Terça-feira, 10.04.12
Kevin SystromKevin Systrom (DR)

É sempre com alguma admiração que lemos as histórias de sucesso dos maiores inovadores do mundo dos computadores e da Internet. Quando ficamos a saber que Bill Gates, Steve Jobs, Mark Zuckerberg, Michael Dell ou Jack Dorsey, criador do Twitter, não chegaram a concluir uma licenciatura, muitos não conseguem sequer evitar um sorriso malandro no canto da boca.

 

Mas agora há um novo tipo na cidade, candidato a um lugar no olimpo dos deuses da tecnologia, e cujo passado desafia a ideia do geniozinho que nasceu para ser um empreendedor de sucesso: chama-se Kevin Systrom e acabou de vender a sua criação, o Instagram – a aplicação para telemóveis de partilha de fotografias com filtros profissionais mais popular do momento – por mil milhões de dólares (764 milhões de euros). Isso mesmo. Mil. Milhões. De dólares. O comprador foi o Facebook, a rede social criada por um desses multimilionários que tinham mais que fazer do que prestar atenção ao que os professores diziam.

Os caminhos de Kevin Systrom, Mark Zuckerberg e Jack Dorsey cruzaram-se em meados da década passada, numa altura em que o Facebook dava os primeiros passos e o Twitter era ainda uma incógnita em 140 caracteres.

Em 2004, um ainda adolescente e ainda estudante universitário Mark Zuckerberg mostrava-se interessado por uma aplicação chamada Photobox, desenvolvida por um outro aluno da Universidade de Stanford chamado Kevin Systrom. "Eu notei que havia um problema: na universidade, muitas pessoas tiravam fotografias e enviavam enormes ficheiros Zip através da rede de correio electrónico de Stanford. Isso não fazia sentido: deveríamos ter um sítio em que toda a gente poderia pôr as suas fotos e descarregar as que quisesse”, recordou Kevin Systrom, em declarações ao site da revista de tecnologia e design Fast Company

Systrom recordou que Zuckerberg foi directo ao assunto: “Quando me encontrei com o Adam [D’Angelo] e o Mark [Zuckerberg], eles perguntaram-me: ‘Nós também estamos a trabalhar numa cena sobre fotografias, não queres falar connosco sobre o Facebook?’”

A ideia parecia aliciante, mas a personalidade mais cautelosa de Kevin Systrom entrou em cena. Hoje em dia, olhando para trás, o novo milionário da tecnologia admite sentir alguma mágoa: “Infelizmente decidi que queria continuar a estudar. É uma daquelas decisões que me fazem olhar para trás. Adorava ter feito parte do crescimento do Facebook, mas eu tinha acabado de conhecer aqueles tipos”.

Depois de ter dado uma nega a Mark Zuckerberg, Systrom foi estagiar três meses para umastartup chamada Odeo, em 2006, onde um jovem chamado Jack Dorsey não deixava de pensar numa forma de pôr meio mundo em contacto através de 140 caracteres – Kevin Systrom acabou por fazer parte do nascimento do Twitter e é mesmo um dos poucos utilizadores que usa o seu nome próprio (@Kevin).

Mas nem o interesse de Zuckerberg, nem o estágio com Dorsey parecem ter feito despertar o jovem empreendedor que havia em Kevin Systrom. Depois da cobiça do Facebook e da passagem pelo Twitter, Systrom trabalharia ainda alguns anos na Google, antes de lançar o Instagram com o brasileiro Mike Krieger, em 2010.

Apesar de tudo – principalmente depois do anúncio da compra da empresa por mil milhões de dólares –, Systrom faz um balanço positivo das escolhas que foi fazendo ao longo da sua vida: “Toda a gente tem uma história sobre o facto de ter tido a oportunidade de trabalhar na empresa X, Y ou Z. Em Stanford, tive a oportunidade de acompanhar muitas inovações e de conhecer algumas das pessoas mais inteligentes, que estavam a desenvolver as coisas mais incríveis. Quando finalmente eu próprio consegui fazer uma dessas coisas, senti que fazia todo o sentido”, cita a Fast Company.

A empresa que desenvolve a aplicação Instagram foi comprada pelo Facebook por mil milhões de dólares (em comparação, a Yahoo pagou 35 milhões de dólares pelo Flickr, em Março de 2005). A notícia foi avançada pelo próprio Mark Zuckerber, na segunda-feira, numa mensagem publicada na sua página. “Estou entusiasmado por partilhar a notícia de que chegámos a acordo para comprar o Instagram e que a sua equipa vai fazer parte do Facebook”, escreveu Zuckerberg. O patrão do Facebook garante que a ideia é desenvolver a aplicação de fotografias como uma aplicação independente e não integrá-la na rede social, mantendo todas as suas características actuais, incluindo a possibilidade de partilha de imagens com outros serviços como o Tumbrl ou o Twitter, por exemplo.

 

Via Público

 



publicado por olhar para o mundo às 20:04 | link do post | comentar

Sábado, 09.04.11
EUA vão passar a emitir alertas de terrorismo nas redes sociais
 
Os alertas de terrorismo emitidos pelas autoridades norte-americanas vão passar a ser feitos também através do Facebook e do Twitter

A informação está a ser avançada pela Associated Press, que cita documentos do Departamento de Segurança Interna dos EUA.

De acordo com estes documentos a proposta faz parte de um novo sistema de alerta para eventos de terrorismo, que deverá ser lançado no próximo dia 27 de Abril.

No âmbito do novo sistema de alerta as autoridades norte-americanas consideram que as redes sociais como o Twitter e o Facebook devem ser utilizadas para emitir mensagens de alerta«sempre que seja apropriado».

Um dos objectivos deste novo sistema é simplificar a comunicação deste tipo de informação, considerado por muitos como bastante vago, dada a importância da questão.

Este sistema de alerta vai substituir o actual, criado na sequência dos ataques de 11 de Setembro, que vai acabar, entre outros aspectos, com os códigos coloridos para definir o nível de alerta, que passam de 10 para 2 níveis.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 09:45 | link do post | comentar

Quinta-feira, 07.04.11
Idosa acusada de cortar o acesso à Internet na Arménia

 

 

Uma mulher de 75 anos foi detida na Geórgia por ter cortado o acesso à Internet na Arménia durante algumas horas

O caso teve lugar no passado dia 28 de Março, quando foram registados problemas nos cabos oriundos da Geórgia que garantem o acesso à Internet na Arménia, refere a BBC.

 

Os problemas resultaram de uma avaria nos cabos, o que deixou a Arménia sem acesso à Internet durante algumas horas.

 

Uma investigação levada a cabo pelas autoridades da Geórgia identificou uma idosa de 75 anos como a culpada pela falha.

 

De acordo com um porta-voz do Ministério do Interior da Geórgia a idosa admitiu ter sido a responsável pelos danos nos cabos, que terão sido provocados quando tentava roubar cobre dos cabos.

 

As autoridades libertaram entretanto a idosa, que terá agora de ir a julgamento e corre o risco de vir a ser condenada a uma pena de três anos de prisão.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 08:25 | link do post | comentar

Quinta-feira, 24.03.11
UE foi alvo de ataque cibernauta

 

 

A União Europeia (UE) revelou esta quarta-feira que foi alvo de um ataque virtual à Comissão e ao seu Serviço de Acção e Serviço Externo (SASE), na véspera da realização da cimeira de Bruxelas.
 

De acordo com a BBC, a comissão europeia está a avaliar as consequências e riscos do ataque em termos de fugas de informação.

O site euobserver.com revelou que foram encontradas «provas que a Comissão e o SASE estão a ser alvos de um ataque virtual de larga escala».

 

Segundo uma fonte da EU, o objectivo primordial será prevenir «a transmissão desautorizada de informação», pois apesar da UE«ser regularmente atacada, este é um ataque de grande escala».

 

A mesma fonte adiantou que a UE já procedeu ao encerramento do acesso externo de e-mail e do acesso à Intranet.

 

O ataque surge na véspera da cimeira em Bruxelas, onde vai ser debatida a futura estrutura da UE e a estratégia económica a adoptar face ao conflito na Líbia.

 

Em Dezembro de 2009 o Ministério das Finanças Francês foi igualmente alvo de um ataque cibernauta, que na altura almejava retirar informações relacionadas com o G20 e assuntos da economia internacional.

 

O ataque afectou mais de 150 computadores do Ministério, entre os 170 mil existentes.

 

Via SOL



publicado por olhar para o mundo às 08:03 | link do post | comentar

Domingo, 20.03.11
Produtora australiana estreia filme através de BitTorrent

 

 

Uma produtora australiana resolveu distribuir um dos seus próximos filmes de forma gratuita através de BitTorrent. Veja o vídeo

A ideia partiu da produtora Distracted Media que pretende estrear «The Tunnel», um filme de terror cujo cenário é um conjunto de túneis abandonados que existem na realidade em Sidney, através deste sistema de partilha de ficheiros, numa edição gratuita, refere o portal TorrentFreak.

O lançamento do filme, que também vai contar com uma versão paga em DVD, distribuída pela Paramount, está previsto para dentro de dois meses e é visto como a primeira vez que um filme estreia através do sistema BitTorrent, bastante associado à pirataria de conteúdos.

Em declarações ao portal TorrentFreak o produtor Enzo Tedeschi afirma que «desde o primeiro dia que defendemos que The Tunnel não apoia ou condena a pirataria, mas antes tenta incorporar a utilização legítima do peer-to-peer na nossa estratégia de distribuição internacional».

A estreia de «The Tunnel» está marcada para o próximo dia 19 de Maio, num computador e não numa sala de cinema.

 

 

Via Sol


publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.03.11
Google obrigada a retirar vídeo pornográfico de professora

 

 
Em França, a Google foi obrigada a retirar um vídeo pornográfico de uma professora da lista de resultados das pesquisas

A decisão foi tomada por um tribunal de Montpellier, alegando a professora que o vídeo foi efectuado quando tinha 18 anos e colocado na Internet sem a sua autorização.

 

Na queixa que apresentou a professora alegou que ao efectuar buscas pelo seu nome ou usando a expressão «escola de Laetitia», através do Google, o primeiro resultado que aparecia era o citado vídeo.

 

A queixosa, que é identificada como Marie C., considera que tal situação configura um atentado à sua vida privada, assim como pressupõe um tratamento inadequado dos dados pessoais, podendo prejudicar a sua imagem se tal vídeo chegar ao conhecimento dos seus alunos e colegas.

O tribunal considera que deve, neste caso, existir o direito ao esquecimento e que o argumento da Google de que se trata de um acto de censura não pode ser atendido, uma vez que está em causa o respeito pela vida privada de uma pessoa.

 

Via Sol


publicado por olhar para o mundo às 08:01 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17.03.11
Bruxelas prepara novas regras para proteger privacidade dos cibernautas
 
A Comissão Europeia está a preparar um novo conjunto de regras para proteger a privacidade dos cibernautas. A anterior legislação comunitária sobre a matéria tem 16 anos

A revelação foi feita pela comissária Viviane Reding, responsável pela Agenda Digital, num discurso proferido hoje, onde adiantou que pretende apresentar uma nova proposta sobre a privacidade na Internet nos próximos meses.

O objectivo da proposta é aumentar a regulação sobre a forma como os dados dos utilizadores são utilizados por parte das empresas de serviços on-line, como o Facebook ou o Google.

As medidas previstas incluem a possibilidade de obrigar as empresas do sector a permitirem que os utilizadores retirem a sua informação pessoal dos sites ou a disponibilização de informação clara sobre a forma como os dados pessoais dos cibernautas é utilizada, avança a agência Reuters.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 08:01 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.03.11
 
O Facebook proíbe a utilização do site por menores de 13 anos. E avisa que contas em nome de crianças abaixo desta idade serão eliminadas em caso de denúncia.

Não é difícil encontrar no Facebook crianças de sete, dez ou 12 anos. E há até pais que criam um perfil para bebés acabados de nascer. Mas a política da empresa criada por Mark Zuckerberg é muito clara: «O Facebook exige que as pessoas tenham, pelo menos, 13 anos para poder criar uma conta».

O aviso está nos termos e condições do site e deixa mesmo um alerta: «Fornecer informações falsas para criar uma conta constitui sempre uma violação da nossa Declaração de Direitos e Responsabilidades. Isso inclui contas registadas em nome de crianças com idade inferior a 13 anos por pessoas com mais idade».

Como a empresa não tem maneira de controlar todos os perfis, convida os utilizadores a denunciarem contas de menores de 13 anos. «Eliminamos de imediato a conta de qualquer criança com idade inferior a 13 anos», explica o Facebook no site onde disponibiliza um formulário para estas denúncias.

Tito Morais, criador do site Miúdos Seguros na Net - que já conta com mais de oito mil seguidores no Facebook - admite que é difícil manter fora das redes sociais «os miúdos da geração Magalhães, que têm entre seis a dez anos, mas já têm computadores com ligação à internet».

Morais explica que a idade mínima para ter conta nas redes sociais para adultos decorre de uma lei americana de protecção de menores na net, a Children s Online Privacy Protection Act, mas diz que há alternativas ao Facebook e ao Hi5. «Há pelo menos sete redes sociais criadas especificamente para crianças, com níveis de segurança e controlo parental muito superiores aos das redes dos adultos».

Para quem não conseguir ou não quiser tirar as crianças do Facebook, Tito Morais dá alguns conselhos. «É importante que os pais sejam seguidores das contas dos filhos nas redes sociais e, caso eles sejam menores de 13 anos, que tenham mesmo as suas passwords de acesso». Ensinar os filhos a pedir autorização antes de aceitar um pedido de amizade e evitar jogos e aplicações sem as mostrar primeiro aos pais são outras sugestões.

«O Facebook até pode ser uma boa ferramenta para aproximar os pais dos filhos e envolver a família, mas é muito importante que haja regras», defende o especialista.

Jocelyn Ovalle, da empresa de segurança informática BitDefender, aconselha os progenitores a estarem perto dos menores enquanto estes estiverem nas redes sociais. «É importante que se sentem, de vez em quando, com os filhos para navegar na internet, explicando-lhes os perigos que podem encontrar». Sempre que não puderem estar fisicamente ao lado das crianças, «podem confiar num software de controlo parental como o que inclui o BitDefender Internet Security, que pode ser configurado e controlado através da internet e que permite aos pais saber a que páginas acederam os filhos e impedi-las de acederem às que considerem ser inadequadas».

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 14:33 | link do post | comentar

Quinta-feira, 03.03.11
 
 
Depois de muitos rumores acaba de ser apresentado o novo iPad. A única surpresa acabou mesmo por ser a presença de Steve Jobs, que subiu ao palco para mostrar ao mundo o iPad 2. A 25 de Março deverá estar à venda em Portugal
 

A grande surpresa da cerimónia foi a entrada em palco de Steve Jobs, que esteve de baixa recentemente, e foi recebido com uma enorme ovação.

O patrão da Apple justificou a presença na cerimónia ao afirmar que«estivemos a trabalhar neste produto durante algum tempo e não queria perdê-lo».


Com lançamento previsto para o próximo dia 11 de Março, inicialmente apenas nos EUA, o novo tablet da Apple tem como principais características um processador dual-core A5, que apresenta o dobro da rapidez face à versão anterior, câmara frontal e na parte traseira e o facto de ser mais fino e mais leve do que o seu antecessor.

 

A nível de software, o novo iPad surge com o sistema operativo iOS 4.3 que integra uma funcionalidade através da qual os utilizadores podem aceder aos conteúdos do iTunes que têm no PC directamente no tablet, e com o FaceTime, a aplicação de videoconferência já disponível para o iPhone e que passa a estar também presente no iPad.

 

O iPad 2, que vai surgir em branco e em preto, vai ser comercializado a partir de 499 dólares, o mesmo preço da actual versão, e o modelo mais caro custará 829 dólares.

 

Depois do lançamento nos EUA o novo iPad vai ser lançado em mais 26 países no próximo dia 25 de Março, lote que já inclui Portugal.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 08:01 | link do post | comentar

Sábado, 26.02.11
 
 
 
A Google lançou uma nova funcionalidade no motor de pesquisa que permite ajudar os cibernautas a encontrarem receitas de culinária. Veja o vídeo

Denominado Recipe View o motor de busca encontra-se por enquanto apenas disponível nas versões japonesa e norte-americana do Google.

Para acederem às receitas os utilizadores têm de escolher o termo que pretendem pesquisar na caixa de pesquisa do motor de busca e clicar na funcionalidade recipes , que surge na barra lateral.

A lógica é semelhante à dos vários serviços de pesquisa dedicados que surgem nessa mesma barra, onde é possível pesquisar por imagens, notícias ou vídeos sobre um determinado assunto.

Para os adeptos da culinária que pretendam reduzir ainda mais os resultados das buscas, nessa área é ainda possível definir termos como o tempo que demora um determinado prato a cozinhar ou a quantidade de calorias.

 

 

Via Sol

 



publicado por olhar para o mundo às 13:49 | link do post | comentar

Segunda-feira, 07.02.11

Fraude com o prilampo mágico

Circula na Web um e-mail que encaminha os internautas para um site onde, a pretexto de donativos para a campanha do Pirilampo Mágico, são pedidos dados relativos ao cartão de crédito. A FENACERCI avisa que se trata de uma fraude.

 

 

FENACERCI , federação que organiza a campanha do Pirilampo Mágico, enviou hoje um comunicado às redações onde alerta para uma tentativa de fraude que anda a ser cometida.

De acordo com a nota, circula na Internet um e-mail que encaminha os internautas para um site onde, a pretexto de donativos para a campanha do Pirilampo Mágico, são pedidos dados relativos ao cartão de crédito.

"Trata de uma situação fraudulenta à qual a FENACERCI é totalmente alheia", diz o comunicado. A FENACERCI lembra os utilizadores que podem ser "vítimas de fraude através do acesso às contas ou captação de outros dados que tenha guardados no seu computador".

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 23:04 | link do post | comentar

Domingo, 06.02.11

 

 

A meio do do ano passado a Google começou a aperceber-se que o Bing estava a ter muito sucesso em dar os mesmos resultados para palavras pouco comuns mal escritas. O Google corrigia as palavras e apresentava um conjunto de resultados; o Bing não as corrigia mas apresentava praticamente o mesmo conjunto de páginas.

Mais tarde, esta tendência começou a notar-se num conjunto de pesquisas mais abrangente. Havia uma coincidência cada vez maior entre os primeiros 10 resultados de um e outro motor de pesquisa. Continuavam a haver imensas diferenças entre eles, com resultados divergentes para muitas pesquisas, mas as coincidências foram suficientes para a Google achar que tinham sido feitas alterações no Bing para o tornar mais parecido com o seu motor de pesquisa.

Como as tais coincidências eram muito estranhas, suspeitaram que de alguma forma o Bing estaria a copiar resultados do Google. A hipótese foi a seguinte: através das pesquisas no Internet Explorer, a aplicação estaria a enviar informação do que foi pesquisado e das páginas clicadas pelos utilizadores de volta à Microsoft, para incorporação no Bing.
Para testar a hipótese criaram uma experiência: fizeram pela primeira vez alterações ao seu algoritmo de pesquisa (dizem eles , tenho as minhas dúvidas ), de maneira a que para 100 pesquisas que não davam resultado algum (ou poucos, de baixa qualidade) anteriormente passassem a retornar um resultado completamente fabricado e sem ligação ao termo pesquisado. Depois pediram a vários colaboradores da empresa para que pesquisassem por esses termos através do Internet Explorer com a funcionalidade de "Sites Sugeridos" ligada.

A experiência começou a 17 de dezembro e duas semanas depois alguns resultados já tinham começado a aparecer no Bing. Por exemplo:

 

Bing apanhado a fazer batota

 

Apanhados!


A meio de um evento patrocinado pelo Bing, um engenheiro da Google largou a bomba e expôs o que a Microsoft andou a fazer. O rebuliço na web não tardou em aparecer .

A Microsoft não negou que usasse informação dos concorrentes, mas também não acha que esteja a fazer batota. A explicação é esta: como parte do algoritmo de pesquisa do Bing, usam mais de 1000 sinais diferentes para determinar se um site ou não deve aparecer nos seus resultados. Um desses sinais são os cliques que os utilizadores dão dentro do Internet Explorer ao fazer pesquisas, informação que voluntariamente aceitam enviar à Microsoft quando ativam funcionalidades como os "Sites Sugeridos". A resposta resumiu-se por isso a um "e então? vocês também o fazem ".


Nestes tempos onde andam os titãs da informática a tentar estarem todos nos mercados uns dos outros, levando à institucionalização da imitação (sob uma forma ou outra), isto não me surpreende. Mas o ator aqui já tem precedentes e a Microsoft volta às suas raízes , mesmo depois de até ter dado mostras que consegue ser original .

 




Via Bitytes



publicado por olhar para o mundo às 10:03 | link do post | comentar

Sexta-feira, 28.01.11

quase um terço da humanida de está online

 

Os números são avassaladores: mais de 2,8 mil milhões de pessoas em todo o mundo estão ligadas à Internet. Ou seja, quase um terço da Humanidade - um total de 6,8 mil milhões de pessoas - está online. Mas estes números parecem pequenos quando comparados com a taxa de penetração dos telemóveis: 70% em todo o mundo.

 

“No início de 2000 havia apenas 500 milhões de subscritores de serviços de telemóvel em todo o mundo e 250 milhões de utilizadores de Internet”, indicou aos media o secretário-geral da ITU (International Telecommunications Union), a agência da ONU responsável pelas telecomunicações, Hamadoun Toure. No início de 2011, estas cifras multiplicaram-se por dez no caso dos telemóveis, chegando aos 5000 milhões, e multiplicaram-se por oito no caso da Internet (2000 milhões). 

Em contrapartida, as linhas de telefone fixas diminuíram, pelo quarto ano consecutivo, estando agora abaixo dos 1,2 mil milhões.

A maioria dos internautas (57%) vive hoje em países emergentes, como a China e o Brasil, indica ainda a ONU. 

Sabe-se também que nos países árabes o número de utilizadores de Internet atingiu os 88 milhões, o que significa o dobro dos utilizadores no espaço de cinco anos.

Ainda segundo a ITU, em 82 países (dos 192 reconhecidos oficialmente pela ONU), há actualmente planos oficiais para o desenvolvimento da banda larga, que poderá vir a melhor os serviços de e-governo, nomeadamente nos sectores da saúde, da educação e da descentralização.

Em cerca de metade destes países o acesso à rede através de banda larga é considerado um serviço universal, como a electricidade, e noutros é mesmo considerado um direito legal dos cidadãos.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:03 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Sábado, 22.01.11

Youtube apresenta novas funcionalidades

 

O YouTube mostrou hoje a nova versão da sua homepage, que pretende inserir novidades que tornem mais fácil o acesso aos vídeos partilhados e, ao mesmo tempo, "coloquem mais ênfase nos vídeos".
A remodelação tem vindo a ocorrer nos últimos meses, mas apenas hoje foi possível conhecer a versão finaldas remodelações e funcionalidades da homepage. O desaparecimento da indicação dos vídeos que estão a servisualizados no momento por outros utilizadores e as novas funções de personalização da homepage a gosto do utilizador, são as principais novidades apresentadas pelo site.
Um post publicado no blogue oficial do YouTube, explica ainda que os utilizadores poderão sentir falta de algumas funcionalidades que estavam habituados a encontrar na homepage e que agora, com a remodelação, desapareceram. Contudo, o YouTube acredita que estas mudanças são "um passo na direcção certa" e que agora o site se tornou "mais simples, mais pessoal e mais fácil de seguir ou visualizar os vídeos" que o utilizadordeseja.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:03 | link do post | comentar

Quinta-feira, 20.01.11

Todas as edições da Playboy no iPad

 

Hugh Heftner, fundador e administrador da Playboy anunciou na sua conta do twitter que todo o arquivo histórico da revista irá estar integralmente disponível no iPad, sem censura, já em Março.
A Playboy já dispunha de uma aplicação na App Store da Apple, mas com os conteúdos censurados. A aprovação de aplicações que implicassem nudez sempre foi recusada pela Apple e os contornos deste acordo ainda não são conhecidos.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 19.01.11

Apple censura jogo

 

Um jogo em que Jesus aparecia a lutar contra as mais diversas criaturas para salvar a humanidade, foi censurado pela Apple. O jogo, criado para iPhone, iPod touch e iPad tem como título Moral Decay – Decadência Moral – e mostra um mundo à beira do fim e onde Jesus usa os seus poderes para salvar toda a humanidade.
Tim Omernick, criador do jogo, afirma que Moral Decay foi enviado por variadas vezes à Apple para aprovação da empresa de Steve Jobs. Apresentar um género de final do mundo onde Jesus usaria os seus poderes divinos era objectivo do jogo, considerado violento por mostrar a personagem principal vestido de guerrilheiro e a empunhar uma metralhadora.
O jogo foi novamente alterado e agora a personagem principal chama-se Chris T em vez de Jesus Cristo.

 

 

 

Via Ionline

 

 



publicado por olhar para o mundo às 09:31 | link do post | comentar

Segunda-feira, 17.01.11

Nova Polémica com a privacidade no facebook

 

Já deve ter reparado: de cada vez que acede a uma aplicação via Facebook é usual aparecer-lhe uma mensagem semelhante à da fotografia que acompanha este artigo. Porém, a partir de agora, tome atenção. Para além de autorizar o acesso dos criadores das aplicações às informações básicas do seu perfil poderá estar igualmente a dar-lhes o seu contacto telefónico e a sua morada.

 

Na passada sexta-feira o Facebook enviou uma mensagem aos programadores que criam aplicações para o site explicando-lhes que estes poderiam igualmente passar a pedir aos utilizadores os seus contactos telefónicos e as suas moradas.

Para que fique claro: o Facebook deu autorização a terceiros intervenientes a possibilidade de estes ficarem com o número telefónico dos utilizadores e das suas moradas. Isto, claro está, sempre que os utilizadores dêem a sua autorização quando confrontados com esta situação.

A empresa de segurança Sophos já veio dizer que esta permissão poderá fazer aumentar o perigo de roubo de identidades.

O que fazer para evitar esta situação? Das duas uma: ou não entre nem aceite aplicações ou remova o seu telefone e a sua morada das suas informações de contacto.

Caso tema que - apesar de se salvaguardar - os seus contactos possam ser acedidos através de amigos seus que tenham sido menos cautelosos, não se inquiete. O Facebook foi claro ao esclarecer que este acesso não é extensível a amigos. As autorizações só podem ser dadas pela própria pessoa e não por terceiros.

A polémica rebentou quando o programador Jeff Bowen explicou no Facebook Develope Blog a forma como os criadores de aplicações poderiam passar a ter acesso a uma informação tão cobiçada como são os contactos reais dos utilizadores do Facebook. “Estamos agora a tornar a morada e o número de telemóvel dos utilizadores acessíveis como parte do objectivo User Graph”, escreveu Bowen. “Como se trata de informação sensível, criámos as novas permissões user_addressuser_mobile_phone. Estas permissões têm de ser explicitamente autorizadas pelos utilizadores através das nossas mensagens de autorizaçãostandard”.

O problema é que muitas pessoas não se apercebem o que estão realmente a autorizar quando carregam no botão “allow” das páginas intersticiais, antes de chegarem à aplicação.

O Facebook sempre teve uma política muito permissiva de acesso aos dados dos seus utilizadores e tem sido criticado, em diversas ocasiões, à conta deste mantra que pede a exposição forçada dos seus utilizadores.

Por causa desta política de abertura, no passado dia 31 de Maio esta rede social com mais de 500 milhões de utilizadores foi alvo da iniciativa “Quit Facebook Day”. Estima-se, porém, que nesse dia apenas 33 mil pessoas tenham desistido do site.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 21:36 | link do post | comentar

Terça-feira, 04.01.11

Portugueses descuram segurança nas redes sociais

 

Os utilizadores portugueses da rede social Facebook divulgam muita informação pessoal e profissional, não se mostram preocupados com a sua privacidade e desconhecem os riscos a que estão expostos, revela um estudo da Universidade de Coimbra.

"A preocupação das pessoas sobre a privacidade na Internet é praticamente nenhuma. Analisámos mais de 78 mil perfis do Facebook e todos têm acesso completamente público", disse hoje à agência Lusa Francisco Rente, do Centro de Informática e Sistemas (CISUC) da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCTUC).

O estudo, elaborado no âmbito do projeto Vigilis, que avalia o índice de segurança da Internet em Portugal, analisou 47 características presentes em 78.320 perfis e concluiu pela "total ausência de proteção" de dados pessoais disponibilizados pelos utilizadores.

"As fotografias são públicas, qualquer um as pode ver. A maioria revela pormenores de relações e um quarto das pessoas a sua entidade patronal", exemplificou.

 

O exemplo da Ensitel

 

Segundo o coordenador do projeto Vigilis, ao disponibilizar informação "aparentemente básica", como a morada ou a empresa onde trabalha, um utilizador das redes sociais "torna o seu perfil vulnerável a possíveis ataques piratas ou a situações maliciosas".

Francisco Rente lembrou o exemplo, recente, de uma rede de lojas, a Ensitel, sujeita a centenas de comentários negativos no Facebook, depois de um problema com um cliente.

"O que aconteceu pode acontecer em sentido oposto, pode acontecer a uma pessoa só ou entre utilizadores. A informação disponibilizada pode servir de base para inúmeros ataques, tecnológicos ou não", alertou.

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 19:36 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.12.10

Google cria aplicação 3D para explorar o corpo humano

 

Depois do "Google Earth" e do "Street View" é a vez do "Google Body Browser".Google, maior motor de buscas online, está a desenvolver uma aplicação que permite explorar o corpo humano em detalhe.

A aplicação ainda está em fase de testes para utilizadores da webGL, uma tecnologia que permite visualizar páginas da internet em 3D.

Com o "Google Body Browser" podemos viajar pelos vários sistemas do corpo humano e ampliar orgãos, músculos e ossos.

Ainda não se sabe quando é que esta nova aplicação será lançada.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:03 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.12.10

Os alunos com 'literatura clássica' em casa tiveram em média mais 19 pontos nos testes PISA do que os que disseram ter Internet em casa, que já chegam aos 90%

 

O desempenho de alunos com literatura em casa nos testes PISA foi cerca de 19 pontos superior aos que disseram ter ligação à Internet. A diferença é visível na leitura, matemática e ciência. Em ambos os casos a média portuguesa é superior à dos 65 países que participaram no estudo da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico: temos mais alunos com literatura e Internet em casa. E em ambos os casos, "ter" tem um impacto positivo nos resultados dos alunos. Mas ter livros tem um impacto maior.

"É curioso porque tem havido um desinvestimento no livro e um redireccionamento para a internet. E nota-se que a leitura tem mais influência no desempenho", diz Paulo Guinote, que lançou o debate sobre estes dados no blogue A Educação do Meu Umbigo.

O professor salienta dois dados que considera interessantes: por um lado, a percentagem de alunos que diz ter internet em casa é bastante superior à dos que dizem ter literatura clássica - 91% contra 59%; por outro, os segundos tiveram resultados cerca de 20 pontos acima dos outros, numa escala de 0 a 800.

Além disso, 16% dos alunos dizem ter menos de 11 livros em casa, 20% menos de 26 e outros 33% entre 26 e 100. A existência de mais livros equivale a resultados melhores nos testes - há um ganho de pelo menos 20 pontos que vai aumentando conforme o tamanho da biblioteca. Só os que disseram ter mais de 500 livros em casa pontuaram ligeiramente abaixo dos que disseram ter entre 201 e 500.

Estas comparações só são possíveis porque a base de dados do PISA 2009 está disponível online e permite aos especialistas explorar a informação recolhida no estudo, cruzando as muitas variáveis apuradas com os resultado de meio milhão de alunos, de 64 países, nos testes de leitura, matemática e ciências.

O psicólogo educacional José Morgado considera que a diferença é um dado interessante, mas que não é possível estabelecer uma relação causa/efeito. "A presença de literatura clássica em casa é um indicador de um nível socio-cultural mais elevado, de famílias mais escolarizadas. E sabemos que a origem das crianças influencia o sucesso escolar. Logo, os alunos vindos de famílias com melhores níveis socio-culturais têm melhores resultado escolares."

Assim, considera que este dado reflecte sobretudo o estatuto das famílias e menos os hábitos de leitura dos jovens. "Mesmo sabendo que têm livros em casa, não temos a certeza que os lêem", lembra.

No entanto, ressalva que a língua - o português - é uma ferramenta fundamental para o sucesso, tanto na leitura, como na matemática e nas ciências. E também para usar o computador e internet da melhor forma. "O computador é uma ferramenta de acesso à informação e fazer com que todos os miúdos tenham acesso promove a equidade. Mas é fundamental que seja bem utilizado, porque senão é apenas um lápis mais sofisticado. Os professores e os pais têm aqui um papel essencial", conclui.

O especialista não deixa de alertar que parte da nossa escola "é inimiga da literatura", porque preocupa-se mais em ocupar o tempo livre da criança do que em estimular a leitura. "Há uma intoxicação e não podemos esperar que estes jovens cheguem a casa com vontade de ir pegar num livro."

Para Paulo Guinote, a diferença de 20 pontos entre os alunos que têm literatura clássica e Internet em casa ajuda a desconstruir a ideia de que os meios tecnológicos devem ser o foco do sistema. "Eu, e sei que outros colegas também, voltei a pedir aos meus alunos para entregarem os trabalhos escritos à mão. Porque quando escrevem, mesmo que estejam a copiar, estão a digerir a informação, em vez de se limitarem a cortar e colar a informação de forma automática", explica o professor.

 

Via DN



publicado por olhar para o mundo às 10:39 | link do post | comentar

Quinta-feira, 09.12.10

Comprar pela internet em segurança

 

Na correria de um dia de trabalho não sobra tempo para nada. Nem para as compras de Natal. Comprar pela Internet pode ser uma opção, mas - como aconselha a loja online Panda Security -, deve fazê-lo com as devidas cautelas.

1 - Visite apenas sites de confiança, que contenham, de preferência, contactos de apoio ao cliente. Uma página só com apartado ou e-mail é de desconfiar.

2 - Não se deixe enganar por concursos e ofertas irrecusáveis. Leia atentamente as condições de cada promoção.

3 - Pague as suas compras de forma segura. Opte preferencialmente por pagar contra re-embolso, de modo a evitar surpresas. Pode, em alternativa, criar um cartão virtual.

4 - Certifique-se de que se encontra numa página HTTPS. Os endereços Web começam normalmente por "HTTP", mas as páginas associadas a pagamentos online devem ser mais seguras e começar por "HTTPS".

5 - Deve ter uma conta bancária com um cartão de crédito associado apenas para realizar compras online. Nesta conta poderá ter apenas o dinheiro necessário para as compras pretendidas.

6 - Guarde sempre as garantias dos produtos adquiridos num local seguro. Se verificar que o produto possui defeito ou é diferente daquele que encomendou envie uma reclamação por escrito para o Departamento de Apoio ao Cliente. Se não receber quaisquer respostas e suspeitar de fraude, reporte-o.

7 - Tenha sempre um antivírus atualizado no seu computador, que sirva de barreira contra spam e phishing.

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 06.12.10

A música do tradutor do google

 

O utilizador harrichr, do site reddit, descobriu uma maneira de transformar o Google numa beatbox, ou uma caixa de ritmos. O beatboxing consiste em reproduzir, com o aparelho vocal,  sons de instrumentos ou do dia-a-dia e com isso criar ritmos. Este utilizador explorou uma funcionalidade do tradutor do Google para criar esses ritmos.

 

Basta definir o idioma de translate.google.com para alemão; escrever conjuntos de letras sem vogais e carregar em ouvir.

 

Esta utilização do translator só é possível graças à capacidade do tradutor de alemão de reproduzir sons sem vogais.

 

Só precisa seguir este link para experimentar

 

O fenómeno tornou-se viral e um outro utilizador, desta vez do site Hacker News, compilou um pequeno guia de instrumentos para usar no translator.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 14:15 | link do post | comentar

Nova Cara do Facebook

 

O site mais falado das redes sociais, o Facebook, pode acordar amanhã de manhã com uma cara nova. Depois de terem circulado rumores de que isso poderia acontecer, o site de tecnologia Mashable afirma que o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg irá revelar o novo perfil do site no programa 60 minutes da CBS News.

 

"O fundador e CEO do Facebook Mark Zuckerberg fala com Lesley Stahl sobre a sua vida, o seu negócio, que já vale 35 mil milhões de dólares. E mostra o novo design do site", anuncia a CBS News no site da estação.

Botão de mensagens mais visível, mais destaque para as fotografias, com mais informação disponível sobre os utilizadores são algumas das alterações que o Mashable arrisca avançar como possíveis. Mas reconhece que toda a informação sobre o assunto tem sido bem escondida, em dias marcados por fugas de informação. Aos utilizadores mais curiosos resta esperar para que pelas 19h00 locais, por volta da meia-noite em Portugal, para que as novidades sejam reveladas.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.12.10

O Androide é para meninos

 

Um estudo realizado pela Nielsen conclui que as mulheres preferem o iPhone ao Android, ao contrário dos homens que gostam mais do sistema operativo da Google.

 

A companhia de estudos de mercado revela que, na União Europeia, 32,6% dos homens com intenção de comprar um smartphone vai adquirir um com o software Android e só 22,8% das mulheres manifesta a mesma intenção. Na hora de comprar um telemóvel inteligente, o iPhone está na lista de compras de 30,9% das mulheres e 28,6% dos homens.

 

O Blackberry consegue praticamente o empate: 12,5% das mulheres e 12,8% dos homens optará por este aparelho na hora de escolher um novo telemóvel.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:03 | link do post | comentar

Segunda-feira, 08.11.10

Google, 115 anos dos raios X

 

Google está a celebrar os 115 anos da invenção do raio X com um logótipo novo. Os Doodles, como são conhecidas estes logos alterados, são a maneira do motor de busca assinalar efemérides.
Os raio X foram descobertos em 1895, por um físico alemão chamado Wilhelm Roentgen
Roentgen descobriu os raios por acaso e chamou-lhes X precisamente por desconhecer a sua origem. Antes de experimentar usar o raio num humano, o físico usou os raios em objectos inanimados. E quando chegou a vez de perceber o que faria a uma pessoa, Roentgen pediu… à sua esposa que expusesse a sua mão. Só mais tarde os cientistas descobriram que a exposição prolongada e desprotegida a estes raios pode provocar lesões graves

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 19:36 | link do post | comentar

Sábado, 16.10.10

Salve os mineiros em Jogo

 

Pouco depois de serem resgatados, os 33 mineiros chilenos já tinham inspirado um jogo na internet.

A ideia foi de uma agência de design do Chilea Root 33, que garante que o seu nome nada teve a ver com o número de mineiros presos, já que foi criada há mais de um ano.

No jogo, que começou a ser preparado durante as operações de resgate, é possível trazer os mineiros um por um à superfície com a ajuda de uma roldana. Cada mineiro está identificado com o seu nome, idade e cargo.

O criador, Felipe Léon, garantiu ao jornal chileno "El Mercurio" que o jogo não será aperfeiçoado e que não quer ganhar dinheiro com "o drama dos mineiros".

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Sexta-feira, 24.09.10

Carris aposta na internet nos autocarros

 

A partir de hoje, é possível aceder à Internet quando se viaja por Lisboa de autocarro, uma medida que a Carris quer alargar a toda a cidade ainda este ano para convencer mais gente a usar os transportes públicos.

A Carris apresentou hoje, dia da mobilidade, 30 novos autocarros articulados que permitem aceder à Net quando se viaja pela capital, com acesso livre, a partir de computadores ou telemóveis.

Para já a Net está disponível na carreira 36, entre o Cais do SodréOdivelas, e na 745, que liga Santa Apolónia ao Prior Velho, mas a previsão é que os “Net Bus” percorram ainda este ano, progressivamente, toda a cidade.

O objetivo, segundo José Silva Rodrigues, presidente da Carris, é aproximar o “tempo psicológico” que demoram para um passageiro as viagens de autocarro do “tempo real” do percurso e pretende ser mais um ponto a favor dos transportes públicos na luta contra o carro individual.

“O inimigo é o carro. Os transportes públicos não podem roubar clientes uns aos outros, mas trabalhar em conjunto para resgatar utentes ao transporte individual”, disse, por seu lado, o secretário de Estado dos Transportes, Carlos Correia da Fonseca.

O secretário de Estado, representantes da Carris e jornalistas viajaram entre os Restauradores e oOriente num dos novos “Net Bus”.

A aquisição destes 30 novos autocarros, que contribuem para o processo de renovação da frota que a empresa iniciou em 2003, custou 11 milhões de euros, mas o secretário de Estado salientou que, apesar da contenção, este gasto é necessário.

“A travagem dos investimentos não pode ser feita de um modo cego, porque há investimentos mais importantes do que outros. Há uns que contribuem para trazer as pessoas para o transporte público, para diminuir a utilização do automóvel, para satisfazer melhor as necessidades de acessibilidade e de mobilidade das populações”, disse Correia da Fonseca, salientando que “o Estado não é suficientemente rico para assegurar todos esses desejos muito legítimos dos cidadãos”.

Para melhorar a informação prestada ao público, a Carris está a aplicar placas com leitura em Braille, em relevo, nas 1900 paragens da cidade com a informação do código SMS ao minuto, que permite ao utente saber quanto será o tempo de espera até ao próximo autocarro e espera ter os percursos das carreiras disponíveis em versão áudio (CD).

A Internet a bordo dos “Net Bus” resulta de uma parceria entre a Carris e a TMN.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.09.10

 

Ping

 

A Apple anunciou ontem uma nova rede social baseada em música. Ping chega com iTunes 10

 

O que é que os seus amigos andam a ouvir? A Apple responde à pergunta com o PingSteve Jobs, o líder da empresa, diz que esta será uma rede onde "o Twitter encontra o Facebook e o iTunes", mas no fundo é mais uma mistura de last.fmFacebook. O Ping virá incluído no iTunes 10, a versão do media player lançada ontem, onde o CD desaparece do logótipo "porque a venda de músicas digitais ultrapassa já as vendas em CD", justifica Jobs na conferência transmitida a partir de S. Francisco, nos EUA. 

Os 160 milhões de utilizadores do iTunes (contando apenas os que têm cartões de crédito registados) são agora convidados a criar um perfil e partilhar os seus estados, vídeos e fotografias, mesmo que não estejam directamente ligados com música. O serviço mostra-lhe também um top com as dez músicas mais ouvidas pelo seu círculo de amigos, bem como uma lista de concertos, muito semelhante aos eventos do Facebook, onde pode dizer ao mundo que vai assistir a um espectáculo.

Jobs anunciou também a renovação completa da linha de iPods. O iPod Shuffle - o mais pequeno de sempre - volta à forma quadrangular e o nano ganha um ecrã multitoque. A maior modificação chega ao iPod Touch, que agora é mais fino e ganha as funcionalidades do último iPhone: uma câmara HD atrás e o "Retina display", bem como uma câmara frontal para fazer chamadas de vídeo entre iPods e iPhones em locais que tenham rede wireless. O iPad irá receber funcionalidades multitarefa em Novembro com o iOS 4.2, o sistema operativo dos dispositivos móveis Apple. 

A nova geração da Apple TV foi também ontem anunciada. Os filmes e séries passam a ser alugados, mas não estão disponíveis em Portugal devido aos direitos de utilização. Marco Dinis Santos

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 01.09.10

Pishing no Facebook

 

Facebook é o quarto site mais afectado com ataques de phishing logo a seguir ao PayPaleBayHSBC, segundo o relatório da empresa de segurança BitDefender para a primeira metade de 2010.

Segundo a empresa, assistiu-se a um aumento considerável de “malware” (software malicioso), com oMundial de Futebol e com as inundações da Guatemala, uma vez que, estes foram os principais alvos para lançar os ataques.

O Trojan.AutorunINF.Gen (11%) foi considerado o vírus mais activo, neste primeiro semestre, já que se espalha rapidamente e de forma muito eficaz através dos discos e dispositivos de armazenamento removíveis, executando ficheiros maliciosos.

De acordo com os mesmos dados, o  spam, (mensagens não solicitadas “enganosas”) também sofreu um aumento, representando cerca de 86% de todas as ameaças, devido sobretudo ao spamfarmacêutico que aumentou de 51% para 66%.

Rússia e a China estão no topo da lista dos países que albergam mais software malicioso com 22% e 31% respectivamente.

relatório concluiu ainda que o Facebook - a superar os 400 milhões de utilizadores – irá ser alvo de mais ataques, já que a maioria dos autores de malware irá seguramente centrar-se nasplataformas de redes sociais para lançar as suas novas criações.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 30.07.10

 

Perito em segurança quis apenas mostrar que o Facebook não protege devidamente os seus500 milhões de utilizadores ao tornar públicos dados pessoais de mais de 100 mil.(Veja como defender-se em vídeos no final do artigo)

 

 

Facebook,dados pessoais à solta na net

Dados pessoais de mais de 100 mil utilizadores do Facebook circulam livremente pela Internet, constituindo uma nova arma de arremesso para todos aqueles acusam a popular rede social de não proteger devidamente as informações inseridas pelos utilizadores.

 

Os dados foram compilados por Ron Bowes, um perito em segurança, que desenvolveu uma pequena aplicação que, saltando de perfil em perfil, recolhe as informações que os utilizadores do Facebook não protegeram de olhares indesejados.

Note-se que este site permite colocar as informações constantes dos perfis acessíveis apenas aos amigos ou aos amigos dos amigos, mas muitos utilizadores não procedem a este tipo de configurações. Ora, sempre alguém se regista no Facebook, algumas destas informações ficam acessíveis a qualquer pessoa.

 

Ataque iminente

 

Os dados agora tornados públicos incluem apenas o endereço (URL), nome e identificador único de cada utilizador, mas em declarações à BBC, Simon Davies da Privacy Internacional, garante que seria possível recolher, da mesma forma, informações tais como o endereço de correio eletrónico, números de telefone e até moradas.

 

A mesma fonte recordou ainda que o Facebook foi alertado por diversas vezes para a possibilidade de um ataque deste tipo, mas que nada terá feito.

"É inconcebível que uma empresa com centenas de engenheiros não tenha conseguido evitar um ataque com esta magnitude, podendo concluir-se que o Facebook foi negligente", afirmou Simon Davies.


O que diz o Facebook

 

Numa declaração enviada para a BBC, o Facebook assegura que os dados agora divulgados desta forma já podiam ser livremente acedidos online.

"As pessoas que usam o Facebook são donas da sua informação e têm o direito de partilhar o que querem, com quem querem e quando querem", pode ler-se na declaração.

"Neste caso, informações que os utilizadores concordaram tornar públicas e que foram compiladas por um perito, já estão disponíveis no Google, Bing e noutros motores de pesquisa, tal como no Facebook", afirmam os responsáveis pela rede social do momento frequentada por mais de 500 milhões de internautas.

"Não foram tornados públicos dados privados", garantem as mesmas fontes.

 

 

 

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

mais sobre mim
posts recentes

O criador do Instagram ac...

EUA vão passar a emitir a...

Idosa acusada de cortar o...

UE foi alvo de ataque cib...

Produtora australiana est...

Google obrigada a retirar...

Bruxelas prepara novas re...

O Facebook proíbe a utili...

Novo iPad em Portugal a p...

Google lança funcionalida...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados