Quinta-feira, 30 de Setembro de 2010

Transexuais, sexo está na cabeça

 

Lara Crespo, 39 anos, sempre soube que "qualquer coisa" não estava bem consigo. Mas só aos 25 anos, quando viu uma entrevista com Roberta Close (uma famosa transexual brasileira) percebeu. "Identificava-me com cada palavra e pensei ''espera lá, é isto mesmo que sou'' só não sabia era verbalizar".

Os diplomas do governo e do Bloco de Esquerda que querem simplificar a mudança de sexo e nome próprio no registo civil a quem tenha sido diagnosticada, clinicamente, uma mudança da identidade de género (transexualidade) serão hoje discutidos e viabilizados no parlamento. Deixará de ser preciso recorrer aos tribunais, um "processo longo e humilhante", garante o presidente da ILGA, (Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual e Transgénero), Paulo Côrte-Real. 

"A Aurora nunca fala de assuntos relacionados com mulheres, como decoração, culinária e moda", lê-se numa sentença do Tribunal Judicial de Almada, em 2006, apresentada pela ILGA para demonstrar que os requisitos habituais dos tribunais violam os direitos humanos. Em cinco anos, apenas 16 transexuais foram a tribunal mudar de sexo e de nome. Lara diz que será uma das primeiras a ir à conservatória. 

"Não vou estar exposta ao meu passado. Vou deixar de dar explicações a toda a gente. É tão simples quanto isto. Acho que não estou a pedir muito", defende Júlia Pereira, 20 anos. Acabada de entrar na universidade, Júlia prefere não dizer o curso que frequenta. Diz que por agora tem tido a compreensão dos professores mas "nunca se sabe": "Explicar caso a caso torna-se humilhante." E lembra uma oportunidade de emprego em que foi recusada, num supermercado, porque os seus documentos não condiziam com a aparência e era exigido ter o nome numa "plaquinha" na lapela. 

Também Lara garante que está no desemprego por causa da questão do nome: "Sei que está muito difícil para toda a gente mas ainda mais para nós. Recusaram-me muitos empregos por a minha imagem não corresponder ao papel. Muitas vezes me disseram que o currículo era bom mas que eu não correspondia ao perfil". 

Nem governo, nem Bloco de Esquerda requerem a obrigatoriedade da cirurgia para a mudança de sexo e nome no Bilhete de Identidade. Basta "apresentar um relatório elaborado por equipa clínica multidisciplinar de sexologia clínica que comprove o respectivo diagnóstico", lê--se na proposta do governo. Já o Bloco exige que o "requerente tenha estado, ou esteja há pelo menos um ano, em tratamento hormonal destinado a ajustar as suas características físicas às correspondentes ao sexo agora reclamado" e que "viva, há pelo menos dois anos, no sexo social reclamado". A omissão da cirurgia tem levantado objecções à direita. Paulo Côrte-Real lembra que existem pessoas transexuais que não desejam ou não podem, por questões de saúde, efectuar uma cirurgia genital. 

"O sexo não está no meio das nossas pernas, está na nossa cabeça", diz Lara. "Os mais conservadores têm de aprender a ver além do nosso corpo." Para Júlia - que também é coordenadora do GRIT (Grupo de Reflexão e Intervenção sobre Transexualidade) - a obrigação de submeter alguém a uma cirurgia é uma "violação dos direitos humanos". "Iríamos acabar com uma discriminação para acrescentar outra", acrescenta Lara. 

O deputado do Bloco, José Soeiro, afirma que o projecto do partido foi baseado na Lei de Identidade de Género espanhola: "Recordo que em Espanha não houve nenhum voto contra, nem dos partidos à direita", disse ontem o deputado.

Hoje os partidos discutem os diplomas em plenário e vão ser viabilizados à esquerda, com o consentimento do PCP. Lara diz que esta alteração na lei vai mudar a sua vida e, principalmente, o seu dia-a-dia. "Fui fazer uma mamografia e qual não foi o espanto das pessoas quando chamaram um nome masculino. Ficou tudo a olhar para mim." Com a mudança, situações como esta deixarão de acontecer.



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Letra
A noite vem às vezes tão perdida
E quase nada parece bater certo
Há qualquer coisa em nos inquieta e ferida
E tudo que era fundo fica perto

Nem sempre o chão da alma é seguro
Nem sempre o tempo cura qualquer dor
E o sabor a fim do mar que vem do escuro
É tantas vezes o que resta do calor

Se eu fosse a tua pele
Se tu fosses o meu caminho
Se nenhum de nós se sentisse nunca sozinho

Trocamos as palavras mais escondidas
E só a noite arranca sem doer
Seremos cúmplices o resto da vida
Ou talvez só até amanhecer

Fica tão fácil entregar a alma
A quem nos traga um sopro do deserto
Olhar onde a distância nunca acalma
Esperando o que vier de peito aberto

Se eu fosse a tua pele
Se tu fosses o meu caminho
Se nenhum de nós se sentisse nunca sozinho

Se eu fosse a tua pele
Se tu fosses o meu caminho
Se nenhum de nós se sentisse nunca sozinho



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Manuais escolares gratuitos

 

A partir do próximo ano lectivo, as escolas públicas vão poder distribuir gratuitamente os manuais escolares aos alunos do ensino básico e secundário através de bolsas de empréstimos. O i apurou que PS e PSD vão viabilizar amanhã os projectos de lei do Bloco de Esquerda e do CDS-PP que permitem aos estabelecimentos de ensino criar um sistema de empréstimos acessível a todas as famílias, independente da sua condição socioeconómica.

Paula Barros, deputada socialista, diz que o PS "não vai fechar a porta" ao regime proposto pelo PP e BE e que a bolsa de empréstimos deverá ser implementada "o mais rápido possível". Significa isto que o governo está disposto a introduzir o novo modelo no início do ano lectivo 2011/12 e após uma avaliação que terá de ser feita pelas escolas.

Acarretar com os custos dos manuais escolares é "uma situação insustentável" para muitas famílias portuguesas e é essa a razão que o PSD apresenta para viabilizar as propostas dos dois partidos. Só falta saber se os sociais-democratas vão optar pelo voto favorável ou pela abstenção, mas o deputado Pedro Duarte garante que não vai colocar impedimentos aos projectos de lei do BE e do CDS: "Viabilizaremos o documento na generalidade para podermos depois discutir as propostas na especialidade, onde iremos dar o nosso contributo."

Apesar do consenso da maioria dos deputados no Parlamento, a Confap - a principal confederação das associações de pais, está contra a bolsa de empréstimos de manuais escolares por "acarretaremdemasiados obstáculos", avisa o dirigente Albino Almeida. O facto de os manuais do 1.o ciclo e de línguas estrangeiras incorporarem os exercícios, inutilizando os livros é a primeira dificuldade apontada pela confederação de pais. 

Mas o certo é que o projecto dos bloquistas impõe uma cláusula que visa obrigar os editores a elaborar os manuais sem incluir o respectivo espaço para a resolução dos exercícios, permitindo que voltem a ser usados. A proposta, que não consta no projecto do CDS, terá o apoio socialista: "A verdade é que o aluno deveria poder manusear o livro escolar, mas a proposta do Bloco parece um bom princípio", defende a deputada do PS.

Só que este não é o único argumento para a Confap recusar a modalidade de empréstimos de livros escolares. "Apesar de os livros vigorarem durante três ou quatro anos, a maioria das escolas muda os manuais todos os anos", assegura Albino Almeida, que diz ser preferível as editoras fazerem os manuais destinados a mais do que um ano lectivo.

"Elaborar livros que incluam os currículos do 1.o e 2.o anos, por exemplo, permitiria reduzir o seu número", defende o presidente da confederação, propondo criar também conteúdos multimédia para complementar os manuais: "Esse é o melhor caminho, uma vez que permite a actualização permanente dos conteúdos, possibilidade que não existe nos manuais", esclarece Albino Almeida, adiantando que essa experiência já acontece em mais de 30 municípios com um custo médio de nove euros por cada disciplina.

Bolsas de empréstimos não é novidade entre alunos e professores e boa parte das escolas já pratica essa modalidade, conta Adalmiro Fonseca, presidente da Associação Nacional dos Directores de Escolas e Agrupamentos escolares. "Gerir um sistema de empréstimo de manuais não é difícil para as escolas, mas é preciso criar mecanismos e dar autonomia às escolas para estabelecerem as suas próprias regras", remata o dirigente.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:33 | link do post | comentar

Proposta para medida europeia de protecção

 

As comissões da Justiça e dos Direitos da Mulher do Parlamento Europeu (PE) aprovaram hoje, numa votação quase unânime, uma proposta para implementar uma ordem europeia para a protecção das mulheres maltratadas.

O texto reflecte a posição do Parlamento antes das negociações com os Estados membros para avançar com a proposta.

O projecto foi lançado este ano pela presidência espanhola da União Europeia, com o apoio de um grupo de países, mas provocou reticências em alguns países e na Comissão Europeia.

«Hoje deu-se um passo muito importante para ajudar as vítimas de violência de género em toda a Europa», afirmou, depois da votação, uma das proponentes do documento, a espanhola Teresa Jiménez-Becerril, do Partido Popular.

A eurodeputada sublinhou que a intenção do PE é «garantir um instrumento de protecção comunitário às vítimas da violência de género que seja eficaz»e permitir que as «vítimas se sintam protegidas em qualquer canto da Europa, mesmo que em cada país essa decisão siga um processo civil ou penal».

Os diferentes ordenamentos jurídicos dos Estados membros levaram o executivo comunitário e vários países a pôr em causa a viabilidade de uma ordem europeia geral.

Teresa Jiménez-Becerril reconheceu que essa dificuldade lhe deixa algumas «dúvidas» e antecipou que as negociações com o Conselho Europeu serão «difíceis», frisando, porém, que hoje o PE«quis mandar uma mensagem de superação dessas diferenças».

A outra proponente do projecto, a socialista espanhola Carmen Romero, apelou à Comissão Europeia para que se junte ao processo e defendeu que o ideal seria que Bruxelas apresentasse uma proposta que «complete ou aperfeiçoe o mecanismo».

O executivo comunitário, em especial, a comissária da Justiça, Viviane Reding, mostrou-se inicialmente muito crítico da iniciativa da presidência espanhola, acusando-a de ser confusa e de não ter uma base jurídica adequada.

Viviane Reding anunciou a sua intenção de apresentar, no próximo ano, um pacote completo de propostas para melhorar a protecção às vítimas em geral.

No entanto, Carmen Romero considerou que o caso das mulheres maltratadas é «específico» e que, por isso, deve ter um sistema legal próprio.

A ordem comunitária pretende alargar a outro Estado membro as ordens emitidas num país para proteger uma mulher maltratada quando esta se desloque.

Depois da posição de hoje do PE, os Estados membros deverão voltar a abordar o assunto na reunião de ministros da Justiça e do Interior nos dias 07 e 08 de Outubro.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quarta-feira, 29 de Setembro de 2010

Orgasmo trifásico

 

Orgasmo feminino é coisa da qual as mulheres entendem muito pouco e os homens, muito menos. Pelo fato de ser uma reação endócrina que se dá sem expelir nada, não apresenta nenhuma prova evidente de que aconteceu ou se foi simulado.

 

Orgasmo masculino não! É aquela coisa que todo mundo vê. Deixa o maior flagrante por onde passa. Diante desse mistério, as investigações continuam e muitas pesquisas são feitas e centenas de livros escritos para esclarecer este gostoso e excitante assunto.

 

Acompanho de perto, aliás, juntinho, este latejante tema. Vi, outro dia, no programa do Jô Soares, uma sexóloga sergipana dando uma entrevista sobre orgasmo feminino. A mulher, que mais parecia a gerente comercial da Walita, falava do corpo como quem apresenta o desempenho de uma nova cafeteira doméstica.

 

Apresentou uma pesquisa que foi feita nos Estados Unidos para medir a descarga elétrica emitida pela "periquita" na hora do orgasmo, e chegou à incrível conclusão de que, na hora "H", a "perseguida" dispara uma descarga de 250.000 microvolts. Ou seja, cinco "pererecas" juntas ligadas na hora do "aimeudeus!" seriam suficientes para acender uma lâmpada. Uma dúzia, então, é capaz de dar partida num Fusca com a bateria arriada.

 

Uma amiga me contou que está treinando para carregar a bateria do telefone celular. Disse que gozou e, tchan, carregou. É preciso ter cuidado porque isso não é mais "xibiu", é torradeira elétrica! E se der um curto circuito na hora de "virar o zoinho", além de vesgo, a gente sai com mal de Parkinson e com alinguiça torrada.

 

Pensei: camisinha agora é pouco, tem de mandar encapar na Pirelli ou enrolar com fita isolante. E na hora "H", não tire o tênis nem pise no chão molhado... Pode ser pior!

É recomendável, meu amigo, na hora que você for “molhar o seu biscoito" lá na canequinha de sua namorada, perguntar:

-É 110 ou 220 volts? Se não, meu xará, depois do que essa moça falou lá no Jô, pode dar "ovo frito no café da manhã."

 

Esse país não melhora por absoluta falta de criatividade ... São as mulheres, a solução contra o apagão...

 

Millor Fernandes

 

Via Este Blog



publicado por olhar para o mundo às 21:01 | link do post | comentar

Letra
Vou andando por ai 
Sobrevivendo á bebedeira e ao comprimido 
Vou dizendo sim á engrenagem 
E ando muito deprimido 
É dificil encontrar quem o não esteja 
Quando o sistema nos consome e aleija 
Trincamos sempre o caroço 
Mas já não saboreamos a cereja 

Já houve tempos em que eu 
Tinha tudo não tendo quase nada 
Quando dormia ao relento 
Ouvindo o vento beijar a geada 
Fazia o meu manjar com pão e uva 
Fazia o meu caminho ao sol ou á chuva 
Ao encontro da mão miúda 
Que me assentava como uma luva 

Se ainda me queres vender 
Se ainda me queres negociar 
Isso já pouco me interessa 
Perdemos o gosto de viver 
Eu a obedecer e tu a mandar 
Os dois na mesma triste peça 
Os dois á espera do fim 

Tu tens furtuna e eu não 
Podes comer salmão e eu só peixe miúdo 
Mas temos em comum o facto de ambos vermos 
A vida por um canudo 
Invertemos a ordem dos factores 
Pusemos números á frente de amores 
E vemos sempre a preto e branco o programa 
Que afinal é a cores

http://www.vagalume.com.br/jorge-palma/a-espera-do-fim.html#ixzz10rGSyvbk



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Quando era mais pequeno, Igor Ferreira tirava a roupa ao Action Man e fazia-o voar por cima da sua cabeça. Só tem 12 anos, mas um dia, quando for grande, quer voar como só gente grande sabe voar – quer ir para a NASA (Agência Espacial Norte-Americana). “Fascina-me tudo sobre o espaço. Quero ser astronauta – e escritor nos tempos livres.”

Rosália, a mãe, transpira orgulho. Chama-lhe “obra-prima” – a sua obra-prima. No 5º ano, o rapaz figurou no quadro de honra da escola. Teve cinco em todas as disciplinas, menos em Educação Física. No 6º ano, as notas baixaram um bocadinho. Um rufia desatou a implicar com ele.

A mãe tentou consertar tudo muito depressa, não fosse aquela experiência negativa comprometer o presente ou o futuro do seu filho: “O miúdo é muçulmano. Eu não podia falar com a mãe dele – ela anda toda enrolada num lençol. Eu falei com o pai dele, mas não se pode [contar com ele]. O diabo do homem deu umas lambadas ao miúdo. O miúdo ainda ficou mais revoltado!”

A violência não é uma realidade desconhecida, distante. Igor mora no Aleixo, um bairro batido pelo tráfico de droga e que a Câmara do Porto há dois anos decidiu deitar abaixo. E o que é o Aleixo? “De certa forma, é um bairro normal. A diferença está nas pessoas que lá vivem. Às vezes, andam lá a gritar umas contra as outras durante a noite”, resume o rapaz. A mãe também ouve: “Às vezes, vamos a subir as escadas e vemos polícia com armas apontadas.”

Um Action Man humano

Não se deixa contaminar pela desmotivação que semeia absentismo e abandono escolar no bairro: “Só estou lá quando estou em casa. E a minha casa não é o meu bairro. A minha casa é mais pequena do que aquilo tudo.” Passa grande parte dos seus dias fora daquelas cinco torres de 13 andares erguidas na década de 1970, como uma agressão à paisagem, ali, perto do lugar onde o Douro desagua. Sai por volta das 8h00 para entrar nas aulas às 8h25. Pratica judo às segundas, quartas e quintas e natação às terças e quintas.

Frequentou o 1º ano em Lordelo, como outros meninos do bairro. Lembra-se disso: “A professora faltava muitíssimo. Às vezes, não faltava ela e faltava eu a pensar que ela não vinha. Ela fazia-me perder tempo. Passei para o 2º ano sem saber ler nem escrever.” Mudou de escola. “Consegui aprender a ler. Leio muito. Quando mais me esforçava, mais gostava.”

A mãe fez tudo para o livrar das escolas de má fama. Deu uma morada de uma conhecida para o pôr na EB1 São João da Foz. Quem estuda ali transita para a Francisco Torrinha no 5º. Fez lá o 5º. No 6º foi para a Pires de Lima, que dá acesso à cotada Aurélio de Sousa. Depois, o rufia caiu-lhe em cima.

O que fazia o tal rapaz? “Violência física não. Lembro-me de numa aula de música ele estar a fazer barulho e de eu olhar para ele e de ele me puxar o cabelo. Quando eu olhava para ele, ele fazia caras de parvo e berrava nos meus ouvidos. Ele tem dupla personalidade. Parece um santinho e faz isto.” Rosália mudou Igor para a Pêro Vaz de Caminha.

Uma criança tem direito a estudar e a sonhar com um futuro. Igor estuda muito e sonha com viagens espaciais e com escrita criativa: “Gosto de inventar histórias. Leio tantas histórias que consigo inventar. Quero escrever ficção. Gostava de lhe juntar mistério, ciências. Sei que tenho de estudar muito. Se for preguiçoso, tenho sorte se chegar a trolha.”

Gosta da escola nova. “Tem um bom ambiente. Os professores também são simpáticos. Ensinam melhor. Uns professores dão a matéria atabalhoadamente, não se importam se os alunos aprendem ou não; os dali ensinam bem.” Não tardou a tornar-se o melhor aluno da turma.

Fala como gente grande, mas não larga o Action Man. Em Novembro, acontece sempre qualquer coisa ao herói – há uma perna ou um braço ou um pescoço que se parte. No Natal, a mãe oferece-lhe um boneco novo e o rapaz hesita – habituado que está ao “amigo velho”. Adora anatomia, o ramo da biologia que estuda a estrutura e a organização dos seres vivos. E o Action Man é, dos bonecos que conhece, “o que tem a forma mais humana”.

Livro atrás de livro

Gosta de Ciências: “Quero saber de planetas, de animais, de plantas.” Gosta de História: “Gosto de saber o que aconteceu antes para termos o que temos.” Gosta de Português: “Quanto mais vocabulário tenho, mais gosto de Português. Quando encontro uma palavra que não conheço, vou directo ao dicionário.” Gosta de tanta coisa, tanta que às vezes é difícil escolher.

Passa as tardes de sábado na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, nos jardins do Palácio de Cristal, uns dos mais belos do Porto. A sua escritora favorita é Luísa Dacosta. Viu-a no ano passado e até lhe pediu para autografar o seu exemplar de Sonhos na Palma da Mão. Não perde um livro da colecção Arcanus, obra de Care Santos sobre 12 miúdos com poderes especiais. E está a começar a fazer o mesmo com A Saga de Deltora, de Emily Rodda.

Dentro do quarto de mobília escura – que partilha com a mãe no apartamento que acolhe também a avó e a bisavó – não parece caber nem mais um alfinete. Amontoam-se livros e DVD nos móveis aos pés da cama, atrás da televisão e da PlayStation, transbordam para os arrumos.

À noite, a mãe testa-o: “Eu faço-lhe perguntas e ele responde. Também pode falhar algumas coisas.” Sem deixar de ser a obra-prima dela: “Ele consegue ser mais correcto do que eu.” A mãe dá um exemplo: “A avó paterna é muito pelo pai. Ele não paga mensalidade e ela defende-o. Eu disse: “Oh! Vou insultá-la.” E ele respondeu-me: “Ó mãe, comportamento gera comportamento.”"

Ana Cristina Pereira
Público
28/09/10

 

Via meninos de ninguém



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Já conhecíamos o Senhor dos anéis. Agora, numa altura em que o Senhor deve andar a vender os anéis, ficámos a conhecer os Senhores das Águas de Portugal. E um estranho fetiche por popós topo de gama. Gastam que se fartam.

Este é um daqueles casos que só veio a público porque tudo o que é em demasia acaba por feder. E a água choca sente-se à distância. Resumindo: foi notícia porque apesar das muitas viaturas que as Águas de Portugal (AdP) já possuía para uso de quadros intermédios e gestores em 2010, e tendo em conta a conjuntura em que nos encontramos, estes senhores continuaram a renovar a frota como se fossem correr o Dakar.


E como água não lhes falta, preferiram gastar dinheiro em equipamento automóvel para enfrentar o deserto em que nos encontramos. Foram 34! Novos veículos topo de gama só este ano. BMW´s, Renault, Citroen, etc. À escolha do freguês que a "besta" do contribuinte paga, mesmo que não tenha dinheiro para trocar a sua própria viatura. São400 o número de automóveis em que os senhores das águas se passeiam. E este valor não inclui veículos de trabalho, piquete etc. Estamos a falar apenas dos veículos para os altos quadros usarem como entenderem. Não será um bocadito para o exagerado? Imoral? Absurdo? Vergonhoso?

 

O Ministério das Finanças e o do Ambiente acharam que sim (depois de ter ser noticiado, obviamente) e ordenaram a suspensão de "imediato, em todo o universo de empresas pertencentes ao Grupo Águas de Portugal, o plano de renovação da frota automóvel", abrindo, no entanto, uma porta para "situações excepcionais de carácter urgente e inadiável, susceptíveis de comprometer a eficácia do desempenho operacional da empresa". (fonte DN, citando a Lusa)

 

Mais hilariante é o gasto em gasolina e na manutenção de viaturas. Atente-se: segundo relatório de 2009 só com o popó do Presidente da AdP foi gasta a módica quantia de 12 734 euros, acrescem 2805 euros em combustível. Juntando os valores gastos pelos 5 vogais, dá um total de 71,5 mil euros. Segundo o Correio da manhã "só um dos vogais teve um gasto em combustível de 7186 euros". Que maravilha. Deve ter sido um grande Dakar. Provavelmente ainda fez uma perninha no Mundial de todo o terreno de Marrocos.

 

A AdP usou, só em 2009, 955 mil euros das garantias estatais de 1,47 milhões. Mostra bem a saúde financeira da Empresa. Mas para além deste tipo de regalias, popós, telemóveis, gasolinas, nunca esquecer que a maioria das chefias das empresas públicas tem um vencimento superior a 4 mil euros/mês. E são tantos os chefes. Milhares.Se virarmos uma empresa pública de pernas para o ar eles caem como os trocos do bolso de um arrumador. E normalmente aumentam órgãos sociais enquanto cortam nos trabalhadores (é ir ver ao relatório).

 

E com tudo isto o Ministro das Finanças ainda tem a lata de dizer no Parlamento que não sabe onde cortar? Olhe Sr. Ministro corte na "mama" instalada em tudo o que é empresa pública. Só aí tem muito que cortar.

Via 100 reféns



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Terça-feira, 28 de Setembro de 2010

Eco sexo .. sexo ecológico!

Já pensou na energia que poupa se desligar a luz cada vez que fizer sexo à noite? Ou nos efeitos nocivos dos brinquedos eróticos feitos com PVC no meio ambiente? Descubra como tornar a sua vida sexual mais ecológica. Veja o vídeo e leia a Revista Única de sábado dia 2 de Outubro.

Fazer separação do lixo, usar materiais reciclados ou evitar alimentos geneticamente modificados são conceitos que estão cada vez mais enraizados nas nossas escolhas diárias. Mas e no que diz respeito à vida sexual... alguma vez você pensou se estava a ser amigo do ambiente?

 

Se não pensou, não se preocupe: a escritora norte-americana Stefanie Iris Weiss pensou por si e condensou todas as dicas para sexo mais ecológico no livro "Eco-Sex: Go Green Between the Sheets" ("Eco-Sex: Seja Verde Entre os Lençóis"). Desde lingerie feita de material orgânico a lubrificantes sem químicos, a autora quer mostrar aos leitores que se pode ter prazer ao mesmo tempo que se reduz a pegada de carbono.

Comecemos por um objeto essencial na vida sexual de qualquer casal: a cama. Escolha um colchão de látex natural e uma estrutura de madeira certificada. Quanto à lingerie, tente usar a que é feita de algodão e evite materiais inimigos do ambiente. Já no que diz respeito aos preservativos, procure os biodegradáveis e quanto a lubrificantes recorra aos que são feitos à base de água ou óleo de noz, em vez dos que são produzidos com petróleo.

Se é dado a encontros românticos, porque não um "eco passeio" a dois de bicicleta? Vai certamente contribuir para reduzir as emissões de carbono, já para não falar que terá a desculpa ideal para a seguir pedir uma sensual massagem nas pernas à pessoa amada. Caso presenteie a sua cara-metade com um jantar afrodisíaco, lembre-se de evitar cozinhar espécies em vias de extinção, como as ostras e mariscos, e opte, por exemplo, por frutas que não sejam geneticamente modificadas. Uns morangos (biológicos!) podem fazer milagres na "hora H"...

Embora Stefanie Iris Weiss assegure que o "Eco-Sex" é o primeiro livro sobre "sexo verde" a ser escrito, a verdade é que já em 2002 a Greenpeace tinha abordado o mesmo tema com uma lista de conselhos que "oito anos depois ainda continua a dar origem a muitas mensagens com pedidos de esclarecimento", contou a associação ambientalista ao Expresso.

Banho a dois e sexo ao ar livre

 

Uma das dicas mais simples dadas tanto por Stefanie Iris Weiss como pela Greenpeace consiste em, nada mais, nada menos, que desligar a luz. Já imaginou a eletricidade que poupa com um simples clique num interruptor antes de se dedicar a horas de prazer noturno? O banho a dois também é aconselhado por ambos. "A água é um bem precioso. No mundo existe mais de um bilião de pessoas que não a têm, pelo que vale a pena partilhar".

Se gosta de brinquedos eróticos, evite os que exigem o uso de pilhas. Mas se tiver de as usar, opte pelas recarregáveis. Quanto aos materiais de que são feitos, a Greenpeace deixa o alerta: "O PVC é dos compostos nocivos mais comuns nestes objetos, estando não só associado à libertação de químicos para o meio ambiente mas também a problemas no sistema reprodutivo humano e malformação de fetos". Por isso mesmo, "já foram vários os Governos que baniram o PVC de brinquedos infantis. Devíamos também evitá-lo no ato sexual", conclui o grupo ambientalista.

Já se é adepto de sexo ao ar livre, a Greenpeace também tem um conselho que pode ser útil: "Pedimos que se assegurem de que o jardim é seguro. E não estamos com isto a falar dos vizinhos mirones, mas sim dos pesticidas e herbicidas que possam aparecer na relva. Estes químicos não são positivos nem para o ambiente, nem para o corpo humano".

Se tem dúvidas quanto à possibilidade de pôr em prática os conselhos ambientalistas na sua vida sexual, Stefanie Iris Weiss garante: "Experimentei todas as dicas pessoalmente e posso assegurar que na pesquisa para este livro me diverti. Não imaginam quanto".

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar | ver comentários (1)

ataque de riso do ministro das Finanças suíço já é objeto de traduções humorísticas noYouTube. A crise portuguesa é uma delas.

 

 

O ministro das Finanças suíço, Hans-Rudolf Merz, teve um ataque de riso incontrolável, na última quarta-feira, quando discursava no Parlamento sobre a importação de carnes curadas.

O vídeo foi divulgado em várias televisões e depressa correu para o YouTube, mas agora é também objeto de traduções humorísticas. A crise e o Orçamento do Estado para 2011 é tema de um vídeo, onde se parodia o impasse da negociação entre o Governo e o PSD. (Veja o vídeo)

 

Via Expresso



publicado por olhar para o mundo às 19:06 | link do post | comentar

Letra

 

Andava eu sem ter onde cair vivo
Fui procurar abrigo nas frases estudadas do senhor doutor
Ai de mim não era nada daquilo que eu queria
Ninguém se compreendia e eu vi que a coisa ia de mal a pior

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar

Andava eu sozinho a tremer de frio
Fui procurar calor e ternura nos braços de uma mulher
Mas esqueci-me de lhe dar também um pouco de atenção
E a minha solidão não me largou da mão nem um minuto sequer

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar

Se queres ver o Mundo inteiro à tua altura
Tens de olhar para fora, sem esqueceres que dentro é que é o teu lugar
E se às duas por três vires que perdeste o balanço
Não penses em descanso, está ao teu alcance, tens de o reencontrar

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

As inúmeras perguntas sobre a ausência do futebolista Pedro León da convocatória do Real Madrid irritaram hoje o treinador José Mourinho a ponto do português abandonar a conferência de imprensa de antevisão do desafio com o Auxerre.

"Não é Zidane, nem Maradona, nem Di Stefano", vincou, irritado, Mourinho, na véspera de novo jogo na Liga dos Campeões, lembrando que o médio "há um ano jogava no Getafe".

José Mourinho disse não entender todo o interesse à volta da ausência de Pedro León, garantiu que não tem de justificar-se à imprensa - "ao presidente, sim" - e foi bem claro: "Não foi convocado porque o treinador não quis".

 

 

Demorou... mas o verdadeiro Mourinho chegou finalmente a Madrid

 



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 27 de Setembro de 2010

Como melhorar o desempenho sexual

 

Os sexólogos repetem como um mantra: cada pessoa e cada casal tem seu ritmo. Em vez de se comparar com vizinhos, amigos ou mesmo com as estatísticas que apontam médias nacionais, melhor é perguntar-se: qual o meu desejo? Como explica a sexóloga Lina Wainberg, tem gente que transa de 15 em 15 dias e fica muito satisfeito, e tem outros que ficariam chocados com essa média – cada casal tem que descobrir o que os satisfaz.

- Uma boa vida sexual requer empenho e dedicação. Quanto mais espaço você reservar para o sexo em sua vida, provavelmente mais vai querer transar: com a mente erotizada, você fica mais predisposto aos estímulos sexuais.

- Você analisa a agenda e realmente não encontra tempo para o sexo entre trabalho, filhos, curso de pós-graduação, curso de inglês e academia e as horas de sono. Então, talvez seja hora de rever sua agenda e avaliar suas prioridades: há ocupações fundamentais, como cuidar dos filhos, mas será que você realmente precisa fazer o curso de pós-graduação agora? Carmita Abdo, autora do Estudo da Vida Sexual do Brasileiro, pergunta: o que é possível adiar para sobrar tempo para o prazer?

- Que horário funciona melhor para você transar? A questão parece trivial, mas é importante: quando você está mais disponível para o sexo?

- Na correria do dia a dia, não basta reservar uma horinha para o sexo propriamente dito. É preciso se dar tempo para entrar no clima e erotizar a mente. Para isso, valem algumas dicas: pensar em sexo durante o dia (sim, mesmo no trabalho!), perder o pudor em brincadeiras com seu par e acariciá-lo não apenas no momento da transa e, por que não?, marcar um encontro com sua mulher ou seu marido.

- Vida sexual prazerosa não significa apenas uma transa completa, com penetração. Amassos são bem-vindos – o importante é ter prazer, destaca a sexóloga Lúcia Pesca. Não há receita, a não ser relaxar.

- Se o casal não consegue resolver sozinho suas questões na cama, a terapia sexual é uma opção. Pela experiência em consultório, Lúcia Pesca afirma que, muitas vezes, poucas sessões são o bastante para buscar uma solução.

Quando um não quer... dois não transam

- Eis o problema de muitos casais: a rotina, a maratona diária de trabalho, filhos e tarefas domésticas e o passar dos anos nem sempre afetam os dois da mesma maneira. Um pode jamais perder o ânimo para o sexo, enquanto o outro prefere dormir abraçado e deixar a transa para o final de semana.

- Embora não seja regra, em boa parte dos casos é o homem que cobra mais sexo da parceira. De acordo com Carmita Abdo, coordenadora do Programa de Estudos em Sexualidade (ProSex) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, eles têm uma vida sexual ativa por mais tempo, já que as mulheres passam por ciclos que interferem na sua libido, desde o ciclo menstrual, passando pela gestação, o pós-parto e a amamentação, até o climatério. Mas os depoimentos desta reportagem confirmam o que os sexólogos já atestam nos consultórios: também as mulheres estão cobrando mais sexo dos maridos.

- O desejo feminino, destaca Carmita, é menos espontâneo do que o dos homens. No tocante a sexo as mulheres seriam mais responsivas, ou seja, entram no clima a partir do toque, das palavras sedutoras e da abordagem do parceiro. Esta é uma boa dica para  maridos a fim de estimular suas parceiras a transar com mais frequência.

- O descompasso no desejo sexual no casal não deve ser ignorado: a solução é conversar francamente para tentar chegar a um denominador comum que satisfaça a ambos. Na prática, quem quer mais sexo deve tentar estimular o desejo do outro – dentro do limite e da vontade de cada um, como explica a sexóloga Lina Wainberg. Dependerá do quanto cada um está disposto a ceder.

 

Via Zero Hora



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Falar com os extraterrestres, o emprego mais parvo do mundo

 

astrofísicaMazlan Othman, vai ser designada em breve, embaixadora das Nações Unidaspara o espaço e estará encarregue de coordenar a resposta da espécie humana no caso de existir uma tentativa de contacto de extraterrestres.

Este novo cargo surge depois de terem sido descobertos um grande número de planetas que orbitam estrelas, o que volta a abrir a hipótese de que os humanos possam a vir a ser contactados por vida extraterrestre inteligente.

O plano de converter a Delegação das Nações Unidas para o espaço Exterior (UNOOSA) num organismo de coordenação para encontros com extraterrestres será previamente debatido pelas várias comissões das Nações Unidas antes de ser enviada para a Assembleia Geral. “Quando (os extraterrestres) nos disserem ‘levem-me ao vosso lider’, Othman será o mais próximo que teremos,” disse o perito em direito espacial Richard Crowther.

Othman ocupa actualmente o cargo de directora da Delegação das Nações Unidas para o espaço Exterior e as responsabilidades do seu novo cargo vão ser reveladas numa conferência, emInglaterra na próxima semana.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 19:46 | link do post | comentar

Saiba como poupar

 

Olhar mais para os preços e comprar apenas o que é necessário foi a solução encontrada por Sílvia Reis para fazer face ao aumento dos preços e a um orçamento familiar cada vez mais apertado. "Comecei a reparar que sempre que ia ao supermercado deixava centenas de euros, mas, analisando bem os produtos que comprava, facilmente verificava que grande parte deles eram dispensáveis e eram esses que encareciam a factura", revela ao i

A verdade é que este não é um caso isolado. Muitas famílias portuguesas têm de lidar com um orçamento cada vez mais asfixiante e foram obrigadas a mudar de hábitos e a tomar decisões de forma mais equilibrada para tornarem o seu dia-a-dia mais fácil. Alguns truques já são usados pelos consumidores há algum tempo, mas há pequenas soluções pelas quais pode optar e que às vezes são esquecidas [ver caixas]. 

Determinados pequenos gastos diários podem parecer insignificantes, mas ao fim do mês fazem toda a diferença. É o caso do pequeno-almoço fora. Mas vamos a números: gastar 2,5 euros por dia numa pastelaria parece pouco, mas ao final do mês - tendo em conta apenas 22 dias úteis - traduz-se num gasto de 55 euros.

"Uma das primeiras despesas que cortei depois de ter tomado a decisão de ir morar sozinho foi o pequeno-almoço na pastelaria da rua", conta Rui Pereira. "Comecei a fazer contas e vi que era insuportável manter todos os ''luxos'' a que estava habituado. Acabar com este foi um dos cortes mais fáceis e fez toda a diferença para equilibrar o orçamento diário", salienta. 

A verdade é que seria desejável que esses cortes fossem aplicados de forma mais geral. Por exemplo, tentar pôr de lado o preconceito e começar a levar almoço para o trabalho, reduzindo ao mesmo tempo os jantares fora. Vai ver que, ao fim do mês, esses valores que conseguiu poupar vão fazer toda a diferença. 

Outro truque usado por muitos consumidores passa por aproveitar as épocas de saldos para comprar os produtos e peças de vestuário desejados. Há lojas que chegam a oferecer reduções que podem chegar aos 70%. Por outro lado, evite comprar a roupa toda de uma vez e sempre que possível divida as compras e os gastos com o vestuário por meses e por cada pessoa do agregado familiar. Ou seja, se este mês comprou roupa para si, só no próximo mês é que deve comprar para os restantes elementos do agregado familiar. 

Férias Não é só no dia-a-dia que as despesas têm de ser vistas à lupa. O planeamento das férias não pode ficar para segundo plano. Organizar a viagem com antecedência pode traduzir-se numa poupança significativa. Quem não consegue planear a sua vida "a tempo e a horas" pode optar por viajar em companhias de baixo custo (low cost) ou pelas ofertas de última hora. Neste último caso, deve ter flexibilidade nas datas. Pode também optar por comprar as viagens pela internet - por vezes consegue--se boas promoções.

 

Algumas soluções para poupar no dia-a-dia

1. Casa Há sempre pequenos truques para poupar nas contas da água, da luz e do gás. Utilize lâmpadas fluorescentes e economizadoras, desligue sempre os aparelhos – em modo standby gastam energia. Faça uma simulação no site da EDP para verificar que tarifário mais se adequa ao seu caso. Deve também mudar alguns hábitos – duches rápidos, por exemplo –  e optar por instalar dispositivos mais eficientes em torneiras, chuveiros e autoclismos, pois permitem poupar, por família, até 300 mil litros de água por ano.


2. Alimentação Uma ida ao supermercado pode representar um verdadeiro problema quando se cede às tentações. Para que isso não aconteça, pode seguir algumas regras de ouro. Leve sempre uma lista dos produtos de que precisa, evite ir às compras quando tem fome e opte sempre que possível por marcas brancas. Tente não levar crianças e não se esqueça de olhar para as prateleiras de cima para baixo. Vai ver que, no momento de pagar, estas pequenas diferenças podem representar uma poupança significativa. Tenha também em conta o local. A Deco analisou 549 lojas em todo o país e chegou à conclusão de que é possível poupar cerca de 800 euros por ano consoante o local e comparando os vários produtos.

 

3. Banca e Seguros O crédito à habitação representa, para a maioria dos portugueses, uma despesa pesada e é sempre desejável baixar a prestação. Para isso, pode renegociar o spread com o banco ou pedir um alargamento do prazo. Esta última opção implica sempre pagar mais juros. Se tiver algum dinheiro extra pode sempre optar por amortizar o crédito. No caso de ter vários empréstimos, pode consolidá-los num só. Cuidado com os cartões de crédito: representam uma tentação perigosa. Já em termos de seguros, contrate apenas as coberturas de que precisa e analise muito bem a oferta. Pode também optar por um mediador, pois regra geral oferecem descontos de 20% a 25% num pacote.

4. Ginásios Gaste apenas se tirar proveito. Se é daquelas pessoas que pagam para não ir, então é melhor cancelar a inscrição. Cerca de 50 euros ao final do mês podem fazer muita diferença. Pode sempre optar por fazer exercício em locais públicos, onde não paga nada.

 

5. Telecomunicações Comece por verificar se o tarifário do telemóvel se adequa às suas necessidades. As operadoras têm vindo a apostar em tarifas que permitem chamadas de graça para clientes da mesma rede, mediante o pagamento de uma mensalidade. Pode recorrer ao simulador disponível no site da Anacom para verificar qual é o melhor tarifário. Há também soluções alternativas, como o Skype e o VoIP. Em termos de televisão por subscrição, analise muito bem a oferta e tente aproveitar as promoções. Subscreva apenas os canais que sabe que vai ver. 

6. Transportes Opte por utilizar os transportes públicos. Vai ver que, ao final do mês, além de poupar alguns trocos, consegue evitar verdadeiros ataques  de nervos. Os que não passam sem carro podem optar por partilhá-lo. Dividir custos pode ser uma alternativa. Modere a utilização do ar condicionado e adopte uma condução que permita reduzir o consumo.


7. Poupança Os que são menos adeptos da poupança podem tentar juntar um euro por dia – no final do ano terão 365 euros. Aqueles para quem esta tarefa não parece uma missão impossível podem recorrer a vários produtos de poupança. A oferta é variada. É só escolher o nível de risco pretendido e seleccionar o que mais se adequa às necessidades de cada um. Não se esqueça da sua reforma. Há várias soluções para aplicar as poupanças de forma a assegurar um melhor rendimento depois de abandonar a vida activa.

 

8. Cartões de desconto Utilize os cartões e os talões de desconto. Pode parecer pouco significativo, mas sempre são uns trocos que consegue poupar.

 

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 19:16 | link do post | comentar

 

Letra
Ontem já era tarde para ver
Que estamos errados
Que o tempo passou por nós

Fecho os olhos e quem está és tu
Ao ouvido, a respirar és tu
Numa cena que não tem princípio nem fim
Enfim, sobrava sempre para mim
Fecho os olhos e quem está és tu
Ao ouvido a respirar és tu

Não, não fico só por ficar
No meu olhar és tu (x2)

Ontem já era tarde para olhar
Para trás
E procurar o culpado

Fecho os olhos e quem está és tu
Ao ouvido a respirar és tu

Não, não fico só por ficar
No meu olhar és tu (x4)

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Sem carro .. mas muito que ver

 

No passado dia 22 assinalou-se mais um Dia Europeu Sem Carros. O i aproveita a boleia e mostra-lhe cinco formas de explorar a cidade ao fim-de-semana, sem ter de pegar no carro

 

UM ELÉCTRICO CHAMADO DESEJO Considerado uma das 1000 experiências de viagem mais importantes do mundo pela Rough Guide to the World, o eléctrico 28 é a melhor forma de conhecer a Lisboa antiga. O percurso tem início no Cemitério dos Prazeres, em Campo de Ourique. Após percorrerem a Rua Saraiva de Carvalho, estes carros amarelos com dois motores de 45 cv, rumam à Basílica da Estrela e descem na direcção de São Bento. O percurso segue pela Praça Luís de Camões e pelo Chiado, passando junto à Sé e ao miradouro de Santa Luzia, em direcção à Voz do Operário. A recta final é percorrida entre a Graça e o Martim Moniz. (Tarifa de bordo: 1,45€; www.carris.pt)

LISBOA VISTA DO TEJO A Transtejo não se limita a levar e trazer moradores da Margem Sul para Lisboa e tem um departamento dedicado a passeios turísticos. E como nem todos podem fazer um cruzeiro no Mediterrâneo, um cruzeiro no Tejo já não é mau. O embarque é no Terreiro do Paço às 15h00, subindo o barco o rio até ao Parque das Nações, onde dá a volta para descer e passar debaixo da Ponte 25 de Abril, mostrando de uma perspectiva diferente monumentos como a Torre de Belém e o Padrão dos Descobrimentos. O passeio dura cerca de duas horas e meia e custa 20 euros para adultos e 10 euros para crianças e reformados. A bordo há serviço de refrigerantes e águas. (www.transtejo.pt/pt/turismo/turismo.html) 

I WANT TO RIDE MY BIKE Há 15 anos a Tejo Bike lembrou-se de disponibilizar veículos a pedal para os lisboetas passearem junto ao rio. Hoje têm dois espaços no Parque das Nações. No primeiro, junto ao posto de informações ao lado do Pavilhão Atlântico, pode alugar bicicletas de montanha, pasteleiras, karts e até patins. No segundo posto, situado na Praça Sony, além do aluguer de equipamento, funciona também a escola de patins em linha. Os preços começam nos 2,5 euros por meia hora numa bicicleta de adulto. Até Outubro é possível passear até às 20h00. Mas se o Parque das Nações é longe para si, existe o Fun Track, na Rocha Conde D''Óbidos, por trás do Museu do Oriente. (Tejo Bike; Tel.: 218 919 333; www.tejobike.pt)

POWER BALANCE Não estamos a falar das pulseiras, mas sim do veículo mais inovador dos últimos anos, o Segway. Inventado em 2001, nos EUA, funciona a electricidade e tem autonomia até 38 km. A velocidade máxima é de 20 km/h e, de uma forma redutora, podemos dizer que funciona com a inclinação do corpo. Hoje é comum ver seguranças de centros comerciais ou polícias a fazerem patrulhas de Segway. A Go Segway Tours criou seis passeios, distribuídos pelas zonas mais emblemáticas da cidade. Os passeios são antecedidos de um briefing de 20 minutos. Já a Gray Line Portugal criou um tour de Segway pela Baixa da cidade e um outro por Alfama, com preços entre os 25 e os 35 euros e um mínimo de dois participantes. (www.gosegwaytours.com; www.graylineportugal.com) 

MOTA E COMPANHIA Sempre quis ter uma mota mas nunca teve coragem para tornar o sonho realidade? Já pensou em ter uma scooter para andar na cidade? A Scooter Mania pode ser um bom começo. Esta rent-a-scooter, com preços a partir de 30 euros por um dia numa motorizada com 50 cc, está localizada no coração da Baixa, na Rua do Crucifixo. Só precisa de ter mais de 18 anos, levar o BI, licença ou carta de condução e está pronto para correr a cidade em duas rodas. E se quiser passear todo o fim-de-semana, o aluguer de três dias custa 80 euros. Se não lhe chegar uma scooter básica, há também Vespas, e motas com 125 cc. (Rua do Crucifixo, 17; Tel.: 213 467 144 ou 707 201 052; www.scooter-mania.pt)

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:01 | link do post | comentar

Domingo, 26 de Setembro de 2010

Sexo casual, vantagens e desvantagens

 

Já se foi o tempo em que só homens eram adeptos do sexo casual. Hoje as mulheres estão mais independentes, e isso vale para o sexo também. Para elas, o sexo não está mais necessariamente associado com uma relação amorosa estabelecida ou com amor. Elas estão se livrando dos padrões a que foram condicionadas de que mulher não gosta de sexo.

No sexo casual, em geral, são duas pessoas que se conhecem naquele momento e que pretendem se conhecer não mais que por algumas horas.

Mais quais são as regras de etiqueta para o sexo casual? Afinal são dois estranhos envolvidos, e temos que pensar na segurança e na boa convivência.

Algumas regrinhas:

1 – Tenha sempre camisinha, afinal muitos homens não levam e neste tipo de sexo, a camisinha é fundamental.

2 – Escolha o motel. Afinal levar para casa um desconhecido ou ir para a casa de um desconhecido é perigoso. Além disso, no motel você pode pedir ajuda em caso de algum imprevisto.

3 – Se ele pedir o número de telefone, só dê o celular. E não espere que ele ligue. Se você tiver o dele e tiver vontade de ligar, vá em frente. Liga quem tiver vontade.

4 – Se os dois não são desconhecidos, como por exemplo, amigos de todas as horas com quem se vai à cama às vezes, o importante é que montem seu código de ética para o bom funcionamento das transas eventuais. Valem senhas como “tomar um chope” .

 

As vantagens do sexo casual:


1 – Sexo sem preocupações(culpa), o que importa é o tesão do momento.

2 – Possibilidade de conhecer uma variedade de tipos físicos, fantasias, manias, expandindo suas próprias fronteiras sexuais.

3 – O objetivo é o prazer e então é um quase vale-tudo, onde pode-se tentar posições inéditas, e outras coisas.

 

As desvantagens:


1 – Se você quer romance, esqueça!

2 – Como um jogo, você tem que entrar nele sem querer se apaixonar. Mas as paixões são inevitáveis.

3 – O prazo de validade é restrito ao momento. Então nada de cobranças do tipo : “quando vamos nos ver de novo”? ou “você vai me ligar?”

Eventuais preconceitos em relação ao sexo casual sempre existirão. Mas acho que o que importa é fazer o que nossa consciência manda. Se der vontade e acontecer, só não se esqueça da camisinha!

 

Via Eternos aprendizes



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Letra
You thought it was easy
To find what you need
If you'd only believe me
You'd find you'd be free
You're always trying to hide
Your secrets and lies
You gotta let me know
Is it goodbye or hello?
You said you'd write your name in the skies 
So do it
You knew you'd never make it that high 
You blew it all
You had to have it all
Oh instead you wrote your name in the sand 
You knew it
You could've had the world in your hands 
You blew it all
You had to have it all
Its not the way you look
Its not the way you smile
Its not the way you stood there even in denial
Its not what you've become
I'm not so sure you'd agree
You're always trying to hide
Your secrets and lies
You gotta let me know
Is it goodbye or hello? 
You said you'd write your name in the skies 
So do it
You knew you'd never make it that high 
You blew it all
You had to have it all
Oh instead you wrote your name in the sand 
You knew it
You could've had the world in your hands 
You blew it all
You had to have it all
Save your love
Come on and save your love
Yeh you know that we''ll be fine 
If we just take our time
And save our love
You said you'd write your name in the skies 
So do it
You knew you'd never make it that high 
You blew it all
You had to have it all
Oh instead you wrote your name in the sand 
You knew it
You could've had the world in your hands 
You blew it all
You had to have it all
You blew it all
You had to have it all 




publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Férias em Portugal para todos os gostos

 

Não dá para uma volta ao mundo, mas quatro dias são o suficiente para descansar, baixar a produtividade e recordar o Verão. Se vai gozar o feriado de 5 de Outubro com ponte temos muitas sugestões para si. Vamos respeitar o pedido do Presidente da República, Cavaco Silva, e fazer férias cá dentro. Temos cinco ideias para gozar o fim-de-semana prolongado dentro de portas e celebrar a República. Mas para quem quer ir mais longe - sem o confessar ao gabinete da presidência - sugerimos Tunísia, Praga, Berlim e mais uma ou outra capital europeia. Tudo sem rebentar o orçamento

 

Algarve
Tivoli Marina Vilamoura 

Se já nem se lembra bem como foram as férias, é sinal que precisa de descansar. Rume a sul e aproveite a Algarve Spa Week que começa a 2 de Outubro e termina a 9. Instale-se no Tivoli Victoria ou no Tivoli Marina, em Vilamoura, e tenha direito a descontos de 50% em todas as massagens. Se procura luxo, vá para o Tivoli Victoria. Três noites em quarto duplo deluxe custa 520€ e inclui um jantar e uma massagem para uma pessoa. No Tivoli Marina Vilamoura paga 393€ por três noites.

Saiba mais em algarvespaweek.com.

 

Gerês

Hotel Águas do Gerês


É o equivalente a um retiro espiritual no Nepal, mas com mais verde e sem neve. Visite uma das sete maravilhas naturais de Portugal e passe uns dias no Parque Nacional da Peneda-Gerês. Por 146€ reserve três noites no Hotel Águas do Gerês, no programa da agência Top Atlântico. Opacote de férias inclui um jantar para duas pessoas e outros extras. O circuito termas e SPA inclui acesso ao ginásio, sauna, banho turco, piscina dinâmica com cascata, jactos de água, jacuzzi, massagem jactos quentes e há mais surpresas.

 

Alentejo

Pousada do Alvito


Já alguma vez dormiu num castelo? Se a resposta é não, aproveite o fim-de-semana e o feriado para espalhar a palavra republicana num local carregado de história monárquica. Se calhar, é melhor dispensar as discussões. Desfrute antes de uns dias de descanso na Pousada do Alvito, uma das pousadas históricas do Alentejo, a poucos quilómetros de Beja. O antigo castelo do século XV ainda tem vagas. Mas despache-se a reservar três noites por 390€.

 

Ilha da Madeira

Hotel Buganvília


Alerta. Estas são férias a preço de saldo. Três noites na Ilha da Madeira, com viagem de avião incluída, a 269€  por pessoa é a proposta da Agência Abreu para as mini férias de Outubro. Pode escolher entre quatro hotéis – Buganvília, Mimosa, Estrelícia e Florasol – todos de três estrelas. Conheça o Funchal e visite o resto da Madeira. Destaque para a Sintra da ilha, a aldeia Monte. Não se esqueça de beber uma poncha, a bebida tradicional. Mas não arrisque nem mais do que um copo. É o nosso conselho.

 

Açores - Ilha São Miguel

Hotel Canadiano


“É lindo.” Eis a expressão mais utilizada para descrever a Ilha de São Miguel, nos Açores. Uma das sete maravilhas de Portugal é a Lagoa das Sete Cidades, de visita obrigatória. Mas há mais. Visite as furnas e coma um cozido. Há tanta natureza que até se vai cansar. Pronto. Não vai. Os bosques da ilha seriam o local indicado para fadas e gnomos. Reserve três noites na Agência Abreu e pague 269€ pela estadia e viagem de avião.

 

Praga e Budapeste

Hotel Kavalir (Praga) + Hotel Ibis Emke (Budapeste)


Se procura umas férias românticas, Praga e Budapeste são duas cidades a visitar. Tire mais uns dias e passe duas noites em Budapeste e três em Praga. O pacote da Agência Abreu inclui estadia, avião e ligação de comboio entre Praga e Budapeste e custa 566€ por pessoa. Em Praga não deixe de visitar a casa de Kafka, na Travessa Dourada e o edifício dançante. Em Budapeste vá a banhos. Experimente os banhos públicos de Szechenyi.

 

Andorra

Hotel Magic Canillo


Ainda não há neve, mas Andorra tem muito mais para oferecer. E é a oportunidade para visitar uma terra que não é um país.Situado nos Pirinéus, entre França e Espanha, o Principado de Andorra é um local indicado para o BTT e montanhismo. A oferta da Top Atlântico inclui quatro noites, acesso ao SPA do hotel, um passeio de BTT com guia da montanha e quatro passeios de montanhismo, por 259€. A viagem até ao destino  é por sua conta. Uma espécie de aventura na Route 66 da Península Ibérica.

 

Tunísia

Hotel Vincci Flora Park


Em Outubro a temperatura média na Tunísia são 25ºgraus. Não é bem o Verão, mas o suficiente para fazer relembrar as tardes de praia sem risco de torrar ao sol. Para esta viagem tem de falar já com o chefe e marcar mais uns dias de férias a começar a 30 de Setembro. São sete noites em Hammamet, na Tunísia. Fique no Hotel Vincci Flora Park por um preço de promoção: 482€. O pacote da agência Top Atlântico não inclui um tour ao deserto, mas não perca a oportunidade.

 

Londres

Hotel Tavistock


Uma visita a Londres vale sempre a pena. Já está um bocadinho em cima da hora para marcar a viagem. As promoções são difíceis de encontrar e mesmo a ecnómica Ryanair (a voar do Porto) só tem vôos a partir de 100€. Se for pela TAP encontra passagens a 220€. Compense no hotel. Por 274€ fique no Hotel Tavistock, em frente ao jardim de Gandhi. Não se esqueça de andar no London Eye, a roda gigante com uma vista sobre a capital. Veja ainda a exposição de Paul Gaugin na Tate Modern.

 

Berlim

Hotel Agon Opera


“Ich bin ein berliner” (eu sou berlinense), já dizia JFK. Faça suas as palavras do ex-presidente dos Estados Unidos e junte a festa da República Portuguesa à queda do muro de Berlim, que se assinala a 3 de Outubro. Vá à procura dos restos do muro e junte-se à festa alemã. O pacote de férias que lhe aconselhamos é da Agência Tagus. Por 484€ (cada pessoa) instale-se no Hotel Agon Opera, na Kurfuersten-damm, não é bem central, mas está ao lado do metro e do zoo. Por isso, não se queixe.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Sábado, 25 de Setembro de 2010

 

os jovens e o sexo

Um estudo internacional divulgado por ocasião do Dia Mundial da Contracepção, que se celebra no domingo, revela que «quase um terço dos jovens acredita que retirar o pénis antes da ejaculação é eficaz [para evitar uma gravidez], quando na realidade é altamente falível».

 

O estudo «Contracepção: Afinal, de quem é a responsabilidade» refere que mais de 80 por cento dos jovens reconhecem a sua responsabilidade em usar um contraceptivo quando fazem sexo, mas 44 por cento dão mais importância à higiene pessoal (incluindo duche, depilação e aplicação de perfume) do que à contracepção quando se preparam para um encontro em que poderão ter relações sexuais.

O estudo multinacional, que abrangeu 25 países de quatro regiões do mundo e mais de 5000 jovens com idades entre os 15 e os 24 anos, concluiu que 45 por cento dos jovens sexualmente activos abrangidos pelo estudo já tiveram relações sem usar contraceptivos, um «aumento considerável de 25 por cento» em relação aos resultados de idêntico estudo realizado em 2009.

Apenas metade (51 por cento) dos jovens considerou estar muito bem informado sobre as opções da contracepção. A razão mais apontada para a não utilização de contracepção é «não ter um método disponível no momento».

Contudo, as situações variam de região para a região. Na Tailândia, por exemplo, mais de um terço dos jovens que admitiram ter praticado relações sexuais desprotegidas com um novo parceiro disseram que a razão principal pela qual

o que é o coito interrompido?

não usaram um contraceptivo é que «não é fixe».

 

No Reino Unido e na Noruega, onde os contraceptivos estão acessíveis a todos, um quinto dos jovens admitiu ter praticado relações sexuais desprotegidas com um novo parceiro porque «tinha bebido álcool e esqueceu-se».

Na Rússia, mais de metade dos inquiridos acredita que o «método do coito interrompido» é fiável e no Peru um quinto pensa que a prática de relações sexuais durante o período menstrual é uma forma eficaz de contracepção.

Na Turquia, mais de um terço dos jovens acredita que tomar um duche ou banho depois de praticar relações sexuais é uma forma eficaz de prevenir uma gravidez.

O estudo, apoiado por uma coligação de 10 organizações internacionais ligadas à saúde sexual, surge numa altura em que o número de gravidezes não planeadas constitui uma grande preocupação global, particularmente entre jovens.

Cerca de um terço dos 205 milhões de gravidezes que se verificam anualmente são não planeadas, sendo as taxas mais elevadas observadas entre jovens dos 15 aos 24 anos.

 

Via TVI 24



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Letra
When you touch me
I feel there's nothing you can do to turn me away
And I know that
In the past you've had bad luck so I should help you stay

You're all I ever wanted
You're all I ever needed, it's you
You're all I've ever wanted
And loving you's the right thing to do
And I'll see it through

When I close my eyes
And think of you it takes me places that I've never seen
And the rain, it blows
You're brushing up against my skin to wash me clean

You're all I ever wanted
You're all I ever needed - it's you
You're all I've ever wanted
And loving you's the right thing to do
And I'll see it through

I'll show you the love in my head
I'll show you the love that we had
I'll show you the love in my head
I'll show you the love that we had

You're all I ever wanted
You're all I've ever needed, it's you
You're all I've ever wanted
And loving you's the right thing to do

You're all I ever wanted
You're all I've ever needed, it's you
You're all I've ever wanted
And loving you's the right thing to do



publicado por olhar para o mundo às 15:40 | link do post | comentar

Bruna de volta à escola

 

Esqueceu-se bem depressa a Bruna despida a posar como veio ao mundo, a encher páginas de jornais e revistas.

Hoje li aqui que regressou á escola e curiosamente para bem perto de mim, Peniche.

Diz o artigo no Correio da Manhã que ela agrada a pais e alunos   que o passado dela não é importante? Que passado?..e porque não haveriam de estar satisfeitos?

Sentada aqui, a minha mente perversa já está a imaginar muitos penicheiros encostados ás esquinas só para a ver passar.

 

Via Sentaqui



publicado por olhar para o mundo às 10:23 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24 de Setembro de 2010

Consta que dois minutos de sexo é "pouco", sete é "aceitável", dez é a duração "adequada" e treze é "desejável". Mais do que isso já "é demais", dizem os especialistas. (Vídeo no fim do texto)

Antes de qualquer dissertação sobre o tema, digo-vos já: Isto é tudo muito relativo! Depois da eterna discussão sobre a importância do tamanho no que diz respeito à "hora H", veio hoje parar-me à mão um estudo publicado este verão sobre a questão da duração.

 

Dizem os senhores pesquisadores da "Society for Sex Therapy and Research", nos Estados Unidos, que dez minutos é a duração ideal para uma relação sexual. Consta que dois minutos é "muito pouco", sete minutos é "aceitável", dez minutos é "adequado" e treze é "desejável". Mais do que isso já é - diria eu em bom português - uma maçada!

Quando leio estudos destes, pergunto-me frequentemente se as pessoas que os fizeram terão uma vida sexual satisfatória ou não... é que só quem não tem mais nada que fazer (e sim, refiro-me ao que estão a pensar) é que gasta tempo e dinheiro a investigar algo que não tem, nem nunca terá, uma fórmula perfeita.

Ora pensem comigo: Quantos de nós já ficámos com um sorrisinho de orelha a orelha depois de uma famosa (espero que não levem a mal o termo, mas acho que aqui podemos chamar as coisas pelos nomes) "rapidinha"? E quantos de nós também já não nos deleitámos com longuíssimos momentos de prazer, num género de jogos sem fronteiras sexuais que duram e duram? Haverá algum que seja melhor que o outro? Eu diria que não. Cada momento é um momento.

"Sexo é muito mais do que o coito"

 

Lembro-me de uma vez ter falado com o sexólogo Júlio Machado Vaz sobre isto e ele me ter dito o seguinte: "Felizmente o sexo é muito mais do que o coito. Aquilo que nós deprimentemente chamamos de preliminares é de extrema intimidade e faz parte do sexo. Um beijo apaixonado faz milagres". E para que ninguém tenha dúvidas, explicou-me que nas centenas de casais que já acompanhou a conclusão é geral: "Quantidade não significa qualidade".

Médicos e investigadores à parte, quem a sabe toda é mesmo o cantor Sting que em tempos disse numa entrevista: "Fazer amor pode durar um dia inteiro, desde a hora em que se dá um beijo de bom dia, a sair para jantar e ir ao cinema, até ao momento em que os dois corpos se encontram, por fim, debaixo dos lençóis". Eu não diria melhor

 

 

 

Via A vida de saltos altos



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Letra
Encontrei-me no deserto
Fui tão longe e tu aqui tão perto
Conto as horas para te dizer
Que de repente fiquei tão diferente
Mudo, Mudo, Mudo.

Digo nada sei de tudo
Sou como o tempo eu
Mudo, mudo, mudo
Experimento as palavras levas
O vento eu
Mudo, mudo, mudo

Dei a volta
devagar vi o mundo
E não saí do lugar
Tenho de agir
E deixar de pensar
Que há mistério
Que é tudo tão sério
Mudo, mudo, mudo

Digo nada sei de tudo
Sou como o tempo eu
Mudo, mudo, mudo
Experimento as palavras levas
O vento eu
Mudo, mudo, mudo
(2X)



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Carris aposta na internet nos autocarros

 

A partir de hoje, é possível aceder à Internet quando se viaja por Lisboa de autocarro, uma medida que a Carris quer alargar a toda a cidade ainda este ano para convencer mais gente a usar os transportes públicos.

A Carris apresentou hoje, dia da mobilidade, 30 novos autocarros articulados que permitem aceder à Net quando se viaja pela capital, com acesso livre, a partir de computadores ou telemóveis.

Para já a Net está disponível na carreira 36, entre o Cais do SodréOdivelas, e na 745, que liga Santa Apolónia ao Prior Velho, mas a previsão é que os “Net Bus” percorram ainda este ano, progressivamente, toda a cidade.

O objetivo, segundo José Silva Rodrigues, presidente da Carris, é aproximar o “tempo psicológico” que demoram para um passageiro as viagens de autocarro do “tempo real” do percurso e pretende ser mais um ponto a favor dos transportes públicos na luta contra o carro individual.

“O inimigo é o carro. Os transportes públicos não podem roubar clientes uns aos outros, mas trabalhar em conjunto para resgatar utentes ao transporte individual”, disse, por seu lado, o secretário de Estado dos Transportes, Carlos Correia da Fonseca.

O secretário de Estado, representantes da Carris e jornalistas viajaram entre os Restauradores e oOriente num dos novos “Net Bus”.

A aquisição destes 30 novos autocarros, que contribuem para o processo de renovação da frota que a empresa iniciou em 2003, custou 11 milhões de euros, mas o secretário de Estado salientou que, apesar da contenção, este gasto é necessário.

“A travagem dos investimentos não pode ser feita de um modo cego, porque há investimentos mais importantes do que outros. Há uns que contribuem para trazer as pessoas para o transporte público, para diminuir a utilização do automóvel, para satisfazer melhor as necessidades de acessibilidade e de mobilidade das populações”, disse Correia da Fonseca, salientando que “o Estado não é suficientemente rico para assegurar todos esses desejos muito legítimos dos cidadãos”.

Para melhorar a informação prestada ao público, a Carris está a aplicar placas com leitura em Braille, em relevo, nas 1900 paragens da cidade com a informação do código SMS ao minuto, que permite ao utente saber quanto será o tempo de espera até ao próximo autocarro e espera ter os percursos das carreiras disponíveis em versão áudio (CD).

A Internet a bordo dos “Net Bus” resulta de uma parceria entre a Carris e a TMN.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23 de Setembro de 2010

Amor e extorsão

 

Ele

 

João (nome fictício), cirurgião plástico casadoconhece Maria (nome fictício) no estabelecimento de diversão nocturna "Pérola Negra" no Porto, no final de 2007. 

Segundo a acusação, João e Maria passam a encontrar-se regularmente, algumas vezes em Braga, e iniciam uma relação de cariz sexual paga pelo médico. João, na altura com perto de 40 anos, chega a pagar 500 euros por mês a Maria. 

Em Julho de 2008, João quis acabar com o relacionamento e deixou de pagar a mensalidade. É aí que Maria lhe terá começado a fazer uma "perseguição implacável e por vezes violenta". Ameaça-o por telefone, começa a exigir-lhe quantias de dinheiro e operações plásticas e, a dada altura, chega mesmo a entrar em contacto com a mãe, a mulher e uma tia do cirurgião plástico. 

A perseguição, garante o médico, só terá terminado em Abril de 2009. Antes, João terá atécontratado um segurança para se proteger e evitar as investidas. Em Julho de 2008, entrega-lhe seis mil euros em notas. Meses depois, em Outubro, oferece-lhe uma operação plástica de aumento do contorno dos lábios.

 

Mas as exigências terão continuado: Maria pediu uma operação ao nariz, outra de correcção de uma tatuagem numa perna e uma terceira de correcção dos orifícios dos brincos nas orelhas. Depois de recusar-se a fazer as operações, João terá recebido uma SMS no telemóvel a pedir mais dois mil euros. Sabendo que o cirurgião fazia parte de um coro no Porto, Maria foi ao local e insultou-o publicamente, dizendo que a teria obrigado a fazer um aborto. As cenas ter-se-ão repetido diversas vezes e Maria terá tentado, até, abordar o padre do coro para denegrir João. Tambémriscou o carro da mulher do médico e ameaçou o casal de morte.

 

João quer uma indemnização de 10 mil euros e Maria será julgada por coacção e ameaça agravadas, perturbação da vida privada, dano e extorsão.

 

Ela

 

Maria conhece João, cirurgião plástico, num hotel do Porto, em Abril de 2007. Contrariando a versão do médico, a mulher, de 32 anos, garante nunca ter trabalhado em qualquer estabelecimento nocturno.

 

Maria diz também que não sabia que João era casado. Por isso, iniciam um relacionamento que só terminaria em Junho de 2007. Segundo a versão da mulher, natural da Póvoa do Lanhoso, terá sido dela a iniciativa de terminar a relação. O médico insistiu para que não terminasse o namoro e chegou a convencê-la a voltar para ele. De tal forma que em Janeiro de 2008 João assumia o namoro perante a família dela – sempre escondendo que era um homem casado.

A relação continuou a evoluir e o cirurgião plástico pediu Maria em casamento, dias antes de saber que a namorada estava grávida.


A gravidez, conta Maria em sede de contestação, terá caído mal ao médico. Assim que soube, João pediu-lhe para desaparecer e entregou-lhe seis mil euros. Dias mais tarde, pediu-lhe para abortar e ofereceu-se para a recompensar, oferecendo-lhe uma cirurgia plástica de preenchimento do contorno dos lábios.

O caso, que corre na terceira vara do tribunal de São João Novo, no Porto, começa a ser julgado no dia 11 de Outubro. Entretanto, Maria apresentou uma queixa, em Braga, contra o cirurgião plástico por alegada violação. O caso, adiantou ao i fonte próxima do processo, ainda está em fase de inquérito.

“Não há no processo nenhuma prova da gravidez”, garante o advogado do cirurgião, Luís Vaz Teixeira, acrescentando que os incidentes “prejudicaram gravemente a vida profissional e familiar” do seu cliente.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Não restam dúvidas que o mundo é dos espertos. E Portugal tem dado um contributo importante. Tempos houve em que mudámos o mundo a bordo de uma Nau. Agora é mais fácil, temos o Novas Oportunidades. Perguntem ao Tomás.

 

 

No que toca à esperteza saloia ninguém nos dá lições. Portugal é uma espécie de extensão europeia da América latina à beira mar plantado. É só apanhar o barco e navegar. Aqui tudo é possível. E com os exemplos que nos chegam de quem tem responsabilidades, o que poderemos exigir? O chico-espertismo está instituído.

Expresso contou-nos esta semana a história de Tomás. Um rapaz que como tantos outros apenas queria uma oportunidade. A diferença é que enquanto os outros estudavam para a merecer o Tomás foi-se inscrever no Centro de Novas Oportunidades de Esposende. E bem. Foi esperto. Há quem compre pneus novos e quem prefira recauchutar.Há os que efectivamente estudam alguma coisa os que fazem parte processo de maquilhagem educativa em cursoJá conhecíamos o "jornalismo travestido" agora temos "o acesso ao Ensino Superior travestido".

O Tomás, que havia desistido da escola porque a Matemática era uma pedra no sapato, descalçou-se em Esposende e em meia dúzia de meses acabou o 12º ano com a pedra na mão. Como? Frequentou dois módulos (saberes fundamentais e gestão). No primeiro provavelmente ensinaram-lhe a apertar os sapatos e no segundo a gerir a semanada. Mas resultou. Parabéns. Mais um para a lista de sucessos do Ministério.

Mas o mais "divertido" foi que com esta manobra o Tomás acabou por ser oficialmente, segundo as listas do Ministério do Ensino Superior, o aluno com a mais alta nota de candidatura do país: 20 valores. Virou-se o feitiço contra o Ministério da Magia. Estou a imaginar o Tomás com a pedra na mão e um rafeiro atado a um baraço, os dois a olharem para a pauta: "está a ver Einstein? Quem é que é esperto? Olha-me sé para estes totós todos..." Terá dito o génio ao canídeo. Resta agora saber quantos entraram no Ensino Superior nas mesmas condições. Graças ao maravilhoso Novas Oportunidades.

"Acabou por entrar na faculdade, no curso de Tradução, na Universidade de Aveiro. Como a sua média não tem em conta as notas do secundário - que não terminou - e baseia-se apenas no exame nacional de Inglês, o único que teve de fazer para entrar em Tradução e onde conseguiu nota máxima" conta o Expresso. Pelo meio Tomás ainda tentou Biologia mas teve 7,4 de nota. Pois é... "como ocorre a gametogénese e mais não sei o quê, cenas bué complicadas meu...foi mau"

Penso nas pessoas da idade do Tomás que se privaram de milhares de outras coisas da sua juventude para estudarem (e bem) e poderem escolher o curso que pretendiam frequentar, muitas delas ainda com o amargo de boca do insucesso, e no que pensarão e sentirão ao ler esta notícia. E só lhes posso dizer uma coisa para as animar: ponham os olhinhos no Tomás, porque este rapaz ainda chega a Primeiro-Ministro.

 

Via 100 Reféns



publicado por olhar para o mundo às 14:36 | link do post | comentar | ver comentários (1)


Letra
Quando eu te vejo
Sinto saudade
Dos teus dias quentes
E de tempestade.

Para conseguir
Fazer-te feliz
Fico hoje contigo.

[refrão]
Segunda, passa o dia a correr
Chego a Terça-feira sem a conseguir ver
Quarta, há tanto para dizer
Acordo e ainda posso ver o dia nascer
Quinta, paro para pensar,
Como seria se vivesse noutro lugar?
Menina bonita, é sexta
E vamos vadiar

Não vai levar muito
Para seres capaz
De veres em mim
Mais do que um rapaz
Espero que não seja tarde demais
P'ra levar-te comigo...

Segunda, passa o dia a correr
Chego a Terça-feira sem a conseguir ver
Quarta, há tanto para dizer
Acordo e ainda posso ver o dia nascer
Quinta, paro para pensar
Como seria se vivesse noutro lugar
Menina bonita, é sexta

Só quero ficar
Todo o meu tempo,
Não estragar
Esse momento
Quando passas perto,
Tão perto de mim...

Segunda, passa o dia a correr
Chego a Terça-feira sem a conseguir ver
Quarta, há tanto para dizer
Acordo e ainda posso ver o dia nascer
Quinta, paro para pensar
Como seria se vivesse noutro lugar
Menina bonita, é sexta
e vamos vadiar...

Segunda passa o dia a correr
Chego a Terça-feira sem a conseguir ver
Quarta há tanto para dizer
Acordo e ainda posso ver o dia nascer
Quinta, paro para pensar
Como seria se vivesse noutro lugar
Menina bonita, é sexta...

Quando eu te vejo
Sinto saudade
Dos teus dias quentes...



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Eurodeputada leva bebe para o parlamento

 

A eurodeputada italiana Licia Ronzulli levou hoje o filho recém-nascido para uma sessão no parlamento Europeu. Com este gesto pretende simbolizar as dificuldades que as mulheres ultrapassam diariamente para conciliar a vida laboral com a familiar.
“Quero ser um símbolo, com a minha filha Vitoria, de todas as mulheres que não conseguem conciliar o trabalho com a família”, disse depois de ter sido aplaudida pelos restantes eurodeputados pelo seu gesto.
Este é já o segundo episódio do género a acontecer no Parlamento Europeu. Ano passado uma eurodeputada dinamarquesa teve que levar o filho bebé para o Parlamento, alegando não ter outra opção.
comissária europeia da Justiça e Direitos Fundamentais, Viviane Reding, apresentou hoje em Estrasburgo a estratégia europeia sobre a igualdade entre homens e mulheres. Com este documento, a comissária pretende promover uma maior presença das mulheres em altos cargos empresariais, reduzir as diferenças salariais entre homens e mulheres e lutar contra a violência de género.

 

Via ionline



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

DEOLINDA - Novo disco ac...

Orq. Gulbenkian & Orq. Ge...

UHF no Cineteatro Munici...

Bar ACERT - Café-Concerto...

Tsunamiz - I Don't Buy It

Biruta - DATAS em JULHO -...

Itinerário do Sal - ópera...

Junho traz concerto de Pe...

Sarah Nery edita EP homón...

Candeio apresentam novo s...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados