Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2012
'Ir ao Porto e não saborear uma francesinha equivale a ir a Roma e não ver o Papa'

O especialista brasileiro em gastronomia e vinhos Dias Lopes, jurado no Essência do Vinho, considera, numa crónica assinada no O Estado de S. Paulo, que «ir ao Porto e não saborear uma francesinha equivale a visitar Roma e não ver o papa».

 

O artigo saiu esta semana no suplemento Paladar do diário brasileiro, conhecido também por 'Estadão', com o título 'O melhor de tudo', depois de o autor ter estado recentemente no Porto, onde integrou o júri do 'TOP 10 Vinhos Portugueses' do Essência do Vinho.

 

J. A. Dias Lopes é tido como um dos mais experientes e conceituados jornalistas brasileiros de gastronomia e vinhos, chefia a revista Gosto (publicação brasileira especializada em gastronomia e vinhos), começou recentemente a colaborar com a revista portuguesa WINE-A Essência do Vinho e é ainda colunista de O Estado de S. Paulo.

 

Enquanto esteve no Porto, aproveitou uma das tardes passadas na cidade para visitar alguns dos mais emblemáticos locais onde se aprecia a famosa iguaria.

 

«A cidade onde essa sanduíche foi inventada tem outras atracões gastronómicas clássicas», regista, mencionando, nomeadamente, os rojões, as tripas à moda do Porto e o bacalhau à Gomes de Sá. «Mas a francesinha continua no pódio», considera.

 

O jornalista recorda que, em 2011, o site americano AOL Travel colocou a francesinha entre as «dez melhores sanduíches do mundo».

 

«Convém lembrar que a lista ignorou preciosidades - o beirute do Frevinho, em São Paulo, e a sanduíche de pernil com abacaxi do Cervantes, no Rio de Janeiro, mereceriam a distinção», lamenta Dias Lopes, acrescentando, porém, que «o reconhecimento da gostosa francesinha foi merecido».

 

O especialista considera que, «na prática, ela não deveria ser chamada de sanduíche, mas de refeição completa», e diz que «todas as versões de francesinha são criticadas pelos médicos», os quais «a acusam a sanduíche ex-líbris do Porto de atentar contra as artérias e a silhueta».

 

No entanto, refere, «a advertência não impressiona seus milhares de apreciadores» e «cada portuense tem seu lugar favorito para saborear a francesinha e torce pela sua como se fosse um time de futebol».

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 17:59 | link do post | comentar

Para além de duas saltadoras que fazem furor no campeonato sexy, há Leryn Franco: lançadora que é top model e foi ao Miss Universo (foto D.R.)


Yelena Isinbayeva parecia morta e enterrada, mas afinal não. Nos Jogos Olímpicos de Pequim ainda cumpriu o seu destino, ganhou. Depois disso, em Berlim-2009 e em Daegu-2011 estrondosos fiascos impediram-na de fazer o que já fizera em Helsínquia-2005 e Osaka-2007: levar a medalha de ouro dos Campeonatos do Mundo – e de ambas as vezes saiu da pista amachucada em lágrimas. (Pelo meio, passara por um ano sabático – para recompor o corpo e a cabeça, disse ela, não bastou...) 

Descoberta de Ronaldo no Mónaco e a nova vida onde a ginástica a escorraçou
Por essa altura, vivia no Mónaco – e treinava-se em Fórmia com Vitaly Petrov, o mago que construíra o mito que Sergey Bubka é. Ao chegar lá descobriu a paixão pelo futebol – e logo encontrou o seu ídolo: Cristiano Ronaldo. A desilusão fê-la dar volta à vida. Há menos de um ano largou Petrov, regressou a Volgogrado e a Yevgeny Trofimov, treinador que lhe abriu caminho ao paraíso quando a escorraçaram da ginástica olímpica por ser alta de mais – e quinta-feira em Estocolmo saltou 5,01 metros, recorde mundial em pista coberta, o 28º da sua carreira...

