Domingo, 27 de Setembro de 2009

 cenas sensuais .. tudo a fingir

 

"Mexe-te mais!", "Não gemas tanto", "Agora mais devagar", "Um bocadinho mais depressa". A sucessão de indicações quase milimétricas do realizador José Fonseca e Costa, levaram Rogério Samora à beira de um ataque de riso. O actor estava a fazer uma cena de sexo com Filomena Cautela num celeiro e, como o som não estava a ser gravado, o realizador quis deixar bem claro como queria a cena de "Viúva Rica Solteira Não Fica". "Estava mortinho por me rir e com vontade de dizer: 'Cala-te Zé'", conta o actor para quem este tipo de cenas não é das mais difíceis. "Quando aceitamos um trabalho já sabemos ao que vamos. É tudo ensaiado e debatido. Mas para ficarem perfeitas, as cenas demoram muito tempo."

O sexo no cinema é o momento alto do voyeurismo dos espectadores e um sucesso de bilheteira. Parece o culminar perfeito daquela história de amor ou traição. Mas toda a sensualidade que transparece esconde os constrangimentos dos actores.
Que o diga a actriz São José Correia, que chorou na primeira cena de sexo que fez, em 2004, na curta-metragem de Adelino Tavares "I'll See You in My Dreams". "Estava muito envergonhada. Nua, a simular sexo, tinha frio e o cobertor onde estava deitada era daqueles da tropa, que picam. À medida que a câmara se ia aproximando do meu rosto, os gemidos tinham de ir aumentando. Ao fim do segundo take, estava a chorar. Foi a primeira vez que desisti de uma cena", confessa. Desde então, a actriz nunca mais chorou, mas nem por isso se sente mais confortável. "A única maneira é pensar que não sou eu." 

É TUDO A FINGIR
Podemos ficar ruídos de inveja quando vemos cenas perfeitas de amor e prazer, ou sonhar com aqueles momentos escaldantes dos nossos actores preferidos, mas se estivéssemos no plateau, mudávamos de opinião. 
O momento privado a dois é, na realidade, acompanhado por várias pessoas, que, ao contrário dos actores estão vestidos e carregam uma parafernália de tecnologia. Apesar de ser tudo ensaiado antes de gravarem as cenas, podem demorar horas para conseguirem todos os ângulos. Quanto à nudez, ela não é assim tão real. Cuecas cor de pele, toalhas para evitar o contacto e o famoso tapa sexo, inventado pelos brasileiros. "É uma coisa muito simples. Uns colãs de nylon, cortados em forma de cuecas. Depois deixa-se um triângulo e cola-se, com aquela cola de bigodes, à frente e atrás no meio do rabinho. Assim se estiveres em cima de alguém, os órgãos não estão em contacto directo", explica São José Correia. Até para ter uma respiração ofegante os actores recorrem a outros meios: correr e pular antes de ouvir acção. 
Só os beijos parecem não ter técnica. Pelo menos segundo os actores portugueses, o beijo técnico é um mito. Inventado por Hollywood, consistia em nunca introduzir a língua na boca do colega, o que nem assim evitava embaraços. Um dos beijos mais memoráveis da história foi na realidade um fiasco. Em "Tudo o Vento Levou", quando a apaixonada Scarlett (Vivien Leigh) beija finalmente Rhett descobre que Clark Gable, o da vida real, tinha mau hálito. 
Para evitar este tipo de contratempos, Rogério Samora faz questão de lavar os dentes sempre antes dessas cenas. "São cuidados higiénicos muito simples, que todas as pessoas com quem trabalhei fazem."


O PAPEL DO REALIZADOR
 "O Crime do Padre Amaro" ficou no imaginário português pelas cenas de sexo, bastante convincentes, entre Jorge Corrula e Soraia Chaves. A estreia de Carlos Coelho da Silva no cinema ficou marcada pela cena de sexo na sacristia. Foram poucos takes, com cerca de dez minutos cada, e o mínimo de pessoas no plateau. "É uma coreografia bem ensaiada, decidida por mim, mas depois era com os actores. Não os interrompia a meio. Esperava pelo corta, para dar indicações." O papel do realizador é tornar a cena mais real possível, diz Carlos Coelho da Silva, por isso a transpiração tem que lá estar, nem que seja com a ajuda de óleos, e as peças de roupa a proteger são normalmente erros a evitar.



publicado por olhar para o mundo às 14:10 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

DEOLINDA - Novo disco ac...

Orq. Gulbenkian & Orq. Ge...

UHF no Cineteatro Munici...

Bar ACERT - Café-Concerto...

Tsunamiz - I Don't Buy It

Biruta - DATAS em JULHO -...

Itinerário do Sal - ópera...

Junho traz concerto de Pe...

Sarah Nery edita EP homón...

Candeio apresentam novo s...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados