Domingo, 14.11.10

 

Procuram-se abraços

 

 

Campanha “Procuram-se Abraços”

 

Idealizada como uma acção de marketing social, ao serviço do objectivo da captação de novas famílias que estejam disponíveis para acolher crianças em situação de risco, a campanha “Procuram-se Abraços” consiste num programa de relações públicas e num plano apropriado de meios publicitários.

A campanha “Procuram-se Abraços” da Mundos de Vida pretende, assim, por ao serviço de uma causa social, os instrumentos de marketing disponíveis no sector empresarial, potenciado por um conjunto de boas vontades de personalidades e instituições que, generosamente, se associaram ao objectivo central da campanha.

É neste quadro que se destaca o papel dos padrinhos da campanha “Procuram-se Abraços”, os apresentadores de TV, Jorge Gabriel e Sónia Araújo que ao aceitarem esta importante função, lhe conferiu, necessariamente, uma maior visibilidade, conseguindo-se, desta forma, chegar a uma população muito mais vasta. Para o sucesso da campanha destacam-se, também, as parcerias e apoio das autarquias e da comunicação social dos concelhos abrangidos pelo Serviço de Acolhimento Familiar de Crianças e Jovens da Mundos de Vida, nomeadamente, os concelhos de V. N. de Famalicão, Guimarães, Barcelos, Esposende, Vizela, Santo Tirso, Trofa, Maia, Vila do Conde e Póvoa de Varzim.

O plano de meios conta com a colocação de outdoors, de muppis e a distribuição em grande escala de desdobráveis através da rede de escolas, dos centros de saúde, das farmácias, dos correios, das estações de caminhos-de-ferro e de outros estabelecimentos comerciais.

Mais informações, podem ser obtidas através do endereçofamilia@mundosdevida.pt, do telefone da campanha ou do número 252 49 90 10 e, directamente, nos serviços, na rua Quinta da Serra, 101, em Lousado (V. N. de Famalicão).


Retirado de Mundos de vida



publicado por olhar para o mundo às 23:07 | link do post | comentar

Sábado, 19.06.10

Estátua gigante de Jesus cristo destruida por um raio
A escultura de Jesus Cristo de braços abertos chamada 'Rei dos Reis', está localizada no sudeste do estado do Ohio, nos Estados Unidos da América, e é um dos pontos mais conhecidos da região, escreve a Associated Press (AP).

Devido à sua forma, foi apelidada de 'Touchdown Jesus', porque a forma como os braços da imagem estão colocados aparentam os de um árbitro a marcar uma falta - o touchdown - no futebola americano.

A estátua é feita de fibra de vidro e de isopor colocados sobre uma estrutura de aço. Foi precisamente esta estrutura que restou, depois de a estátua ter sido atingida por um raio.

O fogo provocado pelo raio alastrou para um anfiteatro contíguo, mas apenas provou danos na parte do sótão, não tendo feito qualquer vítima, de acordo com fonte policiais citadas pela AP.

 

 

 

Via SOl

 

Cá para mim o São Pedro não gostou...achou feia... e com toda a razão, coisa mais horrivel



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Segunda-feira, 22.03.10

Dia mundial contra a discriminação racial

 

J.M. chegou a casa e atirou a mochila para o chão. Algo o roía por dentro. A mãe quis saber o quê. Batera à porta da sala de aula e o professor de Educação Musical dissera-lhe: "Entra lá, ó preto". A Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) condenou o docente a uma multa equivalente a um salário mínimo. Foi a única condenação do ano. Nos últimos três anos, recebeu 235 queixas e decretou quatro condenações. 


Nem todas as queixas dão origem a processos de contra-ordenação. Ali não cabem as discriminações de foro criminal (14 foram remetidas para os tribunais), nem as de foro laboral (39 foram remetidas para a Autoridade para as Condições de Trabalho). E há as que se resolvem com mediação ou não têm pernas para andar.

Nem por isso o dirigente histórico do SOS Racismo, José Falcão, deixa de se inquietar com estes números: "Tem havido muito pouco investimento na comissão especializada na discriminação racial, que funciona junto do Alto-Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural." O país, de res- to, parece-lhe pouco empenhado em castigar quem discrimina. "Sem conde- nações, a lei não serve." Perde-se o seu propósito, o seu efeito dissuasor. 

A alta-comissária para a Imigração e Diálogo Intercultural, Rosário Farmhouse, que por inerência preside à CICDR, associa a "grande" discrepância entre o volume de queixas e o de condenações à dificuldade de provar actos de discriminação em função da raça, etnia ou nacionalidade, mas também ao quadro legal. Julga que seria "mais rápido e mais eficaz" haver uma única entidade a instruir os processos de contra-ordenação, por exemplo. 

Por ora, quem instrui processos é a inspecção-geral competente na matéria: a da Educação se for um professor, a da Saúde se for um médico, a da Administração Interna se for um polícia, por exemplo. E cada uma tem, nota Farmhouse, "a sua capacidade de resposta" - os seus tempos, as suas prioridades. À comissão permanente da CICDR cabe receber o relatório final da fase instrutória e pronunciar-se sobre as sanções a aplicar pela alta-comissária. 

Mais queixas de brasileiros

Os brasileiros são quem mais formaliza o seu protesto. No ano passado, protagonizaram 26 queixas registadas pela CICDR. Na tabela, no mesmo período, seguiam-se 13 cidadãos de nacionalidade africana não identificada, cinco portugueses de etnia cigana, quatro ucranianos. 

"As queixas não são representativas da discriminação racial", adverte a activista Ana Cruz. Não haverá ninguém tão discriminado como os ciganos. Sofrem, como lembra o sociólogo Manuel Carlos Silva, com o estereótipo do criminoso. Só que vivem de costas voltadas para o sistema: não se fiam nele. 

Os brasileiros têm níveis de educação diversificados e, até pela língua, mais noção dos seus direitos. Sobre as mulheres, observa Manuel Carlos Silva, recai um pesado preconceito. A brasileira Valdirene Tinicilas já o sentiu na pele. Da última vez não se calou: apresentou queixa. 

Estava sozinha, numa tarde movimentada, a trabalhar, numa estação de combustível, em Sintra. Entregou uma factura errada a um homem. Já de noite, o cliente regressou com a mulher e encontrou outra brasileira. "Disse que as brasileiras não prestam, que as brasileiras são todas vagabundas, ladras. No dia seguinte, a mulher voltou e perguntou se eu ia pagar o que devia. Eu disse que não era uma questão de dinheiro, mas de troca de factura. Ela disse que as brasileiras são todas iguais, só querem roubar os maridos das outras". 

A rapariga de 29 anos aconselhou-se com um advogado e ele encaminhou-a para o SOS Racismo. Está indignada: "A pessoa não pode generalizar. Colocou no livro de reclamações que foi lesada por mim em dez euros - colocou em causa o meu trabalho, a minha dignidade, só porque sou brasileira". Apresentou queixa na passada segunda-feira. 

Quem sabe qual será o desfecho? A única condenação do ano passado remonta a 8 de Janeiro de 2008. J.M. tinha 11 anos e frequentava o 6.º ano quando entrou em casa naquela revolta. A mãe queixou-se ao executivo da Escola Básica de 2.º e 3.º ciclo Mem Ramires (Santarém). 

Houve um processo interno. Primeiro, a escola tentou a conciliação: o professor negou e recusou-se a pedir desculpa. Depois, a mãe apresen- tou queixa na PSP. Já no final de 2008, o professor foi notificado da abertura do processo. Quando conheceu a decisão, impugnou-a judicialmente. Há queixas cruzadas da mãe e do professor no Tribunal de Santarém, que resolveu unir os dois processos. O julgamento começou no início de Fevereiro. As alegações finais estão marcadas para amanhã, segunda-feira.

A família da criança estranha que o professor esteja acusado da prática de um crime de injúrias, punível com prisão até três meses ou multa até 120 dias, e a mãe a responder por difamação agravada, crime com uma moldura penal que pode ir de multa de 360 dias a prisão até três anos. 

Mãe e filho foram aconselhados a não falar nesta fase do processo. O PÚBLICO não conseguiu em tempo útil ouvir o professor. Na escola decorrerá uma averiguação interna por outro alegado caso de discriminação, que envolverá o mesmo docente e uma menina de origem africana.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 10:51 | link do post | comentar

Quinta-feira, 11.03.10

 

Limpar Portugal

 

Mais informações em Limparportugal.org 



publicado por olhar para o mundo às 13:46 | link do post | comentar

Sábado, 06.03.10

Há sexo no vaticano

 

 

É depois é olhar para eles a encher o peito de ar e a clamar contra o casamento homossexual.... tanta hipocricia disfarçada de religião

 

Vejam a seguinte noticia do  ionline

 

Um dos assessores de elite do Vaticano foi afastado do cargo nesta semana devido ao alegado envolvimento num escândalo sexual. A polícia gravou um telefonema de Angelo Balducci no qual este requisitava serviços de prostituição homossexual a um dos elementos do coro do Vaticano, Thomas Ehiem, que também foi suspenso.

A situação foi descoberta por acaso, uma vez que o telefone de Balducci estava a ser escutado a propósito de uma investigação de corrupção que nada tinha a ver com o Vaticano. O caso teve forte eco na imprensa italiana, que afirma que o Papa Bento XVI já tem conhecimento da situação.

 

Balducci tinha um cargo de responsabilidade no Vaticano. Era ele que acompanhava, por exemplo, os chefes de Estado.




publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 14.01.10

Ajude a Ami a ajudar o Haiti

 

 CAMPANHA DE EMERGÊNCIA HAITI


A AMI partiu no dia 14 de Janeiro para o Haiti com uma  equipa exploratória de dois elementos, na sequência do terramoto que atingiu aquele país no dia 12 de Janeiro de 2010.

Os sobreviventes desta tragédia precisam da AMI e a AMI precisa de si.

Colabore nesta missão de emergência e ajude a AMI a reconstruir as vidas que ficaram destruídas.

Contribua para esta missão através do NIB: 0007 001 500 400 000 00672
Multibanco: Entidade 20909 Referência 909 909 909 em Pagamento de Serviços

Saiba mais sobre a missão da AMI no Haiti.
 
Retirado do Site da AMI



publicado por olhar para o mundo às 15:59 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.12.09

Aminetu 



publicado por olhar para o mundo às 13:18 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.11.09

A violência Doméstica é um crime público, qualquer pessoa pode denunciar, se conhece algum caso, denuncie   não deixe que seja adicionado mais um nome  a esta lista

 

este ano

 

Maria Graça Fonseca

82 anos

Na Quinta da Atalaia, Covilhã, um homem de 77 anos matou a sua companheira à facada.

Conceição Cardoso

47 anos

Baleada mortalmente pelo marido em Alvélos, Barcelos, no seguimento de discussões de ordem profissional.

 

Tânia Moreira

30 anos

Morta a tiro pelo companheiro, um guarda prisional, de 44 anos, com a sua arma de serviço, em São Julião do Total, Loures. Foi também vítima o ex-marido da mulher baleada. Tudo terá acontecido quando o homicida chegou a casa e viu a companheira com o ex-marido.

 

Maria Manuela Reis Antunes

Margarido

49 anos

Esfaqueada até à morte pelo ex-marido, de 53 anos, dentro do seu carro, quando se preparava para ir trabalhar. O crime teve lugar em Casais de Arega, Figueiró dos Vinhos.

 

Sandra Neves

36 anos

Esfaqueada mortalmente em Pouco do Mouro, Setúbal, pelo companheiro de 43 anos. Ciúmes doentios poderão ter estado na origem do crime.

 

Sara Tavares

26 anos

Morta em Portimão pelo marido, de 24 anos, com uma faca. O crime terá sido provocado por um desentendimento entre marido e mulher, quando esta não quis passar o dia a casa da sogra.

 

Laura Jorge Andrade

42 anos

Morta a tiro pelo marido em Frazão, Paços de Ferreira. Desavenças conjugais que já vinham a agravar-se devem ter estado na origem do crime.

 

Marília Madeira

36 anos

Baleada mortalmente pelo companheiro de 36 anos em A do Neves, Almodôvar. Uma espingarda terá sido a arma usada neste crime de natureza passional.Deolinda Rodrigues

36 anos

 

Morta com uma caçadeira de canos serrados pelo companheiro de 47 anos em Silves, Faro. Estavam separados há duas semanas.

 

Vítima desconhecida

41 anos

Uma mulher de 41 anos foi mortalmente estrangulada em Raposeira, Chaves, pelo marido, de origem senegalesa. Por detrás deste crime terão estado razões passionais.

 

Maria Alice S.

61 anos

Vivia em Moitelas, Sobral do Monte Agraço e foi vítima de um tiro de caçadeira disparado pelo marido de 63 anos que se enforcou após o crime.

Cláudia Barreira

37 anos

 

Tinha-se separado há cinco meses quando foi alvo de três tiros disparados pelo marido, do qual se tinha separado há cinco meses. O crime ocorreu em Vila Pouca de Aguiar.

 

Liliana

36 anos

 

Não conseguiu evitar que o seu ex-companheiro a encontrasse e a assassinasse na casa dos pais, em Donelo, Sabrosa. A vítima foi morta a tiro e deixou órfãs quatro crianças.

 

Otília Farinha

45 anos

Já tinha apresentado várias queixas contra o marido, quando o mesmo a assassinou com uma arma de fogo e se suicidou. O processo de divórcio terá estado na origem deste crime em Arco da Calheta, na ilha da Madeira.

Sandra Pereira

23 anos

Foi assassinada no posto de trabalho com um machado pelo ex-companheiro, de 26 anos, em Chão Duro, na Moita. O que terá causado o crime foi a discordância pela custódia dos filhos.

 

Vítima desconhecida

21 anos

 

Morreu ao ser atingida por vários golpes com uma arma branca, pelo namorado de 22 anos, na ilha de São Miguel, nos Açores.

Vítima desconhecida

21 anos

 

Jovem foi degolada pelo ex-namorado em Ponta Delgada. O assassino "ajudou a procurar a vítima" após efectuar o crime.

 

Linda Cossa

37 anos

 

Já tinha apresentado várias queixas contra o seu ex-companheiro, mas não foram suficientes para evitar que o homem, de 50 anos, a assassinasse com um machado na Rua da Cidade de Almada, no Seixal.

 

Helena Preto

42 anos

Vivia em Lardosa, no concelho de Castelo Branco, quando o marido, guarda nacional republicano, a assassinou com uma pistola e suicidou-se.

 

Sandra Ruela

39 anos

Foi morta com um tiro na cabeça pelo companheiro, de 42 anos, agente da PSP. A relação conflituosa entre o casal era conhecida dos vizinhos, em Belas, Sintra. Margarida Sá Marques

36 anos

Esfaqueada pelo companheiro de 50 anos. A esquadra de Mirandela conhecia os relatos de violência doméstica entre o casal.

 

Sandra Pontes

23 anos

Violada e esfaqueada até à morte juntamente com a amiga Marinela Virgínio, em Rio de Mouro, Sintra. O autor do crime foi o ex-companheiro de Sandra Pontes.

 

Carla Martins

28 anos

 

Assassinada à facada pelo ex-namorado, em Juncal do Campo, no concelho de Castelo Branco. O ex-namorado já a tinha ameaçado e agredido.

 

Joana Fulgêncio

20 anos

Encontrada morta no carro do namorado de 22 anos, com um saco de plástico na cabeça. O rapaz terá simulado um sequestro para encobrir o assassinato.

Maria Duarte

36 anos

 

Abatida a tiro ontem pelo ex-companheiro, em Santarém.



publicado por olhar para o mundo às 09:31 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quarta-feira, 14.10.09

 Mãe má

 

MÃE MÁ


O texto abaixo foi entregue pelo professor de Ética e Cidadania da escola Objectivo/Americana, Sr. Roberto Candelori, a todos os alunos da sala de aula, para que entregassem a seus pais.A única condição solicitada pelo mesmo foi de que cada aluno ficasse ao lado dos pais até que terminassem a leitura.

“Um dia quando os meus filhos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e mães, eu hei de dizer-lhes:
- Eu amei-vos o suficiente para ter perguntado aonde vão, com quem vão e a que horas regressarão.
- Eu amei-vos o suficiente para não ter ficado em silêncio e fazer com que vocês soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia.
- Eu amei-vos o suficiente para vos fazer pagar os rebuçados que tiraram do supermercado ou revistas do jornaleiro, e vos fazer dizer ao dono: “Nós tirámos isto ontem e queríamos pagar”.
- Eu amei-vos o suficiente para vos deixar ver além do amor que eu sentia por vocês, o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.
- Eu amei-vos o suficiente para ter ficado em pé, junto de vocês, duas horas, enquanto limpavam o vosso quarto, tarefa que eu teria feito em 15 minutos.
- Eu amei-vos o suficiente para vos deixar assumir a responsabilidade das vossas acções, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração.
Mais do que tudo, eu amei-vos o suficiente para vos dizer NÃO, quando eu sabia que vocês poderiam me odiar por isso (e em alguns momentos até odiaram).
Estas eram as mais difíceis batalhas de todas. Estou contente, venci... Porque no final vocês venceram também! 
E qualquer dia, quando os meus netos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e mães; quando eles lhes perguntarem se a sua mãe era má, os meus filhos vão lhes dizer:“Sim, a nossa mãe era má. Era a mãe mais má do mundo...
As outras crianças comiam doces no café e nós só tinhamos que comer cereais, ovos, torradas. 
As outras crianças bebiam refrigerante e comiam batatas fritas e sorvetes ao almoço e nós tinhamos que comer arroz, feijão, carne, legumes e frutas. 
Tinha que saber quem eram os nossos amigos e o que nós fazíamos com eles.Insistia que lhe disséssemos com quem iamos sair, mesmo que demorássemos apenas uma hora ou menos.
 Ela insistia sempre connosco para que lhe disséssemos sempre a verdade e apenas a verdade.E quando éramos adolescentes, ela conseguia até ler os nossos pensamentos. 
A nossa vida era mesmo chata!Ela não deixava os nossos amigos tocarem a buzina para que saíssemos; tinham que subir, bater à porta, para ela os conhecer.
Enquanto todos podiam voltar tarde tarde da noite com 12 anos, tivemos que esperar pelos menos 16 para chegar um pouco mais tarde, e aquela chata levantava para saber se a festa foi boa (só para ver como estávamos ao voltar).
Por causa da nossa mãe, nós perdemos imensas experiências na adolescência.- Nenhum de nós esteve envolvido com drogas, em roubo, em actos de vandalismo, em violação de propriedade, nem fomos presos por nenhum crime.
FOI TUDO POR CAUSA DELA!”Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos a fazer o melhor para sermos “PAIS MAUS”, como a minha mãe foi.

EU ACHO QUE ESTE É UM DOS MALES DO MUNDO DE HOJE: NÃO HÁ SUFICIENTES MÃES MÁS!

 

Recebido por mail



publicado por olhar para o mundo às 15:07 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23.09.09

Olha para a minha pulseira, saberás se quero sexo

 

 Uma escola secundária do Colorado está a pedir aos pais dos alunos que não os deixem usar um determinado tipo de pulseiras coloridas, por pensarem que estas têm conotações sexuais.


Na última quinta-feira, Mike Medina, presidente da Angevine Middle School, de Lafayette, perto de Boulder, enviou uma mensagem de correio electrónico aos pais, alertando-os para as pulseiras "de gelatina", cujas cores se diz indicarem o nível de actividade sexual que um estudante já atingiu ou pretende atingir, diz Briggs Gamblin, porta-voz da região escolar de Boulder Valley.

Gamblin diz que funcionários da escola tinham ouvido alguns estudantes a falarem sobre as pulseiras, que se tornaram cada vez mais populares este ano, e comunicaram o teor das conversas a Medina. O responsável da escola encontrou-se então com alguns estudantes e concluiu que as pulseiras se tinham tornado fonte de distracção suficientemente repetida, nas salas de aula e em conversas de corredor, para merecerem uma mensagem de correio electrónico.

"Parece que muitos alunos, sobretudo as raparigas, as usam como acessório de moda", diz Gamblin, "e alguns afirmaram enfaticamente que as pulseiras não tinham qualquer conotação".

Contudo, acrescenta, outros estudantes tinham descoberto na internet um jogo chamado snap, no qual a cor da pulseira indica uma disposição para praticar uma determinada actividade sexual. Quando um rapaz arranca a pulseira a uma rapariga, indica ostensivamente que essa actividade irá eventualmente ter lugar.

As pulseiras de material borrachoso parecem-se com umas que se tornaram populares nos anos 80. Mas, ao longo dos últimos anos, algumas escolas do país têm-nas proibido por temerem que se tenham tornado símbolos de actividade sexual. Com efeito, inúmeros websites sobre pulseiras de gelatina, ou pulseiras do sexo, fazem referência ao jogo snap, e alguns dos sites contêm mesmo a descodificação das cores.

Gamblin afirma que não houve até ao momento qualquer indicação de que o jogo tenha sido jogado em Angevine e que a medida era, por enquanto, apenas preventiva.

"Tudo se resume a rumores e boatos", diz. "Não há qualquer indicação de que este tipo de coisa esteja a acontecer."

Acrescenta que os estudantes vistos a usarem as pulseiras na escola não serão castigados, mas ser-lhes-á pedido que as tirem.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 15:36 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.09.09

 

 


Há trabalhos tão duros que não deviam ser feitos por ninguém. Ou então proporcionariam tais regalias sociais e económicas que haveria sempre quem os fizesse de bom grado, desincentivando a compaixão dos restantes.
Mas o Mundo não é justo e a realidade não se compadece dos meus sonhos. Talvez por isso, quando vejo homens que podiam ser meus pais a fazer certos trabalhos, invadem-me as lágrimas, comprime-se-me o peito, e nessas alturas acho que sou demasiado mole para andar nas obras.
Não são os horários alargados que me quebram, não é a lama que me afunda, nem o frio que me gela ou o calor que me sufoca. São estas pessoas a quem a vida espancou em vez de pregar sermões, é esta miséria humana transformada em esforço físico. São estes farrapos de homens que transportam nos braços a força do dinheiro que nem é muito ao fim do mês. São estes corpos enlameados, estas caras cansadas onde o suor vai escorrendo na pele sulcada pelas rugas.
São trabalhos duros. Tão duros que me endurecem o coração.

Na maioria dos dias centro-me no meu trabalho, tenho tantas coisas em que reparar: aço, betão, equipamentos. Olho para eles mas não os vejo, ignoro os corpos amarrotados pela vida. Não interiorizo aqueles gestos, ignoro o peso das enxadas, finjo não ouvir o som dos martelos pneumáticos, transformo o pó em simples ar. 
Mas noutros dias deixo-me levar pela pessoa que sou fora daqui e páro uns minutos a olhar para cada gesto, para cada expressão. Para eles.
Eles, que ao fim do dia, de rostos desfeitos, são amontoados em carrinhas que os despejam em casa horas mais tarde, depois de pararem em todos os apiadeiros. Eles, que mesmo sabendo que mal têm tempo para dormir e descansar o corpo, se agarram à promessa de uma vida melhor ainda que não tenham a certeza de lá chegar com forças para a viverem.

Nos dias em que dou por mim a pensar em tudo isto, apetece-me chorar e enfiar-me no Mundo cor-de-rosa onde vivem as outras pessoas.
Não tenho o corpo dorido mas não imaginam como às vezes trago a minha alma.

Há quem diga que todos somos filhos de Deus. (Eu sei que) Quem o diz não sabe do que fala.
 
Inês

Via Assim me encontro
 



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quinta-feira, 27.08.09

Quando Troia ainda era do Povo

Imagem Retirada do Picasa

 

 "(...)

 

Aqueles vases da merrda gamárrem a Trrróia àgente, pá soçe!

 

Ê quérr masé sabêrr aonde é que a maltinha vá masé agórra pá prráia.

 

Agórra um gaje quérr irr ali à cáldêrra da trróia amandarr um merrglhinhe ou irr cmer uns plins frrites pá bola de nívea ó dminge á tárrde e se na fôrr a rémes do bote ó fazerr uma vaquinha pa pagarr a gasosa ó patrrão do gazeline, tá fedid.

 

Ê sou do temp ca prraia erra de todes, que todàgente pdia irr à vtade, levava o chapéu e a bucha, o ancinhe pàpanhar conquilha da marré báxa e ficava ali um bcade ó o diintêrre. A maltinha ficava ali toda ó pé do ferri a mamárr do gásoil dos bárrques ma pdia ssandarr más uma pinguinha e já nassóvia o rád dos prrêtes da Belavista. E ó depôs vinha do férribót, a cmêrr um rájá e a verr as boas.

 

Agórra parrece que já né assim. O nnhêrre comprra tude, até a prraia. E agórra tá escasse pa irr pá Trróia, já nem vendem rajás e o férribót agórra é um repolhe.

 

Cós gajes da sónai métem o Sócrras a arrebentar cós bajules ê até axe béin ãh, caquile tinha ali muita fíe de cobrre e ferre málaprreveitád. Ma tavasse même a verr queles querriem erra tirrarrem a Trróia agente e ficárr sópaeles e pós riques comeles. Diziem que não masaquela gente parrece que cuantas má riscas têm das grravatas má petas amandam. Até amandarrem os ferribótes lá pó pé da Carrasquêrra na fosse um gaje terr tide uma fezada à apanhárr potas e conseguirr pagarr aquela

chulice.

 

E o piórr é que ningain faj nada e é tude á vtád. À vtad, né à vtadinha, pá soçes! Ainda más páquil serr só pa meia-duzia da riquinhes da merrda e a maltinha de Stúbal a xeparr do carralhe. Garrganeirres dum cabrrão. Atão lá perr terrem guite, eles terrem má dirreit cum gajinhe que naxeu numágua ferrtada ali do mirradourre? Éq daquil ali é mai done a maltinha de Stúbal cuns carralhes cuaisqueres que nunca esfolarrem uma patarroxa. Venhame a Maridasdorres dzerr cu queles tarrem a fazerr da Trróia qué bom pa Stubal e pós Stubalenses e afinquelhe masé cum pexêrre pus entrrafolhes do cú acima pa verr se tem chôc. Vâiem uns vases da merrda engravatades para ficarrem ca Trróia perr tutemeia e a cambrra ábrre u cuzinhe tode à fatica.

 

E a maltinha vá páonde? O pove que vaia quemerr cagalhões pá Albarquel e ólharr pá Trróia chei da sódad. Até eles sa lembrrarrem qe tamém querrem ficarr cárrábida, cálbarquel ou ca prraia do Cagalhão da Ti Marri Esguelha e aí agente na tem má reméd quir pá cachefarra a mamarr co bafe da sócel, ca jorra dos reboques e cus putos da Belavista à calházada cagente, de lá de cima do monte.

 

Esta merrda dêxame cuma ganda mágoa do pêt perrqu a Trróia, même sende de todes é má dagente do douts gajes quaisquerres. Agente de stubal éq semp foi páli cuand a Trróia tava a ganharr rançe. Errágente de stubal quia apanharr conquilha e amêjoa, quenchia a prraia do férri até à bola de nívea, meme ca água chei da pintelhe de velha e alfrreca. Érrem os casalinhes de stubal quíém pás dunas amandarr gandas

foêrrádas. E tamém érrem os mirrones de stubal quíen palá verr os casalinhes amandarrem gandas foêrrádas.. E atão agórra agent vai dêxarr carrobem isso tudo dagente só paq mêa dúzia de filhas da puta possem terr casas novas meme em cima da prraia. Deve serr pa irrem ó ligueirrão da marrquise cuande chegarrem as marrés vivas...

 

Abjáboca se vou masé deixaar dirr ós demingues pá Trróia, pá gajinhe. Nem que vá do bót mas eles que ssafodem. E léve o fgarrêrre pássarr massacotes, o chapéu da olá e o rád póóvirr o vtórria. E cada vez que vaia, enfie tóneirras dos choques da arreia páqueles riquinhes cabrrões todos pizárrem até cus pés deles parrecerrem salmenetes ratados pum chôc. E já na mate más alforrecas. Aquil queles tarrem a fazerr cagente tá palá da bóia. A prraia da Trróia é tante dos de stúbal como de qualquerr vase da merda. Ó mais. Agent devia erra fazer uma mafestação da Trróia e cagarr à porrta das casas novas deles. Tunga.

 

Gandas panas da cabrrões.

 

 

Mestre Calafate

 

(...)"

 

Via Olheiros de Setúbal



publicado por olhar para o mundo às 16:11 | link do post | comentar

Sexta-feira, 14.08.09

Uma imagem ridicula e sem sentido

 

Imagem do Público

 

Há coisas neste país que simplesmente caem no ridiculo,  aquilo que  os senhores do 31 da Armada fizeram não passou de uma infantilidade efectuada por umas crianças grandes que se propuseram dar notoriedade ao blog. A justiça é um assunto sério, e constitiuir arguido alguém por uma brincadeira de crianças grandes, é mais ridiculo que o acto em si, já não haverá em Portugal processos suficientes nos tribunais como para estarmos a criar mais uns? sinceramente!

 

 

Um dos membros do Movimento 31 da Armada que ontem se deslocaram à Câmara de Lisboa para entregar a bandeira municipal trocada por uma bandeira monárquica, numa acção organizada na última segunda-feira, foi constituído arguido por suspeita de prática do furto, confirmou hoje a PSP em comunicado.


Henrique Burnay e dois outros elementos do 31 da Armada, como indicou o próprio ao PÚBLICO, deslocaram-se ontem à autarquia para devolver a bandeira municipal. Após terem informado uma funcionária da câmara que pretendiam entregar bandeira, esta pediu-lhes para aguardarem. No lugar de um representante da autarquia foram recebidos por dois agentes da PSP que além de terem ficado com a bandeira municipal pediram a Burnay que se deslocasse à esquadra.

 

Noticia do Público

 



publicado por olhar para o mundo às 15:48 | link do post | comentar

Sábado, 08.08.09

O país ficou mais pobre, morreu um homem bom e um grande actor.

 

 

O actor Raul Solnado morreu hoje às 10h50, aos 79 anos, na sequência da evolução de um quadro clínico Cardio-Vascular grave, informou a Direcção Clinica do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.


Raul Augusto de Almeida Solnado nasceu em Lisboa a 19 de Outubro de 1929. Entrou no mundo do teatro em 1947, enquanto actor amador, no Grupo Dramático da Sociedade de Instrução Guilherme Cossul.

Mais tarde, em 1952, profissionalizou-se e começou a construir uma carreira como artista de variedades e teatral, não pondo de lado a sua via humorística na rádio e na música.

Em 1960 adapta para português um sketch do espanhol Miguel Gila - "A Guerra de 1908" - e, em 1961, interpreta-o na revista "Bate o Pé", no Teatro Maria Vitória em Outubro de 1961.

A sua passagem pela televisão ficou marcada pelos programas "Zip Zip", "A Visita da Cornélia" ou ainda "O Resto São Cantigas".

Pelo seu contributo, Raul Solnado recebeu, a 10 de Junho de 2004, a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.

Até à sua morte foi director da Casa do Artista, em Lisboa, instituição que fundou em 1999 juntamente com outros actores.

 

Via Publico

 

 



publicado por olhar para o mundo às 14:26 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sexta-feira, 07.08.09

Luis Monteiro Rumo à Antártica

 

 

Podes achar estranho, mas em tempo de verão..o que eu mais quero é ir à Antárctica!eheh

 
Chamo-me Luís, sou de Vila Real, blogger há 6 anos, e um dos meus sonhos mais loucos é viajar e conhecer aquele continente :) Estou numa competição Internacional com 400 bloggers de todo o mundo em busca deste sonho sonho de me tornar o blogger oficial de uma expedição ao Sul...!
 
Só que para isso preciso de votos, de muitos votos (emails)! Os meus adversários são de peso, e apesar de me encontrar em primeiro tem sido difícil manter a liderança contra Norte-Americanos e Egípcios...

O apoio que preciso tem a ver com uma coisa essencial... A divulgação e sensibilização das pessoas para votarem no Português (Um voto é um registo rápido e simples de email no site da empresa que organiza a expedição)

Tenho feito coisas loucas para isto..vesti-me de pinguim e fui à praia angariar votos, fui à baixa Lisboeta, etc...! Já apareci na RTP e na Antena 3...e tem sido uma bela loucura isto!

Achas que me conseguirias dar um apoio ? Quer seja referindo e partilhando o blog, quer seja mesma adicionando a faixa de apoio tipo piaçaba ? ehehe!

Ficar-te-ia muiiito agradecido mesmo! É que preciso do apoio de todos os Portugueses senão não vou lá...!
 
Obrigado pelo possível voto e apoio,

Luís Monteiro
Blog da aventura: http://www.rumoantarctida.com/?p=398
Blog para votar: http://www.blogyourwaytoantarctica.com/blogs/view/102
Twitter: http://www.twitter.com/rumoantarctica
 
PS: Irei "retribuir" pessoalmente a todos os que me apoiam com um monumental festão que vou organizar por Lisboa! :)


publicado por olhar para o mundo às 14:59 | link do post | comentar

Os bebés não são eléctricos

 

Via O que é o Jantar?



publicado por olhar para o mundo às 08:04 | link do post | comentar

Segunda-feira, 01.06.09

Casamentos gay.

 

Vêm das artes, ensino, justiça, política. A lista do Movimento Pela Igualdade (MPI), que defende a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo, tem figuras de praticamente todos os quadrantes. Entre elas estão José Saramago, Daniel Sampaio, António Costa, Ricardo Araújo Pereira ou Miguel Sousa Tavares. 


O número de subscritores já quase ultrapassou o milhar e alguns estarão presentes amanhã, pelas 16h00, no Cinema São Jorge, onde decorrerá a apresentação oficial do MPI.

"É um assunto que interessa a toda a sociedade civil", justifica Paulo Vieira, activista da Não Te Prives, uma associação de defesa dos direitos dos homossexuais, sedeada em Coimbra. O MPI "nasceu da vontade das 11 associações que organizam as marchas gay de Lisboa e Porto, sem uma estrutura muito concreta". E se, nos finais de Abril, reunia sobretudo pessoas ligadas à causa, um mês depois inclui centenas de figuras públicas e anónimos. 

"Começámos por contactar pessoas que foram recolhendo assinaturas. É um trabalho com uma dinâmica de rede não hierarquizada, que vai muito além dos activistas LGBT", explica Vieira, para quem "o tipo de pessoas que aderiu" demonstra a urgência do debate. "A abrangência na defesa da igualdade mostra que a sociedade portuguesa quer esta mudança". 

O MPI assume-se como um movimento de pressão da sociedade civil sobre o poder político, também ele representado na lista através de Ana Drago, Edite Estrela, Ana Gomes, entre muitos outros. 

Questionado sobre a inexistência de políticos com uma orientação sexual gay - pelo menos de forma assumida -, Paulo Vieira refere que tal se deve "ao facto de a homofobia ainda ser um elemento muito importante na cultura portuguesa". "Ser homossexual ainda é mal visto e as estruturas partidárias não estão isentas dessa discriminação. São um reflexo da sociedade", lamenta o activista.

Portugal é um dos 14 países que ponderam regular o casamento entre pessoas do mesmo sexo (ver caixa). Em Janeiro, perante os militantes socialistas, José Sócrates deixou claro que chegou a altura de promover a discussão sobre os casamentos homossexuais. Trata-se, disse, de "eliminar uma discriminação histórica que não honra nenhuma sociedade aberta". 

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:11 | link do post | comentar

Terça-feira, 26.05.09

 De fato, este meu ato refere-se à não aceitação deste pato com vista a assassinar a Língua Portuguesa.

Por isso ... por não aceitar este pato ... também não vou aceitar ir a esse almoço para comer um arroz de pato ...
 
A esta ora está úmido lá fora ... por isso, de fato lá terei de vestir um fato ...

 

Concorda com o modo de escrever acima exemplificado?
Se não concordar, clique no link que se segue e assine:

 

http://www.ipetitions.com/petition/manifestolinguaportuguesa

 

 

 

 Tell a friend about this petition



publicado por olhar para o mundo às 10:46 | link do post | comentar

Sexta-feira, 15.05.09

 Sexo como deus manda

 

Ksawery Knotz escreveu um verdadeiro manual do amor cristão, que conta com a "benção" da igreja católica na Polónia e que já se converteu num best-seller em Varsóvia. O padre franciscano põe fim à exclusividade da posição de missionário e garante que, durante o coito, os casais casados "podem mostrar o seu amor em todos os sentidos", incluindo através "da estimulação manual e oral", sem que por isso se ofenda a Deus.

 

Vi ionline

 

Sexo e Deus na mesma frase é algo bizarro... não?



publicado por olhar para o mundo às 16:02 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Segunda-feira, 11.05.09

Porto tetra campeão

 

Via HenriCartoon 



publicado por olhar para o mundo às 08:57 | link do post | comentar

Segunda-feira, 27.04.09

 

 

Via Anovis Anophelis



publicado por olhar para o mundo às 10:39 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Segunda-feira, 20.04.09

Pai de actriz de "Slumdog" quis vendê-la por 310 mil euros 

 

O pai de uma menina de nove anos actriz de “Quem Quer ser Bilionário?” ("Slumdog Billionaire"), um filme gravado num bairro de lata de Bombaim, tentou vendê-la por 310 mil euros. Rubina Ali protagonizou a pequena Latika no filme que venceu oito prémios em Hollywood. “Ela agora é especial. É uma criança que ganhou um óscar”, justificou um membro da família para aumentar o preço da “adopção”.

Uma equipa do tablóide britânico “News of The World” fez-se passar por um xeque milionário do Dubai para entrar em contacto com a família de Rubina. O jornal tinha recebido a informação de que o pai da criança, Rafiq Qureshi, começou a pôr a hipótese de a vender depois de ter sido abordado por um casal do Médio Oriente que ficou comovido ao ver a pobreza em que vive Rubina, numa reportagem transmitida pela Al-Jazeera.

“Tenho que ter em consideração o que é melhor para mim, para a minha família e para o futuro de Rubina”, justificou Qureshi ao jornalista-xeque. “Não recebemos nada com este filme”. E foi quase num murmúrio que fez saber o preço que queria por ela, durante um encontro num hotel da grande metrópole indiana: “Vinte milhões de rupias”. Sensivelmente 310 mil euros.

O informador da equipa do “News” tinha afirmado antes que “a família de Rubina está furiosa porque, apesar de o filme estar a correr bem [tornou-se num sucesso de bilheteira em todo o mundo] e de a sua filha ter ficado tão famosa, ainda vivem em condições muito precárias”. Quando perguntou a Rafiq se ele estava a considerar dar a filha para adopção, o pai da rapariga respondeu: “Sim, estamos a ponderar o futuro dela”.

O “negócio” foi avançando com o cunhado de Rafiq, Rajan, como intermediário também. Não foram feitas perguntas sobre antecedentes, intenções ou sequer nomes dos pais adoptivos, escreve o jornal.

Quando o diário “The Times” foi visitar a família, na semana passada (sem nenhuma relação com as notícias de adopção), perguntou a Rafiq se achava que a filha tinha recebido um pagamento justo pela sua participação no filme de Danny Boyle. “Na altura achei que sim. Agora que vimos que está a correr tão bem já não tenho a certeza”, disse.

Rafiq revelou então estar desapontado por viver ainda num bairro de lata – igual ao que é retratado no filme – sem mais do que uma divisão para toda a família, que dorme no chão. Mas adiantou que o conselho local lhe prometeu uma casa depois das eleições legislativas, que estão a decorrer no país.


Rubina frequenta a escola, mas tem ainda assim continuado a trabalhar, tendo recentemente gravado um anúncio publicitário com a actriz Nicole Kidman, referiu Rafiq. Segundo o pai, esse trabalho foi mais bem pago do que um mês de filmagens para “Slumdog”, que lhe valeu 150 mil rupias (cerca de 2300 euros).

A equipa do filme diz que não quis inundar as crianças de dinheiro, e que em vez disso criou um fundo para garantir a sua educação. Também foi criado um plano de mais de meio milhão de euros para melhorar a vida de crianças indianas que vivem em bairros de lata, como Rubina.

O tráfico de raparigas para o Médio Oriente é um problema grave na Índia. Muitas são transformadas em escravas sexuais ou criadas domésticas. O “News” adianta que todos os anos, 11 milhões de crianças são abandonadas no país, tornando-se vítimas fáceis. 

 

Via Publico

 

Há coisas que me deixam sem palavras!



publicado por olhar para o mundo às 09:17 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sexta-feira, 17.04.09

Susan Boyle sim sabe cantar no Yahoo! Vídeo

Como as aparências enganam..... ouça com atenção, Susan Boyle no Idolos Britanico Bom fim de semana



publicado por olhar para o mundo às 17:11 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quarta-feira, 08.04.09

Porto!

Via HenriCartoon

 

Agora voltem lá a dizer que foi o melhor sorteio que podiam ter... ou digam que a culpa foi do árbitro...

 

 



publicado por olhar para o mundo às 09:04 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Segunda-feira, 06.04.09

Ferguson e o mau perder

 

"O treinador do Manchester United não poupa nas palavras. O confronto com os portistas é já amanhã e o escocês está mais afiado que nunca.


É Sir, mas às vezes não parece. No final do jogo com o Aston Villa, ganho “in extremis” nos descontos (3-2), falou do jogo com o FC Porto. E lembrou o último confronto com a formação portuguesa. 

“Só espero que não nos aconteça o mesmo que há cinco anos. Já se esqueceram do golo que foi anulado a Scholes, em nossa casa? Do livre que nunca deveria ter sido marcado contra nós por falta que Ronaldo não cometeu e do qual surgiu o golo do FC Porto, que ditou a nossa eliminação? Fomos roubados e não só nesse jogo. Fomos roubados nos dois jogos com o FC Porto”, lembrou o treinador escocês.

E voltou à carga. “Continuo a pensar que o Barcelona será a maior ameaça para repetirmos uma vitória na Champions”, desvalorizando o valor do FC Porto."

 

Noticia do Publico

 

E eu que pensei que o choradinho e o mau perder era só por cá... 



publicado por olhar para o mundo às 10:38 | link do post | comentar

Terça-feira, 31.03.09



 

Ouvi a noticia na rádio mas não me tinha apercebido por onde ia a coisa,  hoje finalmente percebi, Jovem que está internado no hospital depois de ser electrocutado na estação de comboios em Faro, estava a praticar parkour. O Parkour é um desporto, uma loucura ou uma tremenda irresponsabilidade?



publicado por olhar para o mundo às 08:50 | link do post | comentar

Sexta-feira, 06.03.09

 

 

Klepht- Por uma noite

 

Sabes, de vez em quando lembro-me de ti..... é estranho... uma enorme distância...e nenhum porquê! Ás vezes a vida é triste... e é muito estranho quando sentimos saudades do que nunca conhecemos.



publicado por olhar para o mundo às 21:56 | link do post | comentar

Segundo o Cavaco Silva, as autoridades alemãs classificam o caso de anormal e colocaram-no na categoria de casos a que a atribuem a denominação de ‘bruxedo'.

 

Via Correio da manhã



publicado por olhar para o mundo às 00:12 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.03.09

Há sempre algo que podemos fazer, mais não seja, gritar ao mundo para que isto pare.


publicado por olhar para o mundo às 21:10 | link do post | comentar | ver comentários (3)

mais sobre mim
posts recentes

Campanha Procuram-se Abra...

Estátua gigante de Jesus ...

Dia Internacional Contra ...

Vamos Limpar Portugal

Há sexo homossexual no Va...

Campanha de Emergência da...

Pelo regresso ao Saara Oc...

Mortas em nome da cobardi...

Mãe Má

Olha para a minha pulseir...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados