Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um olhar sobre o Mundo

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Porque há muito para ver... e claro, muito para contar

Um olhar sobre o Mundo

06
Out09

Leica. Um mito perpetuado pelas mãos de artesãos portugueses

olhar para o mundo

 Leica, made in Portugal

 

Todos os mitos guardam segredos e a Leica não é excepção. A marca nasceu em 1920 e, com a ajuda de Cartier-Bresson, tornou--se mítica poucos anos depois. Mas a Alemanha deixou de ser o país de fabrico por excelência quando, nos anos 70, foi preciso encontrar mão-de-obra barata.


Nessa altura, Portugal bateu a Irlanda e a Tunísia como berço da nova fábrica. Muitos funcionários então contratados nunca mais deixaram a fábrica e hoje metade dos mil técnicos Leica têm morada em Famalicão. "As pessoas acham que a grande capacidade de execução está na Alemanha", explicou ao o fotógrafo Pedro Letria. A suposição não podia estar mais errada. É em Portugal que se produzem as peças e se montam as máquinas quase na totalidade. Mas a experiência de usar a etiqueta "made in Portugal" na série R não resultou: depois de perdas de 30% nos EUA e Japão, a Leitz (empresa que produz as Leicas) preferiu colar-se à etiqueta regular alemã. Letria explica: "Não é que desvalorize dizer 'made in Portugal', mas valoriza dizer 'made in Germany'."

A era digital foi um tiro certeiro na mítica Leica, mas o renascer do mito vai contar com a preciosa ajuda portuguesa. Na sexta-feira marca-se um mês do lançamento da M9, a nova Leica que Letria diz "que vai conseguir convencer os consumidores". Os preços exorbitantes afastam as carteiras comuns, mas o novo modelo oferece o melhor do digital e o melhor da Leica. "Com uma Leica, quando se faz clique está a ver-se o momento captado, o fotógrafo sabe que captou o que realmente queria."

Mais de 30 anos depois, a Leitz também conseguiu captar o que queria. No website, classifica os seus técnicos como "seres humanos maravilhosos", ainda que não refira que estes são, na sua maioria, portugueses. Se o segredo português fosse quebrado existiria o mito? Talvez não. Mas a reinvenção desse mito está em mãos nacionais: em poucas semanas, a fábrica do Norte já tem quase 20 mil peças Leica encomendadas.

 

Via ionline

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D