(Darya Klishina) A saltar sem vara, a mais bela russa desde Anna Kournikova
Não, Isinbayeva não precisava de tanto para se tornar no que já deve ser: a maior atleta mundial de toda a história. E legião de fãs mais acirrados ainda lhe juntam outro ponto: ser a saltadora mais sexy do Planeta. Isso é que provavelmente não é...

E provavelmente não é porque nos saltos há Darya Klishina. Que em Paris-2011 roubou a Naide Gomes a medalha de ouro nos Europeus de pista coberta – quando já era vice-recordista mundial de juniores no comprimento e dela já se falava como a mais bela atleta russa mais bela desde Anna Kournikova. 

Se a Mattel fizesse Barbie atleta teria a cara e o corpo de Darya Klishina 
Quando ela explodiu a mais de sete metros, cronista escreveu no The Telegraph: «Se a Mattel quisesse criar versão atlética da sua Barbie teria, certamente, a cara e o corpo de Darya». Ah! Isinbayeva nunca aceitou sequer negociar proposta para posar nua (chegou a correr rumor de que a Playboy poderia dar-lhe um milhão de dólares para a estrelar nas suas páginas, mas que o seu agente lhes cortou cerce a hipótese) e o ensaio mais artístico que fez só o fez porque foi desafiada por um ícone da fotografia, o alemão Thomas Buchwalder. 

Fez ensaio nua só com véu e juntou-se a Sharapova, Woods e Nadal... 
Estudante de marketing na Universidade de Moscovo, fechou a licenciatura com tese cujo título não deixava nenhuma margem de dúvida: A Atleta Profissional como um Produto de Propaganda no exemplo de Darya Klishina. Estudou-se a ela própria, concluiu que a sensualidade também pode ser forma de rendimento – e fez fotos em lingerie para revista russa e também arrastou esse seu à Sport Illustrated em fato de banho. (E mal passou os sete metros, entregou a gestão da sua carreira à IMG, a empresa americana que trata da carteira de alguns principais desportistas mundiais (e não só), de Boris Becker a Rafael Nadal, de André Agassi a Roger Federer, de Anna Kournikova a Maria Sharapova, de Ian Thorpe a Tiger Woods, de Justin Timberlake a Tyra Banks.)

(Allison Stokke) O fenómeno que nasceu de foto no blog de um amigo 
Claro, pelas imagens lá de baixo vê por que Isinbayeva não pode ser a saltadora mais sexy do mundo. E vê-se mais, vê-se que provavelmente nem sequer é a saltadora à vara mais sexy do Mundo porque no salto à vara há Allison Stokke – que está a meio metro dela em marca. 

Até meados de 2007, era uma discreta esperança de um colégio de Newport, na Califórnia – apesar de já ter conseguido o melhor resultado americano sub-16. (Dois anos antes, numa competição falhara o colchão – e ao cair, desamparada, sobre o cimento do rebordo da pista, fraturou uma perna. Mas nem isso a afastara do sonho...) Um amigo tinha um blog – e pôs lá foto dela a preparar um salto, ajeitando o cabelo, sorrindo. Virou fenómeno – num abrir e fechar de olhos. 

Ameaça do pai com medo do assédio, não a fotos sensuais (e nua então...)
Tinha 17 anos e não gostou de ver a imagem dela a passar, viral, por uma imensidão de sites e blogs, a sua conta no My Space invadida por gente em desvario – pedindo-a até em casamento: «É incrível, trabalho tanto para ter sucesso no atletismo, ninguém nota... Olham para uma fotografia minha e é uma loucura...» (OK, mas foi por causa disso, que, logo depois, recebeu bolsa de estudo para Berkeley, para a famosa California University – e foi, feliz e ontente, tirar sociologia.)

Sem perca de tempo, o pai, advogado, ameaçou sites e blogs mais ousados na apreciação da filha, e deixou claro o aviso: «Se, por causa das imagens de Allison que espalharem notarmos qualquer espécie de assédio ou perseguição, são todos processados» - e alguns retiraram de pronto as fotos dela. Era inevitável: de várias revistas saltaram convites para ensaios sexies – e ela a nenhum deu resposta, continua a não dar... (E nua, então, que ninguém se atreva, parece bradou o pai a sete ventos.)

(Leryn Franco) Afinal há outra, é top model e dividiu com Irina a Sports Illustrated
Pois, é verdade: já não nos saltos, mas nos... lançamentos ainda há Leryn Franco. Tem 30 anos, representou o Paraguai nos JO de Atenas e de Pequim (onde saltou para a ribalta por causa da notícia de um fugaz romance com o sérvio Novak Djokovic, o tenista que jogara torneio com uma camisola do... Benfica, lembram-se?) – e vai a caminho dos de Londres.

Em 2006, três anos depois de se estrear numa grande competição internacional, os Mundiais de Paris, participou no concurso Miss Universo – e lançou calendário em poses sensuais que arrasou o mercado nacional. 

A Ask Men colocou-a entre as 99 Mulheres Mais Desejadas do planeta, ganhou ainda mais fama como modelo de lingerie – e em 2100 a Bleacher Report pô-la em primeiro lugar na lista das 100 Atletas Mais Quentes de Todos os Tempos. Meses depois, a SI abriu-lhe as páginas da edição de fatos de banho em que a capa foi... Irina Shayk, namorada de Cristiano Ronaldo.

 

Retirado de A Bola



publicado por olhar para o mundo às 11:19 | link do post | comentar

Sugestões low-cost para entreter crianças em dias de sol  Ler mais: http://aeiou.expresso.pt/sugestoes-ilow-costi-para-entreter-criancas-em-dias-de-sol=f706764#ixzz1nWX0y4AN

Tal como indicava o anúncio a uma conhecida bebida gaseificada, em Portugal por cada dia que chove há não sei quantos outros em que faz sol. Diria que neste inverno em particular esta estatística não poderia estar mais certa. Se já não me recordo do último dia em que choveu (alguém me dizia há dias a brincar que deve ter sido em 1991) e se tudo isto me parece altamente prejudicial para a agricultura, para a pecuária e afins, já não me parece tão prejudicial para quem, como eu, odeia dias cinzentos.

 

Sim, oficialmente odeio dias cinzentos. O argumento "é tão bom estar em casa enrolada na mantinha enquanto chove lá fora" para mim não cola. Se eu tivesse de fugir para um país qualquer seria certamente para um onde houvesse mais sol que em Lisboa (e sim, eu sei que Londres é espetacular mas é ainda melhor quando faz sol).

 

Mas acalmem-se almas desassossegadas que a crónica desta semana não é sobre o Sol mas sim sobre uma panóplia de ofertas que temos na capital para aproveitar dias frios e cheios de sol onde, não dando para ir à praia, dá pelo menos para sair de casa. E a situação torna-se particularmente sensível para quem tem crianças e precisa de urgentemente as retirar da frente do iPad, do televisor ou da cozinha cheia de bolos.

 

As desculpas como "temos pouco dinheiro" ou "eu nem sequer vivo em Lisboa" terão de ficar em casa. Algumas das sugestões são grátis ou a custo reduzido e Lisboa fica no máximo a 300 quilómetros de distância de onde está (uma viagem de comboio pode saber a férias numa temática "Viagens pela minha terra"), em alternativa, poderá sempre encontrar programas semelhantes perto da sua casa. Inspire-se e saia com as crianças para aproveitar o sol de inverno português.

 

Alerta: crianças para entreter!

Planetário de Lisboa - Tenho-o no coração e planeio regressar lá em breve (mesmo sem crianças). Aos domingos de manhã há sessões infantis até aos 12 anos. Entrada grátis.

 

Monumentos - O que não falta são monumentos em Lisboa para explorar com as suas crianças. Reveja as aulas de História com eles, faça pequenos passatempos e adivinhas para estimular a aprendizagem. Se acabou de sair do Planetário tem ali mesmo ao lado o Mosteiro dos Jerónimos. Num dia de sol, suba ao Padrão dos Descobrimentos (grátis para crianças até aos 12 anos) ou leve-os ao Cristo-Rei (2 euros por criança até aos 8 anos).

 

Jardins - Há uma infinidade de jardins em Lisboa onde se pode divertir com eles. Corram, dancem, cantem, façam jogos. Os jardins urbanos são um grande recreio para eles no meio do betão. Dependendo de onde mora, até poderá fazer o caminho a pé ou de transportes públicos: O da Gulbenkian (um mundo inteiro para descobrir com pequenos recantos, lagos e animais como patos, rãs e peixes),o Jardim da Estrela (com um relvado muito agradável e uma aranha que os vai fazer sentir autênticos super-heróis e queimar a energia), o do Campo Pequeno (um clássico renovado com espaço e instrumentos para mil brincadeiras), o Parque das Conchas (no Lumiar, para correrem à vontade)... A verdade é que são tantos que seria impossível nomeá-los todos aqui. Procure e descubra!

Para a família toda


Castelo de São Jorge: Visitas em Família: Trata-se de uma visita de exploração do castelo e do núcleo arqueológico, para maiores de 5 anos. Uma descoberta completa da História, das personagens e do património português. Próxima visita: amanhã, domingo, dia 26 de fevereiro às 11 horas. Valor: 3,5 euros. Para mais informações: castelodesaojorge@egeac.pt 

 

 

Centro Cultural de Belém: Mercadinho dos Talentos. A realizar-se no próximo 17 de março entre as 11h e as 17h no Jardim das Oliveiras. É um palco onde qualquer criança pode mostrar o seu talento! Podem apresentar projetos de dança, música, poesia, teatro... a imaginação é o limite! A entrada é livre! Para mais informações: www.ccb.pt 

 

Espaço Monsanto - Tesouros da Floresta: Para crianças entre os 3 e os 5 anos. Várias atividades que incluem a exploração do ambiente natural e recolha de material. Uma ótima forma de estimular a imaginação na natureza, respirar ar puro e ainda terminar o dia com (porque não?) um piquenique. A realizar-se sábados e domingos. Para mais informações: lisboaverde.cm-lisboa.pt/

Teatro, cinema e cultura: torne o programa inesquecível

As Aventuras de João Sem Medo: Para maiores de 6 anos, até 29 de fevereiro no Teatro Nacional D. Maria II . Um imaginário de gigantes, princesas, príncipes e fadas que não os vai deixar indiferentes. Mais informações em www.teatro-dmaria.pt

 

Cinemateca Júnior: Aqui poderá assistir a um sem número de filmes infantis, especialmente de animação, que eles irão adorar. Sugiro "Alice no País das Fadas", mas poderá encontrar muitos e muitos outros, para os gostos de qualquer criança. Os bilhetes variam entre os 3,2€ (adultos ) e os 1,10€ (até 16 anos). Para mais informações visite a Cinemateca Júnior no Palácio Foz nos Restauradores.

 

Marioneta Chinesas - Convento das Bernardas: aqui esconde-se um museu que vai fazer as delícias dos seus pequenos. O Museu das Marionetas. Assista a uma pequena peça de teatro de sombras chinesas com marionetas. Explique-lhes que as sombras chinesas são provavelmente uma das tradições de marionetas mais antigas do mundo e a sua origem deverá remontar o século III D.C.

 

Aproveito para lhe lembrar outro artigo que publicámos aqui, no blogue A Vida de Saltos Altos, com uma lista de sugestões para brincadeiras com crianças, também com a poupança como prioridade: Como entreter os filhos de borla? Digo-vos aqui e agora .


Agora diga lá: se até eu, que não tenho crianças, consegui encontrar todas estas atividades, quantas você (que é a especialista) consegue encontrar? Garanto-lhe que muitas mais. Aproveite o fim de semana, o sol e divirta-se com eles. Olhe que crescem num instantinho!

 

Via A Vida de Saltos Altos



publicado por olhar para o mundo às 08:56 | link do post | comentar

Domingo, 26 de Fevereiro de 2012
E quando bate a preguiça sexual


Ninguém consegue ser um vulcão em erupção na cama o tempo todo. Da mesma maneira que acordamos indispostos para trabalhar ou até mesmo para sair de casa para conhecer alguém especial, podemos sentir o mesmo na hora de fazer sexo. A falta de vontade de mudar de posição ou de caprichar nas preliminares são alguns indícios da chamada de preguiça sexual.

 

A primeira coisa a se observa nesse cenário é que esse comportamento se manifesta de maneira diferente em homens e mulheres.

E sabe de quem é a culpa? Dos hormônios! A Dra. Arlete Gavranic, psicóloga, terapeuta sexual e coordenadora da pós-graduação em terapia do Isexp (Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática), explica melhor essa relação:

 

"O homem é sempre muito ativo parasexualidade por conta da testosterona, um hormônio de ação. Já a mulher oscila de acordo com o ciclo de progesterona e estrogêneo", adianta. "Na primeira fase do ciclo ela está mais disponível para o sexo e na segunda fase a progesterona faz com que a mulher fique mais afetuosa e busque mais o carinho do parceiro", completa.

 

E conforme as obrigações do dia a dia vão aumentando, os pensamentos voltados para o sexo ficam cada vez mais escassos. No caso da mulher, que nas últimas três décadas assumiu jornada tripla de trabalho, esse comportamento se torna mais evidente. "Ela trabalha fora, cuida da casa e filhos e ainda precisa vivenciar sua sexualidade. E nem sempre conta com a ajuda do parceiro para cuidar dos serviços domésticos e dos filhos. Então quando ela chega na cama quer apenas um carinho, um abraço aconchegante, e para muitos homens isso serve como rejeição, preguiça do ponto de vista sexual", comenta a especialista.

 

É importante lembrar também que homens e mulheres veem a sexualidade de maneira diferente. Os homens são mais genitalizados, voltados para o corpo. Tanto é que a fantasia sexual de muitos deles é fazer um ménage a trois. Já a mulher é mais romântica e sonha em fazer amor numa praia, por exemplo. "Os estímulos sociais são outro item que serve como diferencial. Enquanto os homens gostam de ver filminhos e trocar piadinhas de sacanagem, as mulheres não são educadas para pensar, visualizar em sexo. A mulher tem a mente sensualizada, se contenta em ver a foto de um ator com o corpo escultural", diz a terapeuta.

 

Preliminares sempre!


A partir do momento em que a falta de vontade de faze sexo se tornar constante, o nome dado a isso não é preguiça. Entre os motivos que levam a mulher a fugir de sexo estão problemas no relacionamento, mágoas, falta de carinho ou de capricho nas preliminares por parte do parceiro ou até mesmo dificuldade de lubrificação ou de atingir o orgasmo. "Em outros casos, a mulher deixa de investir na relação por conta de problemas no trabalho, com os filhos ou outro problema que envolva sua vida fora da cama. É a chamada fase morna da relação", comenta Dra. Arlete.

 

Neste momento, o homem precisa colocar em prática o dom da compreensão e tentar entender que, dependendo do grau e da quantidade de problemas pelos quais a parceira passa, às vezes fica difícil se entregar sem medidas, como se nada estivesse acontecendo. "Ao mesmo tempo, os problemas não podem ser sempre empecilho para não cuidar da sexualidade e intimidade. A mulher tem muita dificuldade em ‘se desligar’, mas em certos momentos ela precisa apertar o botão ‘off’ e, literalmente, fechar a porta do quarto para viver sua intimidade com o marido. Caso contrário ela estará sempre cansada e indisposta para colocar em prática seus desejos sexuais".

 

Quantas vezes por semana?


Quando a preguiça se instala no parceiro, a mulher precisa analisar com calma a periodicidade dessa situação. O homem costuma estar sempre disposto a fazer sexo, a menos que esteja passando por um momento de estresse. "Se isso acontece com frequência, pode ser sinal de que o parceiro está focando seu desejo em outro lugar ou pessoa. Sabemos que o índice de mulheres que traem ainda é grande, mas ainda é menor do que o masculino", diz Dra. Arlete.

 

Não é possível mensurar a frequência com que a preguiça sexual bate à porta do quarto, tudo depende do relacionamento do casal naquele determinado momento. A psicóloga comenta que, em tempos harmoniosos, há casais que fazem sexo 2, 3 vezes por semana. E em momentos de forte preocupação ou crise chega, a ter uma relação em 10, 15 dias.


"A libido é a energia da vida. Se o casal encontra tempo para vivenciar sua sexualidade, seja dentro de casa ou durante uma viagem, abre portas para que esse desejo aflore, equilibre a relação". E dá algumas dicas: "Permita-se mudar de vem em quando. Use uma lingerie nova, faça um curso de dança, compre um gel com sabor, experimente uma posição que não seja ‘papai e mamãe’, Sair as rotina também ajuda a espantar o desinteresse sexual."

 

Via Vila Dois



publicado por olhar para o mundo às 21:48 | link do post | comentar

Sporting venceu e desta vez já convenceu

O clube leonino bateu o Rio Ave por 1-0 e voltou a apanhar o Marítimo na classificação. Um golo de Marat Izmailov resolveu o jogo para os “leões”.


O Sporting continua sem conhecer o sabor da derrota, desde que Sá Pinto assumiu o cargo de treinador do Sporting. Neste domingo, frente ao Rio Ave, no segundo jogo consecutivo dos verde-e-brancos em Alvalade para a Liga, a vitória voltou a sorrir aos “leões”.

Um golo solitário de Marat Izmailov bastou para garantir os três pontos à formação da casa. Novamente um triunfo curto mas, desta vez, com uma exibição bem mais conseguida, especialmente no primeiro tempo.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 20:52 | link do post | comentar

Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2012

Saiba o que fazer quando ele decepciona no sexo

 

 

A vida a dois nunca é fácil. É preciso entender o outro, conciliar as diferenças e saber lidar com as mais adversas situações. Talvez, uma das mais difíceis para o casal enfrentar está relacionada a sexualidade, as diversas saias justas da vida conjugal. A psicóloga e terapeuta sexual Maria Lúcia Beraldo, especialista no assunto, dá dicas de como lidar com seis situações propostas pelo canal GNT. 

Ele se recusa a fazer sexo oral, mas eu curto. O que fazer? 

A dica é conversar sobre o assunto, se ele não gosta de praticar sexo oral. É preciso descobrir o que o incomoda. Se for a secreção lubrificante liberada pelo órgão sexual feminino, vale sugerir a prática logo depois de um banho juntos, lembrando que a depilação deve estar em dia. "O desconforto também pode ser contornado com brincadeiras que estimulem o paladar com gelatina ou algo gelado podem atrair o homem para uma novidade", explica Maria Lúcia. 

Ele teve uma ejaculação precoce. E agora? 

O momento não é para riso tampouco para mostrar decepção. A dica é tornar o fato positivo. Um convite do tipo "já vi que você se liga fácil. Quer dar um tempinho para começarmos de novo?", será inegável. 

Quero uma rapidinha e ele, uma performance. Como negociar? 

É preciso dizer com todas as letras o que você deseja e, para convencê-lo, que tal falar sedutoramente no ouvido dele que está muito a fim de chegar lá. Mas se mesmo assim, ele querer uma relação mais longa, a mulher pode sugerir que ela tenha o orgasmo primeiro, depois que ambos descansem um pouco e, em seguida, retomem a relação.

 

Meu parceiro gosta de carícias na região anal. Isso significa que ele pode ser gay? 

Sentir prazer nesta região do corpo não significa que seu parceiro seja homossexual. "Para esclarecer de uma vez por todas: a estimulação anal pode sim dar prazer ao homem, tanto pela quantidade de enervação no ânus quanto pela estimulação da próstata", explica a terapeuta sexual Maria Lúcia Beraldo. 


Quando ele não consegue ter uma ereção, como é possível aliviar o clima? 

Se a situação é eventual, não esquente pode acontecer com qualquer um que esteja tenso ou preocupado. Relaxe e use sua imaginação. "Ereção é consequência", esclarece a especialista Maria Lúcia Beraldo. Portanto vale uma conversa picante ao pé do ouvido e carícias em pontos erógenos. Mas se o problema é recorrente, não tem saída, a ajuda de um profissional é fundamental. 

Ele gosta de dizer e ouvir palavra "muito quentes" durante o sexo. Demonstro que fico ofendida ou embarco na fantasia? 

A dica é encontrar um meio-termo no linguajar durante as relações sexuais e liberar palavras que não agridem tanto mas que satisfaçam o parceiro. Use sua criatividade, desperte personagens que vão falar mais do que as palavras. Na opinião da terapeuta sexual Maria Lúcia Beraldo, o sexo de hoje está caminhando para uma modalidade de "monogamia quente", o que significa que o homem não precisa mais buscar fora de casa um tipo de relação que não seria apropriado moralmente ter com sua mulher em casa. 

 

Via Bonde




publicado por olhar para o mundo às 19:41 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

Aviso, este post es ñoño, muy ñoño, pero, un día es un día. Así que celebremos el Día de los Enamorados viajando a islas con forma de corazón. Caprichos naturales (y a veces, visuales) donde hasta la geografía se ha puesto romántica...

1. GALESNJAK (Croacia)

Perfección geográfica en Croacia.


En la llamada "Isla del Amor" solo vive una colonia de conejos y algún águila que los caza. Su nombre verdadero es Galešnjak y se encuentra en el Adriático, muy cerca de la costa Dálmata (Croacia). Aunque su peculiar forma de corazón está registrada desde 1806 gracias a los cartógrafos de Napoleón, la isla tuvo que esperar a Google Earth para alcanzar fama global. Cuando su romántica geografía fue resaltada por el mapa virtual, se convirtió en un imán para enamorados que querían pasar allí el Día de San Valentín. Su dueño, el empresario  Vlado Juresko, ha permitido que algunas parejas se casen en el peñón y una agencia de cruceros privados organiza picnics en el lugar. 

2. HEART REEF (Islas Whitsundays, Australia)

Coralina y publicitaria.

Heart Reef es una formación coralina de las islas Whitsundays enAustralia, físicamente poca cosa, pero todo un símbolo que el archipiélago utiliza como logo turístico. Las Whitsundays son un destino especializado en buceo y bodas, incluso celebra bodas bajo el agua.

3. ISLA CORAZÓN (Lago Mascardi, Patagonia Argentina)

No tan romántica desde arriba...

Todo depende del ángulo desde el que se mire. Si miras el islote Piuké Huapí en el lago Mascardi de la Patagonia desde el satélite, lo que ves es la imagen de arriba. Sin embargo, desde una de las carreteras que rodean este lago de San Carlos de Bariloche, la visión de la llamada Isla Corazón es mucho más romántica...

...como desde abajo.

4. ISLA TAVARUA (Fiji)

Resort surfero.

En medio del Pacífico, en el archipiélado de FijiTavarua es una isla privada de 29 hectáreas que aloja un resort turístico. Especializado en surf desde hace 27 años, el pequeño resort  (aloja a 36 personas) se puede alquilar íntegro, por ejemplo, para una boda recoleta en la que no caben primos segundos...

5.PENÍNSULA DEL LAGO WELCHEN (ALEMANIA)

Trampantojo...

Este saliente de tierra en el Lago Walchen (Alemania) es un ejemplo perfecto de pareidolia, el fenómeno psicológico según el cual vemos animales en las nubes, caras en las montañas y ovnis en el cielo. Es decir, el fenómeno por el cual vemos lo que queremos ver. Porque desde el satélite, el corazón no lo parece tanto, ay, qué fugaz es el amor...

es más una pica que un corazón.


Y de regalo, la Isla de Kauai en Hawaii, que no tiene forma de corazón (sino más bien de ¿chufa?), pero será para siempre la Isla del Amor... Palabra de Elvis.

 

 

Via El país



publicado por olhar para o mundo às 16:52 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

DEOLINDA - Novo disco ac...

Orq. Gulbenkian & Orq. Ge...

UHF no Cineteatro Munici...

Bar ACERT - Café-Concerto...

Tsunamiz - I Don't Buy It

Biruta - DATAS em JULHO -...

Itinerário do Sal - ópera...

Junho traz concerto de Pe...

Sarah Nery edita EP homón...

Candeio apresentam novo s...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados