Quinta-feira, 12.01.12

"O economista Eduardo Catroga vai ganhar um salário de 45 mil euros/mês, ou seja mais de 639 mil euros anuais, enquanto presidente do Conselho Geral e de Supervisão da EDP, avança o "Correio da Manhã. Catroga acumulará este salário com uma pensão de 9.600 euros.In Expresso


Eu espero que isto seja uma brincadeira. Sinceramente, como cidadão deste pequeno país de valores invertidos, anseio que alguém desminta categoricamente esta informação. Não pode ser verdade. Andou esta alminha economista a negociar com a TROIKA aquilo que estamos a sofrer na pele, entre aumentos de impostos e corte de direitos sucessivos, chegando às privatizações que se julgavam necessárias para ir agora, despido do fato de TROIKISTA cobrador do fraque style, ir receber 45 mil euros, REPITO: 45 mil euros por mês! numa empresa que o mesmo ajudou a definir como um dos alvo a privatizar? Mas o que é isto?

 

Mas o mais grave vem a seguir, senão veja-se:

 

"Questionado pelo jornal, o ex-ministro social-democrata garantiu que metade do que ganha vai para impostos: "50% do que eu ganho vai para impostos. Quanto mais ganhar, maior é a receita do Estado com o pagamento dos meus impostos, e isso tem um efeito redistributivo para as políticas sociais", disse Catroga ao jornal."

 

Ora bem, quer que eu chore senhor Catroga? Diga-me, por favor, que não foi capaz de proferir tamanha alarvidade em forma de justificação que acabei de transcrever. Porque a ser verdade que o disse, não só é grave como é um total desrespeito por quem trabalha e paga impostos. Ou julgará o senhor que é o único que os paga? "Quanto mais ganhar mais vai para o ESTADO?" Mas será que estes senhores já nem se dão ao trabalho de parecer que têm um réstia de bom senso cada vez que abrem a boca?

 

Olhe senhor Catroga e se fizéssemos antes desta forma: guarde a sua reforma dourada de 9600 euros por mês, calce umas pantufas e remeta-se ao silêncio. Porque para mim é mais reconfortante saber que o Estado não lhe fica com 50% do vencimento se isto só por si me garantir que o senhor não está a auferir os outros 50%. Prefiro viver num país pobre do que num sem vergonha.


Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 17:07 | link do post | comentar

Domingo, 23.01.11

Fundação de Serralves
Rua D. João de Castro, 210, Porto
Tel. 226 156 500
Percurso O Serviço Educativo da fundação, no âmbito do programa Serralves em Família 2011, oferece o percurso "Colecionar e Expor" aos mais novos e aos seus acompanhantes. Colecionar e expor são duas atividades centrais na vida de um museu. Os jovens vão poder observar, interpretar e explorar as obras expostas, a partir de diálogos dinâmicos e jogos de descoberta. No dia 23 de janeiro às 11h (acesso gratuito mediante levantamento de senha na receção do museu a partir das 10h). Ver mais informações em www.serralves.pt .

 

Balleteatro Auditório
Praça 9 de Abril, 76 (Jardim de Arca d'Água), Porto
Tel. 222 089 175
Frágil O Teatro de Marionetas do Porto apresenta, no Balleteatro Auditório, o seu mais recente trabalho, "Frágil", um espetáculo para crianças a partir dos 4 anos. Uma coisa às vezes não é aquilo que ela é. Às vezes as coisas gostam de ser outras coisas, por exemplo de serem como as pessoas. Gostam de se mexer, de rir, de gostar e de não gostar. As pessoas/coisas e as coisas/pessoas servem para contar histórias. No mundo Frágil, há histórias pequenas e grandes. As coisas querem ser levadas para lugares que não conhecem, e fazem pequenas e grandes viagens. No mundo Frágil, há pessoas/coisas que procuram coisas/pessoas. Há segredos que não se desvendam, ou que ficam para desvendar, há um universo aberto e fechado. Há coisas que saem de dentro de outras coisas. No mundo Frágil as regras não são o que são, são regras de imaginação. Até ao dia 6 de fevereiro, aos sábados e domingos às 16h (para escolas e grupos, de terça a sexta, às 10h30 e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.marionetasdoporto.pt .

 

Teatro da Vilarinha
Rua da Vilarinha, 1386, Porto
Tel. 226 108 924
Andersen A companhia Pé de Vento apresenta "O Rapaz do Espelho", peça baseada num conto de Hans Christian Andersen. Certa noite de verão, em Odense, na Dinamarca, o jovem Hans reparou que estava a nevar em casa do vizinho alfaiate; e não era uma partida da sua imaginação. O que seria, então? Soube-se, depois, que o misterioso Senhor das Neves encomendara um manto ao alfaiate e, como ele não ficou pronto a tempo, zangou-se e levou-lhe a alma. Foi assim que Hans partiu em busca do reino do Senhor das Neves, algures no Lado de Lá, para entregar o manto acabado de fazer e recuperar a alma do alfaiate. O Lado de Lá... Tudo tem um outro lado. Mas será que é a ele ou ao outro, o rapaz do espelho, do lado de lá, que tudo isto está a acontecer? Até ao dia 28 de janeiro, aos sábados às 16h e 21h30 e aos domingos às 16h. Ver mais informações em www.pedevento.pt .

 

Museu Nacional da Imprensa
Estrada Nacional 108, nº 206, Porto
Tel. 225 304 966 e 225 300 648
Oficinas O museu oferece aos mais novos várias oficinas permanentes e outras atividades, das quais destacamos duas que decorrem no mesmo horário. Uma delas é "Do Papel à Impressão: Oficinas de Reciclagem", para crianças dos 4 aos 14 anos, onde os participantes reciclam manualmente papel velho, adicionando-lhe pétalas, folhas secas e outros materiais, transformando-o de novo em papel utilizável, sendo aconselhável, para uma produção personalizada, que cada um traga de casa desperdícios reutilizáveis. A outra, são as "Oficinas Gutenberg", para crianças dos 4 aos 12 anos, onde os participantes são levados a fazer uma viagem no tempo até à Europa do século XV, onde terão a oportunidade de escolher entre a construção de um livro, através das antigas técnicas de impressão e encadernação, ou a construção de um tipo móvel, reinventando a imprensa. Até 31 de dezembro, todos os dias à tarde (inclusive domingos e feriados) das 15h às 20h, e pela manhã de terça a sexta das 10h30 às 12h30. Estas atividades exigem marcação prévia. Ver mais informações em www.museudaimprensa.pt .

 

Centro Multimeios de Espinho
Avenida 24, nº 800, Espinho
Tel. 227 331 190
Planetário O Planetário de Espinho propõe quatro interessantes sessões às crianças e às suas famílias até ao mês de dezembro. "O Mistério da Bola de Fogo", aos sábados, domingos e feriados às 15h, para maiores de 4 anos. "Viagem a um Buraco Negro", aos sábados, domingos e feriados às 16h, para maiores de 12 anos. "Acampar com as Estrelas", aos sábados às 17h, para maiores de 10 anos. E "Dois Pequenos Pedaços de Vidro", aos domingos e feriados às 17h, para maiores de 10 anos. E o Observatório Astronómico oferece a sessão "Observação do Sol", aos sábados às 15h30 e 16h30, sempre que as condições atmosféricas existentes não sejam adversas. Ver mais informações sobre as sessões em www.multimeios.pt .

 

Parque Temático Molinológico
Ponte da Igreja, Ul, Oliveira de Azeméis
Tel. 256 664 043 e 256 683 170
Moinhos Ao visitar o parque, as crianças poderão assistir à moagem de diferentes tipos de cereais em moinhos de água e à confeção do pão tradicional de Ul e ver os materiais expostos no Núcleo Museológico do Moinho e do Pão. De terça a sexta, das 10h às 12h30 e das 14h às 17h30, e aos sábados e domingos, das 15h às 19h (encerrado às segundas e feriados). Para visitar todos os núcleos, é aconselhável fazer marcação prévia. Ver mais informações em www.moinhosdeazemeis.com .

 

Museu da Ciência - Laboratório Chimico
Largo Marquês de Pombal, s/n, Coimbra
Tel. 239 854 350
Ateliês O Museu da Ciência oferece aos mais novos em 2011 vários ateliês no âmbito do programa Sábados no Museu. Um deles vai ser "Fungos: Heróis ou Vilões?" Aurélio Quintanilha estudou fungos do género Synchytrium, um conhecido parasita da batata. Mas nem todos os fungos são vilões! Até pode dizer-se que alguns são verdadeiros heróis. Neste ateliê vai ser possível descobrir porquê. No dia 22 de janeiro, das 15h às 16h30, para crianças a partir dos 10 anos. E o outro vai ser "República a 3 dimensões". Numa época em que não existia televisão, um modo de tornar as notícias mais vivas era através da estereoscopia. Neste ateliê, os jovens vão perceber o que acontece quando simples fotografias parecem imagens reais. No dia 29 de janeiro, das 15h às 16h30, para crianças a partir dos 8 anos. Além disso, com o programa Aniversário no Chimico, o museu convida os jovens a vir fazer a festa de anos, durante três horas, nas suas instalações, aos sábados, das 10h às 13h, ou aos domingos, das 10h às 13h e das 15h às 18h. Estas atividades exigem marcação prévia. Ver mais informações emwww.museudaciencia.pt .



publicado por olhar para o mundo às 10:15 | link do post | comentar

Onde levar as crianças Lisboa

 

MARIONETAS
Tik e Tak  são dois duendes dos bosques encantados que fazem de contadores de histórias, apresentando "A Polegarzinha" e "A Princesa e a Ervilha" de Hans Christian Andersen. Os jovens vão ser transportados para o mundo imaginário das histórias de encantar através de dois personagens, ladinos e com muita vida, que irão mostrar histórias conhecidas de todos.

 

Auditório do Espaço Monsanto
Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Tel. 218 460 738 e 966 004 227
Aviador A companhia Trupilariante de teatro-circo apresenta o espetáculo de 'teatro físico' "O Aviador Tresloucado". Na sua avioneta 100% elétrica, o aviador tresloucado corre o mundo tentando convencer tudo e todos à não utilização de veículos poluentes. Enquanto está a passear pelos céus azuis encontra uma bela donzela que viaja no seu AvionKar. O piloto se apaixona pela bela aviadora e, com grandes acrobacias aéreas, faz de tudo para a impressionar. Mas tem um rival de peso, o aviador poluente, que também está interessado na esbelta donzela e faz ousadas acrobacias. Quem será que vai conquistar o coração da jovem? Nos dias 22, 23, 29 e 30 de janeiro e 5, 6, 12, 13, 19, 20,26 e 27 de fevereiro, sempre às 15h (durante a semana, disponível para escolas e grupos às 11h e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.trupilariante.com .

 

Museu do Oriente
Avenida de Brasília, s/n, Lisboa
Tel. 213 585 299 e 213 585 200
Oficinas O museu oferece, no âmbito das comemorações do Ano Novo chinês, duas oficinas para crianças. Uma delas é "4709, o Ano do Coelho". 4709? Mas não estamos em 2011? E por que razão lhe chamam o ano do coelho? Estas são algumas das perguntas cujas respostas serão encontradas numa oficina que, de mistério em mistério, levará os jovens a descobrir, entre outras coisas, o calendário lunar. No dia 29 de janeiro, das 15h às 16h30, para crianças dos 6 aos 12 anos (é necessário fazer marcação prévia até ao dia 24 de janeiro). A outra oficina é "Lai-Si! Da China Para Ti!" Hong bao em mandarim, lai si em cantonês, são nomes diferentes para um mesmo presente. Na China, são distribuídos envelopes vermelhos durante a festa de Ano Novo. Oferecer um lai-si representa uma oferta para quem é presenteado e para quem presenteia, que chama assim, também, para si, a boa sorte. Mas afinal que trazem dentro estes envelopes? No dia 30 de janeiro, das 15h às 17h, para crianças dos 6 aos 12 anos(é necessário fazer marcação prévia até ao dia 24 de janeiro). Ver mais informações em www.museudooriente.pt .

 

Museu da Marioneta
Convento das Bernardas - Rua da Esperança, 146, Lisboa
Tel. 213 942 810
Marionetas A companhia Algazarra - Teatro e Marionetas apresenta o espetáculo "Tik-Tak", para crianças a partir dos 4 anos de idade. Tik e Tak  são dois duendes dos bosques encantados que fazem de contadores de histórias apresentando "A Polegarzinha" e "A Princesa e a Ervilha" de Hans Christian Andersen, transportando o público para o mundo imaginário das histórias de encantar através de dois personagens, ladinos e com muita vida, que nos vão mostrar histórias conhecidas de todos. Até ao dia 30 de janeiro, aos sábados às 16h e aos domingos às 11h30 (disponível para escolas e grupos de quarta a sexta às 10h30, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.museudamarioneta.pt .

 

LittleChef
Avenida Maria Helena Vieira da Silva, 46 A (Lumiar), Lisboa
Tel. 914 333 385 e 917 182 892
Culinária A cozinha não serve só para preparar comida. É também um espaço privilegiado para conversar, brincar e aprender, do qual as crianças não podem ser afastadas. E isto acontece na LittleChef, uma escola de culinária para crianças dos 3 aos 12 anos, com conteúdos pedagógicos apropriados, além de jogos e atividades sempre diferentes e originais. As aulas abordam, por exemplo, as Artes (moldar, decorar), ou História e Geografia (origem cultural dos alimentos, culinária do mundo), tendo também Ciência à mistura e, claro, Matemática, já que um bolo de chocolate ajuda a compreender as frações. Nestas aulas, as crianças aprendem a preparar receitas e depois degustam o que cozinharam. De terça a sexta das 15h às 19h. A escola de culinária também realiza workshops para pais e filhos, onde as famílias passam uma manhã de sábado completamente diferente a preparar refeições deliciosas. Além disto, a escola possibilita às crianças virem fazer a festa de anos nas suas instalações, às sextas, sábados e domingos. A LittleChef proporciona também atividades para escolas e grupos organizados durante a semana. Todas estas propostas exigem marcação prévia. Ver mais informações em www.littlechef.pt .

 

Teatro Maria Matos
Avenida Frei Miguel Contreiras, 52, Lisboa
Tel. 218 438 801
História O Maria Matos apresenta o espetáculo Daqui Vê-se Melhor", onde é contada a história do teatro desde o antigo Egito até aos dias de hoje. O público vai ver e ouvir como o teatro surgiu e cresceu, num diálogo entre um narrador, uma atriz e um ilustrador, que desenhará esta história em tempo real. Os acontecimentos do mundo sempre influenciaram o teatro, porque a sua história confunde-se com a história do mundo. E por isso é tão difícil contá-la em 50 resumidíssimos minutos. Ainda assim, atrás do palco, foi montada uma potentíssima máquina do tempo que leva o público a viajar através dos séculos. O espetáculo começa por onde se começa sempre (pelo princípio) e chega até aos dias atuais, chamando ao palco as personagens e os cenários que fazem parte desta empolgante história. Nos dias 20 e 21 de janeiro às 10h, no dia 22 às 16h e no dia 23 às 11h. Ver mais informações em www.teatromariamatos.pt .

 

Teatro da Luz
Largo da Luz, s/n. Lisboa
Tel. 968 382 245
Tamanho A companhia Gato Que Ladra apresenta no Teatro da Luz o espetáculo "O Tamanho da Minha Altura", onde José Maria, o personagem, pergunta-se: "Qual deverá ser o tamanho certo para chegar ao botão do 5º andar do elevador do meu prédio? Quantos centímetros são necessários para chegar até às estrelas? Quantos milímetros me faltam para conhecer cada canto do mundo? Qual é o verdadeiro tamanho da minha altura?" Mas o personagem também revela: "Eu sou o José Maria e só com o bico de um lápis é que chego ao botão que me leva até casa. Pode parecer que sou pequeno, mas também é com esse lápis que chego às estrelas. E de lá consigo ver o nosso planeta e fazer viagens fabulosas." Um espetáculo fantástico para crianças a partir dos 4 anos. Até ao dia 27 de março, aos sábados às 16h e aos domingos às 11h (para escolas e grupos, de quarta a sexta, às 10h30 e 14h30, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.gatoqueladra.com .

 

Teatro Bocage
Rua Manuel Soares Guedes, 13-A, Lisboa
Tel. 214 788 120 e 912 449 909
Alice A Companhia de Teatro Magia e Fantasia encena no Bocage a peça "Alice, Alice, Alice", uma versão de "Alice no País das Maravilhas" de Lewis Carroll. Nesta viagem pelo País das Maravilhas, Alice encontra estranhas criaturas e vive aventuras incríveis que se transformam em palco num colorido percurso com cenários e figurinos que constroem este fascinante mundo um tanto surrealista, onde surgem referências ao teatro do absurdo numa linguagem acessível às crianças. Esta adaptação livre do texto clássico aborda temáticas relacionadas com a filosofia para crianças, dando ao espetáculo, para além do cariz lúdico, a possibilidade de diálogo com os espetadores. Nos dias 22 e 29 de janeiro às 16h. Ver mais informações em www.teatrobocage.com .

 

Teatro Bocage
Rua Manuel Soares Guedes, 13-A, Lisboa
Tel. 214 788 120 e 912 449 909
Felicidade A peça "Eu Sou Alegre e Sei Bem o Que Quero!" mostra o valor da felicidade para dois amigos. Maria é super bem-disposta e muito amiga de Luís Miguel, está sempre alegre e sempre a sorrir. Luís Miguel, por seu lado, adora animais e sabe bem o que quer: ser tratador de animais quando crescer. Mas a Maria não tem a mínima ideia do que quer ser quando for grande e por isso pede ajuda ao amigo Luís Miguel. Esta é uma história muito doce, que apela à importância de sermos alegres e felizes. Nos dias 23 e 30 de janeiro às 11h (para escolas e grupos, de segunda a sexta, às 10h30 e 14h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.teatrobocage.com .

 

Teatro Bocage
Rua Manuel Soares Guedes, 13-A, Lisboa
Tel. 214 788 120 e 912 449 909
Coragembullying e a violência escolar é o tema da peça "Vasco das Forças", sobre um menino chamado Vasco, pequenote e franzino, que era gozado no recreio pelos seus colegas mais altos e mais fortes. Inspirado na coragem e valentia do seu trisavô, a quem chamavam Saraiva das Forças, Vasco resolve enfrentar os colegas: sem recurso à violência e sem andar à pancada, utiliza a sua inteligência e rapidez de pensamento e ação para a sua própria defesa e a defesa dos mais fracos, passando a ser conhecido como Vasco das Forças. Nos 23 e 30 de janeiro às 16h (para escolas e grupos, de segunda a sexta, às 10h30 e 14h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.teatrobocage.com .

 

Auditório Carlos Paredes
Avenida Gomes Pereira, 17, Lisboa
Tel. 210 970 654
Gato A companhia Teatro Papa-Léguas apresenta a peça "O Espantoso Gato de Botas", uma divertida história de um pobre rapaz que recebe um gato, por herança, e acaba por ficar rico e poderoso quase sem saber porquê. Se tem um gato em casa, tenha cuidado. Se não tem, trate de procurar um. A sorte pode bater-lhe à porta. Até ao dia 29 de janeiro, aos sábados às 16h. Ver mais informações em www.teatropapaleguas.net .

 

Teatro Tivoli
Avenida da Liberdade, 182, Lisboa
Tel. 213 304 152
Abelha A peça "Bzz, Bzz, Bzz - A União Faz a Força" conta uma divertida e colorida história sobre a importância do trabalho em grupo e o valor da amizade. As abelhas e os beija-flores há muito tempo viviam em rivalidade até ao dia em que Bela, uma jovem abelha, conhece Bento, um jovem beija-flor, e alheios ao antigo desentendimento que afastava as suas famílias, iniciam uma verdadeira amizade que levará à reconciliação das espécies. Até ao dia 30 de janeiro, sempre aos sábados às 16h. Ver mais informações em www.plano6.pt .

 

Teatro Nacional D. Maria II
Praça Dom Pedro IV, s/n, Lisboa
Tel. 213 250 835
Visita O teatro apresenta o espetáculo "A Visita", para crianças com mais de 6 anos, onde é possível espreitar o que normalmente não se vê. O espetáculo é um passeio ao interior do D. Maria II que dá a conhecer a história do teatro, a sua arquitetura, as suas especificidades técnicas e potencialidades artísticas, os bastidores, as lembranças de um tempo mais antigo e do tempo de agora, feito de memórias reais. Neste passeio encenado, os visitantes são guiados por personagens históricas e ficcionadas como Almeida Garrett e Amélia Rey Colaço, que revelam lugares e aspetos do teatro desconhecidos do público. Nos dias 22 e 29 de janeiro, 19 e 26 de fevereiro, 5, 12 e 19 de março e 28 de maio, sempre às 15h. Ver mais informações em www.teatro-dmaria.pt .

 

Teatro Politeama
Rua das Portas de Santo Antão, 109, Lisboa
Tel. 213 245 526 e 964 409 036
Musical O Teatro Politeama estreia o espetáculo "O Sítio do Picapau Amarelo", um dos maiores sucessos da TV do Brasil que apaixonou gerações de jovens em Portugal, agora transformado em musical. Os jovens vão voltar a encontrar a boneca de trapos Emília, a menina Narizinho Arrebitado, o primo Pedrinho, a avó Benta a cozinheira Ti Nastácia, o tio Barnabé, o boneco de milho Visconde de Sabugosa, a bruxa-jacaré Cuca, o Saci Pereré, a pequena Sereia e outros habitantes do Reino das Águas Claras. Até junho de 2011, aos sábados e domingos às 15h. Ver mais informações em www.teatro-politeama.com ou www.filipelaferia.pt .

 

Teatro Armando Cortez - Casa do Artista
Estrada da Pontinha, 7, Lisboa
Tel. 218 860 503 e 217 154 057
Musical O Teatro Infantil de Lisboa apresenta no Armando Cortez o espetáculo de teatro musical "O Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos". A peça, criada a partir da música para bailado de Tchaikovsky, decorre na noite de Natal em São Petersburgo, no século XIX. Os jovens heróis, Clara e o seu Quebra-Nozes, vão enfrentar o terrível rei dos Camundongos, numa fantasiosa aventura onde também vão conhecer a Fada da Neve, três pinguins, o rei Bom-Bom, a rainha Boa-Boa, a princesa Açucarada, o príncipe Chocolate e, finalmente, o príncipe encantado. Até ao dia 22 de junho de 2011 aos sábados, domingos e feriados às 15h. Ver mais informações em www.til-tl.com .

 

Núcleo Arqueológico do Millennium bcp
Rua Augusta, 84, Lisboa
Tel. 211 131 004
Ossos A Fundação Millennium bcp, realizadora da exposição "Ossos que Contam História", decidiu prolongá-la até ao fim de janeiro. Esta mostra exibe vestígios arqueológicos de animais vertebrados que coexistiram e coexistem ainda com a espécie humana. A exposição apresenta, de forma pedagógica, fragmentos da história do Homem e dos animais 'contada' através dos ossos de animais recuperados no decurso das escavações realizadas no espaço atualmente ocupado pelo Núcleo Arqueológico, próximo do Arco da Rua Augusta. Tudo isto é apresentado sob a forma de jogos em que cada jovem assume o papel de arquezoólogo. A entrada é gratuita e a mostra vai estar patente até 31 de janeiro, de segunda a sábado das 10h às 13h e das 14h às 17h. Ver mais informações emwww.millenniumbcp.pt .

 

Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva
Alameda dos Oceanos, 2, Lisboa
Tel. 218 917 100
Sexualidade O Pavilhão apresenta também uma outra atividade aos mais novos, sobre a sexualidade. O que é estar apaixonado? Qual a diferença entre um beijo explosivo e um beijo distraído? O que acontece ao corpo dos rapazes e das raparigas quando chegam à idade do armário? Para que servem os espermatozoides? Será que dar as mãos é fazer sexo? E podemos obrigar alguém a gostar de nós? "Sexo... e Então?!" é uma exposição rigorosa, atrativa e sem tabus que explica o amor e a sexualidade de uma forma clara e divertida ao público pré-adolescente (dos 9 aos 14 anos) e às suas famílias. Associada à mostra decorrerão atividades complementares como debates, palestras e ateliês. Até ao dia 28 de agosto de 2011, de terça a sexta das 10h às 18h e ao fim de semana e feriados das 11h às 19h (encerra às segundas). Ver mais informações em www.pavconhecimento.pt .

 

Museu de Ciência da Universidade de Lisboa
Rua da Escola Politécnica, 56, Lisboa
Tel. 213 921 808 e 213 921 679
Jogos O museu oferece aos jovens uma exposição onde é possível aprender a utilizar jogos matemáticos com mais de mil anos! "Jogos Matemáticos Através dos Tempos" apresenta e interpreta 11 réplicas de elevadíssima qualidade dos jogos de tabuleiro mais antigos que se conhecem. Alguns desses jogos só existem em manuscritos antigos e foram construídos pela primeira vez para esta mostra. São individualmente explicados, quer do ponto de vista de regras, quer no que respeita ao contexto histórico e social de cada jogo. Os jogos são: Pentalfa (séc. IV a.C.), Stomachion (séc. III a.C.), Ludus Regularis (séc. X), Rithmomachia (séc. XI), Ludus Astronomorum (séc. XIII),Ludus Globi (séc. XV), Metromachia(séc. XVI), Ouranomachia(séc. XVI), Icosiano, duas versões (séc. XIX) e Hex (séc. XX). Em complemento às réplicas históricas, a mostra possui um espaço em que os visitantes podem jogar (sobretudo a dois) e divertir-se. Exposição permanente, de terça a sexta das 10h às 17h e aos sábados e domingos das 11h às 18h (encerra às segundas e feriados). Ver mais informações em www.mc.ul.pt .

 

Museu Nacional de História Natural da Universidade de Lisbo
Tel. 213 921 808 / 213 921 883 / 213 921 679
Terra O museu apresenta a exposição "A Aventura da Terra: um Planeta em Evolução". A mostra interativa começa pela origem do próprio Universo e acompanha a evolução do planeta ao longo dos últimos 4.600 milhões de anos, com relevo para os primeiros sinais de vida na Terra e a sua posterior diversificação. Até dezembro de 2011, de terça a sexta das 10h às 17h e aos sábados e domingos das 11h às 18h (encerra às segundas e feriados). Ver mais informações em www.mnhn.ul.pt .

 

Museu Nacional de História Natural da Universidade de Lisboa
Rua da Escola Politécnica, 56/58, Lisboa
Tel. 213 921 808 / 213 921 883 / 213 921 679
Dinossáurio O museu apresenta "Allosaurus: Um Dinossáurio, Dois Continentes?", uma mostra que percorre os passos de uma investigação científica em curso até à descoberta de fósseis de Allosaurus fragilis em Portugal, com painéis informativos, fotografias, ilustrações científicas e 16 réplicas de esqueletos ou crânios de diversas espécies de dinossáurios. A exposição está patente até fevereiro de 2011, de terça a sexta das 10h às 17h e sábados e domingos das 11h às 18h (encerra às segundas e feriados). Ver mais informações em www.mnhn.ul.pt .

 

Centro Cultural Malaposta
Rua Angola, s/n, Olival Basto, Odivelas
219 383 100
Musical "A Ilha Encantada" é uma fantasia musical onde não falta a magia, o divertimento e o estímulo à imaginação. O espetáculo é contado e cantado em forma de lenda, que narra acontecimentos fantásticos. O público é convidado a entrar numa ilha misteriosa onde se destaca um castelo, um barco e o seu mais velho habitante, um simpático contador de histórias que, além de receber os visitantes, os convida a participar no jogo teatral do faz de conta. O mundo da ilha encantada tem, além do contador de histórias, outros habitantes como uma princesa, um dragão e uma viúva e o seu jovem e alegre filho, que vivem num barco e sonham com um futuro melhor. Até junho de 2011, aos sábados às 16h e aos domingos às 11h (durante a semana, disponível para escolas e grupos de terça a sexta às 11h e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.malaposta.pt .

 

Museu do Brinquedo
Rua Visconde de Monserrate, 26, Sintra
Tel. 219 242 171
Sons O Museu do Brinquedo apresenta, na Sala de Exposições Temporárias, a mostra "Brinquedos Sonoros e Musicais". Nesta exposição o público vai poder contemplar uma coleção de objetos lúdicos, produtores de som e oriundos de várias culturas. Até ao dia 26 de abril de 2011, de terça a domingo, das 10h às 18h. Ver mais informações em www.museu-do-brinquedo.pt

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 10:03 | link do post | comentar

Sábado, 13.11.10

Teatro do Campo Alegre
Rua das Estrelas, s/n, Porto
Tel. 226 063 000
Pássaros O Campo Alegre estreia "Vento & Pássaros", um espetáculo de leitura coreografada criado a partir do livro "A Verdadeira História dos Pássaros" de valter hugo mãe. A peça, onde a voz, o corpo, o canto e a dança se ligam, é uma história sobre o poder da amizade e da imaginação, cujo personagem principal é o vento que não suporta a solidão. Nos dias 13 e 14 de novembro às 16h (para escolas, nos dias 15 e 16 às 10h30 e 15h. Ver mais informações em http://seducativo-tca.blogspot.com .

 

Teatro de Belomonte
Rua de Belomonte, 57, Porto
Tel. 222 083 341 e 222 089 175
Óscar O Teatro de Marionetas do Porto apresenta no Teatro de Belomonte o espetáculo "Óscar", concebido para crianças a partir dos três anos de idade. Óscar é um menino que tem o seu lugar de brincadeira preferido num jardim onde constrói os seus mundos imaginários. Relaciona-se com os animais, as plantas e o Jardineiro Joaquim. Os amigos do Óscar são o Porco Cambalhota, o Ouriço Ribeiro, a Vaca Radical, a Laranjeira, o Capitão Iglo, as Flores, o Gigante e a Galinha Chocapic. O espetáculo estrutura-se ao longo das quatro estações e as histórias, a música, as cores, as palavras, os cheiros vão tomando a forma das sensações que caracterizam o jardim durante as diferentes fases do ano. Até ao dia 28 de novembro, aos sábados e domingos às 16h (para escolas, de terça a sexta às 10h30 e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações emwww.marionetasdoporto.pt .

 

Fundação de Serralves
Rua D. João de Castro, 210, Porto
Tel. 226 156 500
Percurso O Serviço Educativo, no âmbito do programa Famílias em Serralves 2010, oferece a o percurso "Arquitectar".Através de diálogos e jogos de exploração do espaço revela-se o processo de trabalho do arquiteto Álvaro Siza. Com base na planta do Museu de Serralves levantam-se paredes e reconfiguram-se lugares de exposição. No dia 14 de novembro, às 11h. (acesso gratuito, levantar senha na receção do museu a partir das 10h). Ver mais informações em www.serralves.pt .

 

Teatro d'Avenida
Avenida da República, 1435, Vila Nova de Gaia
Tel. 915 063 072
Patins A companhia Palco Partilhado apresenta o espetáculo "Cinderela - Musical em Patins", com um elenco composto por patinadores e atores profissionais. A peça, sobre a donzela que era tratada como escrava pela sua detestável madrasta e duas mesquinhas meias-irmãs, mas que conquista o coração do príncipe herdeiro, leva o público a um mundo onde o sonho se transforma em realidade. Nos dias 13 e 14 de novembro às 18h30, no dia 19 às 21h e nos dias 20 e 21 às 18h30 (para escolas, nos dias 18 e 19 de novembro às 10h30 e 14h30, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.palcopartilhado.pt .

 

Museu Nacional da Imprensa
Estrada Nacional 108, nº 206, Porto
Tel. 225 304 966 e 225 300 648
Oficinas O museu oferece aos mais novos várias oficinas permanentes e outras atividades, das quais destacamos duas que decorrem no mesmo horário. Uma delas é "Viagem ao Mundo do Papel", para crianças a partir dos 4 anos, onde os participantes reciclam manualmente papel velho, adicionando-lhe pétalas, folhas secas e outros materiais, transformando-o de novo em papel utilizável, sendo aconselhável, para uma produção personalizada, que cada um traga de casa desperdícios reutilizáveis. A outra, são as "Oficinas Gutenberg", para crianças dos 4 aos 12 anos, onde os participantes são levados a fazer uma viagem no tempo até à Europa do século XV, onde terão a oportunidade de escolher entre a construção de um livro, através das antigas técnicas de impressão e encadernação, ou a construção de um tipo móvel, reinventando a imprensa. Até 31 de dezembro, todos os dias à tarde (inclusive domingos e feriados) das 15h às 20h, e pela manhã de terça a sexta das 10h30 às 12h30. Estas atividades exigem marcação prévia. Ver mais informações em www.museudaimprensa.pt .

 

Centro Multimeios de Espinho
Avenida 24, 800, Espinho
Tel. 227 331 190
Planetário O Planetário de Espinho propõe quatro interessantes sessões às crianças e às suas famílias até ao mês de dezembro. "O Mistério da Bola de Fogo", aos sábados, domingos e feriados às 15h, para maiores de 4 anos. "Viagem a um Buraco Negro", aos sábados, domingos e feriados às 16h, para maiores de 12 anos. "Acampar com as Estrelas", aos sábados às 17h, para maiores de 10 anos. E "Dois Pequenos Pedaços de Vidro", aos domingos e feriados às 17h, para maiores de 10 anos. E o Observatório Astronómico oferece a sessão "Observação do Sol", aos sábados às 15h30 e 16h30, sempre que as condições atmosféricas existentes não sejam adversas. Ver mais informações sobre as sessões em www.multimeios.pt .

 

Parque Temático Molinológico
Ponte da Igreja, Ul, Oliveira de Azeméis
Tel. 256 664 043 e 256 683 170
Moinhos Ao visitar o parque, as crianças poderão assistir à moagem de diferentes tipos de cereais em moinhos de água e à confeção do pão tradicional de Ul e ver os materiais expostos no Núcleo Museológico do Moinho e do Pão. De terça a sexta, das 10h às 12h30 e das 14h às 17h30, e aos sábados e domingos, das 15h às 19h (encerrado às segundas e feriados). Para visitar todos os núcleos, é aconselhável fazer marcação prévia. Ver mais informações em www.moinhosdeazemeis.com .

 

Museu da Ciência - Laboratório Chimico
Largo Marquês de Pombal, s/n, Coimbra
Tel. 239 854 350
Ateliês O Museu da Ciência oferece aos mais novos vários ateliês no âmbito do programa Sábados no Museu. Um deles, "SETI - Surpreendentes Extraterrestres Imaginários", pergunta: Será que existem extraterrestres? E se existirem, como serão? Afinal, o Projeto SETI busca extraterrestres usando radiotelescópios, mas aqui neste ateliê os jovens são convidados a soltar a imaginação e inventar um ET adaptado às características de um planeta à escolha de cada um. No dia 13 de novembro, das 15h às 16h30, para crianças a partir dos 6 anos. Um outro, "Mal Me Quer Ou Bem Me Quer?", conta a história de uma flor chamada Maria Papoila. Neste ateliê será possível conhecer a sua história e perceber porque é que as flores e as abelhas são tão amigas há milhares de anos. No dia 20 de novembro, às 15h, para crianças dos 3 aos 5 anos. Além disso, com o programa Aniversário no Chimico, o museu convida os jovens a vir fazer a festa de anos, durante três horas, nas suas instalações, aos sábados, das 10h às 13h, ou aos domingos, das 10h às 13h e das 15h às 18h. Estas atividades exigem marcação prévia. Ver mais informações em www.museudaciencia.pt .

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 12:43 | link do post | comentar

O Castelo de São Jorge, em Lisboa, apresenta o conto/ópera "O Polegarzinho", enquanto o Teatro do Campo Alegre, no Porto, propõe a leitura coreografada "Vento & Pássaros". Além destas, o Expresso apresenta aqui outras sugestões sobre locais onde poderá ir com as suas crianças para passarem bons momentos juntos.

 

 

PÁSSAROS
O Teatro do Campo Alegre apresenta um espetáculo de leitura coreografada "Vento & Pássaros", criado por Filipa Francisco a partir do livro "A Verdadeira História dos Pássaros" de valter hugo mãe sobre o poder da amizade e da imaginação. A personagem principal é o vento, que não suporta a solidão, neste trabalho coreográfico em que a voz, o corpo, o canto e a dança se ligam e misturam para contar a história. (ver roteiro Norte e Centro)

 

LISBOA E SUL

 

Castelo de São Jorge
Rua de Santa Cruz, s/n, Lisboa
Tel. 218 800 620
Ópera O programa Domingos em Família apresenta, numa produção da Companhia de Ópera do Castelo, pela primeira vez em Portugal, o conto/ópera "O Polegarzinho" de Isabelle Aboulker, a partir do conto de Charles Perrault. O espetáculo conta a história do pequeno filho de um lenhador que enfrenta um ogre, salva os irmãos de serem devorados e consegue fugir com as botas de sete-léguas do monstro. No dia 14 de novembro às 11h30. Ver mais informações em www.castelodesaojorge.pt .

 

Palácio Foz
Praça dos Restauradores, s/n, Lisboa
Tel. 213 462 157 e 213 476 129
Cinema Sábados em Família, o programa de sessões de cinema da Cinemateca Júnior, exibe o filme de animação "Anastasia". Exemplo de animação moderna, baseia-se no mito da sobrevivência de um membro da família imperial russa após a revolução de 1917. O filme acompanha as aventuras da jovem princesa Anastasia na sua luta pela vida, misturando humor, música e drama. No dia 13 de novembro às 15h. Ver mais informações emwww.cinemateca.pt/programacao.asp .

 

Museu do Oriente
Avenida de Brasília, s/n, Lisboa
Tel. 213 585 299 e 213 585 200
Tapeçaria O museu, no âmbito do programa Domingos em Família, oferece às famílias com crianças a partir dos 4 anos a oficina "Tapeçaria Mágica", que brinca com um episódio sobre o herói Ulisses na "Odisseia" de Homero. Enquanto Ulisses tardava em chegar, Penélope protegia-se do assédio de diversos pretendentes, afirmando que só casaria quando a sua tapeçaria estivesse concluída. e como só com Ulisses queria casar, tecia durante o dia e desfazia a tapeçaria de noite.. No dia 21 de novembro, das 11h às 12h30 (é necessário fazer marcação prévia até ao dia 15 de novembro). Ver mais informações em www.museudooriente.pt .

 

Auditório do Espaço Monsanto
Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Tel. 218 460 738 e 967 525 460
Espetáculos A companhia Trupilariante de teatro-circo apresenta três espetáculos neste fim de semana. "As Luzes de Natal" é um espetáculo de teatro e fantoches onde dois jovens têm de descobrir quem roubou a música de natal, já que não é possível haver alegria natalícia sem ouvirmos os sininhos a tocar. No dia 13, de novembro às 11h. "Desafio à Gravidade" é um espetáculo de teatro-circo com monociclos, magia, malabarismo e dança acrobática. No dia 13 de Novembro às 15h. E "O Aviador Tresloucado" é um espetáculo de 'teatro físico' onde um piloto corre o mundo tentando convencer tudo e todos à não utilização de veículos poluentes. No dia 14 de novembro às 15h. Ver mais informações em www.trupilariante.com .

 

Auditório Municipal Eunice Muñoz
Rua Mestre de Avis, s/n, Oeiras
Tel. 960 272 519 e 932 025 651
Dragão A peça infantil "Era Uma Vez um Dragão!" conta a história de quatro leais amigos que têm como lema 'um por todos e todos por um'. Mas como irão reagir se os seus medos se tornarem realidade, perante a ameaça do 'dragão' que um afirma que viu? A autoconfiança e a coragem serão as mesmas? De 13 de novembro até 12 de dezembro, aos sábados às 16h e aos domingos às 11 h com sessões especiais nos feriados de 1 e 8 de dezembro às 11h e 16h. Ver mais informações em http://dramaxproducoes.wordpress.com .

 

Teatro da Trindade
Largo da Trindade, 7A, Lisboa
Tel. 213 420 000 e 927 982 834
Aventuras O Teatro da Comuna e o Teatro da Trindade apresentam a peça "As Aventuras de João Sem Medo", encenada a partir da obra homónima de José Gomes Ferreira. O jovem João Sem Medo, que despreza os tiranos e os poderosos e inventa monstros para os destruir e vencer, é um rapaz dotado da verdadeira coragem, a força do coração. Até ao dia 18 de dezembro, aos sábados às 16h (para escolas e grupos, de quarta a sexta às 11h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.comunateatropesquisa.pt .

 

Teatro Tivoli
Avenida da Liberdade, 182, Lisboa
Tel. 213 304 152
Abelha A peça "Bzz, Bzz, Bzz - A União Faz a Força" conta uma divertida e colorida história sobre a importância do trabalho em grupo e o valor da amizade. As abelhas e os beija-flores há muito tempo viviam em rivalidade até ao dia em que Bela, uma jovem abelha, conhece Bento, um jovem beija-flor, e alheios ao antigo desentendimento que afastava as suas famílias, iniciam uma verdadeira amizade que levará à reconciliação das espécies. Até ao dia 30 de janeiro, sempre aos sábados às 16h (para escolas, de segunda a sexta às 11h e 14h30, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.plano6.pt .

 

Auditório do Espaço Monsanto
Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Tel. 218 460 738 e 967 525 460
Fantoches A companhia Trupilariante de teatro-circo apresenta o espetáculo de teatro e fantoches "As Luzes de Natal", cheio de muita interatividade com o público. Nesta época natalícia em que todas as estrelas brilham, as árvores de natal enchem o ar com o seu cheiro a verde e natureza e a música nos alegra o dia-a-dia, Rodolfo e Rosita são confrontados com um problema gravíssimo: alguém roubou a música de natal e não é possível haver alegria natalícia sem ouvirmos os sininhos a tocar. Muito preocupados os dois jovens, com a ajuda do público, vão partir numa grande aventura para tentar resolver este mistério antes que chegue o dia de Natal. Nos dias 13, 20 e 27 de novembro e 4 de dezembro às 11h (durante a semana, disponível para escolas e grupos às 11h e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.trupilariante.com .

 

Auditório do Espaço Monsanto
Parque Florestal de Monsanto, Lisboa
Tel. 218 460 738 e 966 004.227
Aviador A companhia Trupilariante de teatro-circo apresenta o espetáculo de 'teatro físico' "O Aviador Tresloucado". Na sua avioneta 100% elétrica, o aviador tresloucado corre o mundo tentando convencer tudo e todos à não utilização de veículos poluentes. Enquanto está a passear pelos céus azuis encontra uma bela donzela que viaja no seu AvionKar. O piloto se apaixona pela bela aviadora e, com grandes acrobacias aéreas, faz de tudo para a impressionar. Mas tem um rival de peso, o aviador poluente, que também está interessado na esbelta donzela e faz ousadas acrobacias. Quem será que vai conquistar o coração da jovem? Nos dias 14 de novembro, 15, 16, 22, 23, 29 e 30 de janeiro e 5, 6, 12, 13, 19, 20,26 e 27 de fevereiro, sempre às 15h (para escolas e grupos, durante a semana às 11h e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.trupilariante.com .

 

Teatro Bocage
Rua Manuel Soares Guedes, 13-A, Lisboa
Tel. 214 788 120 e 912 449 909
Felicidade A peça "Eu Sou Alegre e Sei Bem o Que Quero!" mostra o valor da felicidade para dois amigos. Maria é super bem-disposta e muito amiga de Luís Miguel, está sempre alegre e sempre a sorrir. Luís Miguel, por seu lado, adora animais e sabe bem o que quer: ser tratador de animais quando crescer. Mas a Maria não tem a mínima ideia do que quer ser quando for grande e por isso pede ajuda ao amigo Luís Miguel. Esta é uma história muito doce, que apela à importância de sermos alegres e felizes. Nos dias 14 de novembro e 5, 12 e 19 de dezembro, sempre às 11h. Ver mais informações em www.teatrobocage.com .

 

Teatro Bocage
Rua Manuel Soares Guedes, 13-A, Lisboa
Tel. 214 788 120 e 912 449 909
Coragembullying e a violência escolar é o tema da peça "Vasco das Forças", sobre um menino chamado Vasco, pequenote e franzino, que era gozado no recreio pelos seus colegas mais altos e mais fortes. Inspirado na coragem e valentia do seu trisavô, a quem chamavam Saraiva das Forças, Vasco resolve enfrentar os colegas: sem recurso à violência e sem andar à pancada, utiliza a sua inteligência e rapidez de pensamento e ação para a sua própria defesa e a defesa dos mais fracos, passando a ser conhecido como Vasco das Forças. Nos dias 14 de novembro e 5, 12 e 19 de Dezembro, sempre às 16h. Ver mais informações em www.teatrobocage.com .

 

Teatro Armando Cortez - Casa do Artista
Estrada da Pontinha, 7, Lisboa
Tel. 218 860 503 e 217 154 057
Musical O Teatro Infantil de Lisboa apresenta no Armando Cortez o espetáculo de teatro musical "O Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos". A peça, criada a partir da música para bailado de Tchaikovsky, decorre na noite de Natal em São Petersburgo, no século XIX. Os jovens heróis, Clara e o seu Quebra-Nozes, vão enfrentar o terrível rei dos Camundongos, numa fantasiosa aventura onde também vão conhecer a Fada da Neve, três pinguins, o rei Bom-Bom, a rainha Boa-Boa, a princesa Açucarada, o príncipe Chocolate e. finalmente, o príncipe encantado. Até ao dia 22 de junho de 2011 aos sábados, domingos e feriados às 15h (para escolas e grupos, terças às 11h e de quarta a sexta às 11h e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.til-tl.com .

 

Centro Cultural Malaposta
Rua Angola, s/n, Olival Basto, Odivelas
Tel. 219 383 100
Musical "A Ilha Encantada" é uma fantasia musical onde não falta a magia, o divertimento e o estímulo à imaginação. O espetáculo é contado e cantado em forma de lenda, que narra acontecimentos fantásticos. O público é convidado a entrar numa ilha misteriosa onde se destaca um castelo, um barco e o seu mais velho habitante, um simpático contador de histórias que, além de receber os visitantes, os convida a participar no jogo teatral do faz de conta. O mundo da ilha encantada tem, além do contador de histórias, outros habitantes como uma princesa, um dragão e uma viúva e o seu jovem e alegre filho, que vivem num barco e sonham com um futuro melhor. Até junho de 2011, aos sábados às 16h e aos domingos às 11h (durante a semana, disponível para escolas e grupos de terça a sexta às 11h e 15h, mediante marcação prévia). Ver mais informações em www.malaposta.pt .

 

Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva
Alameda dos Oceanos, 2, Lisboa
Tel. 218 917 100
Sexualidade O que é estar apaixonado? Qual a diferença entre um beijo explosivo e um beijo distraído? O que acontece ao corpo dos rapazes e das raparigas quando chegam à idade do armário? Para que servem os espermatozoides? Será que dar as mãos é fazer sexo? E podemos obrigar alguém a gostar de nós? "Sexo... e Então?!" é uma exposição rigorosa, atrativa e sem tabus que explica o amor e a sexualidade de uma forma clara e divertida ao público pré-adolescente (dos 9 aos 14 anos) e às suas famílias. Associada à mostra decorrerão atividades complementares como debates, palestras e ateliês. Até ao dia 28 de agosto de 2011, de terça a sexta das 10h às 18h e ao fim de semana e feriados das 11h às 19h (encerra às segundas e nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro). Ver mais informações em www.pavconhecimento.pt .

 

Jardim Zoológico de Lisboa
Estrada de Benfica, 160, Lisboa
Tel. 217 232 960
Animais O Centro Pedagógico do Zoo oferece, até ao dia 30 de novembro, três novidades na área dos programas de animação para os mais novos. Um deles, "Sábados Selvagens", para famílias (crianças a partir dos 4 anos acompanhadas por adultos), permite aprender in loco, pela mão dos tratadores, treinadores e profissionais do Zoo um pouco mais sobre a vida animal (todos os sábados a partir das 10h). Um outro é o ateliê "Quando os Animais Saem dos Contos..." para crianças entre os 4 e os 10 anos, onde será contada uma história em que as personagens principais são espécies de animais que os pequenos poderão conhecer ao vivo no Zoo (todos os sábados e domingos das 10h às 13h). Quanto a "Safari no Zoo!", para crianças dos 6 aos 12 anos, inclui várias atividades como a ajuda na manutenção de alguns animais, o auxílio aos treinadores na preparação da apresentação de aves em voo livre e a visita aos bastidores da Baía dos Golfinhos (todos os sábados das 10h às 18h). Além disto, as crianças a partir dos 6 anos de idade podem fazer a festa de aniversário no Zoo, que oferece nove programas base de atividades variadas para os jovens, suas famílias e convidados. Estas atividades exigem marcação prévia. Ver mais informações em www.zoo.pt .

 

Núcleo Arqueológico do Millennium bcp
Rua Augusta, 84, Lisboa
Tel. 211 131 004
Ossos A Fundação Millennium bcp, realizadora da exposição "Ossos que Contam História", decidiu prolongá-la até ao fim do ano. Esta mostra exibe vestígios arqueológicos de animais vertebrados que coexistiram e coexistem ainda com a espécie humana. A exposição apresenta, de forma pedagógica, fragmentos da história do Homem e dos animais 'contada' através dos ossos de animais recuperados no decurso das escavações realizadas no espaço atualmente ocupado pelo Núcleo Arqueológico, próximo do Arco da Rua Augusta. Tudo isto é apresentado sob a forma de jogos em que cada jovem assume o papel de arquezoólogo. A entrada é gratuita e a mostra vai estar patente até 31 de dezembro, de segunda a sábado das 10h às 13h e das 14h às 17h. Ver mais informações emwww.millenniumbcp.pt .

 

Museu de Ciência da Universidade de Lisboa
Rua da Escola Politécnica, 56, Lisboa
Tel. 213 921 808 e 213 921 679
Jogos O museu oferece aos jovens uma exposição onde é possível aprender a utilizar jogos matemáticos com mais de mil anos! "Jogos Matemáticos Através dos Tempos" apresenta e interpreta 11 réplicas de elevadíssima qualidade dos jogos de tabuleiro mais antigos que se conhecem. Alguns desses jogos só existem em manuscritos antigos e foram construídos pela primeira vez para esta mostra. São individualmente explicados, quer do ponto de vista de regras, quer no que respeita ao contexto histórico e social de cada jogo. Os jogos são: Pentalfa (séc. IV a.C.), Stomachion (séc. III a.C.), Ludus Regularis (séc. X), Rithmomachia (séc. XI), Ludus Astronomorum (séc. XIII), Ludus Globi (séc. XV), Metromachia (séc. XVI), Ouranomachia (séc. XVI), Icosiano, duas versões (séc. XIX) e Hex (séc. XX). Em complemento às réplicas históricas, a mostra possui um espaço em que os visitantes podem jogar (sobretudo a dois) e divertir-se. Exposição permanente, de terça a sexta das 10h às 17h e aos sábados e domingos das 11h às 18h (encerra às segundas e feriados). Ver mais informações em www.mc.ul.pt .

 

Museu Nacional de História Natural da Universidade de Lisboa
Rua da Escola Politécnica, 58, Lisboa
Tel. 213 921 808 / 213 921 883 / 213 921 679
Terra O museu apresenta a exposição "A Aventura da Terra: um Planeta em Evolução". A mostra interativa começa pela origem do próprio Universo e acompanha a evolução do planeta ao longo dos últimos 4.600 milhões de anos, com relevo para os primeiros sinais de vida na Terra e a sua posterior diversificação. Até dezembro de 2011, de terça a sexta das 10h às 17h e aos sábados e domingos das 11h às 18h (encerra às segundas e feriados). Ver mais informações em www.mnhn.ul.pt .

 

Museu Nacional de História Natural da Universidade de Lisboa
Rua da Escola Politécnica, 56/58, Lisboa
Tel. 213 921 808 / 213 921 883 / 213 921 679
Dinossáurio O museu apresenta "Allosaurus: Um Dinossáurio, Dois Continentes?", uma mostra que percorre os passos de uma investigação científica em curso até à descoberta de fósseis de Allosaurus fragilis em Portugal, com painéis informativos, fotografias, ilustrações científicas e 16 réplicas de esqueletos ou crânios de diversas espécies de dinossáurios. A exposição está patente até fevereiro de 2011, de terça a sexta das 10h às 17h e sábados e domingos das 11h às 18h (encerra às segundas e feriados). Ver mais informações em www.mnhn.ul.pt .

 

Chapitô
Costa do Castelo, 1/7, Lisboa
Tel. 218 855 550
Ateliês O Chapitô oferece dois tipos de ateliês para crianças entre os 4 e os 12 anos. Um deles é o "Mundo da Fantasia e do Circo", onde poderão praticar diversos exercícios ligados ao mundo circense, às segundas-feiras, das 17h30 às 18h30. E o outro é "Capoeira", onde poderão juntar-se à roda viva da dança-luta brasileira, às quintas-feiras, das 17h30 às 18h30. Ver mais informações em www.chapito.org .

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 12:40 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23.09.10

Não restam dúvidas que o mundo é dos espertos. E Portugal tem dado um contributo importante. Tempos houve em que mudámos o mundo a bordo de uma Nau. Agora é mais fácil, temos o Novas Oportunidades. Perguntem ao Tomás.

 

 

No que toca à esperteza saloia ninguém nos dá lições. Portugal é uma espécie de extensão europeia da América latina à beira mar plantado. É só apanhar o barco e navegar. Aqui tudo é possível. E com os exemplos que nos chegam de quem tem responsabilidades, o que poderemos exigir? O chico-espertismo está instituído.

Expresso contou-nos esta semana a história de Tomás. Um rapaz que como tantos outros apenas queria uma oportunidade. A diferença é que enquanto os outros estudavam para a merecer o Tomás foi-se inscrever no Centro de Novas Oportunidades de Esposende. E bem. Foi esperto. Há quem compre pneus novos e quem prefira recauchutar.Há os que efectivamente estudam alguma coisa os que fazem parte processo de maquilhagem educativa em cursoJá conhecíamos o "jornalismo travestido" agora temos "o acesso ao Ensino Superior travestido".

O Tomás, que havia desistido da escola porque a Matemática era uma pedra no sapato, descalçou-se em Esposende e em meia dúzia de meses acabou o 12º ano com a pedra na mão. Como? Frequentou dois módulos (saberes fundamentais e gestão). No primeiro provavelmente ensinaram-lhe a apertar os sapatos e no segundo a gerir a semanada. Mas resultou. Parabéns. Mais um para a lista de sucessos do Ministério.

Mas o mais "divertido" foi que com esta manobra o Tomás acabou por ser oficialmente, segundo as listas do Ministério do Ensino Superior, o aluno com a mais alta nota de candidatura do país: 20 valores. Virou-se o feitiço contra o Ministério da Magia. Estou a imaginar o Tomás com a pedra na mão e um rafeiro atado a um baraço, os dois a olharem para a pauta: "está a ver Einstein? Quem é que é esperto? Olha-me sé para estes totós todos..." Terá dito o génio ao canídeo. Resta agora saber quantos entraram no Ensino Superior nas mesmas condições. Graças ao maravilhoso Novas Oportunidades.

"Acabou por entrar na faculdade, no curso de Tradução, na Universidade de Aveiro. Como a sua média não tem em conta as notas do secundário - que não terminou - e baseia-se apenas no exame nacional de Inglês, o único que teve de fazer para entrar em Tradução e onde conseguiu nota máxima" conta o Expresso. Pelo meio Tomás ainda tentou Biologia mas teve 7,4 de nota. Pois é... "como ocorre a gametogénese e mais não sei o quê, cenas bué complicadas meu...foi mau"

Penso nas pessoas da idade do Tomás que se privaram de milhares de outras coisas da sua juventude para estudarem (e bem) e poderem escolher o curso que pretendiam frequentar, muitas delas ainda com o amargo de boca do insucesso, e no que pensarão e sentirão ao ler esta notícia. E só lhes posso dizer uma coisa para as animar: ponham os olhinhos no Tomás, porque este rapaz ainda chega a Primeiro-Ministro.

 

Via 100 Reféns



publicado por olhar para o mundo às 14:36 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Domingo, 07.03.10

Novo dos mão morta

 

 Assinalando os 25 anos dos Mão Morta, o Expresso e a Universal Music Portugal dão-lhe a oportunidade de receber em exclusivo, ao longo de uma semana, o novo tema "Novelos de Paixão".

A música integra o novo álbum de originais, "Pesadelos em Peluche", que a banda de Adolfo Luxúria Canibal irá lançar 19 de Abril. Clique aqui para fazer o download .

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 29.01.10

Bimby cartoon

 

 A partir de hoje estou de greve.

Estou farta de cozinhar durante horas para ver tudo devorado em 10 minutos, entre dois copos de coca cola, ou com um vinho barato a acompanhar.

Não quero mais sair do trabalho a correr, passar no supermercado, carregar sacos de compras até ao 4º andar sem elevador e despejar tudo em cima da bancada, que parece sempre pequena demais, e me dá ataques claustrofóbicos.

Resolvi deixar de lado a balança, a panela de pressão, a frigideira, o tacho, o escorredor, a tábua da cozinha. Virei as costas ao molho bechamel para o bacalhau, ao ponto do leite creme, a meia hora, de colher de pau na mão, a mexer o arroz de pimentos.

Estou de relações cortadas com o fogão e nem me obriguem a olhar para ele! Já agora tirem-me o forno e o microondas da frente, que já não posso com eles! Acima de tudo, não quero ter de lavar tudo, depois do repasto (balança, panela de pressão, frigideira, tacho, escorregor, tábua da cozinha...).

Estou farta de cozinhar para ti. E para mim.

Não quero mais o refogado, a picadora, o provar 30 vezes que me tira o apetite. Tudo, para que te possas sentar sossegado, com o jornal à frente, e os pés na lareira, sem sequer me dirigires palavra, nem olhares para o prato com o bife perfeitamente alinhado com as batatas, e no fim ainda dizeres "Isto engorda-me. E a ti também...".

O que eu quero mesmo... é poder chegar a casa e beber o meu chá sossegada.

O que eu quero mesmo, é poder comer aquele risotto de cogumelos que eu adoro, mas que me dá horrores de trabalho a fazer.

O que eu quero mesmo, é que aqueças antes os teus pés nos meus e deixes de deitar lenha para dentro de um fogo que não aquece nada. Muito menos o meu coração.

O que que quero mesmo é algo simples, que saia bem à primeira, que não se tenha de pensar muito, nem que dê muito trabalho, nem discussões, nem cheiro a queimado.. e que mesmo assim, fique delicioso. Perfeito. Divinal.

A partir de hoje, estou de greve.

E hoje, o meu amor, vai ser feito na Bimby!

Via A vida de saltos altos



publicado por olhar para o mundo às 08:59 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.11.09

Shakira despe-se para promover novo album 

 

cantora colombiana tem novo álbum: chama-se 'She Wolf' e Shakira não podia estar mais entusiasmada com a sua promoção. No espaço de um mês, protagonizou várias sessões de fotográficas para revistas onde exibe a sua nova imagem.. ainda mais arrojada do que é hábito.

CLIQUE AQUI E VEJA AS FOTOS DE SHAKIRA

Via Expresso

 



publicado por olhar para o mundo às 14:45 | link do post | comentar

Sábado, 31.10.09

Homem de 112 casa com mulher de 17

 

 Ahmed Muhamed Dhore, 112 anos, e Safiya Abdulle, 17, casaram-se esta semana na sua aldeia natal na Somália. O noivo não é marinheiro de primeira viagem. Ahmed Muhamed Dhor tem actualmente duas esposas, mas já foi viúvo três vezes. O seu filho mais velho tem 80 anos. Para o noivo este matrimónio é a "realização de um sonho".

A família de Safiya Abdulle diz também estar muito feliz com o enlace. O noivo já há algum tempo teria demonstrado a sua vontade de casar com Safiya, mas teve de esperar que a menina crescesse para pedir a sua mão em casamento. "Nunca a forcei, apenas usei a minha experiência para a convencer do meu amor", revela Ahmed.

Ahmed Muhamed Dhor diz que espera ainda ter mais filhos com a sua mais recente esposa.

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 10:15 | link do post | comentar

Domingo, 13.09.09

A primeira vez

 

 Nem é preciso explicar. Quando falamos da "primeira vez", falamos da nossa primeira experiência sexual, da perda de virgindade. Mais do que um acto físico, este é um acto simbólico, que marca a passagem para a idade adulta. Ritual iniciático que ainda hoje muitas tribos assinalam com a pompa e circunstância que a aceleração e o consumo da nossa sociedade ocidental retiraram ao evento...

Se do primeiro amor se diz que nunca se esquece, o mesmo sucede com a nossa primeira vez. Boa ou má, é sempre marcante - à semelhança da ideia de que não há segunda oportunidade para criar uma boa primeira impressão.

Falar da "primeira vez" não é apenas falar de sexo - é falar de intimidade. Ouvimos pessoas de várias gerações para perceber como evoluíu este ritual. Procurando obter um retrato-tipo de uma família, quisemos conversar com "um avô, um pai e um filho". Escolhemos um homem e uma mulher para cada idade: 80, 40 e 20 anos. Surpreendemo-nos com a abertura dos "avós" e com o "tradicionalismo" dos netos. Dos jovens com quem falámos, a média de idades da iniciação mantinha-se nuns surpreendentes 18 anos - mais tarde que a geração dos seus "pais" - e num dos casos, para esperar pela namorada.

Dos avós, que se iniciavam geralmente com prostitutas, levados pela mão do pai; das avós, que iam virgens para o casamento, sob pena de serem 'devolvidas', para quem o sexo não tinha que dar prazer, era um dever conjugal. Das amantes, que eram permitidas, embora não abertamente, enquanto as legítimas se confortavam, repetindo em voz alta "É de mim que ele gosta".

E que dizer dos actuais "leilões de virgindade", que se multiplicaram como um autêntico rastilho? O que leva uma norte-americana de 22 anos como Natalie Dylan a leiloar a sua virgindade - e mais de dez mil homens a responderem ao pedido, com licitações de 2,6 milhões de euros? O que leva um homem a (ainda) querer uma virgem? O que leva um Clube das Virgens a ser criado em Portugal no ano de 2009 por uma jovem de 26 anos? Só pode ser porque a tradição ainda é o que era - e a primeira vez continuar a ser importante.

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 20:07 | link do post | comentar

Sexta-feira, 11.09.09

 

"Downloads" de mp3

Aqui encontrará todo o arquivo áudio da Íntima Fracção desde a sua primeira edição para a net em 2003.
Por enquanto estão disponíveis os programas entre Setembro e Dezembro de 2007.

 

Downloads no Expresso, aqui

 



publicado por olhar para o mundo às 10:07 | link do post | comentar

Sábado, 29.08.09

Entre as linhas paralelas deve escrever-se "entregue na loja xxxx" ou "entregue no serviço público yyyy", dependendo da situação

 

 

 

Por uma vez, um aviso a circular na Internet não é produto de uma mente criativa com demasiado tempo livre. Segundo uma fonte oficial da PSP, apesar de não existir um "alerta policial", cruzar uma fotocópia de um Bilhete de Identidade é "uma medida de prevenção que pode ser utilizada pelo comum cidadão". E é absolutamente legal.

Há cópias de BI utlizadas para abrir contas num banco, contrair empréstimos ou adquirir cartões de crédito. O prejuízo é sempre do dono do BI.

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 13:17 | link do post | comentar

Segunda-feira, 24.08.09

 

19:55 Terça-feira, 11 de Ago de 2009
 

Numa altura em que o vírus da sida está na ordem do dia, seja devido à descoberta de novos meios de prevenção ou à sua total descodificação, alguns parecem ainda acreditar em formas alternativas de cura.

- "Têm cá alguém infectado com o vírus da sida?"

O profeta anuiu.

- "Gladysa", chamou, "chega aqui!"

A rapariga surgiu do meio da multidão que nos observava e dirigiu-se até nós.

- "Está cá há 3 semanas e está curada".

- "Como é que sabem que está curada?" perguntei.

- "Eu sei que está", afirmou categoricamente, "mas vamos mandá-la ao hospital na próxima semana, para confirmar".

Numa altura em que o virus da sida está na ordem do dia, seja devido à descoberta de novos meios de prevenção ou à sua total descodificação , alguns parecem ainda acreditar em formas alternativas de cura.

São inúmeros os prayers camps que se espalham pelos arredores de Accra. Face ao elevado custo dos serviços de saúde, que os torna inacessíveis a grande parte da população, estas comunidades constituem a última alternativa de pessoas que padecem das mais variadas enfermidades.

Entregam-se a um auto-intitulado profeta e aos seus assistentes, acreditando piamente que a oração as curará dos seus males.

Se rezar basta, porque é que tantos cientistas dedicam as suas vidas a tentar descobrir a solução para aquele que é, talvez, o pior vírus que alguma vez atacou a humanidade?

Via Tou cá c'uma Gana



publicado por olhar para o mundo às 07:41 | link do post | comentar

Domingo, 09.08.09

Diz-me como conduzes, digo-te como és no sexo! Se ainda não descobriu, temos uma notícia bombástica: a forma como ele conduz revela muito sobre a forma como ele ama. Então repare.

O Apressadinho

Apita ao da frente, apita ao de trás, apita ao do lado, e se há coisa que lhe transtorna a cabeça é ter alguém à frente. Como normalmente toda  a gente que vai na estrada tem alguém à frente, o seu percurso é um constante rol de ultrapassagens e angústias. Se lhe calhou um assim, nem pense em entrar na cama, a não ser que queira o tipo de carro, desculpe, de homem, que só pensa em si próprio, chega lá em 5 minutos, e depois ainda passa a vida a achar que é o Casanova.

O Nervoso

Estaria na categoria do apressadinho se não tivesse tanto medo de possibilidades que na maioria das vezes não acontecem: matar o polícia, atropelar um cão, meter a marcha-atrás em vez da 5ª, e galgar a faixa da esquerda enquanto está a mudar de CD. Farta-se de travar e vai aos repelões. Não espere um Marquês de Sade: nunca vai fazer nada muito original com medo de lhe desagradar, e passará o tempo todo enervadíssimo a perguntar: "Então, foi bom não foi?"

 

Via Brincos de Cereja

 



publicado por olhar para o mundo às 12:47 | link do post | comentar

Quinta-feira, 06.08.09

 

Sharon Stone mostra os seios

"Eu tenho 50 anos. E então!", avisa a actriz norte-americana, com os seios à mostra na capa da revista francesa 'Paris Match', que sai amanhã para as bancas.

Numa entrevista exclusiva ao escritor Marc Levy com fotos de Alix Malka, disponível apenas uma parte no site da publicação, Sharon Stone afirma que "a meia-idade não é o fim da vida. Se alguém ficou chocado com estas fotos, é uma reflexão de sua própria visão sobre a idade e cabe a si perguntar-se por que é resignado". E garante: "Estas fotos não representam nada de surpreendente para mim, a minha vida não mudou aos 50 anos, eu nunca mudei".

A actriz diz que "fazer as fotos foi apenas uma diversão" com um fotógrafo que "viu quem eu sou". Sharon recusa viver em função do olhar dos outros e que esta seja uma provocação. "Acho mais chocante ver adolescentes semi-nuas nas páginas de revistas - o que não faltam por aí - do que olhar para uma mulher de 50 anos".

É a primeira vez que a loura provocante de 'Instinto Fatal' - o filme que lhe trouxe a fama em 1992, com o célebre cruzar de pernas (ver vídeo no fim do texto) -, posa semi-nua para uma revista não especializada.

Sharon Stone, mãe de um filho adoptivo de 9 anos, pôs a nu as suas curvas em 1990 na 'Playboy'.

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 15:27 | link do post | comentar

Domingo, 26.07.09

Casamento sem sexo

 

As suas palavras são roucas, como se se recusassem a sair cá para fora. Uma lágrima teima em repousar no canto do olho, não seca nem chega a descer pela face. Sara, chamemos-lhe assim, raras vezes falou do segredo com que se habituou a viver há mais de oito anos. Esta é uma história verídica, feita de silêncios, que obrigam a que os nomes sejam fictícios. Sara e Jorge são um casal perfeitamente normal. Casados, dois filhos, carreiras de sucesso, boa casa, saudáveis, bonitos - uma vida feliz. Mas este casal, como tantos outros, tem afinal na intimidade um pormenor que os distingue. "Não fazemos amor há mais de seis meses. Não sei bem porquê, simplesmente não nos apetece", confessa Sara. Uma situação que não se reduz aos últimos tempos. Na verdade, há vários anos que Sara e Jorge se entendem em todos os aspectos menos na cama. "Repare, nós damo-nos bem, gostamos um do outro, não estamos zangados ou à beira do divórcio. Só que não temos apetite para o sexo."

A que se deve esta situação que se arrasta há tanto tempo? Sara dá as respostas convencionais: o trabalho, os filhos, a falta de tempo, o cansaço apagam o desejo. "E depois é uma bola de neve: quanto menos se faz, menos apetece fazer. Acho que perdi o jeito, estou gorda e feia, sei lá... E ele também não me procura, por isso deixo-me estar assim", conta. "Quando me deito na cama, a minha principal preocupação é evitar qualquer contacto físico. Um pequeno toque com o pé, uma mão nas costas, qualquer coisa destas pode ser lida como uma sedução, e isso é tudo o que eu menos quero." Mas, bem vistas as coisas, o problema parece ser mais fundo. "A verdade é que o sexo nunca foi fantástico entre nós. Desde sempre, mesmo enquanto namorávamos, parece que não encaixávamos bem, nunca foi uma loucura." Ambos tiveram vidas sexuais com outros parceiros, pelo menos Sara ficara plenamente satisfeita nas suas anteriores relações. "E ele também, acho eu", adivinha. Adivinha, porque na verdade foram poucas as vezes que ambos se sentaram para falar sobre este assunto. Nunca procuraram ajuda nem nunca se empenharam verdadeiramente em mudar a situação. "Prefiro não falar do assunto. Habituei-me a viver assim. Acho que não preciso de sexo, e ele pelos vistos também não." As coisas deterioraram-se de tal forma que, nos últimos tempos, só têm relações duas ou três vezes por ano.

Um número baixo quando comparado com a esmagadora maioria dos portugueses, que, embora não façam sexo todos os dias, fazem-no várias vezes por semana. Quem o revela é o estudo "Episex dos Portugueses", coordenado por Nuno Monteiro Pereira, feito para avaliar as disfunções sexuais dos cidadãos nacionais residentes em Portugal Continental. Nesse estudo fica-se a saber que cerca de 50% dos portugueses praticam sexo pelo menos duas vezes por semana, enquanto 27% o fazem três ou quatro vezes no mesmo período.

 

Ver resto do artigo no Expresso



publicado por olhar para o mundo às 21:44 | link do post | comentar

Sábado, 11.07.09

Vender a mãe, ...nua

 

Um jovem neozelandês tentou leiloar na Internet fotos da mãe em lingerie. A falta de dinheiro e uma discussão entre ambos foram os motivos apresentados por Michael, de 18 anos, para tal atitude.

"Cinco fotos da minha mãe nua". Foi este o título dado pelo jovem ao material que pôs em leilão no site "TradeMe" . Devido ao conteúdo "inadequado" das imagens, o site retirou o leilão mas o jovem voltou à carga e fez uma segunda tentativa, com as fotos da mãe em lingerie e poses provocantes.

Ao todo as imagens receberam onze mil acessos antes de voltarem a ser retiradas do ar.

A mãe do adolescente, identificada como Jennifer, 44 anos, revelou ao jornal "New Zealend Herald " que, no início, ficou "chocada e irritada", mas depois até acabou por "se divertir com a situação".

Segundo o jovem, o dinheiro conseguido com a venda das fotos iria ajudar o orçamento doméstico. "Não somos ricos", explica Michael. "Só queria um dinheiro extra".

 

Via expresso



publicado por olhar para o mundo às 18:18 | link do post | comentar

Segunda-feira, 22.06.09

Caçadores de infedilidades

 

Nem todos foram fadados para serem detectives privados. Senão haveria homens de gabardina e escritórios fumarentos em cada esquina e a cidade seria a preto-e-branco, como nos filmes noir dos anos 40. Espiar a própria mulher, mesmo que as suspeitas de infidelidade cresçam até se tornarem tão óbvias que só apetece dizer 'dah, acorda para a vida!' não deve ser fácil, supomos.

Basta imaginar as perguntas existenciais que faz um marido desconfiado a partir do momento em que ele decide sair de casa, de óculos escuros e chapéu de feltro - Ok, estamos no século XXI, pode ser um boné de basebol - e meter-se num táxi, atrás do carro da esposa, que pela terceira vez numa semana combinou um copo com as colegas do trabalho nas docas: "E se ela me descobre?", "E se afinal vai ter mesmo com a Tareca e a Nuxa?"; "E se o acelerado do taxista bate nas traseiras do Renault, escondo-me no banco de trás enquanto eles discutem sobre quem tem a culpa?" E se ela estacionar, não perto das docas mas entrar numa garagem de um prédio das avenidas novas? O que prova isso? "Pode andar simplesmente numa consulta nocturna de astrologia", defender-se-ia o marido, perante o olhar de tédio do taxista.

Rebobinando. Em 2009, há métodos mais fáceis, e não menos infalíveis, para descobrir a (tão temível) verdade. Foi por isso que nos pusemos a pesquisar na Internet. E foi por isso que, depois de uns cliques no Google, comprámos um kit, o Checkmate, que até tem o nome da jogada final, e decisiva, de um jogo de xadrez. Teoricamente, com umas gotas e uns pozinhos é possível tirar as teimas, sem ser preciso ser um Kasparov. Faz lembrar o CSI, mas sem o glamour da série. Aqui não há batas brancas, nem detectives (voltamos a eles) com palavras sábias, que em dois intervalos e em 50 minutos descobrem o culpado através dos vestígios de ADN.

Depois de aberto o pack, que nos foi enviado pelo correio, faltava o mais difícil: convencer alguém a usá-lo para saber se resultava. Ou seja, uma cobaia. O trabalho não podia ser mais espinhoso. As nossas 'fontes' fugiram, não a sete mas a oito pés, mesmo com a garantia de que lhes alterávamos a identidade. "Mas porque me escolheu a mim? O meu casamento está de pedra e cal", a resposta não poderia ser mais clássica. Mesmo depois de alguém nos garantir que 'Carlos' (sim, não era o nome verdadeiro) há muito que desconfiava que a mulher andava a 'pular a cerca', (expressão duvidosa made in Brasil). Ao fim de dezenas de telefonemas e e-mails, lá emprestámos um dos frascos a um amigo de um conhecido que nos havia sido aconselhado por um ex-colega. Confusos? Também nós.

A experiência não poderia ser mais desastrosa. Uma semana depois, via e-mail, o tal amigo do conhecido, etc, etc, confessou-nos que à última hora não teve coragem para deitar as gotas numa peça de roupa interior, onde supostamente poderia ser detectado o sémen do amante. Nem com as nossas palavras de compreensão, e incentivo, o tal contacto não nos voltou a contactar, pelo menos até ao fecho da edição. Se ele estiver a ler isto, deve estar a encolher-se todo, ou então a rir-se às bandeiras despregadas, pois lá conseguiu enganar à grande um jornalista.

Esgotados os argumentos, decidimos enveredar pela jogada clássica. Contactámos a empresa que vende o produto em Portugal - e se vendem, pois segundo o seu representante, cerca de 300 pessoas por mês, bastante mais homens do que mulheres, compram o kit da infidelidade - e pedimos para nos fornecerem os contactos de alguns clientes para nos relatarem as suas 'investigações'. Mais um tiro bem longe do alvo. Grande parte dos tais clientes compra o Checkmate por telefone, muitas vezes através de um número não identificado, e pedem para lhes enviarem a encomenda para anónimos apartados. Aqueles que enviam os pedidos por e-mail pedem a todos os santinhos e mais alguns o máximo de sigilo. O argumento do "não publicaremos os nomes verdadeiros" revela-se tão certeiro como um remate do Nuno Gomes à baliza.

Veja o resto da noticia aqui

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 07:27 | link do post | comentar

Sábado, 20.06.09

O laboratorio do sexo

 

É uma experiência inédita no país e marca o início da actividade do SexLab, que veio colocar Portugal no grupo restrito de países com uma Unidade Laboratorial de Investigação em Sexualidade Humana .

O projecto trabalha directamente com as respostas subjectivas e físicas de 100 voluntários de ambos os sexos, dos 18 aos 50 anos, dispostos a ajudar os investigadores a entender o papel das crenças sexuais, do relacionamento e de outras variáveis como a auto-estima, a inibição e a excitação na resposta sexual a diferentes estímulos.

Assim, enquanto os voluntários vêem os excertos, sozinhos, confortavelmente sentados num sofá, com garantia de anonimato, a equipa de cinco investigadores liderada por Pedro Nobre processa, na sala ao lado, as respostas recolhidas por aparelhos colocados nos órgãos genitais dos participantes.

"Uma das marcas inovadoras deste trabalho é a valorização de estímulos eróticos de natureza relacional, em pé de igualdade com material sexualmente explícito usado quase em exclusividade noutros projectos", explica Pedro Nobre.

No SexLab, a resposta sexual é, ainda, combinada com outros parâmetros fisiológicos como o ritmo cardíaco e a respiração, e com as respostas aos questionários sobre a percepção que cada um teve da sua própria reacção aos diferentes estímulos.

É o cruzamento desta informação que ajuda os investigadores a testar teorias e variáveis sobre sexo, como a hipótese da resposta fisiológica nas mulheres poder ser até mais rápida do que a dos homens.


Leia a reportagem publicada na Única sobre o SexLab .

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 21:46 | link do post | comentar

Domingo, 14.06.09

Entre biberões e fraldas para mudar, correrias constantes, carreiras competitivas e dificuldades financeiras em tempos de crise, na vida a dois há, repetidamente, um elo mais fraco: a vida sexual. E se um dia, para contrariar a monotonia instalada, a sua companheira lhe fizesse a seguinte proposta: "Querido, o que achas se nos próximos 12 meses fizermos sexo todos os dias?".

A ideia parece tentadora. Afinal, qual é o homem que nunca sonhou em ter um festim sexual todas as noites, sem as habituais desculpas do cansaço ou das dores de cabeça? Por isso mesmo, Brad Muller aceitou prontamente o desafio lançado pela esposa, Charla, como prenda do seu 40º aniversário. Embora sem grandes pormenores mais íntimos, a experiência acabou publicada no livro "365 Nights" ("365 Noites"). A ideia repete-se na televisão, em casa de Lynette e Tom da série "Donas de Casa Desesperadas", e já há outros casais norte-americanos a tentarem a proeza.

É o caso de Annie e Douglas Brown, que publicaram há um ano o livro "Just Do It", onde relatam de forma bem menos discreta a sua maratona sexual de 101 dias. Sem desculpas - nem mesmo por causa de constipações ou viagens de trabalho - o casal cumpriu à regra o acordo estipulado para salvar um casamento mergulhado na monotonia. As suas descrições fazem qualquer leitor sentir-se parte integrante da vida íntima do casal: desde fins-de-semana românticos, brinquedos sexuais para apimentar o clima de sedução e encontros furtivos em pensões baratas, foi o vale tudo para estimular uma vida sexual há muito cinzenta.

Mas enganem-se os que pensam que esta a ideia é um mar de rosas. Numa entrevista a um jornal norte-americano, Douglas Brown confessou que muitas vezes se sentia "a cumprir uma responsabilidade a que não podia falhar, como se fosse uma reunião de trabalho". No caso dos Muller, Charla chega mesmo a dizer que, por volta do décimo mês, "era como uma cruz que tinha de carregar em segredo". Findas as maratonas sexuais auto-impostas, ambos os casais dizem que o saldo foi positivo, mas a vontade de voltar à acção só regressou um bom tempo depois.

Fica a pergunta: Afinal sexo combinado é, ou não é, uma ideia fabulosa? Não. Quem o diz é o sexólogo português Francisco Allen Gomes, que garante: "Não há ninguém cujo imaginário erótico englobe relações sexuais agendadas. Mais do que um disparate, é uma impossibilidade". Até mesmo fisicamente "há limitações", uma vez que "com o avançar da idade é difícil os homens entusiasmarem-se com a perspectiva de sexo todos os dias".

Opinião partilhada por Julio Machado Vaz, que desfaz o mito: "Não é porque estão mais tempo na cama ou no tapete em frente à lareira que os casais passam a entender-se melhor". Resumindo, "mais quantidade não significa mais qualidade" e ambos os especialistas em sexo relembram que a vida conjugal " é cada vez mais difícil devido aos nossos ritmos de vida", instalando-se "verdadeiros desertos" entre marido e mulher.

Um bicho papão chamado rotina

A chegada de um filho marca, em muitos casos, a primeira quebra sexual na vida conjugal. "A mulher passa a ter um estatuto muito mais forte do que o social, o profissional ou o conjugal. Passa a ser primeiro um corpo de mãe e não de amante", explica Allen Gomes, cujos jovens casais que lhe pedem ajuda muitas vezes já nem têm qualquer contacto físico: "Associada à diminuição da actividade sexual, estão também coisas tão simples como os carinhos porque as pessoas têm medo de dar mensagens erradas. Ele quer abraçá-la, mas receia que ela pense que ele quer mais alguma coisa. Ela tem vontade de o beijar, mas não quer dar azo a que as coisas evoluam para algo mais íntimo".

A falta de comunicação é um dos maiores problemas. Por isso mesmo, os dois sexólogos resumem os conselhos não a maratonas sexuais agendadas, mas sim a uma única palavra: dialogar. "Façam-no espontaneamente, por exemplo, no trânsito ou num passeio, sem a ansiedade e os mecanismos de defesa impostos pela expressão: temos de ter uma conversa", propõe Allen Gomes.

Já Júlio Machado Vaz fala da "importância de continuar a namorar" e lembra que na vida conjugal "o erotismo está no romantismo e não no sexo puro e duro". "Felizmente o sexo é muito mais do que o coito. Aquilo que nós deprimentemente chamamos de preliminares é de extrema intimidade. Um beijo apaixonado faz a diferença".

Tal como um dia o cantor Sting descreveu, fazer amor pode durar um dia inteiro, desde a hora em que se dá um beijo de bom dia, a sair para jantar e ir ao cinema, até ao momento em que os dois corpos se encontram, por fim, debaixo dos lençóis. Os dois sexólogos portugueses concordam. E recomendam.



Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 16:57 | link do post | comentar

Quarta-feira, 10.06.09

 

O Pato Donald, personagem criada por Walt Disney , completa hoje 75 anos. Foi em 1934 que apareceu pela primeira vez, numa curta-metragem intitulada "A Galinha Espertalhona", adaptada de um conto russo. A galinha precisa de ajuda para plantar um campo de milho e o seu vizinho, o Pato Donald, vai fazer de tudo para não ter que meter "as mãos na massa".

 

Aliás, o seu estilo desajeitado, divertido e preguiçoso tornou-o conhecido e adorado por milhões de pessoas em todo o mundo. Com a criação de Donald, Walt Disney pretendia uma personagem que fizesse um contraponto ao Rato Mickey , já famoso por essa altura.

Aos 75 anos, o Pato Donald já experimentou mais de 100 profissões diferentes... mas não teve sucesso em nenhuma. Por isso vive sempre com dificuldades monetárias e 'salta' de contrariedade em contrariedade. "Ele é um perdedor, não um desistente, por isso não vai abaixo sem luta", escreve a Disney sobre a sua personagem.

Mas a personagem do Pato Donald não ficaria completa sem a voz que o celebrizou. Clarence Nash, um homem do campo e exímio imitador de sons de animais, convenceu Walt Disney ao recitar o poema "Maria tinha um carneirinho". A voz esganiçada de Donald estava encontrada e Nash protagonizou as falas do Pato durante mais de 50 anos, até 1986, quando faleceu.

Em 1937, Donald teve pela primeira vez o papel principal num desenho animado: "Don Donald". Até aos dias de hoje, no caminho para o estrelato, o Pato Donald participou em 128 filmes - superando o Rato Mickey - e recebeu a honra de ter uma estrela no Passeio da Fama, em Hollywood.

A sua fama a nível mundial é indiscutível: na Dinamarca é conhecido como Anders And, na Indonésia como Donal Bebek e na Itália como Paperino, só para citar alguns exemplos.

O Pato com um bom coração completou hoje três quartos de século. Divirta-se com algumas das suas aventuras e desventuras nos vídeos em baixo.

 

Via Expresso

 



publicado por olhar para o mundo às 09:10 | link do post | comentar

Quinta-feira, 04.06.09

Bing censura sexo

 

O novo motor de pesquisa da Microsoft, Bing, a última arma de arremesso da empresa liderada por Steve Ballmer contra o Google , revela uma atitude no mínimo neurótica quando se trata de pesquisar conteúdo pornográfico.

Enquanto que os utilizadores nos Estados Unidos, Reino Unido e Austrália podem fazê-lo livremente e até ver na página de resultados conteúdo sexualmente explícito, na Índia, China e Alemanha, qualquer pesquisa com a palavra "sexo" devolve o seguinte resultado: "A pesquisa sexo poderá devolver conteúdo sexualmente explícito. Para obter resultados altere os termos da sua pesquisa". E o resto da página surge em branco.

Ao contrário do que acontece noutras versões do motor da Microsoft , como por exemplo na portuguesa, não é possível alterar as configurações de base no sentido de fazer com que o Bing devolva conteúdo de cariz pornográfico.

Na medida em que é extremamente fácil escolher uma outra versão para realizar uma pesquisa e desta forma evitar as restrições - um indiano poderá facilmente pesquisar como se estivesse nos Estados Unidos -, o que pretende afinal a Microsoft?

Satisfazer os governos, respeitando as diversas legislações em vigor é a razão apontada por diversos blogueres. Claro que a facilidade com se pode mudar de versão e desta forma contornar eventuais limitações, também é vista como uma falha técnica que a Microsoft terá reparar em breve.

Bing show porno

A possibilidade de pré-visualizar vídeos na página de resultados, funcionalidade apresentada como vantagem comparativa em relação ao Google, também está a suscitar polémica.

Com efeito, uma pesquisa na versão norte-americana utilizando como critério a palavra "sex" (sexo), devolve mais de dois milhões e meio de vídeos que poderão ser pré-visualizados sendo apenas necessário posicionar o rato sobre cada um deles.

Ora, tendo em conta a facilidade com que qualquer utilizador (crianças incluídas) poderá alterar as configurações dos filtros que limitam o acesso aos conteúdos considerados pornográficos, alguns peritos em segurança defendem que a Microsoft terá de fazer muito melhor para impedir o acesso de menores a este tipo de conteúdos.

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 23:46 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28.05.09

os tabus do Orgasmo

Ao longo dos séculos muitos foram os tabus, falsas crenças e mitos em redor do sexo. Subsistem ainda hoje algumas superstições. Os especialistas afirmam que a culpa é das revistas femininas. 

1. Até ao século XIX acreditava-se que as mulheres não tinham orgasmos e que as que desfrutavam o sexo eram mentalmente doentes, moralmente degeneradas ou ambas as coisas. Pelos médicos eram chamadas histéricas.  
2.
 O único sentido que o sexo tinha para a maior parte das pessoas era que o homem devia ejacular o mais rápido possível, com vista a despachar o 'serviço' - e, de preferência, emprenhar a mulher.  
3.
 A masturbação era vista como um pecado, psicologicamente corrosivo e perigoso para a saúde. Aliás, no século XIX consideravam que era a causa directa de algumas doenças, como a tuberculose.  
4.
 A maior parte das mulheres desconhecia que possuía um clítoris ou onde se situava.  
5.
 O orgasmo que valia a pena ter era o simultâneo e conseguido através do coito.  
6. 
Durante décadas acreditou-se que o orgasmo feminino era vaginal.  
7.
 O orgasmo clitoriano era próprio das mulheres imaturas.  
8.
 Todas as mulheres são capazes de ter orgasmos múltiplos.  
9.
 Não há sexo sem penetração.  
10.
 As mulheres que não têm um orgasmo não são sexualmente felizes.
11. Se um homem tem falta de desejo por uma mulher é homossexual.
12. As mulheres têm dois tipos de orgasmo: vaginal e clitoriano.  
13.
 O sexo só é bom quando há orgasmo simultâneo.  
14.
 Ejaculação e orgasmo são sinónimos.  
15.
 É possível um homem ter multi-orgasmos.  
16.
 No homem não é possível atingir o orgasmo sem ejaculação.

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 21:59 | link do post | comentar

Terça-feira, 19.05.09



Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 07:11 | link do post | comentar

Quarta-feira, 06.05.09

Qual é a probabilidade de encontrar um dador de medula óssea 100% compatível com o seu bebé de dez meses, a quem foi diagnosticada uma leucemia linfoblástica aguda de tipo B com apenas seis semanas de vida? Baixa mas não impossível.

Este é o caso de Rodrigo, um bebé madeirense que encontrou numa cidadã alemã uma medula 100% compatível, através do banco internacional de dadores. Agora o bebé e os pais, Pedro e Orvídia Sousa, preparam-se para mais um desafio: o transplante marcado para o dia 29 de Maio.

"O transplante será uma nova batalha, com todos os riscos que acarreta em termos de recuperação, pois os valores imunitários vão estar baixos. Basicamente a medula do Rodrigo vai ser destruída e será substituída por células sãs que irão comandar o sistema imunológico, e que esperamos consigam eliminar qualquer célula cancerígena que ainda haja no seu corpo", explicou Pedro Sousa.

A luta de Rodrigo começou em Agosto de 2008 quando, após diagnosticada a doença, viajou da Madeira até Lisboa para dar entrada no Instituto de Oncologia Português (IPO). Não havia histórico em Portugal de um caso de leucemia linfoblástica num bebé tão pequeno - um mês e meio - e os técnicos de saúde do IPO tiveram que recorrer a ajuda internacional. A resposta veio de especialistas da Holanda, e o tratamento que Rodrigo fez foi igual ao tratamento que outro menino com as mesmas características faria noutro lugar do mundo.

Depois de vários ciclos de quimioterapia e algumas complicações, os pais decidiram lançar um repto à população madeirense para que o maior número de pessoas possível se inscrevesse no centro de dadores, já que a semelhança genética entre ilhéus poderia aumentar as probabilidades de Rodrigo encontrar alguém compatível.

Finalmente veio o "abençoado telefonema" por que tanto os pais ansiavam e a dadora, encontrada não na Madeira mas na Alemanha. Descobrir um dador não parente 100% compatível com o Rodrigo foi "o óptimo", e a esperança "fortaleceu-se", porque na maioria das vezes as compatibilidades conseguidas são de 90%, ou 95%, sendo que até mesmo os irmãos podem não ser compatíveis.

"O transplante será um passo importante para o Rodrigo ficar bem e para podermos regressar à Madeira", disse o pai do bebé, que, depois de nove meses em Lisboa com o filho e a esposa, já chama a esta cidade 'casa'.

"Neste momento, o Rodrigo está em casa, em Lisboa, faz um ano a sete de Julho. Tem sido um 'fortalhão' e todos os dias o demonstra. Apesar de estar a fazer medicação, que é um ciclo de quimioterapia de manutenção para o transplante, tem se aguentado bem".

A campanha para encontrar um dador de medula para o Rodrigo já deixou um legado "precioso": quatro mil novos potenciais dadores inscritos na Madeira, onde este número não ultrapassava a centena e meia; a alteração de procedimentos no Centro Hospitalar do Funchal para acelerar o processo de doações; o aceleramento no processo de verificação de compatibilidade; e uma mensagem de esperança para todos aqueles que estão a passar por este processo.

Via Expresso

 

 

Longa vida para o Rodrigo



publicado por olhar para o mundo às 08:45 | link do post | comentar

Quinta-feira, 30.04.09

Mulheres

 

Desculpe, não se importa de trocar de lugar? Estão ali duas senhoras que não querem fazer a viagem sentadas ao lado de um homem!" Não questionei o pedido que a hospedeira da Oman Air me fez e acedi. Chegada ao meu novo lugar, vi que duas mulheres trajando o "hijab" - o lenço usado por muitas muçulmanas que pode deixar à vista apenas os olhos - seriam as minhas companheiras de voo, entre Mascate e Salalah, a segunda cidade de Omã, no Sul. Assim que me sentei, ambas me olharam, como que a agradecer, e uma disse-me, em inglês: "Obrigada por compreender!"

Observando as mãos das mulheres - porque pouco mais do corpo estava à vista -, conseguia perceber que uma era jovem e a outra mais velha, provavelmente mãe e filha. Durante a viagem, que durou cerca de hora e meia, mal falaram. A mais nova ocupou o tempo fazendo exercícios de Sudoku. A mais velha ia dormitando e lançando o olhar na direcção da janela. Quando foi servida a refeição, a mais nova levantou o véu para comer. A mais velha subia e descia o lenço à medida que metia mais uma colherada à boca.

Quando o avião aterrou em Salalah, a mais velha, de unhas pintadas, nas mãos e pés, apressou-se a ligar o telemóvel. De seguida, tirou um espelho da carteira para observar o rosto..., retocou o rímel, perfumou-se por debaixo do véu e meteu uma pastilha elástica à boca. A mais nova guardou o livro de Sudoku na mala do computador portátil e saiu atrás da mais velha. Perguntei, então, à hospedeira qual a razão daquela situação. Ela respondeu: "As mulheres de Salalah não gostam de se sentar ao lado de homens" - que não sejam da sua família, presume-se.

Um dia passado em Salalah foi suficiente para perceber que as mulheres locais vestem de forma incomparavelmente mais conservadora do que as da capital. Em Mascate, a maioria das mulheres cobre o cabelo, mas muitas há que não se cobrem e não são, por isso, apontadas a dedo. Em Omã, as mulheres podem escolher a profissão que querem - há quatro ministras no governo - e não são obrigadas a observar regras quanto à forma de vestir. A não ser as regras ditadas pela própria família...

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 18:03 | link do post | comentar

Domingo, 26.04.09

Um milionário americano, que até agora permanece no anonimato, abriu um concurso para encontrar mulher. Como a tarefa não é facil, o homem misterioso contratou uma profissional para o ajudar. Janis Spindel, conhecida por ter junto 867 casais em Nova Iorque, é agora o braço direito na procura do par ideal.

 

Numa recente entrevista, Spindel revelou o tipo de mulher que o milionário procura. "Tem de ser bonita, saudável, equilibrada e inteligente", ou seja, uma perfeita.

Por 18 euros quem quiser pode ir ao site www.janisspindelmatchmaker.com e candidatar-se a uma entrevista telefónica, mais 37 euros dão direito a uma entrevista pessoal com Janis Spindel.

Via Expresso

Candidatas?

 



publicado por olhar para o mundo às 21:38 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22.04.09

Multados por barulho durante o sexo Um casal inglês vai ter de pagar uma multa de mais de 250 euros por fazer demasiado barulho enquanto mantém relações sexuais. Incomodados com os ruídos nocturnos, os vizinhos gravaram os sons provocados pelo casal e convenceram a polícia local de que têm motivos para reclamar.

De acordo com notícia avançada pelo jornal "The Sun", quando as reclamações começaram uma organização de saúde ambiental colocou um equipamento de gravação no apartamento vizinho ao do casal. Os magistrados de Sunderland, em Inglaterra, ouviram as gravações com os barulhos de Caroline e Steve Cartwright em plena actividade sexual e multaram-nos por "perturbarem a ordem pública".

"Oiço barulhos, gemidos e gritos muito alto, como se alguém estivesse a ser magoado. No início cheguei mesmo a achar que se tratava de violência doméstica", conta uma vizinha. Ao todo a polícia local recebeu mais de 25 queixas por causa do barulho das maratonas sexuais do casal, que começaram por ser ouvidas às 3h00 da madrugada, passando depois a ser habitual por volta das 06h00 até às 09h00.

Às autoridades Caroline Cartwright, 47 anos, disse "que não faz barulho de propósito", nem era sua intenção provocar distúrbios. O advogado do casal alega ainda que os seus clientes também se sentem incomodados com os ruídos das televisões vizinhas, nunca tendo levantado problemas.

 

Via Expresso

 

A inveja é terrivel 

 



publicado por olhar para o mundo às 22:07 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Quinta-feira, 16.04.09

Um casal francês foi preso e vai responder em Tribunal por ter maltratado oito dos seus nove filhos, deixando-os sem comer. Os pais justificaram o estranho costume afirmando que o pai,  francês de origem marroquina e muçulmano fervoroso, defendia que "a magreza extrema era prova de boa educação" e de purificação corporal. Isto é, quando mais se jejuar, mas se afasda o organismo das necessidades mundanas.

O caso está a abalar a localidade turística de Banyuls-sur-Mer, muito perto de Perpignan e a apenas três quilómetros da fronteira espanhola. As vítimas, com idades entre 7 a 17 anos, foram encontradas  absolutamente desnutridas.

Algumas das crianças estavam mortas à fome, num estado tão deplorável que precisaram de ser hospitalizadas de urgência. A começar por duas meninas de 13 e 15 anos, com 22 quilos cada, cujos corpos esqueléticos são a prova da loucura dos pais.

A polícia só descobriu o escândalo por ter flagrado uma das crianças - 13 anos, 1,65m e pesando apenas 32 quilos - a remexer nas lixeiras para se alimentar, às escondidas, não por vergonha mas sim por temer a apertada vigilância do pai.

O caso é ainda mais escabroso. Os pais não apenas privavam os filhos de comer como lhes aplicavam toda a sorte de castigos corporais. 

Ninguém podia ter acesso às chaves da cozinha sem permissão paterna. "Meus filho precisavam purificar-se. Esta é a razão pela qual decidimos privá-los de alimentação", confessou o pai, de 50 anos.

As razões pelas quais somente um dos noves filhos escapou à macabra história já estão explicadas: o rapaz é maior de idade e já não vive na casa dos pais.  

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 09:14 | link do post | comentar | ver comentários (3)

mais sobre mim
posts recentes

Acabou-se a vergonha: o s...

Onde levar as Crianças, N...

Onde levar as crianças, L...

Onde levar as suas crianç...

Onde Levar as suas crianç...

O triunfo do Chico-espert...

Faça download do novo te...

E hoje, o meu amor, vai s...

Shakira despe-se para pro...

Homem com 112 anos casa c...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados