Segunda-feira, 31.01.11

Sim.. quem foi?

 

Via Maracujá



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 24.01.11

Abstenção, é o voto obrigatório a solução

 

Os portugueses tendem a votar cada vez menos e foi numas eleições presidenciais que se atingiu o recorde de abstenção. A culpa é dividida entre cidadãos, políticos e Estado. O voto obrigatório é a solução?

 

Freitas do Amaral diz que boa parte da abstenção se deve à manutenção nos cadernos eleitorais de pessoas que já morreram - uma pecha no funcionamento do sistema numa altura em que a informática e a tecnologia são tão desenvolvidas. Jorge Miguéis, director-geral da Administração Eleitoral, olha para os chamados "eleitores-fantasma" - denominação de que, aliás, não gosta - como portugueses que mudaram de residência, parte deles para o estrangeiro, e não actualizaram a morada nos cadernos. Os politólogos ouvidos pelo PÚBLICO falam sobretudo de um distanciamento dos cidadãos em relação à política.

Mas quem são os portugueses que entram nas contas da abstenção cada vez mais elevada? Estão mortos? Ou simplesmente não querem votar?

A imagem pode parecer estranha, mas tentemos: a abstenção é como uma dor persistente numa perna, um aviso de que algo não está bem. A analogia é feita pelo politólogo Manuel Meirinho, do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. "A abstenção elevada, como se prevê que seja também nestas eleições, é um sintoma de que o sistema democrático não está bem, de que começa a ficar doente."

Os níveis de abstenção mostram que os portugueses hierarquizam as eleições consoante as que mais directamente interferem com o seu quotidiano, defendem todos os politólogos. Daí que nas europeias a ausência das urnas ande sempre acima dos 60 por cento desde a década de 1990 e nas autárquicas ronde os 40 por cento.

Nas presidenciais e nas legislativas a tendência é mais variável, embora tenha sido nas primeiras que se ultrapassou a barreira dos 50 por cento, na altura da reeleição de Jorge Sampaio. "Quando há recandidatos é sempre certo que a abstenção aumenta", constata Carlos Jalali, da Universidade de Aveiro, que acrescenta o facto de o Presidente, "ainda que não seja mera figura decorativa, não é quem governa", pelo que estas eleições se tornam "menos atractivas" para o eleitor. As legislativas têm mais adesão por estar em causa a governação, com impacto directo na vida dos cidadãos.

Além desta hierarquização, entre as razões para a abstenção está a pouca competitividade entre candidatos, a descredibilização da política e dos políticos e também algum laxismo por parte dos cidadãos, dizem os mesmos investigadores. A que se soma a diluição da ideologia dos partidos - em vez de serem de nicho, são cada vez mais abrangentes, para ganhar votos. "Quantos partidos promovem debates e tertúlias, quantos militantes vão colar cartazes?", interroga-se Jalali.

Há também que não esquecer o factor protesto, que justifica uma boa fatia da abstenção. Que deve ser somado ao que emana dos votos em branco e nulos - em presidenciais recentes chegaram a somar dois e três por cento, mais do que alguns candidatos. Meirinho defende que a indiferença e apatia são também duras formas de criticar.

 

Ver resto do artigo no Público



publicado por olhar para o mundo às 19:14 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Domingo, 23.01.11

Como saber o número de eleitor?

 

Está recenseado e perdeu o cartão de eleitor?, não sabe onde votar?... o site do MAI diz-lhe o seu número de eleitor e onde votar, basta o número do bilhete de identidade e a data de nascimento, é aqui, não deixe de ir votar.

 



publicado por olhar para o mundo às 13:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 21.01.11

O homem sério que mentiu na escritura da casa

 

Cavaco Silva fez obras durante um ano na sua actual residência de Verão com a licença caducada e em desrespeito do processo inicialmente aprovado.

 

As obras foram concluídas em Agosto de 1999, mas o então professor de economia e ex-primeiro-ministro só obteve a licença para fazer as obras de alteração a 30 de Novembro desse ano. Onze dias antes, porém, já tinha requerido a licença de utilização da moradia, a qual foi emitida, sem a necessária vistoria camarária prévia, a 3 de Dezembro. 

As irregularidades no licenciamento da construção da sua moradia, a vivenda Gaivota Azul, na urbanização da Coelha, concelho de Albufeira, a 600 metros da praia da Coelha, não são um caso inédito. Mas o acervo documental reunido nos três volumes do processo camarário consultado pelo PÚBLICO mostra um conjunto de procedimentos marcado por sucessivas violações das normas legais em matéria urbanística. 

Numa declaração transmitida por um membro da candidatura, Cavaco Silva respondeu ontem às perguntas do PÚBLICO dizendo apenas: “Não alimento esse tipo de campanhas.” 

Das irregularidades neste processo, umas são da responsabilidade da empresa Galvana — de que era sócio e representante Teófilo Carapeto Dias, um amigo de infância e antigo assessor de Cavaco. A Galvana era a proprietária e foi ela que iniciou a construção da moradia em Outubro de 1997. Outras são da responsabilidade do actual Presidente da República, que adquiriu, em Julho de 1999, os 1891 metros quadrados da propriedade, que resultaram da junção de dois lotes da urbanização, com a estrutura de uma moradia de três pisos concluída, paredes exteriores rebocadas e telhado quase pronto. 

A construção arrancou devidamente licenciada, com um alvará emitido em nome da Galvana, válido até 25 de Junho de 1998. O projecto, do arquitecto Olavo Dias, começou por levantar alguns problemas, visto que a sua implantação incidia sobre dois lotes nos quais estavam previstas duas moradias, mas tudo se resolveu com uma alteração ao alvará de loteamento. A aprovação desta alteração, que fez com que o lote de Cavaco Silva tenha perto do dobro da área de todos os outros, deveria ter sido precedida de um parecer da antiga Comissão de Coordenação Regional do Algarve. Esse parecer, embora a câmara tenha deliberado no sentido de ele ser solicitado, não consta do processo. 

A obra licenciada, com cave, rés-do-chão e primeiro andar, incluía cinco quartos duplos e um simples, todos com casa de banho, e totalizava uma “área bruta de construção” de 620m2, sendo a chamada “área útil” de 388m2 e a “área habitável” de 242m2. O projecto previa também uma piscina de 90m2.

 

Ler resto da noticia no Público



publicado por olhar para o mundo às 19:20 | link do post | comentar

Segunda-feira, 03.01.11

Vamos Votar

 

Tem circulado de forma generalizada na Internet e através de correio electrónico uma mensagem de apelo ao voto em branco. Esta mensagem induz os cidadãos em erro, na medida em que afirma que se for obtida uma percentagem maioritária de votos em branco a eleição do Presidente da República, do próximo dia 23 de Janeiro de 2011, será anulada.

 

 

Por essa razão, um número significativo de cidadãos tem vindo a solicitar à Comissão Nacional de Eleições esclarecimentos sobre a veracidade da informação divulgada.

 

 

No sentido de promover o esclarecimento objectivo dos cidadãos a este respeito, a Comissão Nacional de Eleições vem informar o seguinte:

 

- Os votos em branco e os votos nulos não têm influência no apuramento dos resultados;

 

- Será sempre eleito, à primeira ou segunda volta, o candidato que tiver mais de metade dos votos expressos, qualquer que seja o número de votos brancos ou nulos.

 

 

Ao abrigo do artigo 11.º do Decreto-lei n.º 85-D/75, de 26 de Fevereiro, determina-se a divulgação da presente nota.

 

Retirado do site da CNE



publicado por olhar para o mundo às 20:20 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quarta-feira, 27.10.10

Fora com os outdoors

 

Via HenriCartoon



publicado por olhar para o mundo às 09:04 | link do post | comentar

Segunda-feira, 11.01.10

Hillary e as amantes do marido

 

 Mais de um ano depois das eleições presidenciais norte-americanas, novos escândalos continuam a ser divulgados. Mark Halperin e John Heilemann são os autores do livro “Game Change”, que estará à venda a partir de amanhã e que revela algumas histórias passadas durante a campanha eleitoral, baseadas em entrevistas feitas a 200 membros dos partidos mais tradicionais dos EUA. O livro só estará em banca amanhã, mas o “The Atlantic” teve acesso privilegiado à publicação.

Segundo um trecho divulgado pelo site, Bill CLinton terá tido uma relação extraconjugal durante a campanha da mulher, Hillary Clinton. Durante meses, Hillary estabeleceu um comité de assessores que averiguou este caso e foi-se preparando para a divulgação do escândalo, mas a história nunca chegou a passar para o público.
O livro também revela que após a vitória eleitoral de Barack Obama, Hillary Clinton disse ao seu oponente democrata à Presidência que seu marido interferiria no Governo se ela aceitasse o cargo de secretária de Estado. “Há um único problema que é o meu marido. Já viste como é, seira um circo se aceitar este trabalho”, terá dito Hillary Clinton perante a possibilidade de aceitar o cargo de secretária de Estado.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 14:21 | link do post | comentar

Segunda-feira, 12.10.09

Os suspeitos do costume

 

Via HenriCartoon 



publicado por olhar para o mundo às 10:04 | link do post | comentar

Quarta-feira, 30.09.09

Nós também não queremos mais polémicas

 

 O primeiro-ministro, José Sócrates, disse hoje que não quer alimentar “mais polémicas” no chamado “caso das escutas”. Questionado pelos jornalistas quanto à comunicação de ontem à noite do Presidente da República, José Sócrates afirmou que a posição do Partido Socialista foi já expressa ontem pelo Ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira. “Qualquer outro comentário seria contribuir para esta polémica que desgasta as instituições”, disse Sócrates, à margem da inauguração de uma auto-estrada em Cascais.

 

Via Público

 

Haj alguém que não queira deitar mais achas para esta fogueira, é que com a guerra que está instalada, quem mais tem  a perder é sempre o país... meus senhores, tenham juízo.... 




publicado por olhar para o mundo às 13:38 | link do post | comentar

 

 

O presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, disse hoje que Portugal "não é seguro" por ser "um país louco", declarando ter "cada vez menos a ver com o rectângulo".

"[Portugal] não é um país seguro mas como é um país louco é natural também que não seja seguro", disse, Alberto João Jardim, num comentário à declaração de terça-feira à noite do Presidente da República, Cavaco Silva.

Alberto João Jardim ironizou ainda sobre as circunstâncias que terão rodeado a divulgação a 18 de Setembro pelo Diário de Notícias (DN), em plena campanha eleitoral para as legislativas, de uma alegada mensagem de correio electrónico trocada entre dois jornalistas do Público - Luciano Alvarez e o correspondente da Madeira, Tolentino de Nóbrega.

Um e-mail que serviu de base à notícia do jornal desse dia, segundo a qual o assessor do Presidente da República Fernando Lima terá sido a fonte do diário Público quando, a 19 de Agosto, com base numa fonte não identificada de Belém, noticiou a existência de suspeitas sobre a alegada vigilância do Governo sobre a Presidência da República.

"Fiquei esclarecido que houve papéis em mãos de jornalistas que falavam de hipotéticas conspirações e que esses papéis, estando nas mãos de um ou vários jornalistas do Público, foram parar aos jornalistas do jornal rival, o Diário de Notícias, que, assim, prestou um serviço ao PS pelo que, agora, vamos ver qual é o prémio dos jornalistas que passaram os papéis ao jornal rival".

E declarou: "Finalmente, fico convencido que cada vez tenho menos a ver com o rectângulo", concluiu.

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 13:34 | link do post | comentar

Segunda-feira, 28.09.09

A vitória fantástica ..e o emplastro

 

Via HenriCartoon 



publicado por olhar para o mundo às 14:30 | link do post | comentar

Sexta-feira, 25.09.09

O desmancha prazeres

 

Via HenriCartoon 



publicado por olhar para o mundo às 09:53 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23.09.09

As reformas de Fundo 

Via Anterozoide



publicado por olhar para o mundo às 15:42 | link do post | comentar

Terça-feira, 22.09.09

 

 

Popout

 

Popout

 



publicado por olhar para o mundo às 09:58 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.09.09

 

 

Popout

 



publicado por olhar para o mundo às 11:07 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17.09.09

 

 

 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 10:30 | link do post | comentar

 Popout

 

Popout

 



publicado por olhar para o mundo às 08:48 | link do post | comentar

Quarta-feira, 16.09.09

Manuela Ferreira Leite, o 5. to gato fedorento

 

Via HenriCartoon 



publicado por olhar para o mundo às 17:54 | link do post | comentar

 4960565_fiWm9

Um desabafo do senhor André Freitas, secretário pessoal do Presidente do Governo Regional da Madeira. Via Erecções 2009.

 

Via Arrastão

 

Ora, obviamente, demita-se... estamos a falar da Madeira... obviamente, não se demite!



publicado por olhar para o mundo às 12:50 | link do post | comentar

 

 

Popout

 

Popout

 



publicado por olhar para o mundo às 08:52 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Terça-feira, 15.09.09

Dada a pouca relevância politica e o pouco para dizer, há que encontrar outras formas de chamar a atenção....

 

Noticia do Público

 

 O Movimento Mérito e Sociedade (MMS) entregou hoje uma providência cautelar no Supremo Tribunal Administrativo para suspender as eleições legislativas de 27 de Setembro, queixando-se de falta de igualdade e imparcialidade da Comunicação Social no tratamento das 15 candidaturas.


"Trata-se de uma iniciativa de um conjunto mais vasto que o MMS vai ter junto dos tribunais portugueses. Pensamos que terá viabilidade e, se for coroada de êxito, pretende a suspensão do acto eleitoral porque há uma violação nítida por parte da Comunicação Social dos imperativos da lei eleitoral e da Constituição", disse à Agência Lusa o cabeça-de-lista do MMS por Coimbra, Raul Esteves.

Sem adiantar quais as outras acções judiciais que o MMS pretende desenvolver, este juiz em gozo de licença sem vencimento previu uma decisão no "tempo normal dos tribunais", uma vez que todos os partidos têm que ser ouvidos, apesar de os "procedimentos cautelares serem urgentes".

"Se assim for, o Sr. Presidente da República terá que designar novo dia e terá de haver outro tipo de comportamento daqueles que estão obrigados a dar o mesmo tratamento a todas as candidaturas", continuou, referindo-se a uma eventual decisão favorável.

A argumentação do MMS assenta nos pontos 3 b) e 3 c) do artigo 113º da Constituição da República Portuguesa, respectivamente sobre a "Igualdade de oportunidades e de tratamento das diversas candidaturas" e a "Imparcialidade das entidades públicas perante as candidaturas", além dos artigos 1º e 2º da Lei nº26/99, que regula a propaganda e a neutralidade das entidades públicas em eleições, novamente sobre a "Igualdade de oportunidades".

A democracia portuguesa não está saudável. O MMS tem várias iniciativas todos os dias e nada aparece na Comunicação Social. É como uma corrida de ciclismo em que para uns - os partidos com assento parlamentar - a estrada é a descer e para os outros é um percurso de montanha", concluiu.



publicado por olhar para o mundo às 15:01 | link do post | comentar | ver comentários (2)



publicado por olhar para o mundo às 08:49 | link do post | comentar

Segunda-feira, 14.09.09

A politica da verdade de Ferreira Leite 

Via Anovis Anophelis



publicado por olhar para o mundo às 10:39 | link do post | comentar

Quinta-feira, 10.09.09

A luta entre o vazio de ideias e a cassete sem ideias novas 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 10:55 | link do post | comentar

Quarta-feira, 09.09.09

Os obejectivos da Manuela Ferreira Leite 

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 11:08 | link do post | comentar

Segunda-feira, 07.09.09

 

 

segundo noticia do Público:

 

Ferreira Leite usa carro do Estado em campanha eleitoral na Madeira 

 

Isto depois de dizer que a Madeira é um exemplo da boa gestão democrática... e pronto.. já sabemos o que ela entende por boa gestão e por democracia.



publicado por olhar para o mundo às 16:40 | link do post | comentar

Terça-feira, 04.08.09

Vazio de ideias 

Via Henriartoon



publicado por olhar para o mundo às 08:07 | link do post | comentar

Quarta-feira, 17.06.09

 Votou duas vezes?

 

São casos residuais. Mas há eleitores que conseguiram votar duas vezes nas últimas eleições europeias, confirmou esta tarde à TSF o porta-voz da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Nuno Godinho de Matos em resposta a uma notícia, avançada pelo “Diário de Leiria” sobre um homem que conseguiu votar duas vezes.


Vítor Manuel Teixeira da Costa Santos tinha recebido o novo cartão de eleitor há pouco tempo, depois de mudar de residência para outra freguesia. No domingo, dia 7, dia de eleições europeias, foi votar na freguesia de onde era natural, em Golpilheira, concelho da Batalha, com o velho cartão de eleitor. Depois decidiu verificar se o sistema funcionava e com o cartão do cidadão foi votar na freguesia de residência, em Maceira, Leiria, onde reside há 28 anos. Acabou por conseguir votar nos dois sítios. A história é contada hoje pelo “Diário de Leiria”.

Contactado pelo “Diário de Leiria”, Nuno Godinho de Matos afirma que o facto só pode ter sido devido a “um erro informático”, que fez com que o cidadão registado em Maceira permanecesse recenseado na Golpilheira. E adiantou ainda que a CNE tem conhecimento de mais um caso. O porta-voz alerta ainda para o facto de se votar duas vezes conscientemente ser crime, apesar da Lei Eleitoral para o Parlamento Europeu, no seu artigo 14º B, apenas entender como punível o voto em simultâneo em Portugal e noutro país da União Europeia.

À TSF, Nuno Godinho de Matos defendeu que o caso deve ser denunciado à Direcção-Geral da Administração Interna e frisou que estes casos, embora necessitem de ser corrigidos, são residuais e não colocam em causa os resultados eleitorais.

 

Via Publico

 

Será que isto explica que alguém tenha ganho às sondagens?.. e que haja tanta gente a gostar da Manela? 


sinto-me

publicado por olhar para o mundo às 16:54 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Sim, quem se não a carnei...

Abstenção, O voto obrigat...

Como saber o número de el...

E isto é de pessoas séria...

A CNE sobre os votos em b...

Sem Outdoors

Bill clinton e as amantes...

Eleições:Os suspeitos do ...

Haja alguém que não deite...

Alberto João Jardim: "Com...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados