumas vacinas induzirem resultados falso-positivos de sida ou de outras doenças. Acontece, por exemplo, com a vacina da hepatite B e da gripe sazonal".
O responsável diz, no entanto, que esta circunstância mantém-se entre dois a três meses após a vacinação, como tal é necessário que os testes sejam sempre sujeitos a outras análises de confirmação. Aliás ,uma  recomendação que a própria DGS reitera.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quinta-feira, 15 de Outubro de 2009

Sexo no parque da policia custa caro!

 

Dois cidadãos britânicos foram multados em 215 euros pelo Tribunal de Edimburgo por terem tido relações sexuais em plena luz do dia num parque de estacionamento reservado à Polícia na cidade de Portobello, revela o jornal «The Sun».

 

A multa foi aplicada na segunda-feira, a 12 de Outubro, a cada um dos infractores por praticarem relações sexuais a 21 de Abril deste ano num parque de estacionamento exclusivo para a Polícia e por terem sido apanhados em flagrante pelas autoridades e por vários transeuntes.

A mãe de dois filhos de 26 anos mais o homem de 30 conheceram-se num bar onde a mulheer festejava o aniversário. De acordo com o mesmo jornal, a polícia garantiu que ambos os acusados estavam bêbados e que tiveram que ser separados pelas autoridades porque não ouviam nem se apercebiam da presença da polícia nem de várias pessoas que entretanto se aglomeraram.

Durante a audiência no Tribunal, a mulher disse estar arrependida e destacou que é lésbica e que mantém uma relação de longa data com a namorada. «Não é segredo nenhum que eu sou homossexual. Eu não o conhecia nem nunca mais o vi», revela. 

 

Via IOL Diário



publicado por olhar para o mundo às 21:30 | link do post | comentar

 

 

Sem comentários

 



publicado por olhar para o mundo às 15:17 | link do post | comentar

 



Letra

 

Tu, a única das amantes
arrepias-te à chegada
da escolha que traçaste
na procura de alguém
que não sabes ser.

Tens o mundo a teus pés
à espera que o empurres
uma vida à frente
que só tu podes viver.

Vejo-te ir pelas ruas
contar o tempo que passou
ver nascer um novo dia e sentir
o medo de ele nunca chegar.

Tens o mundo a teus pés
à espera que o empurres
uma vida à frente
que só tu podes viver.

Vejo-te ir pelas ruas
contar o tempo que passou
ver nascer um novo dia e sentir
o medo de ele nunca chegar.

Tens o mundo a teus pés
à espera que o empurres
uma vida à frente
que só tu podes viver.

Que te faz correr tão rápido
que te faz viver assim
não tenhas pressa de encontrar
a nota certa do destino
que te espera, lá ao longe.

Tens o mundo a teus pés 
à espera que o empurres
uma vida à frente 
que só tu podes viver



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Saramago acusa Papa de cinismo

 

 O escritor José Saramago acusou hoje o papa Bento XVI de “cinismo” e defendeu que à “insolência reaccionária” da Igreja há que responder com a “insolência da inteligência viva”.


“Que Ratzinger tenha a coragem de invocar Deus para reforçar o seu neo-medievalismo universal, um Deus que jamais viu, com o qual nunca se sentou a tomar um café, demonstra apenas o absoluto cinismo intelectual da personagem”, disse Saramago em Roma, durante um colóquio com o filósofo italiano Paolo Flores D’Arcais, noticiou hoje o jornal italiano Il Fatto Quotidiano. 

O Prémio Nobel da Literatura 1998 encontra-se hoje na capital italiana para apresentar o livro “O Caderno”, em que estão compilados textos que escreveu entre Setembro de 2008 e Março deste ano no seu blogue, e reunir-se com amigos italianos, como a Prémio Nobel da Medicina 1986, Rita Levi Montalcini. 

Na conversa que manteve com Flores D’Arcais, Saramago assegurou que é um “ateu tranquilo”, mas que agora está a mudar de ideias. 

“Às insolências reaccionárias da Igreja Católica há que responder com a insolência da inteligência viva, no bom sentido, da palavra responsável. Não podemos permitir que a verdade seja ofendida todos os dias pelos presumíveis representantes de Deus na terra, a quem na realidade só interessa o poder”, afirmou. 

Segundo Saramago, interessa pouco à Igreja o destino das almas e o que sempre procurou é o controlo dos seus corpos. 

“A razão - acrescentou - pode ser uma moral. Usemo-la”. 

Inquirido sobre se a ausência de empenhamento de escritores e intelectuais pode ser uma das causas da crise da democracia, o escritor disse que sim, mas que não só, já que toda a sociedade está nessas condições e isso leva a uma crise de autoridade, da família, dos costumes, uma crise moral em geral. 

Saramago advertiu para o crescimento do "fascismo” na Europa e mostrou-se convencido de que nos próximos anos “atacará com força”. 

Por isso - sublinhou -, “temos de preparar-nos para enfrentar o ódio e a sede de vingança que os fascistas estão a alimentar”. 

“Apesar de ser claro que se apresentarão com máscaras pseudo-democráticas, algumas das quais circulam já entre nós, não devemos deixar-nos enganar”, frisou. 

Antes de Roma, Saramago esteve em Milão, Turim, Alba e Pontedera, onde se encontrou com os seus leitores e criticou o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi. 

Em declarações ao diário ex-comunista L’Unità, o escritor disse que Berlusconi é a “doença do país” e hoje, na conversa com Flores D’Arcais afirmou que o que mais caracteriza a esquerda, no plano internacional, é a “falta de ideias”. 

A direita, de acordo com Saramago, não precisa de ideias para governar e isso vê-se em Berlusconi, “que não tem nenhuma”, mas a esquerda, “se não tem ideias, não tem nada que oferecer aos cidadãos”. 

A visita de Saramago a Roma ocorre dias antes do lançamento do seu mais recente romance, “Caim”, em que o escritor se ocupa novamente da religião e que será simultaneamente editado em português (de Portugal e do Brasil), espanhol e catalão. 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 14 de Outubro de 2009

 Maitê era uma prostituta?

 

A página da actriz Maitê Proença na Wikipedia inglesa foi reescrita e a biografia substituída por uma única frase: “Maitê Proença Gallo (n. São Paulo, 28 Janeiro 1959) é uma estrela porno brasileira, também conhecida pelos seus comentários ignorantes que envergonham o povo brasileiro”.


A alteração na Wikipedia surge depois de as televisões portuguesas terem divulgado, ontem, um vídeo da actriz filmado em Portugal e que causou polémica.

Na filmagem, os comentários de Proença são frequentemente depreciativos e geraram muitas reacções negativas na Web, tanto por parte de portugueses, como de brasileiros.

Entretanto, também as páginas no site oficial da actriz foram apagadas, mas não é claro se se trata de uma falha técnica ou de um ataque informático.

O novo texto na Wikipedia estava ainda disponível à hora de publicação deste artigo, mas, tendo em conta o que já aconteceu em casos semelhantes, é provável que a versão anterior seja reposta rapidamente. Na página da versão portuguesa da Wikipedia não havia qualquer alteração deste género.

O canal GNT, onde o vídeo foi transmitido pela primeira vez, em Março de 2007, já emitiu um comunicado onde pede desculpa e a actriz gravou entretanto um vídeo onde afirma que tudo não passou de uma “brincadeira caseira”.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 22:01 | link do post | comentar | ver comentários (1)

 Mãe má

 

MÃE MÁ


O texto abaixo foi entregue pelo professor de Ética e Cidadania da escola Objectivo/Americana, Sr. Roberto Candelori, a todos os alunos da sala de aula, para que entregassem a seus pais.A única condição solicitada pelo mesmo foi de que cada aluno ficasse ao lado dos pais até que terminassem a leitura.

“Um dia quando os meus filhos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e mães, eu hei de dizer-lhes:
- Eu amei-vos o suficiente para ter perguntado aonde vão, com quem vão e a que horas regressarão.
- Eu amei-vos o suficiente para não ter ficado em silêncio e fazer com que vocês soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia.
- Eu amei-vos o suficiente para vos fazer pagar os rebuçados que tiraram do supermercado ou revistas do jornaleiro, e vos fazer dizer ao dono: “Nós tirámos isto ontem e queríamos pagar”.
- Eu amei-vos o suficiente para vos deixar ver além do amor que eu sentia por vocês, o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.
- Eu amei-vos o suficiente para ter ficado em pé, junto de vocês, duas horas, enquanto limpavam o vosso quarto, tarefa que eu teria feito em 15 minutos.
- Eu amei-vos o suficiente para vos deixar assumir a responsabilidade das vossas acções, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração.
Mais do que tudo, eu amei-vos o suficiente para vos dizer NÃO, quando eu sabia que vocês poderiam me odiar por isso (e em alguns momentos até odiaram).
Estas eram as mais difíceis batalhas de todas. Estou contente, venci... Porque no final vocês venceram também! 
E qualquer dia, quando os meus netos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e mães; quando eles lhes perguntarem se a sua mãe era má, os meus filhos vão lhes dizer:“Sim, a nossa mãe era má. Era a mãe mais má do mundo...
As outras crianças comiam doces no café e nós só tinhamos que comer cereais, ovos, torradas. 
As outras crianças bebiam refrigerante e comiam batatas fritas e sorvetes ao almoço e nós tinhamos que comer arroz, feijão, carne, legumes e frutas. 
Tinha que saber quem eram os nossos amigos e o que nós fazíamos com eles.Insistia que lhe disséssemos com quem iamos sair, mesmo que demorássemos apenas uma hora ou menos.
 Ela insistia sempre connosco para que lhe disséssemos sempre a verdade e apenas a verdade.E quando éramos adolescentes, ela conseguia até ler os nossos pensamentos. 
A nossa vida era mesmo chata!Ela não deixava os nossos amigos tocarem a buzina para que saíssemos; tinham que subir, bater à porta, para ela os conhecer.
Enquanto todos podiam voltar tarde tarde da noite com 12 anos, tivemos que esperar pelos menos 16 para chegar um pouco mais tarde, e aquela chata levantava para saber se a festa foi boa (só para ver como estávamos ao voltar).
Por causa da nossa mãe, nós perdemos imensas experiências na adolescência.- Nenhum de nós esteve envolvido com drogas, em roubo, em actos de vandalismo, em violação de propriedade, nem fomos presos por nenhum crime.
FOI TUDO POR CAUSA DELA!”Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos a fazer o melhor para sermos “PAIS MAUS”, como a minha mãe foi.

EU ACHO QUE ESTE É UM DOS MALES DO MUNDO DE HOJE: NÃO HÁ SUFICIENTES MÃES MÁS!

 

Recebido por mail



publicado por olhar para o mundo às 15:07 | link do post | comentar



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Novo quadro do Leonardo Da vinci

 

 Peritos de arte acreditam ter encontrado um novo quadro do pintor italiano Leonardo da Vinci, devido à descoberta de uma impressão digital com 500 anos.


O pequeno retrato, de uma jovem mulher em perfil, foi previamente considerado como um trabalho alemão do início do século XIX e encontra-se actualmente nas mãos de um particular. No entanto, um crescente número de estudiosos sobre o pintor concordam que o quadro é representativo da Renascença, pois tem a sua marca. 

A análise, por carbono e infravermelhos, das técnicas de Leonardo da Vinci apoiam as teorias de que o quadro é do pintor e que se insere no período da Renascença. Se os estudiosos estiverem correctos será o primeiro grande trabalho de Leonardo da Vinci a ser identificado em 100 anos e valerá dezenas de milhões de euros.

A impressão digital foi descoberta no topo esquerdo do quadro, por Peter Paul Biro, um perito em arte forense, através de uma câmara revolucionária multi-espectral. Biro afirma à “Antiques Trade Gazette”, uma revista sobre arte, que a marca é "altamente comparável” a uma impressão digital do pintor no quadro São Jerónimo no Vaticano.

Na revista é revelado ainda que a análise por infravermelhos mostrou um estilo parelelo ao do retrato de Da Vinci, de uma mulher em perfil, que se encontra no castelo de Windsor, em Inglaterra.

Desenhados a tinta e giz o vestuário da bela jovem e o penteado reflectem a Moda de Milão dos finais do século XV e, a análise a carbono é consistente com a data, refere a revista.

A última vez que esteve à venda, em finais dos anos 90 na Christie's de Nova Iorque, o quadro foi comprado por um coleccionador canadiano por 19 mil dólares. O retrato deverá estar em exibição no próximo ano, na Suécia.

Se o quadro for mesmo de Leonardo da Vinci será a sua única obra feita sobre o pergaminho.

 

Via Publico



publicado por olhar para o mundo às 10:11 | link do post | comentar

Casados poderão apresentar IRS separados

 

 Tal como acontece com os casais em união de facto, também as pessoas casadas vão poder agora apresentar a declaração de IRS em separado.

Esta é um das propostas que constam no Relatório Técnico do Grupo de Trabalho para o Estudo da Política Fiscal, que será hoje apresentado pelo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Carlos Lobo. A avaliação desta proposta vai ser uma das primeiras tarefas do novo governo.
Esta medida tem como objectivo diminuir as diferenças entre as pessoas casadas e aquelas que vivem em união de facto. Apresentando as declarações em separado, cada cônjuge pode deduzir valores que são mais elevados do que as deduções apresentadas conjuntamente.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 09:06 | link do post | comentar

Terça-feira, 13 de Outubro de 2009

Mulher é fogo mesmo

 

Antes de morrer um marido disse à mulher:

 - Ouve-me bem! Quando eu morrer, quero que pegues todo o meu dinheiro e o coloques no caixão junto comigo.  Eu quero levar todo o meu dinheiro e o seu coração comigo! Você jura?
E ela jurou.  Um dia o homem morre. Foi colocado dentro do caixão, enquanto a  mulher se mantinha sentada a seu lado, toda de preto, acompanhada pelos  amigos mais chegados.
 Quando terminaram a cerimónia, e antes de o padre se preparar para fechar o caixão, a mulher disse:
- Só um minuto!
Tinha uma caixa de sapatos com ela. Aproximou-se e colocou-a dentro do caixão, juntamente com o corpo.
 Um amigo disse-lhe:
  - Espero que não tenhas sido doida o suficiente para meteres todo aquele dinheiro dentro do caixão!

Ela respondeu:
 - Claro que sim. Eu prometi-lhe que colocaria aquele dinheiro junto com o meu coração e foi exactamente o que fiz.
 - Estás me dizendo que puseste toda a fortuna dele dentro daquela caixinha? 
 - Claro que sim!
 - respondeu a mulher. - Juntei todo o seu dinheiro, depositei-o na minha conta e passei-lhe um cheque!

- E o coração, arrancaste-o do peito?

- Ah, também lá meti um soutien de renda cor de sangue...

 

Via FAzer Humor



publicado por olhar para o mundo às 21:22 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

DEOLINDA - Novo disco ac...

Orq. Gulbenkian & Orq. Ge...

UHF no Cineteatro Munici...

Bar ACERT - Café-Concerto...

Tsunamiz - I Don't Buy It

Biruta - DATAS em JULHO -...

Itinerário do Sal - ópera...

Junho traz concerto de Pe...

Sarah Nery edita EP homón...

Candeio apresentam novo s...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados