Domingo, 12.12.10

Sexo, Como levar uma mulher ao orgasmo

 

A maneira é fazer com que a mulher tenha o maior número de áreas sexuais estimuladas...


Técnica:
Para se alcançar o objetivo em questão, a maneira é fazer com que a mulher tenha o maior número de áreas sexuais estimuladas ao mesmo tempo. As áreas principais para a maioria é: boca, peito, anus, vagina, clitóris e bumbum. Como não existe regra, podem haver áreas diferentes para cada mulher, como os pés as mãos, a clavícula, o pescoço, a parte posterior do cotovelo e outras. Em um futuro será descrito como excitar essas áreas menos comuns.

A posição:
Existem duas posições principais nas quais foram conseguidos bons rendimentos: posição ginecológica, e de quatro. Uma outra alternativa é uma semi-cambalhota, mas essa é mais complicada.

Boca:
Beijo é fundamental, muito bem conhecido, não cabe a este texto ficar descrevendo uma forma de excitação tão bem difundida.

Seios:
Outra forma de excitação bem conhecida, e uma das mais importantes. As melhores maneiras de excitação são: com os dedos em movimento circular em volta do mamilo, com os dedos no mamilo, comumente chamada de sintonia de rádio, e com o lábios, individualmente ou apertando os dois com a mão de forma a tentar sugar os dois ao mesmo tempo.

Anus:
Muito controvertido, geralmente adorado pelos homens, nem tanto pelas mulheres, é parte fundamental do processo. É muito recomendável que você conheça a pessoa, e faça uma higienização antes dessa fase, depois disso, não há muito problema. Abaixo algumas maneiras de excitação anal:

Beijo, beijar a entrada do anus causa excelentes resultados.

Introduzir a língua, tão eficaz ou melhor que o primeiro item. Deve-se penetrar com a língua o mais fundo possível, para isso, a melhor posição é a de quatro com o peito abaixado, formando um triângulo.

Introduzir o dedo, introduzir um dedo, ou mais de um se for o caso, preferencialmente lubrificado, causa boas sensações, a parte mais sensível é a superior, logo abaixo da vagina, mais ou menos a 3 ou 4 cm do anus. Procure massagear de formas variadas, em círculos, vibrando, pressionando e tente descobrir qual a que fornece melhores resultados.

Vagina:
Parte fundamental da técnica, todavia, não tão bem explorada, como deveria ser. Abaixo algumas sugestões:

Língua: Passar a língua na porta da vagina inicialmente para um pré-aquecimento, e só depois disso colocá-la bem fundo na vagina. Procure de preferência excitar as parte superiores, o mais próximo do Ponto G, que fica na metade do caminho entre a entrada e o colo do útero. Movimente a língua ao máximo, para cima e para baixo, de um lado para o outro e movimentos circulares. Depois de uma excitação vigorosa, pare por 10 segundos, isso vai parecer uma infinidade para a mulher, e vai deixá-la mais propensa a próxima excitação, depois retome o processo. Pode-se também intercalar uma penetração profunda com uma superficial. Distribua beijos por toda a área da vulva. Sugue os grandes e pequenos lábios. Sem dúvida a melhor posição para a penetração vaginal é a de quatro, segura-se a cintura da parceira, com a língua na entrada da vagina, e puxa-se contra o seu rosto com força. Um alternativa que também rende bons resultados é a posição ginecológica.

Dedo: Tão excitante quanto a língua, para algumas até melhor, é a excitação da vagina através dos dedos, em condições normais, um ou dois. O número de dedos vai com o gosto da pessoa, mas, um dedo apenas é melhor para acariciar o ponto G. Algumas pessoas sentem mais rugosas outras chegam a encontrar uma espécie de fio tensionado, caso o encontre, este é o melhor lugar para acariciar. O movimento ótimo para para ser feito é o movimento em forma de oito, com o centro do oito sobre o ponto G. Alterne movimentos de fricção forte e rápida, com suaves e lentas, mude para carinhos externos e depois para outros profundos chegando até o colo do útero.

Clitóris:
O clitóris é a parte decisiva da técnica, e existe uma infinidade de formas de excitá-lo. Serão descritas algumas aqui.

Massagear o clitóris com um dedo, o polegar ou o indicador, de preferência lubrificado com saliva. Faça movimentos com delicadeza para não doer. Pode-se colocar o clitóris entre o dedo indicador e o maior de todos e fazer movimentos circulares, esta forma é complicada de se executar, mas também tem bons efeitos.

Beijar o clitóris, levemente, fortemente, ou alternando, são excelentes maneiras de aquecer uma mulher.

Passar a língua: das formas de acariciar o clitóris esta é a mais diversificada. Um dos movimentos de maior sucesso é o que se faz em forma de oito, com o centro do oito sobre o centro clitoriano. Outra forma é o de cima para baixo, e de um lado para o outro. Procure sempre atingir o clitóris pela parte de baixo dele, levantando a pele que o recobre com o auxílio suave das mãos ou dos lábios, esse ponto é o de maior sensibilidade, e provoca efeitos mais rápidos. Outra abordagem é começar os trabalhos com o clitóris fazendo um mínimo toque com a língua ou com os lábios, quanto menor melhor, e a partir daí, aumentar progressivamente. Apertar entre os lábios e suga-los também causa um bom efeito. Varie sempre a velocidade e intensidade dos movimentos, até achar a forma adequada.

 

Via Toques de prazer



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Sábado, 11.12.10

Sexo, os desejos secretos das mulheres

 

Sexo sem fantasia é normal, mas será que é bom? Variar de vez em quanto, ainda mais em relacionamentos longos, é mais do que gostoso: é necessário. As mulheres costumam ser mais tímidas do que os homens na hora de revelar seus desejos mais secretos. Por isso, o iG Estilo pediu que elas contassem as suas taras mais comunos. Quem sabe, você não se anima a tentá-las com a sua parceira.

Dominação
Sem muita violência, Bruna, de 26 anos, diz que gostaria de ser dominada pelo namorado, mas não tem coragem de pedir isso. “Ele é muito certinho na cama. Tenho vergonha de dizer, mas gostaria que ele me amarrasse e me ‘obrigasse’ a fazer o que ele quisesse, mas sem me machucar.” 

A três
Camila, de 28, não tem certeza se colocará em prática essa fantasia, mas morre de vontade. “Talvez com um casinho, não um namorado. Mas o difícil é propor isso a uma pessoa”. Ela explica que quando é um relacionamento sério, tem medo de tocar no assunto e estragar a relação. Quando não é, não tem liberdade para tocar no assunto. “Podia ser com dois homens ou com mais uma mulher. Não tenho coragem de convidar, mas se me propuser, eu topo.”

Traição

Sexo a três é um pouco demais para Carolina, de 33 anos. Mas ela gosta de imaginar-se transando com outro parceiro ou sendo traída. “Fico imaginando eu o traindo ou ele a mim (inclusive diante do outro)”. Mas ela deixa claro que é uma fantasia. “Não quero colocar em prática”. Nem Carolina entende, mas pensar em traição, para ela, é excitante. “Quando eu desconfio do meu marido ou vejo ele olhando para alguma mulher, fico brava, pois sou ciumenta. Por outro lado, isso me excita. Estranho, não é?”

Muito romantismo
Karina, de 25 anos, diz que a fantasia perfeita para ela é apenas ser tratada como uma princesa. “Eu adoraria que um homem preparasse um quarto cheio de pétalas de rosas, velas, essências, incensos, foundue de chocolate, vinho e música suave...”, resume. Por mais que pareça simples, ela diz ser difícil de realizar. “Os homens não se preocupam com isso. Meu namorado já acendeu umas velinhas e abriu um vinho, mas, depois, falou que acha isso brega”, reclama. 

Na casa de outra pessoa
Sempre que vai a uma festinha na casa de amigos ou comer uma pizza com parentes, Luciana, 31 anos, pensa que seria ótimo invadir um quarto ou o banheiro para uma rapidinha. “Tenho receio de ser pega, por isso nunca rolou. Mas várias vezes eu já deixei o clima esquentar bem nessas situações. Fiquei passando a mão e falando besteiras no ouvido do meu namorado.”

Em público
Uma vez, Flávia, de 29 anos, transou com o namorado no estacionamento de uma boate. “Ninguém estava vendo, mas algumas pessoas passavam e percebiam. Isso me deixou excitada e despertou uma vontade de transar com as pessoas olhando de verdade”. Mas uma casa de swing não é uma boa ideia, segundo ela. “Não quero que ninguém me toque ou no meu namorado. Quero apenas que vejam.”

Com outro
Uma que procura realizar as fantasias que tem é Mariana, de 31 anos. “Sempre falo para o meu namorado de caras que eu acho interessantes. Isso não significa que eu queira outro homem. Sou fiel e não o trairia”, explica. Porém, na hora da transa, ela provoca o namorado falando que fica imaginando se fosse outro naquela situação. “Falo de amigos dele, do porteiro do prédio, um colega de trabalho. Até troco o nome dele... Ele adora e eu também.”

Fonte: Vladimir Maluf - iG Estilo

 

Retirado de aqui



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Terça-feira, 07.12.10

Natal em tempo de crise

 

A família Matos começou a dar presentes só aos solteiros da família há cinco ou seis anos. "Não é nada contra o casamento. Mas o Natal é para eles, para os mais novos", explica Amílcar, o patriarca, acrescentando: "E assim sempre se poupa muito dinheiro. O Natal tornou-se uma época deconsumismo." 

Uma das forma de gastar menos dinheiro no Natal, e continuar a manter as tradições familiares, é optar por dar presentes até uma certa idade: nesta época o significado das ofertas é maior para as crianças do que para os adultos; estabelecer uma idade-limite evita que se troquem vários presentes de baixo valor que muitas vezes nem representam o espírito de Natal.

Desta maneira, este ano a família Matos não vai gastar mais nem menos do que em anos anteriores. Ao contrário da maioria dos portugueses, que prevêem gastar 575 euros em compras de Natal este ano - valor que reflecte uma descida de 6% em relação a 2009, de acordo com um estudo da consultoraDeloitte apresentado em Novembro. As medidas de austeridade adoptadas pelo governo e asdificuldades financeiras parecem ter sido o motivo para o orçamento de Natal diminuir em 2010. Apesar disso, a redução do orçamento familiar nacional é bastante inferior à média de outros países europeus também afectados por restrições orçamentais, nomeadamente a Grécia e a Irlanda. De acordo com o "Xmas Survey 2010", a diminuição das despesas com as festas natalícias é de 21% na Grécia e de 11% na Irlanda.

Margarida Lopes, 25 anos, há vários Natais que oferece saquinhos com biscoitos aos amigos. "Como sempre, haverá bolos feitos por mim para todos. Mas a lista de presentes de Natal vai ser mais curta: mais presentes partilhados e todos eles mais baratos", explica ao i

Procurar alternativas para reduzir a despesa em época de crise - e apesar do subsídio de Natal - parece ser imperativo. Na hora de comprar, é essencial já ter cumprido uma das tarefas mais importantes: organizar a lista de pessoas a quem comprar presente. Depois de saber a quem vai oferecer presente de Natal, é importante definir um preço máximo por cada prenda: estabeleça preços razoáveis e procure combinar com os outros membros da família valores-limite para que ninguém os ultrapasse.

Uma forma mais económica de fazer a festa é planear o acontecimento: com maior antecedência, é possível pensar em alternativas de presentes feitos em casa. Se souber costurar e fazer malha, pode oferecer camisolas, toalhas, colchas. Agendas e calendários são outra alternativa para quem tenha jeito para os trabalhos manuais.

VENDER PARA COMPRAR A sua lista de Natal parece não ter fim? Opte por dar lembranças - a preços mais baixos - em detrimento de presentes muito caros (e guarde-os para os aniversários). Se os seus filhos já forem crescidos, decerto há brinquedos que pode tentar vender online ou a amigos e familiares: com a venda dos presentes mais antigos vai conseguir poupar para os deste ano. 

Outra alternativa é o "familiar secreto", um sorteio com papelinhos em que cada membro da família tira um e oferece um presente apenas a essa pessoa. Se não tiver mesmo orçamento para este Natal, não desespere: troque prendas por promessas. Ofereça-se como babysitter enquanto os seus tios ou amigos vão ao cinema ou então encarregue-se de ir ao supermercado durante um mês para os seus pais ficarem livres da ida às compras. Se estas dicas não chegam para diminuir o suficiente os gastos deste ano, seja mais precavido em 2011. Depois deste Natal compre um mealheiro em saldos (as promoções começam imediatamente a seguir ao dia de Natal) e comece a poupar já para o Natal do próximo ano.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:01 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sexta-feira, 03.12.10

Homem com calcinhas

 

Entre as fantasias do universo masculino, talvez o mais estranho aos olhos da mulher é quando o parceiro quer ser como... ela.

 

Mas o fetiche existe e, muitas vezes, não se trata de desvio na orientação sexual. Segundo a terapeuta sexual Sylvia Maria Marzano, o que eles querem é colocar o lado feminino para fora, com o uso de lingerie ou roupas femininas. Ou ainda pode ser que façam isso apenas por curiosidade ou pelo fetiche mesmo.

 

O homem que tem esses hábitos “femininos” não é necessariamente gay. “O homossexual não quer ser mulher! Ele é um homem que gosta de outro homem. Precisamos não confundir com travesti, que veste roupas de mulheres mas têm prazer também no pênis. Um homem com orientação homoerótica só gosta de homens”, explica.

 

Sylvia é também diretora do Instituto Isexp, de São Paulo, e diz que esse desejo não deve ser necessariamente rotulado como desvio. “Para sabermos o que ocorre com cada homem que se veste de mulher precisaremos saber das circunstâncias em que isso ocorre”, explica. Segundo ela, o “travestismo” é um desvio, assim como o “cross dresser”, e nem sempre quer dizer homossexualidade. “Há uma grande discussão a esse respeito e ainda não temos uma certeza”.

Para ela, se o casal não sofre com a atitude, se ela faz parte do processo de erotização do casal, não há necessidade de procurarem ajuda profissional. “Agora, se esse comportamento estiver fazendo com que a parceria não esteja equilibrada, com um ou os dois sentindo-se culpados ou com mal-estar, é necessário que procurem ajuda, que poderá ser médico ou psicólogo”. A coisa pode virar doença se avançar para uma parafilia, ou seja, quando a pessoa que só chega ao orgasmo após prazer intenso desencadeado sempre por uma situação (seguido de mal estar).

A dica de Sylvia é que se o homem se sentir angustiado, deve procurar a terapia sexual. “Juntos, ele e terapeuta podem descobrir que conteúdos o fazem agir dessa maneira e o que faz com que ele sinta-se infeliz”.

Por Sabrina Passos (MBPress)

 

Via Vila dois



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

O Androide é para meninos

 

Um estudo realizado pela Nielsen conclui que as mulheres preferem o iPhone ao Android, ao contrário dos homens que gostam mais do sistema operativo da Google.

 

A companhia de estudos de mercado revela que, na União Europeia, 32,6% dos homens com intenção de comprar um smartphone vai adquirir um com o software Android e só 22,8% das mulheres manifesta a mesma intenção. Na hora de comprar um telemóvel inteligente, o iPhone está na lista de compras de 30,9% das mulheres e 28,6% dos homens.

 

O Blackberry consegue praticamente o empate: 12,5% das mulheres e 12,8% dos homens optará por este aparelho na hora de escolher um novo telemóvel.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 01.12.10

A nasa descobriu vida extraterrestre?

 

NASA agendou para dia 2, quinta-feira, uma conferência de imprensa sobre Astrobiologia
Na palestra, vão discursar nomes ligados à evolução das espécies ou à possibilidade de vida em Marte, o que lança a especulação sobre que descoberta ligada à astrobiologia terá sido feita. 
Na sexta-feira, a NASA divulgou a descoberta de vestígios de oxigéniodióxido de carbono emReia, a maior das luas de Saturno, pela sonda Cassini.
A conferência vai ser transmitida em directo através do site da NASA.



publicado por olhar para o mundo às 10:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 24.11.10

População portuguesa cresce graças aos imigrantes

 

O número de nascimentos diminuiu em Portugal em 2009 e o de óbitos aumentou, mas verificou-se um acréscimo populacional de cerca de 10 500 pessoas, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativos ao ano passado.

De acordo com as estatísticas demográficas de 2009, a população residente em Portugal a 31 de dezembro era de 10 677 713 pessoas, "valor que traduz um acréscimo populacional de 10 463 indivíduos".

Para este acréscimo contribuíram um saldo migratório positivo de 15 408 pessoas e um saldo natural negativo de 4 945.

Em 2009 nasceram 99 491 filhos de mães residentes em Portugal, menos 5 103 do que em 2008. No ano passado, registaram-se 104 434 óbitos de residentes em Portugal, mais 154 do que no ano anterior.

"A evolução da população residente em Portugal tem vindo a denotar um continuado envelhecimento demográfico, como resultado das tendências de aumento da longevidade e de declínio da fecundidade", refere o INE.

A 31 de dezembro do ano passado, a população residente em Portugal era constituída por 15,2 por cento de jovens, com menos de 15 anos, 17,9 por cento de idosos, pessoas com 65 e mais anos, e 66,9 por cento de população em idade ativa, entre os 15 e os 64 anos.

Em Portugal há 118 idosos para cada cem jovens.

Em 2009 realizaram-se 40 391 casamentos, menos 2837 do que no ano anterior, e foram decretados 26 464 divórcios, número até junho, mais 70 do que em 2008.

A idade média dos noivos continua a aumentar, situando-se em 2009 nos 33,4 anos para os homens e nos 30,8 anos para as mulheres. Em 2008 era de 32,6 anos e 30,1 anos, respetivamente.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:02 | link do post | comentar

Sexta-feira, 19.11.10

8 vantagens de se ter bom sexo

 

Que o sexo te faz bem, isso você já notou. O orgasmo, por exemplo, é uma das sensações mais íntimas e deliciosas para homens e mulheres e é muito mais do que sinal do sucesso de uma relação sexual. A cada dia, os cientistas descobrem novos efeitos desta reação orgânica que, além de melhorar as emoções, faz muito pela sua saúde. “O orgasmo contribui para que homens e mulheres vivam com mais qualidade, trata-se de um momento de prazer que reverbera por vários dias”, afirma o ginecologista Neucenir Gallani, da clínica SYMCO.

Porém, apesar de proporcionar prazer e qualidade de vida, uma pesquisa feita pela Universidade de São Paulo (USP) revelou que 70 % dos brasileiros fazem menos sexo do que declaram em conversas e pesquisas públicas. Por isso, o Minha Vida estimula você a melhorar essa situação trazendo o que a ciência e os especialistas andam dizendo por aí sobre os benefícios que uma vida sexual ativa trazem ao corpo. Confira:

1. Alivia as crises de enxaquecas

Quando seu parceiro reclamar, dizendo que não quer sexo porque está com dor de cabeça, reverta a desculpa a favor da saúde dele. Segundo o médico Neucenir Gallani, o orgasmo libera substâncias, como as endorfinas, que atuam no sistema nervoso. “Elas diminuem a sensibilidade à dor, relaxando a musculatura e melhorando o humor”, afirma.

2. Melhora o aspecto da pele

Fazer sexo, principalmente no período da manhã, é um poderoso aliado da beleza para manter a juventude. Essa foi a conclusão de um estudo, realizado por cientistas da Universidade Queens (Reino Unido). De acordo com os pesquisadores, atingir o orgasmo aumenta os níveis de estrogênio, testosterona e de outros hormônios ligados ao brilho e a textura da pele e dos cabelos. Além disso, quando há o orgasmo, ocorre uma vasodilatação superficial dos vasos, até aumentando a temperatura em algumas pessoas. Com isso, a pele ganha uma aparência mais viçosa, e o brilho natural dela fica em destaque.

3. Alivia as cólicas da TPM

O ginecologista Neucenir Gallani faz questão de reforçar que isso não é uma regra, mas acontece com algumas mulheres. Os movimentos realizados durante o sexo estimulam os órgãos internos, que ficam mais relaxados e, com isso, há diminuição das dores que incomodam seu bem-estar nos dias antes da menstruação. “Mas há mulheres que, na fase pré-menstrual, não têm disposição para o sexo e forçar a barra pode ser pior”, diz o ginecologista.

4. Melhora o sono

O relaxamento que o orgasmo traz contribui para que você durma melhor, e não apenas no dias em que houver sexo. A reação tem efeito prolongado, devido a ação dos neurotransmissores que passam a agir no seu organismo com mais regularidade e numa quantidade maior.

5. Diminui o estresse

O médico faz questão de ressaltar que o orgasmo não deve ser encarado como um remédio calmante, mas como parte de uma relação afetiva que traz prazer. Quando isso acontece, os níveis de estresse tendem a diminuir não só pela estabilidade emocional, mas também porque os chamados hormônios do estresse, como o cortisol, apresentam atividade reduzida. Quem trouxe essa novidade foi um estudo escocês recém-publicado na revista Biological Psychology.

6. Diminui os riscos de infarto

Um estudo da Universidade de Bristol, na Grã-Bretanha, realizado com mais de 3 mil homens de 45 a 59 anos, concluiu, após 20 anos, que o sexo frequente pode reduzir o risco de infartos fatais e de derrames. De acordo com as conclusões da pesquisa, a morte súbita causada por problemas de coração é mais comum entre homens que afirmam ter níveis baixos ou moderados de atividade sexual. Saiba Mais

 

Queima calorias

Segundo a Associação Americana de Educadores e Terapeutas Sexuais, a atividade sexual pode ser um ótimo exercício para o corpo. Isso porque meia hora de sexo queimam, em média, 85 calorias. Portanto, se você está sem paciência para ir à academia, que tal optar pelo plano B? 8. Aumenta a imunidade Um estudo feito pela Wilkes University, nos Estados Unidos, mostrou que uma vida sexual ativa aumenta os níveis de um anticorpo conhecido como IgA , responsável pela proteção do organismo de infecções, gripes e resfriados.

 

Via Portal Midia



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Quinta-feira, 18.11.10

Publicidade enganosa

 

A empresa espanhola que comercializa as pulseiras Power Balance no país, foi multada em 15 mil euros pela Junta de Andaluzia, por “publicidade enganosa”. O objecto que promete melhorar o equilíbrio, força e flexibilidade, foi alvo de queixa pelo grupo de consumidores “Facua , que acusa o produto de “fraudulento, por prometer propriedades milagrosas que não lhe assistem”.
A venda de pulseiras já rendeu mais de 10 milhões de euros à empresa Power Balance Espanha, com mais de 300 mil unidades vendidas no país.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sexta-feira, 12.11.10

As portuguesas do calendário da Ryanair

 

Ryanair lançou hoje o seu novo calendário de beneficiência para 2011, onde, para cada mês do ano, pode ver uma das hospedeiras da companhia em biquíni. A portuguesa Vera aparece no mês de Agosto e Cristiana é a cara de Dezembro.

O objectivo é angariar 100 mil euros para uma instituição de caridade alemã.

“A tripulação de cabina da Ryanair está satisfeita, por uma vez mais, se despir-se para a caridade,” disse o CEO da empresa, Michael O’Leary, que acrescentou ainda que a decisão de doar os ganhos deste ano a uma instituição alemã se deve ao facto de 30% das receitas do calendário de 2010 terem vindo do mesmo país.

O calendário custa 10 euros e pode ser adquirido a bordo de qualquer voo da companhia ou no site da Ryanair.

 

 

 

Via Ionline

 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 05.11.10

Livro de instruções para quem gosta de uma rapidinha

 

Há casais que sentem prazer quando fazem sexo de forma inesperada e em situaçoes em que sabem que, caso não forem 'rápidos', correm o risco de serem apanhados em pleno ato! Ora, seja para os que já são adeptos, como para aquelas que gostavam de experimentar, seguem-se algumas pistas úteis para tudo correr pelo melhor!

*Facilita  sempre muito mais as manobras se optar por uma saia ou um vestido, sendo que é indiferente se é curto ou comprido, desde que não seja demasiado justo ao corpo.

*Convém que ande munida de uma escova na sua mala, para dar um jeito a eventuais consequências no seu cabelo, bem como maquilhagem, que pode ser preciso retocar.

*Os sons que emitem devem ser controlados, porque a piada da situação é poder ser apanhada, não ser, de facto, apanhada.

*Para disfarçar o delito, devem procurar ser discretas, não abandonando os dois o local do crime em simultâneo, mas um de cada vez e com o ar mais composto do mundo.

*O automóvel é um dos locais mais comuns para este tipo de sexo, sendo que facilita mais as 'manobras' se forem para o banco de trás e você ficar por cima do seu companheiro.

*Quando o fozerem de pé, pode ser mais fácil se a penetração for feita por trás, caso não tenha como manter os pés apoiados.

 

Via Activa



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Domingo, 31.10.10

Uma professora demasiado sexy

 

Ser “demasiado sexy” está a trazer problemas a uma professora italiana. Um grupo de pais exige que a jovem professora de 28 anos deixe de ensinar numa escola católica de Milão, apresentando como prova vários vídeos de Ileana Tacconelli na internet.
A polémica começou quando uma mãe disse ao director da escola que a professora era uma distracção para os alunos. A situação agravou quando vários pais descobriram vídeos da professora, que já foi miss, em poses sensuais.

 



publicado por olhar para o mundo às 10:05 | link do post | comentar

Quinta-feira, 30.09.10

Transexuais, sexo está na cabeça

 

Lara Crespo, 39 anos, sempre soube que "qualquer coisa" não estava bem consigo. Mas só aos 25 anos, quando viu uma entrevista com Roberta Close (uma famosa transexual brasileira) percebeu. "Identificava-me com cada palavra e pensei ''espera lá, é isto mesmo que sou'' só não sabia era verbalizar".

Os diplomas do governo e do Bloco de Esquerda que querem simplificar a mudança de sexo e nome próprio no registo civil a quem tenha sido diagnosticada, clinicamente, uma mudança da identidade de género (transexualidade) serão hoje discutidos e viabilizados no parlamento. Deixará de ser preciso recorrer aos tribunais, um "processo longo e humilhante", garante o presidente da ILGA, (Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual e Transgénero), Paulo Côrte-Real. 

"A Aurora nunca fala de assuntos relacionados com mulheres, como decoração, culinária e moda", lê-se numa sentença do Tribunal Judicial de Almada, em 2006, apresentada pela ILGA para demonstrar que os requisitos habituais dos tribunais violam os direitos humanos. Em cinco anos, apenas 16 transexuais foram a tribunal mudar de sexo e de nome. Lara diz que será uma das primeiras a ir à conservatória. 

"Não vou estar exposta ao meu passado. Vou deixar de dar explicações a toda a gente. É tão simples quanto isto. Acho que não estou a pedir muito", defende Júlia Pereira, 20 anos. Acabada de entrar na universidade, Júlia prefere não dizer o curso que frequenta. Diz que por agora tem tido a compreensão dos professores mas "nunca se sabe": "Explicar caso a caso torna-se humilhante." E lembra uma oportunidade de emprego em que foi recusada, num supermercado, porque os seus documentos não condiziam com a aparência e era exigido ter o nome numa "plaquinha" na lapela. 

Também Lara garante que está no desemprego por causa da questão do nome: "Sei que está muito difícil para toda a gente mas ainda mais para nós. Recusaram-me muitos empregos por a minha imagem não corresponder ao papel. Muitas vezes me disseram que o currículo era bom mas que eu não correspondia ao perfil". 

Nem governo, nem Bloco de Esquerda requerem a obrigatoriedade da cirurgia para a mudança de sexo e nome no Bilhete de Identidade. Basta "apresentar um relatório elaborado por equipa clínica multidisciplinar de sexologia clínica que comprove o respectivo diagnóstico", lê--se na proposta do governo. Já o Bloco exige que o "requerente tenha estado, ou esteja há pelo menos um ano, em tratamento hormonal destinado a ajustar as suas características físicas às correspondentes ao sexo agora reclamado" e que "viva, há pelo menos dois anos, no sexo social reclamado". A omissão da cirurgia tem levantado objecções à direita. Paulo Côrte-Real lembra que existem pessoas transexuais que não desejam ou não podem, por questões de saúde, efectuar uma cirurgia genital. 

"O sexo não está no meio das nossas pernas, está na nossa cabeça", diz Lara. "Os mais conservadores têm de aprender a ver além do nosso corpo." Para Júlia - que também é coordenadora do GRIT (Grupo de Reflexão e Intervenção sobre Transexualidade) - a obrigação de submeter alguém a uma cirurgia é uma "violação dos direitos humanos". "Iríamos acabar com uma discriminação para acrescentar outra", acrescenta Lara. 

O deputado do Bloco, José Soeiro, afirma que o projecto do partido foi baseado na Lei de Identidade de Género espanhola: "Recordo que em Espanha não houve nenhum voto contra, nem dos partidos à direita", disse ontem o deputado.

Hoje os partidos discutem os diplomas em plenário e vão ser viabilizados à esquerda, com o consentimento do PCP. Lara diz que esta alteração na lei vai mudar a sua vida e, principalmente, o seu dia-a-dia. "Fui fazer uma mamografia e qual não foi o espanto das pessoas quando chamaram um nome masculino. Ficou tudo a olhar para mim." Com a mudança, situações como esta deixarão de acontecer.



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Manuais escolares gratuitos

 

A partir do próximo ano lectivo, as escolas públicas vão poder distribuir gratuitamente os manuais escolares aos alunos do ensino básico e secundário através de bolsas de empréstimos. O i apurou que PS e PSD vão viabilizar amanhã os projectos de lei do Bloco de Esquerda e do CDS-PP que permitem aos estabelecimentos de ensino criar um sistema de empréstimos acessível a todas as famílias, independente da sua condição socioeconómica.

Paula Barros, deputada socialista, diz que o PS "não vai fechar a porta" ao regime proposto pelo PP e BE e que a bolsa de empréstimos deverá ser implementada "o mais rápido possível". Significa isto que o governo está disposto a introduzir o novo modelo no início do ano lectivo 2011/12 e após uma avaliação que terá de ser feita pelas escolas.

Acarretar com os custos dos manuais escolares é "uma situação insustentável" para muitas famílias portuguesas e é essa a razão que o PSD apresenta para viabilizar as propostas dos dois partidos. Só falta saber se os sociais-democratas vão optar pelo voto favorável ou pela abstenção, mas o deputado Pedro Duarte garante que não vai colocar impedimentos aos projectos de lei do BE e do CDS: "Viabilizaremos o documento na generalidade para podermos depois discutir as propostas na especialidade, onde iremos dar o nosso contributo."

Apesar do consenso da maioria dos deputados no Parlamento, a Confap - a principal confederação das associações de pais, está contra a bolsa de empréstimos de manuais escolares por "acarretaremdemasiados obstáculos", avisa o dirigente Albino Almeida. O facto de os manuais do 1.o ciclo e de línguas estrangeiras incorporarem os exercícios, inutilizando os livros é a primeira dificuldade apontada pela confederação de pais. 

Mas o certo é que o projecto dos bloquistas impõe uma cláusula que visa obrigar os editores a elaborar os manuais sem incluir o respectivo espaço para a resolução dos exercícios, permitindo que voltem a ser usados. A proposta, que não consta no projecto do CDS, terá o apoio socialista: "A verdade é que o aluno deveria poder manusear o livro escolar, mas a proposta do Bloco parece um bom princípio", defende a deputada do PS.

Só que este não é o único argumento para a Confap recusar a modalidade de empréstimos de livros escolares. "Apesar de os livros vigorarem durante três ou quatro anos, a maioria das escolas muda os manuais todos os anos", assegura Albino Almeida, que diz ser preferível as editoras fazerem os manuais destinados a mais do que um ano lectivo.

"Elaborar livros que incluam os currículos do 1.o e 2.o anos, por exemplo, permitiria reduzir o seu número", defende o presidente da confederação, propondo criar também conteúdos multimédia para complementar os manuais: "Esse é o melhor caminho, uma vez que permite a actualização permanente dos conteúdos, possibilidade que não existe nos manuais", esclarece Albino Almeida, adiantando que essa experiência já acontece em mais de 30 municípios com um custo médio de nove euros por cada disciplina.

Bolsas de empréstimos não é novidade entre alunos e professores e boa parte das escolas já pratica essa modalidade, conta Adalmiro Fonseca, presidente da Associação Nacional dos Directores de Escolas e Agrupamentos escolares. "Gerir um sistema de empréstimo de manuais não é difícil para as escolas, mas é preciso criar mecanismos e dar autonomia às escolas para estabelecerem as suas próprias regras", remata o dirigente.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:33 | link do post | comentar

Quarta-feira, 29.09.10

Quando era mais pequeno, Igor Ferreira tirava a roupa ao Action Man e fazia-o voar por cima da sua cabeça. Só tem 12 anos, mas um dia, quando for grande, quer voar como só gente grande sabe voar – quer ir para a NASA (Agência Espacial Norte-Americana). “Fascina-me tudo sobre o espaço. Quero ser astronauta – e escritor nos tempos livres.”

Rosália, a mãe, transpira orgulho. Chama-lhe “obra-prima” – a sua obra-prima. No 5º ano, o rapaz figurou no quadro de honra da escola. Teve cinco em todas as disciplinas, menos em Educação Física. No 6º ano, as notas baixaram um bocadinho. Um rufia desatou a implicar com ele.

A mãe tentou consertar tudo muito depressa, não fosse aquela experiência negativa comprometer o presente ou o futuro do seu filho: “O miúdo é muçulmano. Eu não podia falar com a mãe dele – ela anda toda enrolada num lençol. Eu falei com o pai dele, mas não se pode [contar com ele]. O diabo do homem deu umas lambadas ao miúdo. O miúdo ainda ficou mais revoltado!”

A violência não é uma realidade desconhecida, distante. Igor mora no Aleixo, um bairro batido pelo tráfico de droga e que a Câmara do Porto há dois anos decidiu deitar abaixo. E o que é o Aleixo? “De certa forma, é um bairro normal. A diferença está nas pessoas que lá vivem. Às vezes, andam lá a gritar umas contra as outras durante a noite”, resume o rapaz. A mãe também ouve: “Às vezes, vamos a subir as escadas e vemos polícia com armas apontadas.”

Um Action Man humano

Não se deixa contaminar pela desmotivação que semeia absentismo e abandono escolar no bairro: “Só estou lá quando estou em casa. E a minha casa não é o meu bairro. A minha casa é mais pequena do que aquilo tudo.” Passa grande parte dos seus dias fora daquelas cinco torres de 13 andares erguidas na década de 1970, como uma agressão à paisagem, ali, perto do lugar onde o Douro desagua. Sai por volta das 8h00 para entrar nas aulas às 8h25. Pratica judo às segundas, quartas e quintas e natação às terças e quintas.

Frequentou o 1º ano em Lordelo, como outros meninos do bairro. Lembra-se disso: “A professora faltava muitíssimo. Às vezes, não faltava ela e faltava eu a pensar que ela não vinha. Ela fazia-me perder tempo. Passei para o 2º ano sem saber ler nem escrever.” Mudou de escola. “Consegui aprender a ler. Leio muito. Quando mais me esforçava, mais gostava.”

A mãe fez tudo para o livrar das escolas de má fama. Deu uma morada de uma conhecida para o pôr na EB1 São João da Foz. Quem estuda ali transita para a Francisco Torrinha no 5º. Fez lá o 5º. No 6º foi para a Pires de Lima, que dá acesso à cotada Aurélio de Sousa. Depois, o rufia caiu-lhe em cima.

O que fazia o tal rapaz? “Violência física não. Lembro-me de numa aula de música ele estar a fazer barulho e de eu olhar para ele e de ele me puxar o cabelo. Quando eu olhava para ele, ele fazia caras de parvo e berrava nos meus ouvidos. Ele tem dupla personalidade. Parece um santinho e faz isto.” Rosália mudou Igor para a Pêro Vaz de Caminha.

Uma criança tem direito a estudar e a sonhar com um futuro. Igor estuda muito e sonha com viagens espaciais e com escrita criativa: “Gosto de inventar histórias. Leio tantas histórias que consigo inventar. Quero escrever ficção. Gostava de lhe juntar mistério, ciências. Sei que tenho de estudar muito. Se for preguiçoso, tenho sorte se chegar a trolha.”

Gosta da escola nova. “Tem um bom ambiente. Os professores também são simpáticos. Ensinam melhor. Uns professores dão a matéria atabalhoadamente, não se importam se os alunos aprendem ou não; os dali ensinam bem.” Não tardou a tornar-se o melhor aluno da turma.

Fala como gente grande, mas não larga o Action Man. Em Novembro, acontece sempre qualquer coisa ao herói – há uma perna ou um braço ou um pescoço que se parte. No Natal, a mãe oferece-lhe um boneco novo e o rapaz hesita – habituado que está ao “amigo velho”. Adora anatomia, o ramo da biologia que estuda a estrutura e a organização dos seres vivos. E o Action Man é, dos bonecos que conhece, “o que tem a forma mais humana”.

Livro atrás de livro

Gosta de Ciências: “Quero saber de planetas, de animais, de plantas.” Gosta de História: “Gosto de saber o que aconteceu antes para termos o que temos.” Gosta de Português: “Quanto mais vocabulário tenho, mais gosto de Português. Quando encontro uma palavra que não conheço, vou directo ao dicionário.” Gosta de tanta coisa, tanta que às vezes é difícil escolher.

Passa as tardes de sábado na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, nos jardins do Palácio de Cristal, uns dos mais belos do Porto. A sua escritora favorita é Luísa Dacosta. Viu-a no ano passado e até lhe pediu para autografar o seu exemplar de Sonhos na Palma da Mão. Não perde um livro da colecção Arcanus, obra de Care Santos sobre 12 miúdos com poderes especiais. E está a começar a fazer o mesmo com A Saga de Deltora, de Emily Rodda.

Dentro do quarto de mobília escura – que partilha com a mãe no apartamento que acolhe também a avó e a bisavó – não parece caber nem mais um alfinete. Amontoam-se livros e DVD nos móveis aos pés da cama, atrás da televisão e da PlayStation, transbordam para os arrumos.

À noite, a mãe testa-o: “Eu faço-lhe perguntas e ele responde. Também pode falhar algumas coisas.” Sem deixar de ser a obra-prima dela: “Ele consegue ser mais correcto do que eu.” A mãe dá um exemplo: “A avó paterna é muito pelo pai. Ele não paga mensalidade e ela defende-o. Eu disse: “Oh! Vou insultá-la.” E ele respondeu-me: “Ó mãe, comportamento gera comportamento.”"

Ana Cristina Pereira
Público
28/09/10

 

Via meninos de ninguém



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 15.09.10

925 milhões de pessoas com fome no mundo

 

O número global de pessoas com fome crónica ascende a 925 milhões, segundo estimativas do FAO, que responsabiliza as boas colheitas e a descida do preço dos alimentos pela redução da marca dos mil milhões de famintos, ou seja, o número de pessoas subnutridas no mundo teve a primeira queda em 15 anos, no ano passado.

Segundo dados do Fundo das Nações Unidas para a Agricultura (FAO), divulgados hoje em Roma, o número estimado de subnutridos em todo o mundo passou num ano de 1.02 mil milhões de pessoas para 925 milhões, localizados maioritariamente na Ásia e na África.

Ainda assim, o número é considerado "inaceitavelmente alto" e muito acima dos objetivos dasNações Unidas, de reduzir "dramaticamente" o número de pessoas com fome no planeta, segundo o FAO.

Segundo a FAO, a estimativa mais baixa deste ano reflete principalmente os efeitos de progressos feitos pela China e pela Índia para alimentar as respetivas populações.

Mais de 40 por cento dos subnutridos do mundo vivem na China e na Índia. Globalmente, dois terços dos famintos crónicos vivem naqueles dois países, no Bangladesh, Indonésia, Paquistão, República Democrática do Congo e Etiópia, revela o relatório.

O relatório concluiu também que estas pessoas continuam subnutridas, apesar dos objetivos estipulados pelas Nações Unidas nos encontros de doadores, que revelam "um profundo problema estrutural que ameaça a capacidade de atingir acordos internacionais sobre os objetivos de redução da fome".

Responsáveis das Nações Unidas tentam mobilizar os países para atingir um maior progresso no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio de reduzir a proporção de pessoas com fome nos países em desenvolvimento de 20 por cento, em 1990-92 para 10 por cento, em 2015.

Se as estimativas de 2010 se mantiverem, a proporção de famintos em 2015 será de 16 por cento.

O crescimento económico nos países em vias de desenvolvimento está a contribuir para melhorar o número de pessoas com fome, refere o relatório, que destaca ainda a ajuda da natureza.

"O preço interno e externo dos cereais caiu dos picos atingidos em 2008, refletindo dois anos consecutivos de produções recorde", refere o relatório.

"Apesar da produção estimada para 2010 ser mais baixa, a situação global é considerada adequada", acrescenta o texto.

No início do mês, um perito das Nações Unidas em direitos humanos apelou aos governos para que cortem no preço dos alimentos, evitando a todo o custo a especulação.

O FAO, baseado em Roma, marcou uma reunião para 24 de setembro para discutir o aumento do preço dos alimentos.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Sexta-feira, 10.09.10

Portagens nas scuts a 15 de Outubro

 

As auto-estradas do Grande Porto, Norte Litoral e Costa da Prata vão ser as primeiras a cobrar portagens aos utilizadores, anunciou hoje o Conselho de Ministros.

 

Nas restantes Scut (Interior Norte, Beiras Litoral e Alta, Beira Interior e Algarve), as portagens terão início até 15 de Abril do próximo ano. 

Estarão disponíveis vários sistemas alternativos de pagamento, incluindo modalidades de pré e de pós-pagamento e Via Verde, mas apenas o "chip" (dispositivo electrónico de matrícula) dará direito aos descontos para residentes e empresas locais.

O sistema vai começar permitindo um regime de excepção, que estará em vigor até 30 de Junho de 2012 para todos os residentes e empresas locais, com um sistema misto de isenções e descontos. 

No caso das Scut Norte Litoral, Grande Porto e Costa da Prata, os concelhos aprangidos estão a menos de 10 quilómetros da auto-estrada.

Já nas restantes quatro, terão direito à discriminação positiva os residentes e empresas de concelhos situados a menos de 20 quilómetros dessas vias rodoviárias.

Ao abrigo deste sistema, as primeiras dez utilizações mensais serão gratuitas e as seguintes terão um desconto de 15 por cento. 

Já depois de Julho de 2012, as discriminações positivas irão manter-se apenas nas regiões mais desfavorecidas, que manifestem menos de 80 por cento da média do PIB per capitanacional, segundo disse hoje o ministro das Obras Públicas e comunicações, António Mendonça, depois da reunião do Governo.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

Sexo, 10 dicas para levar...

Sexo, os desejos secretos...

Natal em tempo de crise

sexo, Homem que sente pra...

Android é para meninos, d...

A NASA descobriu vida ext...

População portuguesa cres...

Oito benefícios do sexo p...

Pulseiras Power Balance m...

Há duas portuguesas no ca...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados