Domingo, 28 de Fevereiro de 2010

Padre cobrava 50 Euros por 15 minutos de sexo

Toledo está em choque com a notícia de um padre de 27 anos que confessou ter roubado a sua paróquia em 17 mil euros para gastar em linhas eróticas e páginas de Internet de conteúdo pornográfico. Além disso, oferecia serviços sexuais na Internet e frequentava bordéis.

De acordo com o site ’20 Minutos’, o pároco de Noez e Totanés foi suspenso na sequência do escândalo sexual, um ano depois de ter entrado em funções.

Segundo as autoridades, o sacerdote oferecia o corpo na web e prestava-se a tudo, menos ao sadomasoquismo, cobrando 50 euros por 15 minutos de sexo. No seu anúncio referia ser “bem dotado” e dava nota de que o seu órgão sexual media 15 centímetros.

A vizinhança não esconde o desconforto com o sucedido, até porque há dinheiro em falta na paróquia, algum do qual doado pelos fiéis para ajudar as vítimas do terramoto do Haiti.

Segundo testemunhas, o padre aparecia todos os sábados na missa e mostrava simpatia nos seus discursos. Os seus familiares encontram-se “muito mal” desde que a notícia foi revelada.

 

Via Correio da manhã



publicado por olhar para o mundo às 22:17 | link do post | comentar

 

Letra

 

Quem mostra' bo
Ess caminho longe?
Quem mostra' bo
Ess caminho longe?
Ess caminho
Pa São Tomé

Sodade sodade
Sodade
Dess nha terra Sao Nicolau

Si bô 'screvê' me
'M ta 'screvê be
Si bô 'squecê me
'M ta 'squecê be
Até dia
Qui bô voltà

Sodade sodade
Sodade

Dess nha terra Sao Nicolau 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Está de chuva 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

Sábado, 27 de Fevereiro de 2010

 Nunca entendi o porque das necessidades sexuais dos homens e das mulheres serem tão diferentes.

Nunca entendi todas essas baboseiras que dizem, entre as quais que a mulher vem de Vénus e os homens de Marte.

E também nunca entendi porque é que os homens pensam com a cabeça e as mulheres com o coração.

No entanto, uma noite eu e a minha gaja fomos para a cama.
Claro... começamos a acariciarmo-nos, o agarranço do costume, apalpão nos traseiros, etc...

O problema é que já tava eu bem na vertical, quando ela me diz: Oh amor!.. agora não tenho vontade. Por favor abraça-me somente. E a gaja diz-me isto com uma cara de cínica do caraças!... E eu:

QUEEEEEE??????

E então virou-se para mim com aquelas palavras femininas mágicas que todas têm na ponta da língua:

'Vocês são todos iguais!!! Não sabem entender as necessidades sentimentais de uma mulher'.

ORA FOOOOOODAAAAA-SEEEEE!!!
No final de contas, não ia haver nada nessa noite.
Fodido, guardei os óleos afrodisíacos, apaguei as velas, tirei o CD do Alejandro Sanz (nestes momento funciona quase sempre), tomei um duche de água gelada para acalmar a besta, e deitei-me a ver o 'Discovery' bem alto, para a velha da sogra não dormir.
Após alguns tempo, adormeci.....


No dia seguinte fomos às compras ao Corte Inglês;
entrámos numa loja, eu tava a ver relógios enquanto ela experimentava 3 modelos caríssimos da Cartier

Como mulher que é, não conseguia decidir-se por nenhum e então, farto de estar ali, disse-lhe: Leva os 3 amor.
Então disse-me ohando para uns sapatos de 290€, que estava mesmo a precisar de calçado. Eu respondi que me parecia bem.
Fomos de seguida à secção de roupa, de onde saímos com 2 modelos Channel, uma encharpe de plumas Fátima Lopes e mais uma mala Luis Vuiton .

Ela estava tão emocionada.

Eu penso que ela achava que eu tinha enlouquecido, mas lá ia trazendo as compras todas atrás dela.
Penso também que me estava a pôr à prova quando me pediu uma saia curtíssima para jogar ténis... (nem correr sabe... quanto mais jogar ténis)
Entrou em choque quando lhe disse: compra tudo o que quiseres, meu amor.
Eu acho que ela estava quase sexualmente excitada depois de tudo isto.
E virou-se para mim: vem carinho, vem meu doce, meu sol, minha vida (e outras lamechices mágicas de todas as mulheres): Vamos à caixa pagar.
Foi aí que, estando apenas uma pessoa à nossa frente para pagar, lhe disse:


Oh amor!.. agora não tenho vontade de comprar tudo isto...

Bem, a cara dela só visto. Ficou pálida então quando lhe disse. 'Abraça-me somente!'

Ficou como quem ia desmaiar a qualquer momento. Ficou com a parte esquerda do corpo e o tique da sobrencelha direita a vir ao de cima. Balbuciou:
QUEEEEE??????

Respondi-lhe, magoado:
''Vocês são todas iguais!! Não sabem entender as necessidades financeiras de um homem''..

 

Recebido por mail



publicado por olhar para o mundo às 21:01 | link do post | comentar

 

Letra

 

¿Qué horas son mi corazón?
Te lo dije muy clarito
Doce de la noche en la Habana, Cuba
Once de la noche en San Salvador, El Salvador
Once de la noche en Managua, Nicaragua

Me gustan los aviones, me gustas tu.
Me gusta viajar, me gustas tu.
Me gusta la mañana, me gustas tu.
Me gusta el viento, me gustas tu.
Me gusta soñar, me gustas tu.
Me gusta la mar, me gustas tu.

Que voy a hacer, je ne sais pas.
Que voy a hacer, je ne sais plus.
Que voy a hacer, je suis perdu.
Que horas son, mi corazón.

Me gusta la moto, me gustas tu.
Me gusta correr, me gustas tu.
Me gusta la lluvia, me gustas tu.
Me gusta volver, me gustas tu.
Me gusta marijuana, me gustas tu.
Me gusta colombiana, me gustas tu.
Me gusta la montaña, me gustas tu.
Me gusta la noche, me gustas u.

Que voy a hacer, je ne sais pas.
Que voy a hacer, je ne sais plus.
Que voy a hacer, je suis perdu.
Que horas son, mi corazón.

Doce un minuto

Me gusta la cena, me gustas tu.
Me gusta la vecina, me gustas tu.
Radio relojio
Me gusta su cocina, me gustas tu.
Una de la mañana
Me gusta camelar, me gustas tu.
Me gusta la guitarra, me gustas tu.
Me gusta el reggae, me gustas tu.

Que voy a hacer, je ne sais pas.
Que voy a hacer, je ne sais plus.
Que voy a hacer, je suis perdu.
Que horas son, mi corazón.

Me gusta la canela, me gustas tu.
Me gusta el fuego, me gustas tu.
Me gusta menear, me gustas tu.
Me gusta la Coruña, me gustas tu.
Me gusta Malasaña, me gustas tu.
Me gusta la castaña, me gustas tu.
Me gusta Guatemala, me gustas tu.

Que voy a hacer, je ne sais pas.
Que voy a hacer, je ne sais plus.
Que voy a hacer, je suis perdu.
Que horas son, mi corazón.
(x4)

Cuatro de la mañana
A la bin, a la ban a la bin bon ba
A la bin, a la ban a la bin bon ba
Obladi Obladá Obladidada
A la bin, a la ban a la bin bon ban

Radio relojio
Cinco de la mañana
No todo lo que es oro brilla
Remedio chino es infalible



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Manuel Alegre e as eleições presidenciais

 

Via HenriCartoon 



publicado por olhar para o mundo às 10:34 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

 

 

Ingredientes:

1 cama quente
2 corpos diferentes previamente lavados
500g de carícias
1 banana, não muito madura
2 tomates com pele
2 marmelos
1 forno devidamente aquecido e bem lavado
Beijos (quantidade escolhida).
Tempo mínimo de cozedura

- 15 minutos


Confecção:

Introduzir delicadamente os 2 corpos na cama, adicionando 50g de beijos ou mais, conforme a sua preferência.
Cobrir a superfície dos corpos com 500g de carícias (pode adicionar mel ou açúcar).
Agitar com as mãos os marmelos até estes ficarem ligeiramente rijos mas de forma a não machucarem.
Meter a banana previamente aquecida com a ponta dos dedos, no forno, à temperatura ambiente.

Recomendações:
Deixar os dois tomates com pele no exterior.
Manobrar a banana delicadamente em sentido vai-vem.
Fazê-la sair de tempos em tempos e voltar a metê-la, controlando assim a cozedura e com a preocupação de esta não perder o sumo antes do tempo.

Atenção especial:
Não bata as claras em castelo.

Nota: O tempo de cozedura pode variar com a marca e tipo de forno utilizado.
Deixe arrefecer se não usou nenhum produto, desenforme nove meses depois.
Se usou, lave bem a forma e a banana e estão prontos para outro bolo.

Recomendação especial:
Não se importe de repetir frequentemente a receita, a fim de saboreá-la, pois além de fazer muito bem à saúde e ao espírito, cada vez que se prova é mais gostoso!

BOM APETITE!!!!!
 
Via Blue Eyes

 



publicado por olhar para o mundo às 20:50 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Fim dos Scorpions

 

 Os Scorpions preparam-se para pôr fim a 40 anos de carreira com um álbum e uma longa digressão, mas sabem que a despedida vai ser dolorosa e insuportável, disse o guitarrista Matthias Jabs à agência Lusa.

A banda rock-metal alemã anunciou em janeiro que iria acabar, mas a razão não teve a ver com conflitos ou desentendimentos entre os músicos.

"Em vez de nos dizerem daqui a dez anos que estamos velhos, é melhor acabar agora com classe e estilo. Ainda estamos saudáveis, em boa forma e a parecer mais novos do que somos", sublinhou Matthias Jabs, 54 anos, 32 dos quais passados nos Scorpions.

Podem já não ter o mesmo fulgor de há décadas, podem alimentar ódios de estimação, mas as baladas rock e os temas mais pesados têm um público fiel que atravessa várias gerações. "São três gerações: os que estão connosco desde o primeiro dia, os seus filhos e agora miúdos de 12 anos, 14 anos, que nos vêm no Youtube, que conhecem músicas muito mais velhas do que eles", constatou.

A decisão de terminar foi tomada já quando os Scorpions tinham concluído o álbum "Sting in the tail", a editar em março.

"O manager ouviu o álbum, achou que estava ótimo e sugeriu-nos que devíamos pensar em terminar a nossa longa carreira, com uma longa digressão, que nos levasse a todos os sitios onde tocámos antes", recorda o músico.

A banda aceitou a sugestão e embarcará em março numa digressão mundial que percorrerá grande parte dos países onde tocou em 40 anos de carreira.

Matthias Jabs garante que os Scorpions estarão em Portugal no final deste ano ou no verão de 2011, regressando a um público que o tem acolhido sempre com simpatia - "os fãs portugueses são muito sensíveis".

A partir de março, serão cerca de três anos na estrada em despedidas sucessivas junto de diferentes públicos.

"Para ser franco, anunciamos já o fim para que as pessoas não venham depois dizer que perderam um concerto. Não vamos fazer como os Kiss que acabam e depois voltam à estrada. Quando acabármos, acabamos mesmo", avisa o guitarrista.

A decisão está tomada, mas Matthias Jabs admite que "vai ser muito difícil, vai ser terrível".

"O último dos últimos concertos, que ainda não sabemos onde será, provavelmente vai ser insuportável, muito triste", antecipa.

Sobre o novo álbum, o músico diz que é possivelmente o melhor que já fizeram, é um disco para celebrar, que não esquece as baladas rock, como a que encerra o alinhamento, ao melhor estilo dos Scorpions.

"Chama-se `The best is yet to come´, e agora que vamos acabar até ganha outro sentido, não é?", pergunta Matthias Jabs.

Quando tudo terminar, o quinteto liderado por Klaus Meine ficará com um currículo com mais de cem milhões de discos vendidos em todo o mundo, uma discografia que inclui, por exemplo, um álbum acústico gravado em Lisboa, e muitas recordações.

"Eu lembro-me do dia em que ensaiei para entrar na banda, do primeiro concerto, das pessoas que conhecemos, de todas as religiões e raças. Foi uma vida fantástica e muito rica. A memória mais forte será, afinal de tudo, o último concerto de todos", adianta.

Depois disso, Matthias Jabs sabe o que vai fazer.

"Depois do último concerto, onde quer que seja, não vou apanhar o avião para ir para as Bahamas. Não quero andar de avião, quero evitar os aeroportos, deixem-me em paz. Vou passar a andar de carro e vou continuar a fazer música, nem que seja a tocar guitarra em casa", garantiu.

Via Ionline

 



publicado por olhar para o mundo às 09:43 | link do post | comentar

Nada a esconder 

Via Henricartoon



publicado por olhar para o mundo às 08:29 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2010

Sexo e gravidez

 

Estudo do Hospital de Santa Maria mostra que a sexualidade na gravidez gera muitas dúvidas e que um quarto das mães temeu os efeitos da penetração.

 

Medo de magoar o bebé, receio de um aborto espontâneo e de um parto prematuro, redução do desejo, dor, dificuldades em ter lubrificação ou em atingir o orgasmo foram os problemas mais referidos pelas mães para durante a gravidez terem reduzido o número de relações sexuais. Ainda assim, 39 por cento das mulheres disseram que tiveram relações na semana antes do parto, segundo dados recolhidos por investigadores do Hospital de Santa Maria, em Lisboa. 


O estudo conduzido pela médica Joana Rocha Pauleta, do serviço de Obstetrícia, Ginecologia e Medicina da Reprodução do Hospital de Santa Maria, agora publicado no The Journal of Sexual Medicine, contou com 188 mulheres dos 17 aos 40 anos que deram à luz nesta unidade de saúde e permitiu concluir que 25 por cento das mulheres recearam que a penetração vaginal prejudicasse a gravidez. Três das participantes suspenderam mesmo as relações sexuais até ao momento do nascimento do bebé, apesar de os médicos insistirem que numa gravidez sem riscos as relações sexuais não trazem qualquer problema. 

Joana Rocha Pauleta sublinhou em declarações ao PÚBLICO que, apesar das dificuldades, 89 por cento das mulheres não sentiram necessidade de falar com o médico sobre o problema que estavam a ter. "Em geral as pessoas em Portugal têm muita dificuldade em abordar as dificuldades sexuais e são raras as doentes que vêm ter connosco por iniciativa própria. Há muito trabalho a fazer neste campo", admitiu. A médica contou também que foram bastantes as recusas em participar no estudo anónimo, pelo que "os resultados podem ser ainda mais elevados se partirmos do princípio que as pessoas mais abertas são as que responderam". 

A perda do desejo sexual foi outro dos factores apontados por 25 por cento das mulheres e 42 por cento responderam que se sentiram menos sensuais. No que diz respeito às diferenças por trimestre, o estudo - distribuído em 2008 às mães no dia em que tiveram alta da maternidade - permitiu perceber que foi no terceiro trimestre da gravidez que houve uma maior mudança na actividade sexual, com 55 por cento das mães a dizerem que reduziu. Ainda assim, dez por cento admitiram que tiveram mais relações nesta altura. O primeiro trimestre é aquele em que as mulheres dizem ter tido uma maior actividade (45 por cento), seguido do segundo trimestre (36 por cento). 

O sexologista Abel Santos defendeu que é importante explicar ao casal que a gravidez deve ser encarada com naturalidade, mas insistiu que "forçar a sexualidade é claramente negativo e pode pôr em causa as relações pós-parto", uma altura em que "passa a existir mais um membro da família que requer muita atenção dos pais e muitas noites sem dormir". E acrescentou: "É por estes e outros motivos que o casamento é uma aventura exigente a dois que requer muito empenho e amor para ser bem-sucedido".

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 21:07 | link do post | comentar

 

Letra

 

Tenho à janela 
uma velha cornucópia 
cheia de alfazema 
e orquídias da Etiópia 

Tenho um transistor ao pé da cama
con sons de harpas e oboés
e cantigas de outras terras
que percorri de lés-a-lés

Tenho uma lamparina
que trouxe das arábias
para te amar à luz do azeite
num kamasutra de noites sábias

Tenho junto ao psyché
um grande cachimbo d'água
que sentados num canapé
fumámos ao cair da mágoa

Tenho um astrolábio
que me deram beduínos
para medir no firmamento
os teus olhos astralinos

Vem, vem à minha casa 
rebolar na cama e no jardim 
acender a ignomínia 
e a má língua do código pasquim 
que nos condena numa alínea 
a ter sexo querubim



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

A liberdade de expressão e a comissão de ética

 

Via Henricartoon 



publicado por olhar para o mundo às 10:00 | link do post | comentar

 Deixo aqui um texto escrito por Cecílio Gomes da Silva no “Diário de Notícias” da Madeira. Engenheiro silvicultor. Madeirense. Não foi escrita agora esta premonição. Foi escrita a 13 de Janeiro de 1985, já lá vão 25 anos. Não resulta de nenhuma revelação, mas do conhecimento técnico de quem o escreve.

 

Daniel Oliveira 

 

“Eu tive um sonho”
Cecílio Gomes da Silva

“Traumatizado pelo estado de desertificação das serras do interior da Ilha da
Madeira, muito especialmente da região a Norte do Funchal e que constitui as
bacias hidrográficas das três ribeiras que confluem para o Funchal,
dando-lhe aquela fisiografia de perfeito anfiteatro, aliado a recordações da
infância passada junto à margem de uma das mais torrenciais dessas ribeiras
- a de Santa Luzia – o mundo dos meus sonhos é frequentemente tomado por
pesadelos sempre ligados às enxurradas invernais e infernais dessa ribeira.
Tive um sonho.

Continuar a ler no link em baixo


Adormecendo ao som do vento e da chuva fustigando o arvoredo do exemplar
Bairro dos Olivais Sul onde resido, subia a escadaria do Pico das Pedras,
sobranceiro ao Funchal. Nuvens negras apareceram a Sudoeste da cidade,
fazendo desaparecer o largo e profundo horizonte, ligando o mar ao céu.
Acompanhavam-me dois dos meus irmãos – memórias do tempo da Juventude – em
que nós, depois do almoço, íamos a pé, subindo a Ribeira de Santa Luzia e
trepando até à Alegria por alturas da Fundoa, até ao Pico das Pedras,
Esteias e Pico Escalvado. Mas no sonho, a meio da escadaria de lascas de
pedra, o vento fez-nos parar, obrigando-nos a agarrarmo-nos a uns pinheiros
que ladeavam a pequena levada que corria ao lado da escadaria. Lembro-me que
corria água em supetões, devido ao grande declive, como nesses velhos
tempos. De repente, tudo escureceu. Cordas de água desabaram sobre toda a
paisagem que desaparecia rapidamente à nossa volta. O tempo passava e um
ruído ensurdecedor, semelhante a uma trovoada, enchia todo o espaço. Quanto
durou, é difícil calcular em sonhos. Repentinamente, como começou, tudo
parou; as nuvens dissiparam-se, o vento amainou e a luz voltou. Só o ruído
continuava cada vez mais cavo e assustador. Olhei para o Sul e qualquer
coisa de terrível, dantesco e caótico se me deparou. A Ribeira de Santa
Luzia, a Ribeira de S. João e a Ribeira de João Gomes eram três grandes
rios, monstruosamente caudalosos e arrasadores. De onde me encontrava via-os
transformarem-se numa só torrente de lama, pedras e detritos de toda a
ordem. A Ribeira de Santa Luzia, bloqueada por alturas da Ponte Nova – um
elevado monturo de pedras, plantas, arames e toda a ordem de entulho fez de
tampão ao reduzido canal formado pelas muralhas da Rua 31 de Janeiro e da
Rua 5 de Outubro – galgou para um e outro lado em ondas alterosas vermelho
acastanhadas, arrasando todos os quarteirões entre a Rua dos Ferreiros na
margem direita e a Rua das Hortas na margem esquerda. As águas
efervescentes, engrossando cada vez mais em montanhas de vagas espessas,
tudo cobriram até à Sé – único edifício de pé. Toda a velha baixa tinha
desaparecido debaixo de um fervedouro de água e lama. A Ribeira de João
Gomes quase não saiu do seu leito até alturas do Campo da Barca; aí, porém,
chocando com as águas vindas da Ribeira de Santa Luzia, soltou pela margem
esquerda formando um vasto leito que ia desaguar no Campo Almirante Reis
junto ao Forte de S. Tiago. A Ribeira de S. João, interrompida por alturas
da Cabouqueira fez da Rua da Carreira o seu novo leito que, transbordando,
tudo arrasou até à Avenida Arriaga. Um tumultuoso lençol espumante de lama
ia dos pés do Infante D. Henrique à muralha do Forte de S. Tiago. O mar em
fúria disputava a terra com as ribeiras. Recordo-me de ver três ilhas no
meio daquele turbilhão imenso: o Palácio de S. Lourenço, A torre da Sé e a
fortaleza de S. Tiago. Tudo o mais tinha desaparecido – só água lamacenta em
turbilhões devastadores.

Acordei encharcado. Não era água, mas suor. Não consegui voltar a adormecer.
Acordado o resto da noite por tremenda insónia, resolvi arborizar toda a
serra que forma as bacias dessas ribeiras. Continuei a sonhar, desta vez
acordado. Quase materializei a imaginação; via-me por aquelas chapas nuas e
erosionadas, com batalhões de homens, mulheres e máquinas, semeando urze e
louro, plantando castanheiros, nogueiras, pau-branco e vinháticos;
corrigindo as barrocas com pequenas barragens de correcção torrencial,
canalizando talvegues, desobstruindo canais. E vi a serra verdejante; a água
cristalina deslizar lentamente pelos relvados, saltitando pelos córregos
enchendo levadas. Voltei a ouvir os cantares dolentes dos regantes pelos
socalcos ubérrimos das vertentes. Foram dois sonhos. Nenhum deles era real;
felizmente para o primeiro; infelizmente para o segundo.

Oxalá que nunca se diga que sou profeta. Mas as condições para a
concretização do pesadelo existem em grau mais do que suficiente.

Os grandes aluviões são cíclicos na Madeira. Basta lembrar o da Ribeira da
Madalena e mais recentemente o da Ribeira de Machico. Aqui, porém, já não é
uma ribeira, mas três, qualquer delas com bacias hidrográficas mais amplas e
totalmente desarborizadas. Os canais de dejecção praticamente não existem
nestas ribeiras e os cones de dejecção etão a níveis mais elevados do que a
baixa da cidade. As margens estão obstruídas por vegetação e nalguns troços
estão cobertas por arames e trepadeiras. Agradável à vista mas preocupante
se as águas as atingirem. Estão criadas todas as condições, a montante e a
jusante para uma tragédia de dimensões imprevisíveis (só em sonhos).

Não sei como me classificaria Freud se ouvisse este sonho. Apenas posso
afirmar sem necessidade de demonstrações matemáticas que 1 mais 1 são 2, com
ou sem computador. O que me deprime, porém, é pensar que o segundo sonho é
menos provável de acontecer do que o primeiro.”
Dei o alarme – pensem nele”

Via Arrastão

 



publicado por olhar para o mundo às 07:52 | link do post | comentar

Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010

Fumar é ser escravo do tabaco

 

 Uma nova campanha antitabaco está a causar polémica em França. Sob o lema Fumar é ser escravo do tabaco”, a campanha mostra a imagem de um jovem a simular sexo oral forçado, com um cigarro na boca e com a mão de um adulto na cabeça.

A campanha não foi promovida pelo governo mas sim pela associação Direitos dos Não Fumadores (DNF). As imagens foram imediatamente criticadas por associações de defesa da família e organizações feministas, que consideram ridículo e escandaloso vincular o tabaco ao sexo.
Ao jornal “Le Parisien”, uma das fundadoras do Movimento de Libertação da Mulher, Antoinette Fouque, ironiza: “Que eu saiba, praticar sexo oral não provoca cancro.”
A DNF defende-se garantindo que a única mensagem que pretendia transmitir é que fumar é uma submissão e que o facto de recorrerem a imagens sexuais serve para chamar a atenção dos mais jovens.
número de fumadores em França aumentou 2,6% em 2009.
 
 



publicado por olhar para o mundo às 22:19 | link do post | comentar

Os ressurreições na Madeira 

Via Radar SAPO



publicado por olhar para o mundo às 14:38 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Sim esta é a minha rua

a minha sala, o meu quarto, o meu colchão
em vez de janelas há estrelas
e o tapete o passeio, as pedras do chão
o candeeiro a luz da lua
o cobertor caixas forradas de papel
em vez de vontade o cansaço
em vez de um beijo o vento a rasgar-me na pele
Talvez um dia possa ser
tudo o que o meu sonho quiser
e assim chegue ao pé de ti
talvez um dia possa ser
talvez um dia possa querer
acordar-me a mim
Sim esta é a minha vida
dois braços baixos aí estendidos no chão
entre o silêncio e a vertigem
sorriso gasto sem calor no coração
o sol não nasce, apenas passa
o tempo cai sem nada desenhar no céu
arrasto pegadas na alma
olho pra trás e vejo não há nada meu



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Restaurantes em Saldo em Lisboa

 

A 3ª edição da Lisboa Restaurant Week, a semana de saldos nos restaurantes de luxo- e de outros que, embora não tão conceituados, se adaptam às carteiras mais recheadas ? começa amanhã. São 42 restaurantes que aderiram à iniciativa de criar um menu (com entrada, prato principal e sobremesa) por 20 euros.

Convém reservar mesa com antecedência porque, à semelhança das edições anteriores, os lugares esgotam em poucos dias.

Restaurantes participantes:

1. Ad Lib

2. Alecrim às Flores

3. Associação Naval de Lisboa

4. Brasserie Flo Lisboa

5. Bubbly

6. Casa da Comida

7. Clara Jardim Restaurante

8. Coffee Shop do Real

9. Coisas de Comer

10. Conventual

11. Cop'3

12. Eleven

13. Faz Figura

14. Flores

15. Fontana Park Hotel- Restaurante Bonsai

16. Fontana Park Hotel- Saldanha Mar

17. Gemelli

18. Guarda Real- Hotéis Real Portugal

19. Il Gattopardo

20. Kais

21. L'Appart

22. Lapa

23. Mezzaluna

24. Momento Gourmet

25. Olivier Café

26. Panorama- Sheraton Lisbon Hotel

27. Petra Rio

28. Pratus

29. Quinta dos Frades by Chakall

30. Restaurante Aviz

31. Restaurante El Corte Inglés

32. Sessenta

33. Sofisticato

34. Spot Lx

35. Spot São Luiz

36. Suite- Food and Dance

37. Tágide

38. Terraço

39. Varanda

40. Varanda de Lisboa

41. Vela Latina

42. XL



publicado por olhar para o mundo às 10:21 | link do post | comentar

A galeria do Mourinho

 

Via HenriCartoon 



publicado por olhar para o mundo às 08:03 | link do post | comentar

Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2010

Sexo na galeria de arte

 

 VIENA - Uma renomada galeria de arte contemporânea austríaca está encorajando seus visitantes a confrontarem sua inibição sexual. Tudo em nome da arte! Para ver um trabalho de Gustav Klimt, quem vai a Secession, no centro de Viena, é obrigado a cruzar um clube de suingue chamado Element6, incorporado recentemente à galeria como parte de um projeto do artista suíço Christoph Buechel.

Os frequentadores do clube de suingue não estão lá durante o dia, mas as fotos eróticas, os colchões o bar etc estão lá, à vista de qualquer visitante da galeria de arte.

O porta-voz da Secession, Urte Schmitt-Ulms, disse que a proposta de Buechel é incitar novamente o escândalo que Klimt causou quando a obra ''Beethoven Frieze'' foi primeiramente exibida, em 1902.

Atualmente considerada uma das grandes obras do pintor austríaco, ela foi considerada obscena e pornográfica devido à maneira como os corpos das mulheres foram pintados.

Uma parte do mural mostra três mulheres praticamente nuas: uma delas tem grandes seios e parece estar grávida e outras duas têm apenas os cachos cobrindo seus corpos. Outra parte revela figuras míticas nuas.

O clube de suingue só abre à noite, depois que a galeria já fechou, mas durante o dia os visitantes acima de 18 anos podem andar pelas suas dependências. A passagem por ali dá ao porão, onde está a obra de Klimt. À noite, a sala onde está o mural fica fechada por razões de segurança.

Vista do clube Element6, por onde passam os visitantes acima de 18 anos para ver obra de Klimt/ Foto: AP

Buechel não quis comentar seu projeto, mas o clube, que normalmente fica localizado em outra parte da cidade, disse que sua participação "quer dar ao máximo de pessoas a oportunidade de superar suas inibições".

- Com esta exibição na Secession, cada indivíduo pode testar novas dimensões para a sua sexualidade - declarou o clube, por meio de um comunicado.

Gerald Adler, da britânica Escola de Arquitetura de Kent, visitou o local recentemente e disse que se Buechel realmente queria criar polêmica deveria ter escolhido outro local para seu projeto, como a catedral de St. Stephen.

- Ele está fazendo isso justamente num lugar de arte avant-garde, então, perde o efeito - opinou.

O projeto fica na galeria até 18 de abril.

 



publicado por olhar para o mundo às 20:58 | link do post | comentar

Apesar de não ser meu costume falar da minha vida, quero deixar as coisas claras. Sou de uma família que nada tem a ver com aquela que vi durante a minha infância retratada na televisão, na publicidade e nas homilias. Uma família reconstruída muitas vezes. Com padrastos, ex-padrastos, madrastas, ex-madrastas, meios-irmãos, namoradas e namorados, “avodrastos”, pais dos irmãos e irmãos dos irmãos que não são meus irmãos. Com quase todos os filhos nascidos sem casamentos. Com casamentos quase todos pelo civil. Com uniões de facto muito antes delas sequer terem nome no debate público. E sou de uma família. Unida como poucas. Quase um clã. Onde o afecto ultrapassa a obrigação do parentesco definido na lei. Dou-lhe um valor central em todos os aspectos da minha vida. É a minha segurança, a rede que ampara todos os riscos que corro. Não me imagino sem ela. Não só por o que me deu. Mas por o que me dá. Eu sou, em grande parte, a minha família.

Por isso, para que não restem dúvidas, não aceito que as pessoas que se manifestaram no último fim-de-semana se auto-intitulem representantes da “família”. Representam apenas e só a família que acham legítima. A deles e mais nenhuma. E que, diga-se em abono da verdade, é cada vez menos hegemónica na sociedade portuguesa. Já são mais os que se casam pelo civil do que pelo religioso, um terço dos casais não se casa nem no civil nem no religioso, mais de um terço das crianças nasce fora do casamento, quase um quarto dos casamentos são segundos ou terceiros casamentos…

Quando era criança o modelo de família que eu conhecia pela minha experiência era ultra-minoritário. Mas era o meu. E eu era feliz nele. Tão feliz que, como provavelmente os que se manifestaram no sábado, o reproduzi na minha vida. Solteiro, em união de facto, com filhos sem casamento. Meios-irmãos da minha filha. Tudo. É assim mesmo: sentimo-nos bem no mundo que conhecemos. Serei nisto, provavelmente, um conservador: segui a tradição que me era familiar.

Dou (ou nem sequer tenho de dar), por isso, todo o direito a quem só se sente bem com o modelo de família a que chamamos tradicional a gostar dele e de só nele se sentir confortável. Olho para eles provavelmente com a mesma estranheza que eles olham para mim. Tudo normal. Não preciso que gostem do meu modo de vida e eles não precisam que eu goste do seu modo de vida.

Apenas uma diferença: eu não me quero meter na vida deles. Aceito o modo de vida que escolheram ou que lhes foi dado a escolher. Não é da minha conta. Apenas lhes exijo a mesma coisa. Que me respeitem. E que respeitem também aqueles que, sendo homossexuais, querem ver a sua situação oficializada. Resumindo: que não façam da sua estranheza e do seu incómodo, que é tão natural como o meu em relação ao seu modo de vida, lei do Estado.

Por isso, não estamos no mesmo plano. Eu aceito os modelos de família dos outros, porque é dos outros e não afecta o meu. Eles não aceitam o modelos de família dos outros, porque acham que têm o direito de desqualificar, através das leis do Estado, a liberdade de escolha dos que os rodeiam. Eles, e apenas eles, são os radicais. E a manifestação que fizeram não foi apenas contra os casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Sendo em defesa de um modelo oficial de família (o deles), foi também contra a minha liberdade. Foi também contra a minha família. E isso eu levo a mal.

 

Daniel Oliveira


Via Arrastão



publicado por olhar para o mundo às 13:53 | link do post | comentar

 

Letra

 

Tenho livros e papeis espalhados pelo chão.
A poeira duma vida deve ter algum sentido:
Uma pista, um sinal de qualquer recordação,
Uma frase onde te encontre e me deixe comovido.

Guardo na palma da mão o calor dos objectos
Com as datas e locais, por que brincas, por que ri
E depois o arrepio, a memória dos afectos

Mmmmmm Que me deixa mais feliz.

Deixa-te ficar na minha casa.
Há janelas que tu não abriste.
O luar espera por ti
Quando for a maré vasa.

E ainda tens que me dizer
Porque é que nunca partiste...


Está na mesma esse jardim com vista sobre a cidade
Onde fazia de conta que escapava do presente,
Qualquer coisa que ficou que é da nossa eternidade.

Mmmmmmm Afinal, eternamente.

Deixa-te ficar na minha casa.
Há janelas que tu não abriste.
Deixa-te ficar na minha casa.
Há janelas que tu não abriste.

O luar espera por ti
Quando for a maré vasa.
E ainda tens que me dizer
Porque é que nunca partiste...



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

Figo, o regresso do peseteiro

 

Via Henricartoon 



publicado por olhar para o mundo às 09:17 | link do post | comentar

Guia para poupar no IRS

 

São várias as deduções que pode apresentar na sua declaração anual. Entre as mais fáceis de contabilizar estão os gastos relacionados com a saúde, educação e habitação, mas a verdade é que há muito mais, incluindo produtos com benefícios fiscais. Feitas as contas, a poupança pode superar os 3 mil euros. 


1. Saúde A dedução à colecta é de 30%, sem limite de despesas. Tenha em conta que só são aceites como despesas os bens isentos de IVA ou taxados a 5%. As facturas taxadas a 20% só podem ser deduzidas se tiverem sido prescritas por um médico - e apenas até um limite máximo de 64 euros. Por exemplo, se tiver mil euros de despesas de saúde, pagará menos 300 euros de IRS.

2. Educação A dedução à colecta é de 30% e pode apresentar um máximo de 720 euros de despesa. Pode incluir gastos com propinas, mensalidades, inscrições, livros escolares, despesas de transporte, alojamento, etc. Agregados com três ou mais dependentes podem deduzir mais 135 euros por cada um, desde que sejam estudantes e tenham despesas de educação. Por exemplo, se tiver 500 euros de gastos de educação ou formação profissional pagará menos 150 euros.

3. Energias Renováveis A dedução à colecta é de 30%, limitada a um máximo de 796 euros de despesas. Pode apresentar despesas em equipamentos novos para utilização de energia eléctrica com potência até 100 kw, que consumam gás natural, e veículos eléctricos ou movidos a energias renováveis não combustíveis. Por exemplo, uma despesa de 1500 euros permite-lhe poupar 450 euros.

4. Habitação A dedução varia consoante o escalão a que pertence. Se tem um crédito à habitação, pode deduzir 30% das despesas pagas em juros e amortizações. Caso pertença aos dois primeiros escalões de IRS, esta dedução pode ser de 50%. Se estiver no terceiro escalão, pode deduzir 25% e 10% se pertencer ao quarto escalão. Se morar numa casa arrendada também pode apresentar o valor das rendas.

5. Informática Dedução de 50%, num máximo de 250 euros. São aceites despesas na aquisição de computadores para uso pessoal até um limite de 250 euros por cada contribuinte ou membro do agregado com despesas de educação. Por exemplo, se também tiver comprado um Magalhães, é preferível apresentar a despesa de um computador de montante superior, porque o primeiro só permite uma dedução de 25 euros. 
6. Plano Poupança Reforma (PPR) Dedução de 20%, num máximo de 400 euros. O valor máximo dedutível varia consoante a idade: 400 euros para idade inferior a 35 anos; 350 euros para idades entre os 35 e os 50 anos; 300 euros para maiores de 50 anos. Por exemplo, um investimento de mil euros pagará menos 200 euros de IRS. 

7. Seguros de vida e acidentes pessoais Dedução de 25%. Só podem contemplar riscos de morte, invalidez e reforma por velhice, com limite de 64 euros. 

8. Seguros de saúde Dedução de 30%. Os sujeitos passivos ou dependentes têm o limite de 168 euros, já os solteiros têm o limite de 84 euros. Por cada dependente, os limites aumentam 84 euros. 

9. Lares Dedução de 25%, num máximo de 382,5 euros. Só pode apresentar esta despesa se o idoso for familiar até ao terceiro grau, e apenas se os rendimentos deste forem inferiores a 450 euros.

10. Donativos Dedução de 25%, num máximo de 35 euros. O montante doado é considerado em 140%, calculando -se sobre esta percentagem os 25% de dedução à colecta. No entanto, quando as instituições são privadas ou religiosas, a dedução não pode ser superior a 15% da colecta de IRS.

11. Acções Os títulos detidos há 12 meses, ou pelo menos com um saldo positivo entre as mais-valias e as menos-valias resultantes da venda, são tributados em 10% em IRS. Estão isentas de impostos as acções que estiverem nas mãos dos contribuintes há mais de um ano. Mas para isso precisa de preencher o anexo G1. 

12. Depósitos bancários Os juros dos depósitos à ordem e dos depósitos a prazo são tributados à taxa de 20% pelo banco na data do vencimento dos juros. 

13. Títulos da dívida pública O contribuinte não terá de apresentar os juros recebidos na declaração anual de IRS, como acontece com os depósitos. A explicação é simples: os títulos da dívida pública (onde estão incluídas as obrigações e os certificados de aforro) já foram sujeitos a uma retenção na fonte de 20%. 

14. Fundos de investimento Não terá de incluir os rendimentos obtidos pelos fundos de investimento, uma vez que estes já foram alvo de tributação. No entanto, se realizar mais-valias, o contribuinte é tributado a uma taxa especial de 10%. 

15. Seguros de capitalização A tributação varia consoante o prazo. Se este for inferior a cinco anos, os rendimentos a receber no momento do resgate serão sujeitos a uma retenção de 20%. Se o prazo for de cinco a oito anos, a taxa de retenção é de 20% sobre 4/5 do rendimento. Para as aplicações com um período superior a oito anos, a taxa de retenção é de 20% sobre 2/5 do rendimento.
 
 



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010

É do momento da ovulação que elas gostam mais

 

 Um estudo recente realizado pela Florida State University veio provar a teoria de que oshomens se sentem mais atraídos por mulheres férteis

No estudo levaram-se a cabo duas experiências. Na primeira foi selecionado um número determinado de mulheres que durante três noites vestiram a mesma camisa. Metade delas encontrava-se no seu período de ovulação e as outras não. Depois daqueles três dias, os investigadores guardaram as camisas numa bolsa e misturaram-nas com outras novas, que nenhuma rapariga usou. 
Na segunda experiência, vários homens prestaram-se para cheirar as camisas. Os cientistas observaram um aumento de 37% dos níveis de testosterona quando se tratavam das camisas das mulheres que estavam em ovulação. 
Este é um dos primeiros estudos que reflecte uma mudança nos níveis de testosterona como resposta a um estímulo químico, explicaram os investigadores.

 

Via Ionline



publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

Como ajudar a Madeira

 

 A tragédia na Madeira já levou diversas instituições a abrirem contas bancárias direccionadas para a ajuda às populações da ilha. Saiba aqui como pode ajudar:

Caritas Portuguesa: a instituição vai enviar para a sede, no Funchal, ajuda financeira de 25 mil euros para apoiar as vítimas da intempérie. Desde sábado que a equipa da Caritas do Funchal está no terreno, a ajudar as populações. Para ajudar, deposite o donativo na conta "Cáritas ajuda a Madeira", nos balcões do Montepio, ou através de transferência bancária. N.I.B. 0036 0000 9910 5878 2439 4

 

BES: lançou uma campanha de solidariedade para o apoio às vítimas da Madeira, criando uma conta para receber donativos e avançando meio milhão de euros, ao mesmo tempo que criou uma linha de crédito de 1,5 milhões a 'spread' zero.

N.I.B 0007 0000 0083 4282 9362 3

 

BBVA Portugal: foi a segunda instituição financeira a promover uma campanha de solidariedade a favor das vítimas da catástrofe da Madeira, depois de o Banif ter avançado no domingo com uma iniciativa semelhante. 

N.I.B 0019 0001 00200181 6891 5

 

Banif: abriu no domingo uma conta bancária "com o objetivo de apoiar as vítimas do mau tempo" na Madeira, tendo contribuído, para já, com 50 mil euros. 

N.I.B 0038 0040 5007 0070 7711 1

 

Banco Santader Totta: abriu a "Conta Santander Totta Solidariedade com a Madeira", para angariar fundos de apoio às vítimas das inundações do arquipélago, tendo efectuado um donativo inicial de 100 mil euros. A conta está disponível para todas as pessoas que queiram contribuir através de depósito ou transferência bancária.

Via Ionline

N.I.B 0018 0003 2271 3788 0202 1.

 



publicado por olhar para o mundo às 16:39 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Uma da manhã
Um toque, um brilho no olhar
Duas da manhã
Dois dedos de magia
Às duas por três
Quem sabe onde isto irá parar
Quatro da manhã caindo
Um luar de lua lindo
Uma gota a mais
E o chão ia fugindo

Uma da manhã ei bem bom
Duas da manhã bem bom
Já três da manhã ei bem bom
Quatro da manhã bem bom
Cinco da manhã ei bem bom
Já seis da manhã bem bom
Sete da manhã ei bem bom
Oito da manhã bem bom
Café da manhã pÂ’ra dois
Sem saber o que virá depois bem bom

Cinco da manhã ai sim coração sigo
O bater das seis e meia de loucura
Sete da manhã ouvindo um disco antigo
«hoje é o primeiro dia
Do resto da tua vida»
São horas a mais
E já não há saída

Uma da manhã ei bem bom
Duas da manhã bem bom
Já três da manhã ei bem bom
Quatro da manhã bem bom
Cinco da manhã ei bem bom
Já seis da manhã bem bom
Sete da manhã ei bem bom
Oito da manhã bem bom
Café da manhã pÂ’ra dois
Sem saber o que virá depois

Uma da manhã ei bem bom
Duas da manhã bem bom
Já três da manhã ei bem bom
Quatro da manhã bem bom
Cinco da manhã ei bem bom
Já seis da manhã bem bom
Sete da manhã ei bem bom
Oito da manhã bem bom
Café da manhã pÂ’ra dois
Sem saber o que virá depois

Bem bom ei

 



publicado por olhar para o mundo às 14:28 | link do post | comentar

Mentir aos nossos filhos nem sempre é feio

 

 

"Uma vez o meu filho perguntou-me se eu era amiga do pai dele, porque nunca nos via juntos. Eu fiquei muito atrapalhada, não sabia o que dizer", conta Adelaide Calvo, 40 anos, administrativa. Por um lado, a relação com o ex-marido não era a melhor, por outro queria proteger o filho de seis anos dos problemas dos adultos. "Acabei por mentir para lhe transmitir tranquilidade." Sentiu que naquela altura era a melhor solução. No entanto, passados oito anos, ainda se lembra da história. Nenhum progenitor gosta de sentir que está a enganar um filho. Neste caso, dizem os especialistas, o instinto maternal estava certo.


"Quando a verdade conduz a criança a sentimentos de ansiedade e medo, como as situações de doenças, os problemas financeiros e o desemprego", as mentiras e as omissões são aceitáveis, explica o pediatra Mário Cordeiro ao i. Nos casos de divórcio, é importante evitar as confusões: as relações conjugais não são o mesmo que as relações paternais, acrescenta. Os pais não podem permitir uma invasão da sua esfera privada. Devem, sim, ter a preocupação de dizer ao filho que "o adoram, que o vão proteger sempre, fazer cócegas, contar histórias e mandar lavar os dentes". Ou seja, ser pais.

a melhor resposta Às vezes dizer a verdade é complicado, ainda mais quando se trata de crianças. O ser humano diz, em média, 200 mentiras por dia. Um estudo realizado na Faculdade de Medicina da Pensilvânia, nos EUA, utilizando a ressonância magnética funcional do cérebro, mostra que conseguimos mentir, em média, uma vez cada cinco minutos. Existem mentiras piedosas, mentiras duras, omissões, mentirinhas e mentirolas. Os adultos usam as mentiras como saída de emergência, muitas vezes para criarem uma realidade menos cruel. Quantas vezes já mentiu ao seu filho? 

Para a psicóloga Annie Romantini os pais têm de ser claros e responder exactamente, e só, àquilo que os filhos perguntam. O problema é que não há fórmulas ou receitas milagrosas. E as crianças são peritas em perguntas difíceis. Vanessa Coutinho, 34, directora de um SPA e mãe de três miúdos de um, dez e 14 anos, sabe-o bem. Um dia o filho mais velho, então com cinco anos, surpreendeu-a: "Mãe porque é que a minha pilinha fica grande quando tocas nas minhas maminhas?" "Fiquei tão vermelha, nem sabia onde me havia de meter", conta. Passou a bola. "Como sou um bocado quadrada, quando acontecem coisas deste tipo digo logo para irem falar com o pai." O parceiro respondeu, mas optou pela explicação científica. Talvez não tenha sido a melhor estratégia. "Cada situação deve ser avaliada, assim como a linguagem utilizada", reforça a pedo- psiquiatra Isadora Pereira. 

PARTILHA DE PROBLEMAS Quando se separou do companheiro, Sónia Cardoso, 29 anos, jornalista, explicou tudo à filha, na altura com três anos. Sem entrar em pormenores. "Disse-lhe que já não estávamos bem juntos", lembra. "Agora sinto que ela percebe que somos mais felizes assim." Os especialistas aceitam que certas verdades possam ser camufladas para se tornarem mais suaves, evitando pormenores "sórdidos" e demasiado complicados, avança Mário Cordeiro. Até porque, continua, "há coisas que pertencem só ao mundo dos adultos" e não "vale a pena lançar sobre os ombros de uma criança aquilo que ela não entende mas a assusta". Ainda assim, alerta, não se deve subestimar a criança nem a sua capacidade instintiva de se aperceber da realidade. Ela tem de sentir que faz parte da família. Para isso é importante a partilha dos problemas. "Poupá-la em demasia pode gerar dificuldades em ultrapassar adversidades ou obstáculos."

 

Licença para mentir

Pai, alguma vez tomaste drogas? 
“Se a minha filha me perguntasse se já fumei um charro, eu dizia que não.” A psicóloga Annie Romantini não tem dúvidas: este é um dos poucos casos em que os pais podem mentir com todos os dentes sem se sentirem mal por causa disso. É importante manter o respeito, para mais tarde poderem dizer: “Isto é errado, não podes fazê-lo.”

 

Porque é qu agora nunca vais trabalhar?
As crianças têm uma grande capacidade intuitiva e percebem quando os pais não estão bem. Mas preocupá-las com coisas que não são para a sua idade pode assustá-las e tirar-lhes a tranquilidade. No caso de uma situação temporária, os pais devem  esconder a verdade e dar a ideia de que está tudo bem. 

 

Se tu e o pai são amigos, porque nunca saem juntos?
A resposta é simples:“Eu e o teu pai adoramos-te, queremos o melhor para ti.” Os pais devem fazer os filhos entender que podem não ser os melhores amigos, mas que se respeitam e que o conceito de amizade dos adultos é diferente do das crianças, reforça Mário Cordeiro.

 

Ouvi a mãe dizer que não temos dinheiro para pagar a casa. É verdade? 
“A omissão é positiva”, afirma a pedopsiquiatra Isadora Pereira. Os problemas financeiros são do mundo dos adultos e os filhos não devem nem precisam de saber de todos os problemas dos pais. “Temos dinheiro para te dar tudo aquilo de que precisas"é uma resposta possível.

 

Na escola tiravas muitas negativas? 
Poucos pais foram alunos perfeitos, mas quase todos gostariam que os filhos o fossem. A solução não é mentir, mas adoçar a verdade ou contornar a pergunta:
“Não importa se tirei ou não negativas. Isso não te dá o direito de as tirar também.” Outra hipótese: “Que diferença é que isso faz?”, sugere Annie Romantini.  

 

O tio está no hospital. Vai morrer? 
Pode explicar que o tio está doente, sem entrar em pormenores sobre o problema de saúde e contornando a questão da morte: “Todos esperamos que se cure”, por exemplo. “Há que sublinhar que as crianças apenas pretendem resposta para aquilo que perguntam e não mais que isso”, explica o pediatra Mário Cordeiro.

 

Ó mãe, já fizeste sexo oral? 
Quando menos espera, aparece a bomba – os miúdos falam de coisas que nunca imaginámos. Depois de vencer o embaraço, tente lembrar-se dos conselhos de Mário Cordeiro: a intimidade deve ser preservada. Quando as perguntas entram por territórios privados, “os pais podem omitir a verdade nua e crua”.

 

Quantas bebedeiras já apanhaste? 
“O meu filho começou a fazer este tipo de perguntas quando passou a ver telenovelas”, conta Adelaide Calvo, mãe do João, de 14 anos. A psicóloga Annie Romantini explica que aqui a mentira é benéfica. Mais uma vez, é importante dar o exemplo. O faz o que
eu digo e não o que eu faço raramente resulta.

 

És tu a fada dos dentes? 
Manter algumas “mentirinhas” que todos sabem o que são, mas que correspondem a fantasias infantis, como a Fada dos Dentes e o Pai Natal, é positivo. “Todas as crianças têm o direito de ter fantasias, e isso é bonito e é importante”, afirma Annie Romantini. Até quando? Até descobrirem a verdade por elas próprias.

 

Fumar é bom?
Apesar dos muitos problemas que pode trazer, por alguma razão tantos fumadores insistem em fazê-lo: sabe bem. O melhor para um pai fumador é reforçar os pontos negativos e evitar que o filho tenha curiosidade de experimentar. Mário Cordeiro aconselha-os a explicar que as pessoas não são perfeitas, mas que talvez um dia, com a ajuda do filho, consigam deixar o vício. 

Via Ionline

 



publicado por olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Domingo, 21 de Fevereiro de 2010

Se você, meu amigo, que está neste exato momento na frente do computador, com o Redtube aberto, sem namorada, sem mulher, apenas matando o bem te vi a soco, e já não aguenta mais ficar pedindo carona pro céu, seus problemas acabaram.

Aqui no nosso blog você confere as 10 maneiras para sair dessa seca e dar uma folga para sua mão.
Preparamos um especial para você tirar o atraso neste final de ano, aproveitar esse clima de festa, de verão, pra passar o rodo na mulherada.
E depois que você seguir as nossas dicas, será um novo homem. Um homem capaz de obter tudo e mais um pouco das mais fantásticas criaturas do sexo oposto. Faça bom proveito



10 - Ser Bonito 


Bom, beleza sempre ajuda na hora de conquistar aquela gata e levá-la para cama, mas não é o fundamental.

 

9 - Ser Amoroso

Ainda existem aqueles homens à moda antiga, que gostam de jantares romanticos, flores e palavras lindas. Mas, hoje em dia, isso é difícil rolar.

 

8 - Ser Gentil e Simpático

Abrir a porta do carro para elas, levá-las em casa, ou até tentar conquistar a sogra ainda pode fazer com que você consiga aquela "trepada" que tanto quer. Mas só se for com sua sogra...


 

7 - Ser Galinha

Elas adoram aqueles que pegam e dão em cima de todas, não entendo porque, só para sair contando para os amigos quais ele já "papou".

 

6 - Ser Cafajeste

 
Elas reclamam dos cafajestes, safados, mas isso é só um clichê pra darem de santinhas, mas saiba que elas adoram os cafajestes.


5 - Conhecer os puteiros da região

É sempre importante, afinal, você nunca sabe quando sua namorada ou amante vai voltar daquela viagem de negocios. E você precisa saciar sua vontade, não é mesmo?

 

4 - Ter fama

 
Se você joga em um time de futebol, é ator, ou cantor, por mais feio que você seja, vai ter um fã club. Daí, meu amigo, é só escolher qual você vai comer. 

 

3 - Ter um "documento" respeitável

Você sabe o que as mulheres dizem para um homem que tem o pinto grande? Não? Pois é. Eu sei.

 

2 - Ter Carro

 
Fusca não conta. Com muita boa vontade, pode se contar do Golf pra cima. Se você se incluir nesse grupo, já cresceu muito na briga.

 

1 - Ter Grana

 
A primeira posição do nosso top 10 não poderia ser diferente dessa. É fundamental. De nada adianta você ter todas as outras nove, sem essa. todas querem e desejam o feioso com uma carteira cheia de garoupas. Quem gosta de homem é gay, mulher adora mesmo é uma carteira bem recheada.

 

Resumo: Você feioso, que pensou que ia ficar a vida inteira na frente do pc comendo e lendo tópicos de como conquistar uma garota, ou que pensava em começar academia para ganhar um corpinho, você tem muitas chances de transar, basta ter umas das 3 primeiras do nosso top 10. Mas se tiver a 1ª ou 2ª, fique tranquilo. Pode ter certeza você irá comer muitas mulheres.

 

 

Via Marolinha



publicado por olhar para o mundo às 20:59 | link do post | comentar

 

 

Letra

Cima is ta dzê n'inglês

I love you, I need you

Quero dizer também em Português

Te amo, eu te preciso

 

E não há nada que levar a mal

Ma nôs ê, tud igual

I know you can understand me

Eu gosto muito, muito, muito de ti...

 

You know I love you, I love you, I love you, 

I really love you, I love you

You know I need you, 

I can't live without you, 

não há ninguém como tu

 

Ca tem ninguem cima bo (4x)

 

Alo bonjour comment ça va

Mana Sara do lado de lá

Mim m'ta bom e bo manê q'bo ta

Sara Mana do lado de cá

 

Maybe together you and me

Mi ku bo, bo ku mim

Mi ma bo

Eu e tu, tu e eu

 

I know you can understand me

Maybe juntos together, forever happy

You know I love you, I love you, I love you, I really love you, I love you

You know I need you, I can't live without you, não há ninguém como tu

 

Ca tem ninguem cima bo (4x)

 

Um só povo

Um só coração

One love

 

Branco ku preto

Burmedjo ku marelo

Ka tem diferença não

Ama na fé

Ama bué

Amor grande no coração



publicado por olhar para o mundo às 12:00 | link do post | comentar

mais sobre mim
posts recentes

DEOLINDA - Novo disco ac...

Orq. Gulbenkian & Orq. Ge...

UHF no Cineteatro Munici...

Bar ACERT - Café-Concerto...

Tsunamiz - I Don't Buy It

Biruta - DATAS em JULHO -...

Itinerário do Sal - ópera...

Junho traz concerto de Pe...

Sarah Nery edita EP homón...

Candeio apresentam novo s...

arquivos

Fevereiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Março 2014

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

tags

todas as tags

Related Posts with Thumbnails
blogs SAPO
subscrever feeds
comentários recentes
Moro no Porto gosta de saber se há este tipo de cu...
Olá Boa tarde eu ultimamente não sinto prazer sexu...
Gente me ajudem nao sei oq fazer eu tenho meu mari...
joga na minha conta entaomano
Eu es tou dwsssssssssvzjxjshavsvvdvdvsvwhsjdjdkddd...
Quero fazer uma pergunta referente ao tema e é pro...
fala comigo
Essa papelaria em Queijas da muito jeito chamasse ...
ai mano to nessa como faz???
Gostaria de saber oque fazer quando a criança nega...
Posts mais comentados