Terça-feira, 14.12.10

Os alunos com 'literatura clássica' em casa tiveram em média mais 19 pontos nos testes PISA do que os que disseram ter Internet em casa, que já chegam aos 90%

 

O desempenho de alunos com literatura em casa nos testes PISA foi cerca de 19 pontos superior aos que disseram ter ligação à Internet. A diferença é visível na leitura, matemática e ciência. Em ambos os casos a média portuguesa é superior à dos 65 países que participaram no estudo da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico: temos mais alunos com literatura e Internet em casa. E em ambos os casos, "ter" tem um impacto positivo nos resultados dos alunos. Mas ter livros tem um impacto maior.

"É curioso porque tem havido um desinvestimento no livro e um redireccionamento para a internet. E nota-se que a leitura tem mais influência no desempenho", diz Paulo Guinote, que lançou o debate sobre estes dados no blogue A Educação do Meu Umbigo.

O professor salienta dois dados que considera interessantes: por um lado, a percentagem de alunos que diz ter internet em casa é bastante superior à dos que dizem ter literatura clássica - 91% contra 59%; por outro, os segundos tiveram resultados cerca de 20 pontos acima dos outros, numa escala de 0 a 800.

Além disso, 16% dos alunos dizem ter menos de 11 livros em casa, 20% menos de 26 e outros 33% entre 26 e 100. A existência de mais livros equivale a resultados melhores nos testes - há um ganho de pelo menos 20 pontos que vai aumentando conforme o tamanho da biblioteca. Só os que disseram ter mais de 500 livros em casa pontuaram ligeiramente abaixo dos que disseram ter entre 201 e 500.

Estas comparações só são possíveis porque a base de dados do PISA 2009 está disponível online e permite aos especialistas explorar a informação recolhida no estudo, cruzando as muitas variáveis apuradas com os resultado de meio milhão de alunos, de 64 países, nos testes de leitura, matemática e ciências.

O psicólogo educacional José Morgado considera que a diferença é um dado interessante, mas que não é possível estabelecer uma relação causa/efeito. "A presença de literatura clássica em casa é um indicador de um nível socio-cultural mais elevado, de famílias mais escolarizadas. E sabemos que a origem das crianças influencia o sucesso escolar. Logo, os alunos vindos de famílias com melhores níveis socio-culturais têm melhores resultado escolares."

Assim, considera que este dado reflecte sobretudo o estatuto das famílias e menos os hábitos de leitura dos jovens. "Mesmo sabendo que têm livros em casa, não temos a certeza que os lêem", lembra.

No entanto, ressalva que a língua - o português - é uma ferramenta fundamental para o sucesso, tanto na leitura, como na matemática e nas ciências. E também para usar o computador e internet da melhor forma. "O computador é uma ferramenta de acesso à informação e fazer com que todos os miúdos tenham acesso promove a equidade. Mas é fundamental que seja bem utilizado, porque senão é apenas um lápis mais sofisticado. Os professores e os pais têm aqui um papel essencial", conclui.

O especialista não deixa de alertar que parte da nossa escola "é inimiga da literatura", porque preocupa-se mais em ocupar o tempo livre da criança do que em estimular a leitura. "Há uma intoxicação e não podemos esperar que estes jovens cheguem a casa com vontade de ir pegar num livro."

Para Paulo Guinote, a diferença de 20 pontos entre os alunos que têm literatura clássica e Internet em casa ajuda a desconstruir a ideia de que os meios tecnológicos devem ser o foco do sistema. "Eu, e sei que outros colegas também, voltei a pedir aos meus alunos para entregarem os trabalhos escritos à mão. Porque quando escrevem, mesmo que estejam a copiar, estão a digerir a informação, em vez de se limitarem a cortar e colar a informação de forma automática", explica o professor.

 

Via DN



publicado por olhar para o mundo às 10:39 | link do post | comentar

Terça-feira, 16.11.10

Nuas para combater o analfabetismo

 

"Estão mesmo nuas. Não estava nada à espera." A reacção é dos participantes de uma sessão de leitura de contos infantis, poesia e ficção científica quando se deparam com uma fila de mulheres sem roupa a declamar. É que quando pensamos numa sessão de leitura nunca a visualizamos tão arejada. O que nos vem à cabeça é uma biblioteca enorme, com um silêncio sepulcral e pessoas com óculos na ponta do nariz e voz de rádio. Nada mais longe da realidade. Quem vai assistir a uma sessão das Naked Girls Reading (Raparigas Nuas a Ler) encontra um grupo de raparigas de livros na mão, saltos altos e mais nada. Mesmo mais nada. Roupa? Nem vê-la. 

"Quem nos vem ver adora. Não sabem muito bem o que esperar, mas recebem um espectáculo à altura do que pagam [cerca de 20 euros], o que é gratificante. Eles ficam entusiasmados com a literatura e com mais vontade de ler", explica-nos por email a fundadora do grupo, Michelle L''Amour. Será este o melhor remédio para quem não tem paciência para ler?

Burlesco

O objectivo do clube era muito simples: "Criar um salão para estimular as pessoas em muitos níveis, com mulheres bonitas, literatura bonita e uma atmosfera bonita", diz Michelle ao i. A ideia da stripper do burlesco e do escritor e fotógrafo Frank Vivid tornou-se realidade há um ano e meio, em Chicago, nos EUA.

A primeira sessão foi no "Studio L''amour", de Michelle, mas o clube literário já chegou ao Canadá e está espalhado por várias cidades norte-americanas, como Los Angeles, Nova Iorque ou Dallas. "Estamos a tentar chegar ao Reino Unido, mas há alguns problemas legais." Provavelmente por estarem nuas num local público, acrescentamos nós.

No menu literário das cinco meninas - além de Michelle, fazem parte do clube veterinárias, designers e bibliotecárias - estão livros como "O Estranho Caso do Dr. Jekyll e Mr. Hyde", de Robert Louis Stevenson, "Diário de Anne Frank", "Lolita", de Vladimir Nabokov, "Onze Minutos", de Paulo Coelho e os livros de D. H. Lawrence e Anaïs Nin. As sessões são abertas ao público, mas têm o limite de 120 pessoas. Coisa pouca. Mas se por acaso está a pensar em inscrever-se para ser uma das jovens a ler sem roupa, não é fácil. "Nem toda a gente pode ler. Temos ensaios e muitas reuniões antes da sessão. Mas as mulheres adoram. Durante a sessão sentem-se livres e mágicas. É uma óptima experiência partilhar algo de que gostamos de forma apaixonada com uma audiência atenta", explica Michelle. 

Mas a dúvida persiste. Quem vai a uma sessão destas liga alguma coisa à literatura? "Acho que as pessoas estão atentas às duas coisas. A minha reacção preferida no público é quando as pessoas ficam espantadas por estarmos mesmo nuas. Rimo-nos imenso. É que está no título." O fenómeno já foi baptizado de genial e a "Time Out" nova-iorquina profetizou que a moda ia pegar. Michelle deixa o aviso: "Sabemos que os italianos gostam. Se calhar um dia destes ainda vamos a Portugal."

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 17:30 | link do post | comentar

Sábado, 13.11.10

Teatro do Campo Alegre
Rua das Estrelas, s/n, Porto
Tel. 226 063 000
Pássaros O Campo Alegre estreia "Vento & Pássaros", um espetáculo de leitura coreografada criado a partir do livro "A Verdadeira História dos Pássaros" de valter hugo mãe. A peça, onde a voz, o corpo, o canto e a dança se ligam, é uma história sobre o poder da amizade e da imaginação, cujo personagem principal é o vento que não suporta a solidão. Nos dias 13 e 14 de novembro às 16h (para escolas, nos dias 15 e 16 às 10h30 e 15h. Ver mais informações em http://seducativo-tca.blogspot.com .

 

Teatro de Belomonte
Rua de Belomonte, 57, Porto
Tel. 222 083 341 e 222 089 175
Óscar O Teatro de Marionetas do Porto apresenta no Teatro de Belomonte o espetáculo "Óscar", concebido para crianças a partir dos três anos de idade. Óscar é um menino que tem o seu lugar de brincadeira preferido num jardim onde constrói os seus mundos imaginários. Relaciona-se com os animais, as plantas e o Jardineiro Joaquim. Os amigos do Óscar são o Porco Cambalhota, o Ouriço Ribeiro, a Vaca Radical, a Laranjeira, o Capitão Iglo, as Flores, o Gigante e a Galinha Chocapic. O espetáculo estrutura-se ao longo das quatro estações e as histórias, a música, as cores, as palavras, os cheiros vão tomando a forma das sensações que caracterizam o jardim durante as diferentes fases do ano. Até ao dia 28 de novembro, aos sábados e domingos às 16h (para escolas, de terça a sexta às 10h30 e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações emwww.marionetasdoporto.pt .

 

Fundação de Serralves
Rua D. João de Castro, 210, Porto
Tel. 226 156 500
Percurso O Serviço Educativo, no âmbito do programa Famílias em Serralves 2010, oferece a o percurso "Arquitectar".Através de diálogos e jogos de exploração do espaço revela-se o processo de trabalho do arquiteto Álvaro Siza. Com base na planta do Museu de Serralves levantam-se paredes e reconfiguram-se lugares de exposição. No dia 14 de novembro, às 11h. (acesso gratuito, levantar senha na receção do museu a partir das 10h). Ver mais informações em www.serralves.pt .

 

Teatro d'Avenida
Avenida da República, 1435, Vila Nova de Gaia
Tel. 915 063 072
Patins A companhia Palco Partilhado apresenta o espetáculo "Cinderela - Musical em Patins", com um elenco composto por patinadores e atores profissionais. A peça, sobre a donzela que era tratada como escrava pela sua detestável madrasta e duas mesquinhas meias-irmãs, mas que conquista o coração do príncipe herdeiro, leva o público a um mundo onde o sonho se transforma em realidade. Nos dias 13 e 14 de novembro às 18h30, no dia 19 às 21h e nos dias 20 e 21 às 18h30 (para escolas, nos dias 18 e 19 de novembro às 10h30 e 14h30, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.palcopartilhado.pt .

 

Museu Nacional da Imprensa
Estrada Nacional 108, nº 206, Porto
Tel. 225 304 966 e 225 300 648
Oficinas O museu oferece aos mais novos várias oficinas permanentes e outras atividades, das quais destacamos duas que decorrem no mesmo horário. Uma delas é "Viagem ao Mundo do Papel", para crianças a partir dos 4 anos, onde os participantes reciclam manualmente papel velho, adicionando-lhe pétalas, folhas secas e outros materiais, transformando-o de novo em papel utilizável, sendo aconselhável, para uma produção personalizada, que cada um traga de casa desperdícios reutilizáveis. A outra, são as "Oficinas Gutenberg", para crianças dos 4 aos 12 anos, onde os participantes são levados a fazer uma viagem no tempo até à Europa do século XV, onde terão a oportunidade de escolher entre a construção de um livro, através das antigas técnicas de impressão e encadernação, ou a construção de um tipo móvel, reinventando a imprensa. Até 31 de dezembro, todos os dias à tarde (inclusive domingos e feriados) das 15h às 20h, e pela manhã de terça a sexta das 10h30 às 12h30. Estas atividades exigem marcação prévia. Ver mais informações em www.museudaimprensa.pt .

 

Centro Multimeios de Espinho
Avenida 24, 800, Espinho
Tel. 227 331 190
Planetário O Planetário de Espinho propõe quatro interessantes sessões às crianças e às suas famílias até ao mês de dezembro. "O Mistério da Bola de Fogo", aos sábados, domingos e feriados às 15h, para maiores de 4 anos. "Viagem a um Buraco Negro", aos sábados, domingos e feriados às 16h, para maiores de 12 anos. "Acampar com as Estrelas", aos sábados às 17h, para maiores de 10 anos. E "Dois Pequenos Pedaços de Vidro", aos domingos e feriados às 17h, para maiores de 10 anos. E o Observatório Astronómico oferece a sessão "Observação do Sol", aos sábados às 15h30 e 16h30, sempre que as condições atmosféricas existentes não sejam adversas. Ver mais informações sobre as sessões em www.multimeios.pt .

 

Parque Temático Molinológico
Ponte da Igreja, Ul, Oliveira de Azeméis
Tel. 256 664 043 e 256 683 170
Moinhos Ao visitar o parque, as crianças poderão assistir à moagem de diferentes tipos de cereais em moinhos de água e à confeção do pão tradicional de Ul e ver os materiais expostos no Núcleo Museológico do Moinho e do Pão. De terça a sexta, das 10h às 12h30 e das 14h às 17h30, e aos sábados e domingos, das 15h às 19h (encerrado às segundas e feriados). Para visitar todos os núcleos, é aconselhável fazer marcação prévia. Ver mais informações em www.moinhosdeazemeis.com .

 

Museu da Ciência - Laboratório Chimico
Largo Marquês de Pombal, s/n, Coimbra
Tel. 239 854 350
Ateliês O Museu da Ciência oferece aos mais novos vários ateliês no âmbito do programa Sábados no Museu. Um deles, "SETI - Surpreendentes Extraterrestres Imaginários", pergunta: Será que existem extraterrestres? E se existirem, como serão? Afinal, o Projeto SETI busca extraterrestres usando radiotelescópios, mas aqui neste ateliê os jovens são convidados a soltar a imaginação e inventar um ET adaptado às características de um planeta à escolha de cada um. No dia 13 de novembro, das 15h às 16h30, para crianças a partir dos 6 anos. Um outro, "Mal Me Quer Ou Bem Me Quer?", conta a história de uma flor chamada Maria Papoila. Neste ateliê será possível conhecer a sua história e perceber porque é que as flores e as abelhas são tão amigas há milhares de anos. No dia 20 de novembro, às 15h, para crianças dos 3 aos 5 anos. Além disso, com o programa Aniversário no Chimico, o museu convida os jovens a vir fazer a festa de anos, durante três horas, nas suas instalações, aos sábados, das 10h às 13h, ou aos domingos, das 10h às 13h e das 15h às 18h. Estas atividades exigem marcação prévia. Ver mais informações em www.museudaciencia.pt .

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 12:43 | link do post | comentar

O Castelo de São Jorge, em Lisboa, apresenta o conto/ópera "O Polegarzinho", enquanto o Teatro do Campo Alegre, no Porto, propõe a leitura coreografada "Vento & Pássaros". Além destas, o Expresso apresenta aqui outras sugestões sobre locais onde poderá ir com as suas crianças para passarem bons momentos juntos.

 

 

PÁSSAROS
O Teatro do Campo Alegre apresenta um espetáculo de leitura coreografada "Vento & Pássaros", criado por Filipa Francisco a partir do livro "A Verdadeira História dos Pássaros" de valter hugo mãe sobre o poder da amizade e da imaginação. A personagem principal é o vento, que não suporta a solidão, neste trabalho coreográfico em que a voz, o corpo, o canto e a dança se ligam e misturam para contar a história. (ver roteiro Norte e Centro)

 

LISBOA E SUL

 

Castelo de São Jorge
Rua de Santa Cruz, s/n, Lisboa
Tel. 218 800 620
Ópera O programa Domingos em Família apresenta, numa produção da Companhia de Ópera do Castelo, pela primeira vez em Portugal, o conto/ópera "O Polegarzinho" de Isabelle Aboulker, a partir do conto de Charles Perrault. O espetáculo conta a história do pequeno filho de um lenhador que enfrenta um ogre, salva os irmãos de serem devorados e consegue fugir com as botas de sete-léguas do monstro. No dia 14 de novembro às 11h30. Ver mais informações em www.castelodesaojorge.pt .

 

Palácio Foz
Praça dos Restauradores, s/n, Lisboa
Tel. 213 462 157 e 213 476 129
Cinema Sábados em Família, o programa de sessões de cinema da Cinemateca Júnior, exibe o filme de animação "Anastasia". Exemplo de animação moderna, baseia-se no mito da sobrevivência de um membro da família imperial russa após a revolução de 1917. O filme acompanha as aventuras da jovem princesa Anastasia na sua luta pela vida, misturando humor, música e drama. No dia 13 de novembro às 15h. Ver mais informações emwww.cinemateca.pt/programacao.asp .

 

Museu do Oriente
Avenida de Brasília, s/n, Lisboa
Tel. 213 585 299 e 213 585 200
Tapeçaria O museu, no âmbito do programa Domingos em Família, oferece às famílias com crianças a partir dos 4 anos a oficina "Tapeçaria Mágica", que brinca com um episódio sobre o herói Ulisses na "Odisseia" de Homero. Enquanto Ulisses tardava em chegar, Penélope protegia-se do assédio de diversos pretendentes, afirmando que só casaria quando a sua tapeçaria estivesse concluída. e como só com Ulisses queria casar, tecia durante o dia e desfazia a tapeçaria de noite.. No dia 21 de novembro, das 11h às 12h30 (é necessário fazer marcação prévia até ao dia 15 de novembro). Ver mais informações em www.museudooriente.pt .

 

Auditório do Espaço Monsanto
Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Tel. 218 460 738 e 967 525 460
Espetáculos A companhia Trupilariante de teatro-circo apresenta três espetáculos neste fim de semana. "As Luzes de Natal" é um espetáculo de teatro e fantoches onde dois jovens têm de descobrir quem roubou a música de natal, já que não é possível haver alegria natalícia sem ouvirmos os sininhos a tocar. No dia 13, de novembro às 11h. "Desafio à Gravidade" é um espetáculo de teatro-circo com monociclos, magia, malabarismo e dança acrobática. No dia 13 de Novembro às 15h. E "O Aviador Tresloucado" é um espetáculo de 'teatro físico' onde um piloto corre o mundo tentando convencer tudo e todos à não utilização de veículos poluentes. No dia 14 de novembro às 15h. Ver mais informações em www.trupilariante.com .

 

Auditório Municipal Eunice Muñoz
Rua Mestre de Avis, s/n, Oeiras
Tel. 960 272 519 e 932 025 651
Dragão A peça infantil "Era Uma Vez um Dragão!" conta a história de quatro leais amigos que têm como lema 'um por todos e todos por um'. Mas como irão reagir se os seus medos se tornarem realidade, perante a ameaça do 'dragão' que um afirma que viu? A autoconfiança e a coragem serão as mesmas? De 13 de novembro até 12 de dezembro, aos sábados às 16h e aos domingos às 11 h com sessões especiais nos feriados de 1 e 8 de dezembro às 11h e 16h. Ver mais informações em http://dramaxproducoes.wordpress.com .

 

Teatro da Trindade
Largo da Trindade, 7A, Lisboa
Tel. 213 420 000 e 927 982 834
Aventuras O Teatro da Comuna e o Teatro da Trindade apresentam a peça "As Aventuras de João Sem Medo", encenada a partir da obra homónima de José Gomes Ferreira. O jovem João Sem Medo, que despreza os tiranos e os poderosos e inventa monstros para os destruir e vencer, é um rapaz dotado da verdadeira coragem, a força do coração. Até ao dia 18 de dezembro, aos sábados às 16h (para escolas e grupos, de quarta a sexta às 11h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.comunateatropesquisa.pt .

 

Teatro Tivoli
Avenida da Liberdade, 182, Lisboa
Tel. 213 304 152
Abelha A peça "Bzz, Bzz, Bzz - A União Faz a Força" conta uma divertida e colorida história sobre a importância do trabalho em grupo e o valor da amizade. As abelhas e os beija-flores há muito tempo viviam em rivalidade até ao dia em que Bela, uma jovem abelha, conhece Bento, um jovem beija-flor, e alheios ao antigo desentendimento que afastava as suas famílias, iniciam uma verdadeira amizade que levará à reconciliação das espécies. Até ao dia 30 de janeiro, sempre aos sábados às 16h (para escolas, de segunda a sexta às 11h e 14h30, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.plano6.pt .

 

Auditório do Espaço Monsanto
Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Tel. 218 460 738 e 967 525 460
Fantoches A companhia Trupilariante de teatro-circo apresenta o espetáculo de teatro e fantoches "As Luzes de Natal", cheio de muita interatividade com o público. Nesta época natalícia em que todas as estrelas brilham, as árvores de natal enchem o ar com o seu cheiro a verde e natureza e a música nos alegra o dia-a-dia, Rodolfo e Rosita são confrontados com um problema gravíssimo: alguém roubou a música de natal e não é possível haver alegria natalícia sem ouvirmos os sininhos a tocar. Muito preocupados os dois jovens, com a ajuda do público, vão partir numa grande aventura para tentar resolver este mistério antes que chegue o dia de Natal. Nos dias 13, 20 e 27 de novembro e 4 de dezembro às 11h (durante a semana, disponível para escolas e grupos às 11h e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.trupilariante.com .

 

Auditório do Espaço Monsanto
Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Tel. 218 460 738 e 966 004.227
Aviador A companhia Trupilariante de teatro-circo apresenta o espetáculo de 'teatro físico' "O Aviador Tresloucado". Na sua avioneta 100% elétrica, o aviador tresloucado corre o mundo tentando convencer tudo e todos à não utilização de veículos poluentes. Enquanto está a passear pelos céus azuis encontra uma bela donzela que viaja no seu AvionKar. O piloto se apaixona pela bela aviadora e, com grandes acrobacias aéreas, faz de tudo para a impressionar. Mas tem um rival de peso, o aviador poluente, que também está interessado na esbelta donzela e faz ousadas acrobacias. Quem será que vai conquistar o coração da jovem? Nos dias 14 de novembro, 15, 16, 22, 23, 29 e 30 de janeiro e 5, 6, 12, 13, 19, 20,26 e 27 de fevereiro, sempre às 15h (para escolas e grupos, durante a semana às 11h e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.trupilariante.com .

 

Teatro Bocage
Rua Manuel Soares Guedes, 13-A, Lisboa
Tel. 214 788 120 e 912 449 909
Felicidade A peça "Eu Sou Alegre e Sei Bem o Que Quero!" mostra o valor da felicidade para dois amigos. Maria é super bem-disposta e muito amiga de Luís Miguel, está sempre alegre e sempre a sorrir. Luís Miguel, por seu lado, adora animais e sabe bem o que quer: ser tratador de animais quando crescer. Mas a Maria não tem a mínima ideia do que quer ser quando for grande e por isso pede ajuda ao amigo Luís Miguel. Esta é uma história muito doce, que apela à importância de sermos alegres e felizes. Nos dias 14 de novembro e 5, 12 e 19 de dezembro, sempre às 11h. Ver mais informações em www.teatrobocage.com .

 

Teatro Bocage
Rua Manuel Soares Guedes, 13-A, Lisboa
Tel. 214 788 120 e 912 449 909
Coragembullying e a violência escolar é o tema da peça "Vasco das Forças", sobre um menino chamado Vasco, pequenote e franzino, que era gozado no recreio pelos seus colegas mais altos e mais fortes. Inspirado na coragem e valentia do seu trisavô, a quem chamavam Saraiva das Forças, Vasco resolve enfrentar os colegas: sem recurso à violência e sem andar à pancada, utiliza a sua inteligência e rapidez de pensamento e ação para a sua própria defesa e a defesa dos mais fracos, passando a ser conhecido como Vasco das Forças. Nos dias 14 de novembro e 5, 12 e 19 de Dezembro, sempre às 16h. Ver mais informações em www.teatrobocage.com .

 

Teatro Armando Cortez - Casa do Artista
Estrada da Pontinha, 7, Lisboa
Tel. 218 860 503 e 217 154 057
Musical O Teatro Infantil de Lisboa apresenta no Armando Cortez o espetáculo de teatro musical "O Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos". A peça, criada a partir da música para bailado de Tchaikovsky, decorre na noite de Natal em São Petersburgo, no século XIX. Os jovens heróis, Clara e o seu Quebra-Nozes, vão enfrentar o terrível rei dos Camundongos, numa fantasiosa aventura onde também vão conhecer a Fada da Neve, três pinguins, o rei Bom-Bom, a rainha Boa-Boa, a princesa Açucarada, o príncipe Chocolate e. finalmente, o príncipe encantado. Até ao dia 22 de junho de 2011 aos sábados, domingos e feriados às 15h (para escolas e grupos, terças às 11h e de quarta a sexta às 11h e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.til-tl.com .

 

Centro Cultural Malaposta
Rua Angola, s/n, Olival Basto, Odivelas
Tel. 219 383 100
Musical "A Ilha Encantada" é uma fantasia musical onde não falta a magia, o divertimento e o estímulo à imaginação. O espetáculo é contado e cantado em forma de lenda, que narra acontecimentos fantásticos. O público é convidado a entrar numa ilha misteriosa onde se destaca um castelo, um barco e o seu mais velho habitante, um simpático contador de histórias que, além de receber os visitantes, os convida a participar no jogo teatral do faz de conta. O mundo da ilha encantada tem, além do contador de histórias, outros habitantes como uma princesa, um dragão e uma viúva e o seu jovem e alegre filho, que vivem num barco e sonham com um futuro melhor. Até junho de 2011, aos sábados às 16h e aos domingos às 11h (durante a semana, disponível para escolas e grupos de terça a sexta às 11h e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.malaposta.pt .

 

Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva
Alameda dos Oceanos, 2, Lisboa
Tel. 218 917 100
Sexualidade O que é estar apaixonado? Qual a diferença entre um beijo explosivo e um beijo distraído? O que acontece ao corpo dos rapazes e das raparigas quando chegam à idade do armário? Para que servem os espermatozoides? Será que dar as mãos é fazer sexo? E podemos obrigar alguém a gostar de nós? "Sexo... e Então?!" é uma exposição rigorosa, atrativa e sem tabus que explica o amor e a sexualidade de uma forma clara e divertida ao público pré-adolescente (dos 9 aos 14 anos) e às suas famílias. Associada à mostra decorrerão atividades complementares como debates, palestras e ateliês. Até ao dia 28 de agosto de 2011, de terça a sexta das 10h às 18h e ao fim de semana e feriados das 11h às 19h (encerra às segundas e nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro). Ver mais informações em www.pavconhecimento.pt .

 

Jardim Zoológico de Lisboa
Estrada de Benfica, 160, Lisboa
Tel. 217 232 960
Animais O Centro Pedagógico do Zoo oferece, até ao dia 30 de novembro, três novidades na área dos programas de animação para os mais novos. Um deles, "Sábados Selvagens", para famílias (crianças a partir dos 4 anos acompanhadas por adultos), permite aprender in loco, pela mão dos tratadores, treinadores e profissionais do Zoo um pouco mais sobre a vida animal (todos os sábados a partir das 10h). Um outro é o ateliê "Quando os Animais Saem dos Contos..." para crianças entre os 4 e os 10 anos, onde será contada uma história em que as personagens principais são espécies de animais que os pequenos poderão conhecer ao vivo no Zoo (todos os sábados e domingos das 10h às 13h). Quanto a "Safari no Zoo!", para crianças dos 6 aos 12 anos, inclui várias atividades como a ajuda na manutenção de alguns animais, o auxílio aos treinadores na preparação da apresentação de aves em voo livre e a visita aos bastidores da Baía dos Golfinhos (todos os sábados das 10h às 18h). Além disto, as crianças a partir dos 6 anos de idade podem fazer a festa de aniversário no Zoo, que oferece nove programas base de atividades variadas para os jovens, suas famílias e convidados. Estas atividades exigem marcação prévia. Ver mais informações em www.zoo.pt .

 

Núcleo Arqueológico do Millennium bcp
Rua Augusta, 84, Lisboa
Tel. 211 131 004
Ossos A Fundação Millennium bcp, realizadora da exposição "Ossos que Contam História", decidiu prolongá-la até ao fim do ano. Esta mostra exibe vestígios arqueológicos de animais vertebrados que coexistiram e coexistem ainda com a espécie humana. A exposição apresenta, de forma pedagógica, fragmentos da história do Homem e dos animais 'contada' através dos ossos de animais recuperados no decurso das escavações realizadas no espaço atualmente ocupado pelo Núcleo Arqueológico, próximo do Arco da Rua Augusta. Tudo isto é apresentado sob a forma de jogos em que cada jovem assume o papel de arquezoólogo. A entrada é gratuita e a mostra vai estar patente até 31 de dezembro, de segunda a sábado das 10h às 13h e das 14h às 17h. Ver mais informações emwww.millenniumbcp.pt .

 

Museu de Ciência da Universidade de Lisboa
Rua da Escola Politécnica, 56, Lisboa
Tel. 213 921 808 e 213 921 679
Jogos O museu oferece aos jovens uma exposição onde é possível aprender a utilizar jogos matemáticos com mais de mil anos! "Jogos Matemáticos Através dos Tempos" apresenta e interpreta 11 réplicas de elevadíssima qualidade dos jogos de tabuleiro mais antigos que se conhecem. Alguns desses jogos só existem em manuscritos antigos e foram construídos pela primeira vez para esta mostra. São individualmente explicados, quer do ponto de vista de regras, quer no que respeita ao contexto histórico e social de cada jogo. Os jogos são: Pentalfa (séc. IV a.C.), Stomachion (séc. III a.C.), Ludus Regularis (séc. X), Rithmomachia (séc. XI), Ludus Astronomorum (séc. XIII), Ludus Globi (séc. XV), Metromachia (séc. XVI), Ouranomachia (séc. XVI), Icosiano, duas versões (séc. XIX) e Hex (séc. XX). Em complemento às réplicas históricas, a mostra possui um espaço em que os visitantes podem jogar (sobretudo a dois) e divertir-se. Exposição permanente, de terça a sexta das 10h às 17h e aos sábados e domingos das 11h às 18h (encerra às segundas e feriados). Ver mais informações em www.mc.ul.pt .

 

Museu Nacional de História Natural da Universidade de Lisboa
Rua da Escola Politécnica, 58, Lisboa
Tel. 213 921 808 / 213 921 883 / 213 921 679
Terra O museu apresenta a exposição "A Aventura da Terra: um Planeta em Evolução". A mostra interativa começa pela origem do próprio Universo e acompanha a evolução do planeta ao longo dos últimos 4.600 milhões de anos, com relevo para os primeiros sinais de vida na Terra e a sua posterior diversificação. Até dezembro de 2011, de terça a sexta das 10h às 17h e aos sábados e domingos das 11h às 18h (encerra às segundas e feriados). Ver mais informações em www.mnhn.ul.pt .

 

Museu Nacional de História Natural da Universidade de Lisboa
Rua da Escola Politécnica, 56/58, Lisboa
Tel. 213 921 808 / 213 921 883 / 213 921 679
Dinossáurio O museu apresenta "Allosaurus: Um Dinossáurio, Dois Continentes?", uma mostra que percorre os passos de uma investigação científica em curso até à descoberta de fósseis de Allosaurus fragilis em Portugal, com painéis informativos, fotografias, ilustrações científicas e 16 réplicas de esqueletos ou crânios de diversas espécies de dinossáurios. A exposição está patente até fevereiro de 2011, de terça a sexta das 10h às 17h e sábados e domingos das 11h às 18h (encerra às segundas e feriados). Ver mais informações em www.mnhn.ul.pt .

 

Chapitô
Costa do Castelo, 1/7, Lisboa
Tel. 218 855 550
Ateliês O Chapitô oferece dois tipos de ateliês para crianças entre os 4 e os 12 anos. Um deles é o "Mundo da Fantasia e do Circo", onde poderão praticar diversos exercícios ligados ao mundo circense, às segundas-feiras, das 17h30 às 18h30. E o outro é "Capoeira", onde poderão juntar-se à roda viva da dança-luta brasileira, às quintas-feiras, das 17h30 às 18h30. Ver mais informações em www.chapito.org .

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 12:40 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.10.10

Totalmente nuas, de pernas cruzadas e em ambiente burlesco. É assim que o atrevido grupo literário Naked Girls Reading tem conquistado fãs entre os EUA e o Canadá, provando que aleitura não tem de ser uma coisa chata.

 

 

Quantas vezes entre o mundo dos saltos rasos que me rodeia ouvi a frase: "Não tenho paciência para ler. Odeio livros!". Para quem, como eu, ler é atividade sagrada nos tempos livres, esta falta de apreço pela leitura é um verdadeiro sacrilégio. Contudo, meus queridos amigos que acham os livros chatos, deixo-vos uma pergunta: e se uma mulher, totalmente nua, vos lesse um livro, continuavam a achar a leitura algo aborrecido?

 

Michele L'Amour é a autora da iniciativa literária sem roupa
Michele L'Amour é a autora da iniciativa literária sem roupa
Naked Girls Reading

Nos Estados Unidos e Canadá a ideia provocante ganhou forma (eu diria mesmo "formas") com o grupo literário Naked Girls Reading (Mulheres Nuas a Ler). Muito resumidamente, estas senhoras despem-se de preconceitos e sentam-se em frente à plateia - de pernas cruzadas! - para ler, desde os grandes clássicos a livros de terror e suspense. Para terem noção da variedade literária destas senhoras, pelas suas sessões já passaram trechos de obras tão distintas como o célebre "Diário de Anne Frank", "Lolita", de Vladimir Nabokov, e até mesmo "Onze Minutos", de Paulo Coelho.

E assim se criam novos hábitos de leitura

 

Criadas em parceria pela showgirl Michelle L'Amour e o pelo escritor e fotógrafo Frank Vivid, as Naked Girls Reading apresentam-se sempre num cenário burlesco, envoltas em glamour e boa disposição. Desenganem-se as mentes mais rebuscadas: a pornografia, essa ali não tem lugar.

Procuradas tanto por público masculino como também por feminino, as meninas da leitura sem roupa já passaram por mais de dez cidades entre os Estados Unidos e o Canadá. Numa altura em que a Internet ganha terreno e os hábitos de leitura estão cada vez mais baixos, este estímulo é de louvar. Contudo, fica-me uma pergunta na cabeça: será que nestas sessões alguém consegue realmente prestar atenção à história?

 

Ver os vídeos aqui

 

Via A Vida de saltos Altos



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Terça-feira, 05.10.10

Youtube promove leitura do Don Quixote

Proposta do YouTube é que as pessoas façam um vídeo em que leiam um excerto de "D. Quixote de la Mancha", de Miguel Cervantes, e o enviem para ser publicado no canal "El Quijone", criado no popular site.

 

Esta iniciativa, que reúne a Real Academia Espanhola e o Youtube, surgiu para que a obra "D. Quixote de la Mancha", de Miguel Cervantes chegue a um número alargado de pessoas, principalmente a espanhóis espalhados por todo o mundo. E que melhor meio do que a Internet para o fazer?

Assim, foi criado o canal "El Quijone ". Quando entramos, basta clicar no botão 'participar' e, depois de ser disponibilizado um excerto da obra, gravar a sua leitura numa gravação e carregar o vídeo no Youtube, num processo que deverá demorar apenas seis horas, tempo definido pela organização para todos os participantes.

Ser usuário, ou seja, estar registado no Youtube, e ler o excerto no seu original são as condições para quem quer participar.

Carla Rivera, coordenadora do projeto e diretora de marketing do Youtube em Espanha, explicou, em entrevista ao jornal Público, que esta iniciativa pretende ser uma homenagem à leitura, acrescentando que "um dos objetivos do Youtube também passa pela difusão da cultura e facilitar o seu acesso".

Proposta estende-se à linguagem gestual

O vídeo pode ser também uma leitura do excerto em linguagem gestual, mas nesse caso deverá incluir legendagem em espanhol que poderá ser anexada através da ferramenta existente no Youtube para essa funcionalidade.

Depois de enviados, os vídeos são analisados por uma equipa do Centro de Estudos Cervantinos, para garantir que são respeitadas as regras de participação e o próprio texto.

A obra foi dividida em 2149 excertos, pelo que se espera que pelo menos o mesmo número de utilizadores participe para que haja uma leitura de cada 'capítulo'.

Quando a leitura da obra estiver completa, todos os vídeos serão disponibilizados a todos os utilizadores, por tempo indeterminado.

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 13.09.10

Telepatia, o cérebro pode enviar mensagens

 

Uma equipa de cientistas conseguiu traduzir sinais cerebrais em palavras. O método, testado com sucesso na Universidade de Utah, consiste na ligação de uma grelha de microeléctrodos à superfície cerebral de um voluntário, utilizando um software especial para traduzir os sinais emitidos pelo cérebro em palavras. 

Foi pedido ao paciente, epiléptico crónico e que já tinha aplicado eléctrodos comuns para tratamento, que lesse repetidamente dez palavras consideradas úteis para uma pessoa paralisada: sim, não, quente, frio, fome, sede, olá, adeus, mais e menos. Cada sessão durou uma hora, durante quatro dias, com cada um dos termos repetidos entre 31 e 96 vezes. Com o software, os cientistas tentaram descobrir qual dos sinais cerebrais representava cada palavra. Ao examinar os dez padrões em seguimento, a precisão era de 28% a 48%, mas comparando padrões distintos, como "sim" e "não", a precisão subia para 76% a 90%. 

Embora a tecnologia consiga provar o conceito do projecto, é ainda insuficiente para traduzir com precisão os pensamentos. Ainda assim, o bioengenheiro que lidera a equipa, Bradley Greger, acredita que "em dois ou três anos seja de uso comum entre doentes paralisados". Até agora o sistema foi testado apenas num voluntário, mas os cientistas acreditam que será importantíssimo na melhoria das condições de vida de pacientes com esclerose lateral amiotrófica avançada, paralisia cerebral adquirida ou síndrome do encarceramento - onde todos os movimentos do corpo se perdem, excepto os dos olhos, mas todas as faculdades mentais se mantêm. Sara Pereira

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

mais sobre mim
posts recentes

Campeonato de Pisa: Liter...

Nuas para combater o anal...

Onde levar as suas crianç...

Onde Levar as suas crianç...

Sessões de literatura fei...

YouTube promove leitura d...

Telepatia. O cérebro pode...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados